10480
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Matemática > 8º ano > Geometria

Plano de aula - Transformações Isométricas no Plano Cartesiano

Plano de aula de Matemática com atividades para 8º ano do Fundamental sobre Composição de transformações isométricas no plano cartesiano

Plano 02 de 10 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Renata Akemi Maekawa Fujimura

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
ESTE É UM CONTEÚDO PARA O SAEB Ver Mais >
 

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autora: Renata Akemi Maekawa

Mentor: Fabricio Eduardo Ferreira

Especialista de área: Pricilla Cerqueira

Habilidade da BNCC

EF08MA15 - Reconhecer e construir figuras obtidas por composições de transformações geométricas (translação, reflexão e rotação), com o uso de instrumentos de desenho ou de softwares de geometria dinâmica.

Objetivos específicos

  • Analisar figuras congruentes no plano cartesiano para determinar as transformações isométricas que podem ser aplicadas para levar uma figura a outra.
  • Construir figuras no plano cartesiano a partir de composições de transformações isométricas.
  • Reconhecer e nomear os tipos  de simetria.

Conceito-chave

Composição de transformações isométricas no plano cartesiano

Recursos necessários

- Lápis, papel e fichas impressas.

- Projetor (se possível)




Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete ou leia o objetivo para a turma.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula.

Retomada select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Inicie a aula projetando a atividade ou desenhando a figura no quadro e lendo a pergunta. Solicite que os alunos pensem individualmente na resposta e anotem em seus cadernos. Depois, abra para a discussão, chamando um aluno para responder e solicitando que os outros alunos digam se concordam ou não, justificando. Em seguida, verifique se outros alunos têm respostas diferentes para serem compartilhadas, seguindo a mesma dinâmica. É provável que haja uma diversidade de respostas (acesse o arquivo de resolução desta atividade para ver algumas possibilidades). Caso não haja, solicitar que os alunos pensem em outra resposta possível.

Propósito: Familiarizar-se com atividade de elaboração de instruções para movimentar figuras no plano.

Discuta com a turma:

  • Quais estratégias podemos usar para elaborar uma lista de instruções para movimentar uma figura de uma posição para outra?
  • Quantos conjuntos de instruções que levam a peça da posição A para a posição B existem?
  • Como podemos conferir se as instruções elaboradas por um colega estão corretas?

Materiais Complementares:

Aquecimento

Resolução do Aquecimento

Atividade Principal select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto.

Orientações: Leia o texto para que os alunos compreendam qual será a atividade da aula, destacando os elementos matemáticos que serão explorados e diferenciando da atividade de aquecimento. Verifique se todos lembram o que é o plano cartesiano e, se necessário, faça uma retomada.

Propósito: Fazer com que os alunos compreendam que a atividade principal tratará de transformações isométricas no plano cartesiano.

Materiais Complementares:

Atividade para impressão

Resolução da atividade

Guia de intervenção

Atividade Principal select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Leia o texto e retome os tipos de simetria já estudados. Esse é um bom momento para que os alunos façam o registro de um glossário com os termos matemáticos que utilizarão na aula. É interessante registrar também que estas são transformações isométricas e a análise do vocábulo “isométricas”, com “iso”= igual e “metria” = medida pode ajudar a dar sentido à nomenclatura.

Você pode imprimir a imagem e movimentá-la para exibir os movimentos relacionados a cada tipo de simetria.

Propósito: Fazer com que os alunos retomem os tipos de simetria no que já estudaram.

Atividade Principal select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 4 minutos.

Orientações: Projete esta atividade ou imprima e entregue uma cópia para cada aluno. Reúna os alunos em pequenos grupos (3 alunos - organize grupos buscando uma heterogeneidade de desempenhos), e proponha que eles respondam à questão 1 a) proposta individualmente e, em seguida, compartilhem as respostas no grupo. Solicite que cada grupo discuta as soluções e escreva uma resposta final do grupo. Circule pela sala para observar como os alunos estão resolvendo o problema. Em seguida, abra para a discussão coletiva, solicitando que um representante do grupo leia a resposta escrita. Se possível, selecione grupos que responderam de formas diferentes para participar da discussão.

Propósito: Incentivar que os alunos analisem imagens no plano cartesiano e determinem conjuntos de transformações isométricas que levam a imagem de uma posição para outra.

Discuta com a turma:

  • Quais transformações vocês utilizaram?
  • Que características da figura vocês observaram para escolher essas transformações?
  • Há outras possibilidades de instruções que levam o peixe original ao peixe na nova posição?

Atividade Principal select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 4 minutos.

Orientações: Projete esta atividade ou dê continuidade à atividade impressa. Solicite que os alunos resolvam o problema 1b) nos trios (mesmo grupo do problema anterior). Em seguida, abra para a discussão coletiva, solicitando que um representante do grupo leia a resposta escrita. Procure revezar os grupos que participam e os alunos que lêem as respostas.

Propósito: Incentivar que os alunos analisem imagens no plano cartesiano e determinem conjuntos de transformações isométricas que levam a imagem de uma posição para outra.

Discuta com a turma:

  • Quais transformações vocês utilizaram?
  • Que características da figura vocês observaram para escolher essas transformações?
  • Quais elementos são importantes para descrever uma rotação? (Qual o ângulo? Em qual sentido? Rotação em torno de que ponto?)

Atividade Principal select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Projete esta atividade ou dê continuidade à atividade impressa. Solicite que os alunos resolvam o problema 1c) nos trios (mesmo grupo do problema anterior). Em seguida, abra para a discussão coletiva, solicitando que um representante do grupo leia a resposta escrita. Procure revezar os grupos que participam e os alunos que lêem as respostas. Nesse momento, é importante que os alunos percebam a necessidade de usar uma composição de transformações diferentes para obter a nova imagem.

Propósito: Incentivar que os alunos analisem imagens no plano cartesiano e determinem conjuntos de transformações isométricas que levam a imagem de uma posição para outra.

Discuta com a turma:

  • Quais transformações vocês utilizaram?
  • Que características da figura vocês observaram para escolher essas transformações?
  • Quais elementos são importantes para descrever uma reflexão?
  • Seria possível que o peixe fosse para a nova posição com apenas uma transformação?

Atividade Principal select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Projete esta atividade ou dê continuidade à atividade impressa. Solicite que eles resolvam a atividade 2 individualmente e, em seguida, comparem as imagens obtidas entre os integrantes do grupo. Caso encontrem diferenças entre as imagens, devem discutir para tentar compreender o que levou a essas diferenças. Nesse momento, circule pela sala para observar as discussões dos alunos, sem informar os grupos se a resposta obtida por eles está correta ou não. A discussão coletiva será feita posteriormente.

Propósito: Incentivar que os alunos construam figuras obtidas a partir da aplicação, em uma figura original, de composições de transformações isométricas no plano cartesiano.

Atividade Principal select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Projete esta atividade ou dê continuidade à atividade impressa. Solicite que eles resolvam a atividade 3 individualmente e, em seguida, comparem as imagens obtidas entre os integrantes do grupo. Caso encontrem diferenças entre as imagens, devem discutir para tentar compreender o que levou a essas diferenças. Nesse momento, circule pela sala para observar as discussões dos alunos, sem informar os grupos se a resposta obtida por eles está correta ou não. A discussão coletiva será feita posteriormente.

Propósito: Incentivar que os alunos construam figuras obtidas a partir da aplicação, em uma figura original, de composições de transformações isométricas no plano cartesiano.

Discussão das Soluções select-down

Slide Plano Aula

Orientações: A partir da observação feita na atividade anterior, se houver, selecione grupos que obtiveram imagens finais diferentes na atividade 2. Peça para que os grupos escolham um integrante para exibir a imagem final encontrada, explicando as etapas. Após o compartilhamento das respostas, abra para que a turma discuta e decida se concordam com alguma das soluções apresentadas. Se for possível, projete a atividade no quadro ou reproduza a figura original e os eixos cartesianos para que os alunos desenhem as suas soluções para que toda a classe veja. Se todos os grupos tiverem a mesma resposta, peça para que contem se tiveram diferenças nas respostas individuais e como chegaram a um consenso de qual estava correta.

É possível que, nesta atividade, o fato da imagem obtida, após a segunda transformação, ficar sobreposta à imagem obtida após a 1ª transformação, cause estranhamento aos alunos. É importante destacar que esta é uma possibilidade, para que eles não criem um obstáculo ao pensar que as transformações sempre geram imagens que não se sobrepõem.

Se julgar necessário, projete o slide 12 com a solução da primeira etapa. É importante evidenciar a diferença entre essa imagem refletida e a imagem que seria gerada por uma translação vertical de 6 unidades para baixo. Nesse caso, os alunos podem observar que a “cauda” do peixe refletido está a uma unidade do eixo de reflexão.

Para concluir a correção da atividade 2, se julgar necessário, projete o slide 13 com a solução da atividade. É importante ressaltar a possibilidade de obtenção de uma imagem que se sobrepõe em partes à outra.

Propósito: Construir figuras no plano cartesiano, modificadas pela aplicação de transformações isométricas.

Discuta com a turma:

  • Que estratégias vocês usaram para construir a reflexão em relação ao eixo x da figura?
  • Como podemos verificar se a figura formada é resultado de uma reflexão?
  • É possível que uma transformação gere uma figura que fica sobreposta à figura original?

Discussão das Soluções select-down

Slide Plano Aula

Orientações: A partir da observação feita na atividade anterior, se houver, selecione grupos que obtiveram imagens finais diferentes na atividade 2. Peça para que os grupos escolham um integrante para exibir a imagem final encontrada, explicando as etapas. Após o compartilhamento das respostas, abra para que a turma discuta e decida se concordam com alguma das soluções apresentadas. Se for possível, projete a atividade no quadro ou reproduza a figura original e os eixos cartesianos para que os alunos desenhem as suas soluções para que toda a classe veja. Se todos os grupos tiverem a mesma resposta, peça para que contem se tiveram diferenças nas respostas individuais e como chegaram a um consenso de qual estava correta.

É possível que, nesta atividade, o fato da imagem obtida, após a segunda transformação, ficar sobreposta à imagem obtida após a 1ª transformação, cause estranhamento aos alunos. É importante destacar que esta é uma possibilidade, para que eles não criem um obstáculo ao pensar que as transformações sempre geram imagens que não se sobrepõem.

Se julgar necessário, projete o slide 12 com a solução da primeira etapa. É importante evidenciar a diferença entre essa imagem refletida e a imagem que seria gerada por uma translação vertical de 6 unidades para baixo. Nesse caso, os alunos podem observar que a “cauda” do peixe refletido está a uma unidade do eixo de reflexão.

Para concluir a correção da atividade 2, se julgar necessário, projete o slide 13 com a solução da atividade. É importante ressaltar a possibilidade de obtenção de uma imagem que se sobrepõe em partes à outra.

Propósito: Construir figuras no plano cartesiano, modificadas pela aplicação de transformações isométricas.

Discuta com a turma:

  • Que estratégias vocês usaram para construir a reflexão em relação ao eixo x da figura?
  • Como podemos verificar se a figura formada é resultado de uma reflexão?
  • É possível que uma transformação gere uma figura que fica sobreposta à figura original?

Discussão das Soluções select-down

Slide Plano Aula

Orientações: A partir da observação feita na atividade anterior, se houver, selecione grupos que obtiveram imagens finais diferentes na atividade 2. Peça para que os grupos escolham um integrante para exibir a imagem final encontrada, explicando as etapas. Após o compartilhamento das respostas, abra para que a turma discuta e decida se concordam com alguma das soluções apresentadas. Se for possível, projete a atividade no quadro ou reproduza a figura original e os eixos cartesianos para que os alunos desenhem as suas soluções para que toda a classe veja. Se todos os grupos tiverem a mesma resposta, peça para que contem se tiveram diferenças nas respostas individuais e como chegaram a um consenso de qual estava correta.

É possível que, nesta atividade, o fato da imagem obtida, após a segunda transformação, ficar sobreposta à imagem obtida após a 1ª transformação, cause estranhamento aos alunos. É importante destacar que esta é uma possibilidade, para que eles não criem um obstáculo ao pensar que as transformações sempre geram imagens que não se sobrepõem.

Se julgar necessário, projete o slide 12 com a solução da primeira etapa. É importante evidenciar a diferença entre essa imagem refletida e a imagem que seria gerada por uma translação vertical de 6 unidades para baixo. Nesse caso, os alunos podem observar que a “cauda” do peixe refletido está a uma unidade do eixo de reflexão.

Para concluir a correção da atividade 2, se julgar necessário, projete o slide 13 com a solução da atividade. É importante ressaltar a possibilidade de obtenção de uma imagem que se sobrepõe em partes à outra.

Propósito: Construir figuras no plano cartesiano, modificadas pela aplicação de transformações isométricas.

Discuta com a turma:

  • Que estratégias vocês usaram para construir a reflexão em relação ao eixo x da figura?
  • Como podemos verificar se a figura formada é resultado de uma reflexão?
  • É possível que uma transformação gere uma figura que fica sobreposta à figura original?

Discussão das Soluções select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos (slides 14 a 16).

Orientações: Selecione grupos que não participaram da correção da atividade 2 para compartilharem as suas soluções. Procure chamar alunos que obtiveram imagens finais diferentes para potencializar a discussão. É possível que, nesta atividade, o sentido da rotação seja um elemento dificultador para os estudantes. É importante diferenciar os sentidos horário e anti-horário e discutir a necessidade de estabelecer um sentido quando a transformação é uma rotação.

Se julgar necessário, projete o slide 14 com a solução da primeira etapa. É importante evidenciar que as rotações sempre dependem de um ponto, um ângulo e um sentido. Para concluir a correção da atividade 3, se julgar necessário, projete o slide 16 com a solução da atividade. É importante evidenciar que nas translações, a distância entre cada ponto original e o respectivo ponto transladado deve ser igual ao número de unidades determinado para a translação.

Propósito: Construir figuras no plano cartesiano, modificadas pela aplicação de transformações isométricas.

Discuta com a turma:

  • Que estratégias vocês usaram para construir a rotação em torno de um ponto da figura?
  • Por que é importante informar um sentido quando trabalhamos com rotações?
  • Como podemos analisar se a figura foi transladada pela quantidade de unidades informada?

Discussão das Soluções select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos (slides 14 a 16).

Orientações: Selecione grupos que não participaram da correção da atividade 2 para compartilharem as suas soluções. Procure chamar alunos que obtiveram imagens finais diferentes para potencializar a discussão. É possível que, nesta atividade, o sentido da rotação seja um elemento dificultador para os estudantes. É importante diferenciar os sentidos horário e anti-horário e discutir a necessidade de estabelecer um sentido quando a transformação é uma rotação.

Se julgar necessário, projete o slide 14 com a solução da primeira etapa. É importante evidenciar que as rotações sempre dependem de um ponto, um ângulo e um sentido. Para concluir a correção da atividade 3, se julgar necessário, projete o slide 16 com a solução da atividade. É importante evidenciar que nas translações, a distância entre cada ponto original e o respectivo ponto transladado deve ser igual ao número de unidades determinado para a translação.

Propósito: Construir figuras no plano cartesiano, modificadas pela aplicação de transformações isométricas.

Discuta com a turma:

  • Que estratégias vocês usaram para construir a rotação em torno de um ponto da figura?
  • Por que é importante informar um sentido quando trabalhamos com rotações?
  • Como podemos analisar se a figura foi transladada pela quantidade de unidades informada?

Discussão das Soluções select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos (slides 14 a 16).

Orientações: Selecione grupos que não participaram da correção da atividade 2 para compartilharem as suas soluções. Procure chamar alunos que obtiveram imagens finais diferentes para potencializar a discussão. É possível que, nesta atividade, o sentido da rotação seja um elemento dificultador para os estudantes. É importante diferenciar os sentidos horário e anti-horário e discutir a necessidade de estabelecer um sentido quando a transformação é uma rotação.

Se julgar necessário, projete o slide 14 com a solução da primeira etapa. É importante evidenciar que as rotações sempre dependem de um ponto, um ângulo e um sentido. Para concluir a correção da atividade 3, se julgar necessário, projete o slide 16 com a solução da atividade. É importante evidenciar que nas translações, a distância entre cada ponto original e o respectivo ponto transladado deve ser igual ao número de unidades determinado para a translação.

Propósito: Construir figuras no plano cartesiano, modificadas pela aplicação de transformações isométricas.

Discuta com a turma:

  • Que estratégias vocês usaram para construir a rotação em torno de um ponto da figura?
  • Por que é importante informar um sentido quando trabalhamos com rotações?
  • Como podemos analisar se a figura foi transladada pela quantidade de unidades informada?

Encerramento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Leia o texto desse slide (ou peça para algum aluno ler), para sistematizar as aprendizagens da aula. Você pode imprimir a imagem e movimentá-la para ilustrar as transformações isométricas no plano.

Propósito: Retomar e sintetizar as aprendizagens da aula sobre transformações isométricas e elaboração de instruções.

Raio X select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 6 minutos.

Orientações: Peça que, individualmente, os alunos leiam a atividade e a realizem. Circule pela classe para verificar como os alunos estão realizando a tarefa e, caso algum aluno termine, solicite que ele pense se uma mudança na ordem das instruções geraria uma figura final diferente. O raio X é um momento para você avaliar se todos os estudantes conseguiram avançar no conteúdo proposto, então procure identificar e anotar os comentários de cada um. No final, reserve um tempo para um debate coletivo.

Propósito: Verificar se os alunos aplicam os conhecimentos adquiridos numa situação semelhante e avaliar os conhecimentos de cada um a respeito construção de figuras no plano cartesiano a partir de composições de transformações isométricas aplicadas a uma figura original.

Materiais Complementares:

Raio X

Resolução do raio x

Atividade complementar

Resolução da atividade complementar

Resumo da aula

download Baixar plano

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete ou leia o objetivo para a turma.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula.


Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autora: Renata Akemi Maekawa

Mentor: Fabricio Eduardo Ferreira

Especialista de área: Pricilla Cerqueira

Habilidade da BNCC

EF08MA15 - Reconhecer e construir figuras obtidas por composições de transformações geométricas (translação, reflexão e rotação), com o uso de instrumentos de desenho ou de softwares de geometria dinâmica.

Objetivos específicos

  • Analisar figuras congruentes no plano cartesiano para determinar as transformações isométricas que podem ser aplicadas para levar uma figura a outra.
  • Construir figuras no plano cartesiano a partir de composições de transformações isométricas.
  • Reconhecer e nomear os tipos  de simetria.

Conceito-chave

Composição de transformações isométricas no plano cartesiano

Recursos necessários

- Lápis, papel e fichas impressas.

- Projetor (se possível)



Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Inicie a aula projetando a atividade ou desenhando a figura no quadro e lendo a pergunta. Solicite que os alunos pensem individualmente na resposta e anotem em seus cadernos. Depois, abra para a discussão, chamando um aluno para responder e solicitando que os outros alunos digam se concordam ou não, justificando. Em seguida, verifique se outros alunos têm respostas diferentes para serem compartilhadas, seguindo a mesma dinâmica. É provável que haja uma diversidade de respostas (acesse o arquivo de resolução desta atividade para ver algumas possibilidades). Caso não haja, solicitar que os alunos pensem em outra resposta possível.

Propósito: Familiarizar-se com atividade de elaboração de instruções para movimentar figuras no plano.

Discuta com a turma:

  • Quais estratégias podemos usar para elaborar uma lista de instruções para movimentar uma figura de uma posição para outra?
  • Quantos conjuntos de instruções que levam a peça da posição A para a posição B existem?
  • Como podemos conferir se as instruções elaboradas por um colega estão corretas?

Materiais Complementares:

Aquecimento

Resolução do Aquecimento

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto.

Orientações: Leia o texto para que os alunos compreendam qual será a atividade da aula, destacando os elementos matemáticos que serão explorados e diferenciando da atividade de aquecimento. Verifique se todos lembram o que é o plano cartesiano e, se necessário, faça uma retomada.

Propósito: Fazer com que os alunos compreendam que a atividade principal tratará de transformações isométricas no plano cartesiano.

Materiais Complementares:

Atividade para impressão

Resolução da atividade

Guia de intervenção

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Leia o texto e retome os tipos de simetria já estudados. Esse é um bom momento para que os alunos façam o registro de um glossário com os termos matemáticos que utilizarão na aula. É interessante registrar também que estas são transformações isométricas e a análise do vocábulo “isométricas”, com “iso”= igual e “metria” = medida pode ajudar a dar sentido à nomenclatura.

Você pode imprimir a imagem e movimentá-la para exibir os movimentos relacionados a cada tipo de simetria.

Propósito: Fazer com que os alunos retomem os tipos de simetria no que já estudaram.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 4 minutos.

Orientações: Projete esta atividade ou imprima e entregue uma cópia para cada aluno. Reúna os alunos em pequenos grupos (3 alunos - organize grupos buscando uma heterogeneidade de desempenhos), e proponha que eles respondam à questão 1 a) proposta individualmente e, em seguida, compartilhem as respostas no grupo. Solicite que cada grupo discuta as soluções e escreva uma resposta final do grupo. Circule pela sala para observar como os alunos estão resolvendo o problema. Em seguida, abra para a discussão coletiva, solicitando que um representante do grupo leia a resposta escrita. Se possível, selecione grupos que responderam de formas diferentes para participar da discussão.

Propósito: Incentivar que os alunos analisem imagens no plano cartesiano e determinem conjuntos de transformações isométricas que levam a imagem de uma posição para outra.

Discuta com a turma:

  • Quais transformações vocês utilizaram?
  • Que características da figura vocês observaram para escolher essas transformações?
  • Há outras possibilidades de instruções que levam o peixe original ao peixe na nova posição?

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 4 minutos.

Orientações: Projete esta atividade ou dê continuidade à atividade impressa. Solicite que os alunos resolvam o problema 1b) nos trios (mesmo grupo do problema anterior). Em seguida, abra para a discussão coletiva, solicitando que um representante do grupo leia a resposta escrita. Procure revezar os grupos que participam e os alunos que lêem as respostas.

Propósito: Incentivar que os alunos analisem imagens no plano cartesiano e determinem conjuntos de transformações isométricas que levam a imagem de uma posição para outra.

Discuta com a turma:

  • Quais transformações vocês utilizaram?
  • Que características da figura vocês observaram para escolher essas transformações?
  • Quais elementos são importantes para descrever uma rotação? (Qual o ângulo? Em qual sentido? Rotação em torno de que ponto?)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Projete esta atividade ou dê continuidade à atividade impressa. Solicite que os alunos resolvam o problema 1c) nos trios (mesmo grupo do problema anterior). Em seguida, abra para a discussão coletiva, solicitando que um representante do grupo leia a resposta escrita. Procure revezar os grupos que participam e os alunos que lêem as respostas. Nesse momento, é importante que os alunos percebam a necessidade de usar uma composição de transformações diferentes para obter a nova imagem.

Propósito: Incentivar que os alunos analisem imagens no plano cartesiano e determinem conjuntos de transformações isométricas que levam a imagem de uma posição para outra.

Discuta com a turma:

  • Quais transformações vocês utilizaram?
  • Que características da figura vocês observaram para escolher essas transformações?
  • Quais elementos são importantes para descrever uma reflexão?
  • Seria possível que o peixe fosse para a nova posição com apenas uma transformação?
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Projete esta atividade ou dê continuidade à atividade impressa. Solicite que eles resolvam a atividade 2 individualmente e, em seguida, comparem as imagens obtidas entre os integrantes do grupo. Caso encontrem diferenças entre as imagens, devem discutir para tentar compreender o que levou a essas diferenças. Nesse momento, circule pela sala para observar as discussões dos alunos, sem informar os grupos se a resposta obtida por eles está correta ou não. A discussão coletiva será feita posteriormente.

Propósito: Incentivar que os alunos construam figuras obtidas a partir da aplicação, em uma figura original, de composições de transformações isométricas no plano cartesiano.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Projete esta atividade ou dê continuidade à atividade impressa. Solicite que eles resolvam a atividade 3 individualmente e, em seguida, comparem as imagens obtidas entre os integrantes do grupo. Caso encontrem diferenças entre as imagens, devem discutir para tentar compreender o que levou a essas diferenças. Nesse momento, circule pela sala para observar as discussões dos alunos, sem informar os grupos se a resposta obtida por eles está correta ou não. A discussão coletiva será feita posteriormente.

Propósito: Incentivar que os alunos construam figuras obtidas a partir da aplicação, em uma figura original, de composições de transformações isométricas no plano cartesiano.

Slide Plano Aula

Orientações: A partir da observação feita na atividade anterior, se houver, selecione grupos que obtiveram imagens finais diferentes na atividade 2. Peça para que os grupos escolham um integrante para exibir a imagem final encontrada, explicando as etapas. Após o compartilhamento das respostas, abra para que a turma discuta e decida se concordam com alguma das soluções apresentadas. Se for possível, projete a atividade no quadro ou reproduza a figura original e os eixos cartesianos para que os alunos desenhem as suas soluções para que toda a classe veja. Se todos os grupos tiverem a mesma resposta, peça para que contem se tiveram diferenças nas respostas individuais e como chegaram a um consenso de qual estava correta.

É possível que, nesta atividade, o fato da imagem obtida, após a segunda transformação, ficar sobreposta à imagem obtida após a 1ª transformação, cause estranhamento aos alunos. É importante destacar que esta é uma possibilidade, para que eles não criem um obstáculo ao pensar que as transformações sempre geram imagens que não se sobrepõem.

Se julgar necessário, projete o slide 12 com a solução da primeira etapa. É importante evidenciar a diferença entre essa imagem refletida e a imagem que seria gerada por uma translação vertical de 6 unidades para baixo. Nesse caso, os alunos podem observar que a “cauda” do peixe refletido está a uma unidade do eixo de reflexão.

Para concluir a correção da atividade 2, se julgar necessário, projete o slide 13 com a solução da atividade. É importante ressaltar a possibilidade de obtenção de uma imagem que se sobrepõe em partes à outra.

Propósito: Construir figuras no plano cartesiano, modificadas pela aplicação de transformações isométricas.

Discuta com a turma:

  • Que estratégias vocês usaram para construir a reflexão em relação ao eixo x da figura?
  • Como podemos verificar se a figura formada é resultado de uma reflexão?
  • É possível que uma transformação gere uma figura que fica sobreposta à figura original?

Slide Plano Aula

Orientações: A partir da observação feita na atividade anterior, se houver, selecione grupos que obtiveram imagens finais diferentes na atividade 2. Peça para que os grupos escolham um integrante para exibir a imagem final encontrada, explicando as etapas. Após o compartilhamento das respostas, abra para que a turma discuta e decida se concordam com alguma das soluções apresentadas. Se for possível, projete a atividade no quadro ou reproduza a figura original e os eixos cartesianos para que os alunos desenhem as suas soluções para que toda a classe veja. Se todos os grupos tiverem a mesma resposta, peça para que contem se tiveram diferenças nas respostas individuais e como chegaram a um consenso de qual estava correta.

É possível que, nesta atividade, o fato da imagem obtida, após a segunda transformação, ficar sobreposta à imagem obtida após a 1ª transformação, cause estranhamento aos alunos. É importante destacar que esta é uma possibilidade, para que eles não criem um obstáculo ao pensar que as transformações sempre geram imagens que não se sobrepõem.

Se julgar necessário, projete o slide 12 com a solução da primeira etapa. É importante evidenciar a diferença entre essa imagem refletida e a imagem que seria gerada por uma translação vertical de 6 unidades para baixo. Nesse caso, os alunos podem observar que a “cauda” do peixe refletido está a uma unidade do eixo de reflexão.

Para concluir a correção da atividade 2, se julgar necessário, projete o slide 13 com a solução da atividade. É importante ressaltar a possibilidade de obtenção de uma imagem que se sobrepõe em partes à outra.

Propósito: Construir figuras no plano cartesiano, modificadas pela aplicação de transformações isométricas.

Discuta com a turma:

  • Que estratégias vocês usaram para construir a reflexão em relação ao eixo x da figura?
  • Como podemos verificar se a figura formada é resultado de uma reflexão?
  • É possível que uma transformação gere uma figura que fica sobreposta à figura original?

Slide Plano Aula

Orientações: A partir da observação feita na atividade anterior, se houver, selecione grupos que obtiveram imagens finais diferentes na atividade 2. Peça para que os grupos escolham um integrante para exibir a imagem final encontrada, explicando as etapas. Após o compartilhamento das respostas, abra para que a turma discuta e decida se concordam com alguma das soluções apresentadas. Se for possível, projete a atividade no quadro ou reproduza a figura original e os eixos cartesianos para que os alunos desenhem as suas soluções para que toda a classe veja. Se todos os grupos tiverem a mesma resposta, peça para que contem se tiveram diferenças nas respostas individuais e como chegaram a um consenso de qual estava correta.

É possível que, nesta atividade, o fato da imagem obtida, após a segunda transformação, ficar sobreposta à imagem obtida após a 1ª transformação, cause estranhamento aos alunos. É importante destacar que esta é uma possibilidade, para que eles não criem um obstáculo ao pensar que as transformações sempre geram imagens que não se sobrepõem.

Se julgar necessário, projete o slide 12 com a solução da primeira etapa. É importante evidenciar a diferença entre essa imagem refletida e a imagem que seria gerada por uma translação vertical de 6 unidades para baixo. Nesse caso, os alunos podem observar que a “cauda” do peixe refletido está a uma unidade do eixo de reflexão.

Para concluir a correção da atividade 2, se julgar necessário, projete o slide 13 com a solução da atividade. É importante ressaltar a possibilidade de obtenção de uma imagem que se sobrepõe em partes à outra.

Propósito: Construir figuras no plano cartesiano, modificadas pela aplicação de transformações isométricas.

Discuta com a turma:

  • Que estratégias vocês usaram para construir a reflexão em relação ao eixo x da figura?
  • Como podemos verificar se a figura formada é resultado de uma reflexão?
  • É possível que uma transformação gere uma figura que fica sobreposta à figura original?

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos (slides 14 a 16).

Orientações: Selecione grupos que não participaram da correção da atividade 2 para compartilharem as suas soluções. Procure chamar alunos que obtiveram imagens finais diferentes para potencializar a discussão. É possível que, nesta atividade, o sentido da rotação seja um elemento dificultador para os estudantes. É importante diferenciar os sentidos horário e anti-horário e discutir a necessidade de estabelecer um sentido quando a transformação é uma rotação.

Se julgar necessário, projete o slide 14 com a solução da primeira etapa. É importante evidenciar que as rotações sempre dependem de um ponto, um ângulo e um sentido. Para concluir a correção da atividade 3, se julgar necessário, projete o slide 16 com a solução da atividade. É importante evidenciar que nas translações, a distância entre cada ponto original e o respectivo ponto transladado deve ser igual ao número de unidades determinado para a translação.

Propósito: Construir figuras no plano cartesiano, modificadas pela aplicação de transformações isométricas.

Discuta com a turma:

  • Que estratégias vocês usaram para construir a rotação em torno de um ponto da figura?
  • Por que é importante informar um sentido quando trabalhamos com rotações?
  • Como podemos analisar se a figura foi transladada pela quantidade de unidades informada?

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos (slides 14 a 16).

Orientações: Selecione grupos que não participaram da correção da atividade 2 para compartilharem as suas soluções. Procure chamar alunos que obtiveram imagens finais diferentes para potencializar a discussão. É possível que, nesta atividade, o sentido da rotação seja um elemento dificultador para os estudantes. É importante diferenciar os sentidos horário e anti-horário e discutir a necessidade de estabelecer um sentido quando a transformação é uma rotação.

Se julgar necessário, projete o slide 14 com a solução da primeira etapa. É importante evidenciar que as rotações sempre dependem de um ponto, um ângulo e um sentido. Para concluir a correção da atividade 3, se julgar necessário, projete o slide 16 com a solução da atividade. É importante evidenciar que nas translações, a distância entre cada ponto original e o respectivo ponto transladado deve ser igual ao número de unidades determinado para a translação.

Propósito: Construir figuras no plano cartesiano, modificadas pela aplicação de transformações isométricas.

Discuta com a turma:

  • Que estratégias vocês usaram para construir a rotação em torno de um ponto da figura?
  • Por que é importante informar um sentido quando trabalhamos com rotações?
  • Como podemos analisar se a figura foi transladada pela quantidade de unidades informada?

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos (slides 14 a 16).

Orientações: Selecione grupos que não participaram da correção da atividade 2 para compartilharem as suas soluções. Procure chamar alunos que obtiveram imagens finais diferentes para potencializar a discussão. É possível que, nesta atividade, o sentido da rotação seja um elemento dificultador para os estudantes. É importante diferenciar os sentidos horário e anti-horário e discutir a necessidade de estabelecer um sentido quando a transformação é uma rotação.

Se julgar necessário, projete o slide 14 com a solução da primeira etapa. É importante evidenciar que as rotações sempre dependem de um ponto, um ângulo e um sentido. Para concluir a correção da atividade 3, se julgar necessário, projete o slide 16 com a solução da atividade. É importante evidenciar que nas translações, a distância entre cada ponto original e o respectivo ponto transladado deve ser igual ao número de unidades determinado para a translação.

Propósito: Construir figuras no plano cartesiano, modificadas pela aplicação de transformações isométricas.

Discuta com a turma:

  • Que estratégias vocês usaram para construir a rotação em torno de um ponto da figura?
  • Por que é importante informar um sentido quando trabalhamos com rotações?
  • Como podemos analisar se a figura foi transladada pela quantidade de unidades informada?

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Leia o texto desse slide (ou peça para algum aluno ler), para sistematizar as aprendizagens da aula. Você pode imprimir a imagem e movimentá-la para ilustrar as transformações isométricas no plano.

Propósito: Retomar e sintetizar as aprendizagens da aula sobre transformações isométricas e elaboração de instruções.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 6 minutos.

Orientações: Peça que, individualmente, os alunos leiam a atividade e a realizem. Circule pela classe para verificar como os alunos estão realizando a tarefa e, caso algum aluno termine, solicite que ele pense se uma mudança na ordem das instruções geraria uma figura final diferente. O raio X é um momento para você avaliar se todos os estudantes conseguiram avançar no conteúdo proposto, então procure identificar e anotar os comentários de cada um. No final, reserve um tempo para um debate coletivo.

Propósito: Verificar se os alunos aplicam os conhecimentos adquiridos numa situação semelhante e avaliar os conhecimentos de cada um a respeito construção de figuras no plano cartesiano a partir de composições de transformações isométricas aplicadas a uma figura original.

Materiais Complementares:

Raio X

Resolução do raio x

Atividade complementar

Resolução da atividade complementar

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Geometria do 8º ano :

Com o plano de aula sobre geometria os alunos aprendem congruência de triângulos, propriedades dos quadriláteros, construções geométricas e lugar geométrico.

MAIS AULAS DE Matemática do 8º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF08MA18 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Curso relacionado ao Plano

Resolução de Problemas em Matemática com Esforço Produtivo

Neste curso, Kátia Smole ensina como estimular o raciocínio matemático dos alunos, por meio de sugestões de atividade, textos com dicas e a realização de uma prática de sala de aula.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Matemática

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano