15192
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Instigar o interesse dos bebês pelas ilustrações de histórias

Organize uma roda de leitura para as crianças e estimule-as a observar e reconhecer as imagens presente em um livro já conhecido.

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Bruna Bonfá Terra da Silva

O que fazer antes?

Contextos prévios:

A fim de ampliar o repertório cultural na primeira infância, a sugestão é utilizar livros que estimulem a criatividade e favoreçam o desenvolvimento de habilidades cognitivas. Escolha livros com narrativas interessantes que causem surpresa, encantamento, espanto, descoberta e curiosidade. Decida por leituras que ampliem o repertório estético com elementos de repetição, histórias rimadas, contos de acumualção etc. Assim, utilizaremos o livro Farra no quintal, da editora Biruta. Faça cópias coloridas e plastificadas das ilustrações do livro. O professor deve conhecer a história para saber a sequência correta das imagens a serem mostradas.Selecione objetos diversos que representem elementos de um quintal e alguns animais de brinquedo - se possível os que possam caracterizar os personagens (gato, pato, rato). Outros livros como “Rápido como um gafanhoto” e “Gildo”, ambos da editora Brinque Book, são boas sugestões para a realização da atividade.As indicações de materiais e brincadeiras poderão ser substituídas de acordo com a história selecionada, utilizando objetos disponibilizados na creche ou outros que sejam de fácil acesso.

Materiais:

Tapete confortável, almofadas ou outro material que você tenha disponível para acomodar as crianças. O livro “Farra no quintal”, as imagens do livro (impressas, coloridas e plastificadas), os diversos animais de brinquedo (principalmente os caracterizarem os personagens, gato, pato e rato), um par de sapatos,os objetos representativos de umquintal (cadeira, banco ou balanço apropriados para bebês e um varal com materiais pendurados, como tecidos e brinquedos de jardim) e alguns elementos da natureza (gravetos, folhas, pedras, vasos de plantas e de flores). Câmera fotográfica para os registros de documentação pedagógica.

Espaços:

Selecione um local da área externa, como solário ou varanda, para organizar a atividade. Coloque o tapete e as almofadas de modo que o bebês menores possam ficar confortáveis. Disponha o livro na centralidade do ambiente de modo convidativo a exploração pelos bebês (pode ficar pendurado no varal, por exemplo). Acomode as imagens da história, os animais de brinquedo, os objetos representativos do quintal e elementos da natureza em cantos diferentes, oportunizando os movimentos corporais pelo deslocamento. Separe alguns destes recursos de caracterização do contexto da narrativa para serem pendurados no varal, que deverá ser fixado a uma altura que os bebês possam fazer suas interações com os objetos.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 50 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como os bebês comunicam descobertas e desejos no contexto da brincadeira?

2. Quais são as reações dos bebês ao reconhecerem as ilustrações da história? Como observam e interagem com a leitura que o adulto faz?

3. Como os bebês vivenciam os diversos ritmos das interações e das brincadeiras no momento da proposta com histórias?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Garanta que todos os bebês se envolvam na proposta por meio da interação com a história, da exploração dos objetos representativos e dos elementos da natureza. Favoreça situações em que eles possam reconhecer as imagens por meio de interações e das brincadeiras.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Um ambiente convidativo promove o interesse dos bebês pela proposta. Organize o espaço em que a atividade será desenvolvida a fim de oportunizar situações exploratórias pelo grupo.O ambiente deve permitir movimento, propiciar situações de escolhas e favorecer as experiências de exploração, provocando divertidas aprendizagens durante o brincar. Em sala, conte aos bebês sobre a proposta de brincar com histórias e crie expectativas sobre as descobertas que poderão fazer no ambiente e com os materiais disponibilizados. Convide-os a se deslocarem até o local preparado e auxilie a todos no deslocamento, principalmente aos bebês que necessitam de ajuda para locomoção. Lembre-se de pegar a câmera fotográfica para registrar esses momentos, quando possível.

Possíveis falas do professor neste momento: Organizei um ambiente na área externa com vários materiais que representam o livro “Farra no quintal”! Vamos nos divertir com essa história?

Possíveis ações da criança neste momento: Os bebês podem sorrir e bater palmas, demonstrando interesse pela proposta.


2

Ao chegar no espaço organizado para a brincadeira, assegure que os bebês menores estejam acomodados com segurança, conforto e perto de todo o grupo, potencializando as tentativas de movimentação quanto aos objetos de interesse. Apoie as iniciativas de investigação dos materiais pelos bebês, instigando a curiosidade deles pela história a ser apresentada. Os bebês podem se locomover no ambiente a fim de descobrir os elementos que o compõe, interagindo e percebendo novas possibilidades de brincar. Neste contexto, incentive o grupo a interagir com os recursos de caracterização que compõe o enredo da história (animais de brinquedo, um par de sapatos, cadeira, banco ou balanço, gravetos, folhas, pedras, vasos de plantas e de flores) presentes no ambiente e com os recursos pendurados no varal.

Possíveis falas do professor neste momento: Olhem turma, quantos objetos diferentes! Será que tudo isso faz parte da história do livro “Farra no quintal”? Como será que podemos brincar com eles? Vejam esse objetos pendurados!

Possíveis ações da criança neste momento: Elas podem pegar, chacoalhar, colocar na boca e brincar com os objetos a fim de explorá-los.


3

Observe como o grupo reage às descobertas que fazem, se balbuciam, gesticulam ou se movimentam em direção aos colegas a fim de demonstrar novidades. Esteja atento aos bebês, auxiliando a busca pelo objeto de interesse, quando necessário. Enquanto o grupo estiver engajado nas situações exploratórias, reúna as imagens e as organize de acordo com a sucessão de acontecimentos da história. Pegue o livro e se acomode de modo que todos os bebês possam estar próximos à você. Convide o grupo a se reunir e diga que apresentará a história do livro “Farra no quintal”. Permita que eles explorem a capa, conheçam as personagens e identifiquem o contexto por meio da relação com os recursos de caracterização presentes na brincadeira. Incentive o desenvolvimento de situações imaginárias e possibilite o protagonismo dos bebês nas brincadeiras ao respeitar suas formas de interação e comunicação com a narrativa.

Possíveis ações da criança neste momento: Os bebês podem se movimentar ou gesticular na tentativa de buscar o objeto de interesse. Por estarem envolvidos no contexto da brincadeira, podem sorrir e balbuciar mostrando suas descobertas ou desejos. Algum bebê pode pegar, folhear o livro e colocar sobre o amigo, incentivando que faça o mesmo.


4

Apresentado o enredo ao grupo de bebês, comece a história expondo as imagens na sequência. Faça a narrativa empregando diferentes entonações de voz e variadas expressões faciais para representar as personagens ou as características do contexto. Torne-se parte da narrativa ao elaborar gestos e representar sons, incentivando os bebês a participarem dessa brincadeira de imitação. Leia a história de modo que eles possam apreciá-la. Posteriormente, motive o grupo a identificar as ilustrações apresentadas. Desta forma, os bebês têm a oportunidade de ampliar as brincadeiras imaginárias. Fixe as imagens no chão ou na parte baixa da parede para que eles continuem engajados nas situações exploratórias com todo material disponibilizado. Neste momento, convide-os individualmente a vivenciarem alguma cantiga popular que lembre a brincadeira de infância, como 'Serra, serra, serrador'. Acomode o bebê em seu colo com segurança, brinque e movimente o corpo dele enquanto recita a cantiga. Verifique a canção em Quintal da Cultura - Serra, serra, serrador.


Para finalizar:

Permita que os bebês fiquem livres em suas iniciativas e brincadeiras após a narrativa. Antecipe a finalização da atividade e indique o que será feito posteriormente. A previsibilidade é importante para a transição de momentos e etapas subsequentes. Respeite os desejos do bebê que eventualmente tenha interesse por outra proposta e possibilite outra ação pertencentes a sala de referência, como brincar em uma cortina sensorial, caixa de encaixes sólidos ou cesto de brinquedos favoritos. Convide o grupo a colaborar com a organização dos materiais, encoraje os esforços e reconheça as tentativas de participação. Cante uma música que marque os momentos de arrumação e finalização de atividades.

Desdobramentos

Realize essa proposta diversas vezes ao longo do ano usando a mesma história e diversas outras que sejam de apreciação do grupo ou da cultural local. Para variações, diversifique os espaços da brincadeira e troque os elementos representativos de acordo com a história selecionada. Esta atividade pode ser desenvolvida com recursos tecnológicos, utilizando computador, projetor ou lousa digital para apresentar a sequência de imagens da narrativa. As imagens devem, anteriormente, serem digitalizadas. Além delas, o professor pode apresentar os diversos sons presentes nos enredos que podem ser encontrados na internet.

Engajando as famílias

Envie uma carta às famílias contando sobre a atividade a ser desenvolvida. Pergunte a opinião delas a respeito dessa proposta e como imaginam as reações dos bebês. Depois de encerrada a brincadeira com histórias, prepare o material a ser enviado aos lares. Separe e imprima algumas fotografias que fazem parte dos registros pedagógicos, faça recortes dos comentários das famílias e escreva relatos sobre o desenvolvimento da atividade. Utilize uma pasta grampo para organizar as folhas de papel A3 com essas informações e encaminhe para as famílias apreciarem, envolvendo-as nas brincadeiras com histórias.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Bebês :

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01ET06 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01EF04 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01EO04 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano