14836
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Brincando com elementos da natureza

Nesta atividade, as crianças irão explorar folhas, flores, gravetos e outros elementos da natureza.

Plano 03 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Talita Regina Lopes de Oliveira Marques

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Convide os bebês para ir ao parque procurar, explorar e recolher elementos naturais diversos como folhas, gravetos, pedras (de tamanhos, formas e pesos diferentes).

Materiais:

Elementos da natureza (folhas, gravetos, pedras) de tamanhos, formas e pesos diferentes, potes com e sem tampa, ou caixinhas de vários tamanhos, e retalhos de tecido.

Espaços:

Organize o parque de forma instigante e que aguce a curiosidade dos pequenos. Agrupe esses recursos em montinhos por todo o ambiente ou disponibilize em potes com e sem tampa, caixinhas de vários tamanhos, envoltos em tecidos coloridos, caixotes de madeira (tipo de fruta) ou cestas também podem ser utilizados.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 50 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como se dá a relação de crianças e adultos ao explorar o parque e os elementos naturais?

2. De que maneira ocorrem as descobertas, ou seja, a ação, a observação, a manipulação e a experimentação dos elementos ali presentes?

3. Como ocorre a movimentação corporal dos bebês e de que forma eles expressam por meio dela emoções, necessidades e desejos?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Convide os bebês e incentive a participação de todos. Propicie um espaço seguro para aqueles que ainda não se locomovem com autonomia. Esteja disponível, perto deles, para que possam avançar quando bem desejarem. Narre o que está acontecendo e faça com que seu corpo sirva de suporte para os movimentos deles e, também, para acolhê-los quando isso se fizer necessário.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Converse com os bebês do grupo todo acerca da proposta que será realizada. Siga com eles para o parque onde será oportunizada a vivência com os elementos naturais e convide-os para a exploração do espaço. Oportunize para os bebês encontrá-los, recolhê-los e experimentá-los, fazendo suas próprias descobertas a partir dos seus interesses. Aproxime os que não andam dos elementos da natureza, para que possam interagir dentro de suas possibilidades motoras, potencializando descobertas, a fim de ampliar o repertório deles. É relevante que todas as ações e situações sejam conversadas com os bebês previamente. Registre os momentos com fotos, vídeos e faça pequenas anotações para uma reflexão posterior.


2

Nesse momento todos os bebês estão pesquisando ao mesmo tempo, envolvidos de diversas formas em suas explorações individualmente, em duplas ou em pequenos grupos. Incentive a participação de todos, oferecendo apoio quando necessário, conversando com eles, transmitindo segurança e confiança para avançarem em suas pesquisas. Esteja disponível caso algum bebê queira dividir descobertas e conquistas.


3

Note como se dão as interações, a experimentação, a manipulação e a exploração dos bebês em pequenos grupos neste momento . Veja quais instigações você pode propiciar. Intervenha a partir de suas observações sobre os interesses e as necessidades das crianças, favorecendo que ampliem suas explorações e interações usando os novos materiais ofertados. Atente-se à forma de percepção do espaço, como é feita a ocupação do ambiente e quais relações são estabelecidas entre os bebês interagir com o grupo. Proponha situações que envolvam relações entre eles, os elementos naturais que ali se encontram e suas pesquisas. Instigue a curiosidade dos pequenos.


4

Atente-se às duplas ouaos bebês individualmente, quanto aos deslocamentos de si e dos objetos no ambiente, exercitando gestos e movimentos para a ampliação da percepção sensorial ao ver, sentir, cheirar e ouvir; circulando livremente no parque. Além disso, continue sempre atento às interações.

Possíveis ações das crianças neste momento: O bebê explora com muita atenção as suas marcas, feitas com um galho: ora o arrasta de um lado para o outro, ora bate alguma vezes nas pedras que estão ali próximas, após algum tempo, ele se aproxima e pega as pedras, faz o movimento para sustentá-las na palma da mão, para observá-las e possivelmente medir o peso delas. Posteriormente, o bebê segue em direção ao colega que passa por ali, manifestando um desejo de mostrar sua conquista.Em seguida, faz o mesmo em relação aoprofessor.

Possíveis falas do professor neste momento: Veja! São diferentes, não é? Será que lá na frente encontramos mais elementos? Vamos buscar?


Para finalizar:

Com a aproximação da finalização da proposta, converse com os bebês e convide-os para começar a organizar o espaço. Para ajudar na localização temporal, avise-os qual será o próximo acontecimento do dia, garantindo uma predição do que irá acontecer. Informe o quanto é importante organizar o local antes de seguirem para a próxima experiência. Valorize e encoraje as iniciativas dos bebês neste momento. Toque uma música que marque o momento de arrumação com o grupo, por exemplo Nós vamos guardar, de Fabiana Goddoy.

Desdobramentos

É muito importante ter a possibilidade de reapresentar essa vivência aos bebês, fazendo algumas alterações. Oportunize incluir esses elementos naturais tão significativos nas diversas propostas da sala de referência, para que possam explorá-los mais vezes e, assim, ampliem o contato com cada um deles no dia a dia. Por exemplo: na caixa surpresa, diante do espelho, na exploração com tecidos, com luzes e sombras etc.

Engajando as famílias

Convide os familiares para viver uma experiência junto com os bebês. Existem muitas formas, uma delas é por meio da montagem de um mural interativo, no qual poderão ser colocados os registros feitos pelos professores e, posteriormente, acrescentados relatos dos familiares, compondo uma documentação pedagógica ainda mais valiosa para ser exposta em um mural. Algum registro também pode ser enviado para casa em forma de informativos, ser colocado no portfólio, de acordo com a forma que costumam compartilhá-los em sua escola.

Pode-se também sugerir uma busca por elementos da natureza, assim como na proposta vivenciada pelos bebês, para que a façam junto às crianças em casa, no parque, na praça ou onde desejarem.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Bebês :

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01ET03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01EO03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01CG01 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano