15209
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Infantil > Creche - Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Atividade - Montagem de circuito

Nesta atividade, proponha que as crianças realizem uma construção que servirá como brinquedo para elas e para colegas de outras turmas.

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Adriana Mitiko do Nascimento Takeuti

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Procure por imagens de circuitos em escolas para compartilhar com o grupo, identificar quais materiais compõem os circuitos e decidir os que querem utilizar. Envie a lista de materiais para a famílias, explicando a atividade que farão e solicitando a contribuição delas. Verifique na escola a possibilidade de manter o circuito montado por determinado tempo. Mostre as imagens dos textos “Construções lúdicas”, do Instituto Avisa lá, e “Ambientes lúdicos 2”, do Instituto Caleidoscópio. Como a proposta é de construir brinquedos, é importante que eles sejam seguros. Um sugestão é ter outros adultos para ajudar as crianças nas tarefas que exigem mais força e habilidade (amarrar uma corda, empilhar materiais mais pesados etc.).

Materiais:

Para a construção do circuito: sucatas, tocos de madeira, carretéis, conduítes, tubos, canos flexíveis e rígidos, pneus, rolos de papel, tecidos de diferentes texturas e tamanhos, tonéis, cordas e barbantes. Não se limite a essa lista. Reúna materiais de largo alcance de acordo com a pesquisa feita sobre os circuitos, a contribuição das famílias e o que for encontrado na escola e no seu entorno. Verifique a segurança desses materiais retirando farpas, pontas, rebarbas, pregos e parafusos. Não utilize nenhum material tóxico e lave-os bem antes da utilização. Para registro da atividade, algum equipamento para fotografar ou filmar. Papel, caneta ou lápis.

Espaços:

Planeje que esta atividade se inicie na sala. As crianças devem fazer protótipos simples do que querem construir com uma quantidade pequena e variada de materiais. Elas poderão fazer as construções em pequenos grupos. Em seguida, selecione um local amplo, como quadra ou pátio, e coloque os demais materiais reunidos. Deixe-os disponíveis para que as crianças dêem continuidade às construções. Em seguida, poderão brincar livremente no circuito. Ao final, as crianças serão reunidas para conversarem sobre a atividade e auxiliarem na organização do espaço.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 01 hora e 30 minutos. Considere organizar o tempo entre as três principais etapas: elaboração dos protótipos, construção dos brinquedos e roda de conversa.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como as crianças classificam os materiais disponibilizados? Nessa classificação, como demonstram considerar as características deles?

2. Ao planejar e construir o circuito, quais atitudes demonstram que elas organizam os materiais conforme as diferenças, semelhanças e funcionalidades?

3. Como as crianças exploram corporalmente o circuito que construíram? Nesses deslocamentos, de quais formas elas demonstram considerar suas orientações e a de outras crianças?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Incentive que as crianças investiguem, classifiquem e escolham os materiais por meio de diferentes características, como peso, possibilidades de uso e encaixe, textura, cores e cheiros. Certifique-se com as crianças que as construções e agrupamentos feitos no circuito possam ser usados nas brincadeiras por todas da turma.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Reúna todo o grupo na sala e mostre novamente as imagens de circuitos (impressas ou em aparelhos de reprodução) utilizadas para fazer a lista de materiais. Se vocês já brincaram em outros circuitos, mostre também as imagens de seus registros.

Pergunte o que as crianças acham que vão fazer. Ouça as hipóteses e complemente as considerações que surgirem. Diga que vocês vão montar um circuito e, depois, brincar nele. Questione quais são as construções e estruturas dos circuitos que elas mais gostaram, quais chamaram mais a atenção e como foi essa experiência de brincar neles. A partir dessa conversa e observações, definam quais estruturas elas querem tentar construir ou se querem inventar alguma nova. Ouça caso mais de uma criança queira fazer a mesma construção e anote os grupos e interesses, se achar necessário, para apoiar a organização das construções.


2

A partir dos interesses demonstrados pelas crianças e de suas anotações, auxilie-as a se organizarem no espaço da sala em pequenos grupos ou individualmente. Solicite que cada pequeno grupo ou criança conte para o restante da sala o que vai construir, apoiando as falas quando necessário. Elas podem usar ou apontar as imagens para.

É importante que você não defina o que precisa ser feito e respeite o protagonismo da criança, seu repertório, imaginação e interesse. Podem surgir uma infinidade de ideias, como uma estrutura alta, para escalar, para se pendurar, para passar por baixo, um carro, uma balança, uma casa etc.


3

Mostre uma pequena variedade do material de largo alcance que vocês reuniram. Em seguida, solicite que cada pequeno grupo, um por vez, escolha quais materiais vão usar na construção explicando o porquê. Nesta explicação, incentive que além das falas as crianças usem corpos e gestos para mostrar como o material será usado na construção e nas brincadeiras.

Possíveis falas do professor neste momento: Eu anotei aqui que vocês querem construir algo para escalar. Será melhor usar o tonel ou a corda? O que os demais da sala acham? Vocês disseram que vão fazer um balanço, certo? O que é preciso para fazer o balanço? É melhor usar este apoio duro ou o mais flexível? O que mais será necessário? Mais de uma criança quer utilizar este mesmo material. Podemos dividi-lo? Podemos substitui-lo por outro com características parecidas? Qual?

Possíveis falas das crianças neste momento: Escolhi este porque gosto dessa cor. Escolhi este porque dá para entrar. Este aqui rola e é pesado.

Possíveis ações da criança neste momento: Experimentar os materiais fazendo testes em interação com o corpo, encaixes e manuseando-os. Ficar brava caso outro grupo ou criança pegue um material que ela queira usar.


4

Após as crianças selecionarem e escolherem os materiais que vão usar, solicite que façam um teste do que querem construir individualmente ou nos pequenos grupos. Permita que elas troquem de grupo se tiverem mudado de interesse. Esse é um momento interessante para fazer registros de como elas estão pensando em fazer a proposta funcionar e em como dialogam e interagem entre si. Repita que elas podem observar e tentar copiar as construções das imagens disponíveis ou podem fazer de uma forma diferente. Ressalte que este é apenas um teste e um momento de tirar dúvidas e que há mais materiais disponíveis no local onde vocês vão construir o circuito. Se achar pertinente, diga que esse teste pode ser chamado de "protótipo" e pergunte se elas já ouviram falar nesta palavra e o que sabem sobre ela.


5

Percorra entre os grupos, mantendo uma escuta atenta e registrando os avanços por meio de fotografias ou vídeos. Se for solicitado, tire as dúvidas que estiverem surgindo e sugira o uso de outros materiais ou encaixes. Aproveite para conhecer mais de perto as intenções das crianças. Quando notar que os testes estão bem encaminhados, ou que elas querem usar mais materiais, chame todo o grupo para ir com você ao espaço destinado à construção do circuito. As crianças podem se auxiliar para levarem o que já começaram a construir com cuidado.


6

No espaço destinado para a construção do circuito, mostre os demais materiais de largo alcance e combine um tempo com as crianças para que elas modifiquem, terminem ou melhorem os testes das construções que já fizeram. É interessante, neste momento, fazer novamente seus registros e observar como elas se organizam, fazem as escolhas, agrupam ou encaixam os materiais. Participe da atividade, partindo do que as crianças já estiverem fazendo e apoie a exploração sobre as possibilidades de usos desses materiais.


7

Se alguma criança não quiser participar de nenhuma construção, pergunte se ela quer acompanhar a atividade de outras formas, como organizando os materiais, brincando com o que estiver disponível ou te auxiliando a fazer os registros fotográficos da turma.

É possível que alguma criança ou grupo termine a construção antes das outras. Nesse caso, incentive que elas perguntem às demais se podem ajudar de alguma forma, sugerindo e demonstrando o uso de mais materiais, formas de encaixes e agrupamentos.


8

Auxilie as crianças a escolherem o local onde cada construção deve ficar, pedindo que elas demonstrem como poderão brincar e se deslocar entre elas. É possível haver conflitos caso mais de uma criança ou grupo queira utilizar o mesmo espaço. Nesse caso, apoie que elas conversem para chegar a um acordo que satisfaça ao grupo.

Terminada essa organização e construção, reúna todo o grupo. Vocês podem comemorar a finalização da construção do circuito ressaltando suas características e o empenho do grupo. Em seguida, diga que elas poderão brincar livremente pelo circuito experimentando suas construções. Combine com elas um tempo para essa brincadeira.


9

Incentive que as crianças que fizeram cada construção mostrem para as demais quais foram suas ideias de brincadeiras. Além dessas ideias iniciais, observe como cada uma modifica esses significados, imaginando outros cenários, contextos e possibilidades de brincadeiras. É possível que alguma criança fique irritada caso sua construção seja desmontada ou reconstruída por outras. Por isso, combine com o grupo, antecipadamente, se está tudo bem se qualquer um desmontar e reconstruir o que outro grupo fez ou se elas preferem tomar cuidado para que nada seja desmontado. Relembre o que foi combinado quando achar necessário.


10

Incentive que as crianças ajudem as demais a brincar no que construíram, dando orientações, sugestões de movimentos para ultrapassá-los ou formas de brincar e interagir. Elas podem sugerir pular, saltar, se arrastar devagar ou rápido etc. Você também pode brincar com elas e dar sugestões, a partir do que observar, como possibilidade de desafiá-las e diverti-las. Procurem explorar todas as construções do circuito.


11

Respeite se alguma criança não quiser participar de algum momento da brincadeira. Converse com ela para saber como está se sentindo e no que está interessada. Sugira que brinque livremente com os materiais. Convide-a a participar, nos diferentes momentos da atividade, das brincadeiras, e auxilie aquelas que demonstram estar com dificuldades, mesmo não entrando em nenhum grupo.


12

Informe todo o grupo quando o tempo estiver se encerrando. Sugira que elas brinquem nas demais partes do circuito, caso ainda não tenham ido em alguma.


Para finalizar:

Diga que a atividade chegou ao fim e reúna todo o grupo. Solicite que as crianças organizem o espaço e suas construções, considerando que outras crianças poderão brincar nele depois. Separe ao menos 05 minutos para que possam fazer isso no ritmo delas. Vocês podem cantar alguma música sobre organização para deixar este momento mais divertido. Vocês também podem sentar em roda para contar o que acharam da brincadeira, se gostaram mais da parte da construção, da exploração do circuito montado, quais foram os maiores desafios e os momentos mais divertidos.

Desdobramentos

Proponha que as crianças façam, coletivamente, o desenho de um grande mapa com todas as construções que compõem o circuito e apresentem para as crianças e professores das outras turmas, que também poderão brincar no espaço. Converse com elas e registre no mapa as ideias que tiveram sobre como brincar em cada construção e quais cuidados devem ser tomados para preservação do espaço. É importante destacar que as construções podem ser modificadas durante as explorações das outras crianças. Colem o mapa em um local visível e próximo do circuito. Viabilize um dia de brincadeiras no circuito com as diferentes turmas.

Engajando as famílias

Agradeça às famílias pelos materiais que foram enviados à escola. Compartilhe com elas fotografias ou faça registros escritos dos momentos de construções e brincadeiras no circuito. Mostre como o espaço ficou depois de montado, como ele é usado e transformado pelas crianças. Além disso, pergunte às famílias se elas têm mais ideias do que pode ser feito. Convide-as para irem à escola e também construírem um circuito com as crianças. O Plano EDI2_15UND01 traz uma proposta de como essa atividade pode ocorrer.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses) :

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02CG03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02ET05 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02ET01 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano