17535
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Geografia > 9º ano > Formas de representação e pensamento espacial

Plano de aula - A desagregação da ex-Iugoslávia e a formação de novos Estados

Plano de aula de Geografia com atividades para 9º ano do Fundamental sobre analisar a partir de representações cartográficas temáticas a relação da fragmentação da Iugoslávia e a formação da Croácia como um Estado-Nação que, apesar de coeso, ainda é recor

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Lara D'Assunção Dos Santos

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09GE15 de Geografia, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. Essa habilidade consiste em comparar e classificar diferentes regiões do mundo com base em informações populacionais, econômicas e socioambientais representadas em mapas temáticos e com diferentes projeções cartográficas. Nesta aula, os alunos trabalharão com mapa um mapa político e um mapa temático para entender a heterogeneidade que pode haver em um Estado-Nação, mesmo que este passe a ideia de coesão a partir de suas simbologias nacionalistas.

Materiais necessários: Figuras e mapas do material complementar impressos coloridos, hidrocor roxo, azul e verde, fita dupla face ou durex.

Material complementar:

Mapas e informações: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/JgzdszJSTajEKBugm3jXK9bjHMrjJvN5fPrqcFceN2jYGgcCnwgKcQU6nG3U/geo9-15und5-mapas-e-informacoes.pdf

Link para os mapas:

Ex-Iugoslávia: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Antiga_Iugosl%C3%A0via_-_2006-es.svg. Acesso e 28 de abril de 2019.

Bandeira da Croácia disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/Hrvatska#/media/File:Flag_of_Croatia.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa político da Croácia: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Un-croatia-es.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa político da Croácia com os estados numerados: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Counties_of_Croatia.png. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa dos dialetos falados na Croácia: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Croatian_dialects-es.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

Para você saber mais:

ADAS, Melhem. Geografia. 5ª edição. São Paulo: Moderna, 2006.

ADAS, Melhem; ADAS, Sérgio. Expedições Geográficas. 9º ano. 1ª ed., São Paulo: Moderna, 2011. pp. 138-139.

Mapa disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_da_Jugosl%C3%A1via#/media/File:Yugoslavia_1998_ethnic_map_pt.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

Sobre movimentos separatistas no Brasil: Matéria do jornal Gazeta do Povo intitulada “Não é só do Sul! Nordeste, Norte e até Brasília querem se separar do Brasil”. Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/nao-e-so-o-sul-nordeste-norte-e-ate-brasilia-tambem-querem-se-separar-do-brasil-dl27j0iy69c1h73sj6lejk2o7/. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da BBC Brasil intitulada “As diferenças - e semelhanças - entre o separatismo do Sul do Brasil e o da Catalunha”. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-41741975. Acesso em 7 de março de 2019.

CHAUÍ, Marilena. Brasil: mito fundador e sociedade autoritária. Fundação Perseu Abramo, 2000.

Resenha de Flávio Moura disponível no site da Fundação Perseu Abramo: https://fpabramo.org.br/2006/04/23/brasil-mito-fundador-e-sociedade-autoritaria-resenha-de-flavio-moura/. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da revista Super Interessante disponível em: https://super.abril.com.br/comportamento/novas-linguas/. Acesso em 8 de março de 2019.

Contextos prévios: Fim da União Soviética e formação da União Europeia.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos

Orientações: Fale aos alunos que nessa aula eles aprenderão sobre independência da Croácia, um país surgido a partir da desintegração da ex-Iugoslávia, por sua vez, um país socialista que até o início da década de 1990 manteve sua integridade territorial e política.

Antes da nova configuração, a Iugoslávia era formada por seis repúblicas: Eslovênia, Croácia, Sérvia, Bósnia-Herzegovina, Montenegro e Macedônia. A mais importante delas era a Sérvia, que incluía as províncias de Kosovo e Voivodina. Na Sérvia também se localizava a capital iugoslava, Belgrado.

Diga que eles compreenderão algumas características que impulsionam a formação de Estados-Nação, como o sentimento de nacionalismo, que está atrelado aos símbolos e às convicções vistos como traços representativos de uma determinada identidade nacional.

O caso da Croácia e de todos os países formados a partir da fragmentação da Iugoslávia, é peculiar, pois conforme eles verão ao longo dessa aula, a composição étnica é bem diversificada, dificultando a coesão dos símbolos e convicções nacionalistas. Além disso, a Croácia conta com três dialetos distintos em seu território.

A partir dessas peculiaridades da Croácia e do seu destaque mundial através do vice-campeonato da Copa do Mundo do ano de 2018, os alunos alocarão os jogadores da seleção em seus respectivos estados de nascimento. Posteriormente, os alunos entenderão através da comparação do mapa político com o mapa temático de dialetos croatas que nem todos os jogadores falam o mesmo dialeto, o que coloca em xeque um dos principais fatores de coesão de uma nação: a língua.

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Para compreender a fragmentação do território iugoslavo é necessário visualizar algumas de suas grandes questões, expressa no mapa: a diversidade de nacionalidades e a diversidade étnica. Explique que os movimentos separatistas são mobilizações que pregam o independentismo de determinados territórios. Geralmente esses movimentos são motivados pela autodeterminação dos povos a partir de questões religiosas, políticas, culturais e econômicas.

Outras questões podem impulsionar a fragmentação de um território. No caso da Iugoslávia, o afrouxamento dos laços de dominação exercido pela União Soviética sobre os países do Leste Europeu acabou levando ao desmoronamento dos governos socialistas nesses países a partir do ano de 1989, momento em que a União Soviética retornava à economia de mercado e à democracia com Gorbachev.

Antes de dar origem a novos Estados, nas décadas de 1990 e 2000, a antiga Iugoslávia foi palco de confrontos armados entre vários povos, como sérvios, croatas, macedônios, eslovenos, albaneses, bósnios, muçulmanos, além de outras etnias.

Além disso, a política econômica do regime socialista imposta aos países do Leste Europeu foi, de modo geral, marcada pelo incentivo à indústria de base em detrimento das indústrias de bens de capital e de consumo. Aliada à centralização política, esse quadro resultou em repressão social e distanciamento dos mercados mundiais, acarretando prejuízos à população, como racionamento de bens de consumo e o cerceamento da liberdade de expressão (ADAS & ADAS, 2011, p. 7-8 - anexo).

Como adequar à sua realidade: A questão separatista também está presente na realidade brasileira, ainda que de forma mais branda. Abaixo há duas matérias sobre os movimentos separatistas brasileiros. A matéria da BBC Brasil compara o movimento separatista brasileiro ao movimento separatista da Catalunha, na Espanha.

Para você saber mais:

Após a Segunda Guerra Mundial, a Iugoslávia tornou-se uma república socialista sob o comando do marechal Josip Broz Tito, que conseguiu manter a unidade das seis repúblicas iugoslavas. Com sua morte no ano de 1980, teve início uma série de tensões nacionalistas. Somada à queda do Muro de Berlim (1989) e à desintegração da União Soviética (1991), ocorreu um ressurgimento dessas tensões com ainda mais veemência (ADAS, 2006, p. 128).

ADAS, Melhem. Geografia. 5ª edição. São Paulo: Moderna, 2006.

ADAS, Melhem; ADAS, Sérgio. Expedições Geográficas. 9º ano. 1ª ed., São Paulo: Moderna, 2011. pp. 138-139.

Mapa disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Antiga_Iugosl%C3%A0via_-_2006-es.svg. Acesso em 28 de abril de 2019.

Sobre movimentos separatistas no Brasil: Matéria do jornal Gazeta do Povo intitulada “Não é só do Sul! Nordeste, Norte e até Brasília querem se separar do Brasil”. Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/nao-e-so-o-sul-nordeste-norte-e-ate-brasilia-tambem-querem-se-separar-do-brasil-dl27j0iy69c1h73sj6lejk2o7/. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da BBC Brasil intitulada “As diferenças - e semelhanças - entre o separatismo do Sul do Brasil e o da Catalunha”. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-41741975. Acesso em 7 de março de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Nessa parte da aula os alunos devem discutir entre eles os elementos que permitem a existência de um Estado-Nação e a fragmentação do mesmo, conforme aconteceu com a Iugoslávia. Questione se a existência de uma seleção de futebol é uma das expressões de coesão de um país. E se esses jogadores não falarem o mesmo dialeto? Ainda sim compõem uma seleção?

Diga que a Croácia ainda é composta por distintas etnias, mas que a guerra civil que resultou em sua independência, obrigou muitas minorias a deixar o país.

Aponte que mais da metade da população da Croácia vive nas cidades. Os croatas correspondem a 90% da população. A maioria segue a religião católica e fala a língua croata. Os sérvios são menos de 5% da população. A maioria deles segue o cristianismo ortodoxo e fala o idioma sérvio. Existem grupos menores de bósnios (muçulmanos), italianos, húngaros e outras nacionalidades.

Depois mostre o mapa político atual da Croácia (slide 5) e diga que apesar da presença de outras nacionalidades e etnias, o país segue unido e conseguiu, inclusive, adentrar a União Europeia no ano de 2011.

Em seguida, os alunos devem discutir entre eles os elementos que permitem a existência de um Estado-Nação e a fragmentação do mesmo, conforme aconteceu com a Iugoslávia. Quais elementos possibilitam a existência de um estado-nação? Por quais motivos a Croácia pode ou não ser considerado um estado-nação?

Diga que a existência de uma seleção de futebol é uma das expressões de coesão de um país, pois traduz um sentimento de nacionalismo, um dos pontos mais característicos de um Estado-nação. Com esse sentimento há também um conjunto de símbolos e convicções que são traços representativos de uma identidade nacional. Além disso, para se constituir um Estado-nação é necessário uma línguas em comum, religiosidade, um hino, uma bandeira.

A Croácia ainda é composta por distintas etnias, mas que a guerra civil que resultou em sua independência, obrigou muitas minorias a deixar o país.

Aponte que mais da metade da população da Croácia vive nas cidades. Os croatas correspondem a 90 por cento da população. A maioria segue a religião católica e fala a língua croata. Os sérvios são menos de 5% da população. A maioria deles segue o cristianismo ortodoxo e fala o idioma sérvio. Existem grupos menores de bósnios (muçulmanos), italianos, húngaros e outras nacionalidades.

Chame atenção para o mapa político atual da Croácia e diga que apesar da presença de outras nacionalidades e etnias o país segue coeso e conseguiu, inclusive, adentrar a União Europeia no ano de 2011.

Para finalizar, mostre aos alunos a divisão política de cada estado do Croácia. Cada número é um estado (slide 6 e material complementar).

Os nomes dos estados de cada número estão presentes no material complementar. Em princípio, esse mapa tem a finalidade de apresentar a divisão dos estados de forma mais didática do que o mapa anterior.

Como adequar à sua realidade: Você pode questionar os porquês do Brasil ser considerado um Estado-Nação. Os alunos devem falar dos símbolos, da língua, do sentimento de nacionalismo. Para contrapor essa ideia que parece ser fechada, é possível citar o estudo da filósofa Marilena Chauí, em “Brasil: mito fundador e sociedade autoritária”. Nessa obra, a autora fala sobre o mito de um Brasil idílico que habita o nosso inconsciente e que permitiu um projeto nacional arcaico que consegue mascarar uma realidade opressora. Ao bloquear a percepção de nossa própria truculência, estaríamos crendo que fazemos parte de uma nação unificada, ligada por identidades e interesses comuns. Somado ao hábito de supor que o autoritarismo é um fenômeno político que diz respeito apenas ao estado, o fato ajuda a ignorarmos que “é a sociedade brasileira que é autoritária, e que dela provêm as diversas manifestações do autoritarismo político.” (Resenha de Flávio Moura disponível no site da Fundação Perseu Abramo).

Para você saber mais:

Bandeira da Croácia disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/Hrvatska#/media/File:Flag_of_Croatia.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa político da Croácia disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Un-croatia-es.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

CHAUÍ, Marilena. Brasil: mito fundador e sociedade autoritária. Fundação Perseu Abramo, 2000.

Resenha de Flávio Moura disponível no site da Fundação Perseu Abramo: https://fpabramo.org.br/2006/04/23/brasil-mito-fundador-e-sociedade-autoritaria-resenha-de-flavio-moura/. Acesso em 7 de março de 2019.

Sobre movimentos separatistas no Brasil: Matéria do jornal Gazeta do Povo intitulada “Não é só do Sul! Nordeste, Norte e até Brasília querem se separar do Brasil”. Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/nao-e-so-o-sul-nordeste-norte-e-ate-brasilia-tambem-querem-se-separar-do-brasil-dl27j0iy69c1h73sj6lejk2o7/. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da BBC Brasil intitulada “As diferenças - e semelhanças - entre o separatismo do Sul do Brasil e o da Catalunha”. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-41741975. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa temático da divisão dos estados da Croácia. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Counties_of_Croatia.png . Acesso em 7 de março de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Nessa parte da aula os alunos devem discutir entre eles os elementos que permitem a existência de um Estado-Nação e a fragmentação do mesmo, conforme aconteceu com a Iugoslávia. Questione se a existência de uma seleção de futebol é uma das expressões de coesão de um país. E se esses jogadores não falarem o mesmo dialeto? Ainda sim compõem uma seleção?

Diga que a Croácia ainda é composta por distintas etnias, mas que a guerra civil que resultou em sua independência, obrigou muitas minorias a deixar o país.

Aponte que mais da metade da população da Croácia vive nas cidades. Os croatas correspondem a 90% da população. A maioria segue a religião católica e fala a língua croata. Os sérvios são menos de 5% da população. A maioria deles segue o cristianismo ortodoxo e fala o idioma sérvio. Existem grupos menores de bósnios (muçulmanos), italianos, húngaros e outras nacionalidades.

Depois mostre o mapa político atual da Croácia (slide 5) e diga que apesar da presença de outras nacionalidades e etnias, o país segue unido e conseguiu, inclusive, adentrar a União Europeia no ano de 2011.

Em seguida, os alunos devem discutir entre eles os elementos que permitem a existência de um Estado-Nação e a fragmentação do mesmo, conforme aconteceu com a Iugoslávia. Questione se a existência de uma seleção de futebol é uma das expressões de coesão de um país. E se esses jogadores não falarem o mesmo dialeto? Ainda sim compõem uma seleção?

Diga que a Croácia ainda é composta por distintas etnias, mas que a guerra civil que resultou em sua independência, obrigou muitas minorias a deixar o país.

Aponte que mais da metade da população da Croácia vive nas cidades. Os croatas correspondem a 90 por cento da população. A maioria segue a religião católica e fala a língua croata. Os sérvios são menos de 5% da população. A maioria deles segue o cristianismo ortodoxo e fala o idioma sérvio. Existem grupos menores de bósnios (muçulmanos), italianos, húngaros e outras nacionalidades.

Chame atenção para o mapa político atual da Croácia e diga que apesar da presença de outras nacionalidades e etnias o país segue coeso e conseguiu, inclusive, adentrar a União Europeia no ano de 2011.

Para finalizar, mostre aos alunos a divisão política de cada estado do Croácia. Cada número é um estado (slide 6 e material complementar).

Os nomes dos estados de cada número estão presentes no material complementar. Em princípio, esse mapa tem a finalidade de apresentar a divisão dos estados de forma mais didática do que o mapa anterior.

Como adequar à sua realidade: Você pode questionar os porquês do Brasil ser considerado um Estado-Nação. Os alunos devem falar dos símbolos, da língua, do sentimento de nacionalismo. Para contrapor essa ideia que parece ser fechada, é possível citar o estudo da filósofa Marilena Chauí, em “Brasil: mito fundador e sociedade autoritária”. Nessa obra, a autora fala sobre o mito de um Brasil idílico que habita o nosso inconsciente e que permitiu um projeto nacional arcaico que consegue mascarar uma realidade opressora. Ao bloquear a percepção de nossa própria truculência, estaríamos crendo que fazemos parte de uma nação unificada, ligada por identidades e interesses comuns. Somado ao hábito de supor que o autoritarismo é um fenômeno político que diz respeito apenas ao estado, o fato ajuda a ignorarmos que “é a sociedade brasileira que é autoritária, e que dela provêm as diversas manifestações do autoritarismo político.” (Resenha de Flávio Moura disponível no site da Fundação Perseu Abramo).

Para você saber mais:

Bandeira da Croácia disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/Hrvatska#/media/File:Flag_of_Croatia.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa político da Croácia disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Un-croatia-es.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

CHAUÍ, Marilena. Brasil: mito fundador e sociedade autoritária. Fundação Perseu Abramo, 2000.

Resenha de Flávio Moura disponível no site da Fundação Perseu Abramo: https://fpabramo.org.br/2006/04/23/brasil-mito-fundador-e-sociedade-autoritaria-resenha-de-flavio-moura/. Acesso em 7 de março de 2019.

Sobre movimentos separatistas no Brasil: Matéria do jornal Gazeta do Povo intitulada “Não é só do Sul! Nordeste, Norte e até Brasília querem se separar do Brasil”. Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/nao-e-so-o-sul-nordeste-norte-e-ate-brasilia-tambem-querem-se-separar-do-brasil-dl27j0iy69c1h73sj6lejk2o7/. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da BBC Brasil intitulada “As diferenças - e semelhanças - entre o separatismo do Sul do Brasil e o da Catalunha”. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-41741975. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa temático da divisão dos estados da Croácia. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Counties_of_Croatia.png . Acesso em 7 de março de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Nessa parte da aula os alunos devem discutir entre eles os elementos que permitem a existência de um Estado-Nação e a fragmentação do mesmo, conforme aconteceu com a Iugoslávia. Questione se a existência de uma seleção de futebol é uma das expressões de coesão de um país. E se esses jogadores não falarem o mesmo dialeto? Ainda sim compõem uma seleção?

Diga que a Croácia ainda é composta por distintas etnias, mas que a guerra civil que resultou em sua independência, obrigou muitas minorias a deixar o país.

Aponte que mais da metade da população da Croácia vive nas cidades. Os croatas correspondem a 90% da população. A maioria segue a religião católica e fala a língua croata. Os sérvios são menos de 5% da população. A maioria deles segue o cristianismo ortodoxo e fala o idioma sérvio. Existem grupos menores de bósnios (muçulmanos), italianos, húngaros e outras nacionalidades.

Depois mostre o mapa político atual da Croácia (slide 5) e diga que apesar da presença de outras nacionalidades e etnias, o país segue unido e conseguiu, inclusive, adentrar a União Europeia no ano de 2011.

Em seguida, os alunos devem discutir entre eles os elementos que permitem a existência de um Estado-Nação e a fragmentação do mesmo, conforme aconteceu com a Iugoslávia. Questione se a existência de uma seleção de futebol é uma das expressões de coesão de um país. E se esses jogadores não falarem o mesmo dialeto? Ainda sim compõem uma seleção?

Diga que a Croácia ainda é composta por distintas etnias, mas que a guerra civil que resultou em sua independência, obrigou muitas minorias a deixar o país.

Aponte que mais da metade da população da Croácia vive nas cidades. Os croatas correspondem a 90 por cento da população. A maioria segue a religião católica e fala a língua croata. Os sérvios são menos de 5% da população. A maioria deles segue o cristianismo ortodoxo e fala o idioma sérvio. Existem grupos menores de bósnios (muçulmanos), italianos, húngaros e outras nacionalidades.

Chame atenção para o mapa político atual da Croácia e diga que apesar da presença de outras nacionalidades e etnias o país segue coeso e conseguiu, inclusive, adentrar a União Europeia no ano de 2011.

Para finalizar, mostre aos alunos a divisão política de cada estado do Croácia. Cada número é um estado (slide 6 e material complementar).

Os nomes dos estados de cada número estão presentes no material complementar. Em princípio, esse mapa tem a finalidade de apresentar a divisão dos estados de forma mais didática do que o mapa anterior.

Como adequar à sua realidade: Você pode questionar os porquês do Brasil ser considerado um Estado-Nação. Os alunos devem falar dos símbolos, da língua, do sentimento de nacionalismo. Para contrapor essa ideia que parece ser fechada, é possível citar o estudo da filósofa Marilena Chauí, em “Brasil: mito fundador e sociedade autoritária”. Nessa obra, a autora fala sobre o mito de um Brasil idílico que habita o nosso inconsciente e que permitiu um projeto nacional arcaico que consegue mascarar uma realidade opressora. Ao bloquear a percepção de nossa própria truculência, estaríamos crendo que fazemos parte de uma nação unificada, ligada por identidades e interesses comuns. Somado ao hábito de supor que o autoritarismo é um fenômeno político que diz respeito apenas ao estado, o fato ajuda a ignorarmos que “é a sociedade brasileira que é autoritária, e que dela provêm as diversas manifestações do autoritarismo político.” (Resenha de Flávio Moura disponível no site da Fundação Perseu Abramo).

Para você saber mais:

Bandeira da Croácia disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/Hrvatska#/media/File:Flag_of_Croatia.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa político da Croácia disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Un-croatia-es.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

CHAUÍ, Marilena. Brasil: mito fundador e sociedade autoritária. Fundação Perseu Abramo, 2000.

Resenha de Flávio Moura disponível no site da Fundação Perseu Abramo: https://fpabramo.org.br/2006/04/23/brasil-mito-fundador-e-sociedade-autoritaria-resenha-de-flavio-moura/. Acesso em 7 de março de 2019.

Sobre movimentos separatistas no Brasil: Matéria do jornal Gazeta do Povo intitulada “Não é só do Sul! Nordeste, Norte e até Brasília querem se separar do Brasil”. Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/nao-e-so-o-sul-nordeste-norte-e-ate-brasilia-tambem-querem-se-separar-do-brasil-dl27j0iy69c1h73sj6lejk2o7/. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da BBC Brasil intitulada “As diferenças - e semelhanças - entre o separatismo do Sul do Brasil e o da Catalunha”. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-41741975. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa temático da divisão dos estados da Croácia. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Counties_of_Croatia.png . Acesso em 7 de março de 2019.

Ação Propositiva select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 27 minutos

Orientações: A questão do dialeto será aqui trabalhada com o auxílio do mapa político e do mapa temático de dialetos para que os alunos se familiarizem com um dos fatores que levou à independência da Croácia. Aponte que a aproximação de uma comunidade através de uma língua é um dos passos para a coesão de uma Nação.

Pontue que um dialeto é uma linguagem própria de determinadas comunidades que existe simultaneamente à outra língua, no caso da Croácia, a língua croata. O dialeto é uma variante linguística, que tem origem em uma outra língua e que não necessariamente é originada na língua oficial do território em que se fala o dialeto. Por vezes, na comunidade, fala-se apenas o dialeto local, sem o uso da língua oficial do país.

Portanto, dialeto e sotaque são distintos, bem como idioma e dialeto. Idioma não é sinônimo exato de dialeto, pois o idioma é um termo caracterizado politicamente, em referência à língua oficial de um país.

Você pode utilizar uma matéria da Revista Super Interessante, sobre novas línguas, onde ela menciona o romance “1984”, de George Orwell para dizer que nessa ficção as palavras que expressam ideias perigosas e criam-se outras que anulam as críticas ao Estado. E assim, a fala foi reduzida, modificada e condensada até virar a novilíngua – o idioma extremamente simplificado com o qual uma ditadura do futuro controlava o pensamento das pessoas. Segundo a revista, “esse tipo de engenharia linguística não acontece apenas na ficção. Alguns governos, etnias e grupos de intelectuais também tentam reformar seus idiomas. Pergunte aos alunos os objetivos dessas reformas na língua e o surgimento de outras. A resposta deve englobar a tentativa de forjar uma identidade nacional.

Outro símbolo da identidade nacional que é transmitida ao mundo inteiro a cada 4 anos, é a seleção de cada país. Pergunte aos alunos se eles se recordam que a Croácia conquistou o vice campeonato na Copa de 2018, ocorrida na Rússia.

Assistir aos jogos da seleção é uma forma de unir o povo croata, embora a maioria dos jogadores croatas atuem em outros times, sobretudo os europeus.

Você deverá colar no quadro o mapa político da Croácia, o mapa dos dialetos e o mapa político com os estados numerados que encontra-se no slide 9 e no material complementar.

Não é necessário separar os alunos em grupos. O ideal é que eles se aproximem dos mapas, conversem, debatam até completarem os quadrados destinados aos 8 jogadores.

Coloque em cima da mesa do professor os jogadores da seleção. Explique que dos 11 titulares, 9 são croatas. Assim, eles terão 8 jogadores para preencher no mapa, pois um já está colado como exemplo.

Para que eles colem, disponibilize fitas dupla-face.

Após colar os 8 jogadores croatas, os alunos deverão circular de hidrocor verde os jogadores que são das regiões onde se fala o dialeto Estokavo (ou stokaviano), de roxo o dialeto kaikaviano e azul o dialeto chakaviano (ou cakaviano). Pode ser que o aluno perceba que mais de um dialeto é falado num mesmo estado. Assim, ele terá que circular com as duas cores, tal como no exemplo do goleiro Subasic.

Exemplo no material complementar e no slide 9.

O principal objetivo dessa dinâmica é que os alunos percebam que a heterogeneidade de um país por vezes é “deixada de lado” por algo maior, como na hora de compor uma seleção de futebol e competir no maior campeonato mundial. Além disso, torcer pela seleção exacerba o sentimento de nacionalismo, que é um dos pontos mais característicos de um Estado-nação. Os torcedores vestem as cores da bandeira nacional e levam-na para os estádios. Esse movimento nacionalista dos croatas (que já eram a maioria no território onde hoje é a Croácia) impulsionou a formação desse Estado-Nação. No entanto, o mapa dos dialetos deixará claro que mesmo sendo um Estado-Nação, a Croácia convive com distintas culturas e dialetos dentro de seu território, que são evidenciados na formação da seleção do país.

Você pode citar que os dialetos servo-croatas se dividem em três grupos: kaikaviano, cakaviano e stokaviano.

O kaikaviano ou ekaviano subdivide-se em outros seis subdialetos. Seu uso se concentra no norte da Croácia, em torno de Zagreb, e compartilha vários termos com o esloveno.

O cakaviano é falado na Ístria (maior península do Mar Adriático. É dividida entre três países: Croácia, Eslovênia e Itália. A maior parte da Ístria pertence à Croácia).

O stokaviano é o dialeto principal. Esse dialeto apresenta onze subdivisões e seu uso se localiza no resto da Croácia, Bósnia e Herzegovina, Sérvia e Montenegro.

No slide 9 e no material complementar está disponível o mapa que deve ser complementado pelos alunos com o auxílio da relação dos estados presente no material complementar e do mapa de dialetos.

Repare que no exemplo (slide 9) está circulado de duas cores, azul e verde, pois no estado de Zadar, onde nasceu o goleiro Subasic, são falados dois dialetos.

Para você saber mais:

Mapa da Croácia: Wikicommons. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Counties_of_Croatia.png. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da revista Super Interessante disponível em: https://super.abril.com.br/comportamento/novas-linguas/. Acesso em 8 de março de 2019.

Ação Propositiva select-down

Slide Plano Aula

Orientações: A questão do dialeto será aqui trabalhada com o auxílio do mapa político e do mapa temático de dialetos para que os alunos se familiarizem com um dos fatores que levou à independência da Croácia. Aponte que a aproximação de uma comunidade através de uma língua é um dos passos para a coesão de uma Nação.

Pontue que um dialeto é uma linguagem própria de determinadas comunidades que existe simultaneamente à outra língua, no caso da Croácia, a língua croata. O dialeto é uma variante linguística, que tem origem em uma outra língua e que não necessariamente é originada na língua oficial do território em que se fala o dialeto. Por vezes, na comunidade, fala-se apenas o dialeto local, sem o uso da língua oficial do país.

Portanto, dialeto e sotaque são distintos, bem como idioma e dialeto. Idioma não é sinônimo exato de dialeto, pois o idioma é um termo caracterizado politicamente, em referência à língua oficial de um país.

Você pode utilizar uma matéria da Revista Super Interessante, sobre novas línguas, onde ela menciona o romance “1984”, de George Orwell para dizer que nessa ficção as palavras que expressam ideias perigosas e criam-se outras que anulam as críticas ao Estado. E assim, a fala foi reduzida, modificada e condensada até virar a novilíngua – o idioma extremamente simplificado com o qual uma ditadura do futuro controlava o pensamento das pessoas. Segundo a revista, “esse tipo de engenharia linguística não acontece apenas na ficção. Alguns governos, etnias e grupos de intelectuais também tentam reformar seus idiomas. Pergunte aos alunos os objetivos dessas reformas na língua e o surgimento de outras. A resposta deve englobar a tentativa de forjar uma identidade nacional.

Outro símbolo da identidade nacional que é transmitida ao mundo inteiro a cada 4 anos, é a seleção de cada país. Pergunte aos alunos se eles se recordam que a Croácia conquistou o vice campeonato na Copa de 2018, ocorrida na Rússia.

Assistir aos jogos da seleção é uma forma de unir o povo croata, embora a maioria dos jogadores croatas atuem em outros times, sobretudo os europeus.

Você deverá colar no quadro o mapa político da Croácia, o mapa dos dialetos e o mapa político com os estados numerados que encontra-se no slide 9 e no material complementar.

Não é necessário separar os alunos em grupos. O ideal é que eles se aproximem dos mapas, conversem, debatam até completarem os quadrados destinados aos 8 jogadores.

Coloque em cima da mesa do professor os jogadores da seleção. Explique que dos 11 titulares, 9 são croatas. Assim, eles terão 8 jogadores para preencher no mapa, pois um já está colado como exemplo.

Para que eles colem, disponibilize fitas dupla-face.

Após colar os 8 jogadores croatas, os alunos deverão circular de hidrocor verde os jogadores que são das regiões onde se fala o dialeto Estokavo (ou stokaviano), de roxo o dialeto kaikaviano e azul o dialeto chakaviano (ou cakaviano). Pode ser que o aluno perceba que mais de um dialeto é falado num mesmo estado. Assim, ele terá que circular com as duas cores, tal como no exemplo do goleiro Subasic.

Exemplo no material complementar e no slide 9.

O principal objetivo dessa dinâmica é que os alunos percebam que a heterogeneidade de um país por vezes é “deixada de lado” por algo maior, como na hora de compor uma seleção de futebol e competir no maior campeonato mundial. Além disso, torcer pela seleção exacerba o sentimento de nacionalismo, que é um dos pontos mais característicos de um Estado-nação. Os torcedores vestem as cores da bandeira nacional e levam-na para os estádios. Esse movimento nacionalista dos croatas (que já eram a maioria no território onde hoje é a Croácia) impulsionou a formação desse Estado-Nação. No entanto, o mapa dos dialetos deixará claro que mesmo sendo um Estado-Nação, a Croácia convive com distintas culturas e dialetos dentro de seu território, que são evidenciados na formação da seleção do país.

Você pode citar que os dialetos servo-croatas se dividem em três grupos: kaikaviano, cakaviano e stokaviano.

O kaikaviano ou ekaviano subdivide-se em outros seis subdialetos. Seu uso se concentra no norte da Croácia, em torno de Zagreb, e compartilha vários termos com o esloveno.

O cakaviano é falado na Ístria (maior península do Mar Adriático. É dividida entre três países: Croácia, Eslovênia e Itália. A maior parte da Ístria pertence à Croácia).

O stokaviano é o dialeto principal. Esse dialeto apresenta onze subdivisões e seu uso se localiza no resto da Croácia, Bósnia e Herzegovina, Sérvia e Montenegro.

No slide 9 e no material complementar está disponível o mapa que deve ser complementado pelos alunos com o auxílio da relação dos estados presente no material complementar e do mapa de dialetos.

Repare que no exemplo (slide 9) está circulado de duas cores, azul e verde, pois no estado de Zadar, onde nasceu o goleiro Subasic, são falados dois dialetos.

Para você saber mais:

Mapa da Croácia: Wikicommons. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Counties_of_Croatia.png. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da revista Super Interessante disponível em: https://super.abril.com.br/comportamento/novas-linguas/. Acesso em 8 de março de 2019.

Ação Propositiva select-down

Slide Plano Aula

Orientações: A questão do dialeto será aqui trabalhada com o auxílio do mapa político e do mapa temático de dialetos para que os alunos se familiarizem com um dos fatores que levou à independência da Croácia. Aponte que a aproximação de uma comunidade através de uma língua é um dos passos para a coesão de uma Nação.

Pontue que um dialeto é uma linguagem própria de determinadas comunidades que existe simultaneamente à outra língua, no caso da Croácia, a língua croata. O dialeto é uma variante linguística, que tem origem em uma outra língua e que não necessariamente é originada na língua oficial do território em que se fala o dialeto. Por vezes, na comunidade, fala-se apenas o dialeto local, sem o uso da língua oficial do país.

Portanto, dialeto e sotaque são distintos, bem como idioma e dialeto. Idioma não é sinônimo exato de dialeto, pois o idioma é um termo caracterizado politicamente, em referência à língua oficial de um país.

Você pode utilizar uma matéria da Revista Super Interessante, sobre novas línguas, onde ela menciona o romance “1984”, de George Orwell para dizer que nessa ficção as palavras que expressam ideias perigosas e criam-se outras que anulam as críticas ao Estado. E assim, a fala foi reduzida, modificada e condensada até virar a novilíngua – o idioma extremamente simplificado com o qual uma ditadura do futuro controlava o pensamento das pessoas. Segundo a revista, “esse tipo de engenharia linguística não acontece apenas na ficção. Alguns governos, etnias e grupos de intelectuais também tentam reformar seus idiomas. Pergunte aos alunos os objetivos dessas reformas na língua e o surgimento de outras. A resposta deve englobar a tentativa de forjar uma identidade nacional.

Outro símbolo da identidade nacional que é transmitida ao mundo inteiro a cada 4 anos, é a seleção de cada país. Pergunte aos alunos se eles se recordam que a Croácia conquistou o vice campeonato na Copa de 2018, ocorrida na Rússia.

Assistir aos jogos da seleção é uma forma de unir o povo croata, embora a maioria dos jogadores croatas atuem em outros times, sobretudo os europeus.

Você deverá colar no quadro o mapa político da Croácia, o mapa dos dialetos e o mapa político com os estados numerados que encontra-se no slide 9 e no material complementar.

Não é necessário separar os alunos em grupos. O ideal é que eles se aproximem dos mapas, conversem, debatam até completarem os quadrados destinados aos 8 jogadores.

Coloque em cima da mesa do professor os jogadores da seleção. Explique que dos 11 titulares, 9 são croatas. Assim, eles terão 8 jogadores para preencher no mapa, pois um já está colado como exemplo.

Para que eles colem, disponibilize fitas dupla-face.

Após colar os 8 jogadores croatas, os alunos deverão circular de hidrocor verde os jogadores que são das regiões onde se fala o dialeto Estokavo (ou stokaviano), de roxo o dialeto kaikaviano e azul o dialeto chakaviano (ou cakaviano). Pode ser que o aluno perceba que mais de um dialeto é falado num mesmo estado. Assim, ele terá que circular com as duas cores, tal como no exemplo do goleiro Subasic.

Exemplo no material complementar e no slide 9.

O principal objetivo dessa dinâmica é que os alunos percebam que a heterogeneidade de um país por vezes é “deixada de lado” por algo maior, como na hora de compor uma seleção de futebol e competir no maior campeonato mundial. Além disso, torcer pela seleção exacerba o sentimento de nacionalismo, que é um dos pontos mais característicos de um Estado-nação. Os torcedores vestem as cores da bandeira nacional e levam-na para os estádios. Esse movimento nacionalista dos croatas (que já eram a maioria no território onde hoje é a Croácia) impulsionou a formação desse Estado-Nação. No entanto, o mapa dos dialetos deixará claro que mesmo sendo um Estado-Nação, a Croácia convive com distintas culturas e dialetos dentro de seu território, que são evidenciados na formação da seleção do país.

Você pode citar que os dialetos servo-croatas se dividem em três grupos: kaikaviano, cakaviano e stokaviano.

O kaikaviano ou ekaviano subdivide-se em outros seis subdialetos. Seu uso se concentra no norte da Croácia, em torno de Zagreb, e compartilha vários termos com o esloveno.

O cakaviano é falado na Ístria (maior península do Mar Adriático. É dividida entre três países: Croácia, Eslovênia e Itália. A maior parte da Ístria pertence à Croácia).

O stokaviano é o dialeto principal. Esse dialeto apresenta onze subdivisões e seu uso se localiza no resto da Croácia, Bósnia e Herzegovina, Sérvia e Montenegro.

No slide 9 e no material complementar está disponível o mapa que deve ser complementado pelos alunos com o auxílio da relação dos estados presente no material complementar e do mapa de dialetos.

Repare que no exemplo (slide 9) está circulado de duas cores, azul e verde, pois no estado de Zadar, onde nasceu o goleiro Subasic, são falados dois dialetos.

Para você saber mais:

Mapa da Croácia: Wikicommons. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Counties_of_Croatia.png. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da revista Super Interessante disponível em: https://super.abril.com.br/comportamento/novas-linguas/. Acesso em 8 de março de 2019.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Para o fechamento dessa aula é importante que os alunos compreendam que não é apenas a língua e a seleção que trazem a coesão necessária para a formação de um Estado-Nação. Utilize esse momento para instigar uma “tempestade de ideias” por parte dos alunos. Eles devem dizer outros elementos importantes para que haja a formação de um Estado-Nação. Conforme os alunos forem falando, você deve escrever o no quadro. Se preferir, peça para que o aluno que falou, escreva.

Dentre os fatores que podem ser citados, estão: defesa nacional, hino, bandeira, leis, voto, território, etc.

Em seguida, estimule um breve debate direcionado pelas seguintes questões: Os Estados-nação estão em constante transformação?

Dessa maneira, os alunos podem utilizar as informações do início da aula sobre a fragmentação da Iugoslávia que ocorreu há não muito tempo, os movimentos separatistas que se fazem presentes em algumas partes do globo, inclusive no Brasil, e o mapa de dialetos da ação propositiva que incita a questionar sobre a coesão de um Estado-Nação.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09GE15 de Geografia, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. Essa habilidade consiste em comparar e classificar diferentes regiões do mundo com base em informações populacionais, econômicas e socioambientais representadas em mapas temáticos e com diferentes projeções cartográficas. Nesta aula, os alunos trabalharão com mapa um mapa político e um mapa temático para entender a heterogeneidade que pode haver em um Estado-Nação, mesmo que este passe a ideia de coesão a partir de suas simbologias nacionalistas.

Materiais necessários: Figuras e mapas do material complementar impressos coloridos, hidrocor roxo, azul e verde, fita dupla face ou durex.

Material complementar:

Mapas e informações: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/JgzdszJSTajEKBugm3jXK9bjHMrjJvN5fPrqcFceN2jYGgcCnwgKcQU6nG3U/geo9-15und5-mapas-e-informacoes.pdf

Link para os mapas:

Ex-Iugoslávia: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Antiga_Iugosl%C3%A0via_-_2006-es.svg. Acesso e 28 de abril de 2019.

Bandeira da Croácia disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/Hrvatska#/media/File:Flag_of_Croatia.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa político da Croácia: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Un-croatia-es.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa político da Croácia com os estados numerados: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Counties_of_Croatia.png. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa dos dialetos falados na Croácia: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Croatian_dialects-es.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

Para você saber mais:

ADAS, Melhem. Geografia. 5ª edição. São Paulo: Moderna, 2006.

ADAS, Melhem; ADAS, Sérgio. Expedições Geográficas. 9º ano. 1ª ed., São Paulo: Moderna, 2011. pp. 138-139.

Mapa disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_da_Jugosl%C3%A1via#/media/File:Yugoslavia_1998_ethnic_map_pt.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

Sobre movimentos separatistas no Brasil: Matéria do jornal Gazeta do Povo intitulada “Não é só do Sul! Nordeste, Norte e até Brasília querem se separar do Brasil”. Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/nao-e-so-o-sul-nordeste-norte-e-ate-brasilia-tambem-querem-se-separar-do-brasil-dl27j0iy69c1h73sj6lejk2o7/. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da BBC Brasil intitulada “As diferenças - e semelhanças - entre o separatismo do Sul do Brasil e o da Catalunha”. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-41741975. Acesso em 7 de março de 2019.

CHAUÍ, Marilena. Brasil: mito fundador e sociedade autoritária. Fundação Perseu Abramo, 2000.

Resenha de Flávio Moura disponível no site da Fundação Perseu Abramo: https://fpabramo.org.br/2006/04/23/brasil-mito-fundador-e-sociedade-autoritaria-resenha-de-flavio-moura/. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da revista Super Interessante disponível em: https://super.abril.com.br/comportamento/novas-linguas/. Acesso em 8 de março de 2019.

Contextos prévios: Fim da União Soviética e formação da União Europeia.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos

Orientações: Fale aos alunos que nessa aula eles aprenderão sobre independência da Croácia, um país surgido a partir da desintegração da ex-Iugoslávia, por sua vez, um país socialista que até o início da década de 1990 manteve sua integridade territorial e política.

Antes da nova configuração, a Iugoslávia era formada por seis repúblicas: Eslovênia, Croácia, Sérvia, Bósnia-Herzegovina, Montenegro e Macedônia. A mais importante delas era a Sérvia, que incluía as províncias de Kosovo e Voivodina. Na Sérvia também se localizava a capital iugoslava, Belgrado.

Diga que eles compreenderão algumas características que impulsionam a formação de Estados-Nação, como o sentimento de nacionalismo, que está atrelado aos símbolos e às convicções vistos como traços representativos de uma determinada identidade nacional.

O caso da Croácia e de todos os países formados a partir da fragmentação da Iugoslávia, é peculiar, pois conforme eles verão ao longo dessa aula, a composição étnica é bem diversificada, dificultando a coesão dos símbolos e convicções nacionalistas. Além disso, a Croácia conta com três dialetos distintos em seu território.

A partir dessas peculiaridades da Croácia e do seu destaque mundial através do vice-campeonato da Copa do Mundo do ano de 2018, os alunos alocarão os jogadores da seleção em seus respectivos estados de nascimento. Posteriormente, os alunos entenderão através da comparação do mapa político com o mapa temático de dialetos croatas que nem todos os jogadores falam o mesmo dialeto, o que coloca em xeque um dos principais fatores de coesão de uma nação: a língua.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Para compreender a fragmentação do território iugoslavo é necessário visualizar algumas de suas grandes questões, expressa no mapa: a diversidade de nacionalidades e a diversidade étnica. Explique que os movimentos separatistas são mobilizações que pregam o independentismo de determinados territórios. Geralmente esses movimentos são motivados pela autodeterminação dos povos a partir de questões religiosas, políticas, culturais e econômicas.

Outras questões podem impulsionar a fragmentação de um território. No caso da Iugoslávia, o afrouxamento dos laços de dominação exercido pela União Soviética sobre os países do Leste Europeu acabou levando ao desmoronamento dos governos socialistas nesses países a partir do ano de 1989, momento em que a União Soviética retornava à economia de mercado e à democracia com Gorbachev.

Antes de dar origem a novos Estados, nas décadas de 1990 e 2000, a antiga Iugoslávia foi palco de confrontos armados entre vários povos, como sérvios, croatas, macedônios, eslovenos, albaneses, bósnios, muçulmanos, além de outras etnias.

Além disso, a política econômica do regime socialista imposta aos países do Leste Europeu foi, de modo geral, marcada pelo incentivo à indústria de base em detrimento das indústrias de bens de capital e de consumo. Aliada à centralização política, esse quadro resultou em repressão social e distanciamento dos mercados mundiais, acarretando prejuízos à população, como racionamento de bens de consumo e o cerceamento da liberdade de expressão (ADAS & ADAS, 2011, p. 7-8 - anexo).

Como adequar à sua realidade: A questão separatista também está presente na realidade brasileira, ainda que de forma mais branda. Abaixo há duas matérias sobre os movimentos separatistas brasileiros. A matéria da BBC Brasil compara o movimento separatista brasileiro ao movimento separatista da Catalunha, na Espanha.

Para você saber mais:

Após a Segunda Guerra Mundial, a Iugoslávia tornou-se uma república socialista sob o comando do marechal Josip Broz Tito, que conseguiu manter a unidade das seis repúblicas iugoslavas. Com sua morte no ano de 1980, teve início uma série de tensões nacionalistas. Somada à queda do Muro de Berlim (1989) e à desintegração da União Soviética (1991), ocorreu um ressurgimento dessas tensões com ainda mais veemência (ADAS, 2006, p. 128).

ADAS, Melhem. Geografia. 5ª edição. São Paulo: Moderna, 2006.

ADAS, Melhem; ADAS, Sérgio. Expedições Geográficas. 9º ano. 1ª ed., São Paulo: Moderna, 2011. pp. 138-139.

Mapa disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Antiga_Iugosl%C3%A0via_-_2006-es.svg. Acesso em 28 de abril de 2019.

Sobre movimentos separatistas no Brasil: Matéria do jornal Gazeta do Povo intitulada “Não é só do Sul! Nordeste, Norte e até Brasília querem se separar do Brasil”. Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/nao-e-so-o-sul-nordeste-norte-e-ate-brasilia-tambem-querem-se-separar-do-brasil-dl27j0iy69c1h73sj6lejk2o7/. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da BBC Brasil intitulada “As diferenças - e semelhanças - entre o separatismo do Sul do Brasil e o da Catalunha”. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-41741975. Acesso em 7 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Nessa parte da aula os alunos devem discutir entre eles os elementos que permitem a existência de um Estado-Nação e a fragmentação do mesmo, conforme aconteceu com a Iugoslávia. Questione se a existência de uma seleção de futebol é uma das expressões de coesão de um país. E se esses jogadores não falarem o mesmo dialeto? Ainda sim compõem uma seleção?

Diga que a Croácia ainda é composta por distintas etnias, mas que a guerra civil que resultou em sua independência, obrigou muitas minorias a deixar o país.

Aponte que mais da metade da população da Croácia vive nas cidades. Os croatas correspondem a 90% da população. A maioria segue a religião católica e fala a língua croata. Os sérvios são menos de 5% da população. A maioria deles segue o cristianismo ortodoxo e fala o idioma sérvio. Existem grupos menores de bósnios (muçulmanos), italianos, húngaros e outras nacionalidades.

Depois mostre o mapa político atual da Croácia (slide 5) e diga que apesar da presença de outras nacionalidades e etnias, o país segue unido e conseguiu, inclusive, adentrar a União Europeia no ano de 2011.

Em seguida, os alunos devem discutir entre eles os elementos que permitem a existência de um Estado-Nação e a fragmentação do mesmo, conforme aconteceu com a Iugoslávia. Quais elementos possibilitam a existência de um estado-nação? Por quais motivos a Croácia pode ou não ser considerado um estado-nação?

Diga que a existência de uma seleção de futebol é uma das expressões de coesão de um país, pois traduz um sentimento de nacionalismo, um dos pontos mais característicos de um Estado-nação. Com esse sentimento há também um conjunto de símbolos e convicções que são traços representativos de uma identidade nacional. Além disso, para se constituir um Estado-nação é necessário uma línguas em comum, religiosidade, um hino, uma bandeira.

A Croácia ainda é composta por distintas etnias, mas que a guerra civil que resultou em sua independência, obrigou muitas minorias a deixar o país.

Aponte que mais da metade da população da Croácia vive nas cidades. Os croatas correspondem a 90 por cento da população. A maioria segue a religião católica e fala a língua croata. Os sérvios são menos de 5% da população. A maioria deles segue o cristianismo ortodoxo e fala o idioma sérvio. Existem grupos menores de bósnios (muçulmanos), italianos, húngaros e outras nacionalidades.

Chame atenção para o mapa político atual da Croácia e diga que apesar da presença de outras nacionalidades e etnias o país segue coeso e conseguiu, inclusive, adentrar a União Europeia no ano de 2011.

Para finalizar, mostre aos alunos a divisão política de cada estado do Croácia. Cada número é um estado (slide 6 e material complementar).

Os nomes dos estados de cada número estão presentes no material complementar. Em princípio, esse mapa tem a finalidade de apresentar a divisão dos estados de forma mais didática do que o mapa anterior.

Como adequar à sua realidade: Você pode questionar os porquês do Brasil ser considerado um Estado-Nação. Os alunos devem falar dos símbolos, da língua, do sentimento de nacionalismo. Para contrapor essa ideia que parece ser fechada, é possível citar o estudo da filósofa Marilena Chauí, em “Brasil: mito fundador e sociedade autoritária”. Nessa obra, a autora fala sobre o mito de um Brasil idílico que habita o nosso inconsciente e que permitiu um projeto nacional arcaico que consegue mascarar uma realidade opressora. Ao bloquear a percepção de nossa própria truculência, estaríamos crendo que fazemos parte de uma nação unificada, ligada por identidades e interesses comuns. Somado ao hábito de supor que o autoritarismo é um fenômeno político que diz respeito apenas ao estado, o fato ajuda a ignorarmos que “é a sociedade brasileira que é autoritária, e que dela provêm as diversas manifestações do autoritarismo político.” (Resenha de Flávio Moura disponível no site da Fundação Perseu Abramo).

Para você saber mais:

Bandeira da Croácia disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/Hrvatska#/media/File:Flag_of_Croatia.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa político da Croácia disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Un-croatia-es.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

CHAUÍ, Marilena. Brasil: mito fundador e sociedade autoritária. Fundação Perseu Abramo, 2000.

Resenha de Flávio Moura disponível no site da Fundação Perseu Abramo: https://fpabramo.org.br/2006/04/23/brasil-mito-fundador-e-sociedade-autoritaria-resenha-de-flavio-moura/. Acesso em 7 de março de 2019.

Sobre movimentos separatistas no Brasil: Matéria do jornal Gazeta do Povo intitulada “Não é só do Sul! Nordeste, Norte e até Brasília querem se separar do Brasil”. Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/nao-e-so-o-sul-nordeste-norte-e-ate-brasilia-tambem-querem-se-separar-do-brasil-dl27j0iy69c1h73sj6lejk2o7/. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da BBC Brasil intitulada “As diferenças - e semelhanças - entre o separatismo do Sul do Brasil e o da Catalunha”. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-41741975. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa temático da divisão dos estados da Croácia. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Counties_of_Croatia.png . Acesso em 7 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Nessa parte da aula os alunos devem discutir entre eles os elementos que permitem a existência de um Estado-Nação e a fragmentação do mesmo, conforme aconteceu com a Iugoslávia. Questione se a existência de uma seleção de futebol é uma das expressões de coesão de um país. E se esses jogadores não falarem o mesmo dialeto? Ainda sim compõem uma seleção?

Diga que a Croácia ainda é composta por distintas etnias, mas que a guerra civil que resultou em sua independência, obrigou muitas minorias a deixar o país.

Aponte que mais da metade da população da Croácia vive nas cidades. Os croatas correspondem a 90% da população. A maioria segue a religião católica e fala a língua croata. Os sérvios são menos de 5% da população. A maioria deles segue o cristianismo ortodoxo e fala o idioma sérvio. Existem grupos menores de bósnios (muçulmanos), italianos, húngaros e outras nacionalidades.

Depois mostre o mapa político atual da Croácia (slide 5) e diga que apesar da presença de outras nacionalidades e etnias, o país segue unido e conseguiu, inclusive, adentrar a União Europeia no ano de 2011.

Em seguida, os alunos devem discutir entre eles os elementos que permitem a existência de um Estado-Nação e a fragmentação do mesmo, conforme aconteceu com a Iugoslávia. Questione se a existência de uma seleção de futebol é uma das expressões de coesão de um país. E se esses jogadores não falarem o mesmo dialeto? Ainda sim compõem uma seleção?

Diga que a Croácia ainda é composta por distintas etnias, mas que a guerra civil que resultou em sua independência, obrigou muitas minorias a deixar o país.

Aponte que mais da metade da população da Croácia vive nas cidades. Os croatas correspondem a 90 por cento da população. A maioria segue a religião católica e fala a língua croata. Os sérvios são menos de 5% da população. A maioria deles segue o cristianismo ortodoxo e fala o idioma sérvio. Existem grupos menores de bósnios (muçulmanos), italianos, húngaros e outras nacionalidades.

Chame atenção para o mapa político atual da Croácia e diga que apesar da presença de outras nacionalidades e etnias o país segue coeso e conseguiu, inclusive, adentrar a União Europeia no ano de 2011.

Para finalizar, mostre aos alunos a divisão política de cada estado do Croácia. Cada número é um estado (slide 6 e material complementar).

Os nomes dos estados de cada número estão presentes no material complementar. Em princípio, esse mapa tem a finalidade de apresentar a divisão dos estados de forma mais didática do que o mapa anterior.

Como adequar à sua realidade: Você pode questionar os porquês do Brasil ser considerado um Estado-Nação. Os alunos devem falar dos símbolos, da língua, do sentimento de nacionalismo. Para contrapor essa ideia que parece ser fechada, é possível citar o estudo da filósofa Marilena Chauí, em “Brasil: mito fundador e sociedade autoritária”. Nessa obra, a autora fala sobre o mito de um Brasil idílico que habita o nosso inconsciente e que permitiu um projeto nacional arcaico que consegue mascarar uma realidade opressora. Ao bloquear a percepção de nossa própria truculência, estaríamos crendo que fazemos parte de uma nação unificada, ligada por identidades e interesses comuns. Somado ao hábito de supor que o autoritarismo é um fenômeno político que diz respeito apenas ao estado, o fato ajuda a ignorarmos que “é a sociedade brasileira que é autoritária, e que dela provêm as diversas manifestações do autoritarismo político.” (Resenha de Flávio Moura disponível no site da Fundação Perseu Abramo).

Para você saber mais:

Bandeira da Croácia disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/Hrvatska#/media/File:Flag_of_Croatia.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa político da Croácia disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Un-croatia-es.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

CHAUÍ, Marilena. Brasil: mito fundador e sociedade autoritária. Fundação Perseu Abramo, 2000.

Resenha de Flávio Moura disponível no site da Fundação Perseu Abramo: https://fpabramo.org.br/2006/04/23/brasil-mito-fundador-e-sociedade-autoritaria-resenha-de-flavio-moura/. Acesso em 7 de março de 2019.

Sobre movimentos separatistas no Brasil: Matéria do jornal Gazeta do Povo intitulada “Não é só do Sul! Nordeste, Norte e até Brasília querem se separar do Brasil”. Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/nao-e-so-o-sul-nordeste-norte-e-ate-brasilia-tambem-querem-se-separar-do-brasil-dl27j0iy69c1h73sj6lejk2o7/. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da BBC Brasil intitulada “As diferenças - e semelhanças - entre o separatismo do Sul do Brasil e o da Catalunha”. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-41741975. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa temático da divisão dos estados da Croácia. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Counties_of_Croatia.png . Acesso em 7 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Nessa parte da aula os alunos devem discutir entre eles os elementos que permitem a existência de um Estado-Nação e a fragmentação do mesmo, conforme aconteceu com a Iugoslávia. Questione se a existência de uma seleção de futebol é uma das expressões de coesão de um país. E se esses jogadores não falarem o mesmo dialeto? Ainda sim compõem uma seleção?

Diga que a Croácia ainda é composta por distintas etnias, mas que a guerra civil que resultou em sua independência, obrigou muitas minorias a deixar o país.

Aponte que mais da metade da população da Croácia vive nas cidades. Os croatas correspondem a 90% da população. A maioria segue a religião católica e fala a língua croata. Os sérvios são menos de 5% da população. A maioria deles segue o cristianismo ortodoxo e fala o idioma sérvio. Existem grupos menores de bósnios (muçulmanos), italianos, húngaros e outras nacionalidades.

Depois mostre o mapa político atual da Croácia (slide 5) e diga que apesar da presença de outras nacionalidades e etnias, o país segue unido e conseguiu, inclusive, adentrar a União Europeia no ano de 2011.

Em seguida, os alunos devem discutir entre eles os elementos que permitem a existência de um Estado-Nação e a fragmentação do mesmo, conforme aconteceu com a Iugoslávia. Questione se a existência de uma seleção de futebol é uma das expressões de coesão de um país. E se esses jogadores não falarem o mesmo dialeto? Ainda sim compõem uma seleção?

Diga que a Croácia ainda é composta por distintas etnias, mas que a guerra civil que resultou em sua independência, obrigou muitas minorias a deixar o país.

Aponte que mais da metade da população da Croácia vive nas cidades. Os croatas correspondem a 90 por cento da população. A maioria segue a religião católica e fala a língua croata. Os sérvios são menos de 5% da população. A maioria deles segue o cristianismo ortodoxo e fala o idioma sérvio. Existem grupos menores de bósnios (muçulmanos), italianos, húngaros e outras nacionalidades.

Chame atenção para o mapa político atual da Croácia e diga que apesar da presença de outras nacionalidades e etnias o país segue coeso e conseguiu, inclusive, adentrar a União Europeia no ano de 2011.

Para finalizar, mostre aos alunos a divisão política de cada estado do Croácia. Cada número é um estado (slide 6 e material complementar).

Os nomes dos estados de cada número estão presentes no material complementar. Em princípio, esse mapa tem a finalidade de apresentar a divisão dos estados de forma mais didática do que o mapa anterior.

Como adequar à sua realidade: Você pode questionar os porquês do Brasil ser considerado um Estado-Nação. Os alunos devem falar dos símbolos, da língua, do sentimento de nacionalismo. Para contrapor essa ideia que parece ser fechada, é possível citar o estudo da filósofa Marilena Chauí, em “Brasil: mito fundador e sociedade autoritária”. Nessa obra, a autora fala sobre o mito de um Brasil idílico que habita o nosso inconsciente e que permitiu um projeto nacional arcaico que consegue mascarar uma realidade opressora. Ao bloquear a percepção de nossa própria truculência, estaríamos crendo que fazemos parte de uma nação unificada, ligada por identidades e interesses comuns. Somado ao hábito de supor que o autoritarismo é um fenômeno político que diz respeito apenas ao estado, o fato ajuda a ignorarmos que “é a sociedade brasileira que é autoritária, e que dela provêm as diversas manifestações do autoritarismo político.” (Resenha de Flávio Moura disponível no site da Fundação Perseu Abramo).

Para você saber mais:

Bandeira da Croácia disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/Hrvatska#/media/File:Flag_of_Croatia.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa político da Croácia disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Un-croatia-es.svg. Acesso em 7 de março de 2019.

CHAUÍ, Marilena. Brasil: mito fundador e sociedade autoritária. Fundação Perseu Abramo, 2000.

Resenha de Flávio Moura disponível no site da Fundação Perseu Abramo: https://fpabramo.org.br/2006/04/23/brasil-mito-fundador-e-sociedade-autoritaria-resenha-de-flavio-moura/. Acesso em 7 de março de 2019.

Sobre movimentos separatistas no Brasil: Matéria do jornal Gazeta do Povo intitulada “Não é só do Sul! Nordeste, Norte e até Brasília querem se separar do Brasil”. Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/nao-e-so-o-sul-nordeste-norte-e-ate-brasilia-tambem-querem-se-separar-do-brasil-dl27j0iy69c1h73sj6lejk2o7/. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da BBC Brasil intitulada “As diferenças - e semelhanças - entre o separatismo do Sul do Brasil e o da Catalunha”. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-41741975. Acesso em 7 de março de 2019.

Mapa temático da divisão dos estados da Croácia. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Counties_of_Croatia.png . Acesso em 7 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 27 minutos

Orientações: A questão do dialeto será aqui trabalhada com o auxílio do mapa político e do mapa temático de dialetos para que os alunos se familiarizem com um dos fatores que levou à independência da Croácia. Aponte que a aproximação de uma comunidade através de uma língua é um dos passos para a coesão de uma Nação.

Pontue que um dialeto é uma linguagem própria de determinadas comunidades que existe simultaneamente à outra língua, no caso da Croácia, a língua croata. O dialeto é uma variante linguística, que tem origem em uma outra língua e que não necessariamente é originada na língua oficial do território em que se fala o dialeto. Por vezes, na comunidade, fala-se apenas o dialeto local, sem o uso da língua oficial do país.

Portanto, dialeto e sotaque são distintos, bem como idioma e dialeto. Idioma não é sinônimo exato de dialeto, pois o idioma é um termo caracterizado politicamente, em referência à língua oficial de um país.

Você pode utilizar uma matéria da Revista Super Interessante, sobre novas línguas, onde ela menciona o romance “1984”, de George Orwell para dizer que nessa ficção as palavras que expressam ideias perigosas e criam-se outras que anulam as críticas ao Estado. E assim, a fala foi reduzida, modificada e condensada até virar a novilíngua – o idioma extremamente simplificado com o qual uma ditadura do futuro controlava o pensamento das pessoas. Segundo a revista, “esse tipo de engenharia linguística não acontece apenas na ficção. Alguns governos, etnias e grupos de intelectuais também tentam reformar seus idiomas. Pergunte aos alunos os objetivos dessas reformas na língua e o surgimento de outras. A resposta deve englobar a tentativa de forjar uma identidade nacional.

Outro símbolo da identidade nacional que é transmitida ao mundo inteiro a cada 4 anos, é a seleção de cada país. Pergunte aos alunos se eles se recordam que a Croácia conquistou o vice campeonato na Copa de 2018, ocorrida na Rússia.

Assistir aos jogos da seleção é uma forma de unir o povo croata, embora a maioria dos jogadores croatas atuem em outros times, sobretudo os europeus.

Você deverá colar no quadro o mapa político da Croácia, o mapa dos dialetos e o mapa político com os estados numerados que encontra-se no slide 9 e no material complementar.

Não é necessário separar os alunos em grupos. O ideal é que eles se aproximem dos mapas, conversem, debatam até completarem os quadrados destinados aos 8 jogadores.

Coloque em cima da mesa do professor os jogadores da seleção. Explique que dos 11 titulares, 9 são croatas. Assim, eles terão 8 jogadores para preencher no mapa, pois um já está colado como exemplo.

Para que eles colem, disponibilize fitas dupla-face.

Após colar os 8 jogadores croatas, os alunos deverão circular de hidrocor verde os jogadores que são das regiões onde se fala o dialeto Estokavo (ou stokaviano), de roxo o dialeto kaikaviano e azul o dialeto chakaviano (ou cakaviano). Pode ser que o aluno perceba que mais de um dialeto é falado num mesmo estado. Assim, ele terá que circular com as duas cores, tal como no exemplo do goleiro Subasic.

Exemplo no material complementar e no slide 9.

O principal objetivo dessa dinâmica é que os alunos percebam que a heterogeneidade de um país por vezes é “deixada de lado” por algo maior, como na hora de compor uma seleção de futebol e competir no maior campeonato mundial. Além disso, torcer pela seleção exacerba o sentimento de nacionalismo, que é um dos pontos mais característicos de um Estado-nação. Os torcedores vestem as cores da bandeira nacional e levam-na para os estádios. Esse movimento nacionalista dos croatas (que já eram a maioria no território onde hoje é a Croácia) impulsionou a formação desse Estado-Nação. No entanto, o mapa dos dialetos deixará claro que mesmo sendo um Estado-Nação, a Croácia convive com distintas culturas e dialetos dentro de seu território, que são evidenciados na formação da seleção do país.

Você pode citar que os dialetos servo-croatas se dividem em três grupos: kaikaviano, cakaviano e stokaviano.

O kaikaviano ou ekaviano subdivide-se em outros seis subdialetos. Seu uso se concentra no norte da Croácia, em torno de Zagreb, e compartilha vários termos com o esloveno.

O cakaviano é falado na Ístria (maior península do Mar Adriático. É dividida entre três países: Croácia, Eslovênia e Itália. A maior parte da Ístria pertence à Croácia).

O stokaviano é o dialeto principal. Esse dialeto apresenta onze subdivisões e seu uso se localiza no resto da Croácia, Bósnia e Herzegovina, Sérvia e Montenegro.

No slide 9 e no material complementar está disponível o mapa que deve ser complementado pelos alunos com o auxílio da relação dos estados presente no material complementar e do mapa de dialetos.

Repare que no exemplo (slide 9) está circulado de duas cores, azul e verde, pois no estado de Zadar, onde nasceu o goleiro Subasic, são falados dois dialetos.

Para você saber mais:

Mapa da Croácia: Wikicommons. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Counties_of_Croatia.png. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da revista Super Interessante disponível em: https://super.abril.com.br/comportamento/novas-linguas/. Acesso em 8 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: A questão do dialeto será aqui trabalhada com o auxílio do mapa político e do mapa temático de dialetos para que os alunos se familiarizem com um dos fatores que levou à independência da Croácia. Aponte que a aproximação de uma comunidade através de uma língua é um dos passos para a coesão de uma Nação.

Pontue que um dialeto é uma linguagem própria de determinadas comunidades que existe simultaneamente à outra língua, no caso da Croácia, a língua croata. O dialeto é uma variante linguística, que tem origem em uma outra língua e que não necessariamente é originada na língua oficial do território em que se fala o dialeto. Por vezes, na comunidade, fala-se apenas o dialeto local, sem o uso da língua oficial do país.

Portanto, dialeto e sotaque são distintos, bem como idioma e dialeto. Idioma não é sinônimo exato de dialeto, pois o idioma é um termo caracterizado politicamente, em referência à língua oficial de um país.

Você pode utilizar uma matéria da Revista Super Interessante, sobre novas línguas, onde ela menciona o romance “1984”, de George Orwell para dizer que nessa ficção as palavras que expressam ideias perigosas e criam-se outras que anulam as críticas ao Estado. E assim, a fala foi reduzida, modificada e condensada até virar a novilíngua – o idioma extremamente simplificado com o qual uma ditadura do futuro controlava o pensamento das pessoas. Segundo a revista, “esse tipo de engenharia linguística não acontece apenas na ficção. Alguns governos, etnias e grupos de intelectuais também tentam reformar seus idiomas. Pergunte aos alunos os objetivos dessas reformas na língua e o surgimento de outras. A resposta deve englobar a tentativa de forjar uma identidade nacional.

Outro símbolo da identidade nacional que é transmitida ao mundo inteiro a cada 4 anos, é a seleção de cada país. Pergunte aos alunos se eles se recordam que a Croácia conquistou o vice campeonato na Copa de 2018, ocorrida na Rússia.

Assistir aos jogos da seleção é uma forma de unir o povo croata, embora a maioria dos jogadores croatas atuem em outros times, sobretudo os europeus.

Você deverá colar no quadro o mapa político da Croácia, o mapa dos dialetos e o mapa político com os estados numerados que encontra-se no slide 9 e no material complementar.

Não é necessário separar os alunos em grupos. O ideal é que eles se aproximem dos mapas, conversem, debatam até completarem os quadrados destinados aos 8 jogadores.

Coloque em cima da mesa do professor os jogadores da seleção. Explique que dos 11 titulares, 9 são croatas. Assim, eles terão 8 jogadores para preencher no mapa, pois um já está colado como exemplo.

Para que eles colem, disponibilize fitas dupla-face.

Após colar os 8 jogadores croatas, os alunos deverão circular de hidrocor verde os jogadores que são das regiões onde se fala o dialeto Estokavo (ou stokaviano), de roxo o dialeto kaikaviano e azul o dialeto chakaviano (ou cakaviano). Pode ser que o aluno perceba que mais de um dialeto é falado num mesmo estado. Assim, ele terá que circular com as duas cores, tal como no exemplo do goleiro Subasic.

Exemplo no material complementar e no slide 9.

O principal objetivo dessa dinâmica é que os alunos percebam que a heterogeneidade de um país por vezes é “deixada de lado” por algo maior, como na hora de compor uma seleção de futebol e competir no maior campeonato mundial. Além disso, torcer pela seleção exacerba o sentimento de nacionalismo, que é um dos pontos mais característicos de um Estado-nação. Os torcedores vestem as cores da bandeira nacional e levam-na para os estádios. Esse movimento nacionalista dos croatas (que já eram a maioria no território onde hoje é a Croácia) impulsionou a formação desse Estado-Nação. No entanto, o mapa dos dialetos deixará claro que mesmo sendo um Estado-Nação, a Croácia convive com distintas culturas e dialetos dentro de seu território, que são evidenciados na formação da seleção do país.

Você pode citar que os dialetos servo-croatas se dividem em três grupos: kaikaviano, cakaviano e stokaviano.

O kaikaviano ou ekaviano subdivide-se em outros seis subdialetos. Seu uso se concentra no norte da Croácia, em torno de Zagreb, e compartilha vários termos com o esloveno.

O cakaviano é falado na Ístria (maior península do Mar Adriático. É dividida entre três países: Croácia, Eslovênia e Itália. A maior parte da Ístria pertence à Croácia).

O stokaviano é o dialeto principal. Esse dialeto apresenta onze subdivisões e seu uso se localiza no resto da Croácia, Bósnia e Herzegovina, Sérvia e Montenegro.

No slide 9 e no material complementar está disponível o mapa que deve ser complementado pelos alunos com o auxílio da relação dos estados presente no material complementar e do mapa de dialetos.

Repare que no exemplo (slide 9) está circulado de duas cores, azul e verde, pois no estado de Zadar, onde nasceu o goleiro Subasic, são falados dois dialetos.

Para você saber mais:

Mapa da Croácia: Wikicommons. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Counties_of_Croatia.png. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da revista Super Interessante disponível em: https://super.abril.com.br/comportamento/novas-linguas/. Acesso em 8 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: A questão do dialeto será aqui trabalhada com o auxílio do mapa político e do mapa temático de dialetos para que os alunos se familiarizem com um dos fatores que levou à independência da Croácia. Aponte que a aproximação de uma comunidade através de uma língua é um dos passos para a coesão de uma Nação.

Pontue que um dialeto é uma linguagem própria de determinadas comunidades que existe simultaneamente à outra língua, no caso da Croácia, a língua croata. O dialeto é uma variante linguística, que tem origem em uma outra língua e que não necessariamente é originada na língua oficial do território em que se fala o dialeto. Por vezes, na comunidade, fala-se apenas o dialeto local, sem o uso da língua oficial do país.

Portanto, dialeto e sotaque são distintos, bem como idioma e dialeto. Idioma não é sinônimo exato de dialeto, pois o idioma é um termo caracterizado politicamente, em referência à língua oficial de um país.

Você pode utilizar uma matéria da Revista Super Interessante, sobre novas línguas, onde ela menciona o romance “1984”, de George Orwell para dizer que nessa ficção as palavras que expressam ideias perigosas e criam-se outras que anulam as críticas ao Estado. E assim, a fala foi reduzida, modificada e condensada até virar a novilíngua – o idioma extremamente simplificado com o qual uma ditadura do futuro controlava o pensamento das pessoas. Segundo a revista, “esse tipo de engenharia linguística não acontece apenas na ficção. Alguns governos, etnias e grupos de intelectuais também tentam reformar seus idiomas. Pergunte aos alunos os objetivos dessas reformas na língua e o surgimento de outras. A resposta deve englobar a tentativa de forjar uma identidade nacional.

Outro símbolo da identidade nacional que é transmitida ao mundo inteiro a cada 4 anos, é a seleção de cada país. Pergunte aos alunos se eles se recordam que a Croácia conquistou o vice campeonato na Copa de 2018, ocorrida na Rússia.

Assistir aos jogos da seleção é uma forma de unir o povo croata, embora a maioria dos jogadores croatas atuem em outros times, sobretudo os europeus.

Você deverá colar no quadro o mapa político da Croácia, o mapa dos dialetos e o mapa político com os estados numerados que encontra-se no slide 9 e no material complementar.

Não é necessário separar os alunos em grupos. O ideal é que eles se aproximem dos mapas, conversem, debatam até completarem os quadrados destinados aos 8 jogadores.

Coloque em cima da mesa do professor os jogadores da seleção. Explique que dos 11 titulares, 9 são croatas. Assim, eles terão 8 jogadores para preencher no mapa, pois um já está colado como exemplo.

Para que eles colem, disponibilize fitas dupla-face.

Após colar os 8 jogadores croatas, os alunos deverão circular de hidrocor verde os jogadores que são das regiões onde se fala o dialeto Estokavo (ou stokaviano), de roxo o dialeto kaikaviano e azul o dialeto chakaviano (ou cakaviano). Pode ser que o aluno perceba que mais de um dialeto é falado num mesmo estado. Assim, ele terá que circular com as duas cores, tal como no exemplo do goleiro Subasic.

Exemplo no material complementar e no slide 9.

O principal objetivo dessa dinâmica é que os alunos percebam que a heterogeneidade de um país por vezes é “deixada de lado” por algo maior, como na hora de compor uma seleção de futebol e competir no maior campeonato mundial. Além disso, torcer pela seleção exacerba o sentimento de nacionalismo, que é um dos pontos mais característicos de um Estado-nação. Os torcedores vestem as cores da bandeira nacional e levam-na para os estádios. Esse movimento nacionalista dos croatas (que já eram a maioria no território onde hoje é a Croácia) impulsionou a formação desse Estado-Nação. No entanto, o mapa dos dialetos deixará claro que mesmo sendo um Estado-Nação, a Croácia convive com distintas culturas e dialetos dentro de seu território, que são evidenciados na formação da seleção do país.

Você pode citar que os dialetos servo-croatas se dividem em três grupos: kaikaviano, cakaviano e stokaviano.

O kaikaviano ou ekaviano subdivide-se em outros seis subdialetos. Seu uso se concentra no norte da Croácia, em torno de Zagreb, e compartilha vários termos com o esloveno.

O cakaviano é falado na Ístria (maior península do Mar Adriático. É dividida entre três países: Croácia, Eslovênia e Itália. A maior parte da Ístria pertence à Croácia).

O stokaviano é o dialeto principal. Esse dialeto apresenta onze subdivisões e seu uso se localiza no resto da Croácia, Bósnia e Herzegovina, Sérvia e Montenegro.

No slide 9 e no material complementar está disponível o mapa que deve ser complementado pelos alunos com o auxílio da relação dos estados presente no material complementar e do mapa de dialetos.

Repare que no exemplo (slide 9) está circulado de duas cores, azul e verde, pois no estado de Zadar, onde nasceu o goleiro Subasic, são falados dois dialetos.

Para você saber mais:

Mapa da Croácia: Wikicommons. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Counties_of_Croatia.png. Acesso em 7 de março de 2019.

Matéria da revista Super Interessante disponível em: https://super.abril.com.br/comportamento/novas-linguas/. Acesso em 8 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Para o fechamento dessa aula é importante que os alunos compreendam que não é apenas a língua e a seleção que trazem a coesão necessária para a formação de um Estado-Nação. Utilize esse momento para instigar uma “tempestade de ideias” por parte dos alunos. Eles devem dizer outros elementos importantes para que haja a formação de um Estado-Nação. Conforme os alunos forem falando, você deve escrever o no quadro. Se preferir, peça para que o aluno que falou, escreva.

Dentre os fatores que podem ser citados, estão: defesa nacional, hino, bandeira, leis, voto, território, etc.

Em seguida, estimule um breve debate direcionado pelas seguintes questões: Os Estados-nação estão em constante transformação?

Dessa maneira, os alunos podem utilizar as informações do início da aula sobre a fragmentação da Iugoslávia que ocorreu há não muito tempo, os movimentos separatistas que se fazem presentes em algumas partes do globo, inclusive no Brasil, e o mapa de dialetos da ação propositiva que incita a questionar sobre a coesão de um Estado-Nação.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Formas de representação e pensamento espacial do 9º ano :

MAIS AULAS DE Geografia do 9º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF09GE15 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Geografia

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano