19231
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Empreendedora > 1º ano > Unidade

Plano de aula - Sacola de histórias

Plano de aula de Educação Empreendedora para Ensino Fundamental 1 sobre Compartilhar histórias reais e divertidas vivenciadas em família. Produzir histórias que misturam a vida real com ficção, adaptando-as em diversos formatos.

Plano 01 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Cíntia Diógenes,

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre esse plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Resumo da sequência: nessa sequência, os estudantes irão compartilhar histórias que misturam a vida real com ficção. A partir de um levantamento de histórias reais e divertidas vividas em família, trabalharão para transformá-las, introduzindo elementos ficcionais e traduzindo-as em formatos diversos, que serão compartilhados e apresentados a outras turmas da escola. A sequência é composta por 3 planos de aula que se relacionam entre si. O primeiro plano com tempo previsto para 1 aula (50 minutos) e o segundo e terceiro plano com tempo previsto para 2 aulas (100 minutos).

Sobre esse plano: previsto para ser realizado no decorrer de uma aula (totalizando 50 minutos), este plano de aula apresenta a proposta da sequência para a turma destacando que as produções construídas serão apresentadas, posteriormente, aos estudantes de outras turmas, que podem ser também de outras séries. Os estudantes serão convidados a compartilhar com a turma alguma história das próprias vidas ou das famílias que sejam divertidas, inesperadas, diferentes ou imprevisíveis, criando um clima descontraído. Os alunos farão uma curadoria dessas histórias, para escolher aquelas que gostariam de compartilhar com outras turmas, trazendo novos elementos para elas.

Esse plano de aula aborda aspectos que fazem parte do trabalho com as habilidades EF35LP10, EF35LP20 e EF04MA28, contemplando os componentes de Matemática e Língua Portuguesa que constam na BNCC. Como as habilidades devem ser desenvolvidas ao longo de todo o ano, você observará que elas não serão contempladas na totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. Além disso, a sequência contempla as seguintes Competências Gerais da Educação Básica previstas na BNCC:

3 - Repertório cultural - Valorizar e fruir as diversas manifestações artísticas e culturais, das locais às mundiais, e também participar de práticas diversificadas da produção artístico-cultural.

4 - Comunicação - Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

Como adequar à sua realidade: o intento dessa sequência é promover a circulação dos estudantes e das produções por diferentes turmas, fortalecendo um processo de reconhecimento, exploração, produção e exposição de trabalhos autorais. Essa estrutura permite o uso de diferentes estratégias de mobilização e o trabalho com variados gêneros textuais e linguagens artísticas. Nessa proposição, sugerimos a construção de narrativas que misturem histórias reais a elementos ficcionais. Também é viável recorrer a outras formas artísticas, como, por exemplo, danças, pintura, desenho, artesanato etc. É importante ressaltar que, ao trabalhar com histórias reais dos estudantes, tenha cuidado na mediação docente para que as crianças e os adolescentes lidem com tais narrativas de modo respeitoso, evitando que sejam expostas a situações ou reações desrespeitosas, invasivas e vexaminosas. Uma boa estratégia para construir o cuidado em relação à história do outro é, no início da aula, você trazer algo que você e sua família vivenciaram e que seja curioso, inesperado e engraçado.

Organização das aulas: essa sequência pode acontecer no contexto de um único componente ou combinar encontros de Matemática e de Língua Portuguesa. O primeiro e o segundo planos podem ser realizados em aulas separadas. Já as aulas 3 e 4 podem ser sequenciadas, no mesmo dia. Se não for possível, organize as aulas de outra forma, tendo em vista os objetivos e especificidades da sequência.

Ação prévia: peça para os alunos conversarem com a família sobre uma história que tenha acontecido com o aluno e que seja curiosa, inesperada e engraçada. Solicite que escrevam o relato a história em uma folha (disponível nos materiais complementares desta aula) e entreguem a você um objeto/imagem que simbolize a experiência, para compartilhar com a turma. Reúna todos os objetos/imagens em uma sacola para realizar a atividade ao longo dessa aula.

Alinhamento da sequência com a Educação Empreendedora: a sequência favorece a colaboração e a iniciativa por oportunizar que os estudantes trabalhem em grupos e acordem sobre as decisões acerca das produções. Ela prevê um lugar de protagonismo, pois as histórias pessoais deverão ser a base para a construção de novas narrativas, sempre partindo de ideias dos próprios estudantes. Também envolve planejamento, criatividade e imaginação no processo de construção das narrativas.

Materiais necessários: sacola plástica/cesto grande que caibam todos os objetos/imagens trazidos pelos alunos; texto produzido pelos alunos previamente com as histórias, materiais complementares impressos (um por aluno); lápis, borracha.

Material complementar:

  • Folha: Minha história. Disponível nos materiais complementares. Acesso em: 29 abr. 2020.
  • Trecho do livro: Transplante de menina. Disponível nos materiais complementares. Acesso em: 29 abr. 2020.
  • Folha de votação. Disponível nos materiais complementares. Acesso em: 29 abr. 2020.

Para você saber mais: aqui disponibilizamos materiais de embasamento e aprofundamento para que o professor possa utilizar para conhecimento próprio ou, caso julgue interessante, com a turma.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: nesse primeiro momento, inicie uma discussão com a turma por meio dos seguintes questionamentos:

- O que seria intercâmbio?

- O que vocês acham que faremos nessa sequência, de acordo com o título dela, Intercâmbio de histórias?

Aproveite a oportunidade para envolver os alunos na proposta da sequência, estimulando a curiosidade e a participação deles. Permita que emitam opiniões e não dê respostas sobre a temática da sequência, apenas envolva-os com questionamentos instigantes.

Após a discussão, apresente a proposta da sequência para a turma. Inicie informando o nome da sequência, Intercâmbio de histórias, e o objetivo da aula: compartilhar histórias reais e divertidas vivenciadas em família. Nela, os estudantes farão uma curadoria dessas histórias, para escolher aquelas que gostariam de compartilhar com outras turmas, trazendo novos elementos para elas.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: o objetivo dessa atividade é analisar um relato pessoal para relacionar com a narrativa trazida pelos alunos de casa. Para isso, entregue o trecho do texto “Transplante de menina”, de Tatiana Belinky (disponível nos materiais complementares deste plano) e realize uma leitura coletiva. Sugira que um aluno inicie a leitura e depois escolha um colega para continuar. Após ler todo o texto, inicie uma discussão sobre ele, partindo dos seguintes questionamentos:

- O que vocês acharam do texto?

- Quando você leu o título, o que imaginou que seria o assunto tratado no texto?

- Após ler o texto, por que você acha que o título é “Transplante de menina”.

- Esse texto os fez lembrar de alguma história que já tenham vivido?

Informe aos alunos que esse texto é um trecho do livro “Transplante de menina”, de Tatiana Belinky, no qual a autora narra as próprias memórias, desde a infância na Rússia e na Letônia até a vinda para o Brasil, quando estava com 10 anos. Os primeiros contatos com a nova terra, as dificuldades de adaptação, os vizinhos etc. Nesse sentido, a palavra transplante ressalta o fato da menina ter saído da terra natal e ter vindo morar no Brasil. Comece a relacionar o livro de Tatiana Belinky com a sequência didática que irão desenvolver nas próximas aulas, os estudantes irão compartilhar histórias que misturam a vida real com ficção. A partir de um levantamento de histórias reais e divertidas vividas em família, irão trabalhar para transformá-las, introduzindo elementos ficcionais e traduzindo-as em formatos diversos, que serão compartilhados e apresentados a outras turmas da escola. Retome o texto e dê continuidade à discussão:

- O fato relatado no texto é antigo ou recente? Como você chegou a essa conclusão?

- Em que período do ano aconteceu o relato do texto? Que parágrafo do texto deixa isso claro?

- Você acha importante deixar claro para o leitor em que período aconteceram os fatos do texto? Por quê?

- A autora do texto também é uma personagem ou só narra os fatos? Cite um trecho que embase sua resposta.

- O texto traz somentes fato reais ou algo ficcional?

- Se você fosse incluir algum elemento ficcional ao texto original, qual seria?

Medeie a discussão por meio desses questionamentos, deixando que os alunos se sintam à vontade para expor opiniões, relação com o texto, respostas e dúvidas. Caso algum desses pontos não fique claro para a turma, refaça o questionamento com outras palavras, para que fique mais claro, ou faça novas perguntas para que os alunos alcancem as respostas. Não é ideia, nessa proposta de aula, trazer respostas prontas ou explorar o gênero textual aqui trabalhado. Essa discussão ajudará o grupo a entender o caminho que será traçado na sequência didática e fará com que eles olhem para os próprios textos de forma mais crítica e reflexiva.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações: peça para que os alunos peguem os textos produzidos previamente, sobre as próprias memórias e das famílias, e distribuam-se em duplas pela sala. Deixe-os à vontade para que os próprios alunos possam escolher as duplas. Fazer escolhas, por mais simples que sejam, é um ponto interessante para o desenvolvimento da autonomia dos alunos, algo desejável na Educação Empreendedora. Indique alguns critérios para esse processo de escolha, como escolher um colega com quem nunca trabalhou junto ou que deseja conhecer melhor etc.

Após a turma estar dividida, peça para que cada aluno leia o texto do colega de dupla silenciosamente sem fazer comentários sobre a leitura. Lembre-os dos objetos/imagens que trouxeram para a escola previamente e informe que esse material está dentro de uma sacola.

Mostre a sacola aos alunos e diga que aquela é uma sacola com histórias, especificamente as histórias de todos eles. Retire o primeiro objeto da sacola. O aluno que leu a história simbolizada pelo objeto deve se apresentar e dizer que acha que o objeto é de seu companheiro de dupla, e justificar a associação que fez entre o objeto e a história lida. O colega de dupla deve confirmar ou não a informação. Caso o objeto não seja de propriedade desse aluno, peça que outros alunos apontem a possibilidade do objeto se relacionar com a história do colega de dupla deles, também justificando. Repita o procedimento até o dono do objeto ser encontrado. Se o dono do objeto não for encontrado por meio dessa ação, solicite que se apresente e justifique a relação dele com a história. Pode ocorrer de dois ou mais alunos trazerem exatamente o mesmo objeto. Nesse caso, como os alunos irão trazer os objetos previamente, sugira que um dos alunos traga outro objeto que faça referência à narrativa.

Após isso, dê tempo aos alunos (estipulado por você, de acordo com o número de alunos da sala) para planejarem uma forma de apresentar oralmente a história do colega, trazendo algum elemento ficcional que a deixe mais interessante. Após o planejamento, peça para que o aluno conte a história para toda a turma. Solicite que os estudantes, enquanto ouvintes, registrem aquelas que foram mais interessantes para eles, a fim de realizarem uma votação, no fim da aula, para definirem as histórias que serão contadas para toda a escola.

Ressalte que, ao trabalhar com histórias reais dos estudantes, é necessário cuidado na mediação docente para que as crianças e adolescentes lidem com tais narrativas de modo respeitoso, evitando que sejam expostas situações ou reações desrespeitosas, invasivas e vexaminosas. Como sugestão, inclua em todas as etapas dessa sequência algo que você e sua família vivenciaram, que seja curioso, inesperado e engraçado. Escolha seu objeto para ser o primeiro, cuja a história será contada para a turma.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

 

Orientações: após todos os alunos contarem as histórias, solicite que retomem os registros de histórias preferidas e escolham duas delas. Entregue uma folha de votação (disponível nos materiais complementares deste plano) e, após registrarem os votos na folha, peça para que cada aluno a entregue para você. Informe que, no início da próxima aula, será feita a apuração dos votos e as seis histórias mais votadas serão trabalhadas para serem apresentadas na escola. Para encerrar, realize uma rápida devolutiva para os alunos sobre a participação deles na aula, o compromisso que tiveram com as atividades, com o trazer do objeto de casa etc. Retome com a turma o objetivo da sequência e diga que, na próxima aula, será aprofundada ainda mais essa temática.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Resumo da sequência: nessa sequência, os estudantes irão compartilhar histórias que misturam a vida real com ficção. A partir de um levantamento de histórias reais e divertidas vividas em família, trabalharão para transformá-las, introduzindo elementos ficcionais e traduzindo-as em formatos diversos, que serão compartilhados e apresentados a outras turmas da escola. A sequência é composta por 3 planos de aula que se relacionam entre si. O primeiro plano com tempo previsto para 1 aula (50 minutos) e o segundo e terceiro plano com tempo previsto para 2 aulas (100 minutos).

Sobre esse plano: previsto para ser realizado no decorrer de uma aula (totalizando 50 minutos), este plano de aula apresenta a proposta da sequência para a turma destacando que as produções construídas serão apresentadas, posteriormente, aos estudantes de outras turmas, que podem ser também de outras séries. Os estudantes serão convidados a compartilhar com a turma alguma história das próprias vidas ou das famílias que sejam divertidas, inesperadas, diferentes ou imprevisíveis, criando um clima descontraído. Os alunos farão uma curadoria dessas histórias, para escolher aquelas que gostariam de compartilhar com outras turmas, trazendo novos elementos para elas.

Esse plano de aula aborda aspectos que fazem parte do trabalho com as habilidades EF35LP10, EF35LP20 e EF04MA28, contemplando os componentes de Matemática e Língua Portuguesa que constam na BNCC. Como as habilidades devem ser desenvolvidas ao longo de todo o ano, você observará que elas não serão contempladas na totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. Além disso, a sequência contempla as seguintes Competências Gerais da Educação Básica previstas na BNCC:

3 - Repertório cultural - Valorizar e fruir as diversas manifestações artísticas e culturais, das locais às mundiais, e também participar de práticas diversificadas da produção artístico-cultural.

4 - Comunicação - Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

Como adequar à sua realidade: o intento dessa sequência é promover a circulação dos estudantes e das produções por diferentes turmas, fortalecendo um processo de reconhecimento, exploração, produção e exposição de trabalhos autorais. Essa estrutura permite o uso de diferentes estratégias de mobilização e o trabalho com variados gêneros textuais e linguagens artísticas. Nessa proposição, sugerimos a construção de narrativas que misturem histórias reais a elementos ficcionais. Também é viável recorrer a outras formas artísticas, como, por exemplo, danças, pintura, desenho, artesanato etc. É importante ressaltar que, ao trabalhar com histórias reais dos estudantes, tenha cuidado na mediação docente para que as crianças e os adolescentes lidem com tais narrativas de modo respeitoso, evitando que sejam expostas a situações ou reações desrespeitosas, invasivas e vexaminosas. Uma boa estratégia para construir o cuidado em relação à história do outro é, no início da aula, você trazer algo que você e sua família vivenciaram e que seja curioso, inesperado e engraçado.

Organização das aulas: essa sequência pode acontecer no contexto de um único componente ou combinar encontros de Matemática e de Língua Portuguesa. O primeiro e o segundo planos podem ser realizados em aulas separadas. Já as aulas 3 e 4 podem ser sequenciadas, no mesmo dia. Se não for possível, organize as aulas de outra forma, tendo em vista os objetivos e especificidades da sequência.

Ação prévia: peça para os alunos conversarem com a família sobre uma história que tenha acontecido com o aluno e que seja curiosa, inesperada e engraçada. Solicite que escrevam o relato a história em uma folha (disponível nos materiais complementares desta aula) e entreguem a você um objeto/imagem que simbolize a experiência, para compartilhar com a turma. Reúna todos os objetos/imagens em uma sacola para realizar a atividade ao longo dessa aula.

Alinhamento da sequência com a Educação Empreendedora: a sequência favorece a colaboração e a iniciativa por oportunizar que os estudantes trabalhem em grupos e acordem sobre as decisões acerca das produções. Ela prevê um lugar de protagonismo, pois as histórias pessoais deverão ser a base para a construção de novas narrativas, sempre partindo de ideias dos próprios estudantes. Também envolve planejamento, criatividade e imaginação no processo de construção das narrativas.

Materiais necessários: sacola plástica/cesto grande que caibam todos os objetos/imagens trazidos pelos alunos; texto produzido pelos alunos previamente com as histórias, materiais complementares impressos (um por aluno); lápis, borracha.

Material complementar:

  • Folha: Minha história. Disponível nos materiais complementares. Acesso em: 29 abr. 2020.
  • Trecho do livro: Transplante de menina. Disponível nos materiais complementares. Acesso em: 29 abr. 2020.
  • Folha de votação. Disponível nos materiais complementares. Acesso em: 29 abr. 2020.

Para você saber mais: aqui disponibilizamos materiais de embasamento e aprofundamento para que o professor possa utilizar para conhecimento próprio ou, caso julgue interessante, com a turma.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: nesse primeiro momento, inicie uma discussão com a turma por meio dos seguintes questionamentos:

- O que seria intercâmbio?

- O que vocês acham que faremos nessa sequência, de acordo com o título dela, Intercâmbio de histórias?

Aproveite a oportunidade para envolver os alunos na proposta da sequência, estimulando a curiosidade e a participação deles. Permita que emitam opiniões e não dê respostas sobre a temática da sequência, apenas envolva-os com questionamentos instigantes.

Após a discussão, apresente a proposta da sequência para a turma. Inicie informando o nome da sequência, Intercâmbio de histórias, e o objetivo da aula: compartilhar histórias reais e divertidas vivenciadas em família. Nela, os estudantes farão uma curadoria dessas histórias, para escolher aquelas que gostariam de compartilhar com outras turmas, trazendo novos elementos para elas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: o objetivo dessa atividade é analisar um relato pessoal para relacionar com a narrativa trazida pelos alunos de casa. Para isso, entregue o trecho do texto “Transplante de menina”, de Tatiana Belinky (disponível nos materiais complementares deste plano) e realize uma leitura coletiva. Sugira que um aluno inicie a leitura e depois escolha um colega para continuar. Após ler todo o texto, inicie uma discussão sobre ele, partindo dos seguintes questionamentos:

- O que vocês acharam do texto?

- Quando você leu o título, o que imaginou que seria o assunto tratado no texto?

- Após ler o texto, por que você acha que o título é “Transplante de menina”.

- Esse texto os fez lembrar de alguma história que já tenham vivido?

Informe aos alunos que esse texto é um trecho do livro “Transplante de menina”, de Tatiana Belinky, no qual a autora narra as próprias memórias, desde a infância na Rússia e na Letônia até a vinda para o Brasil, quando estava com 10 anos. Os primeiros contatos com a nova terra, as dificuldades de adaptação, os vizinhos etc. Nesse sentido, a palavra transplante ressalta o fato da menina ter saído da terra natal e ter vindo morar no Brasil. Comece a relacionar o livro de Tatiana Belinky com a sequência didática que irão desenvolver nas próximas aulas, os estudantes irão compartilhar histórias que misturam a vida real com ficção. A partir de um levantamento de histórias reais e divertidas vividas em família, irão trabalhar para transformá-las, introduzindo elementos ficcionais e traduzindo-as em formatos diversos, que serão compartilhados e apresentados a outras turmas da escola. Retome o texto e dê continuidade à discussão:

- O fato relatado no texto é antigo ou recente? Como você chegou a essa conclusão?

- Em que período do ano aconteceu o relato do texto? Que parágrafo do texto deixa isso claro?

- Você acha importante deixar claro para o leitor em que período aconteceram os fatos do texto? Por quê?

- A autora do texto também é uma personagem ou só narra os fatos? Cite um trecho que embase sua resposta.

- O texto traz somentes fato reais ou algo ficcional?

- Se você fosse incluir algum elemento ficcional ao texto original, qual seria?

Medeie a discussão por meio desses questionamentos, deixando que os alunos se sintam à vontade para expor opiniões, relação com o texto, respostas e dúvidas. Caso algum desses pontos não fique claro para a turma, refaça o questionamento com outras palavras, para que fique mais claro, ou faça novas perguntas para que os alunos alcancem as respostas. Não é ideia, nessa proposta de aula, trazer respostas prontas ou explorar o gênero textual aqui trabalhado. Essa discussão ajudará o grupo a entender o caminho que será traçado na sequência didática e fará com que eles olhem para os próprios textos de forma mais crítica e reflexiva.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações: peça para que os alunos peguem os textos produzidos previamente, sobre as próprias memórias e das famílias, e distribuam-se em duplas pela sala. Deixe-os à vontade para que os próprios alunos possam escolher as duplas. Fazer escolhas, por mais simples que sejam, é um ponto interessante para o desenvolvimento da autonomia dos alunos, algo desejável na Educação Empreendedora. Indique alguns critérios para esse processo de escolha, como escolher um colega com quem nunca trabalhou junto ou que deseja conhecer melhor etc.

Após a turma estar dividida, peça para que cada aluno leia o texto do colega de dupla silenciosamente sem fazer comentários sobre a leitura. Lembre-os dos objetos/imagens que trouxeram para a escola previamente e informe que esse material está dentro de uma sacola.

Mostre a sacola aos alunos e diga que aquela é uma sacola com histórias, especificamente as histórias de todos eles. Retire o primeiro objeto da sacola. O aluno que leu a história simbolizada pelo objeto deve se apresentar e dizer que acha que o objeto é de seu companheiro de dupla, e justificar a associação que fez entre o objeto e a história lida. O colega de dupla deve confirmar ou não a informação. Caso o objeto não seja de propriedade desse aluno, peça que outros alunos apontem a possibilidade do objeto se relacionar com a história do colega de dupla deles, também justificando. Repita o procedimento até o dono do objeto ser encontrado. Se o dono do objeto não for encontrado por meio dessa ação, solicite que se apresente e justifique a relação dele com a história. Pode ocorrer de dois ou mais alunos trazerem exatamente o mesmo objeto. Nesse caso, como os alunos irão trazer os objetos previamente, sugira que um dos alunos traga outro objeto que faça referência à narrativa.

Após isso, dê tempo aos alunos (estipulado por você, de acordo com o número de alunos da sala) para planejarem uma forma de apresentar oralmente a história do colega, trazendo algum elemento ficcional que a deixe mais interessante. Após o planejamento, peça para que o aluno conte a história para toda a turma. Solicite que os estudantes, enquanto ouvintes, registrem aquelas que foram mais interessantes para eles, a fim de realizarem uma votação, no fim da aula, para definirem as histórias que serão contadas para toda a escola.

Ressalte que, ao trabalhar com histórias reais dos estudantes, é necessário cuidado na mediação docente para que as crianças e adolescentes lidem com tais narrativas de modo respeitoso, evitando que sejam expostas situações ou reações desrespeitosas, invasivas e vexaminosas. Como sugestão, inclua em todas as etapas dessa sequência algo que você e sua família vivenciaram, que seja curioso, inesperado e engraçado. Escolha seu objeto para ser o primeiro, cuja a história será contada para a turma.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

 

Orientações: após todos os alunos contarem as histórias, solicite que retomem os registros de histórias preferidas e escolham duas delas. Entregue uma folha de votação (disponível nos materiais complementares deste plano) e, após registrarem os votos na folha, peça para que cada aluno a entregue para você. Informe que, no início da próxima aula, será feita a apuração dos votos e as seis histórias mais votadas serão trabalhadas para serem apresentadas na escola. Para encerrar, realize uma rápida devolutiva para os alunos sobre a participação deles na aula, o compromisso que tiveram com as atividades, com o trazer do objeto de casa etc. Retome com a turma o objetivo da sequência e diga que, na próxima aula, será aprofundada ainda mais essa temática.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Unidade do 1º ano :

MAIS AULAS DE Educação Empreendedora do 1º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF35LP20 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF35LP10 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF04MA28 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Empreendedora

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano