nutrientes:fonte de energia.

POR:
professor

Objetivo(s) 

- Saber como os nutrientes são obtidos.
- Entender como o organismo humano produz energia.

- criar habitos de alimentação saudável.

Conteúdo(s) 

nutrientes

Ano(s) 

Tempo estimado 

Cinco aulas.

Material necessário 

Papel sulfite, cartolinas, pincéis atômicos nas cores azul e vermelha, cola, tesoura, figuras de alimentos variados, livros com ilustrações do sistema digestório ou figuras extraídas da internet,alguns alimentos. 

Desenvolvimento 

1ª etapa 

obs: Na aula passada encaminhei como lição de casa uma proposta em que o aluno tinha que desenhar os alimentos que costuma ingerir em casa e em quais refeições.

Iniciei a aula escrevendo a rotina da aula na lousa e com uma discussão sobre o assunto abordado para sondar o que o aluno já sabia sobre o tema.

ex:

Perguntei aos alunos sobre a rotina alimentar deles: "Quais alimentos vocês costumam ingerir em quais horários?". Depois de algumas respostas, eles perceberam que a maioria se alimentava em horários parecidos (café da manhã, almoço, lanche da tarde e janta ). Escreva essa rotina no quadro. Em seguida, questione-os sobre a importância da alimentação: "Por que precisamos nos alimentar todos os dias? O que aconteceria se eles fossem para a escola sem tomar o café da manhã?". Anote as respostas no quadro novamente. Por fim, pedi que trouxessem de casa para a próxima aula figuras recortadas em revistas ou encontradas na internet de alimentos variados que sua família geralmente consome nas refeições. Eu  também levarei algumas imagens - entre elas, pelo menos uma figura de água e outra de sal.

2ª etapa 

Usando folhas de cartolina, faça um cartaz para cada refeição citada na etapa anterior e peça que os alunos colem as imagens que trouxeram (leite na cartolina do café da manhã, arroz e feijão na do almoço ou na do jantar, e assim por diante). Caso eles não tenham levado imagens de água e de sal, apenas apresente as que você levou e pergunte em qual cartaz elas poderiam ser coladas. Depois, guarde-as para que sejam usadas na aula seguinte. Pergunte o que eles sabem sobre alimentos saudáveis ou não. Auxilie-os a chegar a uma conclusão sobre esse assunto, enfatizando que os alimentos saudáveis são aqueles que fornecem nutrientes ao nosso organismo. Em seguida, solicite que apontem nos cartazes os alimentos que podem ser considerados saudáveis ou não. Os saudáveis deverão ser circulados com pincel azul e os não saudáveis, com pincel vermelho.

3ª etapa 

Faça uma revisão dos conhecimentos adquiridos na etapa anterior conversando com os alunos sobre a importância dos alimentos. Você deve estimulá-los a concluir que os alimentos têm nutrientes que são indispensáveis à saúde (eles fornecem energia ao nosso corpo, nos protegem de doenças garantem a formação dos dentes e dos ossos etc.). Depois, distribua folhas de papel sulfite para a turma e peça que cada aluno desenhe o alimento de que mais gosta. Enquanto isso, faça três cartazes com os títulos: Animal, Vegetal e Mineral. Os estudantes terão de identificar a origem dos alimentos que desenharam e colá-los em um dos cartazes (água e sal são de origem mineral, verduras e legumes são de origem vegetal, carnes, ovos e manteiga são de origem animal, e assim por diante). Por fim, peça que circulem aqueles considerados saudáveis e não saudáveis com a mesma cor de pincel usada na classificação anterior.

4ª etapa 

Discuta com os alunos a importância de uma alimentação variada, composta por alimentos de diferentes origens que forneçam os nutrientes necessários para a manutenção da saúde. Em seguida, desenhe uma tabela no quadro com as seguintes colunas: 1) Alimentos naturais; 2) Alimentos industrializados; 3) Alimentos comidos crus; 4) Alimentos comidos cozidos. Converse sobre o significado dessas classificações e dê exemplos: iogurte e manteiga são industrializados (leite, que é um produto natural, transformado em outro alimento), assim como a linguiça e o presunto (carne de porco). Agora, peça que os alunos insiram nas colunas desenhadas no quadro os alimentos ilustrados nos cartazes. Para a próxima etapa, prepare mais um cartaz com um esquema bem simplificado do sistema digestório humano. Separe alguns livros ou imagens da internet com ilustrações desse sistema para que os alunos analisem.

5ª etapa 

Como atividade complementar, o aluno pode receber uma ilustração do sistema digestório humano e nomear cada um dos órgãos que o compõem. Peça ao AEE ou aos seus pais que leiam para ele o nome dos órgãos.

Reveja as classificações dos alimentos e a importância da alimentação. Em seguida, pergunte aos alunos para onde vão, dentro do nosso organismo, os alimentos que ingerimos. Então, mostre o cartaz que você preparou com o esquema simplificado do sistema digestório. Aproveite as hipóteses levantadas por eles para explicar o caminho que o bolo alimentar segue até chegar ao estômago. De forma simplificada, explique o processo de digestão de maneira que entendam que os alimentos são quebrados em pequenas partes e que seus nutrientes são absorvidos e levados para diversas partes do organismo para serem aproveitados. Distribua os livros e/ou figuras da internet com ilustrações do sistema digestório para que os alunos possam analisá-los. Por fim, verifique se eles têm alguma dúvida sobre a obtenção de nutrientes e a produção de energia pelo organismo.

Avaliação 

Peça que os alunos tragam de casa imagens recortadas de revistas ou encontradas na internet de mesas postas para uma refeição completa. Você também deve levar algumas figuras retratando alimentos que possam ser classificados pelos mesmos critérios utilizados ao longo desta sequência didática. Reúna as imagens e separe aquelas que mostram a maior variedade de alimentos. Em seguida, divida a turma em grupos de três crianças e entregue uma imagem para cada equipe. Reveja com elas as classificações dos cartazes e peça que classifiquem da mesma maneira os alimentos da imagem que receberam. Especifique o tempo que elas poderão levar para cumprir a atividade em grupo. Em seguida, solicite que cada grupo justifique oralmente sua classificação. Aproveite esse momento para avaliar o que os alunos aprenderam e o que é preciso ser retomado. Além dessa, podese fazer uma avaliação processual, analisando a participação dos alunos nas discussões em sala de aula e no envolvimento em realizar as tarefas de casa e nas atividades de classe.

Créditos: Patricia Borges Pita Formação: Bióloga, doutora e mestre em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP).

Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias