17387
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 6º ano > A invenção do mundo clássico e o contraponto com outras sociedades

Plano de aula - Quipus

Plano de aula de História com atividades para 6º ano do EF sobre Quipus

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Jair Messias Ferreira Junior

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06HI07 “Identificar aspectos e formas de registro das sociedades antigas na África, no Oriente Médio e nas Américas, distinguindo alguns significados presentes na cultura material e na tradição oral dessas sociedades”, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Caderno, lápis, borracha, lápis de cor e dicionário. Dois metros de barbante por aluno, Material complementar impresso ou projetor multimídia.

Material complementar:

Imagem, logotipo do Censo do IBGE 2020

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gxzx6QPS2xTXb9uVRmt2b6fCZKJx8v3es8ywqbZXY7v6erDUVHsBn8eF6jTm/his6-07und05-logotipo-censo-ibge-2020.pdf

Imagem, logotipo do SERPRO

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/E674hBMxagYXUrSPs2jekeeURTNFPUmmRGQfbQEWfpAQCJhff6XtVZrb48pJ/his6-07und05-logotipo-serpro.pdf

Trecho 1 - Texto sobre quipus

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/uj7HvHkktWQ4NcUum3mpFuSpkQ5JHAXCF8AjzZuCNnZVJGE7qfEw5GBrd5Ux/his6-07und05-trecho-1-texto-sobre-quipus.pdf

Trecho 2 - Texto sobre quipus

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nKZ9RYXCzTFc7xCcKsgsSaqMc7QQsWykbPtXGSYK4XhPdtabZEWAtj88vnJy/his6-07und05-trecho-2-texto-sobre-quipus.pdf

Representação de um quipu

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZEh2mpU22t8JUxTeqJZsFEYH9m2rUr3Pt9Qt5TVpYJcGkczGuVzPwpKAfcQ4/his6-07und05-representacao-de-um-quipu.pdf

Para que os alunos aprendam a interpretar fontes históricas, é muito importante que você não forneça a eles as Informações básicas sobre a fonte histórica antes da leitura de cada uma delas. Não comece a aula com uma exposição sobre o contexto histórico destes documentos, pois isso os impediria de construir o contexto com base nas fontes, que é o objetivo central da aula de História.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, carregando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdf Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, disponível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para a turma. É muito importante começar com a apresentação do objetivo para que os estudantes entendam o que farão e compreendam aonde se quer chegar no fim da aula. Contudo, tome cuidado para, ao fazer isso, não antecipar respostas desde o começo. É necessário sempre garantir que os alunos construam o raciocínio por conta própria.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos.

Orientações: Organize a sala em trios. Tente deixar no mesmo trio alunos que possam se apoiar mutuamente para a realização da atividade. Certifique-se de que todos os trios possuem um dicionário. Em seguida, projete ou disponibilize para cada trio o logotipo do Censo demográfico de 2020, fonte: IBGE, disponível em https://censo2020.ibge.gov.br/templates/censo2020/conteudo/divulgacao/logotipo_censo2020_final.png Acesso em: 1º de março de 2019; e o logotipo do SERPRO, fonte: SERPRO, disponível em http://www.serpro.gov.br/menu/quem-somos/marca-serpro/variacoes-e-tipos-de-assinatura Acesso em: 1º de março de 2019.

Na sequência, entregue para cada trio ou projete as questões do slide a seguir. Peça para que os grupos discutam sobre estas questões e que cada aluno, individualmente, registre as principais discussões em seu caderno. É esperado que os estudantes compreendam que o censo tem o objetivo de coletar dados sobre a população brasileira. Também é esperado que os estudantes levantem diversas hipóteses para os objetivos do Estado com o censo brasileiro. Entre estas hipóteses estão ter dados sobre a quantidade de pessoas, de homens e mulheres, de quantas crianças existem no Brasil, quantos idosos, entre outros dados demográficos. Também é possível que os alunos apontem que o censo serve para o Estado saber onde deve investir, quais áreas estão mais carentes de investimentos, dados sobre a religião, econômicos, entre muitos outros. Em relação ao SERPRO, é possível que os estudantes apontem que o Brasil possui um sistema de processamento de dados para controlar suas contas, para cobrar os devidos impostos da população e empresas, para saber onde o dinheiro público é aplicado, entre outros motivos.

Quando os estudantes terminarem as discussões em seus grupos, solicite que dois trios, voluntariamente, apresentem suas discussões para os demais alunos. Não existe uma resposta fechada para as perguntas, deixe que os estudantes discutam e criem suas teorias.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, carregando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdf Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, dispónível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Organize a sala em trios. Tente deixar no mesmo trio alunos que possam se apoiar mutuamente para a realização da atividade. Certifique-se que todos os trios possuem um dicionário. Em seguida, projete ou disponibilize para cada trio o logotipo do Censo demográfico de 2020, fonte: IBGE, disponível em https://censo2020.ibge.gov.br/templates/censo2020/conteudo/divulgacao/logotipo_censo2020_final.png Acesso em: 1º de março de 2019; e o logotipo do SERPRO, fonte: SERPRO, disponível em http://www.serpro.gov.br/menu/quem-somos/marca-serpro/variacoes-e-tipos-de-assinatura Acesso em: 1º de março de 2019.

Na sequência, entregue para cada trio ou projete as questões do slide a seguir. Peça para que os grupos discutam sobre estas questões e que cada aluno, individualmente, registre as principais discussões em seu caderno. É esperado que os estudantes compreendam que o censo tem o objetivo de coletar dados sobre a população brasileira. Também é esperado que os estudantes levantem diversas hipóteses para os objetivos do Estado com o censo brasileiro. Entre estas hipóteses estão ter dados sobre a quantidade de pessoas, de homens e mulheres, de quantas crianças existem no Brasil, quantos idosos, entre outros dados demográficos. Também é possível que os alunos apontem que o censo serve para o Estado saber onde deve investir, quais áreas estão mais carentes de investimentos, dados sobre a religião, econômicos, entre muitos outros. Em relação ao SERPRO, é possível que os estudantes apontem que o Brasil possui um sistema de processamento de dados para controlar suas contas, para cobrar os devidos impostos da população e empresas, para saber onde o dinheiro público é aplicado, entre outros motivos.

Quando os estudantes terminarem as discussões em seus grupos, solicite que dois trios, voluntariamente, apresentem suas discussões para os demais alunos. Não existe uma resposta fechada para as perguntas, deixe que os estudantes discutam e criem suas teorias.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, levando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdf Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, dispónível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Entregue para cada trio os dois trechos de textos relacionados aos quipus. Trechos extraídos de: SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18/2/2019.

Solicite que cada trio discuta as questões do slide 7 e que cada estudante faça o registro das discussões em seu caderno. É esperado que os estudantes identifiquem que os quipus eram utilizados para fazer registros do Império Inca, sobretudo de impostos que a população devia ao império.

Em seguida, entregue para cada trio a imagem da representação de um quipu juntamente com sua legenda (slide 8). Peça para que os estudantes descubram qual número de quatro dígitos está registrado no quipu e como o sistema de registro em quipus funcionava. É possível que alguns grupos identifiquem o número “3546” (lendo o número de cima para baixo) ou “6453” (lendo de baixo para cima). Após os grupos terminarem as discussões,
solicite que dois, voluntariamente, apresentem suas conclusões para seus colegas de turma.

Caso nenhum grupo descubra o número, escreva no quadro o número representado neste quipu “3546”. Solicite que os estudantes discutam novamente em seus grupos como o número 3546 foi registrado nesta representação de quipu. Novamente solicite que dois grupos exponham suas conclusões aos demais colegas.

A forma de registro de todos os quipus ainda é um mistério para os estudiosos do tema. Nos quipus existem diferentes nós, diferentes espaçamentos nas cordas, espessuras e diferentes cores. Existem diversas interpretações para os quipus. Deixe claro isto para os estudantes. Neste link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/zEWRxGfqdyTWHx6FG6BTCu4bjBUGJbgvMg9fCVApB2gy4zdZ5jn62XHdt6Ra/his6-07und05-esquema-explicativo-do-quipu.pdf você encontra um esquema explicativo deste quipu, para você compreender o seu funcionamento.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, levando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdf Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, dispónível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Entregue para cada trio os dois trechos de textos relacionados aos quipus. Trechos extraídos de: SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18/2/2019.

Solicite que cada trio discuta as questões do slide 7 e que cada estudante faça o registro das discussões em seu caderno. É esperado que os estudantes identifiquem que os quipus eram utilizados para fazer registros do império inca, sobretudo de impostos que a população devia ao império.

Em seguida, entregue para cada trio a imagem da representação de um quipu juntamente com sua legenda (slide 8). Peça para que os estudantes descubram qual número de quatro dígitos está registrado no quipu e como o sistema de registro em quipus funcionava. É possível que alguns grupos identifiquem o número “3546” (lendo o número de cima para baixo) ou “6453” (lendo de baixo para cima). Após os grupos terminarem as discussões,
solicite que dois, voluntariamente, apresentem suas conclusões para seus colegas de turma.

Caso nenhum grupo descubra o número, escreva no quadro o número representado neste quipu “3546”. Solicite que os estudantes discutam novamente em seus grupos como o número 3546 foi registrado nesta representação de quipu. Novamente solicite que dois grupos exponham suas conclusões aos demais colegas.

A forma de registro de todos os quipus ainda é um mistério para os estudiosos do tema. Nos quipus existem diferentes nós, diferentes espaçamentos nas cordas, espessuras e diferentes cores. Existem diversas interpretações para os quipus. Deixe claro isto para os estudantes. Neste link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/zEWRxGfqdyTWHx6FG6BTCu4bjBUGJbgvMg9fCVApB2gy4zdZ5jn62XHdt6Ra/his6-07und05-esquema-explicativo-do-quipu.pdf você encontra um esquema explicativo
deste quipu, para você compreender o seu funcionamento.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, carregando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdf Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, disponível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Entregue para cada trio os dois trechos de textos relacionados aos quipus. Trechos extraídos de: SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18/2/2019.

Solicite que cada trio discuta as questões do slide 7 e que cada estudante faça o registro das discussões em seu caderno. É esperado que os estudantes identifiquem que os quipus eram utilizados para fazer registros do império inca, sobretudo de impostos que a população devia ao império.

Em seguida, entregue para cada trio a imagem da representação de um quipu juntamente com sua legenda (slide 8). Peça para que os estudantes descubram qual número de quatro dígitos está registrado no quipu e como o sistema de registro em quipus funcionava. É possível que alguns grupos identifiquem o número “3546” (lendo o número de cima para baixo) ou “6453” (lendo de baixo para cima). Após os grupos terminarem as discussões, solicite que dois, voluntariamente, apresentem suas conclusões para seus colegas de turma.

Caso nenhum grupo descubra o número, escreva no quadro o número representado neste quipu “3546”. Solicite que os estudantes discutam novamente em seus grupos como o número 3546 foi registrado nesta representação de quipu. Novamente solicite que dois grupos exponham suas conclusões aos demais colegas.

A forma de registro de todos os quipus ainda é um mistério para os estudiosos do tema. Nos quipus existem diferentes nós, diferentes espaçamentos nas cordas, espessuras e diferentes cores. Existem diversas interpretações para os quipus. Deixe claro isto para os estudantes. Neste link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/zEWRxGfqdyTWHx6FG6BTCu4bjBUGJbgvMg9fCVApB2gy4zdZ5jn62XHdt6Ra/his6-07und05-esquema-explicativo-do-quipu.pdf você encontra um esquema explicativo deste quipu, para você compreender o seu funcionamento.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, carregando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdf Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, dispónível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Entregue para cada trio os dois trechos de textos relacionados aos quipus. Trechos extraídos de: SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18/2/2019.

Solicite que cada trio discuta as questões do slide 7 e que cada estudante faça o registro das discussões em seu caderno. É esperado que os estudantes identifiquem que os quipus eram utilizados para fazer registros do império inca, sobretudo de impostos que a população devia ao império.

Em seguida, entregue para cada trio a imagem da representação de um quipu juntamente com sua legenda (slide 8). Peça para que os estudantes descubram qual número de 4 dígitos está registrado no quipu e como o sistema de registro em quipus funcionava. É possível que alguns grupos identifiquem o número “3546” (lendo o número de cima para baixo) ou “6453” (lendo de baixo para cima). Após os grupos terminarem as discussões, solicite que dois, voluntariamente, apresentem suas conclusões para seus colegas de turma.

Caso nenhum grupo descubra o número, escreva no quadro o número representado neste quipu “3546”. Solicite que os estudantes discutam novamente em seus grupos como o número 3546 foi registrado nesta representação de quipu. Novamente solicite que dois grupos exponham suas conclusões aos demais colegas.

A forma de registro de todos os quipus ainda é um mistério para os estudiosos do tema. Nos quipus existem diferentes nós, diferentes espaçamentos nas cordas, espessuras e diferentes cores. Existem diversas interpretações para os quipus. Deixe claro isto para os estudantes. Neste link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/zEWRxGfqdyTWHx6FG6BTCu4bjBUGJbgvMg9fCVApB2gy4zdZ5jn62XHdt6Ra/his6-07und05-esquema-explicativo-do-quipu.pdf você encontra um esquema explicativo deste quipu, para você compreender o seu funcionamento.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, carregando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp. 613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdfAcesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, dispónível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Entregue um pedaço de barbante de 0,50 m e dois de 0,70 m para cada estudante. Solicite que cada aluno registre, nas cordas de 0,70 m, dois números de quatro dígitos utilizando nós. Solicite façam o registro o número de cima para baixo, utilizando milhar, centena, dezena e unidade, respectivamente. Para o número zero, deixe o espaço corresponde vazio, sem nós. O número 1 é representado por um nó, o número 2 por dois nós, e assim sucessivamente. Para facilitar a atividade, solicite que o estudantes, com a canetinha, façam quatro marcas nos barbantes para facilitar a escrita e leitura (dividindo na metade o barbante e depois dividindo ao meio novamente as duas metades).

Depois, peça para que os estudantes troquem com um colega de outro grupo seus quipus e que façam a tradução do quipu do colega. Por último, solicite que dois alunos, voluntariamente, façam um depoimento contando o que acharam dos quipus e quais dificuldades encontraram na sua confecção.

Por último, pergunte se seria possível registrar palavras no quipu. Deixe esta pergunta em aberto para que os estudante pensem em uma solução possível.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, carregando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdf Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, dispónível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06HI07 “Identificar aspectos e formas de registro das sociedades antigas na África, no Oriente Médio e nas Américas, distinguindo alguns significados presentes na cultura material e na tradição oral dessas sociedades”, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Caderno, lápis, borracha, lápis de cor e dicionário. Dois metros de barbante por aluno, Material complementar impresso ou projetor multimídia.

Material complementar:

Imagem, logotipo do Censo do IBGE 2020

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gxzx6QPS2xTXb9uVRmt2b6fCZKJx8v3es8ywqbZXY7v6erDUVHsBn8eF6jTm/his6-07und05-logotipo-censo-ibge-2020.pdf

Imagem, logotipo do SERPRO

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/E674hBMxagYXUrSPs2jekeeURTNFPUmmRGQfbQEWfpAQCJhff6XtVZrb48pJ/his6-07und05-logotipo-serpro.pdf

Trecho 1 - Texto sobre quipus

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/uj7HvHkktWQ4NcUum3mpFuSpkQ5JHAXCF8AjzZuCNnZVJGE7qfEw5GBrd5Ux/his6-07und05-trecho-1-texto-sobre-quipus.pdf

Trecho 2 - Texto sobre quipus

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/nKZ9RYXCzTFc7xCcKsgsSaqMc7QQsWykbPtXGSYK4XhPdtabZEWAtj88vnJy/his6-07und05-trecho-2-texto-sobre-quipus.pdf

Representação de um quipu

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZEh2mpU22t8JUxTeqJZsFEYH9m2rUr3Pt9Qt5TVpYJcGkczGuVzPwpKAfcQ4/his6-07und05-representacao-de-um-quipu.pdf

Para que os alunos aprendam a interpretar fontes históricas, é muito importante que você não forneça a eles as Informações básicas sobre a fonte histórica antes da leitura de cada uma delas. Não comece a aula com uma exposição sobre o contexto histórico destes documentos, pois isso os impediria de construir o contexto com base nas fontes, que é o objetivo central da aula de História.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, carregando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdf Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, disponível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para a turma. É muito importante começar com a apresentação do objetivo para que os estudantes entendam o que farão e compreendam aonde se quer chegar no fim da aula. Contudo, tome cuidado para, ao fazer isso, não antecipar respostas desde o começo. É necessário sempre garantir que os alunos construam o raciocínio por conta própria.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos.

Orientações: Organize a sala em trios. Tente deixar no mesmo trio alunos que possam se apoiar mutuamente para a realização da atividade. Certifique-se de que todos os trios possuem um dicionário. Em seguida, projete ou disponibilize para cada trio o logotipo do Censo demográfico de 2020, fonte: IBGE, disponível em https://censo2020.ibge.gov.br/templates/censo2020/conteudo/divulgacao/logotipo_censo2020_final.png Acesso em: 1º de março de 2019; e o logotipo do SERPRO, fonte: SERPRO, disponível em http://www.serpro.gov.br/menu/quem-somos/marca-serpro/variacoes-e-tipos-de-assinatura Acesso em: 1º de março de 2019.

Na sequência, entregue para cada trio ou projete as questões do slide a seguir. Peça para que os grupos discutam sobre estas questões e que cada aluno, individualmente, registre as principais discussões em seu caderno. É esperado que os estudantes compreendam que o censo tem o objetivo de coletar dados sobre a população brasileira. Também é esperado que os estudantes levantem diversas hipóteses para os objetivos do Estado com o censo brasileiro. Entre estas hipóteses estão ter dados sobre a quantidade de pessoas, de homens e mulheres, de quantas crianças existem no Brasil, quantos idosos, entre outros dados demográficos. Também é possível que os alunos apontem que o censo serve para o Estado saber onde deve investir, quais áreas estão mais carentes de investimentos, dados sobre a religião, econômicos, entre muitos outros. Em relação ao SERPRO, é possível que os estudantes apontem que o Brasil possui um sistema de processamento de dados para controlar suas contas, para cobrar os devidos impostos da população e empresas, para saber onde o dinheiro público é aplicado, entre outros motivos.

Quando os estudantes terminarem as discussões em seus grupos, solicite que dois trios, voluntariamente, apresentem suas discussões para os demais alunos. Não existe uma resposta fechada para as perguntas, deixe que os estudantes discutam e criem suas teorias.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, carregando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdf Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, dispónível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Slide Plano Aula

Orientações: Organize a sala em trios. Tente deixar no mesmo trio alunos que possam se apoiar mutuamente para a realização da atividade. Certifique-se que todos os trios possuem um dicionário. Em seguida, projete ou disponibilize para cada trio o logotipo do Censo demográfico de 2020, fonte: IBGE, disponível em https://censo2020.ibge.gov.br/templates/censo2020/conteudo/divulgacao/logotipo_censo2020_final.png Acesso em: 1º de março de 2019; e o logotipo do SERPRO, fonte: SERPRO, disponível em http://www.serpro.gov.br/menu/quem-somos/marca-serpro/variacoes-e-tipos-de-assinatura Acesso em: 1º de março de 2019.

Na sequência, entregue para cada trio ou projete as questões do slide a seguir. Peça para que os grupos discutam sobre estas questões e que cada aluno, individualmente, registre as principais discussões em seu caderno. É esperado que os estudantes compreendam que o censo tem o objetivo de coletar dados sobre a população brasileira. Também é esperado que os estudantes levantem diversas hipóteses para os objetivos do Estado com o censo brasileiro. Entre estas hipóteses estão ter dados sobre a quantidade de pessoas, de homens e mulheres, de quantas crianças existem no Brasil, quantos idosos, entre outros dados demográficos. Também é possível que os alunos apontem que o censo serve para o Estado saber onde deve investir, quais áreas estão mais carentes de investimentos, dados sobre a religião, econômicos, entre muitos outros. Em relação ao SERPRO, é possível que os estudantes apontem que o Brasil possui um sistema de processamento de dados para controlar suas contas, para cobrar os devidos impostos da população e empresas, para saber onde o dinheiro público é aplicado, entre outros motivos.

Quando os estudantes terminarem as discussões em seus grupos, solicite que dois trios, voluntariamente, apresentem suas discussões para os demais alunos. Não existe uma resposta fechada para as perguntas, deixe que os estudantes discutam e criem suas teorias.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, levando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdf Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, dispónível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Entregue para cada trio os dois trechos de textos relacionados aos quipus. Trechos extraídos de: SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18/2/2019.

Solicite que cada trio discuta as questões do slide 7 e que cada estudante faça o registro das discussões em seu caderno. É esperado que os estudantes identifiquem que os quipus eram utilizados para fazer registros do Império Inca, sobretudo de impostos que a população devia ao império.

Em seguida, entregue para cada trio a imagem da representação de um quipu juntamente com sua legenda (slide 8). Peça para que os estudantes descubram qual número de quatro dígitos está registrado no quipu e como o sistema de registro em quipus funcionava. É possível que alguns grupos identifiquem o número “3546” (lendo o número de cima para baixo) ou “6453” (lendo de baixo para cima). Após os grupos terminarem as discussões,
solicite que dois, voluntariamente, apresentem suas conclusões para seus colegas de turma.

Caso nenhum grupo descubra o número, escreva no quadro o número representado neste quipu “3546”. Solicite que os estudantes discutam novamente em seus grupos como o número 3546 foi registrado nesta representação de quipu. Novamente solicite que dois grupos exponham suas conclusões aos demais colegas.

A forma de registro de todos os quipus ainda é um mistério para os estudiosos do tema. Nos quipus existem diferentes nós, diferentes espaçamentos nas cordas, espessuras e diferentes cores. Existem diversas interpretações para os quipus. Deixe claro isto para os estudantes. Neste link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/zEWRxGfqdyTWHx6FG6BTCu4bjBUGJbgvMg9fCVApB2gy4zdZ5jn62XHdt6Ra/his6-07und05-esquema-explicativo-do-quipu.pdf você encontra um esquema explicativo deste quipu, para você compreender o seu funcionamento.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, levando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdf Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, dispónível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Slide Plano Aula

Orientações: Entregue para cada trio os dois trechos de textos relacionados aos quipus. Trechos extraídos de: SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18/2/2019.

Solicite que cada trio discuta as questões do slide 7 e que cada estudante faça o registro das discussões em seu caderno. É esperado que os estudantes identifiquem que os quipus eram utilizados para fazer registros do império inca, sobretudo de impostos que a população devia ao império.

Em seguida, entregue para cada trio a imagem da representação de um quipu juntamente com sua legenda (slide 8). Peça para que os estudantes descubram qual número de quatro dígitos está registrado no quipu e como o sistema de registro em quipus funcionava. É possível que alguns grupos identifiquem o número “3546” (lendo o número de cima para baixo) ou “6453” (lendo de baixo para cima). Após os grupos terminarem as discussões,
solicite que dois, voluntariamente, apresentem suas conclusões para seus colegas de turma.

Caso nenhum grupo descubra o número, escreva no quadro o número representado neste quipu “3546”. Solicite que os estudantes discutam novamente em seus grupos como o número 3546 foi registrado nesta representação de quipu. Novamente solicite que dois grupos exponham suas conclusões aos demais colegas.

A forma de registro de todos os quipus ainda é um mistério para os estudiosos do tema. Nos quipus existem diferentes nós, diferentes espaçamentos nas cordas, espessuras e diferentes cores. Existem diversas interpretações para os quipus. Deixe claro isto para os estudantes. Neste link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/zEWRxGfqdyTWHx6FG6BTCu4bjBUGJbgvMg9fCVApB2gy4zdZ5jn62XHdt6Ra/his6-07und05-esquema-explicativo-do-quipu.pdf você encontra um esquema explicativo
deste quipu, para você compreender o seu funcionamento.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, carregando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdf Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, disponível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Slide Plano Aula

Orientações: Entregue para cada trio os dois trechos de textos relacionados aos quipus. Trechos extraídos de: SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18/2/2019.

Solicite que cada trio discuta as questões do slide 7 e que cada estudante faça o registro das discussões em seu caderno. É esperado que os estudantes identifiquem que os quipus eram utilizados para fazer registros do império inca, sobretudo de impostos que a população devia ao império.

Em seguida, entregue para cada trio a imagem da representação de um quipu juntamente com sua legenda (slide 8). Peça para que os estudantes descubram qual número de quatro dígitos está registrado no quipu e como o sistema de registro em quipus funcionava. É possível que alguns grupos identifiquem o número “3546” (lendo o número de cima para baixo) ou “6453” (lendo de baixo para cima). Após os grupos terminarem as discussões, solicite que dois, voluntariamente, apresentem suas conclusões para seus colegas de turma.

Caso nenhum grupo descubra o número, escreva no quadro o número representado neste quipu “3546”. Solicite que os estudantes discutam novamente em seus grupos como o número 3546 foi registrado nesta representação de quipu. Novamente solicite que dois grupos exponham suas conclusões aos demais colegas.

A forma de registro de todos os quipus ainda é um mistério para os estudiosos do tema. Nos quipus existem diferentes nós, diferentes espaçamentos nas cordas, espessuras e diferentes cores. Existem diversas interpretações para os quipus. Deixe claro isto para os estudantes. Neste link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/zEWRxGfqdyTWHx6FG6BTCu4bjBUGJbgvMg9fCVApB2gy4zdZ5jn62XHdt6Ra/his6-07und05-esquema-explicativo-do-quipu.pdf você encontra um esquema explicativo deste quipu, para você compreender o seu funcionamento.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, carregando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdf Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, dispónível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Slide Plano Aula

Orientações: Entregue para cada trio os dois trechos de textos relacionados aos quipus. Trechos extraídos de: SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18/2/2019.

Solicite que cada trio discuta as questões do slide 7 e que cada estudante faça o registro das discussões em seu caderno. É esperado que os estudantes identifiquem que os quipus eram utilizados para fazer registros do império inca, sobretudo de impostos que a população devia ao império.

Em seguida, entregue para cada trio a imagem da representação de um quipu juntamente com sua legenda (slide 8). Peça para que os estudantes descubram qual número de 4 dígitos está registrado no quipu e como o sistema de registro em quipus funcionava. É possível que alguns grupos identifiquem o número “3546” (lendo o número de cima para baixo) ou “6453” (lendo de baixo para cima). Após os grupos terminarem as discussões, solicite que dois, voluntariamente, apresentem suas conclusões para seus colegas de turma.

Caso nenhum grupo descubra o número, escreva no quadro o número representado neste quipu “3546”. Solicite que os estudantes discutam novamente em seus grupos como o número 3546 foi registrado nesta representação de quipu. Novamente solicite que dois grupos exponham suas conclusões aos demais colegas.

A forma de registro de todos os quipus ainda é um mistério para os estudiosos do tema. Nos quipus existem diferentes nós, diferentes espaçamentos nas cordas, espessuras e diferentes cores. Existem diversas interpretações para os quipus. Deixe claro isto para os estudantes. Neste link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/zEWRxGfqdyTWHx6FG6BTCu4bjBUGJbgvMg9fCVApB2gy4zdZ5jn62XHdt6Ra/his6-07und05-esquema-explicativo-do-quipu.pdf você encontra um esquema explicativo deste quipu, para você compreender o seu funcionamento.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, carregando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp. 613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdfAcesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, dispónível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Entregue um pedaço de barbante de 0,50 m e dois de 0,70 m para cada estudante. Solicite que cada aluno registre, nas cordas de 0,70 m, dois números de quatro dígitos utilizando nós. Solicite façam o registro o número de cima para baixo, utilizando milhar, centena, dezena e unidade, respectivamente. Para o número zero, deixe o espaço corresponde vazio, sem nós. O número 1 é representado por um nó, o número 2 por dois nós, e assim sucessivamente. Para facilitar a atividade, solicite que o estudantes, com a canetinha, façam quatro marcas nos barbantes para facilitar a escrita e leitura (dividindo na metade o barbante e depois dividindo ao meio novamente as duas metades).

Depois, peça para que os estudantes troquem com um colega de outro grupo seus quipus e que façam a tradução do quipu do colega. Por último, solicite que dois alunos, voluntariamente, façam um depoimento contando o que acharam dos quipus e quais dificuldades encontraram na sua confecção.

Por último, pergunte se seria possível registrar palavras no quipu. Deixe esta pergunta em aberto para que os estudante pensem em uma solução possível.

Para você saber mais: Os incas formaram um grande império na América do Sul que possuía milhões de habitantes. Os incas desenvolveram um sistema de registro de dados chamados “quipus”. Com os quipus os incas faziam registros necessários à existência do império, tais como número de soldados, impostos devidos e recursos gastos. Mensageiros levavam quipus pelas estradas incas, carregando estes registros de um lado para o outro, uma espécie de correio. Existiam bibliotecas onde os quipus eram guardados. Com a chegada dos espanhóis, muitos quipus foram destruídos, restando poucos na atualidade.

SCHMIDT, Paulo and SANTOS, José Luiz dos. O uso dos quipus como ferramenta de controle tributário e de accountability dos incas. Rev. bras. gest. neg. [online]. 2017, vol.19, n.66, pp.613-626. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-48922017000400613&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BUENO, Monia Andreia Tomieiro. Código e arte: a etnomatemática inca. UNESP. Disponível em http://etnomatematica.org/articulos/EscrituraInka.pdf Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

AGUIAR, Nádia dos Santos. A matemática dos quipus na história da sociedade inca. UESB. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/cmp/article/viewFile/1843/1666 Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

BOUSANY, Yonit. Yupanchis, la matemática inca y su incorporácion a la clase. Disponível em https://digitalcollections.sit.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://www.google.com/&httpsredir=1&article=1011&context=isp_collection Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

Vídeo Os quipus. Fonte: National Geographic, dispónível em https://www.youtube.com/watch?v=AmPyz1kCbOw Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. Vídeo de aproximadamente 4 minutos onde é mostrado um quipu com cerca de 600 anos.

Site do Museu de Larco. Fonte: Museu de Larco, disponível em http://www.museolarco.org/ Acesso em: 18 de fevereiro de 2019. O Museu de Larco possui um acervo que conta com alguns quipus pré-coloniais e coloniais.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE A invenção do mundo clássico e o contraponto com outras sociedades do 6º ano :

6º ano / História / A invenção do mundo clássico e o contraponto com outras sociedades

6º ano / História / A invenção do mundo clássico e o contraponto com outras sociedades

6º ano / História / A invenção do mundo clássico e o contraponto com outras sociedades

6º ano / História / A invenção do mundo clássico e o contraponto com outras sociedades

MAIS AULAS DE História do 6º ano:

6º ano / História / História: tempo, espaço e formas de registros

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF06HI07 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano