17503
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Plano de aula - Crise, contradições e revoltas: a situação do Brasil no fim do século XVIII

Plano de aula de História com atividades para 7º ano do EF sobre Crise, contradições e revoltas: a situação do Brasil no fim do século XVIII

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Paulo Henrique Silva Pacheco

 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF07HI17, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

Material complementar:

Texto I

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CpeKgtHtrvYxZFJAttHU2SxZQQuABkNyBxKuWYXpqasssCBzAPKPpGnD5XGp/his7-17und05-texto-i.pdf

Texto que trata da crise do capitalismo comercial, no momento em que o capitalismo financeiro estava emergindo, em Portugal e as consequências nas colônias.

Texto II

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/zKmU3F78HmyyP5jFyQETdZAnMsHaNTzpqtnjq6B2eBfMpqCxQnXxk8FKW7Jc/his7-17und05-texto-ii.pdf

O trecho trata do impacto da crise no sistema econômico da Colônia e a emergência das revoltas nativistas.

Texto III

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/KQdm7kKhBQBQgxyTP9Y4JUR4nrGH4gjua99Z9haYFv9w5BRAHTktjS23aXhT/his7-17und05-texto-iii.pdf

Fonte produzida em 1798 e publicada no Panfleto ao povo bahiense e explicita as queixas da população em relação ao aumento dos impostos.

Para você saber mais:

BOXER, C. R. A Idade de Ouro do Brasil. São Paulo: Nacional, 1963.

MOTA, Carlos Guilherme. Ideias de revolução no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1979.

NOVAIS, Fernando. Portugal e Brasil na crise do antigo sistema colonial (1777-1808). São Paulo: Hucitec, 1979.

PRADO JÚNIOR, Caio. Formação do Brasil contemporâneo: colônia. 7. ed. São Paulo: Brasiliense, 1963.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para a turma. É muito importante começar com a apresentação do objetivo para que os estudantes entendam o que farão e compreendam aonde se quer chegar no fim da aula. Contudo, tome cuidado para, ao fazer isso, não antecipar respostas desde o começo. É necessário sempre garantir que os alunos construam o raciocínio por conta própria.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos.

Orientações: Organize a sala em grupos e informe para a turma que esta organização será mantida até o fim da aula.

Projete as perguntas ou escreva-as no quadro. Se preferir, leia uma pergunta por vez e estabeleça um contato inicial, como uma conversa, e aproxime o assunto da realidade dos alunos.

É esperado que os alunos já tenham escutado uma destas palavras, ainda que corriqueiramente já em noticiários, manchetes de jornais, revistas e postagens nas redes sociais. É comum que elas sejam empregadas no momento em que o país está passando por um período de transição, seja ela
política ou econômica.

Caso alguns alunos desconheçam as palavras indicadas, peça para algum deles que já ouviu falar, para contar onde e em que situação conheceu, descrevendo o qual ideia fazem dos termos e, se for possível, as suas implicações.

Para mais informações:

MOTA, Carlos Guilherme. Ideias de revolução no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1979.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro e leia o problema que condicionará as próximas atividades.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Mantenha a organização da turma e entregue um dos três textos para cada grupo. Nesta proposta, um texto será dado a mais de um grupo, o que não será problema para o desenvolvimento da atividade.

O arquivo para a impressão do Texto I está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CpeKgtHtrvYxZFJAttHU2SxZQQuABkNyBxKuWYXpqasssCBzAPKPpGnD5XGp/his7-17und05-texto-i.pdf

O arquivo para a impressão do Texto II está disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/zKmU3F78HmyyP5jFyQETdZAnMsHaNTzpqtnjq6B2eBfMpqCxQnXxk8FKW7Jc/his7-17und05-texto-ii.pdf

O arquivo para a impressão do Texto III está disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/KQdm7kKhBQBQgxyTP9Y4JUR4nrGH4gjua99Z9haYFv9w5BRAHTktjS23aXhT/his7-17und05-texto-iii.pdf

Informe que cada grupo deverá ler e conversar sobre o texto que recebeu, no tempo máximo de 5 minutos, e depois deverão expor as suas considerações para a turma. Oriente para que todas as considerações sejam feitas no caderno. Caso disponha de tempo, proponha aos grupos com os mesmos textos para que conversem entre si e comparem as suas respostas antes de expor para os demais. Durante as exposições, esteja seguro de que todos os alunos atentem para o que está sendo dito e faça ponderações quando achar conveniente.

Espera-se que em cada texto os alunos identifiquem causas para o que está sendo chamado de crise, assim como as suas consequências. No Texto I, caberá ser destacada a crise do capitalismo comercial e como isso afetou o pacto colonial, aumentando ainda mais as exigências financeiras na colônia. No Texto II, um território destinado à exploração ter crescido economicamente e a reação contrária a apenas alguns aspectos da relação com a metrópole e não o fim da relação. Por fim, no Texto III, os alunos poderão perceber a crise pelas queixas do “povo” baiano em relação aos altos impostos e à escravidão.

Caso algum grupo não responda como o esperado, retome o texto correspondente e pergunte sobre o que ele fala, o que chama a atenção, quais são as questões levantadas e como elas se articulam com a noção de crise.

Para saber mais:

BOXER, C. R. A Idade de Ouro do Brasil. São Paulo: Nacional, 1963.

MOTA, Carlos Guilherme. Ideias de revolução no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1979.

NOVAIS, Fernando. Portugal e Brasil na crise do antigo sistema colonial (1777-1808). São Paulo: Hucitec, 1979.

PRADO JUNIOR, Caio. Formação do Brasil contemporâneo: colônia. 7.ed. São Paulo: Brasiliense, 1963.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Mantendo a formação dos grupos informe que, com base em todas as considerações feitas, eles deverão produzir um texto no caderno que descreve o processo que possibilitou a formação das rebeliões nativistas.

O objetivo da atividade é relacionar as fontes e construir um processo que explique a formação de uma reivindicação da população durante a Colônia.
Neste caso, espera-se que as considerações a respeito do Texto I possibilitem construir um contexto, uma cena discursiva que ilumine as causas da crise
do capitalismo comercial em Portugal e o seu impacto na Colônia. Com base no que foi dito no Texto II, é possível pensar a situação da Colônia, a vulnerabilidade econômica do pacto colonial e as novas exigências feitas pela Coroa, o que completa o Texto III, que pode funcionar como um exemplo,
e estudo de caso, ao tratar de um movimento de oposição baiano e as suas causas.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF07HI17, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

Material complementar:

Texto I

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CpeKgtHtrvYxZFJAttHU2SxZQQuABkNyBxKuWYXpqasssCBzAPKPpGnD5XGp/his7-17und05-texto-i.pdf

Texto que trata da crise do capitalismo comercial, no momento em que o capitalismo financeiro estava emergindo, em Portugal e as consequências nas colônias.

Texto II

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/zKmU3F78HmyyP5jFyQETdZAnMsHaNTzpqtnjq6B2eBfMpqCxQnXxk8FKW7Jc/his7-17und05-texto-ii.pdf

O trecho trata do impacto da crise no sistema econômico da Colônia e a emergência das revoltas nativistas.

Texto III

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/KQdm7kKhBQBQgxyTP9Y4JUR4nrGH4gjua99Z9haYFv9w5BRAHTktjS23aXhT/his7-17und05-texto-iii.pdf

Fonte produzida em 1798 e publicada no Panfleto ao povo bahiense e explicita as queixas da população em relação ao aumento dos impostos.

Para você saber mais:

BOXER, C. R. A Idade de Ouro do Brasil. São Paulo: Nacional, 1963.

MOTA, Carlos Guilherme. Ideias de revolução no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1979.

NOVAIS, Fernando. Portugal e Brasil na crise do antigo sistema colonial (1777-1808). São Paulo: Hucitec, 1979.

PRADO JÚNIOR, Caio. Formação do Brasil contemporâneo: colônia. 7. ed. São Paulo: Brasiliense, 1963.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para a turma. É muito importante começar com a apresentação do objetivo para que os estudantes entendam o que farão e compreendam aonde se quer chegar no fim da aula. Contudo, tome cuidado para, ao fazer isso, não antecipar respostas desde o começo. É necessário sempre garantir que os alunos construam o raciocínio por conta própria.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos.

Orientações: Organize a sala em grupos e informe para a turma que esta organização será mantida até o fim da aula.

Projete as perguntas ou escreva-as no quadro. Se preferir, leia uma pergunta por vez e estabeleça um contato inicial, como uma conversa, e aproxime o assunto da realidade dos alunos.

É esperado que os alunos já tenham escutado uma destas palavras, ainda que corriqueiramente já em noticiários, manchetes de jornais, revistas e postagens nas redes sociais. É comum que elas sejam empregadas no momento em que o país está passando por um período de transição, seja ela
política ou econômica.

Caso alguns alunos desconheçam as palavras indicadas, peça para algum deles que já ouviu falar, para contar onde e em que situação conheceu, descrevendo o qual ideia fazem dos termos e, se for possível, as suas implicações.

Para mais informações:

MOTA, Carlos Guilherme. Ideias de revolução no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1979.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro e leia o problema que condicionará as próximas atividades.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Mantenha a organização da turma e entregue um dos três textos para cada grupo. Nesta proposta, um texto será dado a mais de um grupo, o que não será problema para o desenvolvimento da atividade.

O arquivo para a impressão do Texto I está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CpeKgtHtrvYxZFJAttHU2SxZQQuABkNyBxKuWYXpqasssCBzAPKPpGnD5XGp/his7-17und05-texto-i.pdf

O arquivo para a impressão do Texto II está disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/zKmU3F78HmyyP5jFyQETdZAnMsHaNTzpqtnjq6B2eBfMpqCxQnXxk8FKW7Jc/his7-17und05-texto-ii.pdf

O arquivo para a impressão do Texto III está disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/KQdm7kKhBQBQgxyTP9Y4JUR4nrGH4gjua99Z9haYFv9w5BRAHTktjS23aXhT/his7-17und05-texto-iii.pdf

Informe que cada grupo deverá ler e conversar sobre o texto que recebeu, no tempo máximo de 5 minutos, e depois deverão expor as suas considerações para a turma. Oriente para que todas as considerações sejam feitas no caderno. Caso disponha de tempo, proponha aos grupos com os mesmos textos para que conversem entre si e comparem as suas respostas antes de expor para os demais. Durante as exposições, esteja seguro de que todos os alunos atentem para o que está sendo dito e faça ponderações quando achar conveniente.

Espera-se que em cada texto os alunos identifiquem causas para o que está sendo chamado de crise, assim como as suas consequências. No Texto I, caberá ser destacada a crise do capitalismo comercial e como isso afetou o pacto colonial, aumentando ainda mais as exigências financeiras na colônia. No Texto II, um território destinado à exploração ter crescido economicamente e a reação contrária a apenas alguns aspectos da relação com a metrópole e não o fim da relação. Por fim, no Texto III, os alunos poderão perceber a crise pelas queixas do “povo” baiano em relação aos altos impostos e à escravidão.

Caso algum grupo não responda como o esperado, retome o texto correspondente e pergunte sobre o que ele fala, o que chama a atenção, quais são as questões levantadas e como elas se articulam com a noção de crise.

Para saber mais:

BOXER, C. R. A Idade de Ouro do Brasil. São Paulo: Nacional, 1963.

MOTA, Carlos Guilherme. Ideias de revolução no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1979.

NOVAIS, Fernando. Portugal e Brasil na crise do antigo sistema colonial (1777-1808). São Paulo: Hucitec, 1979.

PRADO JUNIOR, Caio. Formação do Brasil contemporâneo: colônia. 7.ed. São Paulo: Brasiliense, 1963.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Mantendo a formação dos grupos informe que, com base em todas as considerações feitas, eles deverão produzir um texto no caderno que descreve o processo que possibilitou a formação das rebeliões nativistas.

O objetivo da atividade é relacionar as fontes e construir um processo que explique a formação de uma reivindicação da população durante a Colônia.
Neste caso, espera-se que as considerações a respeito do Texto I possibilitem construir um contexto, uma cena discursiva que ilumine as causas da crise
do capitalismo comercial em Portugal e o seu impacto na Colônia. Com base no que foi dito no Texto II, é possível pensar a situação da Colônia, a vulnerabilidade econômica do pacto colonial e as novas exigências feitas pela Coroa, o que completa o Texto III, que pode funcionar como um exemplo,
e estudo de caso, ao tratar de um movimento de oposição baiano e as suas causas.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Lógicas comerciais e mercantis da modernidade do 7º ano :

MAIS AULAS DE História do 7º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF07HI17 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano