17391
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 9º ano > Totalitarismos e conflitos mundiais

Plano de aula - Os direitos humanos e a desigualdade social

Plano de aula de História com atividades para 9º ano do EF sobre Os direitos humanos e a desigualdade social

Plano 03 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Aline Aparecida Pereira Zacheu

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09HI16, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

Quadro, giz, data show ou folhas impressas, folhas de sulfite, lápis e canetas coloridas, borracha.

Material complementar:

Documento 1: Patativa do Assaré, poesia: “Brasi de cima e Brasi de baxo”.

Patativa do Assaré (1909-2002) poeta e repentista brasileiro, retrata a vida sofrida no sertão nordestino por meio de sua arte. Sua poesia é carregada de análise crítica sobre a situação econômica e social do povo brasileiro, fazendo muita alusão à desigualdade social, porém sempre com uma estética poética
e procurando beleza nas coisas pequenas e lutas diárias.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/7UyFkRuCPDDuZhAF98grrF7BPRzAktUgHP4c5jkgdJtXAqfP4gRtxhFuexyG/his9-16und03-brasi-de-cima-e-brasi-de-baxo.pdf

Documento 2: Excerto do livro Cidadania no Brasil: o longo caminho

O autor do livro Cidadania no Brasil: o longo caminho, José Murilo de Carvalho, é historiador e cientista político brasileiro de uma grande produção científica nacional e internacional. Suas áreas de interesse são: nação, liberdade, justiça e cidadania. No excerto aqui transcrito, pode-se notar a crítica do autor em retratar a presente dualidade no Brasil, os “dois brasis”, o país de quem tem muito a consumir e o país de quem muito deseja consumir em busca de uma característica de cidadania.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/dJhmK9YHdkEKGdRNxFbAyG5kB26acBYzJZNb5QPX3A4XkfbmfSMAa6W2V5yM/his9-16und03-cidadania-no-brasil.pdf

Documento 3: Trechos da “Declaração Universal dos Direitos Humanos”

Promulgada em 10 de dezembro de 1948, pela Organização das Nações Unidas, a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) é o documento que atualmente garante a defesa da dignidade humana em várias esferas da sociedade internacional. Nestes artigos específicos, selecionados no documento, nota-se a preocupação em manter a dignidade humana com o intuito de sobrevivência e subsistência, mediante poder aquisitivo.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5HzNRk43agRaDrqYhT6zu4uac4nF4nse3XFqH74A5bYsHjwAzPcdVZqXrW8W/his9-16und03-declaracao.pdf

Para você saber mais:

“Pobreza e desigualdade aumentaram nos últimos quatro anos no Brasil”. Disponível em:

https://portal.fgv.br/noticias/pobreza-e-desigualdade-aumentaram-ultimos-4-anos-brasil-revela-estudo Acesso em: 1º/3/2019.

Declaração Universal dos Direitos Humanos, disponível em: https://www.ohchr.org/EN/UDHR/Documents/UDHR_Translations/por.pdf Acesso em: 27/2/2019.

Sobre a bibliografia de Patativa do Assaré, veja: “Patativa do Assaré: poeta popular”. Disponível em: https://www.ebiografia.com/patativa_assare/ Acesso em: 13/3/2019.

Sobre a variação linguística: “Variações linguísticas- o modo de falar do brasileiro”. Disponível em: https://educacao.uol.com.br/disciplinas/portugues/variacoes-linguisticas-o-modo-de-falar-do-brasileiro.htm Acesso em: 13/3/2019.

CARVALHO, Gilmar de. (Org.) Antologia poética. Patativa do Assaré. 8.ed.- Fortaleza: Edições demócrito Rocha, 2010. p. 162-165.

CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil: o longo caminho. 15. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012. p. 228.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete ou leia para toda a turma o objetivo proposto para esta aula de modo que todos os estudantes da turma consigam vislumbrar o que é esperado, pelo professor, para a sua aprendizagem. Ao lançar o objetivo da aula, atente para que respostas não sejam dadas antes das problematizações realmente acontecerem, pois isso poderia diminuir a motivação da turma em relação a seu protagonismo individual e coletivo na construção da aprendizagem.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos para os dois slides.

Orientações: Para esta aula, pensou-se em uma disposição da turma em grupos de quatro ou cinco estudantes de forma que um estudante possa apoiar e enriquecer a aprendizagem de outro integrante de seu grupo. Caso acredite que a divisão pode ser feita pelos próprios estudantes, tudo bem. Caso perceba que não haverá possibilidade de eles resolverem este problema faça você mesmo a divisão considerando as competências de cada integrante do grupo.

Para que se mantenha a proposta de uma aprendizagem que garanta o protagonismo do estudante no processo de construção de seu conhecimento, é importante que as questões que irão nortear os debates e os questionamentos não sejam uma antecipação das respostas e conclusões de maneira direcionada. De forma geral, espera-se que os estudantes compreendam qual a relação da defesa dos direitos humanos essenciais, garantidos em lei, com a busca errônea por bens de consumo instigados pelo capitalismo de mercado que, é capaz de qualificar o cidadão como aquele que tem acesso aos bens de consumo em grande quantidade.

Então, comece a aula projetando o slide, ou entregue impresso aos grupos, as questões norteadoras para o debate. Após isso, projete o poema de Patativa do Assaré ou entregue impresso para os grupos orientando-os a fazer a leitura atenta reconhecendo o significado de cada palavra usada pelo autor. O arquivo com o poema de Patativa do Assaré, intitulado “Brasi de cima e Brasi de baxo” está disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/7UyFkRuCPDDuZhAF98grrF7BPRzAktUgHP4c5jkgdJtXAqfP4gRtxhFuexyG/his9-16und03-brasi-de-cima-e-brasi-de-baxo.pdf

Neste momento, seria interessante que o professor fizesse uma pequena explanação sobre quem foi Patativa do Assaré, um poeta e repentista nordestino que, de forma poética, retrata a triste vida e os pesares de quem vive e sobrevive no sertão nordestino. Outra questão a ser tratada com o grupo é sobre a variação linguística utilizada pelo autor em suas poesias carregadas de termos de variação linguística regional, o sertão nordestino, que são características peculiares da escrita do autor. Também se pode relatar que as variações linguísticas regionais, apesar de acontecerem na forma falada da língua, é muito utilizada em poemas e outras formas de artes.

Logo após a leitura, os estudantes deverão discutir cada tópico de uma vez, levando em consideração a participação efetiva de todos os integrantes do grupo, pois tanto a leitura do poema quanto a discussão das questões norteadoras devem ser compartilhadas.

A expectativa é que:

  • Os estudantes consigam descrever que a desigualdade social no Brasil pode ser notada em várias áreas e vivências do nosso cotidiano, mas principalmente na diferença econômica de pequenos grupos de pessoas ricas e uma grande quantidade de pessoas pobres, ou que sobrevivem
    com o mínimo possível.

  • De acordo com a leitura do poema, os estudantes podem perceber que o “Brasi de cima” são as pessoas que possuem maior renda e, de acordo com o poema, não possuem dificuldades financeiras que compliquem a sua qualidade de vida. Neste caso, os estudantes podem ainda citar os seguintes versos:

“Aqui no Brasil de cima,

Não há dô nem indigença,

Reina o mais soave crima

De riqueza e de opulença;

Só de fala de progresso,

Riqueza e novo processo

De grandeza e produção.”

  • O “Brasi de baxo” pode ser identificado com as pessoas que pouco possuem e que passam por grandes dificuldades de manutenção de alimentação, saúde, educação e lazer. Neste caso, os estudantes podem citar os seguintes versos:

“Brasi de baxo, coitado!

Vê das casa despejado

Home, menino e muié

Sem achá onde morá

Proque não pode pagá

O dinhêro do alugué.”

  • Nos casos de escolas públicas, ou escolas que comportem um número maior de pessoas com menor poder aquisitivo, e espírito crítico condizente com sua real situação social, espera-se que os estudantes de enquadrem no “Brasi de baxo” e, caso isso não aconteça, o professor pode levantar outras questões, como: Quem é o rico no Brasil? O que é ser rico atualmente?

Para finalizar este momento da aula, pergunte aos grupos quem gostaria de expor os pensamentos e ideias a que chegaram os integrantes do grupo. Dê a palavra a duas pessoas para expor os pensamentos do grupo e, caso não fiquem dúvidas a serem sanadas, prossiga para a próxima etapa da aula.

Para você saber mais:

Bibliografia de Antônio Gonçalves da Silva (Patativa do Assaré). Disponível em: https://www.ebiografia.com/patativa_assare/ Acesso em: 13/3/2019.

Sobre a variação linguística: “variações linguísticas- o modo de falar do brasileiro”. Disponível em: https://educacao.uol.com.br/disciplinas/portugues/variacoes-linguisticas-o-modo-de-falar-do-brasileiro.htm Acesso em: 13/3/2019.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Projete, ou entregue impresso, os trechos da poesia de Patativa do Assaré e trabalhe as problematizações e formas de leitura conforme orientação no slide anterior. Utilize este slide somente para apresentação aos estudantes e, caso prefira usar a poesia completa, ela está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/7UyFkRuCPDDuZhAF98grrF7BPRzAktUgHP4c5jkgdJtXAqfP4gRtxhFuexyG/his9-16und03-brasi-de-cima-e-brasi-de-baxo.pdf

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Com os estudantes ainda organizados em grupos, oriente-os a utilizar a folha sulfite entregue no começo da aula para fazer as anotações e considerações de todos os integrantes do grupo. Para isso, o grupo pode eleger um escriba que se encarregará de fazer as anotações e depois apresentá-las aos demais grupos da turma.

Entregue impresso para os grupos, ou projete para toda a sala, os trechos da Declaração Universal dos Direitos Humanos para que, em grupo, façam a leitura. Neste momento, com o intuito de estimular a participação de todos, pergunte se algum estudante gostaria de ler em voz alta para toda a sala o documento. O arquivo com os trechos da Declaração está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5HzNRk43agRaDrqYhT6zu4uac4nF4nse3XFqH74A5bYsHjwAzPcdVZqXrW8W/his9-16und03-declaracao.pdf

Entregue impresso, ou projete para toda a turma, o excerto do Livro Cidadania no Brasil:o longo caminho e escolha um estudante para fazer a leitura do excerto em voz alta; para toda a sala o arquivo está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/dJhmK9YHdkEKGdRNxFbAyG5kB26acBYzJZNb5QPX3A4XkfbmfSMAa6W2V5yM/his9-16und03-cidadania-no-brasil.pdf

Após a leitura dos dois documentos, projete as questões expostas no slide e oriente-os para iniciar as discussões em grupo; a expectativa é que os estudantes compreendam que há direitos essenciais que são garantidos pela Declaração Universal dos Direitos Humanos e, no entanto, alguns cidadãos não se reconhecem como tal sem o acesso ao consumo de bens que não essenciais à sua subsistência, mas sim são usados para uma espécie de ascensão social e equiparação do “rico” com o “pobre”.

Discuta também com a sala as diferenças encontradas no Brasil de poder de compra e, consequentemente, de desigualdade social mantida pelo consumismo motivado pelo capitalismo. No momento da Problematização da aula é muito importante que o tempo seja direcionado ao debate em grupo
e que o professor, sempre que necessário, faça intervenções com o intuito de ampliar possibilidades de discussões e visões, sem expor seus pensamentos como verdades absolutas e prontas.

Deste modo, quanto às questões expostas no slide, espera-se que os estudantes:

  • Percebam, com a leitura dos trechos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, se há em sua realidade e na de sua comunidade, situações de violações aos direitos humanos, como por exemplo, o artigo 25º, que afirma que toda pessoa tem direito a um nível de vida que lhe assegure condições mínimas de subsistência, como assistência médica, moradia e segurança.

  • Consigam elencar como possíveis motivos para a violação de direitos essenciais, a desigualdade social e a consequente desigual divisão de renda entre os brasileiros. Nesta situação, as condições de trabalhos mal remunerados, trabalhos informais e não legalizados como o de ambulantes, flanelinhas e diaristas que não remuneração adequado à sua prática de vida com dignidade humana.

  • Façam uma relação entre o excerto do livro de Carvalho (2012), que relata como pessoas, em um ambiente criado para o hábito de consumo excessivo, como é o caso do shopping center, podem confundir uma parcela da sociedade, que enquadram seu direito a cidadania e a dignidade humana com o direito a ter acesso ao consumo, à compra de bens, por veze, supérfluos para a existência humana.

Assim que a turma demonstrar que as problematizações, discussões e relações com as leituras dos dois documentos já foi finalizada, oriente os grupos a sistematizar suas considerações sobre o discutido e eleger um representante para que exponha para toda a turma o que foi discutido com seu grupo.

Então, escolha um grupo para começar a expor suas falas seguindo a sequência das questões do slide. Assim que o primeiro grupo expor sobre
a primeira questão, escolha um segundo grupo para dizer se concordam, discordam ou se gostariam de completar o que já foi dito; ou ainda se com a discussão feita no grupo outras questões surgiram e poderiam enriquecer o debate em sala de aula. Repita o processo com as outras duas questões restantes e, quando terminarem a atividade, conduza a aula para a atividade de Sistematização.

Para você saber mais:

CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil: o longo caminho. 15.ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012. p. 228.

“Pobreza e desigualdade aumentaram nos últimos quatro anos no Brasil”. Disponível em:

https://portal.fgv.br/noticias/pobreza-e-desigualdade-aumentaram-ultimos-4-anos-brasil-revela-estudo Acesso em: 1º/3/2019.

Declaração Universal dos Direitos Humanos, disponível em: https://www.ohchr.org/EN/UDHR/Documents/UDHR_Translations/por.pdf Acesso em: 27/2/2019.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Entregue uma folha de sulfite para cada grupo para que possam elaborar a atividade proposta no slide. Projete o slide, ou entregue impresso, a tarefa dos grupos na proposta de Sistematização da aula. A ideia é que os grupos façam uma poesia, de forma conjunta e colaborativa, utilizando a ajuda de todos os integrantes e considerando todas as ideias e propostas.

Oriente-os a realizar a atividade considerando todos os materiais e documentos utilizados no quadro, como a Declaração Universal dos Direitos Humanos e a poesia de Patativa do Assaré, de modo que, na produção deles possa-se observar as aprendizagens adquiridas na aula com informações e embasamentos.

A liberdade no momento da produção é indispensável tanto na escolha do perfil de poesia que será retratado como a escolha pelo teor irônico, emotivo, calculista… Mas, atente para que as linguagens utilizadas sejam sempre compatíveis com o ambiente escolar e preze pela manutenção de um

clima de companheirismo, livre de preconceitos e ódio.

Para que os estudantes consigam demonstrar, de maneira artística, a sua compreensão sobre a violação dos direitos humanos essenciais à vida e as desigualdades sociais, o professor pode adaptar a proposta de elaboração de poesia a outra proposta artística que tenha maior relação com a turma em que irá trabalhar a aula, considerando a regionalidade ou algum outro motivo em específico e, desta forma, pode-se ter outras ideias como por exemplo: poesia de cordel, poemas, paródia musical, ou ainda criar uma letra de música com algum estilo musical típico da região onde se encontra a escola. Neste caso, propostas de aulas interdisciplinar são sempre positivas e assertivas.

Para compartilhar as produções feitas nos grupos, propomos que cada grupo possa expor seu trabalho para outro grupo da turma, ou seja, os grupos devem escolher entre si com quem será feita a troca das atividades para apreciação e apresentação. Então, reserve um tempo de pelo menos 5 minutos para este momento de troca e compartilhamentos.

Por fim, observe os grupos e as trocas das apreciações das atividades e, caso seja necessário e produtivo, interfira ou peça para que um grupo exponha a produção para toda a sala a fim de problematizar de maneira artística o que foi produzido. Caso todas as dúvidas sejam sanadas, termine a aula e deixe aberto discussões futuras.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09HI16, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

Quadro, giz, data show ou folhas impressas, folhas de sulfite, lápis e canetas coloridas, borracha.

Material complementar:

Documento 1: Patativa do Assaré, poesia: “Brasi de cima e Brasi de baxo”.

Patativa do Assaré (1909-2002) poeta e repentista brasileiro, retrata a vida sofrida no sertão nordestino por meio de sua arte. Sua poesia é carregada de análise crítica sobre a situação econômica e social do povo brasileiro, fazendo muita alusão à desigualdade social, porém sempre com uma estética poética
e procurando beleza nas coisas pequenas e lutas diárias.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/7UyFkRuCPDDuZhAF98grrF7BPRzAktUgHP4c5jkgdJtXAqfP4gRtxhFuexyG/his9-16und03-brasi-de-cima-e-brasi-de-baxo.pdf

Documento 2: Excerto do livro Cidadania no Brasil: o longo caminho

O autor do livro Cidadania no Brasil: o longo caminho, José Murilo de Carvalho, é historiador e cientista político brasileiro de uma grande produção científica nacional e internacional. Suas áreas de interesse são: nação, liberdade, justiça e cidadania. No excerto aqui transcrito, pode-se notar a crítica do autor em retratar a presente dualidade no Brasil, os “dois brasis”, o país de quem tem muito a consumir e o país de quem muito deseja consumir em busca de uma característica de cidadania.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/dJhmK9YHdkEKGdRNxFbAyG5kB26acBYzJZNb5QPX3A4XkfbmfSMAa6W2V5yM/his9-16und03-cidadania-no-brasil.pdf

Documento 3: Trechos da “Declaração Universal dos Direitos Humanos”

Promulgada em 10 de dezembro de 1948, pela Organização das Nações Unidas, a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) é o documento que atualmente garante a defesa da dignidade humana em várias esferas da sociedade internacional. Nestes artigos específicos, selecionados no documento, nota-se a preocupação em manter a dignidade humana com o intuito de sobrevivência e subsistência, mediante poder aquisitivo.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5HzNRk43agRaDrqYhT6zu4uac4nF4nse3XFqH74A5bYsHjwAzPcdVZqXrW8W/his9-16und03-declaracao.pdf

Para você saber mais:

“Pobreza e desigualdade aumentaram nos últimos quatro anos no Brasil”. Disponível em:

https://portal.fgv.br/noticias/pobreza-e-desigualdade-aumentaram-ultimos-4-anos-brasil-revela-estudo Acesso em: 1º/3/2019.

Declaração Universal dos Direitos Humanos, disponível em: https://www.ohchr.org/EN/UDHR/Documents/UDHR_Translations/por.pdf Acesso em: 27/2/2019.

Sobre a bibliografia de Patativa do Assaré, veja: “Patativa do Assaré: poeta popular”. Disponível em: https://www.ebiografia.com/patativa_assare/ Acesso em: 13/3/2019.

Sobre a variação linguística: “Variações linguísticas- o modo de falar do brasileiro”. Disponível em: https://educacao.uol.com.br/disciplinas/portugues/variacoes-linguisticas-o-modo-de-falar-do-brasileiro.htm Acesso em: 13/3/2019.

CARVALHO, Gilmar de. (Org.) Antologia poética. Patativa do Assaré. 8.ed.- Fortaleza: Edições demócrito Rocha, 2010. p. 162-165.

CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil: o longo caminho. 15. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012. p. 228.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete ou leia para toda a turma o objetivo proposto para esta aula de modo que todos os estudantes da turma consigam vislumbrar o que é esperado, pelo professor, para a sua aprendizagem. Ao lançar o objetivo da aula, atente para que respostas não sejam dadas antes das problematizações realmente acontecerem, pois isso poderia diminuir a motivação da turma em relação a seu protagonismo individual e coletivo na construção da aprendizagem.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos para os dois slides.

Orientações: Para esta aula, pensou-se em uma disposição da turma em grupos de quatro ou cinco estudantes de forma que um estudante possa apoiar e enriquecer a aprendizagem de outro integrante de seu grupo. Caso acredite que a divisão pode ser feita pelos próprios estudantes, tudo bem. Caso perceba que não haverá possibilidade de eles resolverem este problema faça você mesmo a divisão considerando as competências de cada integrante do grupo.

Para que se mantenha a proposta de uma aprendizagem que garanta o protagonismo do estudante no processo de construção de seu conhecimento, é importante que as questões que irão nortear os debates e os questionamentos não sejam uma antecipação das respostas e conclusões de maneira direcionada. De forma geral, espera-se que os estudantes compreendam qual a relação da defesa dos direitos humanos essenciais, garantidos em lei, com a busca errônea por bens de consumo instigados pelo capitalismo de mercado que, é capaz de qualificar o cidadão como aquele que tem acesso aos bens de consumo em grande quantidade.

Então, comece a aula projetando o slide, ou entregue impresso aos grupos, as questões norteadoras para o debate. Após isso, projete o poema de Patativa do Assaré ou entregue impresso para os grupos orientando-os a fazer a leitura atenta reconhecendo o significado de cada palavra usada pelo autor. O arquivo com o poema de Patativa do Assaré, intitulado “Brasi de cima e Brasi de baxo” está disponível aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/7UyFkRuCPDDuZhAF98grrF7BPRzAktUgHP4c5jkgdJtXAqfP4gRtxhFuexyG/his9-16und03-brasi-de-cima-e-brasi-de-baxo.pdf

Neste momento, seria interessante que o professor fizesse uma pequena explanação sobre quem foi Patativa do Assaré, um poeta e repentista nordestino que, de forma poética, retrata a triste vida e os pesares de quem vive e sobrevive no sertão nordestino. Outra questão a ser tratada com o grupo é sobre a variação linguística utilizada pelo autor em suas poesias carregadas de termos de variação linguística regional, o sertão nordestino, que são características peculiares da escrita do autor. Também se pode relatar que as variações linguísticas regionais, apesar de acontecerem na forma falada da língua, é muito utilizada em poemas e outras formas de artes.

Logo após a leitura, os estudantes deverão discutir cada tópico de uma vez, levando em consideração a participação efetiva de todos os integrantes do grupo, pois tanto a leitura do poema quanto a discussão das questões norteadoras devem ser compartilhadas.

A expectativa é que:

  • Os estudantes consigam descrever que a desigualdade social no Brasil pode ser notada em várias áreas e vivências do nosso cotidiano, mas principalmente na diferença econômica de pequenos grupos de pessoas ricas e uma grande quantidade de pessoas pobres, ou que sobrevivem
    com o mínimo possível.

  • De acordo com a leitura do poema, os estudantes podem perceber que o “Brasi de cima” são as pessoas que possuem maior renda e, de acordo com o poema, não possuem dificuldades financeiras que compliquem a sua qualidade de vida. Neste caso, os estudantes podem ainda citar os seguintes versos:

“Aqui no Brasil de cima,

Não há dô nem indigença,

Reina o mais soave crima

De riqueza e de opulença;

Só de fala de progresso,

Riqueza e novo processo

De grandeza e produção.”

  • O “Brasi de baxo” pode ser identificado com as pessoas que pouco possuem e que passam por grandes dificuldades de manutenção de alimentação, saúde, educação e lazer. Neste caso, os estudantes podem citar os seguintes versos:

“Brasi de baxo, coitado!

Vê das casa despejado

Home, menino e muié

Sem achá onde morá

Proque não pode pagá

O dinhêro do alugué.”

  • Nos casos de escolas públicas, ou escolas que comportem um número maior de pessoas com menor poder aquisitivo, e espírito crítico condizente com sua real situação social, espera-se que os estudantes de enquadrem no “Brasi de baxo” e, caso isso não aconteça, o professor pode levantar outras questões, como: Quem é o rico no Brasil? O que é ser rico atualmente?

Para finalizar este momento da aula, pergunte aos grupos quem gostaria de expor os pensamentos e ideias a que chegaram os integrantes do grupo. Dê a palavra a duas pessoas para expor os pensamentos do grupo e, caso não fiquem dúvidas a serem sanadas, prossiga para a próxima etapa da aula.

Para você saber mais:

Bibliografia de Antônio Gonçalves da Silva (Patativa do Assaré). Disponível em: https://www.ebiografia.com/patativa_assare/ Acesso em: 13/3/2019.

Sobre a variação linguística: “variações linguísticas- o modo de falar do brasileiro”. Disponível em: https://educacao.uol.com.br/disciplinas/portugues/variacoes-linguisticas-o-modo-de-falar-do-brasileiro.htm Acesso em: 13/3/2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Projete, ou entregue impresso, os trechos da poesia de Patativa do Assaré e trabalhe as problematizações e formas de leitura conforme orientação no slide anterior. Utilize este slide somente para apresentação aos estudantes e, caso prefira usar a poesia completa, ela está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/7UyFkRuCPDDuZhAF98grrF7BPRzAktUgHP4c5jkgdJtXAqfP4gRtxhFuexyG/his9-16und03-brasi-de-cima-e-brasi-de-baxo.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Com os estudantes ainda organizados em grupos, oriente-os a utilizar a folha sulfite entregue no começo da aula para fazer as anotações e considerações de todos os integrantes do grupo. Para isso, o grupo pode eleger um escriba que se encarregará de fazer as anotações e depois apresentá-las aos demais grupos da turma.

Entregue impresso para os grupos, ou projete para toda a sala, os trechos da Declaração Universal dos Direitos Humanos para que, em grupo, façam a leitura. Neste momento, com o intuito de estimular a participação de todos, pergunte se algum estudante gostaria de ler em voz alta para toda a sala o documento. O arquivo com os trechos da Declaração está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5HzNRk43agRaDrqYhT6zu4uac4nF4nse3XFqH74A5bYsHjwAzPcdVZqXrW8W/his9-16und03-declaracao.pdf

Entregue impresso, ou projete para toda a turma, o excerto do Livro Cidadania no Brasil:o longo caminho e escolha um estudante para fazer a leitura do excerto em voz alta; para toda a sala o arquivo está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/dJhmK9YHdkEKGdRNxFbAyG5kB26acBYzJZNb5QPX3A4XkfbmfSMAa6W2V5yM/his9-16und03-cidadania-no-brasil.pdf

Após a leitura dos dois documentos, projete as questões expostas no slide e oriente-os para iniciar as discussões em grupo; a expectativa é que os estudantes compreendam que há direitos essenciais que são garantidos pela Declaração Universal dos Direitos Humanos e, no entanto, alguns cidadãos não se reconhecem como tal sem o acesso ao consumo de bens que não essenciais à sua subsistência, mas sim são usados para uma espécie de ascensão social e equiparação do “rico” com o “pobre”.

Discuta também com a sala as diferenças encontradas no Brasil de poder de compra e, consequentemente, de desigualdade social mantida pelo consumismo motivado pelo capitalismo. No momento da Problematização da aula é muito importante que o tempo seja direcionado ao debate em grupo
e que o professor, sempre que necessário, faça intervenções com o intuito de ampliar possibilidades de discussões e visões, sem expor seus pensamentos como verdades absolutas e prontas.

Deste modo, quanto às questões expostas no slide, espera-se que os estudantes:

  • Percebam, com a leitura dos trechos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, se há em sua realidade e na de sua comunidade, situações de violações aos direitos humanos, como por exemplo, o artigo 25º, que afirma que toda pessoa tem direito a um nível de vida que lhe assegure condições mínimas de subsistência, como assistência médica, moradia e segurança.

  • Consigam elencar como possíveis motivos para a violação de direitos essenciais, a desigualdade social e a consequente desigual divisão de renda entre os brasileiros. Nesta situação, as condições de trabalhos mal remunerados, trabalhos informais e não legalizados como o de ambulantes, flanelinhas e diaristas que não remuneração adequado à sua prática de vida com dignidade humana.

  • Façam uma relação entre o excerto do livro de Carvalho (2012), que relata como pessoas, em um ambiente criado para o hábito de consumo excessivo, como é o caso do shopping center, podem confundir uma parcela da sociedade, que enquadram seu direito a cidadania e a dignidade humana com o direito a ter acesso ao consumo, à compra de bens, por veze, supérfluos para a existência humana.

Assim que a turma demonstrar que as problematizações, discussões e relações com as leituras dos dois documentos já foi finalizada, oriente os grupos a sistematizar suas considerações sobre o discutido e eleger um representante para que exponha para toda a turma o que foi discutido com seu grupo.

Então, escolha um grupo para começar a expor suas falas seguindo a sequência das questões do slide. Assim que o primeiro grupo expor sobre
a primeira questão, escolha um segundo grupo para dizer se concordam, discordam ou se gostariam de completar o que já foi dito; ou ainda se com a discussão feita no grupo outras questões surgiram e poderiam enriquecer o debate em sala de aula. Repita o processo com as outras duas questões restantes e, quando terminarem a atividade, conduza a aula para a atividade de Sistematização.

Para você saber mais:

CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil: o longo caminho. 15.ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012. p. 228.

“Pobreza e desigualdade aumentaram nos últimos quatro anos no Brasil”. Disponível em:

https://portal.fgv.br/noticias/pobreza-e-desigualdade-aumentaram-ultimos-4-anos-brasil-revela-estudo Acesso em: 1º/3/2019.

Declaração Universal dos Direitos Humanos, disponível em: https://www.ohchr.org/EN/UDHR/Documents/UDHR_Translations/por.pdf Acesso em: 27/2/2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Entregue uma folha de sulfite para cada grupo para que possam elaborar a atividade proposta no slide. Projete o slide, ou entregue impresso, a tarefa dos grupos na proposta de Sistematização da aula. A ideia é que os grupos façam uma poesia, de forma conjunta e colaborativa, utilizando a ajuda de todos os integrantes e considerando todas as ideias e propostas.

Oriente-os a realizar a atividade considerando todos os materiais e documentos utilizados no quadro, como a Declaração Universal dos Direitos Humanos e a poesia de Patativa do Assaré, de modo que, na produção deles possa-se observar as aprendizagens adquiridas na aula com informações e embasamentos.

A liberdade no momento da produção é indispensável tanto na escolha do perfil de poesia que será retratado como a escolha pelo teor irônico, emotivo, calculista… Mas, atente para que as linguagens utilizadas sejam sempre compatíveis com o ambiente escolar e preze pela manutenção de um

clima de companheirismo, livre de preconceitos e ódio.

Para que os estudantes consigam demonstrar, de maneira artística, a sua compreensão sobre a violação dos direitos humanos essenciais à vida e as desigualdades sociais, o professor pode adaptar a proposta de elaboração de poesia a outra proposta artística que tenha maior relação com a turma em que irá trabalhar a aula, considerando a regionalidade ou algum outro motivo em específico e, desta forma, pode-se ter outras ideias como por exemplo: poesia de cordel, poemas, paródia musical, ou ainda criar uma letra de música com algum estilo musical típico da região onde se encontra a escola. Neste caso, propostas de aulas interdisciplinar são sempre positivas e assertivas.

Para compartilhar as produções feitas nos grupos, propomos que cada grupo possa expor seu trabalho para outro grupo da turma, ou seja, os grupos devem escolher entre si com quem será feita a troca das atividades para apreciação e apresentação. Então, reserve um tempo de pelo menos 5 minutos para este momento de troca e compartilhamentos.

Por fim, observe os grupos e as trocas das apreciações das atividades e, caso seja necessário e produtivo, interfira ou peça para que um grupo exponha a produção para toda a sala a fim de problematizar de maneira artística o que foi produzido. Caso todas as dúvidas sejam sanadas, termine a aula e deixe aberto discussões futuras.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Totalitarismos e conflitos mundiais do 9º ano :

MAIS AULAS DE História do 9º ano:

9º ano / História / Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF09HI16 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano