13441
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Plano de aula - Estrutura das sílabas

POR: Regivane Dos Santos Brito 05/12/2018
Código: LPO2_01ATS01

2º ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

Plano de aula alinhado à BNCC:

(EF02LP04) Ler e escrever corretamente palavras com sílabas CV, V, CVC, CCV, identificando que existem vogais em todas as sílabas.

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 2º ano do Fundamental sobre Construção do sistema alfabético e ortográfico

 

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a primeira aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é conhecer a estrutura silábica de palavras com sílabas CV, V, CVC e CCV, compreendendo que todas as sílabas possuem vogais.

Materiais necessários: Palavras com sílabas CV, V, CVC e CCV, uma caixa de papelão, tabelas de registro, lápis, borracha, papel kraft, caneta piloto e fita adesiva.

Dificuldades antecipadas: Alguns alunos silábico-alfabéticos ou recém-alfabéticos poderão ter dificuldades em relação à representação das sílabas CVC (consoante-vogal-consoante), CCV (consoante-consoante-vogal) e V (vogal). Isso porque creem que as sílabas precisam ter duas letras (princípio de quantidade) e que essas letras precisam necessariamente ter a seguinte ordem: uma consoante seguida de uma vogal (princípio de qualidade), o que provoca erros ortográficos como ‘secola’ (escola), ‘parato’ / ‘parto’ (prato), ‘bise’ (bis).

Referências sobre o assunto:

Estrutura Silábica do Glossário Ceale. Disponível em: <http://ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/glossarioceale/verbetes/estrutura-silabica>. Acesso em: 29 de agosto de 2018.

MORAIS.;A.G.; Sistema de escrita alfabética. São Paulo: Editora Melhoramentos,2012.

LEAL, Telma Ferraz. Jogos: alternativas didáticas para brincar alfabetizando (ou alfabetizar brincando?). In: MORAIS, Artur G.; ALBUQUERQUE, Eliana Borges C,; LEAL, Telma Ferraz. Alfabetização: apropriação do sistema alfabético de escrita. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. Disponível em: <http://www.serdigital.com.br/gerenciador/clientes/ceel/arquivos/20.pdf>. Acesso: 28 de agosto de 2018.

BRANDÃO, Ana Carolina P.; FERREIRA, Andréa Tereza Brito; MORAIS, Artur Gomes; ALBUQUERQUE, Eliana Borges Correia; LEAL, Telma Ferraz. Jogos de alfabetização. Brasília: Ministério da Educação, 2010.(Disponível em: <http://www.plataformadoletramento.org.br/arquivo_upload/2014-02/20140210152238-mec_ufpe_manual_de_jogos_didaticos_revisado.pdf>. Acesso em 28 de agosto de 2018.

CURVELO, Cristina Soraia de Souza; MEIRELES, Elisabet de Sousa; CORREA, Jane. O conhecimento ortográfico da criança no jogo da forca. Psicol. Reflex. Crit., vol.11 n.3 Porto Alegre, 1998. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79721998000300007>. Acesso em: 27 de agosto de 2018.

Tempo sugerido: 1 minuto.

Orientações: Apresente para a turma o tema desta aula e explique que irão aprender brincando.

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Inicie a aula questionando os alunos: Alguém conhece o jogo da Forca? Alguém já brincou com esse jogo? Quem sabe como se joga Forca?
  • Explique as regras do jogo (disponível nos materiais complementares abaixo), para que os alunos entendam a dinâmica do jogo e como deverá ser a participação deles.
  • Organize a sala em U (meia-lua), pois essa organização favorece o envolvimento e interação entre os alunos e, permite que visualizem melhor o quadro, o que facilita a aprendizagem.
  • Proponha o Jogo da Forca de forma coletiva, de modo que os alunos possam se apropriar do jogo, compartilhar saberes e se envolver com a temática desta aula, colaborando uns com os outros. Nesta proposta coletiva, o professor é o responsável pelo registro das letras no quadro e os alunos (os jogadores) irão sugerir as letras e tentar adivinhar a palavra secreta.
  • Utilize uma caixa com algumas palavras para o sorteio. É importante que essas palavras sejam compostas por diferentes formações silábicas, tais como: sílabas CV, V, CVC e CCV, a fim de que os alunos possam observar essas formações no contexto de diferentes palavras. Além disso, é interessante utilizar palavras que pertençam ao mesmo campo semântico (nomes de frutas, nomes de animais, nomes de plantas, etc), pois assim, permitirá que os alunos possam levantar hipóteses da palavra secreta tanto pelas letras disponíveis no quadro, quanto pelo campo semântico da palavra (exemplo: C__B__A, sabendo que é um animal, terá pistas importantes para sugerir o nome cobra).

Materiais complementares: Para acessar as regras do jogo, clique aqui. Como sugestão para o sorteio, disponibilizamos uma lista de palavras com diferentes formações silábicas e pertencentes ao mesmo campo semântico (frutas), para acessá-la clique aqui.

Tempo sugerido: 34 minutos

Orientações:

  • Explique aos alunos que eles devem registrar todas as palavras adivinhadas em um tabela, pois essas palavras serão analisadas no final do jogo. Esse registro é importante porque à medida em que os alunos escrevem as palavras na tabela, eles podem observar suas letras e suas formações silábicas.
  • Entregue uma tabela de registro para cada aluno.
  • Peça aos alunos que, durante o jogo, anotem todas as palavras adivinhadas na tabela de registro.
  • Informe aos alunos qual o tema das palavras (exemplo: nomes de animais, de frutas, de brinquedos, etc).
  • Inicie o jogo, fazendo o sorteio de uma palavra secreta.
  • Anote no quadro a quantidade de letras da palavra, utilizando um traço para cada letra.
  • Dê algumas dicas da palavra secreta,como por exemplo: a quantidade de vogais da palavra, a quantidade de consoantes, sinalização de que as duas primeiras letras são consoantes, etc. Cabe ressaltar que além de ajudar os alunos a acertar a palavra secreta, essas dicas são importantes para que eles percebam a representação de sílabas não canônicas, isto é, com padrão diferente de consoante-vogal.
  • Solicite que um aluno de cada vez fale uma letra e dê um palpite da palavra secreta. Ajude os alunos a observarem algumas estratégias do jogo antes de dar seus palpites, como verificar as letras que já foram sorteadas, analisar a possibilidade ou não da palavra secreta ainda precisar de vogal, etc.
  • Observe o desempenho das crianças durante o jogo, e incentive que todos participem.
  • Finalize o jogo depois que todas as palavras forem sorteadas, de maneira que os alunos tenham contato com uma variedade de palavras com diferentes estruturas silábicas.

Materiais complementares: Para acessar um modelo da tabela de registro clique aqui.

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Apresente um cartaz com um quadro, conforme o modelo que aparece no slide e cole-o na parede da sala para que os alunos possam consultá-lo posteriormente.
  • Peça aos alunos que observem a tabela de registro preenchida durante o jogo e deem exemplos de palavras com cada formação silábica que aparece no quadro.
  • Escreva as palavras nas respectivas colunas e junto com os alunos identifique qual é a sílaba correspondente, realçando-a. É importante alertar que uma mesma palavra poderá aparecer em diferentes colunas, de acordo com os tipos de sílabas que possui. Por exemplo, a palavra GRAVIOLA pode aparecer na coluna CCV, CV, V, como mostra o exemplo no slide.
  • Questione aos alunos se alguma das sílabas realçadas no quadro não tem vogal e, depois, conclua com eles que todas as sílabas, na Língua Portuguesa, possuem vogais, ou seja, não existem sílabas na Língua Portuguesa, formadas apenas por consoantes.

Este plano de aula foi produzido pelo Time de Autores NOVA ESCOLA
Professor-autor: Regivane Brito
Mentor: Anie Paruta
Especialista: Tânia Rios

Título da aula: Estrutura das sílabas

Finalidade da aula: Conhecer a estrutura silábica de palavras com sílabas CV, V, CVC e CCV, compreendendo que todas as sílabas possuem vogais.

Ano: 2º ano do Ensino Fundamental

Objeto(s) do conhecimento:Construção do sistema alfabético e ortográfico

Prática de linguagem: Análise linguística e semiótica

Habilidade(s) da BNCC: EF02LP04

Sobre esta aula: esta é a primeira aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é conhecer a estrutura silábica de palavras com sílabas  CV, V, CVC e CCV, compreendendo que todas as sílabas possuem vogais.

Materiais necessários: Palavras com sílabas CV, V, CVC e CCV, uma caixa de papelão, tabelas de registro, lápis, borracha, papel kraft, caneta piloto e fita adesiva.

Dificuldades antecipadas: Alguns alunos silábicos-alfabéticos ou recém-alfabéticos poderão ter dificuldades em relação à representação das sílabas CVC (consoante-vogal-consoante), CCV (consoante-consoante-vogal) e V (vogal). Isso porque creem que as sílabas precisam ter duas letras (princípio de quantidade) e que essas letras precisam necessariamente ter a seguinte ordem: uma consoante seguida de uma vogal (princípio de qualidade), o que provoca erros ortográficos como ‘secola’ (escola), ‘parato’ / ‘parto’ (prato), ‘bise’ (bis).

Referências sobre o assunto:

Estrutura Silábica do Glossário Ceale. Disponível em: <http://ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/glossarioceale/verbetes/estrutura-silabica>. Acesso em: 29 de agosto de 2018.

MORAIS.;A.G.; Sistema de escrita alfabética. São Paulo: Editora Melhoramentos,2012.

LEAL, Telma Ferraz. Jogos: alternativas didáticas para brincar alfabetizando (ou alfabetizar brincando?). In: MORAIS, Artur G.; ALBUQUERQUE, Eliana Borges C,; LEAL, Telma Ferraz. Alfabetização: apropriação do sistema alfabético de escrita. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. Disponível em: <http://www.serdigital.com.br/gerenciador/clientes/ceel/arquivos/20.pdf>. Acesso: 28 de agosto de 2018.

BRANDÃO, Ana Carolina P.; FERREIRA, Andréa Tereza Brito; MORAIS, Artur Gomes; ALBUQUERQUE, Eliana Borges Correia; LEAL, Telma Ferraz. Jogos de alfabetização. Brasília: Ministério da Educação, 2010.(Disponível em: <http://www.plataformadoletramento.org.br/arquivo_upload/2014-02/20140210152238-mec_ufpe_manual_de_jogos_didaticos_revisado.pdf>. Acesso em 28 de agosto de 2018.

CURVELO, Cristina Soraia de Souza; MEIRELES, Elisabet de Sousa; CORREA, Jane. O conhecimento ortográfico da criança no jogo da forca. Psicol. Reflex. Crit., vol.11 n.3 Porto Alegre,  1998. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79721998000300007>. Acesso em: 27 de agosto de 2018.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

AULAS DESSA UNIDADE:

AULAS DESSA DISCIPLINA:

1º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

2º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

AULAS RELACIONADAS:

2º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes