19235
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Empreendedora > 1º ano > Unidade

Plano de aula - Importância da água para a vida das plantas

Plano de aula de Educação Empreendedora para Ensino Fundamental 1 sobre Identificar a importância da água para a vida das plantas; Experimentar uma situação de aprendizagem que ilustre o transporte que as plantas realizam para sua nutrição; Relacionar as

Plano 02 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Eliane de Siqueira

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre o plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Resumo da sequência: a sequência “Ciências da escola para casa” tem como proposta possibilitar que os estudantes vivenciem experimentos científicos na escola que possam ser reproduzidos em casa com os familiares. A escolha desses experimentos será feita com o objetivo de possibilitar reflexões sobre problemáticas reais e que, posteriormente, tenham como resultado o desenvolvimento de um projeto permanente que inclui a participação das famílias. Há inúmeros impactos ambientais causados pela atividade humana. Nesse cenário, aspectos comuns que acontecem no dia a dia das crianças dentro de casa podem ter impacto no meio ambiente. Algumas atividades domésticas, em grande parte culturalmente consolidadas, podem agredir o meio ambiente, como o descarte inadequado de resíduos até o desperdício de matéria-prima e recursos naturais. Tudo acontece em um ciclo constante e funciona em cadeia. Sendo assim, possibilitar que crianças e familiares percebam essas interações e repensem atitudes simples que podem contribuir com a mitigação dos danos é muito importante. Essa sequência é composta de 3 planos que têm como objetivo central sensibilizar para questões ambientais relacionadas aos nossos hábitos do dia a dia. Atuando como multiplicadoras, as crianças conseguem aprofundar essas reflexões com os familiares e provocar outras aprendizagens nas famílias. Os planos são independentes e trazem experiências reais com o uso de materiais simples. Desenvolvidos de maneira sequencial, favorecem a articulação de outras habilidades importantes para o desenvolvimento da educação empreendedora, incluindo a capacidade de planejar e intervir no meio a partir de problemas reais.

Sobre esse plano: essa proposta faz parte de uma sequência de 3 planos que têm como ideia central a vivência de experiências no espaço escolar que possam ser reproduzidas em casa com a participação das famílias e buscam estimular a percepção sobre situações presentes no nosso dia a dia que causam desequilíbrio e comprometendo a qualidade de vida de todos os seres vivos, inclusive da espécie humana. Esse plano será organizado a partir de uma experimentação que evidencia as características das plantas como seres vivos e, dessa forma, realiza funções vitais para sobreviver. É importante perceber que todas as ações no meio ambiente interferem nesse ciclo de desenvolvimento. As plantas utilizam diretamente os recursos presentes no solo, incluindo a água, e, sendo assim, a contaminação faz com que esses vegetais absorvam substâncias que comprometem o desenvolvimento nos processos fisiológicos.

Sugestão: esse plano pode ser desenvolvido em conjunto com o plano intitulado “Impactos ambientais causados pelo óleo de cozinha”, disponível nessa sequência de planos. Essas atividades ampliam a aprendizagem e podem resultar em um projeto permanente para a escola.

A sequência inclui as habilidades: EF02LP23, EF02LP25, EF01CI01, EF02CI05 e EF02CI06 presentes na BNCC. Como as habilidades devem ser desenvolvidas ao longo de todo o ano, você observará que elas não serão contempladas na totalidade aqui.

Nessa sequência, serão trabalhadas com maior ênfase as seguintes competências gerais da BNCC:

2 - Pensamento científico, crítico e criativo - Exercitar a curiosidade intelectual e recorrer à abordagem própria das ciências, incluindo a investigação, a reflexão, a análise crítica, a imaginação e a criatividade, para investigar causas, elaborar e testar hipóteses, formular e resolver problemas e criar soluções (inclusive tecnológicas) com base nos conhecimentos das diferentes áreas.

4 - Comunicação - Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

10 - Responsabilidade e cidadania - Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários.

Organização das aulas: essa aula está prevista para acontecer em 100 minutos. Como dito anteriormente, ela faz parte de uma sequência de 3 planos em que o diálogo entre o que acontece na escola e as ações da casa das crianças deve ser efetivado, fomentando a organização de um projeto permanente em que toda família será envolvida. As plantas nem sempre são consideradas e percebidas como seres vivos, assim como os animais. Perceber que dependemos delas, assim como outros seres dependem, em um movimento de transferência de energia, é muito importante. Na sequência do plano, algumas características desses seres vivos serão apresentadas. Como forma das crianças perceberem que existe um sistema vivo funcionando e que é a partir da água que a planta retira substâncias para se manter viva, um experimento será montado e, a partir dele, será desenvolvida uma reflexão sobre o que acontece se essa água estiver contaminada. Sensibilizados e envolvidos com a temática, as crianças devem, então, reproduzir o experimento em casa com a participação das famílias.

Ação prévia: antes dessa aula, providencie os seguintes materiais:

  • Fichas diversas com imagens de animais ou apenas com os nomes (cerca de 20 fichas com grupos diferentes de consumidores). Esse material será usado para a atividade disparadora de montagem da cadeia alimentar. Você pode modificar a quantidade de fichas de acordo com o número de alunos na turma. É importante que a quantidade possibilite a montagem de, pelo menos, 3 cadeias alimentares, com no mínimo 1 produtor e 2 consumidores. Pense, por exemplo, em uma planta e dois animais que possam estabelecer essa relação. Você encontra uma sugestão disponível nos materiais complementares. Imprima fichas maiores ou use imagens no lugar dos nomes. Essa é apenas uma sugestão para facilitar a organização da atividade. Considere a possibilidade de trabalhar com animais típicos da sua região e enriquecer a proposta.
  • Garanta que nas fichas contenham produtores, esta informação deve ficar fixa no quadro. Se a ideia é montar 3 cadeias alimentares, certifique-se de ter 3 produtores.
  • Uma caixa de papelão onde todas as fichas possam ficar guardadas.

Prepare junto aos alunos um caderno de registro para as experiências. Caso já tenha realizado o plano 1 desta sequência, utilize o mesmo caderno. A ideia proposta é que esse caderno, além de ter um nome lúdico que desperte o interesse das crianças, seja um diário de bordo para os demais experimentos desenvolvidos com a turma.

Alinhamento da sequência com a Educação Empreendedora: a sequência possibilita o desenvolvimento de iniciativa e autonomia dos estudantes, já que a ação central será protagonizada por eles em casa, sem o apoio do professor ou dos colegas. Para tanto, o momento na escola será o de aprender conhecimentos, construir planejamento, organizar recursos e valer da competência da autogestão para realizar o experimento em casa - características que são pilares da Educação Empreendedora. O registro é outra habilidade potencializada, assim como o trabalho em equipe que envolve a colaboração, organização e comparações com o contexto real, sendo possível antever situações de impactos ambientais como proposições críticas sobre possibilidades de mitigação.

Materiais necessários:

- Fichas solicitadas na orientação da ação prévia acima;

  • Caixa de papelão com aproximadamente 15 x 15 cm para colocar as fichas;
  • Botões de rosa branca (1 para cada grupo com o corte do caule feito antes da aula, diminuindo seu comprimento e deixando a base chanfrada para facilitar e acelerar a absorção);
  • Um copo transparente;
  • Corante alimentício azul;
  • Colher de sopa;
  • Caderno de percurso.

Possibilidade de adaptação: caso não seja possível usar uma rosa branca para cada grupo, garanta que pelo menos 1 rosa verdadeira seja usada como representação para a turma. Nos pequenos grupos use flores feitas com papel crepom e o caule feito com palito. Cuide para que o palito seja cortado ao meio e o transporte que pretendemos demonstrar não demore muito para acontecer.

Para saber mais: para conhecer um pouco mais sobre os Relatos e protocolos de experimentos científicos, assunto explorado na sequência de planos “Ciências da Escola para casa”, acesse o link https://novaescola.org.br/plano-de-aula/sequencia/relatos-e-protocolos-de-experimentos-cientificos/432

Planos de aula sobre Relatos e protocolos de experimentos científicos": Disponível em: https://novaescola.org.br/plano-de-aula/sequencia/relatos-e-protocolos-de-experimentos-cientificos/432 Acessado em: 03 de março de 2020.

Para aprofundar seus conhecimentos sobre cadeias alimentares acesse o vídeo: O que é cadeia alimentar? disponível em https://www.youtube.com/watch?v=zZ66hOHQgDE

Temos também mais informações em https://www.biologianet.com/ecologia/cadeia-alimentar.htm e https://novaescola.org.br/conteudo/5648/cadeias-alimentares-e-a-relacao-entre-os-seres-vivos

O que é cadeia alimentar? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zZ66hOHQgDE. Acessado em: 16 de março de 2020.

Cadeia alimentar. Disponível em: https://www.biologianet.com/ecologia/cadeia-alimentar.htm. Acessado em: 16 de março de 2020.

Plano de aula sobre Cadeias alimentares e as relações entre os seres vivos. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/5648/cadeias-alimentares-e-a-relacao-entre-os-seres-vivos. Acessado em: 16 de março de 2020.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 6 minutos

Orientações: inicie a conversa perguntando para a turma quais seres vivos já observaram próximo de onde moram. Questione-os sobre o que se alimentam, como os alunos acham que sobrevivem e se acreditam que esses seres dependem da água, do ar e do solo para viver. Escute atentamente as considerações das crianças e, em seguida, apresente a imagem do slide. Pergunte a eles o que a borboleta está fazendo e possibilite que pensem a respeito da alimentação desses seres. Você pode usar perguntas como:

- O que a borboleta está fazendo?

- Será que a planta é o alimento dela?

- E se não tivéssemos a planta, o que aconteceria?

- Vocês conhecem outros seres vivos que se alimentam das plantas?

Anote em um canto do quadro os animais que forem citados pelas crianças e que se alimentam de plantas, fazendo a mediação necessária e colocando na discussão os animais que você já montou a ficha (veja orientações no slide introdutório) para a atividade inicial.

Quando citarem os animais, questione-os: todos os seres vivos alimentam-se apenas das plantas?

Explique que as plantas são seres que produzem o próprio alimento e que isso as diferencia dos demais seres vivos que precisam buscar esses alimentos na natureza.

Adaptação à realidade: caso não seja possível usar a projeção das imagens, cole-as no quadro, no caso do exemplo da borboleta, e escreva o nome dos seres vivos no caso da cadeia alimentar exemplificada no próximo slide. Quanto mais visual, melhor será a construção das aprendizagens neste momento.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 4 minutos

Monte com eles um exemplo, conforme apresentado no slide, e vá mediando a construção das relações alimentares desenvolvidas entre os seres vivos. O objetivo é que compreendam como as relações entre os seres vivos acontecem e a importância das plantas no fornecimento de energia para os outros seres. Vá orientando a construção com perguntas como: “e agora, quem pode se alimentar das plantas?” e “quem se alimenta do animal X?”

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido:

Orientações: 25 minutos

Orientações: organize a turma em grupos com, no máximo, 5 alunos, para que todos possam participar e vivenciar essa situação de aprendizagem. Neste agrupamento, caso ache oportuno e as especificidades de sua turma favoreça, crie alguns critérios, como, por exemplo: não podem se agrupar quem senta perto, no grupo deve ter um participante de locais diferentes da sala, e assim por diante. Grupos com 5 estudantes é uma boa opção para que troquem ideias e se auxiliem do desenvolvimento da atividade. Esse trabalho colaborativo é um ponto importante quando pensamos em educação empreendedora, além de pensarem em escolhas que podem influenciar diretamente nos demais grupos e no desenvolvimento coletivo da sala.

Cuide para que a quantidade de grupos seja correspondente à quantidade de produtores que você montou as fichas, conforme orientação do slide introdutório. Explique que o desafio de cada grupo é organizar os seres vivos de acordo com a relação alimentar, como fizeram anteriormente, sorteando as fichas na caixa e que, caso a ficha sorteada não seja compatível com a sequência (cadeia alimentar), deve colocá-la na sequência do outro grupo.

Cole em diferentes locais da sala a ficha com os produtores e diga qual o grupo responsável por cada local. Ao seu sinal, um componente de cada grupo deve ir até a caixa e pegar uma ficha. Essa ficha deve ser colocada após as plantas, indicando que esse ser vivo se alimenta dela.

Peça para que, quando a criança chegar na mesa, a próxima deve levantar e ir na caixa sortear a própria ficha, devendo encaixá-la na cadeia alimentar que está construindo. Caso a ficha contenha um ser vivo que não se alimenta do que já está colado, peça para a criança olhar as outras sequências que estão em construção e tentar colocar a ficha em algum local. Mais uma vez a reflexão sobre escolhas e autonomia é evidenciada ao mesmo tempo que os alunos vão lidar com diferentes desafios no mesmo contexto.

Você deve seguir com esse movimento até que todas as crianças de um dos grupos tenham participado da atividade.

Com as sequências montadas, questione-os:

- Precisamos modificar algo?

- Todas as relações entre os seres vivos estão corretas?

- Tem algum ser vivo que precisa ser trocado de lugar?

- A sequência começa sempre pelas plantas, se a tirarmos, o que vocês acham que aconteceria?

É importante que percebam que as plantas são essenciais para que as relações entre os seres vivos aconteçam e que os demais seres vivos atuam de maneira integrada no meio ambiente, incluindo o ser humano.

Observação: se achar pertinente, passe para a turma o vídeo disponível em https://www.youtube.com/watch?v=zZ66hOHQgDE. Avalie o desenvolvimento da turma na atividade anterior e, caso escolha compartilhar essas ideias com eles, informe que o objetivo é perceber as relações dos seres vivos e que as nomenclaturas não fazem parte do estudo deles neste momento.

Possibilidade de adaptação: caso perceba que a turma terá dificuldades em montar as sequências tendo as fichas misturadas na caixa, deixe a sequência já montada, com a quantidade certa de seres vivos para serem colocadas em caixas diferentes. Cada grupo deve ter a própria caixa ou saquinho com fichas. Isso faz com que as crianças não tenham que procurar em outros locais as fichas para completar a sequência e nem buscar na sequência dos demais grupos um local para encaixar o seu ser vivo. Mas, para que o desafio não seja muito pequeno, nesse caso, seria interessante incluir fichas extras em cada caixa, ou seja, que não pertencem àquela cadeia alimentar para provocar mais atuação dos alunos.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: resgate com a turma a ideia apresentada na primeira sequência de seres vivos, que montaram coletivamente no quadro. A partir das reflexões sobre as relações que todos os seres vivos desenvolvem no meio onde estão inseridos, apresente a imagem da planta murcha para a turma e questione-os:

- O que vocês acham que aconteceu com essa planta?

- Será que desse jeito ela serve de alimento para algum ser vivo da cadeia alimentar que montamos?

- Por que será que ela ficou desse jeito?

É importante que percebam e falem sobre a falta de água como responsável pelas condições da planta usada como exemplo.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: a partir da ideia de que a planta murcha não serviria de alimento para os outros seres vivos, projete as imagens desse slide para a turma. Caso não tenha como projetar, cole-as no quadro. Você pode escolher outras, desde que demonstrem plantas murchas e secas conforme exemplificamos.

Questione-os sobre o que acham que aconteceu com essas plantas e conduza outras reflexões, para que percebam a importância da água para estes seres vivos.

Explique que, assim como nós, as plantas precisam de água para sobreviver e conseguem captar essa água diretamente do solo. Evidencie que abaixo do solo temos um reservatório de água chamado lençol freático, que interfere no ciclo da água na natureza. Não se preocupe em aprofundar esses conceitos, é apenas uma apresentação para que compreendam de onde a planta retira essa água.

Diga a eles que isso acontece pela presença de vasos condutores presentes no caule das plantas que levam as substâncias até as folhas, o que não aconteceu nas duas flores mostradas na imagem.

Conduza-os então para a experimentação, convidando-os a investigar se isso é verdade.

Possibilidade de adaptação: se for possível, desenvolva o plantio do grão de feijão com a turma e deixe um copinho com água todos os dias e o outro sem ser regado, sendo plantado em terra bem seca. A ideia é que, neste momento, percebam a importância da água para o desenvolvimento dos seres vivos.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 40 minutos

 

Orientações: coloque os materiais do experimento na mesa dos grupos já formados para a atividade disparadora. Certifique-se de que todos tenham o copo, água (que pode ser uma vasilha coletiva para abastecer todos os grupos), colher e a rosa branca já cortada, conforme orientação prévia apresentada no slide introdutório. O corante também pode ser usado coletivamente.

Apresente o slide com o passo a passo do experimento para a turma ou escreva previamente no quadro. Você pode também digitar e levar impresso (um por grupo) para que possam se guiar. Explique que os alunos devem colocar a água até metade do copo, pingar 10 gotas do corante azul, misturar e colocar o botão de rosa deixando repousar em local iluminado por 30 minutos.

Enquanto aguardam, peça que registrem no caderno o passo a passo do experimento e levantem hipóteses sobre o que acham que vai acontecer.

Complemente essa ideia e discuta as partes principais que formam uma planta. O importante neste momento é que compreendam que uma planta possui partes como raiz, caule, folha, flor, fruto, tronco e que cada parte realiza uma função específica. Relacione que, assim como no corpo humano, essas funções servem para manter a planta viva, para buscar água e nutrientes do solo, bem como desenvolver processos em que consegue produzir seu próprio alimento.

Dependendo do local que o experimento ficar, esse tempo de espera pode ser menor.

O que vai acontecer? A rosa branca ficará azulada, principalmente nas extremidades, representando a condução da água com o corante.

Quando terminar o tempo questione-os:

- O que aconteceu?

- Por que a rosa branca ficou azul?

- Como vocês acham que o corante azul foi parar na folha da rosa?

- Por onde esse corante passou?

- O que será que as plantas possuem no caule que conduziu esse corante para as folhas?

- Será que o corante faz mal para a rosa?

- E se essa água estivesse contaminada, o que aconteceria?

Sistematize esse momento, reforçando a importância da água para o seres vivos e os prejuízos causados pela poluição. Se achar necessário, a partir do que as crianças observaram no slide 6, retome as discussões de que a planta sem água não consegue realizar as funções vitais e pode acabar morrendo, e isso compromete toda a relação com os outros seres vivos que dependem dos seres produtores e assim por diante.

Possibilidade de complemento: para que a contaminação da água e os prejuízos não fiquem apenas na imaginação, faça um experimento comparativo ao simultaneamente. Em outro copo e com outro botão de rosa, monte a mesma sequência mas acrescente na água duas colheres de terra. Misture tudo e deixe ao lado os dois materiais para comparação. No copo com terra, o transporte não acontecerá da mesma forma e as crianças conseguirão compará-los.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

 

Orientações: dialogue com a turma e explique que a missão deles agora é compartilhar a mesma experiência que fizeram na escola em casa e que devem mostrar para as famílias que as plantas são seres vivos que utilizam os recursos do meio para sobreviverem, principalmente a água. Reforce que, se a água estiver contaminada, como com óleo de cozinha, por exemplo, trará muitos prejuízos para todos os outros seres vivos. Essa reflexão já aproxima as ideias do plano 1 (mesmo que ainda não tenha sido realizado).

Coloque no caderno de percurso as seguintes perguntas:

- O que as famílias observaram?

- Como foi a realização da experiência?

Essas duas questões devem ser respondidas pelos adultos que participaram da experimentação e discutidas em sala na próxima aula.

Explique mais uma vez como a experiência deve ser feita e estipule um prazo para que socializem a vivência.

Possibilidade de adaptação: mais uma vez, caso não seja possível usar a flor verdadeira, confeccione uma com papel crepom para simular a experimentação.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Solicite aos alunos que completem as frases no caderno de percurso logo após o registro da experiência. Caso não seja possível projetar, escreva no quadro as frases que estão no slide.

Cuide para que, na mediação e na discussão, eles tenham percebido que:

- Todos os seres vivos dependem uns dos outros para sobreviver, pois se relacionam e servem de alimento uns para os outros.

- Que as plantas são os seres produtores que começam as relações alimentares. Sem elas, todos os outros seres vivos estariam com sua sobrevivência comprometida.

- A planta precisa de água para sobreviver e realizar suas funções assim como nós precisamos.

Caso tenha optado por realizar e sequência de 3 planos, informe que os resultados obtidos nos dois planos anteriores serão utilizados nas próximas aulas.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Resumo da sequência: a sequência “Ciências da escola para casa” tem como proposta possibilitar que os estudantes vivenciem experimentos científicos na escola que possam ser reproduzidos em casa com os familiares. A escolha desses experimentos será feita com o objetivo de possibilitar reflexões sobre problemáticas reais e que, posteriormente, tenham como resultado o desenvolvimento de um projeto permanente que inclui a participação das famílias. Há inúmeros impactos ambientais causados pela atividade humana. Nesse cenário, aspectos comuns que acontecem no dia a dia das crianças dentro de casa podem ter impacto no meio ambiente. Algumas atividades domésticas, em grande parte culturalmente consolidadas, podem agredir o meio ambiente, como o descarte inadequado de resíduos até o desperdício de matéria-prima e recursos naturais. Tudo acontece em um ciclo constante e funciona em cadeia. Sendo assim, possibilitar que crianças e familiares percebam essas interações e repensem atitudes simples que podem contribuir com a mitigação dos danos é muito importante. Essa sequência é composta de 3 planos que têm como objetivo central sensibilizar para questões ambientais relacionadas aos nossos hábitos do dia a dia. Atuando como multiplicadoras, as crianças conseguem aprofundar essas reflexões com os familiares e provocar outras aprendizagens nas famílias. Os planos são independentes e trazem experiências reais com o uso de materiais simples. Desenvolvidos de maneira sequencial, favorecem a articulação de outras habilidades importantes para o desenvolvimento da educação empreendedora, incluindo a capacidade de planejar e intervir no meio a partir de problemas reais.

Sobre esse plano: essa proposta faz parte de uma sequência de 3 planos que têm como ideia central a vivência de experiências no espaço escolar que possam ser reproduzidas em casa com a participação das famílias e buscam estimular a percepção sobre situações presentes no nosso dia a dia que causam desequilíbrio e comprometendo a qualidade de vida de todos os seres vivos, inclusive da espécie humana. Esse plano será organizado a partir de uma experimentação que evidencia as características das plantas como seres vivos e, dessa forma, realiza funções vitais para sobreviver. É importante perceber que todas as ações no meio ambiente interferem nesse ciclo de desenvolvimento. As plantas utilizam diretamente os recursos presentes no solo, incluindo a água, e, sendo assim, a contaminação faz com que esses vegetais absorvam substâncias que comprometem o desenvolvimento nos processos fisiológicos.

Sugestão: esse plano pode ser desenvolvido em conjunto com o plano intitulado “Impactos ambientais causados pelo óleo de cozinha”, disponível nessa sequência de planos. Essas atividades ampliam a aprendizagem e podem resultar em um projeto permanente para a escola.

A sequência inclui as habilidades: EF02LP23, EF02LP25, EF01CI01, EF02CI05 e EF02CI06 presentes na BNCC. Como as habilidades devem ser desenvolvidas ao longo de todo o ano, você observará que elas não serão contempladas na totalidade aqui.

Nessa sequência, serão trabalhadas com maior ênfase as seguintes competências gerais da BNCC:

2 - Pensamento científico, crítico e criativo - Exercitar a curiosidade intelectual e recorrer à abordagem própria das ciências, incluindo a investigação, a reflexão, a análise crítica, a imaginação e a criatividade, para investigar causas, elaborar e testar hipóteses, formular e resolver problemas e criar soluções (inclusive tecnológicas) com base nos conhecimentos das diferentes áreas.

4 - Comunicação - Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

10 - Responsabilidade e cidadania - Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários.

Organização das aulas: essa aula está prevista para acontecer em 100 minutos. Como dito anteriormente, ela faz parte de uma sequência de 3 planos em que o diálogo entre o que acontece na escola e as ações da casa das crianças deve ser efetivado, fomentando a organização de um projeto permanente em que toda família será envolvida. As plantas nem sempre são consideradas e percebidas como seres vivos, assim como os animais. Perceber que dependemos delas, assim como outros seres dependem, em um movimento de transferência de energia, é muito importante. Na sequência do plano, algumas características desses seres vivos serão apresentadas. Como forma das crianças perceberem que existe um sistema vivo funcionando e que é a partir da água que a planta retira substâncias para se manter viva, um experimento será montado e, a partir dele, será desenvolvida uma reflexão sobre o que acontece se essa água estiver contaminada. Sensibilizados e envolvidos com a temática, as crianças devem, então, reproduzir o experimento em casa com a participação das famílias.

Ação prévia: antes dessa aula, providencie os seguintes materiais:

  • Fichas diversas com imagens de animais ou apenas com os nomes (cerca de 20 fichas com grupos diferentes de consumidores). Esse material será usado para a atividade disparadora de montagem da cadeia alimentar. Você pode modificar a quantidade de fichas de acordo com o número de alunos na turma. É importante que a quantidade possibilite a montagem de, pelo menos, 3 cadeias alimentares, com no mínimo 1 produtor e 2 consumidores. Pense, por exemplo, em uma planta e dois animais que possam estabelecer essa relação. Você encontra uma sugestão disponível nos materiais complementares. Imprima fichas maiores ou use imagens no lugar dos nomes. Essa é apenas uma sugestão para facilitar a organização da atividade. Considere a possibilidade de trabalhar com animais típicos da sua região e enriquecer a proposta.
  • Garanta que nas fichas contenham produtores, esta informação deve ficar fixa no quadro. Se a ideia é montar 3 cadeias alimentares, certifique-se de ter 3 produtores.
  • Uma caixa de papelão onde todas as fichas possam ficar guardadas.

Prepare junto aos alunos um caderno de registro para as experiências. Caso já tenha realizado o plano 1 desta sequência, utilize o mesmo caderno. A ideia proposta é que esse caderno, além de ter um nome lúdico que desperte o interesse das crianças, seja um diário de bordo para os demais experimentos desenvolvidos com a turma.

Alinhamento da sequência com a Educação Empreendedora: a sequência possibilita o desenvolvimento de iniciativa e autonomia dos estudantes, já que a ação central será protagonizada por eles em casa, sem o apoio do professor ou dos colegas. Para tanto, o momento na escola será o de aprender conhecimentos, construir planejamento, organizar recursos e valer da competência da autogestão para realizar o experimento em casa - características que são pilares da Educação Empreendedora. O registro é outra habilidade potencializada, assim como o trabalho em equipe que envolve a colaboração, organização e comparações com o contexto real, sendo possível antever situações de impactos ambientais como proposições críticas sobre possibilidades de mitigação.

Materiais necessários:

- Fichas solicitadas na orientação da ação prévia acima;

  • Caixa de papelão com aproximadamente 15 x 15 cm para colocar as fichas;
  • Botões de rosa branca (1 para cada grupo com o corte do caule feito antes da aula, diminuindo seu comprimento e deixando a base chanfrada para facilitar e acelerar a absorção);
  • Um copo transparente;
  • Corante alimentício azul;
  • Colher de sopa;
  • Caderno de percurso.

Possibilidade de adaptação: caso não seja possível usar uma rosa branca para cada grupo, garanta que pelo menos 1 rosa verdadeira seja usada como representação para a turma. Nos pequenos grupos use flores feitas com papel crepom e o caule feito com palito. Cuide para que o palito seja cortado ao meio e o transporte que pretendemos demonstrar não demore muito para acontecer.

Para saber mais: para conhecer um pouco mais sobre os Relatos e protocolos de experimentos científicos, assunto explorado na sequência de planos “Ciências da Escola para casa”, acesse o link https://novaescola.org.br/plano-de-aula/sequencia/relatos-e-protocolos-de-experimentos-cientificos/432

Planos de aula sobre Relatos e protocolos de experimentos científicos": Disponível em: https://novaescola.org.br/plano-de-aula/sequencia/relatos-e-protocolos-de-experimentos-cientificos/432 Acessado em: 03 de março de 2020.

Para aprofundar seus conhecimentos sobre cadeias alimentares acesse o vídeo: O que é cadeia alimentar? disponível em https://www.youtube.com/watch?v=zZ66hOHQgDE

Temos também mais informações em https://www.biologianet.com/ecologia/cadeia-alimentar.htm e https://novaescola.org.br/conteudo/5648/cadeias-alimentares-e-a-relacao-entre-os-seres-vivos

O que é cadeia alimentar? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zZ66hOHQgDE. Acessado em: 16 de março de 2020.

Cadeia alimentar. Disponível em: https://www.biologianet.com/ecologia/cadeia-alimentar.htm. Acessado em: 16 de março de 2020.

Plano de aula sobre Cadeias alimentares e as relações entre os seres vivos. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/5648/cadeias-alimentares-e-a-relacao-entre-os-seres-vivos. Acessado em: 16 de março de 2020.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 6 minutos

Orientações: inicie a conversa perguntando para a turma quais seres vivos já observaram próximo de onde moram. Questione-os sobre o que se alimentam, como os alunos acham que sobrevivem e se acreditam que esses seres dependem da água, do ar e do solo para viver. Escute atentamente as considerações das crianças e, em seguida, apresente a imagem do slide. Pergunte a eles o que a borboleta está fazendo e possibilite que pensem a respeito da alimentação desses seres. Você pode usar perguntas como:

- O que a borboleta está fazendo?

- Será que a planta é o alimento dela?

- E se não tivéssemos a planta, o que aconteceria?

- Vocês conhecem outros seres vivos que se alimentam das plantas?

Anote em um canto do quadro os animais que forem citados pelas crianças e que se alimentam de plantas, fazendo a mediação necessária e colocando na discussão os animais que você já montou a ficha (veja orientações no slide introdutório) para a atividade inicial.

Quando citarem os animais, questione-os: todos os seres vivos alimentam-se apenas das plantas?

Explique que as plantas são seres que produzem o próprio alimento e que isso as diferencia dos demais seres vivos que precisam buscar esses alimentos na natureza.

Adaptação à realidade: caso não seja possível usar a projeção das imagens, cole-as no quadro, no caso do exemplo da borboleta, e escreva o nome dos seres vivos no caso da cadeia alimentar exemplificada no próximo slide. Quanto mais visual, melhor será a construção das aprendizagens neste momento.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 4 minutos

Monte com eles um exemplo, conforme apresentado no slide, e vá mediando a construção das relações alimentares desenvolvidas entre os seres vivos. O objetivo é que compreendam como as relações entre os seres vivos acontecem e a importância das plantas no fornecimento de energia para os outros seres. Vá orientando a construção com perguntas como: “e agora, quem pode se alimentar das plantas?” e “quem se alimenta do animal X?”

Slide Plano Aula

Tempo sugerido:

Orientações: 25 minutos

Orientações: organize a turma em grupos com, no máximo, 5 alunos, para que todos possam participar e vivenciar essa situação de aprendizagem. Neste agrupamento, caso ache oportuno e as especificidades de sua turma favoreça, crie alguns critérios, como, por exemplo: não podem se agrupar quem senta perto, no grupo deve ter um participante de locais diferentes da sala, e assim por diante. Grupos com 5 estudantes é uma boa opção para que troquem ideias e se auxiliem do desenvolvimento da atividade. Esse trabalho colaborativo é um ponto importante quando pensamos em educação empreendedora, além de pensarem em escolhas que podem influenciar diretamente nos demais grupos e no desenvolvimento coletivo da sala.

Cuide para que a quantidade de grupos seja correspondente à quantidade de produtores que você montou as fichas, conforme orientação do slide introdutório. Explique que o desafio de cada grupo é organizar os seres vivos de acordo com a relação alimentar, como fizeram anteriormente, sorteando as fichas na caixa e que, caso a ficha sorteada não seja compatível com a sequência (cadeia alimentar), deve colocá-la na sequência do outro grupo.

Cole em diferentes locais da sala a ficha com os produtores e diga qual o grupo responsável por cada local. Ao seu sinal, um componente de cada grupo deve ir até a caixa e pegar uma ficha. Essa ficha deve ser colocada após as plantas, indicando que esse ser vivo se alimenta dela.

Peça para que, quando a criança chegar na mesa, a próxima deve levantar e ir na caixa sortear a própria ficha, devendo encaixá-la na cadeia alimentar que está construindo. Caso a ficha contenha um ser vivo que não se alimenta do que já está colado, peça para a criança olhar as outras sequências que estão em construção e tentar colocar a ficha em algum local. Mais uma vez a reflexão sobre escolhas e autonomia é evidenciada ao mesmo tempo que os alunos vão lidar com diferentes desafios no mesmo contexto.

Você deve seguir com esse movimento até que todas as crianças de um dos grupos tenham participado da atividade.

Com as sequências montadas, questione-os:

- Precisamos modificar algo?

- Todas as relações entre os seres vivos estão corretas?

- Tem algum ser vivo que precisa ser trocado de lugar?

- A sequência começa sempre pelas plantas, se a tirarmos, o que vocês acham que aconteceria?

É importante que percebam que as plantas são essenciais para que as relações entre os seres vivos aconteçam e que os demais seres vivos atuam de maneira integrada no meio ambiente, incluindo o ser humano.

Observação: se achar pertinente, passe para a turma o vídeo disponível em https://www.youtube.com/watch?v=zZ66hOHQgDE. Avalie o desenvolvimento da turma na atividade anterior e, caso escolha compartilhar essas ideias com eles, informe que o objetivo é perceber as relações dos seres vivos e que as nomenclaturas não fazem parte do estudo deles neste momento.

Possibilidade de adaptação: caso perceba que a turma terá dificuldades em montar as sequências tendo as fichas misturadas na caixa, deixe a sequência já montada, com a quantidade certa de seres vivos para serem colocadas em caixas diferentes. Cada grupo deve ter a própria caixa ou saquinho com fichas. Isso faz com que as crianças não tenham que procurar em outros locais as fichas para completar a sequência e nem buscar na sequência dos demais grupos um local para encaixar o seu ser vivo. Mas, para que o desafio não seja muito pequeno, nesse caso, seria interessante incluir fichas extras em cada caixa, ou seja, que não pertencem àquela cadeia alimentar para provocar mais atuação dos alunos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: resgate com a turma a ideia apresentada na primeira sequência de seres vivos, que montaram coletivamente no quadro. A partir das reflexões sobre as relações que todos os seres vivos desenvolvem no meio onde estão inseridos, apresente a imagem da planta murcha para a turma e questione-os:

- O que vocês acham que aconteceu com essa planta?

- Será que desse jeito ela serve de alimento para algum ser vivo da cadeia alimentar que montamos?

- Por que será que ela ficou desse jeito?

É importante que percebam e falem sobre a falta de água como responsável pelas condições da planta usada como exemplo.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: a partir da ideia de que a planta murcha não serviria de alimento para os outros seres vivos, projete as imagens desse slide para a turma. Caso não tenha como projetar, cole-as no quadro. Você pode escolher outras, desde que demonstrem plantas murchas e secas conforme exemplificamos.

Questione-os sobre o que acham que aconteceu com essas plantas e conduza outras reflexões, para que percebam a importância da água para estes seres vivos.

Explique que, assim como nós, as plantas precisam de água para sobreviver e conseguem captar essa água diretamente do solo. Evidencie que abaixo do solo temos um reservatório de água chamado lençol freático, que interfere no ciclo da água na natureza. Não se preocupe em aprofundar esses conceitos, é apenas uma apresentação para que compreendam de onde a planta retira essa água.

Diga a eles que isso acontece pela presença de vasos condutores presentes no caule das plantas que levam as substâncias até as folhas, o que não aconteceu nas duas flores mostradas na imagem.

Conduza-os então para a experimentação, convidando-os a investigar se isso é verdade.

Possibilidade de adaptação: se for possível, desenvolva o plantio do grão de feijão com a turma e deixe um copinho com água todos os dias e o outro sem ser regado, sendo plantado em terra bem seca. A ideia é que, neste momento, percebam a importância da água para o desenvolvimento dos seres vivos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 40 minutos

 

Orientações: coloque os materiais do experimento na mesa dos grupos já formados para a atividade disparadora. Certifique-se de que todos tenham o copo, água (que pode ser uma vasilha coletiva para abastecer todos os grupos), colher e a rosa branca já cortada, conforme orientação prévia apresentada no slide introdutório. O corante também pode ser usado coletivamente.

Apresente o slide com o passo a passo do experimento para a turma ou escreva previamente no quadro. Você pode também digitar e levar impresso (um por grupo) para que possam se guiar. Explique que os alunos devem colocar a água até metade do copo, pingar 10 gotas do corante azul, misturar e colocar o botão de rosa deixando repousar em local iluminado por 30 minutos.

Enquanto aguardam, peça que registrem no caderno o passo a passo do experimento e levantem hipóteses sobre o que acham que vai acontecer.

Complemente essa ideia e discuta as partes principais que formam uma planta. O importante neste momento é que compreendam que uma planta possui partes como raiz, caule, folha, flor, fruto, tronco e que cada parte realiza uma função específica. Relacione que, assim como no corpo humano, essas funções servem para manter a planta viva, para buscar água e nutrientes do solo, bem como desenvolver processos em que consegue produzir seu próprio alimento.

Dependendo do local que o experimento ficar, esse tempo de espera pode ser menor.

O que vai acontecer? A rosa branca ficará azulada, principalmente nas extremidades, representando a condução da água com o corante.

Quando terminar o tempo questione-os:

- O que aconteceu?

- Por que a rosa branca ficou azul?

- Como vocês acham que o corante azul foi parar na folha da rosa?

- Por onde esse corante passou?

- O que será que as plantas possuem no caule que conduziu esse corante para as folhas?

- Será que o corante faz mal para a rosa?

- E se essa água estivesse contaminada, o que aconteceria?

Sistematize esse momento, reforçando a importância da água para o seres vivos e os prejuízos causados pela poluição. Se achar necessário, a partir do que as crianças observaram no slide 6, retome as discussões de que a planta sem água não consegue realizar as funções vitais e pode acabar morrendo, e isso compromete toda a relação com os outros seres vivos que dependem dos seres produtores e assim por diante.

Possibilidade de complemento: para que a contaminação da água e os prejuízos não fiquem apenas na imaginação, faça um experimento comparativo ao simultaneamente. Em outro copo e com outro botão de rosa, monte a mesma sequência mas acrescente na água duas colheres de terra. Misture tudo e deixe ao lado os dois materiais para comparação. No copo com terra, o transporte não acontecerá da mesma forma e as crianças conseguirão compará-los.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

 

Orientações: dialogue com a turma e explique que a missão deles agora é compartilhar a mesma experiência que fizeram na escola em casa e que devem mostrar para as famílias que as plantas são seres vivos que utilizam os recursos do meio para sobreviverem, principalmente a água. Reforce que, se a água estiver contaminada, como com óleo de cozinha, por exemplo, trará muitos prejuízos para todos os outros seres vivos. Essa reflexão já aproxima as ideias do plano 1 (mesmo que ainda não tenha sido realizado).

Coloque no caderno de percurso as seguintes perguntas:

- O que as famílias observaram?

- Como foi a realização da experiência?

Essas duas questões devem ser respondidas pelos adultos que participaram da experimentação e discutidas em sala na próxima aula.

Explique mais uma vez como a experiência deve ser feita e estipule um prazo para que socializem a vivência.

Possibilidade de adaptação: mais uma vez, caso não seja possível usar a flor verdadeira, confeccione uma com papel crepom para simular a experimentação.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Solicite aos alunos que completem as frases no caderno de percurso logo após o registro da experiência. Caso não seja possível projetar, escreva no quadro as frases que estão no slide.

Cuide para que, na mediação e na discussão, eles tenham percebido que:

- Todos os seres vivos dependem uns dos outros para sobreviver, pois se relacionam e servem de alimento uns para os outros.

- Que as plantas são os seres produtores que começam as relações alimentares. Sem elas, todos os outros seres vivos estariam com sua sobrevivência comprometida.

- A planta precisa de água para sobreviver e realizar suas funções assim como nós precisamos.

Caso tenha optado por realizar e sequência de 3 planos, informe que os resultados obtidos nos dois planos anteriores serão utilizados nas próximas aulas.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Unidade do 1º ano :

MAIS AULAS DE Educação Empreendedora do 1º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF02CI05 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF02CI06 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF01CI01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF02LP23 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF02LP25 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Empreendedora

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano