Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

QPQuestões de Prova

Itens de prova de Matemática, Língua Portuguesa e Ciências para a primeira etapa do Ensino Fundamental.

Ciências
4º ano/ 5º ano
Seres vivos

Imprimir

Você já viu uma arraia? Elas são muito comuns em todo o litoral brasileiro. Sobre elas, leia o texto a seguir.

Quando uma arraia ataca, ela precisa estar de frente para a vítima porque a única coisa que faz é levantar sua longa cauda sobre seu corpo para atingir qualquer coisa que esteja a sua frente. A arraia não tem controle direto sobre o mecanismo do aguilhão [onde fica o veneno], somente sobre a cauda. Na maioria dos casos, quando o aguilhão entra no corpo de uma pessoa, a pressão faz com que o revestimento protetor rasgue. Quando o revestimento rasga, os lados farpados e serrilhados do espinho penetram e o veneno entra na ferida.

O veneno de uma arraia não é necessariamente fatal, mas provoca muita dor.[...] Se o veneno penetra em uma área como a do tornozelo, a ferida geralmente pode ser tratada. O calor neutraliza o veneno da arraia e limita a quantidade de danos que ele pode causar. Se a área não for tratada rapidamente, pode ser necessária a amputação. Se o veneno penetra no abdômen ou na cavidade torácica, porém, a morte do tecido pode ser fatal em razão dos importantes órgãos localizados ao redor.

Embora o veneno da arraia possa causar sérios danos, a parte mais destrutiva do mecanismo do aguilhão são as farpas no espinho. A ponta afiada do aguilhão penetra no corpo da pessoa facilmente, mas sua saída pode causar graves danos. Lembre-se de que as pontas das farpas ficam voltadas para a arraia. Mesmo que não houvesse veneno, puxar um espinho do peito ou do abdômen de um humano poderia ser o suficiente para causar a morte devido à quantidade de tecidos que são rasgados.

Disponível em: http://www.ninha.bio.br/biologia/arraias.html  

 

Nas aulas de Ciências você aprendeu sobre outros animais peçonhentos, como são os casos do escorpião, das aranhas e das serpentes.

a) Como o veneno desses animais age no corpo humano?

b) Quais as primeiras providências que se deve tomar ao ser picado por um animal venenoso?

Por que perguntar
Reconhecer como age o veneno de certos animais no organismo humano e identificar as primeiras providências quando se é picado por um deles.
Por trás da pergunta
Associar a picada de alguns animais venenosos à circulação sanguínea, a rápida ação do veneno no organismo humano e à necessidade de providências urgentes. Capacidade de elaborar um pequeno texto, articulando diversas ideias.
O que fazer antes

Em certos locais, onde há a presença de animais peçonhentos, como aranhas, serpentes e escorpiões, é recomendável que as crianças adquiram conhecimentos sobre a importância dos cuidados com esses animais e as providências necessárias em caso de ser picado por um deles. Trata-se, portanto, de conhecimento de grande utilidade prática para si ou para as pessoas do entorno, que pode evitar que tradicionais (e equivocados) procedimentos sejam seguidos.

Assim, caso no local onde os alunos vivam a presença de algum animal peçonhento seja comum, dedique um tempo adequado ao estudo com a turma de como eles vivem, onde costumam se alojar, os cuidados que se deve ter para evitar o contato com eles. Explique também, de modo claro, as providências a serem tomadas no caso de ser picado. Esclareça que, depois dos primeiros cuidados, a vítima deve ser levada a um hospital para que se verifique a necessidade de ser prescrita alguma dose do soro apropriado para o caso.

O que fazer depois

Peça para alunos que produziram bons textos (ideias claras, emprego de recursos linguísticos apropriados, etc) que leiam para os colegas os textos que produziram, de modo a servir de exemplo. Caso poucos alunos tenham mostrado essa competência, muito importante para a continuidade da escolarização, promova a produção coletiva das respostas, em que você sirva de escriba e comentador(a) sobre as sugestões de escrita formulada pelos alunos.

Gabarito

a) Em alguns casos, a picada atinge apenas as camadas superficiais da pele (derme), gerando inflamação, inchaço e dor. Em outros, mais graves, o veneno pode provocar a morte (necrose) dos tecidos. Em outros casos, especialmente das serpentes corais, o veneno entra na circulação sanguínea e pode atingir músculos ou órgãos, provocando consequências muito graves.

b) Deixar a pessoa em repouso absoluto, com a parte do corpo picada em posição mais elevada. Se ela estiver usando anéis, pulseiras e outros adereços, remover todos eles. Lavar o local da picada com água e sabão. Se possível, colocar o animal que picou (morto ou vivo) em um vidro bem tampado e levar junto com o paciente ao hospital para verificar a conveniência de se tomar o soro adequado à picada.