17667
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 4º ano > Circulação de pessoas, produtos e culturas

Plano de aula - Fluxos migratórios internos: nordestinos pelo Brasil

Plano de aula de História com atividades para 4º ano do EF sobre Fluxos migratórios internos: nordestinos pelo Brasil

Plano 07 de 10 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Ana Paula Afonso De Borborema

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF04HI11 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

  • aparelho de reprodução dos slides ou o material impresso.
  • Material de reprodução do vídeo.
  • impressão do mapa para todos os alunos
  • lápis ou hidrocor vermelho.
  • folha de papel em branco ou caderno para os rascunhos do repente.

Material complementar:

“O Quinze” de Rachel de Queirós

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/H559MxQRWg5H7ECMMvJ8VfJUPwXwukYX2aCrBgXMp2nVVjzB7uDt2phdj2pD/his4-11und07-o-quinze-de-rachel-de-queiroz.pdf

Mapa Político do Brasil

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/tpXRbNfTYHqunRMkxwDxkeMQtJS8g4k2hARZKJF3mxEgAX4Gfs4ZtENu2uaR/his4-11und07-mapa-dos-fluxos-migratorios-internos-no-brasil.pdf

Problematização

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/SfzFFTpwcmJGdmY3MjQx8usZVyaffFgehufRr6fDhZuVazJc4hXtHTHYyExj/his4-11und07-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

O objetivo deste plano é analisar as mudanças ocorridas nas regiões brasileiras diante das tentativas de preservação cultural por aqueles que migraram internamente no Brasil.

Por meio de trechos do livro “O Quinze” de Rachel de Queiroz os alunos deverão compreender as migrações nordestinas do início do século XX, suas causas e destinos da migração, através dessa obra literária que descreve a seca no Ceará em 1915, dita como uma das piores de todos os tempos.

A aula deve levar a turma a intuir, por meio da análise dos textos, que, especialmente, os nordestinos deslocaram-se pelo Brasil em busca de uma vida melhor, porém levaram na bagagem sua rica cultura para a região de destino.

Por fim, os alunos deverão improvisar repentes com as temáticas da seca e da migração para recriar a cultura nordestina e relembrar aos alunos os assuntos que viram nessa aula.

Queiroz, Rachel. O Quinze. – Rio de Janeiro : José Olympio, 2012.

Literatura de Cordel. Por Significados.com. Disponível em : https://www.significados.com.br/literatura-de-cordel/ Acesso em 10 de abril de 2019.

Os fluxos migratórios no Brasil. Por Amanda Polato.Disponível em :https://novaescola.org.br/conteudo/2323/os-fluxos-migratorios-no-brasil Acesso em 10 de abril de 2019.

SILVA, Júlio César Lázaro da. "Principais Migrações Inter-regionais no Brasil"; Brasil Escola. Disponível em https://brasilescola.uol.com.br/brasil/principais-migracoes-inter-regionais-no-brasil.htm . Acesso em 10 de abril de 2019.

FERNANDES, Cláudio."Secas do Nordeste"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiab/secas-nordeste.htm . Acesso em 11 de abril de 2019.

Sobre os nordestinos em São Paulo. Os caminhos que mostram o carisma de um povo. Por Jenniffer Silva. Disponível em:

http://www.osaopaulo.org.br/noticias/os-caminhos-que-mostram-o-carisma-de-um-povo Acesso em 13 de abril de 2019.

FRANCISCO, Wagner de Cerqueria e. "Migração interna no Brasil"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/migracao-interna-no-brasil.htm Acesso em 13 de abril de 2019.

Movimentos migratórios: entenda as dinâmicas demográficas! Por Raquel Brito. Disponível em: https://www.stoodi.com.br/blog/2018/07/19/movimentos-migratorios/ Acesso em 12 de abril de 2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos

Orientações: Disponha a turma em duplas, em semicírculo ou fileiras. Apresente o tema aos alunos escrevendo-o no quadro ou lendo-o para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente esse slide e faça uma leitura coletiva.

Inicie com algumas questões sobre o tema para motivá-los, aguçar sua curiosidade sobre aula e para que você descubra os conhecimentos que os alunos trazem com eles sobre o tema. Como:

  • Vocês sabem o que são fluxos migratórios? O que a palavra migratório lembra? Eles podem conhecer o significado de migrações ou pensar em aves migratórias. Esclareça que fluxo migratório é o movimento de pessoas ou grupos de uma região para outra para fixar residência.
  • Cultura nordestina? Refere-se a que lugar do Brasil? O que vocês conhecem sobre o Nordeste?
  • O que é cultura? Permita que falem suas opiniões, mas vá explicando que são costumes, arte, conhecimentos e crenças de um grupo ou sociedade de pessoas.
  • Como a cultura pode ser resistência? Resistência, nesse contexto, é recusar-se a desistir, a esquecer suas origens.

Não se preocupe em aprofundar estas respostas, esclareça apenas seus significados, pois essas questões serão retomadas no decorrer da aula.

Para você saber mais:

SILVA, Júlio César Lázaro da. "Principais Migrações Inter-regionais no Brasil"; Brasil Escola. Disponível em https://brasilescola.uol.com.br/brasil/principais-migracoes-inter-regionais-no-brasil.htm . Acesso em 10 de abril de 2019.

FERNANDES, Cláudio. "Secas do Nordeste"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/historiab/secas-nordeste.htm>. Acesso em 11 de abril de 2019.

Movimentos migratórios: entenda as dinâmicas demográficas! Por Raquel Brito. Disponível em: https://www.stoodi.com.br/blog/2018/07/19/movimentos-migratorios/ Acesso em 12 de abril de 2019.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos

Orientações: Apresente o slide aos alunos e leia pausadamente para que compreendam a história.

Esclareça algumas palavras que desconheçam. Levante algumas perguntas para compreensão do texto como:

  • Sobre o que eles estão conversando?
  • Por que o gado morreria se fosse para a serra?
  • Por que dona Maroca deu ordens de abrir as porteiras do curral? Essas perguntas devem indicar ao aluno que está ocorrendo um período de seca ou sem chuva.
  • O Vicente e seu companheiro irão embora por causa da seca?
  • E o Chico Bento? Por que o Vicente tem pena do Chico Bento?
  • Para onde o Chico Bento vai com sua família, na opinião da outra personagem?
  • Será que algumas pessoas são obrigadas a abandonar sua casa, sua cidade e mudar-se?
  • Vocês conhecem alguém que veio de longe para viver em outro lugar? Algum parente?
  • Que outros motivos fariam com que as pessoas migrasse? Ouça os alunos e explique que o desemprego, a guerra, perseguições e epidemias são alguns dos vários motivos para a migração.

Para você saber mais:

Esse plano usará trechos do livro “O Quinze” de Rachel de Queiroz para compor o panorama da seca no nordeste e dos deslocamentos populacionais provenientes dele. Por isso é interessante ler o livro ou ao menos a sinopse para enriquecimento da aula. No entanto, ao longo do plano, são fornecidas as informações pertinentes para cada um dos trechos.

Queiroz, Rachel. O Quinze. – Rio de Janeiro : José Olympio, 2012.p 14

Sinopse do livro “O Quinze”. Disponível em:https://www.skoob.com.br/livro/2398#_=_ Acesso em 14 de abril de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações: Apresente o slide, leia em voz alta e entregue o material. Explique que o trecho que leram no slide anterior é do livro “O Quinze” da escritora Raquel de Queiróz, que escreveu um romance que se passa na seca de 1915, no Ceará, que é considerada a pior de todos os tempos. Essa é a terra natal da escritora e narra a história de personagens como Conceição e Vicente que são proprietários de Terra que auxiliam a quem precisa e a família De Chico Bento que precisa sair do campo. O nome dessa saída do campo para a cidade é êxodo rural.

Pergunte:

  • Em que região brasileira se localiza o Ceará? Identifique junto com os alunos outros 8 estados nordestinos: Maranhão, Piauí, Bahia, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe.
  • Para onde o casal combinou de ir? A turma deverá localizar no mapa o Ceará e a Amazônia.
  • Por que eles irão abandonar sua região? Qual a situação deles? Os alunos devem perceber as carências causadas pela seca: sem comida, desemprego, fome e etc.
  • Ela está feliz com a mudança? A turma deve responder sobre a falta de alternativa deles.
  • O que eles esperam encontrar no Amazonas? As crianças deverão responder que alguns ficaram ricos, esperam enriquecer também, por meio da borracha. Explique para elas que a extração da borracha na Amazônia e no Acre foi muito importantes para a economia brasileira no período de 1879 até 1912, transformando-se em um dos principais destinos da migração da época.

Fonte :

Queiroz, Rachel. O Quinze. – Rio de Janeiro : José Olympio, 2012. p21

Material para impressão:

Mapa Político do Brasil

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/tpXRbNfTYHqunRMkxwDxkeMQtJS8g4k2hARZKJF3mxEgAX4Gfs4ZtENu2uaR/his4-11und07-mapa-dos-fluxos-migratorios-internos-no-brasil.pdf

Problematização

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/SfzFFTpwcmJGdmY3MjQx8usZVyaffFgehufRr6fDhZuVazJc4hXtHTHYyExj/his4-11und07-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Sobre o látex, seu uso, sua importância e o desenvolvimento de cidades ligadas a extração da borracha. Ciclo da borracha. Disponível em: https://www.todamateria.com.br/ciclo-da-borracha/ Acesso em 13 de abril de 2019.

FERNANDES, Cláudio."Secas do Nordeste"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/historiab/secas-nordeste.htm>. Acesso em 11 de abril de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Leia o slide junto com os alunos e questione:

  • O que está acontecendo? Oriente os alunos a perceberem que Chico Bento quer conseguir passagens para ir embora com sua família, o governo do Ceará está disponibilizando passagens para os retirantes.
  • Quem viajará com Chico Bento?
  • Chico Bento deseja ir para a capital, mas o ”homem das passagens” havia dado cinquenta passagens para rapazes solteiros para qual destino? As crianças devem encontrar o estado do Acre.. Explique aos aluno que o estado Acre foi incorporado ao território brasileiro nesta época, em 1903, por negociação com a Bolívia.

Fonte:

Queiroz, Rachel. O Quinze. – Rio de Janeiro : José Olympio, 2012. p23.

Para você saber mais:

FRANCISCO, Wagner de Cerqueria e. "Migração interna no Brasil"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/brasil/migracao-interna-no-brasil.htm>. Acesso em 13 de abril de 2019.

FERNANDES, Cláudio."Secas do Nordeste"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/historiab/secas-nordeste.htm>. Acesso em 11 de abril de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Leia o slide e pergunte:

  • A família de retirantes chega em Fortaleza para pedir ajuda para Conceição que é madrinha do filho mais novo. O que eles decidem nesta conversa?
  • Para onde eles decidem se mudar? Os alunos deverão que irão para São Paulo.
  • O que esperam encontrar em São Paulo? Como eles descrevem São Paulo? Os alunos devem perceber a imagem de São Paulo como uma terra de emprego, fartura e esperam voltar ricos.

Fonte:

Queiroz, Rachel. O Quinze. – Rio de Janeiro : José Olympio, 2012. p 61.

Para você saber mais:

Sobre os nordestinos em São Paulo. Os caminhos que mostram o carisma de um povo. Por Jenniffer Silva. Disponível em:

http://www.osaopaulo.org.br/noticias/os-caminhos-que-mostram-o-carisma-de-um-povo Acesso em 13 de abril de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Leia o slide em voz alta e pergunte:

  • Conceição está nos arredores da cidade de Fortaleza. Como ela chama esse lugar? O lugar era chamado de campo de concentração, esse era o Alagadiço.
  • Como a autora descreve o campo de concentração? Os alunos devem indicar com elementos fornecidos pelo próprio texto como: sujo, fedorento, miserável, cheio de esmoleiros e etc.
  • De onde será que vieram todas estas pessoas? Oriente-os a perceber que são provenientes da seca. Eles saíram de suas terras e como não tinham para onde ir vagavam pelo Ceará, essa multidão ficou conhecida como os “flagelados”.

Explique à turma que a cidade de Fortaleza e outros lugares foram “invadidos” pelas famílias expulsas pela seca em 1877 e depois, novamente em 1915. O governo formou esse campo, onde eles recebiam comida e abrigo, para impedir os saques na capital. O Alagadiço chegou a receber 8 mil pessoas, mas devido às condições insalubres chegavam a morrer 150 pessoas por dia. O campo de concentração era cercado e possuía soldados para vigiar seus moradores.

Mais tarde em 1932, houve outra grande seca no estado e para prevenir uma nova invasão, não só em Fortaleza como em outras grandes cidades, e os Campos de Concentração foram retomados. O de Alagadiço foi reaberto e outros foram construídos, principalmente próximo a estradas de ferro para que pudessem transportar a multidão de novos flagelados. As pessoas recebiam a promessa de comida, emprego e saúde e quando chegavam nestes lugares, eram surpreendidos pela pouca estrutura, péssimas condições, trabalho forçado e eram impedidos de sair novamente. Os campos ficaram tão lotados que alguns que eram construídos para 2 mil pessoas, acabavam recebendo 18 mil.

Peça para que os alunos, com a ajuda de seus mapas, lembrem-se:

  • Quais as direções da migração cearense indicadas por estes trechos do livro “O Quinze”?
  • Que regiões são estas? Amazônia e Acre ficam na região Norte, Fortaleza é a capital do próprio Ceará no Nordeste, São Paulo localiza-se no Sudeste.
  • Será que outras regiões nordestinas também sofreram com a migração? Explique aos alunos que a região do Nordeste, historicamente é menos beneficiada com investimentos governamentais, mesmo tendo sérios problemas como fome, seca, desemprego, falta de saneamento básico e outras carências. Em 1915, assim como em 1932, o foco da seca foi no estado do Ceará. Muitos imigrantes foram para Fortaleza, configurando uma verdadeira “invasão” de pessoas.
  • As dificuldades do Nordeste persistiram, porém nas últimas décadas houveram investimentos na região e muitas famílias descendentes de retirantes ou os próprios, estão retornando para sua terra natal. Durante mais de um século, os migrantes nordestinos espalharam-se pelas 5 regiões brasileiras. Vocês acham que alguma mudança ocorreu devido a estes movimentos migratórios? Apresente o próximo slide.

Fonte:

Queiroz, Rachel. O Quinze. – Rio de Janeiro : José Olympio, 2012. pp. 35 e 37.

Para você saber mais:

Currais humanos. Por Délio Rocha. Disponível em https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/2.804/currais-humanos-1.608037 Acesso em 28 de abril de 2019.

No caminho dos campos de concentração. Por Luis Claudio Ferreira. Disponível em http://www.ebc.com.br/especiais-agua/campos-de-concentracao/ Acesso em 28 de abril de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Leia o slide junto com os alunos e faça perguntas como:

  • O que vocês entenderam neste trecho? Oriente os alunos a entenderem as trocas culturais
  • Vocês conhecem algum aspecto da cultura nordestina? Pode ser um tipo de música: forró, baião, ciranda, axé; comida: baião de dois, carne de sol, vatapá.

“Outro ponto a ser trabalhado é a capacidade do migrante de imprimir transformações aonde chega. Os gaúchos são famosos pelo poder de 'reterritorializar', reproduzindo a paisagem do Rio Grande do Sul por onde passam. Nortistas e nordestinos se notabilizam por instalarem as casas do norte, lojas que vendem produtos típicos de suas regiões. "Esse poder se deve a muitos fatores, como a classe social, a força dos laços de identidade e o tipo de participação política", explica Rogério Haesbaert, da Universidade Federal Fluminense (UFF).“

Fonte:

Fluxos migratórios no Brasil. Por Amanda Polato- Nova Escola. Disponível em https://novaescola.org.br/conteudo/2323/os-fluxos-migratorios-no-brasil Acesso em 13 de abril de 2019.

Como adequar à sua realidade: Caso esta aula seja em alguma região do Nordeste troque a segunda questão por: Que aspectos de nossa cultura, vocês acreditam que o retirante nordestino preservou fora de sua terra? Que tipo de comida, música ou outros costumes eles devem ter levado com eles?

Para você saber mais:

Fluxos migratórios no Brasil. Por Amanda Polato- Nova Escola. Disponível em https://novaescola.org.br/conteudo/2323/os-fluxos-migratorios-no-brasil Acesso em 13 de abril de 2019.

Sobre os nordestinos em São Paulo. Os caminhos que mostram o carisma de um povo. Por Jenniffer Silva. Disponível em:

http://www.osaopaulo.org.br/noticias/os-caminhos-que-mostram-o-carisma-de-um-povo Acesso em 13 de abril de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Leia o slide junto com a turma, orientando-os que estes são apenas alguns exemplos da permanência da cultura e das tradições nordestinas que foram levadas durante os deslocamentos pelo território.

Fontes:

Disponível em: By CDI Europe - Flickr, CC BY-SA 2.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=16289072 Acesso em 14 de abril de 2019.

Disponível em: By Unknown - Arquivo Nacional, Public Domain, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=72857532">Link Acesso em 14 de abril de 2019.

Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Feira_de_S%C3%A3o_cristovao_-_panoramio.jpgAcesso em 14 de abril de 2019.

Como adequar à sua realidade: Caso seja possível, pesquise previamente onde existem manifestações das tradições nordestinas ou de outros representantes de grupos oriundos de migrações para exemplificar, aproximar, enriquecer e tornar a aula mais concreta.

Para você saber mais:

Conheça as influências da migração nordestina no Amazonas.Por Redação. Disponível em: http://portalamazonia.com/cultura/conheca-as-influencias-da-migracao-nordestina-no-amazonas Acesso em 14 de abril de 2019.

Biografia de Luiz Gonzaga. Por Dilva Frazão.Disponível em: https://www.ebiografia.com/luiz_gonzaga/ Acesso em 14 de abril de 2019.

Sobre os nordestinos em São Paulo. Os caminhos que mostram o carisma de um povo. Por Jenniffer Silva. Disponível em: http://www.osaopaulo.org.br/noticias/os-caminhos-que-mostram-o-carisma-de-um-povo Acesso em 13 de abril de 2019.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Apresente o repente para a turma. É uma importante tradição nordestina, caracterizada por narrar uma situação ou reflexão de forma cantada, muitas vezes é acompanhado de viola ou pandeiro e também pode ser feito em duelo entre dois repentistas.

Explique aos alunos que assistirão a um vídeo de um estudante da cidade de Barras no Piauí, onde ele está cantando um repente. Em seguida, reproduza o vídeo até 1 minuto e 50 segundos.

Divida a turma em duplas ou trios e peça para que escrevam uma estrofe como se fosse repentista, utilizando referências da aula, a seca, a migração, a cultura nordestina ou o livro “O Quinze”. Eles terão 8 minutos para essa atividade.

Quando os grupos terminarem, devem fazer uma grande roda em pé e o grupo que lerá sua produção deverá ir para o centro e depois retornar para seu lugar. Como é cantado, as leituras podem ser acompanhadas por palmas.

Para concluir, caso haja tempo, pode perguntar se algum aluno aceita o desafio de apresentar um repente improvisado ou até mesmo um duelo.

Link do vídeo:

Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=fLJt2YiPHp4&list=RDfLJt2YiPHp4&index=1 Acesso em 28 de abril de 2019. Reproduzir até 1 min 50 seg.

Para você saber mais:

O repente. O repente no Piauí. Disponível em https://repentethe.wordpress.com/o-repente/ Acesso em 28 de abril de 2019.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF04HI11 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

  • aparelho de reprodução dos slides ou o material impresso.
  • Material de reprodução do vídeo.
  • impressão do mapa para todos os alunos
  • lápis ou hidrocor vermelho.
  • folha de papel em branco ou caderno para os rascunhos do repente.

Material complementar:

“O Quinze” de Rachel de Queirós

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/H559MxQRWg5H7ECMMvJ8VfJUPwXwukYX2aCrBgXMp2nVVjzB7uDt2phdj2pD/his4-11und07-o-quinze-de-rachel-de-queiroz.pdf

Mapa Político do Brasil

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/tpXRbNfTYHqunRMkxwDxkeMQtJS8g4k2hARZKJF3mxEgAX4Gfs4ZtENu2uaR/his4-11und07-mapa-dos-fluxos-migratorios-internos-no-brasil.pdf

Problematização

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/SfzFFTpwcmJGdmY3MjQx8usZVyaffFgehufRr6fDhZuVazJc4hXtHTHYyExj/his4-11und07-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

O objetivo deste plano é analisar as mudanças ocorridas nas regiões brasileiras diante das tentativas de preservação cultural por aqueles que migraram internamente no Brasil.

Por meio de trechos do livro “O Quinze” de Rachel de Queiroz os alunos deverão compreender as migrações nordestinas do início do século XX, suas causas e destinos da migração, através dessa obra literária que descreve a seca no Ceará em 1915, dita como uma das piores de todos os tempos.

A aula deve levar a turma a intuir, por meio da análise dos textos, que, especialmente, os nordestinos deslocaram-se pelo Brasil em busca de uma vida melhor, porém levaram na bagagem sua rica cultura para a região de destino.

Por fim, os alunos deverão improvisar repentes com as temáticas da seca e da migração para recriar a cultura nordestina e relembrar aos alunos os assuntos que viram nessa aula.

Queiroz, Rachel. O Quinze. – Rio de Janeiro : José Olympio, 2012.

Literatura de Cordel. Por Significados.com. Disponível em : https://www.significados.com.br/literatura-de-cordel/ Acesso em 10 de abril de 2019.

Os fluxos migratórios no Brasil. Por Amanda Polato.Disponível em :https://novaescola.org.br/conteudo/2323/os-fluxos-migratorios-no-brasil Acesso em 10 de abril de 2019.

SILVA, Júlio César Lázaro da. "Principais Migrações Inter-regionais no Brasil"; Brasil Escola. Disponível em https://brasilescola.uol.com.br/brasil/principais-migracoes-inter-regionais-no-brasil.htm . Acesso em 10 de abril de 2019.

FERNANDES, Cláudio."Secas do Nordeste"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiab/secas-nordeste.htm . Acesso em 11 de abril de 2019.

Sobre os nordestinos em São Paulo. Os caminhos que mostram o carisma de um povo. Por Jenniffer Silva. Disponível em:

http://www.osaopaulo.org.br/noticias/os-caminhos-que-mostram-o-carisma-de-um-povo Acesso em 13 de abril de 2019.

FRANCISCO, Wagner de Cerqueria e. "Migração interna no Brasil"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/migracao-interna-no-brasil.htm Acesso em 13 de abril de 2019.

Movimentos migratórios: entenda as dinâmicas demográficas! Por Raquel Brito. Disponível em: https://www.stoodi.com.br/blog/2018/07/19/movimentos-migratorios/ Acesso em 12 de abril de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos

Orientações: Disponha a turma em duplas, em semicírculo ou fileiras. Apresente o tema aos alunos escrevendo-o no quadro ou lendo-o para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente esse slide e faça uma leitura coletiva.

Inicie com algumas questões sobre o tema para motivá-los, aguçar sua curiosidade sobre aula e para que você descubra os conhecimentos que os alunos trazem com eles sobre o tema. Como:

  • Vocês sabem o que são fluxos migratórios? O que a palavra migratório lembra? Eles podem conhecer o significado de migrações ou pensar em aves migratórias. Esclareça que fluxo migratório é o movimento de pessoas ou grupos de uma região para outra para fixar residência.
  • Cultura nordestina? Refere-se a que lugar do Brasil? O que vocês conhecem sobre o Nordeste?
  • O que é cultura? Permita que falem suas opiniões, mas vá explicando que são costumes, arte, conhecimentos e crenças de um grupo ou sociedade de pessoas.
  • Como a cultura pode ser resistência? Resistência, nesse contexto, é recusar-se a desistir, a esquecer suas origens.

Não se preocupe em aprofundar estas respostas, esclareça apenas seus significados, pois essas questões serão retomadas no decorrer da aula.

Para você saber mais:

SILVA, Júlio César Lázaro da. "Principais Migrações Inter-regionais no Brasil"; Brasil Escola. Disponível em https://brasilescola.uol.com.br/brasil/principais-migracoes-inter-regionais-no-brasil.htm . Acesso em 10 de abril de 2019.

FERNANDES, Cláudio. "Secas do Nordeste"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/historiab/secas-nordeste.htm>. Acesso em 11 de abril de 2019.

Movimentos migratórios: entenda as dinâmicas demográficas! Por Raquel Brito. Disponível em: https://www.stoodi.com.br/blog/2018/07/19/movimentos-migratorios/ Acesso em 12 de abril de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos

Orientações: Apresente o slide aos alunos e leia pausadamente para que compreendam a história.

Esclareça algumas palavras que desconheçam. Levante algumas perguntas para compreensão do texto como:

  • Sobre o que eles estão conversando?
  • Por que o gado morreria se fosse para a serra?
  • Por que dona Maroca deu ordens de abrir as porteiras do curral? Essas perguntas devem indicar ao aluno que está ocorrendo um período de seca ou sem chuva.
  • O Vicente e seu companheiro irão embora por causa da seca?
  • E o Chico Bento? Por que o Vicente tem pena do Chico Bento?
  • Para onde o Chico Bento vai com sua família, na opinião da outra personagem?
  • Será que algumas pessoas são obrigadas a abandonar sua casa, sua cidade e mudar-se?
  • Vocês conhecem alguém que veio de longe para viver em outro lugar? Algum parente?
  • Que outros motivos fariam com que as pessoas migrasse? Ouça os alunos e explique que o desemprego, a guerra, perseguições e epidemias são alguns dos vários motivos para a migração.

Para você saber mais:

Esse plano usará trechos do livro “O Quinze” de Rachel de Queiroz para compor o panorama da seca no nordeste e dos deslocamentos populacionais provenientes dele. Por isso é interessante ler o livro ou ao menos a sinopse para enriquecimento da aula. No entanto, ao longo do plano, são fornecidas as informações pertinentes para cada um dos trechos.

Queiroz, Rachel. O Quinze. – Rio de Janeiro : José Olympio, 2012.p 14

Sinopse do livro “O Quinze”. Disponível em:https://www.skoob.com.br/livro/2398#_=_ Acesso em 14 de abril de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações: Apresente o slide, leia em voz alta e entregue o material. Explique que o trecho que leram no slide anterior é do livro “O Quinze” da escritora Raquel de Queiróz, que escreveu um romance que se passa na seca de 1915, no Ceará, que é considerada a pior de todos os tempos. Essa é a terra natal da escritora e narra a história de personagens como Conceição e Vicente que são proprietários de Terra que auxiliam a quem precisa e a família De Chico Bento que precisa sair do campo. O nome dessa saída do campo para a cidade é êxodo rural.

Pergunte:

  • Em que região brasileira se localiza o Ceará? Identifique junto com os alunos outros 8 estados nordestinos: Maranhão, Piauí, Bahia, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe.
  • Para onde o casal combinou de ir? A turma deverá localizar no mapa o Ceará e a Amazônia.
  • Por que eles irão abandonar sua região? Qual a situação deles? Os alunos devem perceber as carências causadas pela seca: sem comida, desemprego, fome e etc.
  • Ela está feliz com a mudança? A turma deve responder sobre a falta de alternativa deles.
  • O que eles esperam encontrar no Amazonas? As crianças deverão responder que alguns ficaram ricos, esperam enriquecer também, por meio da borracha. Explique para elas que a extração da borracha na Amazônia e no Acre foi muito importantes para a economia brasileira no período de 1879 até 1912, transformando-se em um dos principais destinos da migração da época.

Fonte :

Queiroz, Rachel. O Quinze. – Rio de Janeiro : José Olympio, 2012. p21

Material para impressão:

Mapa Político do Brasil

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/tpXRbNfTYHqunRMkxwDxkeMQtJS8g4k2hARZKJF3mxEgAX4Gfs4ZtENu2uaR/his4-11und07-mapa-dos-fluxos-migratorios-internos-no-brasil.pdf

Problematização

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/SfzFFTpwcmJGdmY3MjQx8usZVyaffFgehufRr6fDhZuVazJc4hXtHTHYyExj/his4-11und07-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Sobre o látex, seu uso, sua importância e o desenvolvimento de cidades ligadas a extração da borracha. Ciclo da borracha. Disponível em: https://www.todamateria.com.br/ciclo-da-borracha/ Acesso em 13 de abril de 2019.

FERNANDES, Cláudio."Secas do Nordeste"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/historiab/secas-nordeste.htm>. Acesso em 11 de abril de 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Leia o slide junto com os alunos e questione:

  • O que está acontecendo? Oriente os alunos a perceberem que Chico Bento quer conseguir passagens para ir embora com sua família, o governo do Ceará está disponibilizando passagens para os retirantes.
  • Quem viajará com Chico Bento?
  • Chico Bento deseja ir para a capital, mas o ”homem das passagens” havia dado cinquenta passagens para rapazes solteiros para qual destino? As crianças devem encontrar o estado do Acre.. Explique aos aluno que o estado Acre foi incorporado ao território brasileiro nesta época, em 1903, por negociação com a Bolívia.

Fonte:

Queiroz, Rachel. O Quinze. – Rio de Janeiro : José Olympio, 2012. p23.

Para você saber mais:

FRANCISCO, Wagner de Cerqueria e. "Migração interna no Brasil"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/brasil/migracao-interna-no-brasil.htm>. Acesso em 13 de abril de 2019.

FERNANDES, Cláudio."Secas do Nordeste"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/historiab/secas-nordeste.htm>. Acesso em 11 de abril de 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Leia o slide e pergunte:

  • A família de retirantes chega em Fortaleza para pedir ajuda para Conceição que é madrinha do filho mais novo. O que eles decidem nesta conversa?
  • Para onde eles decidem se mudar? Os alunos deverão que irão para São Paulo.
  • O que esperam encontrar em São Paulo? Como eles descrevem São Paulo? Os alunos devem perceber a imagem de São Paulo como uma terra de emprego, fartura e esperam voltar ricos.

Fonte:

Queiroz, Rachel. O Quinze. – Rio de Janeiro : José Olympio, 2012. p 61.

Para você saber mais:

Sobre os nordestinos em São Paulo. Os caminhos que mostram o carisma de um povo. Por Jenniffer Silva. Disponível em:

http://www.osaopaulo.org.br/noticias/os-caminhos-que-mostram-o-carisma-de-um-povo Acesso em 13 de abril de 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Leia o slide em voz alta e pergunte:

  • Conceição está nos arredores da cidade de Fortaleza. Como ela chama esse lugar? O lugar era chamado de campo de concentração, esse era o Alagadiço.
  • Como a autora descreve o campo de concentração? Os alunos devem indicar com elementos fornecidos pelo próprio texto como: sujo, fedorento, miserável, cheio de esmoleiros e etc.
  • De onde será que vieram todas estas pessoas? Oriente-os a perceber que são provenientes da seca. Eles saíram de suas terras e como não tinham para onde ir vagavam pelo Ceará, essa multidão ficou conhecida como os “flagelados”.

Explique à turma que a cidade de Fortaleza e outros lugares foram “invadidos” pelas famílias expulsas pela seca em 1877 e depois, novamente em 1915. O governo formou esse campo, onde eles recebiam comida e abrigo, para impedir os saques na capital. O Alagadiço chegou a receber 8 mil pessoas, mas devido às condições insalubres chegavam a morrer 150 pessoas por dia. O campo de concentração era cercado e possuía soldados para vigiar seus moradores.

Mais tarde em 1932, houve outra grande seca no estado e para prevenir uma nova invasão, não só em Fortaleza como em outras grandes cidades, e os Campos de Concentração foram retomados. O de Alagadiço foi reaberto e outros foram construídos, principalmente próximo a estradas de ferro para que pudessem transportar a multidão de novos flagelados. As pessoas recebiam a promessa de comida, emprego e saúde e quando chegavam nestes lugares, eram surpreendidos pela pouca estrutura, péssimas condições, trabalho forçado e eram impedidos de sair novamente. Os campos ficaram tão lotados que alguns que eram construídos para 2 mil pessoas, acabavam recebendo 18 mil.

Peça para que os alunos, com a ajuda de seus mapas, lembrem-se:

  • Quais as direções da migração cearense indicadas por estes trechos do livro “O Quinze”?
  • Que regiões são estas? Amazônia e Acre ficam na região Norte, Fortaleza é a capital do próprio Ceará no Nordeste, São Paulo localiza-se no Sudeste.
  • Será que outras regiões nordestinas também sofreram com a migração? Explique aos alunos que a região do Nordeste, historicamente é menos beneficiada com investimentos governamentais, mesmo tendo sérios problemas como fome, seca, desemprego, falta de saneamento básico e outras carências. Em 1915, assim como em 1932, o foco da seca foi no estado do Ceará. Muitos imigrantes foram para Fortaleza, configurando uma verdadeira “invasão” de pessoas.
  • As dificuldades do Nordeste persistiram, porém nas últimas décadas houveram investimentos na região e muitas famílias descendentes de retirantes ou os próprios, estão retornando para sua terra natal. Durante mais de um século, os migrantes nordestinos espalharam-se pelas 5 regiões brasileiras. Vocês acham que alguma mudança ocorreu devido a estes movimentos migratórios? Apresente o próximo slide.

Fonte:

Queiroz, Rachel. O Quinze. – Rio de Janeiro : José Olympio, 2012. pp. 35 e 37.

Para você saber mais:

Currais humanos. Por Délio Rocha. Disponível em https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/2.804/currais-humanos-1.608037 Acesso em 28 de abril de 2019.

No caminho dos campos de concentração. Por Luis Claudio Ferreira. Disponível em http://www.ebc.com.br/especiais-agua/campos-de-concentracao/ Acesso em 28 de abril de 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Leia o slide junto com os alunos e faça perguntas como:

  • O que vocês entenderam neste trecho? Oriente os alunos a entenderem as trocas culturais
  • Vocês conhecem algum aspecto da cultura nordestina? Pode ser um tipo de música: forró, baião, ciranda, axé; comida: baião de dois, carne de sol, vatapá.

“Outro ponto a ser trabalhado é a capacidade do migrante de imprimir transformações aonde chega. Os gaúchos são famosos pelo poder de 'reterritorializar', reproduzindo a paisagem do Rio Grande do Sul por onde passam. Nortistas e nordestinos se notabilizam por instalarem as casas do norte, lojas que vendem produtos típicos de suas regiões. "Esse poder se deve a muitos fatores, como a classe social, a força dos laços de identidade e o tipo de participação política", explica Rogério Haesbaert, da Universidade Federal Fluminense (UFF).“

Fonte:

Fluxos migratórios no Brasil. Por Amanda Polato- Nova Escola. Disponível em https://novaescola.org.br/conteudo/2323/os-fluxos-migratorios-no-brasil Acesso em 13 de abril de 2019.

Como adequar à sua realidade: Caso esta aula seja em alguma região do Nordeste troque a segunda questão por: Que aspectos de nossa cultura, vocês acreditam que o retirante nordestino preservou fora de sua terra? Que tipo de comida, música ou outros costumes eles devem ter levado com eles?

Para você saber mais:

Fluxos migratórios no Brasil. Por Amanda Polato- Nova Escola. Disponível em https://novaescola.org.br/conteudo/2323/os-fluxos-migratorios-no-brasil Acesso em 13 de abril de 2019.

Sobre os nordestinos em São Paulo. Os caminhos que mostram o carisma de um povo. Por Jenniffer Silva. Disponível em:

http://www.osaopaulo.org.br/noticias/os-caminhos-que-mostram-o-carisma-de-um-povo Acesso em 13 de abril de 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Leia o slide junto com a turma, orientando-os que estes são apenas alguns exemplos da permanência da cultura e das tradições nordestinas que foram levadas durante os deslocamentos pelo território.

Fontes:

Disponível em: By CDI Europe - Flickr, CC BY-SA 2.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=16289072 Acesso em 14 de abril de 2019.

Disponível em: By Unknown - Arquivo Nacional, Public Domain, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=72857532">Link Acesso em 14 de abril de 2019.

Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Feira_de_S%C3%A3o_cristovao_-_panoramio.jpgAcesso em 14 de abril de 2019.

Como adequar à sua realidade: Caso seja possível, pesquise previamente onde existem manifestações das tradições nordestinas ou de outros representantes de grupos oriundos de migrações para exemplificar, aproximar, enriquecer e tornar a aula mais concreta.

Para você saber mais:

Conheça as influências da migração nordestina no Amazonas.Por Redação. Disponível em: http://portalamazonia.com/cultura/conheca-as-influencias-da-migracao-nordestina-no-amazonas Acesso em 14 de abril de 2019.

Biografia de Luiz Gonzaga. Por Dilva Frazão.Disponível em: https://www.ebiografia.com/luiz_gonzaga/ Acesso em 14 de abril de 2019.

Sobre os nordestinos em São Paulo. Os caminhos que mostram o carisma de um povo. Por Jenniffer Silva. Disponível em: http://www.osaopaulo.org.br/noticias/os-caminhos-que-mostram-o-carisma-de-um-povo Acesso em 13 de abril de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Apresente o repente para a turma. É uma importante tradição nordestina, caracterizada por narrar uma situação ou reflexão de forma cantada, muitas vezes é acompanhado de viola ou pandeiro e também pode ser feito em duelo entre dois repentistas.

Explique aos alunos que assistirão a um vídeo de um estudante da cidade de Barras no Piauí, onde ele está cantando um repente. Em seguida, reproduza o vídeo até 1 minuto e 50 segundos.

Divida a turma em duplas ou trios e peça para que escrevam uma estrofe como se fosse repentista, utilizando referências da aula, a seca, a migração, a cultura nordestina ou o livro “O Quinze”. Eles terão 8 minutos para essa atividade.

Quando os grupos terminarem, devem fazer uma grande roda em pé e o grupo que lerá sua produção deverá ir para o centro e depois retornar para seu lugar. Como é cantado, as leituras podem ser acompanhadas por palmas.

Para concluir, caso haja tempo, pode perguntar se algum aluno aceita o desafio de apresentar um repente improvisado ou até mesmo um duelo.

Link do vídeo:

Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=fLJt2YiPHp4&list=RDfLJt2YiPHp4&index=1 Acesso em 28 de abril de 2019. Reproduzir até 1 min 50 seg.

Para você saber mais:

O repente. O repente no Piauí. Disponível em https://repentethe.wordpress.com/o-repente/ Acesso em 28 de abril de 2019.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Circulação de pessoas, produtos e culturas do 4º ano :

MAIS AULAS DE História do 4º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF04HI11 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano