17810
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 6º ano > Trabalho e formas de organização social e cultural

Plano de aula - As continuidades e as rupturas no mundo do trabalho no Brasil

Plano de aula de História com atividades para 6º ano do EF sobre As continuidades e as rupturas no mundo do trabalho no Brasil

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Ivonilda Ferreira De Andrade

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06HI17, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Para realizar a aula serão utilizados projetor ou quadro digital (que poderá precisar também do computador) e cópias impressas na quantidade necessária ao desenvolvimento da aula. Caso não disponha de recursos audiovisuais, faça a impressão dos materiais, ou utilize o quadro ou cartaz, de acordo com as orientações contidas no plano.

Material complementar:

Link para a imagem do slide - Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/e7c8Gx2ArWAaQ7aubtUxXHwjBXQdkyvDSu5pNzaTrt9JEhFCTNY6s35GN5BQ/his6-17und05-imagem-contextualizacao.pdf

Link para a Tabela de análise - Continuidades e rupturas no mundo do trabalho:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/QNqHSrzmz6rpYTdzXTvrsaWu7VHR8n8fDMZT6JYjkzH9fJ2qATV7hDDkq5Gj/his6-17und05-tabela-de-registros.pdf

Link para o documento da Abordagem 1:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/b63yKES4HmYnA4frJAtQmhTehcYfnpPBPCdmSR4DmTxvY2EQ7SdcanGVXsVw/his6-17und05-abordagem-01.pdf

Link para o documento da Abordagem 2:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/GQqFPmz2trNRM5yBAcJxbN38NMCWJgRcYrBmsyDtpF6yTdhtZszfGHBCFuBt/his6-17und05-abordagem-02.pdf

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo para a turma. É muito importante começar com esta apresentação para que os estudantes entendam o que farão e compreendam aonde se quer chegar no fim da aula. Contudo, tome cuidado para, ao fazer isso, não antecipar respostas desde

o começo. É necessário sempre garantir que os alunos construam o raciocínio por conta própria.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Para garantir o protagonismo dos alunos, é necessário não ir diretamente para a razão que motivou a formulação desta atividade (reconhecer e compreender as continuidades no mundo do trabalho do Brasil, comparando com aspectos de atividades laborais na Antiguidade).

Divida a turma em grupos de quatro pessoas. Informe que deverão permanecer nessa formação até o fim da aula.

Projete o slide e peça para responderem a pergunta. É provável que identifiquem rapidamente tratar-se de um desfile de escola de samba (Mangueira) e que falem a respeito das esculturas de pessoas negras. Para ampliar as possibilidades de interpretação, apresente as questões seguintes: (4 minutos)

  • O que vocês veem no slide?
  • O que essa imagem nos transmite? O que mais chama a atenção?
  • Como a imagem se relaciona com as questões apresentadas?

A expectativa com o levantamento destas questões é que os estudantes reflitam sobre a real existência da liberdade, em especial para os afrodescendentes, em todos os aspectos de nossa sociedade. É possível que, em virtude de a imagem trazer duas esculturas de negros, eles apresentem alguma questão que reporte à questão do trabalho, que é foco deste Plano de aula.

Após esta discussão inicial, questione os estudantes:

  • Ainda existe trabalho escravo no Brasil?
  • O trabalhador e a trabalhadora têm acesso a todos os seus direitos e consegue ser aceito plenamente na sociedade?

Link para as imagens dos slides:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/e7c8Gx2ArWAaQ7aubtUxXHwjBXQdkyvDSu5pNzaTrt9JEhFCTNY6s35GN5BQ/his6-17und05-imagem-contextualizacao.pdf

Referências da imagem usada no Contexto:

Mangueira 1988. 15 fev 1988. Fotografia. Disponível em: <https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Mangueira_ 1988.jpg>. Acesso em: 15 mai. 2019.

Para você saber mais:

Desfile das Escolas de Samba - Estação Primeira de Mangueira, 1988 - https://www.youtube.com/watch?v=KD62sQbFpU4

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 28 minutos.

Orientações: Esta etapa da aula está dividida em dois momentos com a análise comparativa das condições do trabalhador escravo e o trabalhador livre, constituindo-se uma sequência didática que tem como objetivo refletir sobre a condição do trabalhador e as continuidades e rupturas durante a História. Deverá ter disponível todo o material impresso, a ser distribuído de acordo com as orientações.

É muito importante fornecer todas as informações necessárias antes de iniciar cada momento. Sugere-se, para as primeiras orientações, o uso de

2 minutos.

Sugere-se o tempo de 14 minutos em cada uma das etapas considerando o tempo de leitura e análise do material.

Link para a Tabela de análise - Continuidades e rupturas no mundo do trabalho:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/QNqHSrzmz6rpYTdzXTvrsaWu7VHR8n8fDMZT6JYjkzH9fJ2qATV7hDDkq5Gj/his6-17und05-tabela-de-registros.pdf

Orientações para a Abordagem 1 - Escravidão

Nesta primeira etapa, os estudantes analisarão as condições de vida do escravo na Grécia Antiga e no Brasil contemporâneo, conduzidos pelo samba enredo da Escola Paraíso do Tuiuti que faz o questionamento que conduzirá a Problematização desta etapa - Está extinta a escravidão?

É provável que os estudantes consigam relacionar com facilidade as questões que referem-se à comparação nas condições de vida de humilhação e miséria que permeiam a escravidão em ambos os momentos, porém apresente dificuldades em interpretar o samba-enredo que utiliza de metáforas para relatar a escravidão durante a História. Para a solução destas dúvidas, solicite aos estudantes que grifem as principais partes da letra do samba enredo que mencionam condições de vida do escravo e tentem correlacionar com os textos quais estão analisando. Caso ainda apresentem dificuldades, utilize

as perguntas abaixo como um roteiro para a interpretação do texto e ferramenta auxiliar no desenvolvimento da atividade:

1- Do que tratam o texto 1 e o texto 2?

2- O que o samba-enredo conta?

3- Quem é o sujeito de todos os textos e da música apresentada?

4- Em que eles se diferem do trabalhador livre?

5- Está extinta a escravidão?

No fim desta etapa é importante que os estudantes compreendam que a escravidão foi um processo que atravessou a História, conseguindo observar as diferenças entre o cotidiano do escravo grego e a agonia do escravo brasileiro. Além destes pontos, no fim da atividade o estudante poderá compreender que ainda hoje existem escravos e quais são as condições que caracterizam estes trabalhadores.

Link para a Abordagem 1: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/b63yKES4HmYnA4frJAtQmhTehcYfnpPBPCdmSR4DmTxvY2EQ7SdcanGVXsVw/his6-17und05-abordagem-01.pdf

Referência das imagens:

Paraíso do Tuiuti. Fotografia. Disponível em: <https://pcdob.org.br/noticias/comunistas-elogiam-carnaval-politizado-dos-blocos-e-escolas-de-samba/ > Acesso em: 14 mai. 2019.

La schiavitù nell’antica Roma. Disponível em: https://romaeredidiunimpero.altervista.org/la-schiavitu-nellantica-roma/. Acesso em: 14 mai. 2019.

O trabalho escravo no Brasil. Disponível em: http://escravonempensar.org.br/o-trabalho-escravo-no-brasil/. Acesso em: 14 mai. 2019.

Referências dos textos:

História da vida privada, 1: do Império Romano ao ano mil/organização Paul Veyne ; tradução Hildegard Feist; consultoria editorial Jonatas Batista Neto. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

O trabalho escravo no Brasil. Disponível em: http://escravonempensar.org.br/o-trabalho-escravo-no-brasil/. Acesso em: 14 mai. 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações para a Abordagem 2 - Sobre o trabalhador livre

Nesta segunda etapa, os estudantes analisarão as condições de vida do trabalhador livre na Grécia Antiga e no Brasil contemporâneo, conduzidos pela música da dupla Edson e Hudson, “Cidadão”, que retrata o cotidiano de trabalho e preconceito que permeia a vida do trabalhador pobre faz o questionamento que conduzirá à Problematização desta etapa - Somos todos cidadãos?

É provável que os estudantes apresentem dificuldades na análise desta etapa, em virtude de necessitar de uma relação mais complexa de conhecimentos. Para facilitar a compreensão, utilize as perguntas abaixo como um roteiro para a interpretação do texto e ferramenta auxiliar no desenvolvimento da atividade:

1- Do que tratam o texto 1 e o texto 2?

2- O que a música conta?

3- Quem é o sujeito de todos os textos e da música apresentada?

4- Em que eles se diferem do escravo?

5- Somos todos cidadãos?

Ainda, para auxiliar na interpretação, indique aos estudantes que grifem as principais partes da letra da música que mencionam condições de vida do trabalhador livre e em quais espaços o mesmo sofre preconceito.

Link para a Abordagem 2: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/GQqFPmz2trNRM5yBAcJxbN38NMCWJgRcYrBmsyDtpF6yTdhtZszfGHBCFuBt/his6-17und05-abordagem-02.pdf

Referência das imagens:

Edson e Hudson. 26 jul 2015. Fotografia. Disponível em: <https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Edson_e_Hudson-011_(19432313243).jpg>
Acesso em: 14 mai. 2019.

Referências dos textos:

História da vida privada, 1: do Império Romano ao ano mil/organização Paul Veyne ; tradução Hildegard Feist; consultoria editorial Jonatas Batista Neto. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

SOUZA, Jessé. O problema do Brasil é o ódio ao pobre. Diplomatique.org. Disponível em: https://diplomatique.org.br/o-problema-do-brasil-e-o-odio-ao-pobre/. Acesso em: 14 mai. 2019.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 12 minutos.

Orientações: A proposta de Sistematização é para que os grupos criem paródias. Esta atividade deverá ser proposta aos alunos como forma de verificar a aprendizagem e a assimilação do conteúdo, observando se o objetivo da aula foi alcançado por todos.

É importante destacar aos alunos que paródia, na maioria das vezes cômica, não está restrita apenas às músicas e eles poderão por exemplo, na paródia dramática, utilizar fatos históricos e modificá-los de maneira cômica; na paródia poética, pode-se utilizar textos ou poemas preexistentes e modificá-los de acordo com o contexto histórico ou tema estudado; na paródia gráfica, enfim, pode-se pegar uma história em quadrinhos ou tirinha, retirar os balões e recriar a História baseada em temas diversos.

Referência da imagem usada no slide da Sistematização:

Notas musicais. 14 mai. 2019. Desenho. Disponível em: <https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Musical_note_nicu_bucule_01.svg>.
Acesso em: 14 mai. 2019.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06HI17, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Para realizar a aula serão utilizados projetor ou quadro digital (que poderá precisar também do computador) e cópias impressas na quantidade necessária ao desenvolvimento da aula. Caso não disponha de recursos audiovisuais, faça a impressão dos materiais, ou utilize o quadro ou cartaz, de acordo com as orientações contidas no plano.

Material complementar:

Link para a imagem do slide - Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/e7c8Gx2ArWAaQ7aubtUxXHwjBXQdkyvDSu5pNzaTrt9JEhFCTNY6s35GN5BQ/his6-17und05-imagem-contextualizacao.pdf

Link para a Tabela de análise - Continuidades e rupturas no mundo do trabalho:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/QNqHSrzmz6rpYTdzXTvrsaWu7VHR8n8fDMZT6JYjkzH9fJ2qATV7hDDkq5Gj/his6-17und05-tabela-de-registros.pdf

Link para o documento da Abordagem 1:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/b63yKES4HmYnA4frJAtQmhTehcYfnpPBPCdmSR4DmTxvY2EQ7SdcanGVXsVw/his6-17und05-abordagem-01.pdf

Link para o documento da Abordagem 2:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/GQqFPmz2trNRM5yBAcJxbN38NMCWJgRcYrBmsyDtpF6yTdhtZszfGHBCFuBt/his6-17und05-abordagem-02.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo para a turma. É muito importante começar com esta apresentação para que os estudantes entendam o que farão e compreendam aonde se quer chegar no fim da aula. Contudo, tome cuidado para, ao fazer isso, não antecipar respostas desde

o começo. É necessário sempre garantir que os alunos construam o raciocínio por conta própria.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Para garantir o protagonismo dos alunos, é necessário não ir diretamente para a razão que motivou a formulação desta atividade (reconhecer e compreender as continuidades no mundo do trabalho do Brasil, comparando com aspectos de atividades laborais na Antiguidade).

Divida a turma em grupos de quatro pessoas. Informe que deverão permanecer nessa formação até o fim da aula.

Projete o slide e peça para responderem a pergunta. É provável que identifiquem rapidamente tratar-se de um desfile de escola de samba (Mangueira) e que falem a respeito das esculturas de pessoas negras. Para ampliar as possibilidades de interpretação, apresente as questões seguintes: (4 minutos)

  • O que vocês veem no slide?
  • O que essa imagem nos transmite? O que mais chama a atenção?
  • Como a imagem se relaciona com as questões apresentadas?

A expectativa com o levantamento destas questões é que os estudantes reflitam sobre a real existência da liberdade, em especial para os afrodescendentes, em todos os aspectos de nossa sociedade. É possível que, em virtude de a imagem trazer duas esculturas de negros, eles apresentem alguma questão que reporte à questão do trabalho, que é foco deste Plano de aula.

Após esta discussão inicial, questione os estudantes:

  • Ainda existe trabalho escravo no Brasil?
  • O trabalhador e a trabalhadora têm acesso a todos os seus direitos e consegue ser aceito plenamente na sociedade?

Link para as imagens dos slides:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/e7c8Gx2ArWAaQ7aubtUxXHwjBXQdkyvDSu5pNzaTrt9JEhFCTNY6s35GN5BQ/his6-17und05-imagem-contextualizacao.pdf

Referências da imagem usada no Contexto:

Mangueira 1988. 15 fev 1988. Fotografia. Disponível em: <https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Mangueira_ 1988.jpg>. Acesso em: 15 mai. 2019.

Para você saber mais:

Desfile das Escolas de Samba - Estação Primeira de Mangueira, 1988 - https://www.youtube.com/watch?v=KD62sQbFpU4

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 28 minutos.

Orientações: Esta etapa da aula está dividida em dois momentos com a análise comparativa das condições do trabalhador escravo e o trabalhador livre, constituindo-se uma sequência didática que tem como objetivo refletir sobre a condição do trabalhador e as continuidades e rupturas durante a História. Deverá ter disponível todo o material impresso, a ser distribuído de acordo com as orientações.

É muito importante fornecer todas as informações necessárias antes de iniciar cada momento. Sugere-se, para as primeiras orientações, o uso de

2 minutos.

Sugere-se o tempo de 14 minutos em cada uma das etapas considerando o tempo de leitura e análise do material.

Link para a Tabela de análise - Continuidades e rupturas no mundo do trabalho:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/QNqHSrzmz6rpYTdzXTvrsaWu7VHR8n8fDMZT6JYjkzH9fJ2qATV7hDDkq5Gj/his6-17und05-tabela-de-registros.pdf

Orientações para a Abordagem 1 - Escravidão

Nesta primeira etapa, os estudantes analisarão as condições de vida do escravo na Grécia Antiga e no Brasil contemporâneo, conduzidos pelo samba enredo da Escola Paraíso do Tuiuti que faz o questionamento que conduzirá a Problematização desta etapa - Está extinta a escravidão?

É provável que os estudantes consigam relacionar com facilidade as questões que referem-se à comparação nas condições de vida de humilhação e miséria que permeiam a escravidão em ambos os momentos, porém apresente dificuldades em interpretar o samba-enredo que utiliza de metáforas para relatar a escravidão durante a História. Para a solução destas dúvidas, solicite aos estudantes que grifem as principais partes da letra do samba enredo que mencionam condições de vida do escravo e tentem correlacionar com os textos quais estão analisando. Caso ainda apresentem dificuldades, utilize

as perguntas abaixo como um roteiro para a interpretação do texto e ferramenta auxiliar no desenvolvimento da atividade:

1- Do que tratam o texto 1 e o texto 2?

2- O que o samba-enredo conta?

3- Quem é o sujeito de todos os textos e da música apresentada?

4- Em que eles se diferem do trabalhador livre?

5- Está extinta a escravidão?

No fim desta etapa é importante que os estudantes compreendam que a escravidão foi um processo que atravessou a História, conseguindo observar as diferenças entre o cotidiano do escravo grego e a agonia do escravo brasileiro. Além destes pontos, no fim da atividade o estudante poderá compreender que ainda hoje existem escravos e quais são as condições que caracterizam estes trabalhadores.

Link para a Abordagem 1: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/b63yKES4HmYnA4frJAtQmhTehcYfnpPBPCdmSR4DmTxvY2EQ7SdcanGVXsVw/his6-17und05-abordagem-01.pdf

Referência das imagens:

Paraíso do Tuiuti. Fotografia. Disponível em: <https://pcdob.org.br/noticias/comunistas-elogiam-carnaval-politizado-dos-blocos-e-escolas-de-samba/ > Acesso em: 14 mai. 2019.

La schiavitù nell’antica Roma. Disponível em: https://romaeredidiunimpero.altervista.org/la-schiavitu-nellantica-roma/. Acesso em: 14 mai. 2019.

O trabalho escravo no Brasil. Disponível em: http://escravonempensar.org.br/o-trabalho-escravo-no-brasil/. Acesso em: 14 mai. 2019.

Referências dos textos:

História da vida privada, 1: do Império Romano ao ano mil/organização Paul Veyne ; tradução Hildegard Feist; consultoria editorial Jonatas Batista Neto. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

O trabalho escravo no Brasil. Disponível em: http://escravonempensar.org.br/o-trabalho-escravo-no-brasil/. Acesso em: 14 mai. 2019.

Slide Plano Aula

Orientações para a Abordagem 2 - Sobre o trabalhador livre

Nesta segunda etapa, os estudantes analisarão as condições de vida do trabalhador livre na Grécia Antiga e no Brasil contemporâneo, conduzidos pela música da dupla Edson e Hudson, “Cidadão”, que retrata o cotidiano de trabalho e preconceito que permeia a vida do trabalhador pobre faz o questionamento que conduzirá à Problematização desta etapa - Somos todos cidadãos?

É provável que os estudantes apresentem dificuldades na análise desta etapa, em virtude de necessitar de uma relação mais complexa de conhecimentos. Para facilitar a compreensão, utilize as perguntas abaixo como um roteiro para a interpretação do texto e ferramenta auxiliar no desenvolvimento da atividade:

1- Do que tratam o texto 1 e o texto 2?

2- O que a música conta?

3- Quem é o sujeito de todos os textos e da música apresentada?

4- Em que eles se diferem do escravo?

5- Somos todos cidadãos?

Ainda, para auxiliar na interpretação, indique aos estudantes que grifem as principais partes da letra da música que mencionam condições de vida do trabalhador livre e em quais espaços o mesmo sofre preconceito.

Link para a Abordagem 2: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/GQqFPmz2trNRM5yBAcJxbN38NMCWJgRcYrBmsyDtpF6yTdhtZszfGHBCFuBt/his6-17und05-abordagem-02.pdf

Referência das imagens:

Edson e Hudson. 26 jul 2015. Fotografia. Disponível em: <https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Edson_e_Hudson-011_(19432313243).jpg>
Acesso em: 14 mai. 2019.

Referências dos textos:

História da vida privada, 1: do Império Romano ao ano mil/organização Paul Veyne ; tradução Hildegard Feist; consultoria editorial Jonatas Batista Neto. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

SOUZA, Jessé. O problema do Brasil é o ódio ao pobre. Diplomatique.org. Disponível em: https://diplomatique.org.br/o-problema-do-brasil-e-o-odio-ao-pobre/. Acesso em: 14 mai. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 12 minutos.

Orientações: A proposta de Sistematização é para que os grupos criem paródias. Esta atividade deverá ser proposta aos alunos como forma de verificar a aprendizagem e a assimilação do conteúdo, observando se o objetivo da aula foi alcançado por todos.

É importante destacar aos alunos que paródia, na maioria das vezes cômica, não está restrita apenas às músicas e eles poderão por exemplo, na paródia dramática, utilizar fatos históricos e modificá-los de maneira cômica; na paródia poética, pode-se utilizar textos ou poemas preexistentes e modificá-los de acordo com o contexto histórico ou tema estudado; na paródia gráfica, enfim, pode-se pegar uma história em quadrinhos ou tirinha, retirar os balões e recriar a História baseada em temas diversos.

Referência da imagem usada no slide da Sistematização:

Notas musicais. 14 mai. 2019. Desenho. Disponível em: <https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Musical_note_nicu_bucule_01.svg>.
Acesso em: 14 mai. 2019.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Trabalho e formas de organização social e cultural do 6º ano :

MAIS AULAS DE História do 6º ano:

6º ano / História / História: tempo, espaço e formas de registros

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF06HI17 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano