17250
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 2º ano > A comunidade e seus registros

Plano de aula - A história das gotinhas e das agulhadas

Plano de aula de História com atividades para 2º ano do EF sobre A história das gotinhas e das agulhadas

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Mariana De Jesus Freitas

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 100 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade (EF02HI03) Selecionar situações cotidianas que remetem à percepção de mudança, pertencimento e memória. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Durante esta aula as crianças terão contato com um importante documento de suas vidas (a caderneta de vacinação) que remete à muitas emoções que as crianças precisam trabalhar dentro de si para compreender a importância do ato de se vacinar para a sua saúde e a dos demais. Já na atividade de problematização está prevista uma entrevista com um idoso da comunidade e a produção de um cartaz de conscientização na sistematização da aula.

Materiais necessários: Caderneta de vacinação das crianças, objetos utilizados no posto de vacinação (algodão, seringa vazia, luvas de látex, dentre outros), folhas de cartolina, lápis (grafite e de cor), giz de cera, canetas hidrográficas e demais materiais de desenho disponíveis em sua escola.

Material complementar: Selecione previamente uma pessoa idosa da comunidade que poderá dividir com a turma experiências / histórias sobre a vacinação no passado.

Para você saber mais: Embora a fonte histórica escolhida para ser estudada mais a fundo neste plano tenha sido a fonte escrita / material, através do cartão / caderneta de vacinação, a entrevista proposta na atividade de problematização servirá para que as crianças ampliem a consciência sobre fatos históricos fazendo a comparação entre um objeto comum nos dias atuais, mas que no passado não era, e uma das formas deste passado “conversar” com o presente é através do relato de memórias. Assim as crianças terão condições de analisar as mudanças e permanências, bem com as diferenças e semelhanças sobre a vacinação ao longo do tempo.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para a turma. Converse sobre a importância de se compreender o objetivo e qual a relevância dele para a aula.

Neste momento é importante que as crianças compreendam que ao longo desta aula elas irão analisar objetos que remetem ao ato de se vacinar, terão contato com pessoas idosas que não participaram de campanhas de vacinação da mesma forma que elas, e irão produzir um cartaz conscientizando sobre a importância da vacinação.

Para você saber mais:

  • Importância do compartilhamento do objetivo da aula com a turma. Fonte: “Como deixar claro o objetivo de aprendizado em cada aula”, disponível em:https://www.youtube.com/watch?v=372gHYi8uxo . Acesso em 19 de março de 2019.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações: Solicite com antecedência que algumas crianças tragam seus cartões de vacina para que sejam estudados na aula. Separe alguns objetos que remetem à uma sala de vacinação e exponha na sala. Levante questionamentos com as crianças sobre este objetos:

  • Para que servem estes objetos?
  • O que a garotinha da fotografia está fazendo?
  • Quais sentimentos / emoções vocês sentem ao verem estes objetos e esta fotografia?
  • Organize uma forma de socializar estes objetos com a turma de forma tal que todas as crianças que tiverem o desejo possam tocar e experimentar os objetos expostos.
  • Todos vocês foram vacinados?
  • Como vocês reagiram à vacinação?
  • Vocês acham importante se vacinar? Por que?
  • O que acontece se não tomarmos as vacinas no tempo certo?

Para você saber mais: Sobre a utilização de relatos orais como fontes históricas: Fonte: SOUZA, Carla Monteiro de. A incorporação de relatos orais como fonte de pesquisa histórica. Textos e debates - Revista de Ciências Humanas da Universidade Federal de Roraima. Centro de Ciências Humanas. Boa Vista. Roraima. n. 4. 1997. Disponível em : https://revista.ufrr.br/textosedebates/article/view/986/802 . Acesso em 31 de março de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações: Convide com antecedência algum(ns) idoso(s) da comunidade para relatar para a turma sua experiência com a vacinação, o convidado também poderá expor fatos ou dados curiosos sobre o tema que remetam à sua infância e/ou juventude. Para orientar o relato do visitante elabore um roteiro de entrevista:

  • Qual seu nome?
  • Quantos anos você tem?
  • Onde você nasceu?
  • Quando o(a) senhor(a) vê estes objetos quais são as sensações / lembranças que lhe vem à mente? (Neste momento mostre ao convidado os mesmo objetos mostrados para as crianças durante a atividade de contextualização)
  • Você foi vacinado(a) quando criança?
  • Na sua infância era comum as crianças se vacinarem?
  • Todos se vacinavam?
  • As pessoas tinham medo da vacina?
  • Haviam tantas vacinas quanto há hoje em dia?
  • Em quais locais eram aplicadas as vacinas?
  • Existem diferenças entre a forma de se aplicar vacinas hoje em dia de no passado? Quais?
  • Algo está semelhante ao que era na sua infância? O que?
  • E hoje você costuma se vacinar?
  • Você gosta de se vacinar?
  • Você considera importante a vacinação?
  • Você teria alguma história/curiosidade sobre vacinação para compartilhar conosco?

Para você saber mais: Sobre o uso de fontes escritas e materiais, você poderá ler a introdução deste artigo. Fonte: CUTRO, Lucia. FONTES MATERIAIS E FONTES ESCRITAS: ESTUDO DE CASO DA HISTÓRIA DE ROMA DE TITO LÍVIO. Publicado na Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia de São Paulo. 1999. Disponível em http://www.revistas.usp.br/revmae/article/view/109346 . Acesso em 31 de março de 2019.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos.

Orientações: Neste momento as crianças irão articular o que conversaram durante a atividade de contextualização com o que aprenderam na atividade de problematização para produzir um cartaz que incentive as pessoas a se vacinar. Para auxiliar neste processo criativo você poderá ler ou relatar para as crianças que ao longo da história houveram movimentos que se opuseram às campanhas de vacinação, como a Revolta da Vacina de 1904 ou o movimento antivacinas da atualidade. Após este momento proponha para a turma a construção de um cartaz coletivo que incentive as pessoas a se vacinar.

  • Nesta aula tivemos contato com muitos elementos que nos ensinaram sobre a importância da vacinação: objetos e documentos, entrevistas e matérias sobre o tema. Enfim, a que conclusão chegamos?
  • Qual a importância da vacinação?
  • Ela é importante apenas para a pessoa que toma, ou para as outras pessoas também?
  • Agora que sabemos dados importantes da vacinação, que tal produzirmos um cartaz incentivando as pessoas se vacinar?
  • Elenque com a turma frases que possam compor o cartaz.
  • Escolha na turma crianças para escrever as frases escolhidas na cartolina.
  • Selecione algumas imagens para ilustrar o cartaz, que podem ser recortes de revista ou desenhos à escolha da turma.
  • Exponha o cartaz em local de circulação da escola, como o corredor, o pátio, o mural de recados da escola, portaria, enfim onde consider mais propício.

Para você saber mais: Posicionamento da Sociedade Brasileira de Pediatria sobre o movimento antivacinas. Fonte: DINIZ, Thaís Carvalho. Movimento antivacina: como surgiu e quais as consequências ele pode trazer. Sociedade Brasileira de Pediatria. Publicado em 05 de dezembro de 2017 e editado pela última vez em 15 de janeiro de 2018 às 09H:23M. Disponível em http://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/movimento-antivacina-como-surgiu-e-quais-consequencias-ele-pode-trazer/ . Acesso em 19 de março de 2019.

Embora não seja este o objetivo central da aula, você poderá citar que algumas pessoas da cidade do Rio de Janeiro no início do século passado não eram a favor da vacinação e fizeram uma revolta popular para manifestar sua insatisfação que ficou conhecida como “A Revolta da Vacina”. Este fato poderá ajudar às crianças a refletir que nem sempre houve campanhas de vacinação como existem hoje. Para que você se informe melhor sobre os desdobramentos deste levante popular, acesse. Fonte: GAGLIARDI, Juliana. CASTRO, Celso. Revolta da Vacina. Atlas Histórico do Brasil. Fundação Getúlio Vargas. 2016. Disponível em: https://atlas.fgv.br/verbetes/revolta-da-vacina . Acesso em 19 de março de 2019.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 100 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade (EF02HI03) Selecionar situações cotidianas que remetem à percepção de mudança, pertencimento e memória. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Durante esta aula as crianças terão contato com um importante documento de suas vidas (a caderneta de vacinação) que remete à muitas emoções que as crianças precisam trabalhar dentro de si para compreender a importância do ato de se vacinar para a sua saúde e a dos demais. Já na atividade de problematização está prevista uma entrevista com um idoso da comunidade e a produção de um cartaz de conscientização na sistematização da aula.

Materiais necessários: Caderneta de vacinação das crianças, objetos utilizados no posto de vacinação (algodão, seringa vazia, luvas de látex, dentre outros), folhas de cartolina, lápis (grafite e de cor), giz de cera, canetas hidrográficas e demais materiais de desenho disponíveis em sua escola.

Material complementar: Selecione previamente uma pessoa idosa da comunidade que poderá dividir com a turma experiências / histórias sobre a vacinação no passado.

Para você saber mais: Embora a fonte histórica escolhida para ser estudada mais a fundo neste plano tenha sido a fonte escrita / material, através do cartão / caderneta de vacinação, a entrevista proposta na atividade de problematização servirá para que as crianças ampliem a consciência sobre fatos históricos fazendo a comparação entre um objeto comum nos dias atuais, mas que no passado não era, e uma das formas deste passado “conversar” com o presente é através do relato de memórias. Assim as crianças terão condições de analisar as mudanças e permanências, bem com as diferenças e semelhanças sobre a vacinação ao longo do tempo.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para a turma. Converse sobre a importância de se compreender o objetivo e qual a relevância dele para a aula.

Neste momento é importante que as crianças compreendam que ao longo desta aula elas irão analisar objetos que remetem ao ato de se vacinar, terão contato com pessoas idosas que não participaram de campanhas de vacinação da mesma forma que elas, e irão produzir um cartaz conscientizando sobre a importância da vacinação.

Para você saber mais:

  • Importância do compartilhamento do objetivo da aula com a turma. Fonte: “Como deixar claro o objetivo de aprendizado em cada aula”, disponível em:https://www.youtube.com/watch?v=372gHYi8uxo . Acesso em 19 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações: Solicite com antecedência que algumas crianças tragam seus cartões de vacina para que sejam estudados na aula. Separe alguns objetos que remetem à uma sala de vacinação e exponha na sala. Levante questionamentos com as crianças sobre este objetos:

  • Para que servem estes objetos?
  • O que a garotinha da fotografia está fazendo?
  • Quais sentimentos / emoções vocês sentem ao verem estes objetos e esta fotografia?
  • Organize uma forma de socializar estes objetos com a turma de forma tal que todas as crianças que tiverem o desejo possam tocar e experimentar os objetos expostos.
  • Todos vocês foram vacinados?
  • Como vocês reagiram à vacinação?
  • Vocês acham importante se vacinar? Por que?
  • O que acontece se não tomarmos as vacinas no tempo certo?

Para você saber mais: Sobre a utilização de relatos orais como fontes históricas: Fonte: SOUZA, Carla Monteiro de. A incorporação de relatos orais como fonte de pesquisa histórica. Textos e debates - Revista de Ciências Humanas da Universidade Federal de Roraima. Centro de Ciências Humanas. Boa Vista. Roraima. n. 4. 1997. Disponível em : https://revista.ufrr.br/textosedebates/article/view/986/802 . Acesso em 31 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações: Convide com antecedência algum(ns) idoso(s) da comunidade para relatar para a turma sua experiência com a vacinação, o convidado também poderá expor fatos ou dados curiosos sobre o tema que remetam à sua infância e/ou juventude. Para orientar o relato do visitante elabore um roteiro de entrevista:

  • Qual seu nome?
  • Quantos anos você tem?
  • Onde você nasceu?
  • Quando o(a) senhor(a) vê estes objetos quais são as sensações / lembranças que lhe vem à mente? (Neste momento mostre ao convidado os mesmo objetos mostrados para as crianças durante a atividade de contextualização)
  • Você foi vacinado(a) quando criança?
  • Na sua infância era comum as crianças se vacinarem?
  • Todos se vacinavam?
  • As pessoas tinham medo da vacina?
  • Haviam tantas vacinas quanto há hoje em dia?
  • Em quais locais eram aplicadas as vacinas?
  • Existem diferenças entre a forma de se aplicar vacinas hoje em dia de no passado? Quais?
  • Algo está semelhante ao que era na sua infância? O que?
  • E hoje você costuma se vacinar?
  • Você gosta de se vacinar?
  • Você considera importante a vacinação?
  • Você teria alguma história/curiosidade sobre vacinação para compartilhar conosco?

Para você saber mais: Sobre o uso de fontes escritas e materiais, você poderá ler a introdução deste artigo. Fonte: CUTRO, Lucia. FONTES MATERIAIS E FONTES ESCRITAS: ESTUDO DE CASO DA HISTÓRIA DE ROMA DE TITO LÍVIO. Publicado na Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia de São Paulo. 1999. Disponível em http://www.revistas.usp.br/revmae/article/view/109346 . Acesso em 31 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos.

Orientações: Neste momento as crianças irão articular o que conversaram durante a atividade de contextualização com o que aprenderam na atividade de problematização para produzir um cartaz que incentive as pessoas a se vacinar. Para auxiliar neste processo criativo você poderá ler ou relatar para as crianças que ao longo da história houveram movimentos que se opuseram às campanhas de vacinação, como a Revolta da Vacina de 1904 ou o movimento antivacinas da atualidade. Após este momento proponha para a turma a construção de um cartaz coletivo que incentive as pessoas a se vacinar.

  • Nesta aula tivemos contato com muitos elementos que nos ensinaram sobre a importância da vacinação: objetos e documentos, entrevistas e matérias sobre o tema. Enfim, a que conclusão chegamos?
  • Qual a importância da vacinação?
  • Ela é importante apenas para a pessoa que toma, ou para as outras pessoas também?
  • Agora que sabemos dados importantes da vacinação, que tal produzirmos um cartaz incentivando as pessoas se vacinar?
  • Elenque com a turma frases que possam compor o cartaz.
  • Escolha na turma crianças para escrever as frases escolhidas na cartolina.
  • Selecione algumas imagens para ilustrar o cartaz, que podem ser recortes de revista ou desenhos à escolha da turma.
  • Exponha o cartaz em local de circulação da escola, como o corredor, o pátio, o mural de recados da escola, portaria, enfim onde consider mais propício.

Para você saber mais: Posicionamento da Sociedade Brasileira de Pediatria sobre o movimento antivacinas. Fonte: DINIZ, Thaís Carvalho. Movimento antivacina: como surgiu e quais as consequências ele pode trazer. Sociedade Brasileira de Pediatria. Publicado em 05 de dezembro de 2017 e editado pela última vez em 15 de janeiro de 2018 às 09H:23M. Disponível em http://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/movimento-antivacina-como-surgiu-e-quais-consequencias-ele-pode-trazer/ . Acesso em 19 de março de 2019.

Embora não seja este o objetivo central da aula, você poderá citar que algumas pessoas da cidade do Rio de Janeiro no início do século passado não eram a favor da vacinação e fizeram uma revolta popular para manifestar sua insatisfação que ficou conhecida como “A Revolta da Vacina”. Este fato poderá ajudar às crianças a refletir que nem sempre houve campanhas de vacinação como existem hoje. Para que você se informe melhor sobre os desdobramentos deste levante popular, acesse. Fonte: GAGLIARDI, Juliana. CASTRO, Celso. Revolta da Vacina. Atlas Histórico do Brasil. Fundação Getúlio Vargas. 2016. Disponível em: https://atlas.fgv.br/verbetes/revolta-da-vacina . Acesso em 19 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE A comunidade e seus registros do 2º ano :

MAIS AULAS DE História do 2º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF02HI03 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano