14653
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 5º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Rimas e aliterações

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 5º ano do EF sobre Rimas e aliterações

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Tânia Tavares Paulino

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a terceira aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é conhecer a linguagem poética, compreendendo a função das rimas e aliterações na sonoridade do poema.

Materiais necessários: Para esta aula será necessário solicitar aos alunos que pesquisem e tragam poemas variados. Antes da aula, selecione quatro poemas que sejam adequados à idade e ao contexto da aula. Atenção: é necessário que selecione poemas que utilizem recursos linguísticos como rimas (palavras terminadas com sons iguais ou parecidos), aliterações (repetição de fonemas idênticos ou parecidos) ou assonância (recurso sonoro que consiste em repetir sons vocálicos).

Dificuldades antecipadas: O aluno poderá encontrar dificuldade em compreender o conceito e função da aliteração no ritmo do poema.

Referências sobre o assunto:

GEBARA, A. E. L. A poesia na escola; leitura e análise de poesias para crianças. São Paulo: Cortez, 2002 (Aprender e Ensinar com textos, 10)

MOISÉS, C. F. Poeta aprendiz. São Paulo: Companhia Editora Nacional/ Lazuli, 2005 (Lazuli Infantil).

SÃO PAULO (SP). Secretaria da Educação. Ler e escrever: RI- Recuperação Intensiva; material do professor- 5º ano/ Secretaria da Educação, Fundação para o desenvolvimento da Educação.- 8. ed. rev. e atual. São Paulo: FDE, 2015. P. 125 - 127. Disponível em: http://lereescrever.fde.sp.gov.br/Handler/ExibImagem.ashx?isnsaj=661&arq=S . Acesso em 28/07/2018

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações: Apresente o tema da aula.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Com os poemas selecionados com antecedência, solicite a alguns alunos que realizem a leitura para a turma.
  • Após a leitura, faça os questionamentos do slide. Espera-se que os alunos percebam que os textos lidos são poemas. Anote as rimas e aliterações no quadro para melhor visualização dos alunos. Explique que o poema é um gênero textual que caracteriza-se pela presença de ritmo, pode ou não ser escrito em versos distribuídos em estrofes e apresenta recursos linguísticos. Lembre aos alunos que existem poemas visuais nos quais as palavras são distribuídas de modo a formar uma imagem, como por exemplo o poema “Velocidade”, de Ronaldo Azevedo, disponível em: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=27764, (acesso em 20/10/2018).
  • Diga que a finalidade da aula será identificar alguns recursos linguísticos utilizados nos poemas.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações:

  • Faça a leitura do texto “Poema pial”. Disponibilize em folhas impressas também.
  • Explique que este poema foi escrito por Fernando Pessoa, poeta português, nascido em 1888. Ele foi um grande escritor de prosa e poesia. A maior parte de sua obra era destinada aos adultos, mas também escreveu alguns poemas infantis, como “Poema pial”. Faleceu no ano de 1935. Disponíve em: https://acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/40361/3/01d17t10.pdf. Acesso em: 19/10/18.
  • Levante questionamentos como: “Que tipo de brincadeira o poeta faz com as palavras? Há rimas? A leitura do poema apresenta ritmo e sonoridade? Em quais palavras é possível perceber isso?”. Direcione a conversa de modo que os alunos compreendam que, neste texto, o autor surpreende com o jogo de palavras, as rimas e sonoridade. Apresenta alguns trechos em que o absurdo torna o texto divertido, como no verso “bebe bife de bois”.
  • Pergunte se os alunos conhecem algum outro tipo de texto, parecido com este, em que as rimas são feitas com a contagem de um a dez. Espera-se que os alunos relacionem o poema com as parlendas ( “Um, dois, feijão com arroz” e “Tangolomango”). Explique que as parlendas são textos de tradição oral, que brincam com as palavras. Não apresentam muito sentido, mas são divertidas e são usadas nas brincadeiras cantadas ou faladas. As parlendas também apresentam rimas e ritmo na leitura.
  • Peça que os alunos localizem as rimas no poema. Então, questione: “As rimas estão no começo, no meio ou no final dos versos? Quais são elas?”.
  • Explique que este poema apresenta, além das rimas, aliterações, que é uma figura de linguagem (recurso linguístico) que consiste na repetição de fonemas consonantais. Esses sons podem ser idênticos ou parecidos. Esse recurso também pode aparecer em dizeres e expressões populares, como por exemplo: “O rato roeu a roupa do rei de Roma” ou “Quem com ferro fere com ferro será ferido”. Peça que localizem os versos que apresentam aliterações. Espera-se que os alunos percebam que os versos: “bebe bife de bois” e “tampa nas pias” apresenta a repetição dos sons consonantais /b/ e /t/.
  • Numere os versos e depois realize a leitura do poema em forma de jogral, metade da turma lê os versos ímpares e a outra metade os versos pares. É importante ressaltar que a leitura deve ser ritmada. Dessa forma, a sonoridade do poema pode ser melhor percebida.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Explique aos alunos que a poesia infantil teve como berço as brincadeiras cantadas ou faladas. Parlendas, cantigas de ninar e de roda, trava-línguas e até adivinhas podem ter recursos linguísticos muito parecidos com os que aparecem nos poemas e também em letras de músicas.
  • Realize a leitura da parlenda e do trava-língua apresentados no slide. Desafie os alunos a lerem também.
  • Fale que nesses textos também há rimas e aliterações.
  • Em duplas, solicite que os alunos localizem as rimas e aliterações apresentadas na parlenda e no trava-língua. Espera-se que os alunos percebam a repetição do som consonantal /k/ na parlenda e no trava-língua a repetição dos fonemas / s/ e / p/ - aliterações. As rimas são: na parlenda, feira/cadeira, comprar/sentar, sentou/esborrachou; e no trava-língua: saco/papo e dentro/vento.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Ainda em duplas, solicite que os alunos escolham um dos poemas trabalhados na aula e criem uma ilustração de acordo com o tema do poema.
  • Incentive-os a apresentarem uma leitura do poema, parlenda ou trava-língua para a turma, usando ritmo e entonação adequados.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a terceira aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é conhecer a linguagem poética, compreendendo a função das rimas e aliterações na sonoridade do poema.

Materiais necessários: Para esta aula será necessário solicitar aos alunos que pesquisem e tragam poemas variados. Antes da aula, selecione quatro poemas que sejam adequados à idade e ao contexto da aula. Atenção: é necessário que selecione poemas que utilizem recursos linguísticos como rimas (palavras terminadas com sons iguais ou parecidos), aliterações (repetição de fonemas idênticos ou parecidos) ou assonância (recurso sonoro que consiste em repetir sons vocálicos).

Dificuldades antecipadas: O aluno poderá encontrar dificuldade em compreender o conceito e função da aliteração no ritmo do poema.

Referências sobre o assunto:

GEBARA, A. E. L. A poesia na escola; leitura e análise de poesias para crianças. São Paulo: Cortez, 2002 (Aprender e Ensinar com textos, 10)

MOISÉS, C. F. Poeta aprendiz. São Paulo: Companhia Editora Nacional/ Lazuli, 2005 (Lazuli Infantil).

SÃO PAULO (SP). Secretaria da Educação. Ler e escrever: RI- Recuperação Intensiva; material do professor- 5º ano/ Secretaria da Educação, Fundação para o desenvolvimento da Educação.- 8. ed. rev. e atual. São Paulo: FDE, 2015. P. 125 - 127. Disponível em: http://lereescrever.fde.sp.gov.br/Handler/ExibImagem.ashx?isnsaj=661&arq=S . Acesso em 28/07/2018

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações: Apresente o tema da aula.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Com os poemas selecionados com antecedência, solicite a alguns alunos que realizem a leitura para a turma.
  • Após a leitura, faça os questionamentos do slide. Espera-se que os alunos percebam que os textos lidos são poemas. Anote as rimas e aliterações no quadro para melhor visualização dos alunos. Explique que o poema é um gênero textual que caracteriza-se pela presença de ritmo, pode ou não ser escrito em versos distribuídos em estrofes e apresenta recursos linguísticos. Lembre aos alunos que existem poemas visuais nos quais as palavras são distribuídas de modo a formar uma imagem, como por exemplo o poema “Velocidade”, de Ronaldo Azevedo, disponível em: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=27764, (acesso em 20/10/2018).
  • Diga que a finalidade da aula será identificar alguns recursos linguísticos utilizados nos poemas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações:

  • Faça a leitura do texto “Poema pial”. Disponibilize em folhas impressas também.
  • Explique que este poema foi escrito por Fernando Pessoa, poeta português, nascido em 1888. Ele foi um grande escritor de prosa e poesia. A maior parte de sua obra era destinada aos adultos, mas também escreveu alguns poemas infantis, como “Poema pial”. Faleceu no ano de 1935. Disponíve em: https://acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/40361/3/01d17t10.pdf. Acesso em: 19/10/18.
  • Levante questionamentos como: “Que tipo de brincadeira o poeta faz com as palavras? Há rimas? A leitura do poema apresenta ritmo e sonoridade? Em quais palavras é possível perceber isso?”. Direcione a conversa de modo que os alunos compreendam que, neste texto, o autor surpreende com o jogo de palavras, as rimas e sonoridade. Apresenta alguns trechos em que o absurdo torna o texto divertido, como no verso “bebe bife de bois”.
  • Pergunte se os alunos conhecem algum outro tipo de texto, parecido com este, em que as rimas são feitas com a contagem de um a dez. Espera-se que os alunos relacionem o poema com as parlendas ( “Um, dois, feijão com arroz” e “Tangolomango”). Explique que as parlendas são textos de tradição oral, que brincam com as palavras. Não apresentam muito sentido, mas são divertidas e são usadas nas brincadeiras cantadas ou faladas. As parlendas também apresentam rimas e ritmo na leitura.
  • Peça que os alunos localizem as rimas no poema. Então, questione: “As rimas estão no começo, no meio ou no final dos versos? Quais são elas?”.
  • Explique que este poema apresenta, além das rimas, aliterações, que é uma figura de linguagem (recurso linguístico) que consiste na repetição de fonemas consonantais. Esses sons podem ser idênticos ou parecidos. Esse recurso também pode aparecer em dizeres e expressões populares, como por exemplo: “O rato roeu a roupa do rei de Roma” ou “Quem com ferro fere com ferro será ferido”. Peça que localizem os versos que apresentam aliterações. Espera-se que os alunos percebam que os versos: “bebe bife de bois” e “tampa nas pias” apresenta a repetição dos sons consonantais /b/ e /t/.
  • Numere os versos e depois realize a leitura do poema em forma de jogral, metade da turma lê os versos ímpares e a outra metade os versos pares. É importante ressaltar que a leitura deve ser ritmada. Dessa forma, a sonoridade do poema pode ser melhor percebida.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Explique aos alunos que a poesia infantil teve como berço as brincadeiras cantadas ou faladas. Parlendas, cantigas de ninar e de roda, trava-línguas e até adivinhas podem ter recursos linguísticos muito parecidos com os que aparecem nos poemas e também em letras de músicas.
  • Realize a leitura da parlenda e do trava-língua apresentados no slide. Desafie os alunos a lerem também.
  • Fale que nesses textos também há rimas e aliterações.
  • Em duplas, solicite que os alunos localizem as rimas e aliterações apresentadas na parlenda e no trava-língua. Espera-se que os alunos percebam a repetição do som consonantal /k/ na parlenda e no trava-língua a repetição dos fonemas / s/ e / p/ - aliterações. As rimas são: na parlenda, feira/cadeira, comprar/sentar, sentou/esborrachou; e no trava-língua: saco/papo e dentro/vento.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Ainda em duplas, solicite que os alunos escolham um dos poemas trabalhados na aula e criem uma ilustração de acordo com o tema do poema.
  • Incentive-os a apresentarem uma leitura do poema, parlenda ou trava-língua para a turma, usando ritmo e entonação adequados.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 5º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 5º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF35LP31 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano