15100
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 2º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Como se formam as palavras?

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 2º ano do Fundamental sobre formação de palavras

Plano 01 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Isabella Patrícia Oliveira Madeira Da Silva

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a primeira aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é perceber a possibilidade de segmentar palavras em sílabas, removendo e substituindo sílabas iniciais, mediais ou finais para criar novas palavras.

Materiais necessários: Atividade para impressão “Na Ilha das Frutas” disponível aqui. Resolução da atividade como apoio para o professor, disponível aqui. Lápis, borracha, lápis de cor, quadro do professor e projetor de slides. Sílabas para serem impressas e usadas durante a correção feita no cartaz, disponíveis aqui. Sugestão de texto e montagem do cartaz, disponível aqui. Cartolinas, pincel atômico para a confecção do cartaz.

Dificuldades antecipadas: Não conseguirem compreender a segmentação das palavras em sílabas ou não fazerem as junções silábicas necessárias para a formação de novas palavras.

Referências sobre o assunto:

CEEL/UFPE - Centro de Estudos em Educação e Linguagem da Universidade Federal de Pernambuco; MEC - Ministério da Educação. Jogos de Alfabetização. Pernambuco, 2009. Disponível em: <http://www.plataformadoletramento.org.br/arquivo_upload/2014-02/20140210152238-mec_ufpe_manual_de_jogos_didaticos_revisado.pdf> Acesso em: 09 de novembro de 2018.

Morais, A. Consciência fonológica na alfabetização. CEEL/UFPE - Centro de Estudos em Educação e Linguagem da Universidade Federal de Pernambuco. Disponível em: <http://ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/glossarioceale/verbetes/consciencia-fonologica-na-alfabetizacao>. Acesso em: 09 de novembro de 2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações: Leia o tema da aula para as crianças e explique que na aula de hoje vão analisar as partes de que são feitas as palavras.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 9-10 minutos

Orientações:

  • Forme duplas produtivas, levando em consideração a hipótese de escrita dos alunos, deixando sempre alunos em hipótese de escrita diferentes juntos, de modo que um possa auxiliar o outro na leitura de palavras e na sistematização das descobertas.

  • Escreva no quadro duas palavras que se iniciam com a mesma sílaba. Podem ser nomes de alunos como CAMILA e CAROLINA, MARIA e MATEUS, ou a sugestão: MAÇÃ e MARACUJÁ.

  • Pergunte às crianças se elas percebem alguma semelhança na escrita dessas palavras. Ouça suas hipóteses e escreva algumas delas no quadro. Se preciso, encoraje-as.
  • Que sequência de letras temos nesta palavra que também encontramos na outra? - Espera-se que as crianças percebam que M e A aparecem no início das duas palavras na mesma sequência.
  • E elas estão na mesma ordem nas duas palavras, certo? - Essa pergunta pode contribuir para que crianças que ainda não estejam no nível alfabético, avancem em suas hipóteses e participem da análise, ouvindo o que os colegas tem a dizer, confrontando suas percepções com várias outras.
  • Vocês acham que isso é comum? Encontrarmos as mesmas letras na mesma ordem, em palavras diferentes? Por que será? - Espera-se que dentre as hipóteses levantadas, algumas crianças tenham percebido que essas letras nesta ordem, representam um som, que é o mesmo som inicial nas duas palavras. Caso essa questão não seja levantada, prossiga indagando.
  • Vamos falar em voz alta as duas palavras? MAÇÃ - MARACUJÁ. Tem algum som semelhante nas duas palavras? Foi no início ou no fim da palavra? Se foi no início, será que tem relação com a sequência de letras iguais? - Espera-se que as crianças cheguem à conclusão de que há esta relação e a indagação pode contribuir nos casos em que alguma criança estiver na hipótese de escrita pré-silábica, silábica sem valor ou silábica com valor convencional, ajudando-a a perceber que a escrita está diretamente ligada ao som da fala e que para conseguirmos alguns sons, precisamos de mais de uma letra.

  • Escreva a sílaba que se repete, mas agora de forma isolada. Seguirei com o exemplo das frutas e caso escolha outras palavras, pense em um repertório maior de palavras com a sílaba a ser destacada. Faça perguntas para que as crianças percebam que as sílabas são formadas por letras organizadas em determinadas ordens para conseguirmos determinados sons.
  • Como vocês perceberam, foram essas letras que se repetiram e nessa ordem. Qual é o som dessas letras quando as lemos juntas?
  • Muito bem, é MA. Vocês sabem como se chamam esses pedacinhos das palavras que são formadas por uma ou mais letras? Quando juntamos, por exemplo, a letra M com a letra A e fica MA, ou M com E e fica ME, M com I, M com O, M com U? - Se necessário escreva no quadro as sílabas e as leia. É altamente provável que ao menos uma criança se lembre que denominamos essas partes de sílabas, pois já trabalhamos com a formação de sílabas desde o início da alfabetização. Se nenhuma delas se lembrar, você pode dizer a nomenclatura para eles.
  • Quando nós falamos uma palavra, seja pequena ou grande, nós precisamos abrir a boca para emitir os sons. Quando nós falamos uma palavra devagar, acabamos por falar ela em pedacinhos, pois cada vez que movimentamos os lábios emitimos um som diferente, uma parte da palavra, e fica mais fácil de distinguir as sílabas que são cada uma dessas partes. Vamos tentar com a palavra MAÇÃ? - Fale devagar MA-ÇÃ contando nos dedos ou batendo palmas a cada sílaba emitida.
  • Quantas sílabas temos em maçã? Muito bem, temos duas sílabas. Vou escrever essas sílabas dentro de quadradinhos para que possamos visualizar melhor.
  • E a primeira sílaba, MA, é a mesma sílaba que temos em MARACUJÁ. O som é igual, não é mesmo?
  • Agora vamos voltar a olhar somente para a sílaba MA. Alguém consegue se lembrar de mais palavras que têm essa sílaba? - Deixe que as crianças falem de 2 a 3 palavras que comecem com MA, fale as palavras silabando-as oralmente e contando nos dedos, depois as escreva no quadro, separando-as em sílabas, destacando a sílaba analisada.
  • Essa sílaba MA não precisa estar só no início da palavra. Por exemplo, no nome da parte amarela do ovo, como chama, mesmo? Isso mesmo, em gema, ela está no início ou no final? Muito bem, no final.
  • E na palavra AMARELO? Está no início, no meio ou no final? - Se preciso, fale mais pausadamente para que fique claro para as crianças que há sílabas/sons emitidos antes de MA e depois de MA.
  • Vamos falar essas palavras e tentar separá-las em sílabas contando os sons nos dedos? Para isso, precisamos falar as partes da palavra mais devagar. GE-MA. Duas sílabas. Vou escrever no quadro, dentro de quadradinhos novamente, para que vocês compreendam bem como podemos dividir as palavras em sílabas.
  • A-MA-RE-LO tem três sílabas. - Escreva no quadro, dentro de quadradinhos.
  • Vocês perceberam que a primeira sílaba de amarelo só tem uma letra? É uma vogal ou consoante?
  • Em todas essas palavras que escrevi no quadro, dentro de quadradinhos, você vai encontrar pelo menos 1 vogal, pois todas as sílabas precisam de uma vogal. Vamos relembrá-las? A-E-I-O-U. Em algumas palavras elas podem ter acentos, não é mesmo? Em MAÇÃ temos o til para que o A fique com som de Ã.

  • Explique que na atividade principal desta aula, eles vão analisar algumas palavras e as sílabas delas, pois pode-se analisar e brincar com as sílabas das palavras como já fizeram ao se lembrarem de mais palavras que tenham a sílaba MA.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações: Essa 1º parte deve durar aproximadamente 15-20 minutos

  • Entregue uma cópia da atividade - Na Ilha das frutas para cada aluno e peça para que acompanhem a leitura no papel enquanto você lê o texto em voz alta.

  • Peça para que prestem bem atenção nas palavras que estão destacadas no texto.

  • Após a leitura, pergunte para as crianças se elas notaram que todas as palavras destacadas são nomes de frutas. Algumas são mais conhecidas do que outras, então, pode haver algumas delas que as crianças desconheçam. Alguns desses nomes são palavras-valise, que vem a ser a fusão de dois nomes de frutas diferentes, o que será trabalhado no próximo tópico.

  • Pergunte também se perceberam que algumas palavras são diferentes e peça para que expliquem o que elas viram de diferente. É esperado que as crianças percebam que alguns nomes das frutas são uma mistura de palavras.
  • O que era a Mantanga? Segundo o texto é a mistura de manga com pitanga. Essa mistura, como o sr. Marmelo falou, é uma mistura de palavras que já existem para formar uma nova palavra.
  • Vocês notaram que na parte debaixo da folha estão escritos os nomes das frutas que foram misturadas, uma ao lado da outra? Temos Manga e ao lado escrito Pitanga. Na frente das duas palavras, temos a palavra formada, MANTANGA.
  • Eu já as trouxe separadas em sílabas para facilitar o trabalho de vocês. Lembram que vimos como podemos separar as palavras em sílabas? Se nós falarmos MAN-GA e PI-TAN-GA devagar, vocês podem conferir se a separação e a quantidade de sílabas está correta.
  • O desafio inicial vai ser descobrir qual sílaba de cada palavra não foi usada para formar a nova.
  • Qual sílaba de MANGA e qual sílaba de PITANGA não foram usadas na palavra MANTANGA?
  • Converse com sua dupla e analisem atentamente as palavras juntos. Vou dar um tempinho para que analisem primeiro as palavras que formam MANTANGA para ver se todo mundo entendeu.
  • As duplas que forem conseguindo encontrar as sílabas que não foram usadas em MANTANGA circule-as e vão levantando as mãos pra eu saber quando todo mundo terminar.

  • Se estiver projetando os slides, pode reforçar a explicação com o exemplo dado, em que as sílabas que não foram usadas já estão destacadas.

  • Dê um tempo e espere que as crianças façam essa primeira análise em Manga e Pitanga. Conforme a maioria for terminando, faça a correção com toda a sala desse primeiro par de palavras para se certificar de que entenderam bem o que foi pedido. Disponha o cartaz em frente ao quadro ou faça algo parecido, no quadro, à mão. Mesmo que seja feito no quadro, é interessante levar as sílabas para manipular. Apresente as sílabas que formam as palavras MAN-GA e PI-TAN-GA. Seria ainda mais proveitoso se pudesse disponibilizar um conjunto de sílabas para cada dupla poder manipular.
  • Muito bem, vamos analisar juntos essas palavras. Qual sílaba de manga foi usada na palavra MANTANGA? Tem MAN na palavra MANTANGA? - Apresente a sílaba. Isso mesmo, foi usada, é a primeira sílaba.
  • A segunda sílaba de MANTANGA é TAN, ela foi retirada de MANGA ou PITANGA? MANGA não tem TAN, vamos olhar para PITANGA? A primeira sílaba é PI. Ela foi usada? Não. Nem o GA e de MANGA e nem o PI de PITANGA foram usados.
  • Vamos olhar a segunda sílaba de PITANGA. É TAN. Precisamos dessa sílaba em MANTANGA? Isso mesmo, é a sílaba do meio. E o GA?
  • Sim, de PITANGA foram usados o TAN-GA. Então na palavra MANTANGA temos o MAN de MANGA e TAN-GA de PITANGA. Cole as sílabas no cartaz, ou escreva-as no quadro.
  • Quais sílabas sobraram? Isso mesmo, foi GA e PI, essas são as sílabas que devem ser pintadas. Vou deixá-las separadas, pois as usaremos depois.
  • Você pode analisar com a turma que MAN e TAN apresentam sons finais parecidos, pois tem algumas letras iguais e analisar o que as diferencia uma da outra, que são os sons das letras iniciais, desafiando alguma criança a dizer quais letras são diferentes nessas sílabas.
  • Agora vocês devem fazer o mesmo analisando quais sílabas de JAMELÃO e LARANJA foram usadas na palavra JAMERANJA, e circulem as que não foram usadas, após a correção vocês podem pintar.
  • Depois, analisem quais sílabas de GENIPAPO e CACAU foram usadas em GENIPACAU e quais não foram usadas, para circularem.
  • Vocês vão reparar que eu mudei a ordem de algumas palavras para dificultar um pouquinho, pois a palavra CACAU é a primeira aí embaixo. Qual sílaba de CACAU será que foi usada em GENIPACAU? Se vocês prestarem atenção no som e nas sílabas que estão na palavra formada pelas duas frutas, não vai ser difícil.

  • Dê aproximadamente 10 minutos para que tentem fazer sozinhos. Quando findar o tempo ou todas as duplas já tiverem terminado, corrija em grupo, solicitando aos alunos que ditem quais sílabas foram usadas e quais não foram. Você pode apresentar as sílabas e pedir para que as crianças apontem quais foram usadas, para você ir colando no cartaz, ou escrevendo no quadro. A seguir algumas sugestões de intervenções, caso sejam necessárias.
  • Já analisamos e corrigimos MANTANGA juntos, agora vamos fazer o mesmo com as outras palavras. Quais sílabas de JAMELÃO foram usadas para formar a palavra JAMERANJA? Muito bem, foram as sílabas JA e ME. Então a sílaba que não foi usada foi LÃO.
  • E de laranja quais usamos em JAMERANJA? Isso mesmo, foram as sílabas RAN-JA. A que não usamos foi LA. Alguém discorda da escolha dos colegas? Caso alguém discorde, ouça o que tenha a dizer e, se necessário, explique, mostrando no quadro.
  • As sílabas que devem ser pintadas são LÃO e LA. Você pode desafiar alguma criança a dizer quais sílabas são iguais em JAMERANJA.
  • Agora, vamos analisar as sílabas de GENIPACAU. De qual palavra vem a 1º sílaba? E a 2º? E a 3º? Muito bem, essas três sílabas são de GENIPAPO. E a última, a sílaba CAU? Isso mesmo, foi retirada de CACAU. Então, quais sílabas vocês circularam? CA em CACAU e PO em GENIPAPO. Todos concordam com essas escolhas?
  • As sílabas que devem ser pintadas são CA e PO. Você pode desafiar alguma criança a dizer qual é a diferença entre CA e CAU.
  • Para formar CAMBUÇÃ, usamos alguma sílaba de MAÇÃ? Muito bem, usamos o ÇÃ. E de CAMBUCÁ quais foram usadas? Isso mesmo, usamos CAM-BU.
  • Quais devemos pintar? MA em MAÇÃ e CA em CAMBUCÁ, pois foram as sílabas que não usamos em CAMBUÇÃ. Você pode analisar com as crianças o fato de que CA, ÇÃ e CAM começam com C, mas tem som diferente, desafiando as crianças a elencarem o que há de diferente em cada sílaba e como elas acham que esses elementos diferentes podem mudar o som das sílabas.
  • E Em BANARANGO? O que temos da palavra MORANGO em BANARANGO? Isso mesmo, usamos RAN e GO. E da palavra BANANA, quantas sílabas usamos? BA e NA.
  • Quais devem pintar? MO e NA. Todos concordam com as escolhas do colega? Alguém colocou diferente? Você pode desafiar alguma criança a dizer quantas sílabas formam BANARANGO.
  • E agora, o que vamos fazer com essas sílabas que sobraram?

Materiais complementares: Atividade para impressão “Na Ilha das Frutas” disponível aqui. Resolução da atividade como apoio para o professor, disponível aqui. Lápis, borracha, lápis de cor, quadro do professor e projetor de slides. Sílabas para serem impressas e usadas durante a correção feita no cartaz (e, se possível, disponibilizada 1 cópia para cada dupla), disponível aqui. Sugestão de texto e montagem do cartaz, disponível aqui. Cartolinas, pincel atômico para a confecção do cartaz.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações: A sugestão é que essa 2º parte do desenvolvimento dure aproximadamente 12 minutos.

  • Quando terminarem a correção, peça para que as crianças olhem para as sílabas pintadas e para os quadradinhos em branco.

  • Explique que agora o desafio é formar palavras com as sílabas que sobraram de cada palavra.
  • Vamos formar palavras com as sílabas, mas devem ser palavras que existem de verdade, palavras que vocês já conhecem.

  • Você pode ir analisando junto das crianças. Vá apresentando as sílabas que sobraram e vá tentando formar palavras junto com as crianças. A seguir, algumas sugestões de intervenções:
  • A 1º palavra que precisamos formar tem 2 sílabas. Vamos ver que sílabas podemos juntar? Qual é a que está pintada em MANGA? GA.
  • Vamos pensar com que outra sílaba pintada podemos juntar com GA e formar uma palavra.
  • Escrevam já a sílaba GA no primeiro quadradinho.
  • A palavra abaixo de MANGA é JAMELÃO e a sílaba que pintamos é LÃO. Se nós juntarmos a sílaba LÃO à sílaba GA será que vai formar uma palavra? GA-LÃO. E aí, existe essa palavra?
  • Muito bem, existe sim a palavra GALÃO. É um recipiente com gargalo que usamos para colocar líquido, não é mesmo?
  • Qual sílaba está pintada na palavra debaixo? CA. Será que conseguimos formar uma palavra de duas sílabas usando a sílaba CA?
  • Vamos olhar para a sílaba da palavra debaixo para descobrir se podemos juntá-las ou não. É MA. CA com MA formaria alguma palavra? Querem tentar colocá-las aí nos quadradinhos? Muito bem, dá pra formar CAMA. E também dá pra formar MACA se trocarmos a ordem. Ambas são duas coisas usadas para deitar pessoas.
  • De morango qual pintamos? MO. Vamos ver se encontramos mais alguma sílaba para formar uma palavra com 2 sílabas. Em PITANGA vocês pintaram a sílaba PI. MO com PI formam alguma palavra? Eu não conheço nenhuma.
  • Vamos tentar com a próxima? A próxima sílaba que foi pintada foi LA. Será que se juntarmos MO e LA formamos alguma palavra? Muito bem, formamos a palavra MOLA.
  • Agora temos de formar uma palavra com 3 sílabas. Temos a sílaba PI que não usamos na outra palavra. Será que conseguimos formar uma palavra de 3 sílabas com PI? Qual sílaba de GENIPAPO foi pintada? PO, será que se juntarmos PI com PO formamos alguma palavra? Ainda falta mais uma sílaba para descobrir. Qual pintamos em CAMBUBA? Foi CA.
  • Conseguiram formar uma palavra com essas sílabas? Muito bem, dá pra formar PIPOCA.
  • Como não temos mais sílabas e nem quadradinhos para preencher, vamos deixar a sílaba NA aí. Conhecem alguma palavra que comece com NA? Muito bem, temos NAVIO.
  • Descobrimos, então, que podemos encontrar a sílaba GA no início da palavra GALÃO e no final da palavra MANGA, não é mesmo?
  • A sílaba MA pode estar no começo de palavra como em MAÇÃ e no final como em CAMA.
  • Encontramos o PI em PITANGA, PIPOCA e em que outra palavra? Se lembram de alguma? Muito bem, PIPA.
  • Uma mesma sílaba pode se misturar com outras e formar muitas palavras!

  • Agora, peça para que as crianças olhem para as outras palavras que estão destacadas no texto, mas que não foram analisadas ainda. Escreva-as no quadro. Se preciso, faça a primeira palavra com a turma.
  • Além de encontrarmos sílabas iguais ou parecidas em várias palavras, nós também podemos encontrar palavras inteiras dentro de outras palavras! Dentro da palavra BANANA, nós podemos encontrar o nome ANA, não é verdade?
  • Vamos olhar para as outras palavras que estão destacadas no texto, as que estão em negrito, mas não estão sublinhadas. Também são nomes de frutas. A 1º é CARAMBOLAS. Será que podemos encontrar outra palavra dentro desta palavra? Vamos lê-la pausadamente? CA-RAM-BO-LAS. Veja essas duas sílabas finais. - Cubra as 2 primeiras sílabas para deixar as últimas em evidência.
  • Temos a palavra BOLAS dentro de CARAMBOLAS!
  • Agora, vou dar um tempo para que vocês discutam em dupla e tentem encontrar outras palavras dentro dessas: AMORA, JABUTICABA, GRAVIOLA E MARMELO. Quem for descobrindo, levante a mão e compartilhe com a sala e venha apontar no quadro.
  • Conforme formos descobrindo, vocês podem ir escrevendo essas palavras nas 5 linhas. BOLAS vocês já podem escrever.

  • Depois de ter dado tempo para que as crianças façam a descoberta em dupla, veja se conseguiram encontrar as palavras.

  • As palavras que devem ser encontradas são respectivamente AMOR, JABUTI, VIOLA e MAR. Caso as crianças não encontrem sozinhas, você pode ajudando com dicas:
  • A palavra dentro de AMORA é um sentimento muito bonito. Se nós tirarmos apenas uma letra de AMORA, nós encontramos.
  • Dentro de JABUTICABA encontramos o nome de um animal. O nome desse animal tem 3 sílabas.
  • Dentro de GRAVIOLA nós temos o nome de um instrumento musical de cordas.
  • Em MARMELO, vamos encontrar uma palavra pequenina, de 1 sílaba só, para falar de um lugar muito grande e que tem muita água.
  • Outras possibilidades são CARA, MORA, JABU (nome de peixe em algumas regiões) AMO, ABA, OLA e ELO. Caso essas hipóteses sejam levantadas pelas crianças, peça para que coloquem na folha, em algum espaço vazio.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

  • Analise as descobertas com as crianças e sugira um registro delas no caderno.
  • Hoje nós fizemos muitas descobertas. Todos aqui já sabiam que as palavras podem ser separadas em sílaba? - Resposta pessoal. Algumas crianças podem conseguir fazer isso oralmente, mas ao escrever, ainda apresentarem muitas dúvidas, o que é comum no processo de alfabetização. Nestes casos, algumas dicas como “toda sílaba deve ter uma vogal” que já foi dada no início da aula, pode ser resgatada e ajudar as crianças a ampliarem suas percepções neste sentido.
  • Acham que se falarmos de forma pausada, prestando atenção nos movimentos dos lábios e contando nos dedos pode ficar mais fácil? - Espera-se que as crianças tenham se apropriado dessa dica para trabalharem com a segmentação de palavras. Caso algumas apresentem ainda apreensão, repasse oralmente com elas, contando nos dedos, falando pausadamente, batendo palmas, analisando o som da sílaba inicial de uma palavra e que possíveis letras poderiam ser usadas para contemplarem tal som.
  • Vocês já tinham percebido que uma só sílaba pode ser usada combinada com outras para formar novas palavras? Que elas podem estar no começo, no meio e no fim das palavras? - Resposta pessoal. Você pode pedir para que as crianças relembrem rapidamente alguns exemplos.
  • Vamos deixar essas descobertas registradas no caderno? Vocês se lembram de tudo o que descobrimos sobre as sílabas? O que acham de vocês irem me falando com suas palavras e eu vou escrevendo aqui no quadro?
  • Conforme as crianças forem falando, vá sistematizando as ideias tanto oralmente, quanto no quadro. Algumas sugestões para sistematizar o registro:
  • As palavras são formadas por sílabas e todas sílabas devem ter pelo menos 1 vogal. como A-MO-RA que tem 3 sílabas e em todas as sílabas temos vogais.
  • As sílabas são as partes das palavras, e podemos descobri-las falando a palavra devagar e contando os pedacinhos falados no dedo ou batendo palmas.
  • Podemos encontrar uma mesma sílaba em palavras diferentes como MA em MAÇÃ, que está no início da palavra, em CAMA que está no final, em AMARELO que está no meio da palavra, além de muitas outras. Por isso, podemos brincar com qualquer sílaba de uma palavra, tentando formar outras palavras, combinando com outras sílabas.
  • Uma sílaba nos dá um som dentro da palavra e ela deve ser escrita sempre na mesma sequência, pois MA tem um som e AM tem outro som. Na palavra MA-ÇÃ, temos dois sons quando falamos e temos duas sílabas quando escrevemos.
  • Também podemos encontrar palavras inteiras dentro de outras palavras como a palavra AMOR dentro de AMORA.

  • Veja se as crianças apresentaram alguma dificuldade em compreender a divisão silábica das palavras, ou de formar palavras a partir das sílabas soltas. Registre as principais dificuldades observadas e pense em possíveis maneiras de resolvê-las nas próximas aulas.

  • Reflita também sobre o trabalho das duplas, se a escolha de pares foi assertiva, se é interessante manter algumas crianças juntas na próxima aula ou se é melhor tentar novos agrupamentos.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a primeira aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é perceber a possibilidade de segmentar palavras em sílabas, removendo e substituindo sílabas iniciais, mediais ou finais para criar novas palavras.

Materiais necessários: Atividade para impressão “Na Ilha das Frutas” disponível aqui. Resolução da atividade como apoio para o professor, disponível aqui. Lápis, borracha, lápis de cor, quadro do professor e projetor de slides. Sílabas para serem impressas e usadas durante a correção feita no cartaz, disponíveis aqui. Sugestão de texto e montagem do cartaz, disponível aqui. Cartolinas, pincel atômico para a confecção do cartaz.

Dificuldades antecipadas: Não conseguirem compreender a segmentação das palavras em sílabas ou não fazerem as junções silábicas necessárias para a formação de novas palavras.

Referências sobre o assunto:

CEEL/UFPE - Centro de Estudos em Educação e Linguagem da Universidade Federal de Pernambuco; MEC - Ministério da Educação. Jogos de Alfabetização. Pernambuco, 2009. Disponível em: <http://www.plataformadoletramento.org.br/arquivo_upload/2014-02/20140210152238-mec_ufpe_manual_de_jogos_didaticos_revisado.pdf> Acesso em: 09 de novembro de 2018.

Morais, A. Consciência fonológica na alfabetização. CEEL/UFPE - Centro de Estudos em Educação e Linguagem da Universidade Federal de Pernambuco. Disponível em: <http://ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/glossarioceale/verbetes/consciencia-fonologica-na-alfabetizacao>. Acesso em: 09 de novembro de 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações: Leia o tema da aula para as crianças e explique que na aula de hoje vão analisar as partes de que são feitas as palavras.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 9-10 minutos

Orientações:

  • Forme duplas produtivas, levando em consideração a hipótese de escrita dos alunos, deixando sempre alunos em hipótese de escrita diferentes juntos, de modo que um possa auxiliar o outro na leitura de palavras e na sistematização das descobertas.

  • Escreva no quadro duas palavras que se iniciam com a mesma sílaba. Podem ser nomes de alunos como CAMILA e CAROLINA, MARIA e MATEUS, ou a sugestão: MAÇÃ e MARACUJÁ.

  • Pergunte às crianças se elas percebem alguma semelhança na escrita dessas palavras. Ouça suas hipóteses e escreva algumas delas no quadro. Se preciso, encoraje-as.
  • Que sequência de letras temos nesta palavra que também encontramos na outra? - Espera-se que as crianças percebam que M e A aparecem no início das duas palavras na mesma sequência.
  • E elas estão na mesma ordem nas duas palavras, certo? - Essa pergunta pode contribuir para que crianças que ainda não estejam no nível alfabético, avancem em suas hipóteses e participem da análise, ouvindo o que os colegas tem a dizer, confrontando suas percepções com várias outras.
  • Vocês acham que isso é comum? Encontrarmos as mesmas letras na mesma ordem, em palavras diferentes? Por que será? - Espera-se que dentre as hipóteses levantadas, algumas crianças tenham percebido que essas letras nesta ordem, representam um som, que é o mesmo som inicial nas duas palavras. Caso essa questão não seja levantada, prossiga indagando.
  • Vamos falar em voz alta as duas palavras? MAÇÃ - MARACUJÁ. Tem algum som semelhante nas duas palavras? Foi no início ou no fim da palavra? Se foi no início, será que tem relação com a sequência de letras iguais? - Espera-se que as crianças cheguem à conclusão de que há esta relação e a indagação pode contribuir nos casos em que alguma criança estiver na hipótese de escrita pré-silábica, silábica sem valor ou silábica com valor convencional, ajudando-a a perceber que a escrita está diretamente ligada ao som da fala e que para conseguirmos alguns sons, precisamos de mais de uma letra.

  • Escreva a sílaba que se repete, mas agora de forma isolada. Seguirei com o exemplo das frutas e caso escolha outras palavras, pense em um repertório maior de palavras com a sílaba a ser destacada. Faça perguntas para que as crianças percebam que as sílabas são formadas por letras organizadas em determinadas ordens para conseguirmos determinados sons.
  • Como vocês perceberam, foram essas letras que se repetiram e nessa ordem. Qual é o som dessas letras quando as lemos juntas?
  • Muito bem, é MA. Vocês sabem como se chamam esses pedacinhos das palavras que são formadas por uma ou mais letras? Quando juntamos, por exemplo, a letra M com a letra A e fica MA, ou M com E e fica ME, M com I, M com O, M com U? - Se necessário escreva no quadro as sílabas e as leia. É altamente provável que ao menos uma criança se lembre que denominamos essas partes de sílabas, pois já trabalhamos com a formação de sílabas desde o início da alfabetização. Se nenhuma delas se lembrar, você pode dizer a nomenclatura para eles.
  • Quando nós falamos uma palavra, seja pequena ou grande, nós precisamos abrir a boca para emitir os sons. Quando nós falamos uma palavra devagar, acabamos por falar ela em pedacinhos, pois cada vez que movimentamos os lábios emitimos um som diferente, uma parte da palavra, e fica mais fácil de distinguir as sílabas que são cada uma dessas partes. Vamos tentar com a palavra MAÇÃ? - Fale devagar MA-ÇÃ contando nos dedos ou batendo palmas a cada sílaba emitida.
  • Quantas sílabas temos em maçã? Muito bem, temos duas sílabas. Vou escrever essas sílabas dentro de quadradinhos para que possamos visualizar melhor.
  • E a primeira sílaba, MA, é a mesma sílaba que temos em MARACUJÁ. O som é igual, não é mesmo?
  • Agora vamos voltar a olhar somente para a sílaba MA. Alguém consegue se lembrar de mais palavras que têm essa sílaba? - Deixe que as crianças falem de 2 a 3 palavras que comecem com MA, fale as palavras silabando-as oralmente e contando nos dedos, depois as escreva no quadro, separando-as em sílabas, destacando a sílaba analisada.
  • Essa sílaba MA não precisa estar só no início da palavra. Por exemplo, no nome da parte amarela do ovo, como chama, mesmo? Isso mesmo, em gema, ela está no início ou no final? Muito bem, no final.
  • E na palavra AMARELO? Está no início, no meio ou no final? - Se preciso, fale mais pausadamente para que fique claro para as crianças que há sílabas/sons emitidos antes de MA e depois de MA.
  • Vamos falar essas palavras e tentar separá-las em sílabas contando os sons nos dedos? Para isso, precisamos falar as partes da palavra mais devagar. GE-MA. Duas sílabas. Vou escrever no quadro, dentro de quadradinhos novamente, para que vocês compreendam bem como podemos dividir as palavras em sílabas.
  • A-MA-RE-LO tem três sílabas. - Escreva no quadro, dentro de quadradinhos.
  • Vocês perceberam que a primeira sílaba de amarelo só tem uma letra? É uma vogal ou consoante?
  • Em todas essas palavras que escrevi no quadro, dentro de quadradinhos, você vai encontrar pelo menos 1 vogal, pois todas as sílabas precisam de uma vogal. Vamos relembrá-las? A-E-I-O-U. Em algumas palavras elas podem ter acentos, não é mesmo? Em MAÇÃ temos o til para que o A fique com som de Ã.

  • Explique que na atividade principal desta aula, eles vão analisar algumas palavras e as sílabas delas, pois pode-se analisar e brincar com as sílabas das palavras como já fizeram ao se lembrarem de mais palavras que tenham a sílaba MA.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações: Essa 1º parte deve durar aproximadamente 15-20 minutos

  • Entregue uma cópia da atividade - Na Ilha das frutas para cada aluno e peça para que acompanhem a leitura no papel enquanto você lê o texto em voz alta.

  • Peça para que prestem bem atenção nas palavras que estão destacadas no texto.

  • Após a leitura, pergunte para as crianças se elas notaram que todas as palavras destacadas são nomes de frutas. Algumas são mais conhecidas do que outras, então, pode haver algumas delas que as crianças desconheçam. Alguns desses nomes são palavras-valise, que vem a ser a fusão de dois nomes de frutas diferentes, o que será trabalhado no próximo tópico.

  • Pergunte também se perceberam que algumas palavras são diferentes e peça para que expliquem o que elas viram de diferente. É esperado que as crianças percebam que alguns nomes das frutas são uma mistura de palavras.
  • O que era a Mantanga? Segundo o texto é a mistura de manga com pitanga. Essa mistura, como o sr. Marmelo falou, é uma mistura de palavras que já existem para formar uma nova palavra.
  • Vocês notaram que na parte debaixo da folha estão escritos os nomes das frutas que foram misturadas, uma ao lado da outra? Temos Manga e ao lado escrito Pitanga. Na frente das duas palavras, temos a palavra formada, MANTANGA.
  • Eu já as trouxe separadas em sílabas para facilitar o trabalho de vocês. Lembram que vimos como podemos separar as palavras em sílabas? Se nós falarmos MAN-GA e PI-TAN-GA devagar, vocês podem conferir se a separação e a quantidade de sílabas está correta.
  • O desafio inicial vai ser descobrir qual sílaba de cada palavra não foi usada para formar a nova.
  • Qual sílaba de MANGA e qual sílaba de PITANGA não foram usadas na palavra MANTANGA?
  • Converse com sua dupla e analisem atentamente as palavras juntos. Vou dar um tempinho para que analisem primeiro as palavras que formam MANTANGA para ver se todo mundo entendeu.
  • As duplas que forem conseguindo encontrar as sílabas que não foram usadas em MANTANGA circule-as e vão levantando as mãos pra eu saber quando todo mundo terminar.

  • Se estiver projetando os slides, pode reforçar a explicação com o exemplo dado, em que as sílabas que não foram usadas já estão destacadas.

  • Dê um tempo e espere que as crianças façam essa primeira análise em Manga e Pitanga. Conforme a maioria for terminando, faça a correção com toda a sala desse primeiro par de palavras para se certificar de que entenderam bem o que foi pedido. Disponha o cartaz em frente ao quadro ou faça algo parecido, no quadro, à mão. Mesmo que seja feito no quadro, é interessante levar as sílabas para manipular. Apresente as sílabas que formam as palavras MAN-GA e PI-TAN-GA. Seria ainda mais proveitoso se pudesse disponibilizar um conjunto de sílabas para cada dupla poder manipular.
  • Muito bem, vamos analisar juntos essas palavras. Qual sílaba de manga foi usada na palavra MANTANGA? Tem MAN na palavra MANTANGA? - Apresente a sílaba. Isso mesmo, foi usada, é a primeira sílaba.
  • A segunda sílaba de MANTANGA é TAN, ela foi retirada de MANGA ou PITANGA? MANGA não tem TAN, vamos olhar para PITANGA? A primeira sílaba é PI. Ela foi usada? Não. Nem o GA e de MANGA e nem o PI de PITANGA foram usados.
  • Vamos olhar a segunda sílaba de PITANGA. É TAN. Precisamos dessa sílaba em MANTANGA? Isso mesmo, é a sílaba do meio. E o GA?
  • Sim, de PITANGA foram usados o TAN-GA. Então na palavra MANTANGA temos o MAN de MANGA e TAN-GA de PITANGA. Cole as sílabas no cartaz, ou escreva-as no quadro.
  • Quais sílabas sobraram? Isso mesmo, foi GA e PI, essas são as sílabas que devem ser pintadas. Vou deixá-las separadas, pois as usaremos depois.
  • Você pode analisar com a turma que MAN e TAN apresentam sons finais parecidos, pois tem algumas letras iguais e analisar o que as diferencia uma da outra, que são os sons das letras iniciais, desafiando alguma criança a dizer quais letras são diferentes nessas sílabas.
  • Agora vocês devem fazer o mesmo analisando quais sílabas de JAMELÃO e LARANJA foram usadas na palavra JAMERANJA, e circulem as que não foram usadas, após a correção vocês podem pintar.
  • Depois, analisem quais sílabas de GENIPAPO e CACAU foram usadas em GENIPACAU e quais não foram usadas, para circularem.
  • Vocês vão reparar que eu mudei a ordem de algumas palavras para dificultar um pouquinho, pois a palavra CACAU é a primeira aí embaixo. Qual sílaba de CACAU será que foi usada em GENIPACAU? Se vocês prestarem atenção no som e nas sílabas que estão na palavra formada pelas duas frutas, não vai ser difícil.

  • Dê aproximadamente 10 minutos para que tentem fazer sozinhos. Quando findar o tempo ou todas as duplas já tiverem terminado, corrija em grupo, solicitando aos alunos que ditem quais sílabas foram usadas e quais não foram. Você pode apresentar as sílabas e pedir para que as crianças apontem quais foram usadas, para você ir colando no cartaz, ou escrevendo no quadro. A seguir algumas sugestões de intervenções, caso sejam necessárias.
  • Já analisamos e corrigimos MANTANGA juntos, agora vamos fazer o mesmo com as outras palavras. Quais sílabas de JAMELÃO foram usadas para formar a palavra JAMERANJA? Muito bem, foram as sílabas JA e ME. Então a sílaba que não foi usada foi LÃO.
  • E de laranja quais usamos em JAMERANJA? Isso mesmo, foram as sílabas RAN-JA. A que não usamos foi LA. Alguém discorda da escolha dos colegas? Caso alguém discorde, ouça o que tenha a dizer e, se necessário, explique, mostrando no quadro.
  • As sílabas que devem ser pintadas são LÃO e LA. Você pode desafiar alguma criança a dizer quais sílabas são iguais em JAMERANJA.
  • Agora, vamos analisar as sílabas de GENIPACAU. De qual palavra vem a 1º sílaba? E a 2º? E a 3º? Muito bem, essas três sílabas são de GENIPAPO. E a última, a sílaba CAU? Isso mesmo, foi retirada de CACAU. Então, quais sílabas vocês circularam? CA em CACAU e PO em GENIPAPO. Todos concordam com essas escolhas?
  • As sílabas que devem ser pintadas são CA e PO. Você pode desafiar alguma criança a dizer qual é a diferença entre CA e CAU.
  • Para formar CAMBUÇÃ, usamos alguma sílaba de MAÇÃ? Muito bem, usamos o ÇÃ. E de CAMBUCÁ quais foram usadas? Isso mesmo, usamos CAM-BU.
  • Quais devemos pintar? MA em MAÇÃ e CA em CAMBUCÁ, pois foram as sílabas que não usamos em CAMBUÇÃ. Você pode analisar com as crianças o fato de que CA, ÇÃ e CAM começam com C, mas tem som diferente, desafiando as crianças a elencarem o que há de diferente em cada sílaba e como elas acham que esses elementos diferentes podem mudar o som das sílabas.
  • E Em BANARANGO? O que temos da palavra MORANGO em BANARANGO? Isso mesmo, usamos RAN e GO. E da palavra BANANA, quantas sílabas usamos? BA e NA.
  • Quais devem pintar? MO e NA. Todos concordam com as escolhas do colega? Alguém colocou diferente? Você pode desafiar alguma criança a dizer quantas sílabas formam BANARANGO.
  • E agora, o que vamos fazer com essas sílabas que sobraram?

Materiais complementares: Atividade para impressão “Na Ilha das Frutas” disponível aqui. Resolução da atividade como apoio para o professor, disponível aqui. Lápis, borracha, lápis de cor, quadro do professor e projetor de slides. Sílabas para serem impressas e usadas durante a correção feita no cartaz (e, se possível, disponibilizada 1 cópia para cada dupla), disponível aqui. Sugestão de texto e montagem do cartaz, disponível aqui. Cartolinas, pincel atômico para a confecção do cartaz.

Slide Plano Aula

Orientações: A sugestão é que essa 2º parte do desenvolvimento dure aproximadamente 12 minutos.

  • Quando terminarem a correção, peça para que as crianças olhem para as sílabas pintadas e para os quadradinhos em branco.

  • Explique que agora o desafio é formar palavras com as sílabas que sobraram de cada palavra.
  • Vamos formar palavras com as sílabas, mas devem ser palavras que existem de verdade, palavras que vocês já conhecem.

  • Você pode ir analisando junto das crianças. Vá apresentando as sílabas que sobraram e vá tentando formar palavras junto com as crianças. A seguir, algumas sugestões de intervenções:
  • A 1º palavra que precisamos formar tem 2 sílabas. Vamos ver que sílabas podemos juntar? Qual é a que está pintada em MANGA? GA.
  • Vamos pensar com que outra sílaba pintada podemos juntar com GA e formar uma palavra.
  • Escrevam já a sílaba GA no primeiro quadradinho.
  • A palavra abaixo de MANGA é JAMELÃO e a sílaba que pintamos é LÃO. Se nós juntarmos a sílaba LÃO à sílaba GA será que vai formar uma palavra? GA-LÃO. E aí, existe essa palavra?
  • Muito bem, existe sim a palavra GALÃO. É um recipiente com gargalo que usamos para colocar líquido, não é mesmo?
  • Qual sílaba está pintada na palavra debaixo? CA. Será que conseguimos formar uma palavra de duas sílabas usando a sílaba CA?
  • Vamos olhar para a sílaba da palavra debaixo para descobrir se podemos juntá-las ou não. É MA. CA com MA formaria alguma palavra? Querem tentar colocá-las aí nos quadradinhos? Muito bem, dá pra formar CAMA. E também dá pra formar MACA se trocarmos a ordem. Ambas são duas coisas usadas para deitar pessoas.
  • De morango qual pintamos? MO. Vamos ver se encontramos mais alguma sílaba para formar uma palavra com 2 sílabas. Em PITANGA vocês pintaram a sílaba PI. MO com PI formam alguma palavra? Eu não conheço nenhuma.
  • Vamos tentar com a próxima? A próxima sílaba que foi pintada foi LA. Será que se juntarmos MO e LA formamos alguma palavra? Muito bem, formamos a palavra MOLA.
  • Agora temos de formar uma palavra com 3 sílabas. Temos a sílaba PI que não usamos na outra palavra. Será que conseguimos formar uma palavra de 3 sílabas com PI? Qual sílaba de GENIPAPO foi pintada? PO, será que se juntarmos PI com PO formamos alguma palavra? Ainda falta mais uma sílaba para descobrir. Qual pintamos em CAMBUBA? Foi CA.
  • Conseguiram formar uma palavra com essas sílabas? Muito bem, dá pra formar PIPOCA.
  • Como não temos mais sílabas e nem quadradinhos para preencher, vamos deixar a sílaba NA aí. Conhecem alguma palavra que comece com NA? Muito bem, temos NAVIO.
  • Descobrimos, então, que podemos encontrar a sílaba GA no início da palavra GALÃO e no final da palavra MANGA, não é mesmo?
  • A sílaba MA pode estar no começo de palavra como em MAÇÃ e no final como em CAMA.
  • Encontramos o PI em PITANGA, PIPOCA e em que outra palavra? Se lembram de alguma? Muito bem, PIPA.
  • Uma mesma sílaba pode se misturar com outras e formar muitas palavras!

  • Agora, peça para que as crianças olhem para as outras palavras que estão destacadas no texto, mas que não foram analisadas ainda. Escreva-as no quadro. Se preciso, faça a primeira palavra com a turma.
  • Além de encontrarmos sílabas iguais ou parecidas em várias palavras, nós também podemos encontrar palavras inteiras dentro de outras palavras! Dentro da palavra BANANA, nós podemos encontrar o nome ANA, não é verdade?
  • Vamos olhar para as outras palavras que estão destacadas no texto, as que estão em negrito, mas não estão sublinhadas. Também são nomes de frutas. A 1º é CARAMBOLAS. Será que podemos encontrar outra palavra dentro desta palavra? Vamos lê-la pausadamente? CA-RAM-BO-LAS. Veja essas duas sílabas finais. - Cubra as 2 primeiras sílabas para deixar as últimas em evidência.
  • Temos a palavra BOLAS dentro de CARAMBOLAS!
  • Agora, vou dar um tempo para que vocês discutam em dupla e tentem encontrar outras palavras dentro dessas: AMORA, JABUTICABA, GRAVIOLA E MARMELO. Quem for descobrindo, levante a mão e compartilhe com a sala e venha apontar no quadro.
  • Conforme formos descobrindo, vocês podem ir escrevendo essas palavras nas 5 linhas. BOLAS vocês já podem escrever.

  • Depois de ter dado tempo para que as crianças façam a descoberta em dupla, veja se conseguiram encontrar as palavras.

  • As palavras que devem ser encontradas são respectivamente AMOR, JABUTI, VIOLA e MAR. Caso as crianças não encontrem sozinhas, você pode ajudando com dicas:
  • A palavra dentro de AMORA é um sentimento muito bonito. Se nós tirarmos apenas uma letra de AMORA, nós encontramos.
  • Dentro de JABUTICABA encontramos o nome de um animal. O nome desse animal tem 3 sílabas.
  • Dentro de GRAVIOLA nós temos o nome de um instrumento musical de cordas.
  • Em MARMELO, vamos encontrar uma palavra pequenina, de 1 sílaba só, para falar de um lugar muito grande e que tem muita água.
  • Outras possibilidades são CARA, MORA, JABU (nome de peixe em algumas regiões) AMO, ABA, OLA e ELO. Caso essas hipóteses sejam levantadas pelas crianças, peça para que coloquem na folha, em algum espaço vazio.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

  • Analise as descobertas com as crianças e sugira um registro delas no caderno.
  • Hoje nós fizemos muitas descobertas. Todos aqui já sabiam que as palavras podem ser separadas em sílaba? - Resposta pessoal. Algumas crianças podem conseguir fazer isso oralmente, mas ao escrever, ainda apresentarem muitas dúvidas, o que é comum no processo de alfabetização. Nestes casos, algumas dicas como “toda sílaba deve ter uma vogal” que já foi dada no início da aula, pode ser resgatada e ajudar as crianças a ampliarem suas percepções neste sentido.
  • Acham que se falarmos de forma pausada, prestando atenção nos movimentos dos lábios e contando nos dedos pode ficar mais fácil? - Espera-se que as crianças tenham se apropriado dessa dica para trabalharem com a segmentação de palavras. Caso algumas apresentem ainda apreensão, repasse oralmente com elas, contando nos dedos, falando pausadamente, batendo palmas, analisando o som da sílaba inicial de uma palavra e que possíveis letras poderiam ser usadas para contemplarem tal som.
  • Vocês já tinham percebido que uma só sílaba pode ser usada combinada com outras para formar novas palavras? Que elas podem estar no começo, no meio e no fim das palavras? - Resposta pessoal. Você pode pedir para que as crianças relembrem rapidamente alguns exemplos.
  • Vamos deixar essas descobertas registradas no caderno? Vocês se lembram de tudo o que descobrimos sobre as sílabas? O que acham de vocês irem me falando com suas palavras e eu vou escrevendo aqui no quadro?
  • Conforme as crianças forem falando, vá sistematizando as ideias tanto oralmente, quanto no quadro. Algumas sugestões para sistematizar o registro:
  • As palavras são formadas por sílabas e todas sílabas devem ter pelo menos 1 vogal. como A-MO-RA que tem 3 sílabas e em todas as sílabas temos vogais.
  • As sílabas são as partes das palavras, e podemos descobri-las falando a palavra devagar e contando os pedacinhos falados no dedo ou batendo palmas.
  • Podemos encontrar uma mesma sílaba em palavras diferentes como MA em MAÇÃ, que está no início da palavra, em CAMA que está no final, em AMARELO que está no meio da palavra, além de muitas outras. Por isso, podemos brincar com qualquer sílaba de uma palavra, tentando formar outras palavras, combinando com outras sílabas.
  • Uma sílaba nos dá um som dentro da palavra e ela deve ser escrita sempre na mesma sequência, pois MA tem um som e AM tem outro som. Na palavra MA-ÇÃ, temos dois sons quando falamos e temos duas sílabas quando escrevemos.
  • Também podemos encontrar palavras inteiras dentro de outras palavras como a palavra AMOR dentro de AMORA.

  • Veja se as crianças apresentaram alguma dificuldade em compreender a divisão silábica das palavras, ou de formar palavras a partir das sílabas soltas. Registre as principais dificuldades observadas e pense em possíveis maneiras de resolvê-las nas próximas aulas.

  • Reflita também sobre o trabalho das duplas, se a escolha de pares foi assertiva, se é interessante manter algumas crianças juntas na próxima aula ou se é melhor tentar novos agrupamentos.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 2º ano :

2º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 2º ano:

2º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF02LP02 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano