17492
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 6º ano > Lógicas de organização política

Plano de aula - A oralidade para os gregos antigos

Plano de aula de História com atividades para 6º ano do EF sobre A oralidade para os gregos antigos

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Aline Maria Lopes Moura

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06HI10, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Quadro, pincel, folhas A4, textos e tabela.

Material complementar:

Trecho sobre Tucídides na História da Guerra do Peloponeso (Texto 1)

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/AH9YaCUcbkSKx9ybGzUUXK8CQRCqA7vsaWSpRtWVjf6GRhtCvzTfVTuCgygv/his6-10und04-tucidides-trecho-sobre-a-guerra-do-peloponeso.pdf

Cultura oral na Grécia Antiga (Texto 2)

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sDmwR46ZQf4aaRvZArhwtsX9C4kWhTs8duWYKMpEeCPW75ScQ2m3CNqxYmJJ/his6-10und05-cultura-oral.pdf

Tabela

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/UjnnvSGN5usemwqjgRDJXHmnHbUWU8y7xDP26cgAP4yXVjED7FJn5mnkfs87/his6-10und05-tabela.pdf

Para você saber mais:

MOERBECK, Guilherme. Entre a religião e a política: Eurípides e a Guerra do Peloponeso. 1ed.Curitiba: Editora Prismas, 2017.

SALVADOR, Evandro Luís. Revisitando a tese do letramento: história e contrapontos. (Pesquisa de pós-doutorado). Departamento de Linguística -

Unesp FClar. São Paulo, SP, 2014. p.13-14.

Tucídides. A História da Guerra do Peloponeso. II, 37.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientações: Apresente o objetivo aos alunos escrevendo-o no quadro ou lendo-o para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente

este slide e faça uma leitura coletiva. É extremamente importante começar a aula com apresentação do objetivo para que entendam que o foco

da aula é compreender a atuação da cultura oral na Grécia Antiga. Nessa etapa seja simples e direto. Evite muitas explicações para não comprometer

o protagonismo do aluno nas etapas posteriores.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 12 minutos.

Orientações: Organize a sala em duplas. Em seguida, escreva no quadro ou se desejar projete o comando indicado no slide. Peça para que um representante da turma faça a leitura do comando. Se preferir, a turma pode fazer uma leitura coletiva.

Logo após, distribua folhas de papel A4. Os alunos deverão copiar o comando indicado. Em seguida, poderão caminhar pela escola e escolher algum funcionário para a entrevista. Eles deverão registrar a fala do entrevistado. Sugestão: um estudante, que dispor de celular, poderá gravar a entrevista

e posteriormente fazer o registro escrito.

A entrevista não precisa ser longa. Você pode apresentar como sugestão a duração da entrevista de 3 a 5 minutos.

Durante este momento, auxilie as duplas que solicitarem sua presença.

A expectativa é que registrem histórias que são, tipicamente, repassadas oralmente. Geralmente, referem-se a histórias de famílias ou comunidades
que não possuem registro escrito. Algo que se perpetua na memória da família ou comunidade por meio da tradição oral. Desta forma, as histórias terão características diversas. Desde histórias de aventuras, brincadeiras, festividades, tragédias, romances, mistérios, origem de algo etc.

Ao término das entrevistas, os alunos devem responder o questionário proposto (o questionário pode ser escrito no quadro ou projetado).

  • Esta história está registrada em algum livro?

  • De que maneira esta história pode ser transmitida para outras pessoas a fim de que a conheçam?

Espera-se, na primeira pergunta, que cheguem à conclusão que a história contada não está registrada em livros, ou seja, não está na tradição escrita.

Na segunda, a expectativa é que respondam as diversas maneiras de se perpetuar uma história. Poderão citar a oralidade, a escrita e outras formas de registro, tais como, vídeos, desenhos e objetos.

Caso não cheguem às respostas esperadas, questione sobre a maneira como entraram em contato com estas histórias. Se fizeram a leitura delas em livros ou assistiram em filmes.

A intenção desta atividade é oferecer um contexto para a compreensão da tradição oral como meio para ensinar algo. Aspecto que será fundamental para a problematização da cultura oral na Grécia Antiga.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Organize a sala em duplas. Em seguida, escreva no quadro ou se desejar projete o comando indicado no slide. Peça para que um representante da turma faça a leitura do comando. Se preferir, a turma pode fazer uma leitura coletiva.

Logo após, distribua folhas de papel A4. Os alunos deverão copiar o comando indicado. Em seguida, poderão caminhar pela escola e escolher algum funcionário para a entrevista. Eles deverão registrar a fala do entrevistado. Sugestão: um estudante que dispuser de celular poderá gravar a entrevista

e posteriormente fazer o registro escrito.

A entrevista não precisa ser longa. Você pode apresentar como sugestão a duração da entrevista de 3 a 5 minutos.

Durante este momento, auxilie as duplas que solicitarem sua presença.

A expectativa é que registrem histórias que são, tipicamente, repassadas oralmente. Geralmente, referem-se a histórias de famílias ou comunidades que não possuem registro escrito. Algo que se perpetua na memória da família ou comunidade por meio da tradição oral. Desta forma, as histórias terão características diversas. Desde histórias de aventuras, brincadeiras, festividades, tragédias, romances, mistérios, origem de algo etc.

Ao término das entrevistas, os alunos devem responder o questionário proposto (o questionário pode ser escrito no quadro ou projetado).

  • Esta história está registrada em algum livro?

  • De que maneira esta história pode ser transmitida a outras pessoas a fim de que a conheçam?

Espera-se, na primeira pergunta, que cheguem à conclusão de que a história contada não está registrada em livros, ou seja, não está na tradição escrita. Na segunda, a expectativa é que respondam as diversas maneiras de se perpetuar uma história. Poderão citar a oralidade, a escrita e outras formas de registro, tais como, vídeos, desenhos e objetos.

Caso não cheguem às respostas esperadas, questione sobre a maneira como entraram em contato com estas histórias. Se fizeram a leitura delas em livros ou assistiram em filmes.

A intenção desta atividade é oferecer um contexto para a compreensão da tradição oral como meio para ensinar algo. Aspecto que será fundamental para a problematização da cultura oral na Grécia Antiga.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Os estudantes continuarão em duplas. Apresente o texto 1 para os estudantes. Ele pode ser impresso, projetado ou escrito no quadro.

Texto disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/AH9YaCUcbkSKx9ybGzUUXK8CQRCqA7vsaWSpRtWVjf6GRhtCvzTfVTuCgygv/his6-10und04-tucidides-trecho-sobre-a-guerra-do-peloponeso.pdf

Selecione um aluno para fazer a leitura do texto para a turma. Em seguida, as duplas devem discutir e responder o questionamento proposto, registrando a resposta no caderno.

A expectativa é que respondam que, segundo o texto, as duas formas de registro da lei eram a escrita e a não escrita, ou seja, a tradição oral. Caso não cheguem a esta conclusão apresente o trecho do texto: “Permanecemos submetidos aos magistrados e às leis, sobretudo àquelas que protegem contra a injustiça e às que, por não serem escritas, nem por isso trazem menos vergonha aos que transgridem.” Ao indicar este trecho pergunte novamente quais as formas de registro que é possível subentender.

Você pode também oferecer uma lista de registros, tais como, oral, escrito, desenho, objeto, fotografia, vídeo etc.

Você pode perguntar quais destes é possível inferir no texto.

Ao finalizar essa etapa, apresente o texto 2. Ele pode ser impresso, projetado ou escrito no quadro. Texto disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sDmwR46ZQf4aaRvZArhwtsX9C4kWhTs8duWYKMpEeCPW75ScQ2m3CNqxYmJJ/his6-10und05-cultura-oral.pdf

Você pode indicar algum aluno para a leitura do texto. Ao término da leitura, apresente o questionário que pode ser projetado ou simplesmente escrito no quadro.

  • Qual era a principal forma de transmitir poesias e outras expressões culturais na Grécia Antiga?
  • Segundo o texto, a oralidade e a escrita surgem no mesmo período?
  • Observando os dois textos a que conclusões é possível chegar a respeito da cultura oral na Grécia Antiga?

Na primeira pergunta é esperado que percebam que a principal forma de transmitir poesias e outras expressões culturais era por meio da palavra falada.

Na segunda a expectativa é que respondam que, segundo o texto, a oralidade e a escrita surgem em períodos diferentes. Você pode, inclusive, apresentar o trecho do texto: “Portanto, temos um lapso temporal de aproximadamente 400 anos em que a Grécia deixa de ser iletrada no sentido mais amplo da palavra e torna-se uma cultura apoiada nas palavras lidas e escritas” e perguntar novamente se a oralidade e escrita surgem no mesmo período.

Na terceira, ao observar os dois textos, é possível chegar à conclusão que a cultural oral predominou bastante tempo na Grécia Antiga e mesmo com advento da escrita ela permaneceu influenciando a sociedade, exemplo deste aspecto são as leis que são citadas no primeiro texto.

Caso o aluno não consiga formular este raciocínio, você pode perguntar:

  • A tradição oral foi utilizada durante quanto tempo na Grécia Antiga? A tradição oral era importante? Os gregos a utilizavam em suas leis?

Atenção: É muito importante seguir o passo a passo indicado neste plano, para que por meio do raciocínio lógico o aluno formule o próprio entendimento.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Os estudantes continuarão em duplas. Apresente o texto 1 para os estudantes. Ele pode ser impresso, projetado ou escrito no quadro.

Texto disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/AH9YaCUcbkSKx9ybGzUUXK8CQRCqA7vsaWSpRtWVjf6GRhtCvzTfVTuCgygv/his6-10und04-tucidides-trecho-sobre-a-guerra-do-peloponeso.pdf

Selecione um aluno para fazer a leitura do texto para a turma. Em seguida, as duplas devem discutir e responder o questionamento proposto, registrando a resposta no caderno.

A expectativa é que respondam que, segundo o texto, as duas formas de registro da lei eram a escrita e a não escrita, ou seja, a tradição oral. Caso não cheguem a esta conclusão apresente o trecho do texto: “Permanecemos submetidos aos magistrados e às leis, sobretudo àquelas que protegem contra a injustiça e às que, por não serem escritas, nem por isso trazem menos vergonha aos que transgridem.” Ao indicar este trecho pergunte novamente quais as formas de registro que é possível subentender.

Você pode também oferecer uma lista de registros, tais como, oral, escrito, desenho, objeto, fotografia, vídeo etc.

Você pode perguntar quais destes é possível inferir no texto.

Ao finalizar essa etapa, apresente o texto 2. Ele pode ser impresso, projetado ou escrito no quadro. Texto disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sDmwR46ZQf4aaRvZArhwtsX9C4kWhTs8duWYKMpEeCPW75ScQ2m3CNqxYmJJ/his6-10und05-cultura-oral.pdf

Você pode indicar algum aluno para a leitura do texto. Ao término da leitura, apresente o questionário que pode ser projetado ou simplesmente escrito no quadro.

  • Qual era a principal forma de transmitir poesias e outras expressões culturais na Grécia Antiga?
  • Segundo o texto, a oralidade e a escrita surgem no mesmo período?
  • Observando os dois textos a que conclusões é possível chegar a respeito da cultura oral na Grécia Antiga?

Na primeira pergunta é esperado que percebam que a principal forma de transmitir poesias e outras expressões culturais era por meio da palavra falada.

Na segunda a expectativa é que respondam que, segundo o texto, a oralidade e a escrita surgem em períodos diferentes. Você pode, inclusive, apresentar o trecho do texto: “Portanto, temos um lapso temporal de aproximadamente 400 anos em que a Grécia deixa de ser iletrada no sentido mais amplo da palavra e torna-se uma cultura apoiada nas palavras lidas e escritas” e perguntar novamente se a oralidade e escrita surgem no mesmo período.

Na terceira, ao observar os dois textos, é possível chegar à conclusão de que a cultura oral predominou bastante tempo na Grécia Antiga e mesmo com advento da escrita ela permaneceu influenciando a sociedade, exemplo desse aspecto são as leis que são citadas no primeiro texto.

Caso o aluno não consiga formular este raciocínio, você pode perguntar:

  • A tradição oral foi utilizada durante quanto tempo na Grécia Antiga? A tradição oral era importante? Os gregos a utilizavam em suas leis?

Atenção: É muito importante seguir o passo a passo indicado neste plano, para que por meio do raciocínio lógico o aluno formule o próprio entendimento.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Os estudantes continuarão em duplas. Apresente o texto 1 para os estudantes. Ele pode ser impresso, projetado ou escrito no quadro.

Texto disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/AH9YaCUcbkSKx9ybGzUUXK8CQRCqA7vsaWSpRtWVjf6GRhtCvzTfVTuCgygv/his6-10und04-tucidides-trecho-sobre-a-guerra-do-peloponeso.pdf

Selecione um aluno para fazer a leitura do texto para a turma. Em seguida, as duplas devem discutir e responder o questionamento proposto, registrando a resposta no caderno.

A expectativa é que respondam que, segundo o texto, as duas formas de registro da lei eram a escrita e a não escrita, ou seja, a tradição oral. Caso não cheguem a esta conclusão apresente o trecho do texto: “Permanecemos submetidos aos magistrados e às leis, sobretudo àquelas que protegem contra a injustiça e às que, por não serem escritas, nem por isso trazem menos vergonha aos que transgridem.” Ao indicar este trecho pergunte novamente quais as formas de registro que é possível subentender.

Você pode também oferecer uma lista de registros, tais como, oral, escrito, desenho, objeto, fotografia, vídeo etc.

Você pode perguntar quais destes é possível inferir no texto.

Ao finalizar essa etapa, apresente o texto 2. Ele pode ser impresso, projetado ou escrito no quadro. Texto disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sDmwR46ZQf4aaRvZArhwtsX9C4kWhTs8duWYKMpEeCPW75ScQ2m3CNqxYmJJ/his6-10und05-cultura-oral.pdf

Você pode indicar algum aluno para a leitura do texto. Ao término da leitura, apresente o questionário que pode ser projetado ou simplesmente escrito no quadro.

  • Qual era a principal forma de transmitir poesias e outras expressões culturais na Grécia Antiga?
  • Segundo o texto, a oralidade e a escrita surgem no mesmo período?
  • Observando os dois textos a que conclusões é possível chegar a respeito da cultura oral na Grécia Antiga?

Na primeira pergunta é esperado que percebam que a principal forma de transmitir poesias e outras expressões culturais era por meio da palavra falada.

Na segunda a expectativa é que respondam que, segundo o texto, a oralidade e a escrita surgem em períodos diferentes. Você pode, inclusive, apresentar o trecho do texto: “Portanto, temos um lapso temporal de aproximadamente 400 anos em que a Grécia deixa de ser iletrada no sentido mais amplo da palavra e torna-se uma cultura apoiada nas palavras lidas e escritas” e perguntar novamente se a oralidade e escrita surgem no mesmo período.

Na terceira, ao observar os dois textos, é possível chegar à conclusão de que a cultura oral predominou bastante tempo na Grécia Antiga e mesmo com advento da escrita ela permaneceu influenciando a sociedade, exemplo deste aspecto são as leis que são citadas no primeiro texto.

Caso o aluno não consiga formular este raciocínio, você pode perguntar:

  • A tradição oral foi utilizada durante quanto tempo na Grécia Antiga? A tradição oral era importante? Os gregos a utilizavam em suas leis?

Atenção: É muito importante seguir o passo a passo indicado neste plano, para que por meio do raciocínio lógico o aluno formule o próprio entendimento.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Ainda em duplas, os estudantes deverão retomar a entrevista realizada na primeira etapa deste plano e preencher a tabela proposta.

A tabela pode ser projetada, desenhada no quadro ou , se preferir, entregue cópias.

Tabela disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/UjnnvSGN5usemwqjgRDJXHmnHbUWU8y7xDP26cgAP4yXVjED7FJn5mnkfs87/his6-10und05-tabela.pdf

Caso a tabela não esteja no tamanho adequado, você pode fazer os ajustes necessários.

Durante o preenchimento da tabela, caminhe pela sala e auxilie as duplas que solicitarem sua presença.

A expectativa, no primeiro questionamento, é que apontem o tema principal que foi narrado a fim de conhecer, em linhas gerais, a história. No segundo a intenção é levar o aluno a perceber o juízo de valor que geralmente permeia as narrativas. No terceiro, os alunos poderão citar outras narrativas que tratam do mesmo fato. Desta forma, aprenderão que podem existir diferentes narrativas sobre um mesmo fato. No quarto e quinto questionamento
o objetivo é levar o aluno a reflexão sobre a importância das histórias transmitidas oralmente.

Em uma próxima aula, os alunos poderão fazer uma exposição dos relatos e até mesmo convidar os funcionários entrevistados para que participem.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06HI10, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Quadro, pincel, folhas A4, textos e tabela.

Material complementar:

Trecho sobre Tucídides na História da Guerra do Peloponeso (Texto 1)

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/AH9YaCUcbkSKx9ybGzUUXK8CQRCqA7vsaWSpRtWVjf6GRhtCvzTfVTuCgygv/his6-10und04-tucidides-trecho-sobre-a-guerra-do-peloponeso.pdf

Cultura oral na Grécia Antiga (Texto 2)

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sDmwR46ZQf4aaRvZArhwtsX9C4kWhTs8duWYKMpEeCPW75ScQ2m3CNqxYmJJ/his6-10und05-cultura-oral.pdf

Tabela

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/UjnnvSGN5usemwqjgRDJXHmnHbUWU8y7xDP26cgAP4yXVjED7FJn5mnkfs87/his6-10und05-tabela.pdf

Para você saber mais:

MOERBECK, Guilherme. Entre a religião e a política: Eurípides e a Guerra do Peloponeso. 1ed.Curitiba: Editora Prismas, 2017.

SALVADOR, Evandro Luís. Revisitando a tese do letramento: história e contrapontos. (Pesquisa de pós-doutorado). Departamento de Linguística -

Unesp FClar. São Paulo, SP, 2014. p.13-14.

Tucídides. A História da Guerra do Peloponeso. II, 37.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientações: Apresente o objetivo aos alunos escrevendo-o no quadro ou lendo-o para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente

este slide e faça uma leitura coletiva. É extremamente importante começar a aula com apresentação do objetivo para que entendam que o foco

da aula é compreender a atuação da cultura oral na Grécia Antiga. Nessa etapa seja simples e direto. Evite muitas explicações para não comprometer

o protagonismo do aluno nas etapas posteriores.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 12 minutos.

Orientações: Organize a sala em duplas. Em seguida, escreva no quadro ou se desejar projete o comando indicado no slide. Peça para que um representante da turma faça a leitura do comando. Se preferir, a turma pode fazer uma leitura coletiva.

Logo após, distribua folhas de papel A4. Os alunos deverão copiar o comando indicado. Em seguida, poderão caminhar pela escola e escolher algum funcionário para a entrevista. Eles deverão registrar a fala do entrevistado. Sugestão: um estudante, que dispor de celular, poderá gravar a entrevista

e posteriormente fazer o registro escrito.

A entrevista não precisa ser longa. Você pode apresentar como sugestão a duração da entrevista de 3 a 5 minutos.

Durante este momento, auxilie as duplas que solicitarem sua presença.

A expectativa é que registrem histórias que são, tipicamente, repassadas oralmente. Geralmente, referem-se a histórias de famílias ou comunidades
que não possuem registro escrito. Algo que se perpetua na memória da família ou comunidade por meio da tradição oral. Desta forma, as histórias terão características diversas. Desde histórias de aventuras, brincadeiras, festividades, tragédias, romances, mistérios, origem de algo etc.

Ao término das entrevistas, os alunos devem responder o questionário proposto (o questionário pode ser escrito no quadro ou projetado).

  • Esta história está registrada em algum livro?

  • De que maneira esta história pode ser transmitida para outras pessoas a fim de que a conheçam?

Espera-se, na primeira pergunta, que cheguem à conclusão que a história contada não está registrada em livros, ou seja, não está na tradição escrita.

Na segunda, a expectativa é que respondam as diversas maneiras de se perpetuar uma história. Poderão citar a oralidade, a escrita e outras formas de registro, tais como, vídeos, desenhos e objetos.

Caso não cheguem às respostas esperadas, questione sobre a maneira como entraram em contato com estas histórias. Se fizeram a leitura delas em livros ou assistiram em filmes.

A intenção desta atividade é oferecer um contexto para a compreensão da tradição oral como meio para ensinar algo. Aspecto que será fundamental para a problematização da cultura oral na Grécia Antiga.

Slide Plano Aula

Orientações: Organize a sala em duplas. Em seguida, escreva no quadro ou se desejar projete o comando indicado no slide. Peça para que um representante da turma faça a leitura do comando. Se preferir, a turma pode fazer uma leitura coletiva.

Logo após, distribua folhas de papel A4. Os alunos deverão copiar o comando indicado. Em seguida, poderão caminhar pela escola e escolher algum funcionário para a entrevista. Eles deverão registrar a fala do entrevistado. Sugestão: um estudante que dispuser de celular poderá gravar a entrevista

e posteriormente fazer o registro escrito.

A entrevista não precisa ser longa. Você pode apresentar como sugestão a duração da entrevista de 3 a 5 minutos.

Durante este momento, auxilie as duplas que solicitarem sua presença.

A expectativa é que registrem histórias que são, tipicamente, repassadas oralmente. Geralmente, referem-se a histórias de famílias ou comunidades que não possuem registro escrito. Algo que se perpetua na memória da família ou comunidade por meio da tradição oral. Desta forma, as histórias terão características diversas. Desde histórias de aventuras, brincadeiras, festividades, tragédias, romances, mistérios, origem de algo etc.

Ao término das entrevistas, os alunos devem responder o questionário proposto (o questionário pode ser escrito no quadro ou projetado).

  • Esta história está registrada em algum livro?

  • De que maneira esta história pode ser transmitida a outras pessoas a fim de que a conheçam?

Espera-se, na primeira pergunta, que cheguem à conclusão de que a história contada não está registrada em livros, ou seja, não está na tradição escrita. Na segunda, a expectativa é que respondam as diversas maneiras de se perpetuar uma história. Poderão citar a oralidade, a escrita e outras formas de registro, tais como, vídeos, desenhos e objetos.

Caso não cheguem às respostas esperadas, questione sobre a maneira como entraram em contato com estas histórias. Se fizeram a leitura delas em livros ou assistiram em filmes.

A intenção desta atividade é oferecer um contexto para a compreensão da tradição oral como meio para ensinar algo. Aspecto que será fundamental para a problematização da cultura oral na Grécia Antiga.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Os estudantes continuarão em duplas. Apresente o texto 1 para os estudantes. Ele pode ser impresso, projetado ou escrito no quadro.

Texto disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/AH9YaCUcbkSKx9ybGzUUXK8CQRCqA7vsaWSpRtWVjf6GRhtCvzTfVTuCgygv/his6-10und04-tucidides-trecho-sobre-a-guerra-do-peloponeso.pdf

Selecione um aluno para fazer a leitura do texto para a turma. Em seguida, as duplas devem discutir e responder o questionamento proposto, registrando a resposta no caderno.

A expectativa é que respondam que, segundo o texto, as duas formas de registro da lei eram a escrita e a não escrita, ou seja, a tradição oral. Caso não cheguem a esta conclusão apresente o trecho do texto: “Permanecemos submetidos aos magistrados e às leis, sobretudo àquelas que protegem contra a injustiça e às que, por não serem escritas, nem por isso trazem menos vergonha aos que transgridem.” Ao indicar este trecho pergunte novamente quais as formas de registro que é possível subentender.

Você pode também oferecer uma lista de registros, tais como, oral, escrito, desenho, objeto, fotografia, vídeo etc.

Você pode perguntar quais destes é possível inferir no texto.

Ao finalizar essa etapa, apresente o texto 2. Ele pode ser impresso, projetado ou escrito no quadro. Texto disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sDmwR46ZQf4aaRvZArhwtsX9C4kWhTs8duWYKMpEeCPW75ScQ2m3CNqxYmJJ/his6-10und05-cultura-oral.pdf

Você pode indicar algum aluno para a leitura do texto. Ao término da leitura, apresente o questionário que pode ser projetado ou simplesmente escrito no quadro.

  • Qual era a principal forma de transmitir poesias e outras expressões culturais na Grécia Antiga?
  • Segundo o texto, a oralidade e a escrita surgem no mesmo período?
  • Observando os dois textos a que conclusões é possível chegar a respeito da cultura oral na Grécia Antiga?

Na primeira pergunta é esperado que percebam que a principal forma de transmitir poesias e outras expressões culturais era por meio da palavra falada.

Na segunda a expectativa é que respondam que, segundo o texto, a oralidade e a escrita surgem em períodos diferentes. Você pode, inclusive, apresentar o trecho do texto: “Portanto, temos um lapso temporal de aproximadamente 400 anos em que a Grécia deixa de ser iletrada no sentido mais amplo da palavra e torna-se uma cultura apoiada nas palavras lidas e escritas” e perguntar novamente se a oralidade e escrita surgem no mesmo período.

Na terceira, ao observar os dois textos, é possível chegar à conclusão que a cultural oral predominou bastante tempo na Grécia Antiga e mesmo com advento da escrita ela permaneceu influenciando a sociedade, exemplo deste aspecto são as leis que são citadas no primeiro texto.

Caso o aluno não consiga formular este raciocínio, você pode perguntar:

  • A tradição oral foi utilizada durante quanto tempo na Grécia Antiga? A tradição oral era importante? Os gregos a utilizavam em suas leis?

Atenção: É muito importante seguir o passo a passo indicado neste plano, para que por meio do raciocínio lógico o aluno formule o próprio entendimento.

Slide Plano Aula

Orientações: Os estudantes continuarão em duplas. Apresente o texto 1 para os estudantes. Ele pode ser impresso, projetado ou escrito no quadro.

Texto disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/AH9YaCUcbkSKx9ybGzUUXK8CQRCqA7vsaWSpRtWVjf6GRhtCvzTfVTuCgygv/his6-10und04-tucidides-trecho-sobre-a-guerra-do-peloponeso.pdf

Selecione um aluno para fazer a leitura do texto para a turma. Em seguida, as duplas devem discutir e responder o questionamento proposto, registrando a resposta no caderno.

A expectativa é que respondam que, segundo o texto, as duas formas de registro da lei eram a escrita e a não escrita, ou seja, a tradição oral. Caso não cheguem a esta conclusão apresente o trecho do texto: “Permanecemos submetidos aos magistrados e às leis, sobretudo àquelas que protegem contra a injustiça e às que, por não serem escritas, nem por isso trazem menos vergonha aos que transgridem.” Ao indicar este trecho pergunte novamente quais as formas de registro que é possível subentender.

Você pode também oferecer uma lista de registros, tais como, oral, escrito, desenho, objeto, fotografia, vídeo etc.

Você pode perguntar quais destes é possível inferir no texto.

Ao finalizar essa etapa, apresente o texto 2. Ele pode ser impresso, projetado ou escrito no quadro. Texto disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sDmwR46ZQf4aaRvZArhwtsX9C4kWhTs8duWYKMpEeCPW75ScQ2m3CNqxYmJJ/his6-10und05-cultura-oral.pdf

Você pode indicar algum aluno para a leitura do texto. Ao término da leitura, apresente o questionário que pode ser projetado ou simplesmente escrito no quadro.

  • Qual era a principal forma de transmitir poesias e outras expressões culturais na Grécia Antiga?
  • Segundo o texto, a oralidade e a escrita surgem no mesmo período?
  • Observando os dois textos a que conclusões é possível chegar a respeito da cultura oral na Grécia Antiga?

Na primeira pergunta é esperado que percebam que a principal forma de transmitir poesias e outras expressões culturais era por meio da palavra falada.

Na segunda a expectativa é que respondam que, segundo o texto, a oralidade e a escrita surgem em períodos diferentes. Você pode, inclusive, apresentar o trecho do texto: “Portanto, temos um lapso temporal de aproximadamente 400 anos em que a Grécia deixa de ser iletrada no sentido mais amplo da palavra e torna-se uma cultura apoiada nas palavras lidas e escritas” e perguntar novamente se a oralidade e escrita surgem no mesmo período.

Na terceira, ao observar os dois textos, é possível chegar à conclusão de que a cultura oral predominou bastante tempo na Grécia Antiga e mesmo com advento da escrita ela permaneceu influenciando a sociedade, exemplo desse aspecto são as leis que são citadas no primeiro texto.

Caso o aluno não consiga formular este raciocínio, você pode perguntar:

  • A tradição oral foi utilizada durante quanto tempo na Grécia Antiga? A tradição oral era importante? Os gregos a utilizavam em suas leis?

Atenção: É muito importante seguir o passo a passo indicado neste plano, para que por meio do raciocínio lógico o aluno formule o próprio entendimento.

Slide Plano Aula

Orientações: Os estudantes continuarão em duplas. Apresente o texto 1 para os estudantes. Ele pode ser impresso, projetado ou escrito no quadro.

Texto disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/AH9YaCUcbkSKx9ybGzUUXK8CQRCqA7vsaWSpRtWVjf6GRhtCvzTfVTuCgygv/his6-10und04-tucidides-trecho-sobre-a-guerra-do-peloponeso.pdf

Selecione um aluno para fazer a leitura do texto para a turma. Em seguida, as duplas devem discutir e responder o questionamento proposto, registrando a resposta no caderno.

A expectativa é que respondam que, segundo o texto, as duas formas de registro da lei eram a escrita e a não escrita, ou seja, a tradição oral. Caso não cheguem a esta conclusão apresente o trecho do texto: “Permanecemos submetidos aos magistrados e às leis, sobretudo àquelas que protegem contra a injustiça e às que, por não serem escritas, nem por isso trazem menos vergonha aos que transgridem.” Ao indicar este trecho pergunte novamente quais as formas de registro que é possível subentender.

Você pode também oferecer uma lista de registros, tais como, oral, escrito, desenho, objeto, fotografia, vídeo etc.

Você pode perguntar quais destes é possível inferir no texto.

Ao finalizar essa etapa, apresente o texto 2. Ele pode ser impresso, projetado ou escrito no quadro. Texto disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sDmwR46ZQf4aaRvZArhwtsX9C4kWhTs8duWYKMpEeCPW75ScQ2m3CNqxYmJJ/his6-10und05-cultura-oral.pdf

Você pode indicar algum aluno para a leitura do texto. Ao término da leitura, apresente o questionário que pode ser projetado ou simplesmente escrito no quadro.

  • Qual era a principal forma de transmitir poesias e outras expressões culturais na Grécia Antiga?
  • Segundo o texto, a oralidade e a escrita surgem no mesmo período?
  • Observando os dois textos a que conclusões é possível chegar a respeito da cultura oral na Grécia Antiga?

Na primeira pergunta é esperado que percebam que a principal forma de transmitir poesias e outras expressões culturais era por meio da palavra falada.

Na segunda a expectativa é que respondam que, segundo o texto, a oralidade e a escrita surgem em períodos diferentes. Você pode, inclusive, apresentar o trecho do texto: “Portanto, temos um lapso temporal de aproximadamente 400 anos em que a Grécia deixa de ser iletrada no sentido mais amplo da palavra e torna-se uma cultura apoiada nas palavras lidas e escritas” e perguntar novamente se a oralidade e escrita surgem no mesmo período.

Na terceira, ao observar os dois textos, é possível chegar à conclusão de que a cultura oral predominou bastante tempo na Grécia Antiga e mesmo com advento da escrita ela permaneceu influenciando a sociedade, exemplo deste aspecto são as leis que são citadas no primeiro texto.

Caso o aluno não consiga formular este raciocínio, você pode perguntar:

  • A tradição oral foi utilizada durante quanto tempo na Grécia Antiga? A tradição oral era importante? Os gregos a utilizavam em suas leis?

Atenção: É muito importante seguir o passo a passo indicado neste plano, para que por meio do raciocínio lógico o aluno formule o próprio entendimento.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Ainda em duplas, os estudantes deverão retomar a entrevista realizada na primeira etapa deste plano e preencher a tabela proposta.

A tabela pode ser projetada, desenhada no quadro ou , se preferir, entregue cópias.

Tabela disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/UjnnvSGN5usemwqjgRDJXHmnHbUWU8y7xDP26cgAP4yXVjED7FJn5mnkfs87/his6-10und05-tabela.pdf

Caso a tabela não esteja no tamanho adequado, você pode fazer os ajustes necessários.

Durante o preenchimento da tabela, caminhe pela sala e auxilie as duplas que solicitarem sua presença.

A expectativa, no primeiro questionamento, é que apontem o tema principal que foi narrado a fim de conhecer, em linhas gerais, a história. No segundo a intenção é levar o aluno a perceber o juízo de valor que geralmente permeia as narrativas. No terceiro, os alunos poderão citar outras narrativas que tratam do mesmo fato. Desta forma, aprenderão que podem existir diferentes narrativas sobre um mesmo fato. No quarto e quinto questionamento
o objetivo é levar o aluno a reflexão sobre a importância das histórias transmitidas oralmente.

Em uma próxima aula, os alunos poderão fazer uma exposição dos relatos e até mesmo convidar os funcionários entrevistados para que participem.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Lógicas de organização política do 6º ano :

MAIS AULAS DE História do 6º ano:

6º ano / História / História: tempo, espaço e formas de registros

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF06HI10 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano