19297
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Empreendedora > 2º ano > Unidade

Plano de aula - Criando um personagem

Plano de aula de Educação Empreendedora para Ensino Fundamental 2 Realizar entrevistas e criar um personagem a partir das respostas do colega.

Plano 02 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Carla Cabrero,

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Resumo da sequência: a passagem para o Ensino Médio é um tópico importante para os estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental, especialmente aqueles do 9° ano. Esse avanço de ciclo tende a englobar diversas alterações na vida estudantil, por exemplo: o currículo amplia-se, mudam os professores e há grandes chances de ser necessário mudar de escola e deixar para trás o convívio diário com parte dos amigos. Muitos estudantes passam também a assumir trabalhos para complementar a renda familiar. A questão da carreira e do sentido dos estudos (ou da falta dele) ganha mais relevância. É importante que as escolas apoiem os alunos a projetarem essa transição e endereçarem expectativas e angústias de modo bem informado, de forma a buscarem construir os próprios projetos de vida. O componente Arte pode somar esforços nesse trabalho ao estimular reflexões e propor a ficcionalização desse momento da vida a partir de jogos teatrais que deem espaço para a liberdade, criatividade e expressividade.

A partir de reflexões sobre o significado da escola para cada um, de entrevistas e projeções sobre o Ensino Médio, os estudantes serão desafiados a realizar jogos teatrais com improvisação e outras atividades que coloquem em pauta sentimentos, perspectivas de futuro, vivências escolares e temáticas relevantes da adolescência/juventude.

Sobre esse plano: previsto para ser realizado no decorrer de 1 aula (totalizando 50 minutos), o plano propõe uma continuidade ao Plano 1 e aprofunda a reflexão dos estudantes sobre o papel da escola nas vidas deles. Nesta aula, os estudantes farão o compartilhamento, em duplas, das pesquisas feitas na ação prévia. Depois, entrevistarão os próprios colegas, trocando projeções de futuro e experiências. Em seguida, cada estudante irá representar o colega entrevistado, fazendo uma breve encenação para o restante da turma. Este plano, como um todo, facilitará a comunicação e o estreitamento de vínculos entre os adolescentes, além de aproximá-los da escola e do significado de estudar.

Nesta sequência, serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho artístico com as habilidades EF69AR26, EF69AR27, EF69AR29, EF69AR30 e EF69AR31, das unidades temáticas previstas em Arte.

Organização das aulas: desenvolva a aula 2 previamente planejada, expresse os objetivos de forma clara aos estudantes, cuide da gestão do tempo e envolva os estudantes na proposta. Finalize com uma breve avaliação e indique o caminho da próxima aula. Pense no tempo de qualidade das atividades, na distribuição das tarefas e na realidade. Cada aula terá o seu percurso didático alinhado às outras.

Ação prévia: proponha aos estudantes que elaborem 5 perguntas e entrevistem familiares, amigos e conhecidos que passaram pelo Ensino Médio. As perguntas e respostas serão registradas nos cadernos e compartilhadas na próxima aula. É importante direcionar que as questões sejam em relação aos desafios do entrevistado como estudante, falar sobre as conquistas, pessoas que conheceram, curiosidades, o que aprenderam, se valeu a pena, como era a rotina de estudos etc. Veja o link no item material complementar, abaixo.

Essa ação vai disparar uma curiosidade sobre o Ensino Médio, que, a princípio, é desconhecido e geralmente causa uma série de sensações e ansiedades nos estudantes. As entrevistas poderão estimular um ato de projetar-se para o futuro; possibilitar uma interação com amigos e familiares; analisar semelhanças e diferenças entre épocas distintas; e ter novas descobertas. Habilidades empreendedoras serão desenvolvidas desde a ação prévia até o fechamento da aula.

Alinhamento da sequência com a Educação Empreendedora: o plano 2, com a aula 2, indica competências e habilidades a serem desenvolvidas pela turma, como criatividade, responsabilidade, comunicação, análise, empatia, cooperação, autoconhecimento e autocuidado. A autonomia será estimulada durante o experimento das competências empreendedoras em pequenos grupos e alinhada às competências da BNCC. O trabalho, permeado com habilidades específicas intencionais, convida os estudantes à reflexão e projeção de sonhos pessoais e profissionais (aqui trabalhados, sobretudo, a partir da perspectiva da continuidade de estudos). Os jovens serão desafiados com questionamentos, tarefas e terão oportunidade de escolhas importantes na construção do trabalho prático. Vale ressaltar que os desafios, a gestão do tempo, o comprometimento com as equipes de trabalhos e o bem comum dos times serão prioridades nessa fase.

Materiais necessários: projetor ou televisão para a apresentação dos objetivos. Cadernos dos estudantes (pesquisa registrada). Caso não seja possível a utilização destes recursos, adeque à sua realidade.

Material complementar: plano 2, aula 2 - Sugestões de perguntas para gerar ideias para as entrevistas. Fonte: Nova Escola. Disponível nos materiais complementares.

Para você saber mais: conheça um pouco mais sobre o ensino teatral, saiba que os jogos teatrais podem funcionar como metodologias ativas, sendo facilitadores do aprendizado. Abaixo, algumas reportagens que podem ser complementadas por você a partir de uma pesquisa por informações atualizadas em relação ao ano em que o plano de aula será realizado e à região em que a escola está localizada:

- Ulisses Araújo (parte 1- Metodologias ativas de aprendizagem). Fonte: Instituto Iungo. Disponível em:

https://www.youtube.com/watch?v=Y1ChTj-tqn8

Acesso em: 15-mai-2020.

- A importância do teatro na educação. Fonte: Teatrando- série de entrevistas. Disponível em:

https://www.youtube.com/watch?v=XAKAAI96tLw

Acesso em: 15-mai-2020.

Alinhamento às competências da BNCC: esse plano faz parte de uma sequência de habilidades das unidades temáticas Teatro e Artes Integradas, do componente curricular Arte. Observe que as Competências Gerais da Educação Básica previstas na BNCC (4, 6 e 8) dialogam com as competências da área de linguagens e com as específicas de Arte.

Das 6 Competências Específicas de Linguagens para o Ensino Fundamental, observe que esse plano de aula destaca algumas: 1, 2, 3 e 5.

1. Compreender as linguagens como construção humana, histórica, social e cultural, de natureza dinâmica, reconhecendo-as e valorizando-as como formas de significação da realidade e expressão de subjetividades e identidades sociais e culturais.

2. Conhecer e explorar diversas práticas de linguagem (artísticas, corporais e linguísticas) em diferentes campos da atividade humana para continuar aprendendo, ampliar suas possibilidades de participação na vida social e colaborar para a construção de uma sociedade mais justa, democrática e inclusiva.

3. Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao diálogo, à resolução de conflitos e à cooperação.

5. Desenvolver o senso estético para reconhecer, fruir e respeitar as diversas manifestações artísticas e culturais, das locais às mundiais, inclusive aquelas pertencentes ao patrimônio cultural da humanidade, bem como participar de práticas diversificadas, individuais e coletivas, da produção artístico-cultural, com respeito à diversidade de saberes, identidades e culturas.

Das 9 Competências Específicas de Arte para o Ensino Fundamental, observe que esse plano de aula destaca algumas: 4, 5 e 8.

4. Experienciar a ludicidade, a percepção, a expressividade e a imaginação, ressignificando espaços da escola e de fora dela no âmbito da Arte.

5. Mobilizar recursos tecnológicos como formas de registro, pesquisa e criação artística.

8. Desenvolver a autonomia, a crítica, a autoria e o trabalho coletivo e colaborativo nas artes.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: peça aos estudantes que formem duplas e compartilhem, oralmente, as entrevistas que foram registradas nos cadernos. Cada um deve informar quem entrevistou e ler as perguntas e respostas. A estrutura de aprendizagem ativa em duplas vai envolver os jovens em uma comunicação de qualidade. É importante que cada estudante exercite tanto a abertura de compartilhar as experiências quanto a de escutar as experiências dos colegas. Monitore as práticas de compartilhamento circulando entre os grupos, notando a participação ativa dos estudantes nas ações de ouvir e falar (esse detalhe servirá para uma futura devolutiva do professor).

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: após o compartilhamento das entrevistas, oriente que cada estudante faça uma nova entrevista, agora com o colega de dupla. Dessa vez, eles precisarão criar perguntas para que o colega responda o que espera do Ensino Médio e do futuro. Se achar interessante, sugira algumas perguntas, como:

- O que você já sabe sobre o Ensino Médio? Ele é importante para a sua vida e os seus projetos de futuro? Por quê?

- Como se sente ao se aproximar do Ensino Médio?

- Como acha que é a rotina de um estudante do Ensino Médio?

- Quais você considera que são os objetivos do Ensino Médio?

Oriente que cada um crie 4 ou 5 perguntas e anote as respostas do colega no caderno.

Essa atividade incentivará a troca e o compartilhamento de reflexões pessoais sobre as práticas futuras dos estudantes. Também ajudará a facilitar o processo de transição do Ensino Fundamental para o Ensino Médio, permitindo que os estudantes desenvolvam o autoconhecimento e explorem os projetos de vida. A prática da entrevista vai estreitar as relações entre os estudantes, estimulando que saibam ouvir, discordar de outras opiniões respeitando as falas dos colegas, além de ativar múltiplas inteligências, como a linguística e a comunicação.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações: quando todas as entrevistas entre as duplas forem finalizadas, proponha uma nova prática de improviso. Sem ler, ensaiar ou criar um roteiro, cada estudante deverá ir à frente da turma e fazer uma breve encenação, criando um personagem para representar o colega que entrevistou.

Diga que eles deverão se apresentar e contar as respostas do colega de maneira fluida, como se fosse o próprio colega se apresentando e falando um pouco das projeções de futuro e expectativas para o Ensino Médio.

Enquanto um estudante se apresenta, os outros deverão ficar sentados e ouvir com atenção, como uma plateia.

Antes de iniciarem, incentive-os a serem criativos na encenação. A ideia não é imitar o colega, mas criar um personagem que represente as respostas dadas por ele. Ou seja, é possível utilizar outro nome, assim como outros gestos e expressões. Explique que é importante manter-se fiel às respostas do colega. Esclareça que esse deve ser um momento de respeito, responsabilidade e ética, e que encenações que tragam qualquer forma de preconceito, estereótipo e bullying não serão aceitas. Fique atento durante as apresentações e, se necessário, interrompa alguma apresentação e faça uma conversa com a turma problematizando a questão.

Se possível, estimule que os estudantes utilizem objetos na cena e interajam com o espaço cênico, de forma a criar uma ambientação imaginária.

Pode acontecer de alguns estudantes não se sentirem à vontade para participar. Caso isso ocorra, insista um pouco e faça com que se sinta acolhido na aula. Se, ainda assim, estiver tímido e não quiser participar, é importante respeitá-lo nessa escolha.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

 

Orientações: pergunte o que acharam da atividade anterior e como foi, para eles, ver as respostas representadas como um personagem. Questione se, ao escutarem as projeções de futuro e expectativas sobre o Ensino Médio pela boca de um personagem, repensaram as respostas. Às vezes, quando escutamos nossas opiniões contadas como se fossem de outras pessoas, repensamos e revemos o sentido delas, como uma prática de autoconhecimento. Esclareça que, neste momento, não há certo nem errado. Não é necessário repensar as respostas, mas é natural se isso acontecer.

Acolha os estudantes dizendo que é natural mudar de ideia, ainda mais quando se trata de projeções futuras. Por isso, nosso projeto de vida deve ser construído e reconstruído diariamente, ao longo de toda a nossa vida.

Dê uma breve devolutiva à turma, contando um pouco do que observou na interação entre as duplas e nas apresentações. Reconheça esforços, a criatividade deles e manifeste se houve alguma mudança notável na expressão corporal e na forma de lidarem com a criatividade e o improviso entre o jogo teatral do plano anterior e as apresentações deste plano.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Resumo da sequência: a passagem para o Ensino Médio é um tópico importante para os estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental, especialmente aqueles do 9° ano. Esse avanço de ciclo tende a englobar diversas alterações na vida estudantil, por exemplo: o currículo amplia-se, mudam os professores e há grandes chances de ser necessário mudar de escola e deixar para trás o convívio diário com parte dos amigos. Muitos estudantes passam também a assumir trabalhos para complementar a renda familiar. A questão da carreira e do sentido dos estudos (ou da falta dele) ganha mais relevância. É importante que as escolas apoiem os alunos a projetarem essa transição e endereçarem expectativas e angústias de modo bem informado, de forma a buscarem construir os próprios projetos de vida. O componente Arte pode somar esforços nesse trabalho ao estimular reflexões e propor a ficcionalização desse momento da vida a partir de jogos teatrais que deem espaço para a liberdade, criatividade e expressividade.

A partir de reflexões sobre o significado da escola para cada um, de entrevistas e projeções sobre o Ensino Médio, os estudantes serão desafiados a realizar jogos teatrais com improvisação e outras atividades que coloquem em pauta sentimentos, perspectivas de futuro, vivências escolares e temáticas relevantes da adolescência/juventude.

Sobre esse plano: previsto para ser realizado no decorrer de 1 aula (totalizando 50 minutos), o plano propõe uma continuidade ao Plano 1 e aprofunda a reflexão dos estudantes sobre o papel da escola nas vidas deles. Nesta aula, os estudantes farão o compartilhamento, em duplas, das pesquisas feitas na ação prévia. Depois, entrevistarão os próprios colegas, trocando projeções de futuro e experiências. Em seguida, cada estudante irá representar o colega entrevistado, fazendo uma breve encenação para o restante da turma. Este plano, como um todo, facilitará a comunicação e o estreitamento de vínculos entre os adolescentes, além de aproximá-los da escola e do significado de estudar.

Nesta sequência, serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho artístico com as habilidades EF69AR26, EF69AR27, EF69AR29, EF69AR30 e EF69AR31, das unidades temáticas previstas em Arte.

Organização das aulas: desenvolva a aula 2 previamente planejada, expresse os objetivos de forma clara aos estudantes, cuide da gestão do tempo e envolva os estudantes na proposta. Finalize com uma breve avaliação e indique o caminho da próxima aula. Pense no tempo de qualidade das atividades, na distribuição das tarefas e na realidade. Cada aula terá o seu percurso didático alinhado às outras.

Ação prévia: proponha aos estudantes que elaborem 5 perguntas e entrevistem familiares, amigos e conhecidos que passaram pelo Ensino Médio. As perguntas e respostas serão registradas nos cadernos e compartilhadas na próxima aula. É importante direcionar que as questões sejam em relação aos desafios do entrevistado como estudante, falar sobre as conquistas, pessoas que conheceram, curiosidades, o que aprenderam, se valeu a pena, como era a rotina de estudos etc. Veja o link no item material complementar, abaixo.

Essa ação vai disparar uma curiosidade sobre o Ensino Médio, que, a princípio, é desconhecido e geralmente causa uma série de sensações e ansiedades nos estudantes. As entrevistas poderão estimular um ato de projetar-se para o futuro; possibilitar uma interação com amigos e familiares; analisar semelhanças e diferenças entre épocas distintas; e ter novas descobertas. Habilidades empreendedoras serão desenvolvidas desde a ação prévia até o fechamento da aula.

Alinhamento da sequência com a Educação Empreendedora: o plano 2, com a aula 2, indica competências e habilidades a serem desenvolvidas pela turma, como criatividade, responsabilidade, comunicação, análise, empatia, cooperação, autoconhecimento e autocuidado. A autonomia será estimulada durante o experimento das competências empreendedoras em pequenos grupos e alinhada às competências da BNCC. O trabalho, permeado com habilidades específicas intencionais, convida os estudantes à reflexão e projeção de sonhos pessoais e profissionais (aqui trabalhados, sobretudo, a partir da perspectiva da continuidade de estudos). Os jovens serão desafiados com questionamentos, tarefas e terão oportunidade de escolhas importantes na construção do trabalho prático. Vale ressaltar que os desafios, a gestão do tempo, o comprometimento com as equipes de trabalhos e o bem comum dos times serão prioridades nessa fase.

Materiais necessários: projetor ou televisão para a apresentação dos objetivos. Cadernos dos estudantes (pesquisa registrada). Caso não seja possível a utilização destes recursos, adeque à sua realidade.

Material complementar: plano 2, aula 2 - Sugestões de perguntas para gerar ideias para as entrevistas. Fonte: Nova Escola. Disponível nos materiais complementares.

Para você saber mais: conheça um pouco mais sobre o ensino teatral, saiba que os jogos teatrais podem funcionar como metodologias ativas, sendo facilitadores do aprendizado. Abaixo, algumas reportagens que podem ser complementadas por você a partir de uma pesquisa por informações atualizadas em relação ao ano em que o plano de aula será realizado e à região em que a escola está localizada:

- Ulisses Araújo (parte 1- Metodologias ativas de aprendizagem). Fonte: Instituto Iungo. Disponível em:

https://www.youtube.com/watch?v=Y1ChTj-tqn8

Acesso em: 15-mai-2020.

- A importância do teatro na educação. Fonte: Teatrando- série de entrevistas. Disponível em:

https://www.youtube.com/watch?v=XAKAAI96tLw

Acesso em: 15-mai-2020.

Alinhamento às competências da BNCC: esse plano faz parte de uma sequência de habilidades das unidades temáticas Teatro e Artes Integradas, do componente curricular Arte. Observe que as Competências Gerais da Educação Básica previstas na BNCC (4, 6 e 8) dialogam com as competências da área de linguagens e com as específicas de Arte.

Das 6 Competências Específicas de Linguagens para o Ensino Fundamental, observe que esse plano de aula destaca algumas: 1, 2, 3 e 5.

1. Compreender as linguagens como construção humana, histórica, social e cultural, de natureza dinâmica, reconhecendo-as e valorizando-as como formas de significação da realidade e expressão de subjetividades e identidades sociais e culturais.

2. Conhecer e explorar diversas práticas de linguagem (artísticas, corporais e linguísticas) em diferentes campos da atividade humana para continuar aprendendo, ampliar suas possibilidades de participação na vida social e colaborar para a construção de uma sociedade mais justa, democrática e inclusiva.

3. Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao diálogo, à resolução de conflitos e à cooperação.

5. Desenvolver o senso estético para reconhecer, fruir e respeitar as diversas manifestações artísticas e culturais, das locais às mundiais, inclusive aquelas pertencentes ao patrimônio cultural da humanidade, bem como participar de práticas diversificadas, individuais e coletivas, da produção artístico-cultural, com respeito à diversidade de saberes, identidades e culturas.

Das 9 Competências Específicas de Arte para o Ensino Fundamental, observe que esse plano de aula destaca algumas: 4, 5 e 8.

4. Experienciar a ludicidade, a percepção, a expressividade e a imaginação, ressignificando espaços da escola e de fora dela no âmbito da Arte.

5. Mobilizar recursos tecnológicos como formas de registro, pesquisa e criação artística.

8. Desenvolver a autonomia, a crítica, a autoria e o trabalho coletivo e colaborativo nas artes.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: peça aos estudantes que formem duplas e compartilhem, oralmente, as entrevistas que foram registradas nos cadernos. Cada um deve informar quem entrevistou e ler as perguntas e respostas. A estrutura de aprendizagem ativa em duplas vai envolver os jovens em uma comunicação de qualidade. É importante que cada estudante exercite tanto a abertura de compartilhar as experiências quanto a de escutar as experiências dos colegas. Monitore as práticas de compartilhamento circulando entre os grupos, notando a participação ativa dos estudantes nas ações de ouvir e falar (esse detalhe servirá para uma futura devolutiva do professor).

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: após o compartilhamento das entrevistas, oriente que cada estudante faça uma nova entrevista, agora com o colega de dupla. Dessa vez, eles precisarão criar perguntas para que o colega responda o que espera do Ensino Médio e do futuro. Se achar interessante, sugira algumas perguntas, como:

- O que você já sabe sobre o Ensino Médio? Ele é importante para a sua vida e os seus projetos de futuro? Por quê?

- Como se sente ao se aproximar do Ensino Médio?

- Como acha que é a rotina de um estudante do Ensino Médio?

- Quais você considera que são os objetivos do Ensino Médio?

Oriente que cada um crie 4 ou 5 perguntas e anote as respostas do colega no caderno.

Essa atividade incentivará a troca e o compartilhamento de reflexões pessoais sobre as práticas futuras dos estudantes. Também ajudará a facilitar o processo de transição do Ensino Fundamental para o Ensino Médio, permitindo que os estudantes desenvolvam o autoconhecimento e explorem os projetos de vida. A prática da entrevista vai estreitar as relações entre os estudantes, estimulando que saibam ouvir, discordar de outras opiniões respeitando as falas dos colegas, além de ativar múltiplas inteligências, como a linguística e a comunicação.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações: quando todas as entrevistas entre as duplas forem finalizadas, proponha uma nova prática de improviso. Sem ler, ensaiar ou criar um roteiro, cada estudante deverá ir à frente da turma e fazer uma breve encenação, criando um personagem para representar o colega que entrevistou.

Diga que eles deverão se apresentar e contar as respostas do colega de maneira fluida, como se fosse o próprio colega se apresentando e falando um pouco das projeções de futuro e expectativas para o Ensino Médio.

Enquanto um estudante se apresenta, os outros deverão ficar sentados e ouvir com atenção, como uma plateia.

Antes de iniciarem, incentive-os a serem criativos na encenação. A ideia não é imitar o colega, mas criar um personagem que represente as respostas dadas por ele. Ou seja, é possível utilizar outro nome, assim como outros gestos e expressões. Explique que é importante manter-se fiel às respostas do colega. Esclareça que esse deve ser um momento de respeito, responsabilidade e ética, e que encenações que tragam qualquer forma de preconceito, estereótipo e bullying não serão aceitas. Fique atento durante as apresentações e, se necessário, interrompa alguma apresentação e faça uma conversa com a turma problematizando a questão.

Se possível, estimule que os estudantes utilizem objetos na cena e interajam com o espaço cênico, de forma a criar uma ambientação imaginária.

Pode acontecer de alguns estudantes não se sentirem à vontade para participar. Caso isso ocorra, insista um pouco e faça com que se sinta acolhido na aula. Se, ainda assim, estiver tímido e não quiser participar, é importante respeitá-lo nessa escolha.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

 

Orientações: pergunte o que acharam da atividade anterior e como foi, para eles, ver as respostas representadas como um personagem. Questione se, ao escutarem as projeções de futuro e expectativas sobre o Ensino Médio pela boca de um personagem, repensaram as respostas. Às vezes, quando escutamos nossas opiniões contadas como se fossem de outras pessoas, repensamos e revemos o sentido delas, como uma prática de autoconhecimento. Esclareça que, neste momento, não há certo nem errado. Não é necessário repensar as respostas, mas é natural se isso acontecer.

Acolha os estudantes dizendo que é natural mudar de ideia, ainda mais quando se trata de projeções futuras. Por isso, nosso projeto de vida deve ser construído e reconstruído diariamente, ao longo de toda a nossa vida.

Dê uma breve devolutiva à turma, contando um pouco do que observou na interação entre as duplas e nas apresentações. Reconheça esforços, a criatividade deles e manifeste se houve alguma mudança notável na expressão corporal e na forma de lidarem com a criatividade e o improviso entre o jogo teatral do plano anterior e as apresentações deste plano.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Unidade do 2º ano :

MAIS AULAS DE Educação Empreendedora do 2º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69AR30 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Empreendedora

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano