17393
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 9º ano > A história recente

Plano de aula - As mães da Praça de Maio e a resistência à ditadura civil-militar argentina (1976-1983)

Plano de aula de História com atividades para 9º ano do EF sobre As mães da Praça de Maio e a resistência à ditadura civil-militar argentina (1976-1983)

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Roberta Duarte Da Silva

Sugestão de adaptação para ensino remoto

Ferramentas sugeridas
- Essenciais: PDF com documentos de texto e imagens e áudio ou vídeo com orientações do professor.
- Optativas: Google Sala de Aula, Google Drive, Google Meet, Padlet.

Contexto
Nesta aula, você pode propor que os alunos trabalhem agrupados ou individualmente. Para trabalharem agrupados, os estudantes podem se comunicar através do Whatsapp, e-mail, Facebook ou qualquer outra ferramenta que já utilizem para se comunicarem. O importante é que troquem informações, se auxiliem na análise das fontes e nas discussões propostas. Você pode deixar que se agrupem livremente ou pode separá-los em duplas, trios ou grupos produtivos, de acordo com seu conhecimento sobre a turma.

Utilize ferramentas que forem mais acessíveis à sua escola e turma, como e-mail, Whatsapp, Facebook, Google Sala de Aula etc. Encaminhe o objetivo da aula, os dois documentos com as imagens das Mães de Maio e os questionamentos propostos na etapa:

- Do que tratam estas imagens?
- Quem são as pessoas retratadas?
- Onde se encontram?
- O que estão fazendo?
- Por que estas mulheres estavam fazendo estas manifestações?

Dê um prazo para que os alunos possam refletir e responder os questionamentos. Eles podem fazer isso no próprio grupo da sala. Você pode enviar pequenos áudios ou vídeos intermediando a análise das fontes, chamando a atenção para certos aspectos, esclarecendo dúvidas e acrescentando informações sobre a ditadura civil-militar argentina que achar necessárias.

Problematização
Nesta etapa da aula os alunos podem continuar trabalhando agrupados ou individualmente.

Encaminhe os dois textos propostos na etapa e os questionamentos.

Para facilitar a interpretação das fontes pelos estudantes de forma autônoma, algumas questões propostas no plano original podem ter sido alteradas ou excluídas, e novas incluídas neste material. Faça uso dos questionamentos da maneira que considerar mais eficiente para a turma.

Após a leitura dos dois textos, responda:
- Por que as mulheres começaram a se reunir na praça?
- Por que elas não podiam se reunir? Quais eram as formas de resistência aplicadas por elas?
- O que aconteceu com as crianças tiradas das mães pela ditadura?
- Qual a importância deste movimento como forma de resistência à ditadura militar instaurada na argentina entre os anos de 1976-1983?

Estabeleça um prazo para que os alunos/grupos possam refletir, discutir e responder as questões. Eles podem enviar as respostas por escrito ou através de áudios ou vídeos. Você pode mandar áudios ou vídeos esclarecendo dúvidas, chamando a atenção para informações presentes na fonte que os alunos possam não ter percebido e acrescentando outras.

Outra alternativa para este momento é marcar uma aula síncrona com a turma, para que eles possam responder as questões e debater, e você consiga contextualizar as fontes e acrescentar informações.

Sistematização
Nesta etapa, os alunos podem continuar trabalhando agrupados ou individualmente. Para produzir os manifestos em equipe, podem conversar sobre o que querem incluir e como fazer a atividade por Whatsapp, Facebook, e-mail ou, até mesmo, em um documento do Google Docs compartilhado, onde podem construir o manifesto coletivamente e deixar comentários uns para os outros.

Você pode criar um mural no Padlet para que os alunos/grupos enviem os manifestos, ou eles podem enviá-los pelo Whatsapp, Google Sala de Aula, Facebook etc.

Incentive-os a compartilharem as propostas e dúvidas com os colegas.

Convite às famílias
Incentive os estudantes a contarem com a ajuda de seus familiares na produção da atividade de sistematização, especialmente de suas mães e avós, que certamente terão muito o que contribuir para a discussão sobre a importância da resistência dessas mães e avós.

As famílias podem conhecer um pouco mais sobre as Mães de Maio brasileiras, que tiveram seus filhos assassinados em 2006, na Baixada Santista, nas matérias da BBC (disponível aqui) e do G1 (disponível aqui).

As famílias podem conhecer um pouco mais sobre a ditadura argentina nas matérias da Revista Carta Maior (disponível aqui) e do Jornal O Globo (disponível aqui).

Tutoriais sobre as ferramentas propostas neste plano
Google Sala de Aula (como criar e postar atividades): disponível aqui.
Google Sala de Aula (como criar uma turma):disponível aqui.
Google Drive (como organizar pastas):disponível aqui.
Google Meet (como criar uma reunião online): disponível aqui.
Padlet (como usar): disponível aqui.

Sugestão Enviada Por: Chayene Medeiros


Código: HIS9_29UND01

(EF09HI29) Descrever e analisar as experiências ditatoriais na América Latina, seus procedimentos e vínculos com o poder, em nível nacional e internacional, e a atuação de movimentos de contestação às ditaduras.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE A história recente do 9º ano:

MAIS AULAS DE História do 9º ano:

9º ano / História / Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas