16429
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Geografia > 9º ano > Natureza, ambientes e qualidade de vida

Plano de aula - Os sons das florestas

Plano de aula de Geografia com atividades para 9º ano do Fundamental sobre compreender os sons emitidos nos ecossistemas como fundamentais para manter seu equilíbrio. Localizar esses domínios morfoclimáticos nos continentes Europa, Ásia e Oceania.

Plano 01 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Mariana Soares Domingues

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09GE16 de Geografia, que consta na BNCC. Esta habilidade diz respeito identificação e comparação de diferentes domínios morfoclimáticos da Europa, da Ásia e da Oceania. Assim, o uso de materiais didáticos visuais como mapas, podem ser úteis para interpretações e comparações entre as localidades. Como esta habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. Você pode trabalhar também com a habilidade EF09GE1 que busca explicar as características físico-naturais e a forma de ocupação e usos da terra em diferentes regiões da Europa, da Ásia e da Oceania. Caso seja interessante, também poderá abordar a habilidade EF09GE07 que procura analisar os componentes físico-naturais da Eurásia e os determinantes histórico-geográficos de sua divisão em Europa e Ásia

Materiais necessários: Mapa-mundi ou atlas geográfico para os grupos.

Link para o vídeo:

Projeto permite ouvir ecossistemas ameaçados de extinção. Fonte: http://g1.globo.com/globo-news/estudio-i/videos/v/projeto-permite-ouvir-ecossistemas-ameacados-de-extincao/6975875/

Para você saber mais:

Para melhor compreensão sobre a diferença entre som, barulho e ruído, recomenda-se a consulta no link:

Entenda a diferença entre som, barulho e ruído. Disponível em: <https://biosom.com.br/blog/curiosidades/entenda-a-diferenca-entre-som-barulho-e-ruido/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

O link abaixo apresenta o som de um grilo e também pode ser usado como parâmetro para diferenciação dos sons da cidade e de ambientes nativos e rurais:

DÁRIO, Maria L. Tenho memórias com grilos, colchão de palha e telhados com telhas simples sem laje… Disponível em: <https://mariadario.blog/2018/05/05/tenho-memorias-com-grilos-colchao-de-palha-e-telhado-com-telhas-simples-sem-laje/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Os links abaixo apresentam reportagens que abordam sobre a importância dos sons da floresta e da natureza para a saúde humana e para o relaxamento do corpo :

RANDMER, Caroline. A ciência comprova: sons da natureza ajudam a relaxar. Revista Boa Forma. Disponível em: <https://boaforma.abril.com.br/estilo-de-vida/a-ciencia-comprova-sons-da-natureza-ajudam-a-relaxar/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

RINCON, Maria Luciana. Por que os sons da natureza são tão relaxantes? Mega Curioso. Disponível em: <https://www.megacurioso.com.br/medicina-e-psicologia/46803-por-que-os-sons-da-natureza-sao-tao-relaxantes.htm>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Inclusive a matéria a seguir apresenta vídeos de sons de outros ecossistemas como desertos, ilhas e montanhas:

CHIARELLI, Jéssica. 50 horas de sons da natureza, cientificamente comprovados, para aliviar o stress e promover a felicidade. Revista Bula. Disponível em: <https://www.revistabula.com/12214-50-horas-de-sons-da-natureza-cientificamente-comprovados-para-aliviar-o-estresse-e-promover-a-felicidade/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

O artigo “Sons da natureza” aborda a importância biológica do monitoramento desses ambientes.

KUGLER, Henrique. Os sons da natureza. Ciência Hoje das Crianças. Disponível em: http://chc.org.br/os-sons-da-natureza/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

O Link abaixo apresenta importante reflexão sobre a diminuição dos barulhos da natureza e dada consequente desmatamento e perda da fauna:

LOUREIRO, Gabriela Silva. Especialista em sons da natureza adverte: o mundo animal está cada vez mais silencioso. Revista Galileu. Disponível em: <https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2015/03/especialista-em-sons-da-natureza-adverte-o-mundo-animal-esta-cada-vez-mais-silencioso.html?fbclid=IwAR2BlAEjTcb--_wU1dtxzmNQOacz9JhjYLEbzAwn1wMDcjLa2_Ttxo9AXYI>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Os artigos abaixo tratam das principais atividades que degradam florestas em várias regiões do mundo e o atual estágio de preservação desses ecossistemas. Entre as regiões, temos: Indo-Birmânia (Ásia-Pacífico), Nova Zelândia (Oceania),Sunda (Indonésia, Malásia e Brunei – Ásia-Pacífico), Filipinas (Ásia-Pacífico), Montanhas do Centro-Sul da China (Ásia).

As 10 florestas mais devastadas do planeta. Revista Época. Disponível em: <http://colunas.revistaepocanegocios.globo.com/empresaverde/2011/02/02/ano-internacional-das-florestas-oficializado-pela-onu-tem-um-desafio-salvar-as-10-mais-devastadas-do-mundo/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Bem-estar da humanidade em risco por degradação da biodiversidade. Disponível em: <http://horadesantacatarina.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2018/03/bem-estar-da-humanidade-em-risco-por-degradacao-da-biodiversidade-10197465.htm>. Acesso em: 29 jan. 2019.

O artigo apresenta as principais causas e consequências do desmatamento de florestas tropicais:

Um breve panorama do desmatamento em florestas tropicais. Disponível em: <https://wrm.org.uy/pt/artigos-do-boletim-do-wrm/secao1/um-breve-panorama-do-desmatamento-em-florestas-tropicais/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

SILVA, Júlio César Lázaro da. Destruição das florestas. Brasil Escola. Disponível em: <https://brasilescola.uol.com.br/geografia/destruicao-de-florestas.htm>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Contextos prévios: Para o desenvolvimento desse plano de aula é adequado que os alunos tenham conhecimento da localização geográfica dos continentes dessa habilidade (Europa, Ásia e Oceania) assim como o clima e vegetação predominantes nessas regiões, principalmente na zona intertropical e faixa da linha do Equador. Também é interessante já tenham abordado o tema impactos ambientais para associar as consequências do desmatamento nas áreas que serão estudadas.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Leia o título do plano. Explique aos alunos que eles irão discutir a importância dos ecossistemas nativos, principalmente sistemas florestais, na preservação de espécies da fauna e flora, assim como na qualidade de vida das pessoas a partir de um vídeo assistido em sala de aula ou em casa (caso seja de interesse do professor responsável a respeito dos barulhos da floresta).

Também irão identificar a localização das florestas tropicais e equatoriais na Ásia e Oceania. Após a exibição do vídeo, espera-se que os alunos respondam as questões propostas e encontrem em um mapa a localização dos ecossistemas florestais nos continentes alvo deste estudo.

Para facilitar a discussão, divida-os em grupos de 3 a 4 alunos.

Como adequar à sua realidade: A habilidade a ser abordada nesse plano envolve os continentes supracitados, porém a reportagem também cita a Floresta Amazônica e outras localidades brasileiras, que podem ser utilizadas para comparações com a área de estudo a ser trabalhada (Florestas tropicais e equatoriais da Ásia e Oceania). Se houver indisponibilidade de exibição do vídeo em sala de aula ou falta de infraestrutura na escola, como computadores, projetor ou sala de informática, solicite aos alunos que assistam o vídeo em seus aparelhos celulares, lap tops ou em casa fazendo anotações dos aspectos mais relevantes que assistirem.

Se achar conveniente, passe as perguntas dessa aula que se encontram nos slides de problematização e ação propositiva antes da recomendação do vídeo, assim eles podem realizar uma atividade mais dirigida, com busca as respostas no momento de assistir a reportagem indicada.

Para você saber mais: O vídeo Projeto permite ouvir ecossistemas ameaçados de extinção. G1. Disponível em: <http://g1.globo.com/globo-news/estudio-i/videos/v/projeto-permite-ouvir-ecossistemas-ameacados-de-extincao/6975875/>. Acesso em: 25 jan 2019.

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações: Faça a exibição do vídeo para os alunos. Se possível em projetor em sala de aula ou sala adequada para tal. Solicite que prestem atenção sobre os temas abordados no vídeo. Se achar necessário, projete o vídeo mais de uma vez em sala de aula.

Caso haja dificuldade em função de material disponível você pode solicitar que os alunos assistam em seus aparelhos celulares, computadores ou em casa.

Para você saber mais:

CHIARELLI, Jéssica. 50 horas de sons da natureza, cientificamente comprovados, para aliviar o stress e promover a felicidade. Revista Bula. Disponível em: <https://www.revistabula.com/12214-50-horas-de-sons-da-natureza-cientificamente-comprovados-para-aliviar-o-estresse-e-promover-a-felicidade/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

DÁRIO, Maria L. Tenho memórias com grilos, colchão de palha e telhados com telhas simples sem laje… Disponível em: <https://mariadario.blog/2018/05/05/tenho-memorias-com-grilos-colchao-de-palha-e-telhado-com-telhas-simples-sem-laje/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

KUGLER, Henrique. Os sons da natureza. Ciência Hoje das Crianças. Disponível em: http://chc.org.br/os-sons-da-natureza/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Leia a questão em voz alta e solicite que os alunos discutam entre si e anotem as conclusões em seus cadernos. Os alunos devem compreender a importância dos sons naturais das florestas, como a fauna (pássaros, insetos, sapos, etc) sempre ativa nesses ambientes, da água correndo, do vento nas folhagens e plantas. Boa parte das respostas podem ser de cunho pessoal como o que os chamou mais atenção, as diferenças entre os sons de áreas urbanas, área rurais, áreas onde moram e os sons das florestas emitidos no vídeo. Provavelmente devem citar os sons dos carros, ambulâncias, buzinas, sirenes nas cidades. De qualquer forma devem concluir que esses sons são importantes porque refletem ambiente vivo, de fauna preservada e ativa de um ecossistema pulsante.

Para você saber mais:

Entenda a diferença entre som, barulho e ruído. Disponível em: <https://biosom.com.br/blog/curiosidades/entenda-a-diferenca-entre-som-barulho-e-ruido/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

RANDMER, Caroline. A ciência comprova: sons da natureza ajudam a relaxar. Revista Boa Forma. Disponível em: <https://boaforma.abril.com.br/estilo-de-vida/a-ciencia-comprova-sons-da-natureza-ajudam-a-relaxar/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

RINCON, Maria Luciana. Por que os sons da natureza são tão relaxantes? Mega Curioso. Disponível em: <https://www.megacurioso.com.br/medicina-e-psicologia/46803-por-que-os-sons-da-natureza-sao-tao-relaxantes.htm>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Ação Propositiva select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Nesse momento, os alunos devem entender que os ambientes suscetíveis aos barulhos relativos ao vídeo seriam florestas tropicais e equatoriais. Eles devem identificar em um mapa-múndi os ambientes na Europa, Ásia e Oceania que seriam ocupados por florestas tropicais e equatoriais. Em geral, serão as regiões encontradas entre os trópicos de Capricórnio e Câncer, principalmente na faixa equatorial.

O mapa-mundi pode ser em uma folha avulsa ou no atlas geográfico ou até mesmo no livro didático. Se achar necessário, use uma mapa temático de clima e/ou vegetação para identificação desses ambientes. Você pode orientá-los que usem uma legenda e assinalem no mapa as áreas de florestas nesses continentes. As áreas demarcadas não ocorrerão na Europa tendo em vista que o continente encontra-se preponderantemente localizado na zona temperada. As regiões assinaladas devem envolver o sul e sudeste asiáticos : Índia, península da Indochina (Vietnã, Tailândia, Laos, Camboja, Mianmar, Malásia), Indonésia, Bornéu, Filipinas; leste e sudeste chinês; ilhas da Oceania como Papua Nova Guiné e ilhas da Melanésia, Polinésia e Micronésia.

Quanto às atividades econômicas, eles podem citar a agropecuária, urbanização, construção de hidrelétricas, atividades mineradoras, exploração de recursos florestais como madeira, entre outras. Podem levar em consideração as características específicas dos países para entender as principais atividades econômicas que comprometem esses ecossistemas. Por exemplo, ao identificar as áreas do Sul e sudeste asiático que possuem florestas, como Índia, Indonésia, Malásia, podem sugerir a agricultura de arroz (rizicultura) como um das atividades que comprometem esse ecossistema. No caso do leste e sudeste chinês a maior parte da vegetação nativa florestal foi desmatada também em função da agricultura mas com grande influência da industrialização e, consequente, urbanização.

O mapa-mundi a ser utilizado depende das condições da escola. Pode ser em folha avulsa, no livro didático, no computador pessoal dos alunos ou atlas geográfico escolar encontrado na biblioteca ou dos alunos. Adapte a atividade infraestrutura disponível, da maneira que achar mais conveniente e adequada.

Para você saber mais:

As 10 florestas mais devastadas do planeta. Revista Época. Disponível em: <http://colunas.revistaepocanegocios.globo.com/empresaverde/2011/02/02/ano-internacional-das-florestas-oficializado-pela-onu-tem-um-desafio-salvar-as-10-mais-devastadas-do-mundo/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Bem-estar da humanidade em risco por degradação da biodiversidade. Disponível em: <http://horadesantacatarina.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2018/03/bem-estar-da-humanidade-em-risco-por-degradacao-da-biodiversidade-10197465.htm>. Acesso em: 29 jan. 2019.

LOUREIRO, Gabriela Silva. Especialista em sons da natureza adverte: o mundo animal está cada vez mais silencioso. Revista Galileu. Disponível em: <https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2015/03/especialista-em-sons-da-natureza-adverte-o-mundo-animal-esta-cada-vez-mais-silencioso.html?fbclid=IwAR2BlAEjTcb--_wU1dtxzmNQOacz9JhjYLEbzAwn1wMDcjLa2_Ttxo9AXYI>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Ação Propositiva select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Como o exemplo do mapa acima, espera-se que os alunos demarquem as áreas criando legendas para as principais atividades econômicas que degradam as florestas da Ásia e Oceania. Verifica-se que no mapa do exemplo demarcou-se as florestas tropicais do Brasil (mata Atlântica e Amazônia) em tons de verde diferentes e criou-se uma legenda em símbolos que demonstrasse as principais atividades econômicas que promovem a degradação desses ecossistemas. Entre eles encontramos a agricultura, pecuária, mineração, presença de indústrias, madeireira, urbanização e usinas hidrelétricas. Os alunos podem, como no exemplo, utilizar símbolos ou cores para identificar as atividades econômicas nos continentes desse tema.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Após as discussões do slide anterior e a identificação dos países dos continentes em questão que possuem florestas os alunos devem debater sobre os impactos desses ambientes frente ao desmatamento e retirada de vegetação. Podem levar em consideração as características específicas dos países para entender as principais atividades econômicas que comprometem esses ecossistemas e, consequentemente, os impactos decorrentes da exploração e desmatamento.

Quanto aos impactos do desmatamento e retirada da mata nativa, os alunos podem citar a perda da fauna e da flora, possível extinção de espécies, erosão dos solos, assoreamento dos rios por sedimentos erodidos, secamento ou rebaixamento de lençóis freáticos por menor infiltração, mudanças climáticas locais por menor evapotranspiração das plantas e, a longo prazo, desertificação em alguns ambientes.

Para dar mais consistência a essa etapa, você pode sugerir que os alunos pesquisem em casa, com base nos artigos sugeridos em “Para saber mais” dessa etapa e da etapa da Ação Propositiva e tragam as respostas para as consequências do desmatamento (impactos ambientais) e soluções dos problemas levantados.

Na aula seguinte organize a sala em círculo (dispor a sala para que os alunos todos se olhem e possam debater e opinar sobre o assunto) e proponha um debate sobre o tema. Trabalhe com as medidas de mitigação e recuperação dos ecossistemas como: fiscalização e monitoramento mais efetivos nesses ambientes, leis mais rigorosas acerca da preservação, punição de agentes envolvido no desmatamento, multas e ações corretivas para desmatadores, reflorestamento com mata nativa de áreas desmatadas, criação de Unidades de Conservação nos ambientes mais fragilizados, fortalecimento dos órgão ambientais, etc.

Para você saber mais:

LOUREIRO, Gabriela Silva. Especialista em sons da natureza adverte: o mundo animal está cada vez mais silencioso. Revista Galileu. Disponível em: <https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2015/03/especialista-em-sons-da-natureza-adverte-o-mundo-animal-esta-cada-vez-mais-silencioso.html?fbclid=IwAR2BlAEjTcb--_wU1dtxzmNQOacz9JhjYLEbzAwn1wMDcjLa2_Ttxo9AXYI>. Acesso em: 29 jan. 2019.

SILVA, Júlio César Lázaro da. Destruição das florestas. Brasil Escola. Disponível em: <https://brasilescola.uol.com.br/geografia/destruicao-de-florestas.htm>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Um breve panorama do desmatamento em florestas tropicais. Disponível em: <https://wrm.org.uy/pt/artigos-do-boletim-do-wrm/secao1/um-breve-panorama-do-desmatamento-em-florestas-tropicais/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09GE16 de Geografia, que consta na BNCC. Esta habilidade diz respeito identificação e comparação de diferentes domínios morfoclimáticos da Europa, da Ásia e da Oceania. Assim, o uso de materiais didáticos visuais como mapas, podem ser úteis para interpretações e comparações entre as localidades. Como esta habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. Você pode trabalhar também com a habilidade EF09GE1 que busca explicar as características físico-naturais e a forma de ocupação e usos da terra em diferentes regiões da Europa, da Ásia e da Oceania. Caso seja interessante, também poderá abordar a habilidade EF09GE07 que procura analisar os componentes físico-naturais da Eurásia e os determinantes histórico-geográficos de sua divisão em Europa e Ásia

Materiais necessários: Mapa-mundi ou atlas geográfico para os grupos.

Link para o vídeo:

Projeto permite ouvir ecossistemas ameaçados de extinção. Fonte: http://g1.globo.com/globo-news/estudio-i/videos/v/projeto-permite-ouvir-ecossistemas-ameacados-de-extincao/6975875/

Para você saber mais:

Para melhor compreensão sobre a diferença entre som, barulho e ruído, recomenda-se a consulta no link:

Entenda a diferença entre som, barulho e ruído. Disponível em: <https://biosom.com.br/blog/curiosidades/entenda-a-diferenca-entre-som-barulho-e-ruido/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

O link abaixo apresenta o som de um grilo e também pode ser usado como parâmetro para diferenciação dos sons da cidade e de ambientes nativos e rurais:

DÁRIO, Maria L. Tenho memórias com grilos, colchão de palha e telhados com telhas simples sem laje… Disponível em: <https://mariadario.blog/2018/05/05/tenho-memorias-com-grilos-colchao-de-palha-e-telhado-com-telhas-simples-sem-laje/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Os links abaixo apresentam reportagens que abordam sobre a importância dos sons da floresta e da natureza para a saúde humana e para o relaxamento do corpo :

RANDMER, Caroline. A ciência comprova: sons da natureza ajudam a relaxar. Revista Boa Forma. Disponível em: <https://boaforma.abril.com.br/estilo-de-vida/a-ciencia-comprova-sons-da-natureza-ajudam-a-relaxar/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

RINCON, Maria Luciana. Por que os sons da natureza são tão relaxantes? Mega Curioso. Disponível em: <https://www.megacurioso.com.br/medicina-e-psicologia/46803-por-que-os-sons-da-natureza-sao-tao-relaxantes.htm>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Inclusive a matéria a seguir apresenta vídeos de sons de outros ecossistemas como desertos, ilhas e montanhas:

CHIARELLI, Jéssica. 50 horas de sons da natureza, cientificamente comprovados, para aliviar o stress e promover a felicidade. Revista Bula. Disponível em: <https://www.revistabula.com/12214-50-horas-de-sons-da-natureza-cientificamente-comprovados-para-aliviar-o-estresse-e-promover-a-felicidade/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

O artigo “Sons da natureza” aborda a importância biológica do monitoramento desses ambientes.

KUGLER, Henrique. Os sons da natureza. Ciência Hoje das Crianças. Disponível em: http://chc.org.br/os-sons-da-natureza/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

O Link abaixo apresenta importante reflexão sobre a diminuição dos barulhos da natureza e dada consequente desmatamento e perda da fauna:

LOUREIRO, Gabriela Silva. Especialista em sons da natureza adverte: o mundo animal está cada vez mais silencioso. Revista Galileu. Disponível em: <https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2015/03/especialista-em-sons-da-natureza-adverte-o-mundo-animal-esta-cada-vez-mais-silencioso.html?fbclid=IwAR2BlAEjTcb--_wU1dtxzmNQOacz9JhjYLEbzAwn1wMDcjLa2_Ttxo9AXYI>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Os artigos abaixo tratam das principais atividades que degradam florestas em várias regiões do mundo e o atual estágio de preservação desses ecossistemas. Entre as regiões, temos: Indo-Birmânia (Ásia-Pacífico), Nova Zelândia (Oceania),Sunda (Indonésia, Malásia e Brunei – Ásia-Pacífico), Filipinas (Ásia-Pacífico), Montanhas do Centro-Sul da China (Ásia).

As 10 florestas mais devastadas do planeta. Revista Época. Disponível em: <http://colunas.revistaepocanegocios.globo.com/empresaverde/2011/02/02/ano-internacional-das-florestas-oficializado-pela-onu-tem-um-desafio-salvar-as-10-mais-devastadas-do-mundo/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Bem-estar da humanidade em risco por degradação da biodiversidade. Disponível em: <http://horadesantacatarina.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2018/03/bem-estar-da-humanidade-em-risco-por-degradacao-da-biodiversidade-10197465.htm>. Acesso em: 29 jan. 2019.

O artigo apresenta as principais causas e consequências do desmatamento de florestas tropicais:

Um breve panorama do desmatamento em florestas tropicais. Disponível em: <https://wrm.org.uy/pt/artigos-do-boletim-do-wrm/secao1/um-breve-panorama-do-desmatamento-em-florestas-tropicais/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

SILVA, Júlio César Lázaro da. Destruição das florestas. Brasil Escola. Disponível em: <https://brasilescola.uol.com.br/geografia/destruicao-de-florestas.htm>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Contextos prévios: Para o desenvolvimento desse plano de aula é adequado que os alunos tenham conhecimento da localização geográfica dos continentes dessa habilidade (Europa, Ásia e Oceania) assim como o clima e vegetação predominantes nessas regiões, principalmente na zona intertropical e faixa da linha do Equador. Também é interessante já tenham abordado o tema impactos ambientais para associar as consequências do desmatamento nas áreas que serão estudadas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Leia o título do plano. Explique aos alunos que eles irão discutir a importância dos ecossistemas nativos, principalmente sistemas florestais, na preservação de espécies da fauna e flora, assim como na qualidade de vida das pessoas a partir de um vídeo assistido em sala de aula ou em casa (caso seja de interesse do professor responsável a respeito dos barulhos da floresta).

Também irão identificar a localização das florestas tropicais e equatoriais na Ásia e Oceania. Após a exibição do vídeo, espera-se que os alunos respondam as questões propostas e encontrem em um mapa a localização dos ecossistemas florestais nos continentes alvo deste estudo.

Para facilitar a discussão, divida-os em grupos de 3 a 4 alunos.

Como adequar à sua realidade: A habilidade a ser abordada nesse plano envolve os continentes supracitados, porém a reportagem também cita a Floresta Amazônica e outras localidades brasileiras, que podem ser utilizadas para comparações com a área de estudo a ser trabalhada (Florestas tropicais e equatoriais da Ásia e Oceania). Se houver indisponibilidade de exibição do vídeo em sala de aula ou falta de infraestrutura na escola, como computadores, projetor ou sala de informática, solicite aos alunos que assistam o vídeo em seus aparelhos celulares, lap tops ou em casa fazendo anotações dos aspectos mais relevantes que assistirem.

Se achar conveniente, passe as perguntas dessa aula que se encontram nos slides de problematização e ação propositiva antes da recomendação do vídeo, assim eles podem realizar uma atividade mais dirigida, com busca as respostas no momento de assistir a reportagem indicada.

Para você saber mais: O vídeo Projeto permite ouvir ecossistemas ameaçados de extinção. G1. Disponível em: <http://g1.globo.com/globo-news/estudio-i/videos/v/projeto-permite-ouvir-ecossistemas-ameacados-de-extincao/6975875/>. Acesso em: 25 jan 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações: Faça a exibição do vídeo para os alunos. Se possível em projetor em sala de aula ou sala adequada para tal. Solicite que prestem atenção sobre os temas abordados no vídeo. Se achar necessário, projete o vídeo mais de uma vez em sala de aula.

Caso haja dificuldade em função de material disponível você pode solicitar que os alunos assistam em seus aparelhos celulares, computadores ou em casa.

Para você saber mais:

CHIARELLI, Jéssica. 50 horas de sons da natureza, cientificamente comprovados, para aliviar o stress e promover a felicidade. Revista Bula. Disponível em: <https://www.revistabula.com/12214-50-horas-de-sons-da-natureza-cientificamente-comprovados-para-aliviar-o-estresse-e-promover-a-felicidade/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

DÁRIO, Maria L. Tenho memórias com grilos, colchão de palha e telhados com telhas simples sem laje… Disponível em: <https://mariadario.blog/2018/05/05/tenho-memorias-com-grilos-colchao-de-palha-e-telhado-com-telhas-simples-sem-laje/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

KUGLER, Henrique. Os sons da natureza. Ciência Hoje das Crianças. Disponível em: http://chc.org.br/os-sons-da-natureza/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Leia a questão em voz alta e solicite que os alunos discutam entre si e anotem as conclusões em seus cadernos. Os alunos devem compreender a importância dos sons naturais das florestas, como a fauna (pássaros, insetos, sapos, etc) sempre ativa nesses ambientes, da água correndo, do vento nas folhagens e plantas. Boa parte das respostas podem ser de cunho pessoal como o que os chamou mais atenção, as diferenças entre os sons de áreas urbanas, área rurais, áreas onde moram e os sons das florestas emitidos no vídeo. Provavelmente devem citar os sons dos carros, ambulâncias, buzinas, sirenes nas cidades. De qualquer forma devem concluir que esses sons são importantes porque refletem ambiente vivo, de fauna preservada e ativa de um ecossistema pulsante.

Para você saber mais:

Entenda a diferença entre som, barulho e ruído. Disponível em: <https://biosom.com.br/blog/curiosidades/entenda-a-diferenca-entre-som-barulho-e-ruido/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

RANDMER, Caroline. A ciência comprova: sons da natureza ajudam a relaxar. Revista Boa Forma. Disponível em: <https://boaforma.abril.com.br/estilo-de-vida/a-ciencia-comprova-sons-da-natureza-ajudam-a-relaxar/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

RINCON, Maria Luciana. Por que os sons da natureza são tão relaxantes? Mega Curioso. Disponível em: <https://www.megacurioso.com.br/medicina-e-psicologia/46803-por-que-os-sons-da-natureza-sao-tao-relaxantes.htm>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Nesse momento, os alunos devem entender que os ambientes suscetíveis aos barulhos relativos ao vídeo seriam florestas tropicais e equatoriais. Eles devem identificar em um mapa-múndi os ambientes na Europa, Ásia e Oceania que seriam ocupados por florestas tropicais e equatoriais. Em geral, serão as regiões encontradas entre os trópicos de Capricórnio e Câncer, principalmente na faixa equatorial.

O mapa-mundi pode ser em uma folha avulsa ou no atlas geográfico ou até mesmo no livro didático. Se achar necessário, use uma mapa temático de clima e/ou vegetação para identificação desses ambientes. Você pode orientá-los que usem uma legenda e assinalem no mapa as áreas de florestas nesses continentes. As áreas demarcadas não ocorrerão na Europa tendo em vista que o continente encontra-se preponderantemente localizado na zona temperada. As regiões assinaladas devem envolver o sul e sudeste asiáticos : Índia, península da Indochina (Vietnã, Tailândia, Laos, Camboja, Mianmar, Malásia), Indonésia, Bornéu, Filipinas; leste e sudeste chinês; ilhas da Oceania como Papua Nova Guiné e ilhas da Melanésia, Polinésia e Micronésia.

Quanto às atividades econômicas, eles podem citar a agropecuária, urbanização, construção de hidrelétricas, atividades mineradoras, exploração de recursos florestais como madeira, entre outras. Podem levar em consideração as características específicas dos países para entender as principais atividades econômicas que comprometem esses ecossistemas. Por exemplo, ao identificar as áreas do Sul e sudeste asiático que possuem florestas, como Índia, Indonésia, Malásia, podem sugerir a agricultura de arroz (rizicultura) como um das atividades que comprometem esse ecossistema. No caso do leste e sudeste chinês a maior parte da vegetação nativa florestal foi desmatada também em função da agricultura mas com grande influência da industrialização e, consequente, urbanização.

O mapa-mundi a ser utilizado depende das condições da escola. Pode ser em folha avulsa, no livro didático, no computador pessoal dos alunos ou atlas geográfico escolar encontrado na biblioteca ou dos alunos. Adapte a atividade infraestrutura disponível, da maneira que achar mais conveniente e adequada.

Para você saber mais:

As 10 florestas mais devastadas do planeta. Revista Época. Disponível em: <http://colunas.revistaepocanegocios.globo.com/empresaverde/2011/02/02/ano-internacional-das-florestas-oficializado-pela-onu-tem-um-desafio-salvar-as-10-mais-devastadas-do-mundo/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Bem-estar da humanidade em risco por degradação da biodiversidade. Disponível em: <http://horadesantacatarina.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2018/03/bem-estar-da-humanidade-em-risco-por-degradacao-da-biodiversidade-10197465.htm>. Acesso em: 29 jan. 2019.

LOUREIRO, Gabriela Silva. Especialista em sons da natureza adverte: o mundo animal está cada vez mais silencioso. Revista Galileu. Disponível em: <https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2015/03/especialista-em-sons-da-natureza-adverte-o-mundo-animal-esta-cada-vez-mais-silencioso.html?fbclid=IwAR2BlAEjTcb--_wU1dtxzmNQOacz9JhjYLEbzAwn1wMDcjLa2_Ttxo9AXYI>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Como o exemplo do mapa acima, espera-se que os alunos demarquem as áreas criando legendas para as principais atividades econômicas que degradam as florestas da Ásia e Oceania. Verifica-se que no mapa do exemplo demarcou-se as florestas tropicais do Brasil (mata Atlântica e Amazônia) em tons de verde diferentes e criou-se uma legenda em símbolos que demonstrasse as principais atividades econômicas que promovem a degradação desses ecossistemas. Entre eles encontramos a agricultura, pecuária, mineração, presença de indústrias, madeireira, urbanização e usinas hidrelétricas. Os alunos podem, como no exemplo, utilizar símbolos ou cores para identificar as atividades econômicas nos continentes desse tema.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Após as discussões do slide anterior e a identificação dos países dos continentes em questão que possuem florestas os alunos devem debater sobre os impactos desses ambientes frente ao desmatamento e retirada de vegetação. Podem levar em consideração as características específicas dos países para entender as principais atividades econômicas que comprometem esses ecossistemas e, consequentemente, os impactos decorrentes da exploração e desmatamento.

Quanto aos impactos do desmatamento e retirada da mata nativa, os alunos podem citar a perda da fauna e da flora, possível extinção de espécies, erosão dos solos, assoreamento dos rios por sedimentos erodidos, secamento ou rebaixamento de lençóis freáticos por menor infiltração, mudanças climáticas locais por menor evapotranspiração das plantas e, a longo prazo, desertificação em alguns ambientes.

Para dar mais consistência a essa etapa, você pode sugerir que os alunos pesquisem em casa, com base nos artigos sugeridos em “Para saber mais” dessa etapa e da etapa da Ação Propositiva e tragam as respostas para as consequências do desmatamento (impactos ambientais) e soluções dos problemas levantados.

Na aula seguinte organize a sala em círculo (dispor a sala para que os alunos todos se olhem e possam debater e opinar sobre o assunto) e proponha um debate sobre o tema. Trabalhe com as medidas de mitigação e recuperação dos ecossistemas como: fiscalização e monitoramento mais efetivos nesses ambientes, leis mais rigorosas acerca da preservação, punição de agentes envolvido no desmatamento, multas e ações corretivas para desmatadores, reflorestamento com mata nativa de áreas desmatadas, criação de Unidades de Conservação nos ambientes mais fragilizados, fortalecimento dos órgão ambientais, etc.

Para você saber mais:

LOUREIRO, Gabriela Silva. Especialista em sons da natureza adverte: o mundo animal está cada vez mais silencioso. Revista Galileu. Disponível em: <https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2015/03/especialista-em-sons-da-natureza-adverte-o-mundo-animal-esta-cada-vez-mais-silencioso.html?fbclid=IwAR2BlAEjTcb--_wU1dtxzmNQOacz9JhjYLEbzAwn1wMDcjLa2_Ttxo9AXYI>. Acesso em: 29 jan. 2019.

SILVA, Júlio César Lázaro da. Destruição das florestas. Brasil Escola. Disponível em: <https://brasilescola.uol.com.br/geografia/destruicao-de-florestas.htm>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Um breve panorama do desmatamento em florestas tropicais. Disponível em: <https://wrm.org.uy/pt/artigos-do-boletim-do-wrm/secao1/um-breve-panorama-do-desmatamento-em-florestas-tropicais/>. Acesso em: 29 jan. 2019.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Natureza, ambientes e qualidade de vida do 9º ano :

MAIS AULAS DE Geografia do 9º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF09GE16 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Geografia

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano