17514
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Geografia > 6º ano > Unidade

Plano de aula - Como recuperar áreas degradadas?

Plano de aula de Geografia com atividades para 6º ano do Fundamental sobre recuperar uma parcela de solo degradado utilizando cobertura vegetal e adubação caseira.

Plano 09 de 10 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Regina Luiza Gouvea

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06GE10 de Geografia, que consta na BNCC, que consiste em explicar as diferentes formas de uso do solo (rotação de terras, terraceamento, aterros etc.) e de apropriação dos recursos hídricos (sistema de irrigação, tratamento e redes de distribuição), bem como suas vantagens e desvantagens em diferentes épocas e lugares. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Nesta aula os conhecerão três técnicas do método de nucleação, empregadas na recuperação de áreas degradadas. Este método consiste em propiciar a criação de pequenos núcleos em áreas degradadas induzindo uma heterogeneidade ambiental, ou seja, o surgimento de diferentes espécies no ambiente degradado. De posse das características essenciais de cada uma das técnicas e como devem ser empregadas, as equipes deverão propor a recuperação da margem de um curso d’água que passou por um processo de desmatamento e foi abandonado.

Materiais necessários: Projetor de slides; lápis ou caneta para anotação, tesoura e cola.

Material complementar:

Imagens Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZeGM67FD5DnYB8qYgswDEZNayH93Ty2YVmwxcGg9zMk3bh2B72AdgXVSubxw/geo6-10und09-imagens-contextualizacao.pdf

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/tMS2bZgs5mdYCWpsJdN5ar9qSm2ehGhexEEQtytkQysUzYf3xBUdczRYtzMT/geo6-10und09-imagens-problematizacao.pdf

Imagem Ação Propositiva:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4JXHUx3wzRpDqQYFfpWfczkCBM8qQPR2hezNwCwQFruUTkJkRk7n2MVHBGnX/geo6-10und09-imagem-acao-propositiva.pdf

Atividade da Ação Propositiva:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TFu4HRfppcf74nd4NgqzmXP6pXVRCYZYj9PnKkSHKpaB4Uspqqu6Z5DvUaMW/geo6-10und09-atividade-da-acao-propositiva.pdf

Atividade de Colagem - Ação Propositiva:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/76jqxUKtwPhe5V67bjJZ8NFsZvGaSkmUNKAUmNnSyJVVCxxFEUENT9uwVyF8/geo6-10und09-atividade-de-colagem-acao-propositiva.pdf

Para você saber mais:

Para conhecer o conceito de áreas degradadas, o histórico da degradação de áreas no Brasil e algumas técnicas de nucleação, utilizadas na recuperação de áreas degradadas, acesse o artigo:

TATSCH, Giovana Lucas. Recuperação de uma área degradada através do método de nucleação: Santa Margarida do Sul-RS. Disponível em: <http://cursos.unipampa.edu.br/cursos/engenhariaflorestal/files/2014/06/Giovana-Tatsch.pdf>. Acesso em: 26 fev. 2019.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos

Orientações: Projete o tema para os alunos, escreva no quadro ou fale para a turma que eles conhecerão os conceitos de áreas degradadas e recuperação de áreas degradadas, assim como a base legal para a recuperação dessas áreas. Após se apropriarem dos referidos conceitos eles conhecerão algumas técnicas usadas através do método de nucleação, que consiste em propiciar a criação de pequenos núcleos em áreas degradadas induzindo ao surgimento de diferentes espécies no ambiente e apresentarão um plano de recuperação de uma área às margens de um determinado curso d’água que passou por um processo de desmatamento.

Como adequar à sua realidade: Utilize imagens que remetam à sua localidade.

Para você saber mais:

Para conhecer o conceito de área degradada, recuperação de áreas degradadas, a base legal e algumas e algumas ações do Ministério do Meio Ambiente para a recuperação deste tipo de área, acesso o link:

BRASIL, Ministério do Meio Ambiente. Recuperação de Áreas Degradadas. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/cidades-sustentaveis/areas-verdes-urbanas/item/8705-recupera%C3%A7%C3%A3o-de-%C3%A1reas-degradadas>. Acesso em: 02 mar 2019.

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Projete as imagens para a turma. Os slides apresentam derrubada do pau-brasil com a ajuda de índios no século XVI; propriedade com áreas degradada; recuperação de áreas degradadas em jazidas de piçarra na Caatinga. Pergunte para os alunos se eles já viram áreas parecidas com essas e se conhecem a legislação para a recuperação de áreas degradadas.

É importante ressaltar para a turma que a recuperação de áreas degradadas encontra suporte na Constituição Federal de 1988, em seu art. 225; na Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981; assim como no decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000.

Art. 225 da Constituição Federal de 1988:

Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.

§ 1º - Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público:

I - Preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas.

Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente:

Art. 2º - A Política Nacional do Meio Ambiente tem por objetivo a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar, no País, condições ao desenvolvimento socioeconômico, aos interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana [...]

De acordo com a Lei nº 6.938/81, no seu art. 4º, a Política Nacional do Meio Ambiente visará:

VI - À preservação e restauração dos recursos ambientais com vistas à sua utilização racional e disponibilidade permanente, concorrendo para a manutenção do equilíbrio ecológico propício à vida.

Decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000, que dispõe sobre a criação do Programa Nacional de Florestas:

Art. 2º O PNF tem os seguintes objetivos:

II - Fomentar as atividades de reflorestamento, notadamente em pequenas propriedades rurais;

III - recuperar florestas de preservação permanente, de reserva legal e áreas alteradas.

Retome as imagens e questione-os se já viram áreas como as mostradas nas imagens.

Imagens Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZeGM67FD5DnYB8qYgswDEZNayH93Ty2YVmwxcGg9zMk3bh2B72AdgXVSubxw/geo6-10und09-imagens-contextualizacao.pdf

Para você saber mais:

Degradação é uma alteração adversa das características do solo em relação aos seus diversos usos possíveis.

De acordo com a Lei 9.985 de 18/07/2000, Art. 2º, recuperação é a “restituição de um ecossistema ou de uma população silvestre degradada a uma condição não degradada, que pode ser diferente de sua condição original”.

A ocupação do território brasileiro se caracterizou desde o seu descobrimento em 1500, pelo modelo predatório que acarretou a destruição de grande parte dos recursos naturais especialmente das florestas. Ao longo da história do Brasil, a cobertura nativa deu lugar a culturas agrícolas, as pastagens e as cidades, resultando problemas ambientais, como a extinção de espécies da fauna e flora (TATSCH, 2011).

TATSCH, Giovana Lucas. Recuperação de uma área degradada através do método de nucleação: Santa Margarida do Sul-RS. Disponível em: <http://cursos.unipampa.edu.br/cursos/engenhariaflorestal/files/2014/06/Giovana-Tatsch.pdf>. Acesso em: 26 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. Brasília, DF, jul. 2000. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9985.htm>. Acesso em: 04 mar 2019.

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Projete as imagens para a turma. Os slides apresentam derrubada do pau-brasil com a ajuda de índios no século XVI; propriedade com áreas degradada; recuperação de áreas degradadas em jazidas de piçarra na Caatinga. Pergunte para os alunos se eles já viram áreas parecidas com essas e se conhecem a legislação para a recuperação de áreas degradadas.

É importante ressaltar para a turma que a recuperação de áreas degradadas encontra suporte na Constituição Federal de 1988, em seu art. 225; na Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981; assim como no decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000.

Art. 225 da Constituição Federal de 1988:

Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.

§ 1º - Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público:

I - Preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas.

Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente:

Art. 2º - A Política Nacional do Meio Ambiente tem por objetivo a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar, no País, condições ao desenvolvimento socioeconômico, aos interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana [...]

De acordo com a Lei nº 6.938/81, no seu art. 4º, a Política Nacional do Meio Ambiente visará:

VI - À preservação e restauração dos recursos ambientais com vistas à sua utilização racional e disponibilidade permanente, concorrendo para a manutenção do equilíbrio ecológico propício à vida.

Decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000, que dispõe sobre a criação do Programa Nacional de Florestas:

Art. 2º O PNF tem os seguintes objetivos:

II - Fomentar as atividades de reflorestamento, notadamente em pequenas propriedades rurais;

III - recuperar florestas de preservação permanente, de reserva legal e áreas alteradas.

Retome as imagens e questione-os se já viram áreas como as mostradas nas imagens.

Imagens Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZeGM67FD5DnYB8qYgswDEZNayH93Ty2YVmwxcGg9zMk3bh2B72AdgXVSubxw/geo6-10und09-imagens-contextualizacao.pdf

Para você saber mais:

Degradação é uma alteração adversa das características do solo em relação aos seus diversos usos possíveis.

De acordo com a Lei 9.985 de 18/07/2000, Art. 2º, recuperação é a “restituição de um ecossistema ou de uma população silvestre degradada a uma condição não degradada, que pode ser diferente de sua condição original”.

A ocupação do território brasileiro se caracterizou desde o seu descobrimento em 1500, pelo modelo predatório que acarretou a destruição de grande parte dos recursos naturais especialmente das florestas. Ao longo da história do Brasil, a cobertura nativa deu lugar a culturas agrícolas, as pastagens e as cidades, resultando problemas ambientais, como a extinção de espécies da fauna e flora (TATSCH, 2011).

TATSCH, Giovana Lucas. Recuperação de uma área degradada através do método de nucleação: Santa Margarida do Sul-RS. Disponível em: <http://cursos.unipampa.edu.br/cursos/engenhariaflorestal/files/2014/06/Giovana-Tatsch.pdf>. Acesso em: 26 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. Brasília, DF, jul. 2000. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9985.htm>. Acesso em: 04 mar 2019.

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Projete as imagens para a turma. Os slides apresentam derrubada do pau-brasil com a ajuda de índios no século XVI; propriedade com áreas degradada; recuperação de áreas degradadas em jazidas de piçarra na Caatinga. Pergunte para os alunos se eles já viram áreas parecidas com essas e se conhecem a legislação para a recuperação de áreas degradadas.

É importante ressaltar para a turma que a recuperação de áreas degradadas encontra suporte na Constituição Federal de 1988, em seu art. 225; na Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981; assim como no decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000.

Art. 225 da Constituição Federal de 1988:

Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.

§ 1º - Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público:

I - Preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas.

Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente:

Art. 2º - A Política Nacional do Meio Ambiente tem por objetivo a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar, no País, condições ao desenvolvimento socioeconômico, aos interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana [...]

De acordo com a Lei nº 6.938/81, no seu art. 4º, a Política Nacional do Meio Ambiente visará:

VI - À preservação e restauração dos recursos ambientais com vistas à sua utilização racional e disponibilidade permanente, concorrendo para a manutenção do equilíbrio ecológico propício à vida.

Decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000, que dispõe sobre a criação do Programa Nacional de Florestas:

Art. 2º O PNF tem os seguintes objetivos:

II - Fomentar as atividades de reflorestamento, notadamente em pequenas propriedades rurais;

III - recuperar florestas de preservação permanente, de reserva legal e áreas alteradas.

Retome as imagens e questione-os se já viram áreas como as mostradas nas imagens.

Imagens Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZeGM67FD5DnYB8qYgswDEZNayH93Ty2YVmwxcGg9zMk3bh2B72AdgXVSubxw/geo6-10und09-imagens-contextualizacao.pdf

Para você saber mais:

Degradação é uma alteração adversa das características do solo em relação aos seus diversos usos possíveis.

De acordo com a Lei 9.985 de 18/07/2000, Art. 2º, recuperação é a “restituição de um ecossistema ou de uma população silvestre degradada a uma condição não degradada, que pode ser diferente de sua condição original”.

A ocupação do território brasileiro se caracterizou desde o seu descobrimento em 1500, pelo modelo predatório que acarretou a destruição de grande parte dos recursos naturais especialmente das florestas. Ao longo da história do Brasil, a cobertura nativa deu lugar a culturas agrícolas, as pastagens e as cidades, resultando problemas ambientais, como a extinção de espécies da fauna e flora (TATSCH, 2011).

TATSCH, Giovana Lucas. Recuperação de uma área degradada através do método de nucleação: Santa Margarida do Sul-RS. Disponível em: <http://cursos.unipampa.edu.br/cursos/engenhariaflorestal/files/2014/06/Giovana-Tatsch.pdf>. Acesso em: 26 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. Brasília, DF, jul. 2000. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9985.htm>. Acesso em: 04 mar 2019.

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Projete as imagens para a turma. Os slides apresentam derrubada do pau-brasil com a ajuda de índios no século XVI; propriedade com áreas degradada; recuperação de áreas degradadas em jazidas de piçarra na Caatinga. Pergunte para os alunos se eles já viram áreas parecidas com essas e se conhecem a legislação para a recuperação de áreas degradadas.

É importante ressaltar para a turma que a recuperação de áreas degradadas encontra suporte na Constituição Federal de 1988, em seu art. 225; na Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981; assim como no decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000.

Art. 225 da Constituição Federal de 1988:

Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.

§ 1º - Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público:

I - Preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas.

Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente:

Art. 2º - A Política Nacional do Meio Ambiente tem por objetivo a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar, no País, condições ao desenvolvimento socioeconômico, aos interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana [...]

De acordo com a Lei nº 6.938/81, no seu art. 4º, a Política Nacional do Meio Ambiente visará:

VI - À preservação e restauração dos recursos ambientais com vistas à sua utilização racional e disponibilidade permanente, concorrendo para a manutenção do equilíbrio ecológico propício à vida.

Decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000, que dispõe sobre a criação do Programa Nacional de Florestas:

Art. 2º O PNF tem os seguintes objetivos:

II - Fomentar as atividades de reflorestamento, notadamente em pequenas propriedades rurais;

III - recuperar florestas de preservação permanente, de reserva legal e áreas alteradas.

Retome as imagens e questione-os se já viram áreas como as mostradas nas imagens.

Imagens Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZeGM67FD5DnYB8qYgswDEZNayH93Ty2YVmwxcGg9zMk3bh2B72AdgXVSubxw/geo6-10und09-imagens-contextualizacao.pdf

Para você saber mais:

Degradação é uma alteração adversa das características do solo em relação aos seus diversos usos possíveis.

De acordo com a Lei 9.985 de 18/07/2000, Art. 2º, recuperação é a “restituição de um ecossistema ou de uma população silvestre degradada a uma condição não degradada, que pode ser diferente de sua condição original”.

A ocupação do território brasileiro se caracterizou desde o seu descobrimento em 1500, pelo modelo predatório que acarretou a destruição de grande parte dos recursos naturais especialmente das florestas. Ao longo da história do Brasil, a cobertura nativa deu lugar a culturas agrícolas, as pastagens e as cidades, resultando problemas ambientais, como a extinção de espécies da fauna e flora (TATSCH, 2011).

TATSCH, Giovana Lucas. Recuperação de uma área degradada através do método de nucleação: Santa Margarida do Sul-RS. Disponível em: <http://cursos.unipampa.edu.br/cursos/engenhariaflorestal/files/2014/06/Giovana-Tatsch.pdf>. Acesso em: 26 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. Brasília, DF, jul. 2000. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9985.htm>. Acesso em: 04 mar 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos

Orientações: Exponha para os alunos que a degradação ambiental pode ocorrer sem a presença dos seres vivos, decorrendo de causas naturais, como eventos meteorológicos e geológicos. Contudo, o papel do ser humano no processo de degradação ambiental é incontestável. Entre os fatores que podem ocasionar a degradação que afeta os ecossistemas florestais encontram-se: a expansão da fronteira agrícola, a expansão da área urbana, abertura de estradas, construção de barragem para geração de energia, extração de lenha e madeira, mineração, etc.

Projete os slides e pergunte aos alunos se os problemas apresentados são decorrentes de causas naturais ou humanas, ou mesmo, das duas. No slide 7, espera-se que respondam que causas humanas, pois houve uma intervenção para a construção e causas naturais, devido à ação da chuva. No slide 8, espera-se que digam que é predominantemente ocasionado pela intervenção humana. Na sequência, questione-os se eles sabem o que é degradação do solo e o que é preciso fazer para recuperar áreas degradadas. Isso estimulará eles a refletirem sobre o que foi estudado até aqui na aula, estimulando a pensarem sobre soluções para a degradação do solo.

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/tMS2bZgs5mdYCWpsJdN5ar9qSm2ehGhexEEQtytkQysUzYf3xBUdczRYtzMT/geo6-10und09-imagens-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Ecossistema florestal se caracteriza por uma unidade que inclui a totalidade dos organismos de uma determinada área que se relacionam entre si e com o meio físico.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Exponha para os alunos que a degradação ambiental pode ocorrer sem a presença dos seres vivos, decorrendo de causas naturais, como eventos meteorológicos e geológicos. Contudo, o papel do ser humano no processo de degradação ambiental é incontestável. Entre os fatores que podem ocasionar a degradação que afeta os ecossistemas florestais encontram-se: a expansão da fronteira agrícola, a expansão da área urbana, abertura de estradas, construção de barragem para geração de energia, extração de lenha e madeira, mineração, etc.

Projete os slides e pergunte aos alunos se os problemas apresentados são decorrentes de causas naturais ou humanas, ou mesmo, das duas. No slide 7, espera-se que respondam que causas humanas, pois houve uma intervenção para a construção e causas naturais, devido à ação da chuva. No slide 8, espera-se que digam que é predominantemente ocasionado pela intervenção humana. Na sequência, questione-os se eles sabem o que é degradação do solo e o que é preciso fazer para recuperar áreas degradadas. Isso estimulará eles a refletirem sobre o que foi estudado até aqui na aula, estimulando a pensarem sobre soluções para a degradação do solo.

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/tMS2bZgs5mdYCWpsJdN5ar9qSm2ehGhexEEQtytkQysUzYf3xBUdczRYtzMT/geo6-10und09-imagens-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Ecossistema florestal se caracteriza por uma unidade que inclui a totalidade dos organismos de uma determinada área que se relacionam entre si e com o meio físico.

Ação Propositiva select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações: O slide apresenta a recuperação de uma área degradada no Parque do Cabo Branco, em João Pessoa, Paraíba. Comente com os alunos que a recomposição desta área e o desenvolvimento das árvores contribui para a redução da poluição ambiental, diminuição da temperatura, favorecendo a criação de novos refúgios para pássaros e outros animais.

A atividade da ação propositiva requer a apropriação de conceitos e tipos de técnicas empregados na recuperação de áreas degradadas. De modo geral, utiliza-se os termos recuperar, reabilitar e restaurar como o caminho inverso de degradar. A diferença está nos objetivos, metas e também para caracterizar suas execuções (TATSCH, 2011). Nesta atividade, será empregado o método da nucleação para restauração de áreas degradadas, o mesmo empregado por Tatsch (2011).

Os conceitos encontram-se em “Para saber mais”. De acordo com a referida autora, a nucleação propõe criar pequenos habitats, ou seja, núcleos, na área degradada com o objetivo de propiciar a criação de ambientes distintos no espaço e no tempo. Tais núcleos facilitam o processo de agrupamento de novas espécies dos fragmentos vizinhos. Nessa etapa as equipes deverão conhecer as técnicas de transposição do solo, transposição de galharia e plantio de mudas nativas que são técnicas para a restauração através da nucleação. Para tal, cada equipe deve receber impresso o texto disponível abaixo:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TFu4HRfppcf74nd4NgqzmXP6pXVRCYZYj9PnKkSHKpaB4Uspqqu6Z5DvUaMW/geo6-10und09-atividade-da-acao-propositiva.pdf

Após a leitura e compreensão do texto, devem recortar as imagens da atividade 2 para finalizar escolhendo as localidades para emprego das técnicas mencionadas. A figura que deverá ser colada as imagens está disponível no link abaixo:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/76jqxUKtwPhe5V67bjJZ8NFsZvGaSkmUNKAUmNnSyJVVCxxFEUENT9uwVyF8/geo6-10und09-atividade-de-colagem-acao-propositiva.pdf

A figura mostra duas margens de rio: uma preservada e uma degradada. Da região preservada serão transportados solo, galheira e mudas para a margem degradada. Para isso, analisem a margem que necessita de recuperação e selecionem os locais onde cada uma das técnicas serão empregadas. O emprego da técnica consiste em colar as figuras recortadas nos locais apropriados para cada uso.

Após debater com a equipe sobre os locais indicados para o emprego de cada técnica, cole as figuras da atividade 2, da folha de Atividade da Ação Propositiva, nos espaços designados para cada um dos três tipos de técnicas. Após a colagem as equipes devem apresentar para a turma o porquê da escolha das localidades para a recuperação, na sistematização.

Esta atividade consiste em colar as figuras da atividade 2, da folha de Atividade da Ação Propositiva, nos espaços que as equipes consideram mais indicadas para cada um dos três tipos de técnicas.

Imagem Ação Propositiva:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4JXHUx3wzRpDqQYFfpWfczkCBM8qQPR2hezNwCwQFruUTkJkRk7n2MVHBGnX/geo6-10und09-imagem-acao-propositiva.pdf

Para você saber mais:

Restauração é definida pela Lei 9.985 de 18/07/2000, como “restituição de um ecossistema ou de uma população silvestre degradada o mais próximo possível da sua condição original”

Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9985.htm>. Acesso em: 04 mar 2019.

Nucleação se caracteriza pela capacidade de uma espécie em proporcionar uma considerável melhoria nas qualidades ambientais, favorecendo aumento da possibilidade de ocupação deste ambiente por outras espécies.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 22 minutos

Orientações: Após o término da atividade da Ação Propositiva, faça uma conversa onde os grupos justificarão suas colagens na figura. Peça que contem como foi o processo do trabalho, citando as facilidades e dificuldades para executá-lo. É esperado que os alunos entendam a sistemática da atividade, favorecida pela técnica de restauração de áreas degradadas. Caso ainda haja dúvidas, converse brevemente com os alunos. Caso avalie necessidade de tirar mais dúvidas, aproveite e encaminhe a temática para uma outra aula.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06GE10 de Geografia, que consta na BNCC, que consiste em explicar as diferentes formas de uso do solo (rotação de terras, terraceamento, aterros etc.) e de apropriação dos recursos hídricos (sistema de irrigação, tratamento e redes de distribuição), bem como suas vantagens e desvantagens em diferentes épocas e lugares. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Nesta aula os conhecerão três técnicas do método de nucleação, empregadas na recuperação de áreas degradadas. Este método consiste em propiciar a criação de pequenos núcleos em áreas degradadas induzindo uma heterogeneidade ambiental, ou seja, o surgimento de diferentes espécies no ambiente degradado. De posse das características essenciais de cada uma das técnicas e como devem ser empregadas, as equipes deverão propor a recuperação da margem de um curso d’água que passou por um processo de desmatamento e foi abandonado.

Materiais necessários: Projetor de slides; lápis ou caneta para anotação, tesoura e cola.

Material complementar:

Imagens Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZeGM67FD5DnYB8qYgswDEZNayH93Ty2YVmwxcGg9zMk3bh2B72AdgXVSubxw/geo6-10und09-imagens-contextualizacao.pdf

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/tMS2bZgs5mdYCWpsJdN5ar9qSm2ehGhexEEQtytkQysUzYf3xBUdczRYtzMT/geo6-10und09-imagens-problematizacao.pdf

Imagem Ação Propositiva:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4JXHUx3wzRpDqQYFfpWfczkCBM8qQPR2hezNwCwQFruUTkJkRk7n2MVHBGnX/geo6-10und09-imagem-acao-propositiva.pdf

Atividade da Ação Propositiva:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TFu4HRfppcf74nd4NgqzmXP6pXVRCYZYj9PnKkSHKpaB4Uspqqu6Z5DvUaMW/geo6-10und09-atividade-da-acao-propositiva.pdf

Atividade de Colagem - Ação Propositiva:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/76jqxUKtwPhe5V67bjJZ8NFsZvGaSkmUNKAUmNnSyJVVCxxFEUENT9uwVyF8/geo6-10und09-atividade-de-colagem-acao-propositiva.pdf

Para você saber mais:

Para conhecer o conceito de áreas degradadas, o histórico da degradação de áreas no Brasil e algumas técnicas de nucleação, utilizadas na recuperação de áreas degradadas, acesse o artigo:

TATSCH, Giovana Lucas. Recuperação de uma área degradada através do método de nucleação: Santa Margarida do Sul-RS. Disponível em: <http://cursos.unipampa.edu.br/cursos/engenhariaflorestal/files/2014/06/Giovana-Tatsch.pdf>. Acesso em: 26 fev. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos

Orientações: Projete o tema para os alunos, escreva no quadro ou fale para a turma que eles conhecerão os conceitos de áreas degradadas e recuperação de áreas degradadas, assim como a base legal para a recuperação dessas áreas. Após se apropriarem dos referidos conceitos eles conhecerão algumas técnicas usadas através do método de nucleação, que consiste em propiciar a criação de pequenos núcleos em áreas degradadas induzindo ao surgimento de diferentes espécies no ambiente e apresentarão um plano de recuperação de uma área às margens de um determinado curso d’água que passou por um processo de desmatamento.

Como adequar à sua realidade: Utilize imagens que remetam à sua localidade.

Para você saber mais:

Para conhecer o conceito de área degradada, recuperação de áreas degradadas, a base legal e algumas e algumas ações do Ministério do Meio Ambiente para a recuperação deste tipo de área, acesso o link:

BRASIL, Ministério do Meio Ambiente. Recuperação de Áreas Degradadas. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/cidades-sustentaveis/areas-verdes-urbanas/item/8705-recupera%C3%A7%C3%A3o-de-%C3%A1reas-degradadas>. Acesso em: 02 mar 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Projete as imagens para a turma. Os slides apresentam derrubada do pau-brasil com a ajuda de índios no século XVI; propriedade com áreas degradada; recuperação de áreas degradadas em jazidas de piçarra na Caatinga. Pergunte para os alunos se eles já viram áreas parecidas com essas e se conhecem a legislação para a recuperação de áreas degradadas.

É importante ressaltar para a turma que a recuperação de áreas degradadas encontra suporte na Constituição Federal de 1988, em seu art. 225; na Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981; assim como no decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000.

Art. 225 da Constituição Federal de 1988:

Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.

§ 1º - Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público:

I - Preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas.

Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente:

Art. 2º - A Política Nacional do Meio Ambiente tem por objetivo a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar, no País, condições ao desenvolvimento socioeconômico, aos interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana [...]

De acordo com a Lei nº 6.938/81, no seu art. 4º, a Política Nacional do Meio Ambiente visará:

VI - À preservação e restauração dos recursos ambientais com vistas à sua utilização racional e disponibilidade permanente, concorrendo para a manutenção do equilíbrio ecológico propício à vida.

Decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000, que dispõe sobre a criação do Programa Nacional de Florestas:

Art. 2º O PNF tem os seguintes objetivos:

II - Fomentar as atividades de reflorestamento, notadamente em pequenas propriedades rurais;

III - recuperar florestas de preservação permanente, de reserva legal e áreas alteradas.

Retome as imagens e questione-os se já viram áreas como as mostradas nas imagens.

Imagens Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZeGM67FD5DnYB8qYgswDEZNayH93Ty2YVmwxcGg9zMk3bh2B72AdgXVSubxw/geo6-10und09-imagens-contextualizacao.pdf

Para você saber mais:

Degradação é uma alteração adversa das características do solo em relação aos seus diversos usos possíveis.

De acordo com a Lei 9.985 de 18/07/2000, Art. 2º, recuperação é a “restituição de um ecossistema ou de uma população silvestre degradada a uma condição não degradada, que pode ser diferente de sua condição original”.

A ocupação do território brasileiro se caracterizou desde o seu descobrimento em 1500, pelo modelo predatório que acarretou a destruição de grande parte dos recursos naturais especialmente das florestas. Ao longo da história do Brasil, a cobertura nativa deu lugar a culturas agrícolas, as pastagens e as cidades, resultando problemas ambientais, como a extinção de espécies da fauna e flora (TATSCH, 2011).

TATSCH, Giovana Lucas. Recuperação de uma área degradada através do método de nucleação: Santa Margarida do Sul-RS. Disponível em: <http://cursos.unipampa.edu.br/cursos/engenhariaflorestal/files/2014/06/Giovana-Tatsch.pdf>. Acesso em: 26 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. Brasília, DF, jul. 2000. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9985.htm>. Acesso em: 04 mar 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Projete as imagens para a turma. Os slides apresentam derrubada do pau-brasil com a ajuda de índios no século XVI; propriedade com áreas degradada; recuperação de áreas degradadas em jazidas de piçarra na Caatinga. Pergunte para os alunos se eles já viram áreas parecidas com essas e se conhecem a legislação para a recuperação de áreas degradadas.

É importante ressaltar para a turma que a recuperação de áreas degradadas encontra suporte na Constituição Federal de 1988, em seu art. 225; na Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981; assim como no decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000.

Art. 225 da Constituição Federal de 1988:

Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.

§ 1º - Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público:

I - Preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas.

Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente:

Art. 2º - A Política Nacional do Meio Ambiente tem por objetivo a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar, no País, condições ao desenvolvimento socioeconômico, aos interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana [...]

De acordo com a Lei nº 6.938/81, no seu art. 4º, a Política Nacional do Meio Ambiente visará:

VI - À preservação e restauração dos recursos ambientais com vistas à sua utilização racional e disponibilidade permanente, concorrendo para a manutenção do equilíbrio ecológico propício à vida.

Decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000, que dispõe sobre a criação do Programa Nacional de Florestas:

Art. 2º O PNF tem os seguintes objetivos:

II - Fomentar as atividades de reflorestamento, notadamente em pequenas propriedades rurais;

III - recuperar florestas de preservação permanente, de reserva legal e áreas alteradas.

Retome as imagens e questione-os se já viram áreas como as mostradas nas imagens.

Imagens Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZeGM67FD5DnYB8qYgswDEZNayH93Ty2YVmwxcGg9zMk3bh2B72AdgXVSubxw/geo6-10und09-imagens-contextualizacao.pdf

Para você saber mais:

Degradação é uma alteração adversa das características do solo em relação aos seus diversos usos possíveis.

De acordo com a Lei 9.985 de 18/07/2000, Art. 2º, recuperação é a “restituição de um ecossistema ou de uma população silvestre degradada a uma condição não degradada, que pode ser diferente de sua condição original”.

A ocupação do território brasileiro se caracterizou desde o seu descobrimento em 1500, pelo modelo predatório que acarretou a destruição de grande parte dos recursos naturais especialmente das florestas. Ao longo da história do Brasil, a cobertura nativa deu lugar a culturas agrícolas, as pastagens e as cidades, resultando problemas ambientais, como a extinção de espécies da fauna e flora (TATSCH, 2011).

TATSCH, Giovana Lucas. Recuperação de uma área degradada através do método de nucleação: Santa Margarida do Sul-RS. Disponível em: <http://cursos.unipampa.edu.br/cursos/engenhariaflorestal/files/2014/06/Giovana-Tatsch.pdf>. Acesso em: 26 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. Brasília, DF, jul. 2000. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9985.htm>. Acesso em: 04 mar 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Projete as imagens para a turma. Os slides apresentam derrubada do pau-brasil com a ajuda de índios no século XVI; propriedade com áreas degradada; recuperação de áreas degradadas em jazidas de piçarra na Caatinga. Pergunte para os alunos se eles já viram áreas parecidas com essas e se conhecem a legislação para a recuperação de áreas degradadas.

É importante ressaltar para a turma que a recuperação de áreas degradadas encontra suporte na Constituição Federal de 1988, em seu art. 225; na Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981; assim como no decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000.

Art. 225 da Constituição Federal de 1988:

Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.

§ 1º - Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público:

I - Preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas.

Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente:

Art. 2º - A Política Nacional do Meio Ambiente tem por objetivo a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar, no País, condições ao desenvolvimento socioeconômico, aos interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana [...]

De acordo com a Lei nº 6.938/81, no seu art. 4º, a Política Nacional do Meio Ambiente visará:

VI - À preservação e restauração dos recursos ambientais com vistas à sua utilização racional e disponibilidade permanente, concorrendo para a manutenção do equilíbrio ecológico propício à vida.

Decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000, que dispõe sobre a criação do Programa Nacional de Florestas:

Art. 2º O PNF tem os seguintes objetivos:

II - Fomentar as atividades de reflorestamento, notadamente em pequenas propriedades rurais;

III - recuperar florestas de preservação permanente, de reserva legal e áreas alteradas.

Retome as imagens e questione-os se já viram áreas como as mostradas nas imagens.

Imagens Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZeGM67FD5DnYB8qYgswDEZNayH93Ty2YVmwxcGg9zMk3bh2B72AdgXVSubxw/geo6-10und09-imagens-contextualizacao.pdf

Para você saber mais:

Degradação é uma alteração adversa das características do solo em relação aos seus diversos usos possíveis.

De acordo com a Lei 9.985 de 18/07/2000, Art. 2º, recuperação é a “restituição de um ecossistema ou de uma população silvestre degradada a uma condição não degradada, que pode ser diferente de sua condição original”.

A ocupação do território brasileiro se caracterizou desde o seu descobrimento em 1500, pelo modelo predatório que acarretou a destruição de grande parte dos recursos naturais especialmente das florestas. Ao longo da história do Brasil, a cobertura nativa deu lugar a culturas agrícolas, as pastagens e as cidades, resultando problemas ambientais, como a extinção de espécies da fauna e flora (TATSCH, 2011).

TATSCH, Giovana Lucas. Recuperação de uma área degradada através do método de nucleação: Santa Margarida do Sul-RS. Disponível em: <http://cursos.unipampa.edu.br/cursos/engenhariaflorestal/files/2014/06/Giovana-Tatsch.pdf>. Acesso em: 26 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. Brasília, DF, jul. 2000. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9985.htm>. Acesso em: 04 mar 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Projete as imagens para a turma. Os slides apresentam derrubada do pau-brasil com a ajuda de índios no século XVI; propriedade com áreas degradada; recuperação de áreas degradadas em jazidas de piçarra na Caatinga. Pergunte para os alunos se eles já viram áreas parecidas com essas e se conhecem a legislação para a recuperação de áreas degradadas.

É importante ressaltar para a turma que a recuperação de áreas degradadas encontra suporte na Constituição Federal de 1988, em seu art. 225; na Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981; assim como no decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000.

Art. 225 da Constituição Federal de 1988:

Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.

§ 1º - Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público:

I - Preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas.

Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente:

Art. 2º - A Política Nacional do Meio Ambiente tem por objetivo a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar, no País, condições ao desenvolvimento socioeconômico, aos interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana [...]

De acordo com a Lei nº 6.938/81, no seu art. 4º, a Política Nacional do Meio Ambiente visará:

VI - À preservação e restauração dos recursos ambientais com vistas à sua utilização racional e disponibilidade permanente, concorrendo para a manutenção do equilíbrio ecológico propício à vida.

Decreto nº 3.420, de 20 de abril de 2000, que dispõe sobre a criação do Programa Nacional de Florestas:

Art. 2º O PNF tem os seguintes objetivos:

II - Fomentar as atividades de reflorestamento, notadamente em pequenas propriedades rurais;

III - recuperar florestas de preservação permanente, de reserva legal e áreas alteradas.

Retome as imagens e questione-os se já viram áreas como as mostradas nas imagens.

Imagens Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZeGM67FD5DnYB8qYgswDEZNayH93Ty2YVmwxcGg9zMk3bh2B72AdgXVSubxw/geo6-10und09-imagens-contextualizacao.pdf

Para você saber mais:

Degradação é uma alteração adversa das características do solo em relação aos seus diversos usos possíveis.

De acordo com a Lei 9.985 de 18/07/2000, Art. 2º, recuperação é a “restituição de um ecossistema ou de uma população silvestre degradada a uma condição não degradada, que pode ser diferente de sua condição original”.

A ocupação do território brasileiro se caracterizou desde o seu descobrimento em 1500, pelo modelo predatório que acarretou a destruição de grande parte dos recursos naturais especialmente das florestas. Ao longo da história do Brasil, a cobertura nativa deu lugar a culturas agrícolas, as pastagens e as cidades, resultando problemas ambientais, como a extinção de espécies da fauna e flora (TATSCH, 2011).

TATSCH, Giovana Lucas. Recuperação de uma área degradada através do método de nucleação: Santa Margarida do Sul-RS. Disponível em: <http://cursos.unipampa.edu.br/cursos/engenhariaflorestal/files/2014/06/Giovana-Tatsch.pdf>. Acesso em: 26 fev. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. Brasília, DF, jul. 2000. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9985.htm>. Acesso em: 04 mar 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos

Orientações: Exponha para os alunos que a degradação ambiental pode ocorrer sem a presença dos seres vivos, decorrendo de causas naturais, como eventos meteorológicos e geológicos. Contudo, o papel do ser humano no processo de degradação ambiental é incontestável. Entre os fatores que podem ocasionar a degradação que afeta os ecossistemas florestais encontram-se: a expansão da fronteira agrícola, a expansão da área urbana, abertura de estradas, construção de barragem para geração de energia, extração de lenha e madeira, mineração, etc.

Projete os slides e pergunte aos alunos se os problemas apresentados são decorrentes de causas naturais ou humanas, ou mesmo, das duas. No slide 7, espera-se que respondam que causas humanas, pois houve uma intervenção para a construção e causas naturais, devido à ação da chuva. No slide 8, espera-se que digam que é predominantemente ocasionado pela intervenção humana. Na sequência, questione-os se eles sabem o que é degradação do solo e o que é preciso fazer para recuperar áreas degradadas. Isso estimulará eles a refletirem sobre o que foi estudado até aqui na aula, estimulando a pensarem sobre soluções para a degradação do solo.

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/tMS2bZgs5mdYCWpsJdN5ar9qSm2ehGhexEEQtytkQysUzYf3xBUdczRYtzMT/geo6-10und09-imagens-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Ecossistema florestal se caracteriza por uma unidade que inclui a totalidade dos organismos de uma determinada área que se relacionam entre si e com o meio físico.

Slide Plano Aula

Orientações: Exponha para os alunos que a degradação ambiental pode ocorrer sem a presença dos seres vivos, decorrendo de causas naturais, como eventos meteorológicos e geológicos. Contudo, o papel do ser humano no processo de degradação ambiental é incontestável. Entre os fatores que podem ocasionar a degradação que afeta os ecossistemas florestais encontram-se: a expansão da fronteira agrícola, a expansão da área urbana, abertura de estradas, construção de barragem para geração de energia, extração de lenha e madeira, mineração, etc.

Projete os slides e pergunte aos alunos se os problemas apresentados são decorrentes de causas naturais ou humanas, ou mesmo, das duas. No slide 7, espera-se que respondam que causas humanas, pois houve uma intervenção para a construção e causas naturais, devido à ação da chuva. No slide 8, espera-se que digam que é predominantemente ocasionado pela intervenção humana. Na sequência, questione-os se eles sabem o que é degradação do solo e o que é preciso fazer para recuperar áreas degradadas. Isso estimulará eles a refletirem sobre o que foi estudado até aqui na aula, estimulando a pensarem sobre soluções para a degradação do solo.

Imagens Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/tMS2bZgs5mdYCWpsJdN5ar9qSm2ehGhexEEQtytkQysUzYf3xBUdczRYtzMT/geo6-10und09-imagens-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Ecossistema florestal se caracteriza por uma unidade que inclui a totalidade dos organismos de uma determinada área que se relacionam entre si e com o meio físico.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações: O slide apresenta a recuperação de uma área degradada no Parque do Cabo Branco, em João Pessoa, Paraíba. Comente com os alunos que a recomposição desta área e o desenvolvimento das árvores contribui para a redução da poluição ambiental, diminuição da temperatura, favorecendo a criação de novos refúgios para pássaros e outros animais.

A atividade da ação propositiva requer a apropriação de conceitos e tipos de técnicas empregados na recuperação de áreas degradadas. De modo geral, utiliza-se os termos recuperar, reabilitar e restaurar como o caminho inverso de degradar. A diferença está nos objetivos, metas e também para caracterizar suas execuções (TATSCH, 2011). Nesta atividade, será empregado o método da nucleação para restauração de áreas degradadas, o mesmo empregado por Tatsch (2011).

Os conceitos encontram-se em “Para saber mais”. De acordo com a referida autora, a nucleação propõe criar pequenos habitats, ou seja, núcleos, na área degradada com o objetivo de propiciar a criação de ambientes distintos no espaço e no tempo. Tais núcleos facilitam o processo de agrupamento de novas espécies dos fragmentos vizinhos. Nessa etapa as equipes deverão conhecer as técnicas de transposição do solo, transposição de galharia e plantio de mudas nativas que são técnicas para a restauração através da nucleação. Para tal, cada equipe deve receber impresso o texto disponível abaixo:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TFu4HRfppcf74nd4NgqzmXP6pXVRCYZYj9PnKkSHKpaB4Uspqqu6Z5DvUaMW/geo6-10und09-atividade-da-acao-propositiva.pdf

Após a leitura e compreensão do texto, devem recortar as imagens da atividade 2 para finalizar escolhendo as localidades para emprego das técnicas mencionadas. A figura que deverá ser colada as imagens está disponível no link abaixo:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/76jqxUKtwPhe5V67bjJZ8NFsZvGaSkmUNKAUmNnSyJVVCxxFEUENT9uwVyF8/geo6-10und09-atividade-de-colagem-acao-propositiva.pdf

A figura mostra duas margens de rio: uma preservada e uma degradada. Da região preservada serão transportados solo, galheira e mudas para a margem degradada. Para isso, analisem a margem que necessita de recuperação e selecionem os locais onde cada uma das técnicas serão empregadas. O emprego da técnica consiste em colar as figuras recortadas nos locais apropriados para cada uso.

Após debater com a equipe sobre os locais indicados para o emprego de cada técnica, cole as figuras da atividade 2, da folha de Atividade da Ação Propositiva, nos espaços designados para cada um dos três tipos de técnicas. Após a colagem as equipes devem apresentar para a turma o porquê da escolha das localidades para a recuperação, na sistematização.

Esta atividade consiste em colar as figuras da atividade 2, da folha de Atividade da Ação Propositiva, nos espaços que as equipes consideram mais indicadas para cada um dos três tipos de técnicas.

Imagem Ação Propositiva:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4JXHUx3wzRpDqQYFfpWfczkCBM8qQPR2hezNwCwQFruUTkJkRk7n2MVHBGnX/geo6-10und09-imagem-acao-propositiva.pdf

Para você saber mais:

Restauração é definida pela Lei 9.985 de 18/07/2000, como “restituição de um ecossistema ou de uma população silvestre degradada o mais próximo possível da sua condição original”

Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9985.htm>. Acesso em: 04 mar 2019.

Nucleação se caracteriza pela capacidade de uma espécie em proporcionar uma considerável melhoria nas qualidades ambientais, favorecendo aumento da possibilidade de ocupação deste ambiente por outras espécies.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 22 minutos

Orientações: Após o término da atividade da Ação Propositiva, faça uma conversa onde os grupos justificarão suas colagens na figura. Peça que contem como foi o processo do trabalho, citando as facilidades e dificuldades para executá-lo. É esperado que os alunos entendam a sistemática da atividade, favorecida pela técnica de restauração de áreas degradadas. Caso ainda haja dúvidas, converse brevemente com os alunos. Caso avalie necessidade de tirar mais dúvidas, aproveite e encaminhe a temática para uma outra aula.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Unidade do 6º ano :

MAIS AULAS DE Geografia do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF06GE10 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Geografia

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano