19299
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Empreendedora > 2º ano > Unidade

Plano de aula - Construindo uma apresentação teatral

Plano de aula de Educação Empreendedora para Ensino Fundamental 2 Improvisar cenas teatrais baseadas no tema do Ensino Médio, elaborar um roteiro e realizar uma apresentação teatral.

Plano 03 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Carla Cabrero,

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Resumo da sequência: a passagem para o Ensino Médio é um tópico importante para os estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental, especialmente aqueles do 9° ano. Esse avanço de ciclo tende a englobar diversas alterações na vida estudantil, por exemplo: o currículo amplia-se, mudam os professores e há grandes chances de ser necessário mudar de escola e deixar para trás o convívio diário com parte dos amigos. Muitos estudantes passam também a assumir trabalhos para complementar a renda familiar. A questão da carreira e do sentido dos estudos (ou da falta dele) ganha mais relevância. É importante que as escolas apoiem os alunos a projetarem essa transição e endereçarem expectativas e angústias de modo bem informado, de forma a buscarem construir os próprios projetos de vida. O componente Arte pode somar esforços nesse trabalho ao estimular reflexões e propor a ficcionalização desse momento da vida a partir de jogos teatrais que deem espaço para a liberdade, criatividade e expressividade.

A partir de reflexões sobre o significado da escola para cada um, de entrevistas e projeções sobre o Ensino Médio, os estudantes serão desafiados a realizar jogos teatrais com improvisação e outras atividades que coloquem em pauta sentimentos, perspectivas de futuro, vivências escolares e temáticas relevantes da adolescência/juventude.

Sobre esse plano: previsto para ser realizado no decorrer de 3 aulas (totalizando 150 minutos), o plano propõe, na aula 3, uma apresentação improvisada em grupos. Na aula 4, os grupos deverão elaborar um roteiro baseado na situação da improvisação que fizeram, aprofundando o trabalho teatral. Deverão prever e produzir cenários, figurinos, caracterizações e trilhas sonoras para a apresentação teatral da aula seguinte. A aula 5 será destinada à apresentação dos grupos e à avaliação final, que incentivará uma reflexão coletiva sobre o percurso de toda a sequência didática e as aprendizagens.

Os objetivos desse plano são: gerar capacidade de resistência no refazer do trabalho; aumentar a capacidade de inovação nas cenas; desafiá-los com a elaboração de um roteiro e o estabelecimento de metas a serem cumpridas; incluir pequenos problemas a serem resolvidos de maneira dinâmica com tempo determinado; oferecer oportunidade de análise do que foi realizado; criar uma mentalidade empreendedora no aumento da criatividade e mão na massa. Dessa maneira, todos os objetivos alinham-se às habilidades empreendedoras.

Nessa sequência, serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com as habilidades EF69AR26, EF69AR27, EF69AR29, EF69AR30 e EF69AR31, das unidades temáticas previstas em Arte.

Organização das aulas: desenvolva as aulas 3, 4 e 5 previamente planejadas, expresse os objetivos de forma clara aos estudantes, cuide da gestão do tempo, envolva os estudantes na proposta e finalize com uma breve avaliação. Se preferir desmembrar as aulas desse plano, fique atento ao planejamento, pois, a atividade prevista para o horário extraclasse ao final da aula 4 demandará um tempo significativo. A turma deve garimpar recursos técnicos e artísticos para as encenações da aula 5. Pense em sua realidade, para que a continuidade das aulas fique bem elaborada e com sentido para os estudantes. Como e quando os estudantes teriam um momento para garimpar recursos com seus familiares, amigos e comunidade escolar? Cada aula terá o seu percurso didático alinhado às outras.

Alinhamento da sequência com a Educação Empreendedora: o plano 3 com as aulas 3, 4 e 5 indica competências e habilidades a serem desenvolvidas pela turma, como criatividade, responsabilidade, comunicação, análise, empatia, cooperação, autoconhecimento e autocuidado. A autonomia será estimulada durante o experimento das competências empreendedoras em pequenos grupos e alinhada às competências da BNCC. O trabalho, permeado com habilidades específicas intencionais, convida os estudantes à reflexão e projeção de sonhos pessoais e profissionais (aqui trabalhados, sobretudo, a partir da perspectiva da continuidade de estudos). Os jovens serão desafiados com questionamentos, tarefas e terão oportunidade de escolhas importantes na construção do trabalho prático. Vale ressaltar que os desafios, a gestão do tempo, o comprometimento com as equipes de trabalhos e o bem comum dos times serão prioridades nesta fase.

Materiais necessários: recursos para o sorteio, como papéis recortados, recursos teatrais e técnicos para auxiliar na atividade da aula 4. Projetor ou TV (caso não seja possível a utilização desses recursos, adapte à sua realidade).

Material complementar: relógio com cronômetro, microfone ou um instrumento sonoro para a sinalização do tempo e material impresso. Veja os links a seguir.

Para você saber mais: conheça um pouco mais sobre o ensino teatral, saiba que os jogos teatrais podem funcionar como metodologias ativas, sendo facilitadores do aprendizado. Abaixo, algumas reportagens que podem ser complementadas por você a partir de uma pesquisa por informações atualizadas em relação ao ano em que o plano de aula será realizado e à região em que a escola está localizada:

- Ulisses Araújo (parte 1- Metodologias ativas de aprendizagem). Fonte: Instituto Iungo. Disponível em:

https://www.youtube.com/watch?v=Y1ChTj-tqn8

Acesso em: 15-mai-2020.

- A importância do teatro na educação. Fonte: Teatrando- série de entrevistas. Disponível em:

https://www.youtube.com/watch?v=XAKAAI96tLw

Acesso em: 15-mai-2020.

Alinhamento às competências da BNCC: esse plano faz parte de uma sequência de habilidades das unidades temáticas Teatro e Artes Integradas, do componente curricular Arte. Observe que as Competências Gerais da Educação Básica previstas na BNCC (4, 6 e 8) dialogam com as competências da área de linguagens e com as específicas de Arte.

Das 6 Competências Específicas de Linguagens para o Ensino Fundamental, observe que esse plano de aula destaca algumas: 1, 2, 3 e 5.

1. Compreender as linguagens como construção humana, histórica, social e cultural, de natureza dinâmica, reconhecendo-as e valorizando-as como formas de significação da realidade e expressão de subjetividades e identidades sociais e culturais.

2. Conhecer e explorar diversas práticas de linguagem (artísticas, corporais e linguísticas) em diferentes campos da atividade humana para continuar aprendendo, ampliar suas possibilidades de participação na vida social e colaborar para a construção de uma sociedade mais justa, democrática e inclusiva.

3. Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao diálogo, à resolução de conflitos e à cooperação.

5. Desenvolver o senso estético para reconhecer, fruir e respeitar as diversas manifestações artísticas e culturais, das locais às mundiais, inclusive aquelas pertencentes ao patrimônio cultural da humanidade, bem como participar de práticas diversificadas, individuais e coletivas, da produção artístico-cultural, com respeito à diversidade de saberes, identidades e culturas.

Das 9 Competências Específicas de Arte para o Ensino Fundamental, observe que esse plano de aula destaca algumas: 4, 5 e 8.

4. Experienciar a ludicidade, a percepção, a expressividade e a imaginação, ressignificando espaços da escola e de fora dela no âmbito da Arte.

5. Mobilizar recursos tecnológicos como formas de registro, pesquisa e criação artística.

8. Desenvolver a autonomia, a crítica, a autoria e o trabalho coletivo e colaborativo nas artes.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: oriente a turma a se dividir novamente em grupos com mais ou menos cinco integrantes. Solicite que montem grupos diferentes dos da aula 1, para que possam interagir com outros colegas durante uma encenação. Dê alguns minutos para os grupos elaborarem um contexto para uma cena sobre o Ensino Médio. Diga que não é preciso estabelecer muitos detalhes, apenas as informações principais, como, por exemplo: alguns estudantes se unem para propor mudanças na organização dos espaços da escola e vão conversar com a coordenadora.

Diga que cada grupo deve escrever esse contexto da cena em um papel. Quando todos os grupos tiverem finalizado, recolha os papéis, dobre-os e coloque-os em uma caixa para fazer um sorteio.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos.

Orientações: explique para a turma como será a dinâmica de improvisação:

- Cada grupo vai sortear um papel e já iniciar um jogo de improviso baseado na cena descrita. Diga que todos do grupo deverão participar de alguma maneira da cena e incentive que sejam criativos e expressivos.

- Combine com a turma a ordem de apresentação de cada grupo e estabeleça um tempo máximo para cada improvisação, que deve ser de mais ou menos cinco minutos.

- Enquanto cada grupo improvisa, os outros deverão fazer anotações com críticas, elogios e ideias para a encenação.

Diga à turma que esse é um momento para focar no improviso. Por isso, não é necessário que seja feito uso de objetos, figurinos e cenários. Peça que se concentrem nas expressões e gestos dos próprios personagens e na cena que estão improvisando.

Se possível, monitore o cronômetro para controlar o tempo e, se tiver a possibilidade de utilizar um recurso como um microfone ou um instrumento que faça algum sinal, utilize-o para dar os comandos de transição entre os grupos. Este momento exigirá bastante gestão do tempo.

É interessante que o local da apresentação seja diferente da sala de aula comum, caso seja possível.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

 

Orientações: reúna todos em círculo e solicite que uma pessoa de cada grupo expresse livremente o que achou da improvisação de próprio time. Dê uma breve devolutiva positiva e uma crítica construtiva aos times sobre o que observou nas encenações.

Peça que cada grupo entregue as anotações feitas, com críticas, elogios e ideias, para os outros grupos. Explique que os grupos terão uma nova oportunidade de encenar aquelas situações, após as críticas dos colegas.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: junte a turma em um círculo de pé ou sentados no chão, permitindo a concentração em silêncio por alguns segundos. Mostre a imagem do slide, solicite que a observem em silêncio e pergunte o que ela transmite. Diga que não haverá resposta verbal, a intenção é que cada um reflita. Na sequência, solicite mantenham os olhos fechados controlando a respiração. Este exercício vai desenvolver mais capacidade de resistência e autocontrole.

Em seguida, siga os passos:

- Informe que o trabalho colaborativo será fundamental nessa etapa, como mostra o espírito de equipe e empatia na imagem.

- Retome brevemente tudo o que foi trabalhado até então, desde o início da sequência. É importante que os estudantes tenham clareza do percurso que estão fazendo.

- Ressalte que a turma experimentará a empatia durante a atividade, garantindo uma relação de qualidade entre os membros. A empatia será trabalhada em situações, como: na compreensão da dificuldade de algum membro da equipe; na ação de ajudar algum integrante e não deixá-lo para trás; de ouvir as razões de alguém; de não ser preconceituoso na interpretação de um personagem diferente de sua personalidade. Como o próprio pensamento criativo (design thinking) afirma: é olhar para o outro, olhar para um problema e solucioná-lo com o objetivo de melhorar a vida do ser humano, deixando-o no centro da criação coletiva. Alguns problemas podem aparecer e o time terá de resolver sozinho, como: alguém se frustrar ou um integrante não concordar com o restante do grupo, entre outros. Diga que com a empatia exercitada o time é fortalecido.

- Informe que, agora, os grupos vão criar um planejamento para as encenações e terão a oportunidade de inserir novos elementos nas cenas, como: figurinos, cenários, maquiagens e outras caracterizações.

- Informe que, para a criação desse planejamento, cada grupo deverá retomar as críticas e elogios recebidos durante seu improviso e se unir locais específicos (por exemplo, pequenos círculos de cadeiras já organizados pelo professor), para as trocas de informações da última aula.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 45 minutos.

Orientações: solicite que cada grupo crie um breve roteiro para a encenação. Nesse roteiro deverão estabelecer:

- Nomes dos personagens e qual estudante representará cada um;

- Cenário em que a situação se passa e os materiais necessários para montarem essa ambientação;

- Como será a caracterização de cada personagem e os materiais necessários para isso;

- A sequência de cada fala e a marcação das entradas e saídas dos personagens;

- Se haverá um narrador, ou se os próprios personagens vão narrar a cena;

- Se haverá alguma trilha sonora ou efeito sonoro.

Peça que mantenham a encenação em mais ou menos 5 minutos. Incentive que construam o plano com calma e de forma mais detalhada possível. Durante a elaboração, circule entre os grupos oferecendo ajuda e orientando-os para que façam planos viáveis para o contexto da escola.

Se preferir desmembrar as aulas 3 e 4, reforce a importância e a utilização dos recursos técnicos e artísticos, como figurinos, adereços, cenário, entre outros. Solicite que busquem esses recursos na comunidade escolar, entre amigos, familiares e direção, entre outros. Oriente que os grupos se reúnam em horário extraclasse para construir os cenários, figurinos e caracterizações. Se desejarem, também poderão ensaiar as apresentações em horários extraclasse.

Ressalte que esse momento prévio à apresentação deve ter fala e escuta respeitosa entre os colegas. Ressalte também como são importantes os processos de fazer e refazer e como isso faz parte da arte teatral e da vida em sociedade, em que a criatividade e a persistência são essenciais.

Na aula seguinte, todos os materiais para as encenações devem ser levados finalizados pelos grupos. Além disso, todos do grupo deverão estar a par do roteiro e das falas, isto é, na próxima aula, todos deverão estar prontos para as apresentações!

A construção coletiva e o alcance das metas estabelecidas pelos grupos alinham-se à educação empreendedora e permitem uma relação social entre os colegas.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 45 minutos.

Orientações: chegou a hora da apresentação final dos grupos. Combine uma ordem de apresentação com a turma e peça que a plateia fique em silêncio durante as apresentações dos colegas.

Se possível, dê 10 minutos para cada grupo: 5 para se planejarem, montando cenário, figurino e fazendo uma concentração, e mais 5 para apresentação. Adapte esse tempo à sua realidade, se necessário.

Apoie os grupos e dê a eles todo suporte necessário. Acolha os mais tímidos e problematize qualquer atitude preconceituosa ou de bullying que possa surgir. É muito importante que esse seja um momento de descontração para a turma e todos se sintam acolhidos e à vontade para se expressarem.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

 

Orientações: reúna toda a turma e relembre todo o percurso dessa sequência didática. Peça que se relembrem da primeira aula, com o jogo teatral, e avaliem como ela os auxiliou nas aulas seguintes. Siga esse caminho e peça que se relembrem da segunda aula, avaliando como as entrevistas e a criação dos personagens auxiliaram a terceira aula. Peça para que reflitam sobre o percurso desse último plano, que se iniciou com um improviso, depois houve a criação de um roteiro e uma apresentação final, com vários recursos teatrais. É importante que os estudantes tenham consciência do caminho que percorreram e do que aprenderam em cada etapa.

Não se esqueça de relacionar tudo isso com as reflexões sobre o Ensino Médio e o projeto de vida de cada estudante. Essa sequência servirá a todos como uma maneira de relaxarem, ante ao que está por vir, reduzindo ansiedades e estabelecendo projeções e projetos de vida mais concretos.

Após esse momento de autorreflexão, dê o seu feedback mais genérico e técnico quanto às competências, regras estabelecidas, elementos da encenação, problemas criados e resolvidos. Compare a vida real (jovens no Ensino Médio) com os pontos encenados e discutidos. Perceba se a partir das encenações os alunos já estão mais familiarizados com a próxima etapa do Ensino Básico. Encerre a fala com uma devolutiva positiva, incentivando os projetos de vida deles.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Resumo da sequência: a passagem para o Ensino Médio é um tópico importante para os estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental, especialmente aqueles do 9° ano. Esse avanço de ciclo tende a englobar diversas alterações na vida estudantil, por exemplo: o currículo amplia-se, mudam os professores e há grandes chances de ser necessário mudar de escola e deixar para trás o convívio diário com parte dos amigos. Muitos estudantes passam também a assumir trabalhos para complementar a renda familiar. A questão da carreira e do sentido dos estudos (ou da falta dele) ganha mais relevância. É importante que as escolas apoiem os alunos a projetarem essa transição e endereçarem expectativas e angústias de modo bem informado, de forma a buscarem construir os próprios projetos de vida. O componente Arte pode somar esforços nesse trabalho ao estimular reflexões e propor a ficcionalização desse momento da vida a partir de jogos teatrais que deem espaço para a liberdade, criatividade e expressividade.

A partir de reflexões sobre o significado da escola para cada um, de entrevistas e projeções sobre o Ensino Médio, os estudantes serão desafiados a realizar jogos teatrais com improvisação e outras atividades que coloquem em pauta sentimentos, perspectivas de futuro, vivências escolares e temáticas relevantes da adolescência/juventude.

Sobre esse plano: previsto para ser realizado no decorrer de 3 aulas (totalizando 150 minutos), o plano propõe, na aula 3, uma apresentação improvisada em grupos. Na aula 4, os grupos deverão elaborar um roteiro baseado na situação da improvisação que fizeram, aprofundando o trabalho teatral. Deverão prever e produzir cenários, figurinos, caracterizações e trilhas sonoras para a apresentação teatral da aula seguinte. A aula 5 será destinada à apresentação dos grupos e à avaliação final, que incentivará uma reflexão coletiva sobre o percurso de toda a sequência didática e as aprendizagens.

Os objetivos desse plano são: gerar capacidade de resistência no refazer do trabalho; aumentar a capacidade de inovação nas cenas; desafiá-los com a elaboração de um roteiro e o estabelecimento de metas a serem cumpridas; incluir pequenos problemas a serem resolvidos de maneira dinâmica com tempo determinado; oferecer oportunidade de análise do que foi realizado; criar uma mentalidade empreendedora no aumento da criatividade e mão na massa. Dessa maneira, todos os objetivos alinham-se às habilidades empreendedoras.

Nessa sequência, serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com as habilidades EF69AR26, EF69AR27, EF69AR29, EF69AR30 e EF69AR31, das unidades temáticas previstas em Arte.

Organização das aulas: desenvolva as aulas 3, 4 e 5 previamente planejadas, expresse os objetivos de forma clara aos estudantes, cuide da gestão do tempo, envolva os estudantes na proposta e finalize com uma breve avaliação. Se preferir desmembrar as aulas desse plano, fique atento ao planejamento, pois, a atividade prevista para o horário extraclasse ao final da aula 4 demandará um tempo significativo. A turma deve garimpar recursos técnicos e artísticos para as encenações da aula 5. Pense em sua realidade, para que a continuidade das aulas fique bem elaborada e com sentido para os estudantes. Como e quando os estudantes teriam um momento para garimpar recursos com seus familiares, amigos e comunidade escolar? Cada aula terá o seu percurso didático alinhado às outras.

Alinhamento da sequência com a Educação Empreendedora: o plano 3 com as aulas 3, 4 e 5 indica competências e habilidades a serem desenvolvidas pela turma, como criatividade, responsabilidade, comunicação, análise, empatia, cooperação, autoconhecimento e autocuidado. A autonomia será estimulada durante o experimento das competências empreendedoras em pequenos grupos e alinhada às competências da BNCC. O trabalho, permeado com habilidades específicas intencionais, convida os estudantes à reflexão e projeção de sonhos pessoais e profissionais (aqui trabalhados, sobretudo, a partir da perspectiva da continuidade de estudos). Os jovens serão desafiados com questionamentos, tarefas e terão oportunidade de escolhas importantes na construção do trabalho prático. Vale ressaltar que os desafios, a gestão do tempo, o comprometimento com as equipes de trabalhos e o bem comum dos times serão prioridades nesta fase.

Materiais necessários: recursos para o sorteio, como papéis recortados, recursos teatrais e técnicos para auxiliar na atividade da aula 4. Projetor ou TV (caso não seja possível a utilização desses recursos, adapte à sua realidade).

Material complementar: relógio com cronômetro, microfone ou um instrumento sonoro para a sinalização do tempo e material impresso. Veja os links a seguir.

Para você saber mais: conheça um pouco mais sobre o ensino teatral, saiba que os jogos teatrais podem funcionar como metodologias ativas, sendo facilitadores do aprendizado. Abaixo, algumas reportagens que podem ser complementadas por você a partir de uma pesquisa por informações atualizadas em relação ao ano em que o plano de aula será realizado e à região em que a escola está localizada:

- Ulisses Araújo (parte 1- Metodologias ativas de aprendizagem). Fonte: Instituto Iungo. Disponível em:

https://www.youtube.com/watch?v=Y1ChTj-tqn8

Acesso em: 15-mai-2020.

- A importância do teatro na educação. Fonte: Teatrando- série de entrevistas. Disponível em:

https://www.youtube.com/watch?v=XAKAAI96tLw

Acesso em: 15-mai-2020.

Alinhamento às competências da BNCC: esse plano faz parte de uma sequência de habilidades das unidades temáticas Teatro e Artes Integradas, do componente curricular Arte. Observe que as Competências Gerais da Educação Básica previstas na BNCC (4, 6 e 8) dialogam com as competências da área de linguagens e com as específicas de Arte.

Das 6 Competências Específicas de Linguagens para o Ensino Fundamental, observe que esse plano de aula destaca algumas: 1, 2, 3 e 5.

1. Compreender as linguagens como construção humana, histórica, social e cultural, de natureza dinâmica, reconhecendo-as e valorizando-as como formas de significação da realidade e expressão de subjetividades e identidades sociais e culturais.

2. Conhecer e explorar diversas práticas de linguagem (artísticas, corporais e linguísticas) em diferentes campos da atividade humana para continuar aprendendo, ampliar suas possibilidades de participação na vida social e colaborar para a construção de uma sociedade mais justa, democrática e inclusiva.

3. Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao diálogo, à resolução de conflitos e à cooperação.

5. Desenvolver o senso estético para reconhecer, fruir e respeitar as diversas manifestações artísticas e culturais, das locais às mundiais, inclusive aquelas pertencentes ao patrimônio cultural da humanidade, bem como participar de práticas diversificadas, individuais e coletivas, da produção artístico-cultural, com respeito à diversidade de saberes, identidades e culturas.

Das 9 Competências Específicas de Arte para o Ensino Fundamental, observe que esse plano de aula destaca algumas: 4, 5 e 8.

4. Experienciar a ludicidade, a percepção, a expressividade e a imaginação, ressignificando espaços da escola e de fora dela no âmbito da Arte.

5. Mobilizar recursos tecnológicos como formas de registro, pesquisa e criação artística.

8. Desenvolver a autonomia, a crítica, a autoria e o trabalho coletivo e colaborativo nas artes.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: oriente a turma a se dividir novamente em grupos com mais ou menos cinco integrantes. Solicite que montem grupos diferentes dos da aula 1, para que possam interagir com outros colegas durante uma encenação. Dê alguns minutos para os grupos elaborarem um contexto para uma cena sobre o Ensino Médio. Diga que não é preciso estabelecer muitos detalhes, apenas as informações principais, como, por exemplo: alguns estudantes se unem para propor mudanças na organização dos espaços da escola e vão conversar com a coordenadora.

Diga que cada grupo deve escrever esse contexto da cena em um papel. Quando todos os grupos tiverem finalizado, recolha os papéis, dobre-os e coloque-os em uma caixa para fazer um sorteio.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos.

Orientações: explique para a turma como será a dinâmica de improvisação:

- Cada grupo vai sortear um papel e já iniciar um jogo de improviso baseado na cena descrita. Diga que todos do grupo deverão participar de alguma maneira da cena e incentive que sejam criativos e expressivos.

- Combine com a turma a ordem de apresentação de cada grupo e estabeleça um tempo máximo para cada improvisação, que deve ser de mais ou menos cinco minutos.

- Enquanto cada grupo improvisa, os outros deverão fazer anotações com críticas, elogios e ideias para a encenação.

Diga à turma que esse é um momento para focar no improviso. Por isso, não é necessário que seja feito uso de objetos, figurinos e cenários. Peça que se concentrem nas expressões e gestos dos próprios personagens e na cena que estão improvisando.

Se possível, monitore o cronômetro para controlar o tempo e, se tiver a possibilidade de utilizar um recurso como um microfone ou um instrumento que faça algum sinal, utilize-o para dar os comandos de transição entre os grupos. Este momento exigirá bastante gestão do tempo.

É interessante que o local da apresentação seja diferente da sala de aula comum, caso seja possível.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

 

Orientações: reúna todos em círculo e solicite que uma pessoa de cada grupo expresse livremente o que achou da improvisação de próprio time. Dê uma breve devolutiva positiva e uma crítica construtiva aos times sobre o que observou nas encenações.

Peça que cada grupo entregue as anotações feitas, com críticas, elogios e ideias, para os outros grupos. Explique que os grupos terão uma nova oportunidade de encenar aquelas situações, após as críticas dos colegas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: junte a turma em um círculo de pé ou sentados no chão, permitindo a concentração em silêncio por alguns segundos. Mostre a imagem do slide, solicite que a observem em silêncio e pergunte o que ela transmite. Diga que não haverá resposta verbal, a intenção é que cada um reflita. Na sequência, solicite mantenham os olhos fechados controlando a respiração. Este exercício vai desenvolver mais capacidade de resistência e autocontrole.

Em seguida, siga os passos:

- Informe que o trabalho colaborativo será fundamental nessa etapa, como mostra o espírito de equipe e empatia na imagem.

- Retome brevemente tudo o que foi trabalhado até então, desde o início da sequência. É importante que os estudantes tenham clareza do percurso que estão fazendo.

- Ressalte que a turma experimentará a empatia durante a atividade, garantindo uma relação de qualidade entre os membros. A empatia será trabalhada em situações, como: na compreensão da dificuldade de algum membro da equipe; na ação de ajudar algum integrante e não deixá-lo para trás; de ouvir as razões de alguém; de não ser preconceituoso na interpretação de um personagem diferente de sua personalidade. Como o próprio pensamento criativo (design thinking) afirma: é olhar para o outro, olhar para um problema e solucioná-lo com o objetivo de melhorar a vida do ser humano, deixando-o no centro da criação coletiva. Alguns problemas podem aparecer e o time terá de resolver sozinho, como: alguém se frustrar ou um integrante não concordar com o restante do grupo, entre outros. Diga que com a empatia exercitada o time é fortalecido.

- Informe que, agora, os grupos vão criar um planejamento para as encenações e terão a oportunidade de inserir novos elementos nas cenas, como: figurinos, cenários, maquiagens e outras caracterizações.

- Informe que, para a criação desse planejamento, cada grupo deverá retomar as críticas e elogios recebidos durante seu improviso e se unir locais específicos (por exemplo, pequenos círculos de cadeiras já organizados pelo professor), para as trocas de informações da última aula.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 45 minutos.

Orientações: solicite que cada grupo crie um breve roteiro para a encenação. Nesse roteiro deverão estabelecer:

- Nomes dos personagens e qual estudante representará cada um;

- Cenário em que a situação se passa e os materiais necessários para montarem essa ambientação;

- Como será a caracterização de cada personagem e os materiais necessários para isso;

- A sequência de cada fala e a marcação das entradas e saídas dos personagens;

- Se haverá um narrador, ou se os próprios personagens vão narrar a cena;

- Se haverá alguma trilha sonora ou efeito sonoro.

Peça que mantenham a encenação em mais ou menos 5 minutos. Incentive que construam o plano com calma e de forma mais detalhada possível. Durante a elaboração, circule entre os grupos oferecendo ajuda e orientando-os para que façam planos viáveis para o contexto da escola.

Se preferir desmembrar as aulas 3 e 4, reforce a importância e a utilização dos recursos técnicos e artísticos, como figurinos, adereços, cenário, entre outros. Solicite que busquem esses recursos na comunidade escolar, entre amigos, familiares e direção, entre outros. Oriente que os grupos se reúnam em horário extraclasse para construir os cenários, figurinos e caracterizações. Se desejarem, também poderão ensaiar as apresentações em horários extraclasse.

Ressalte que esse momento prévio à apresentação deve ter fala e escuta respeitosa entre os colegas. Ressalte também como são importantes os processos de fazer e refazer e como isso faz parte da arte teatral e da vida em sociedade, em que a criatividade e a persistência são essenciais.

Na aula seguinte, todos os materiais para as encenações devem ser levados finalizados pelos grupos. Além disso, todos do grupo deverão estar a par do roteiro e das falas, isto é, na próxima aula, todos deverão estar prontos para as apresentações!

A construção coletiva e o alcance das metas estabelecidas pelos grupos alinham-se à educação empreendedora e permitem uma relação social entre os colegas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 45 minutos.

Orientações: chegou a hora da apresentação final dos grupos. Combine uma ordem de apresentação com a turma e peça que a plateia fique em silêncio durante as apresentações dos colegas.

Se possível, dê 10 minutos para cada grupo: 5 para se planejarem, montando cenário, figurino e fazendo uma concentração, e mais 5 para apresentação. Adapte esse tempo à sua realidade, se necessário.

Apoie os grupos e dê a eles todo suporte necessário. Acolha os mais tímidos e problematize qualquer atitude preconceituosa ou de bullying que possa surgir. É muito importante que esse seja um momento de descontração para a turma e todos se sintam acolhidos e à vontade para se expressarem.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

 

Orientações: reúna toda a turma e relembre todo o percurso dessa sequência didática. Peça que se relembrem da primeira aula, com o jogo teatral, e avaliem como ela os auxiliou nas aulas seguintes. Siga esse caminho e peça que se relembrem da segunda aula, avaliando como as entrevistas e a criação dos personagens auxiliaram a terceira aula. Peça para que reflitam sobre o percurso desse último plano, que se iniciou com um improviso, depois houve a criação de um roteiro e uma apresentação final, com vários recursos teatrais. É importante que os estudantes tenham consciência do caminho que percorreram e do que aprenderam em cada etapa.

Não se esqueça de relacionar tudo isso com as reflexões sobre o Ensino Médio e o projeto de vida de cada estudante. Essa sequência servirá a todos como uma maneira de relaxarem, ante ao que está por vir, reduzindo ansiedades e estabelecendo projeções e projetos de vida mais concretos.

Após esse momento de autorreflexão, dê o seu feedback mais genérico e técnico quanto às competências, regras estabelecidas, elementos da encenação, problemas criados e resolvidos. Compare a vida real (jovens no Ensino Médio) com os pontos encenados e discutidos. Perceba se a partir das encenações os alunos já estão mais familiarizados com a próxima etapa do Ensino Básico. Encerre a fala com uma devolutiva positiva, incentivando os projetos de vida deles.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Unidade do 2º ano :

MAIS AULAS DE Educação Empreendedora do 2º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69AR30 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Empreendedora

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano