17207
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 4º ano > Circulação de pessoas, produtos e culturas

Plano de aula - As especiarias: ontem e hoje movimentando a História

Plano de aula de História com atividades para 4º ano do EF sobre As especiarias: ontem e hoje movimentando a História

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Cristiane De Oliveira Moura

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF04HI05 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

Quadro, pincel, projetor, dicionário, cópias dos materiais sugerido, lápis, borracha, lápis de cor, giz de cera ou outro material para ilustrar e colorir.

Material complementar:

Proposta de leitura (problematização), acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4k3GkpcSnWtPKQVphEhS2wgdsKCYjzHa8RNNFTfC2FCKhUrmvR7rTVqAV2wF/his4-05und05-problematizacao.pdf

Proposta da atividade de sistematização, acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jREh6ap24cTcB4pBajJxtwG4FJ9NzgAuC9eTMvMvgrfS9sTDwtGMbV4dKgBK/his4-05und05-sistematizacao.pdf

Imagem do maps para realização do cartaz, se for necessário, acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/GdZafZQWXAv3a3jUk4r7KQCESAg7FuCaqQ7JjgWq4tuVuDA2ytbBtVegJV6z/his4-05und05-problematizacao-mapa.pdf

Fonte das imagens:

KOELKASTA OPEN. Refrigerador aberto. CC BY-SA 3.0. Disponível no link: https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=539461. Acesso em: 28 fev. 2019.

ROSMARINUS. Alecrim. 3.JPG#/media/File:Rosmarinus_3.JPG. Disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Alecrim#/media/File:Rosmarinus_3.JPG . Acesso em: 28 fev. 2019.

FOREST & KIM STARR. Salsa , CC BY 3.0, Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=6118865. Acesso em: 01 mar. 2019.

SCHATZMANN, S. F. Pimenta. Suzano, Brasil - Pimenta, CC BY 2.0. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=45145137. Acesso em: 01 mar. 2019.

NATARAJA. Gengibre. CC BY-SA 3.0. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=1026886. Acesso em: 01 mar. 2019.

BEHAR, R. Diferentes tipos de açúcar. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=1219848. Acesso em: 01 mar. 2019.

HERBA, de Maria. Sálvia. CC BY-SA 3.0. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=157218. Acesso em: 01 mar. 2019.

YOSRI. Capim- cidreira, conhecido também por capim-limão ou campim- santo. Disponíebl no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cymbopogon_citratus#/media/File:YosriNov04Pokok_Serai.JPG

Kasias Andrea. Hortelã menta. Kaiser, Neu-Ulm Pfuhl, Germany. Disponível no link: https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=4440991. Acesso em 01 dez, 2019.

TARUR, Azunuak. Mapa dos Continentes. Obra do próprio, CC0. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=42160943. Acesso em: 20 fev. 2019.

LIBRI. Livros. Disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Livro#/media/File:Libri_books2.jpg. Acesso em: 04 mar. 2019.

Para você saber mais:

Este plano de aula irá abordar o comércio das especiarias no passado, mais especificamente a participação dos portugueses.

Quando os portugueses chegaram às Índias, em 1498, o comércio de especiarias já estava sendo desenvolvido há séculos. Segundo o dicionário, as especiarias são substâncias aromáticas de origem vegetal muito apreciadas, trazidas do Oriente, principalmente nos séculos XIV e XV. Elas, assim como o sal, eram importantes para a conservação dos alimentos naquela época. As especiarias também permitiam a utilização dos alimentos mesmo sem condições, elas ”mascaravam” os odores e gosto da comida que já estava estragada ou em processo de deterioração.

O comércio das especiarias foi extremamente importante para a civilização humana. Produtos como a canela, noz-moscada, gengibre, cravo, e a pimenta eram muito lucrativos, pois eram vendidos a preço de ouro pela Europa. Entre as especiarias comercializadas, a mais procurada era a pimenta, que ajudava a disfarçar o odor e o sabor dos alimentos, principalmente da carne, que é um alimento altamente perecível.

Esses produtos também eram importantes para a medicina, sendo utilizados para o controle de doenças e pragas, como a praga que assolou Londres no século XVIII e matou 30 mil pessoas.

A busca marítima por novas rotas para compra das especiarias mudaram o rumo da história com a descoberta de novas terras e disseminação de pessoas, produtos e costumes pelos continentes. Pesquisadores defendem que as terras brasileiras foram consideradas pelos portugueses como um bom local para produção de especiarias.

ARQUIVO NACIONAL. Cultivo de especiarias, por Super User. História Luso-Brasileira. Disponível no linK:

http://historiacolonial.an.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=3040:cultivo-de-especiarias&catid=2031&Itemid=215. Acesso em: 05 mar. 2019.

CORREIO BRAZILIENSE. Utilizadas na cozinha desde o antigo Egito, as especiarias, quando utilizadas de forma adequada são excelentes para realçar o gosto dos alimentos. Postado em 07/01/2010 07:00 / atualizado em 07/01/2010 08:46. Disponível no link:

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/diversao-e-arte/2010/01/07/interna_diversao_arte,164932/utilizadas-na-cozinha-desde-o-antigo-egito-as-especiarias-quando-usadas-de-forma-adequada-sao-excelentes-para-realcar-o-gosto-dos-alimentos.shtml. Acesso em: 27 fev. 2019.

CORREIO 24 HORAS. Rota Valiosa: Especiarias somam US$ 26 milhões por ano às exportações baianas. Vendas externas de cravo geraram mais de US$ 17 milhões de dólares e a de pimenta-do-reino rendeu outros US$ 9 milhões. Disponível no link:

https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rota-valiosa-especiarias-somam-us-26-milhoes-por-ano-as-exportacoes-baianas/Acesso em: 06 mar. 2019.

MORTAN, F. As guerras de Portugal pelas especiarias. Disponível no link:

https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/historia-hoje/guerras-portugal-especiarias.phtml. Acesso em: 27 fev. 2019.

RAMOS, Fábio Pestana. O apogeu e declínio do ciclo das especiarias: 1500-1700. Uma análise comparativa das navegações portuguesas da Carreira da Índia e da Carreira do Brasil. Volume 1: Em busca de cristãos e especiarias. 1º. Ed. Santo André: FPR/PEAH, 2012. Disponível no link:

https://docero.com.br/doc/x0nn0. Acesso em: 27 fev. 2019.

RINCÓN, M. L. Veja como o sal e as especiarias ajudaram a “temperar” a História. Mega curioso. Disponível no link: https://www.megacurioso.com.br/historia-e-geografia/74077-veja-como-o-sal-e-as-especiarias-ajudaram-a-temperar-a-historia.htm. Data de acesso: 05 mar. 2019.

RODRIGUES, Ronaldo da S.; SILVA, Roberto R. A História sob o Olhar da Química: As Especiarias e sua Importância na Alimentação Humana. QUÍMICA NOVA NA ESCOLA. Vol. 32, N° 2 , MAIO 2010. Disponível no link:

http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc32_2/05-HQ-5609.pdf. Acesso em: 05 mar. 2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

Informe para a turma o objetivo da aula. Projete o slide, faça um cartaz ou escreva no quadro. Realize a leitura coletiva. Pergunte o significado da palavra especiarias. Convide um voluntário para ler o significado no dicionário. Peça que releiam o objetivo e comentem o que entenderam.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Projete a imagem para a turma ou faça um cartaz. Solicite que a observem, leiam as setas e reflitam sobre as questões postas. Convide um voluntário para socializar suas reflexões. Abra para quem quiser comentar ou complementar. Estimule a turma a fazer relação com o objetivo da aula.

Fonte da imagem:

KOELKASTA OPEN. Refrigerador aberto. CC BY-SA 3.0. Disponível no link: https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=539461. Acesso em: 28 fev. 2019.

Como adequar à sua realidade:

Se na região não for comum a utilização do refrigerador, substitua a imagem pelo método de conservação utilizado pela comunidade.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Informe a turma que irão realizar uma rápida brincadeira. Projete a imagem para a turma ou faça um cartaz.

Convide um voluntário para ler as palavras do centro. Pergunte para a turma o significado de cada uma delas. Retome o significado do termo: especiarias. Peça para o voluntário ler no dicionário o significado das palavras lidas.

Peça que observem as imagens e tentem classificá-las nos itens lidos. Convide um voluntário para escolher uma das imagens, fazer a relação e depois dar um exemplo de seu uso na sua casa ou outro uso de seu conhecimento. Abra para quem quiser comentar ou complementar. Convide mais dois voluntários para fazer suas escolhas e darem exemplos. Registre no quadro a utilidade desses produtos na atualidade socializada pela turma.

Faça a leitura coletiva da lista do uso das especiarias citadas pela turma.

Informe que segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ervas e especiarias são “produtos constituídos de partes de uma ou mais espécies vegetais, tradicionalmente utilizados para agregar sabor ou aroma aos alimentos e bebidas”. Esclareça que as partes utilizadas podem ser: fruto, baga, raiz ou casca; que podem ser utilizados como tempero, tintura, medicamento ou cosmético.

Informe para a turma que elas foram utilizadas desde o passado em diversas partes do mundo. Eram importantes para a alimentação e também para a medicina. Atualmente a palavra especiaria quase não é utilizada. Por causa delas houveram muitas mudanças no mundo, inclusive no Brasil. Em breve saberemos um pouco mais sobre algumas delas.

Fonte das imagens:

ROSMARINUS. Alecrim. 3.JPG#/media/File:Rosmarinus_3.JPG. Disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Alecrim#/media/File:Rosmarinus_3.JPG . Acesso em: 28 fev. 2019.

FOREST & KIM STARR. Salsa , CC BY 3.0, Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=6118865. Acesso em: 01 mar. 2019.

SCHATZMANN, S. F. Pimenta. Suzano, Brasil - Pimenta, CC BY 2.0. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=45145137. Acesso em: 01 mar. 2019.

NATARAJA. Gengibre. CC BY-SA 3.0. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=1026886. Acesso em: 01 mar. 2019.

BEHAR, R. Diferentes tipos de açúcar. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=1219848. Acesso em: 01 mar. 2019.

HERBA, de Maria. Sálvia. CC BY-SA 3.0. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=157218. Acesso em: 01 mar. 2019.

YOSRI. Capim- cidreira, conhecido também por capim-limão ou campim- santo. Disponíebl no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cymbopogon_citratus#/media/File:YosriNov04Pokok_Serai.JPG

Kasias Andrea. Hortelã menta. Kaiser, Neu-Ulm Pfuhl, Germany. Disponível no link: https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=4440991. Acesso em 01 dez, 2019.

Como adequar à sua realidade: Se a região tiver a cultura de utilização de alguma especiaria substitua a imagem e faça as reflexões

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações: Apresente o mapa da rota das especiarias, projete ou imprima. Oriente que observem atentamente. Faça a leitura coletiva da consigna.

Chame a atenção para os traçados em vermelho e azul. Oriente que leiam a legenda.

Convide a turma para realizar a leitura individual do mapa e identificar o continente de produção e venda das especiarias. Convide um voluntário para socializar a sua leitura. Estimule a turma a complementar as colocações do colega.

Espera-se que a turma relacione a rota das especiarias com a chegada dos portugueses na terra que posteriormente foi denominada Brasil.

Destaque os aspectos que foram observados e chame a atenção aos que não foram percebidos.

Imagem do mapa para realização do cartaz, se for necessário, acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/GdZafZQWXAv3a3jUk4r7KQCESAg7FuCaqQ7JjgWq4tuVuDA2ytbBtVegJV6z/his4-05und05-problematizacao-mapa.pdf

Fonte da imagem:

TARUR, Azunuak. Mapa dos Continentes. Obra do próprio, CC0. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=42160943. Acesso em: 20 fev. 2019.

Para você saber mais:

Este plano de aula irá abordar o comércio das especiarias no passado, mais especificamente a participação dos portugueses.

Quando os portugueses chegaram às Índias, em 1498, o comércio de especiarias já estava sendo desenvolvido há séculos. Segundo o dicionário, as especiarias são substâncias aromáticas de origem vegetal muito apreciadas, trazidas do Oriente, principalmente nos séculos XIV e XV. Elas, assim como o sal, eram importantes para a conservação dos alimentos naquela época. As especiarias também permitiam a utilização dos alimentos mesmo sem condições, elas ”mascaravam” os odores e gosto da comida que já estava estragada ou em processo de deterioração.

O comércio das especiarias foi extremamente importante para a civilização humana. Produtos como a canela, noz-moscada, gengibre, cravo, e a pimenta eram muito lucrativos, pois eram vendidos a preço de ouro pela Europa. Entre as especiarias comercializadas, a mais procurada era a pimenta, que ajudava a disfarçar o odor e o sabor dos alimentos, principalmente da carne, que é um alimento altamente perecível.

Esses produtos também eram importantes para a medicina, sendo utilizados para o controle de doenças e pragas, como a praga que assolou Londres no século XVIII e matou 30 mil pessoas.

A busca marítima por novas rotas para compra das especiarias mudaram o rumo da história com a descoberta de novas terras e disseminação de pessoas, produtos e costumes pelos continentes. Pesquisadores defendem que as terras brasileiras foram consideradas pelos portugueses como um bom local para produção de especiarias.

ARQUIVO NACIONAL. Cultivo de especiarias, por Super User. História Luso-Brasileira. Disponível no linK:

http://historiacolonial.an.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=3040:cultivo-de-especiarias&catid=2031&Itemid=215. Acesso em: 05 mar. 2019.

CORREIO BRAZILIENSE. Utilizadas na cozinha desde o antigo Egito, as especiarias, quando utilizadas de forma adequada são excelentes para realçar o gosto dos alimentos. Postado em 07/01/2010 07:00 / atualizado em 07/01/2010 08:46. Disponível no link:

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/diversao-e-arte/2010/01/07/interna_diversao_arte,164932/utilizadas-na-cozinha-desde-o-antigo-egito-as-especiarias-quando-usadas-de-forma-adequada-sao-excelentes-para-realcar-o-gosto-dos-alimentos.shtml. Acesso em: 27 fev. 2019.

MORTAN, F. As guerras de Portugal pelas especiarias. Disponível no link:

https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/historia-hoje/guerras-portugal-especiarias.phtml. Acesso em: 27 fev. 2019.

RAMOS, Fábio Pestana. O apogeu e declínio do ciclo das especiarias: 1500-1700. Uma análise comparativa das navegações portuguesas da Carreira da Índia e da Carreira do Brasil. Volume 1: Em busca de cristãos e especiarias. 1º. Ed. Santo André: FPR/PEAH, 2012. Disponível no link:

https://docero.com.br/doc/x0nn0. Acesso em: 27 fev. 2019.

RODRIGUES, Ronaldo da S.; SILVA, Roberto R. A História sob o Olhar da Química: As Especiarias e sua Importância na Alimentação Humana. QUÍMICA NOVA NA ESCOLA. Vol. 32, N° 2 , MAIO 2010. Disponível no link:

http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc32_2/05-HQ-5609.pdf. Acesso em: 05 mar. 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: A turma irá realizar um momento de leitura. Cada proposta tem dois textos, um deles remete ao passado e o outro à atualidade. A ideia é que eles possam ler e perceber que as especiarias trazidas pelos europeus se espalharam pelo mundo e também pelo Brasil, sendo utilizadas e procuradas até os nossos dias.

Organize a turma em pequenos grupos produtivos. Apresente para a turma a imagem do slide, projete ou escreva no quadro. Entregue para os grupos a proposta de leitura. Há duas propostas, entregue uma para cada grupo. Durante a realização da atividade, circule nos grupos, esclareça as dúvidas, retome as orientações necessárias, provoque e problematize.

Observe com mais atenção os grupos com os alunos que possuem mais dificuldades; se necessário motive e provoque a interação entre eles. Ao término, abra para a socialização entre os grupos. Provoque a turma com perguntas para que façam reflexões a partir das colocações dos colegas. Faça um fechamento destacando os pontos mais relevantes.

Propostas de leitura, acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/eHETxgb9GteXRkpP2nu5q97wu57bk7Ekz3Rh4PPq5yaP7BGC5qT8YVvm2JQd/his4-05und05-problematizacao-2.pdf

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4k3GkpcSnWtPKQVphEhS2wgdsKCYjzHa8RNNFTfC2FCKhUrmvR7rTVqAV2wF/his4-05und05-problematizacao.pdf

Fonte da imagem:

LIBRI. Livros. Disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Livro#/media/File:Libri_books2.jpg. Acesso em: 04 mar. 2019.

Para você saber mais:

CORREIO 24 HORAS. Rota Valiosa: Especiarias somam US$ 26 milhões por ano às exportações baianas. Vendas externas de cravo geraram mais de US$ 17 milhões de dólares e a de pimenta-do-reino rendeu outros US$ 9 milhões. Disponível no link:

https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rota-valiosa-especiarias-somam-us-26-milhoes-por-ano-as-exportacoes-baianas/. Acesso em: 06 mar. 2019.

RINCÓN, M. L. Vela como o sal e as especiarias ajudaram a “temperar” a História. Mega curioso. Disponível no link: https://www.megacurioso.com.br/historia-e-geografia/74077-veja-como-o-sal-e-as-especiarias-ajudaram-a-temperar-a-historia.htm. Data de acesso: 05 mar. 2019.

RODRIGUES, Ronaldo da S.; SILVA, Roberto R. A História sob o Olhar da Química: As Especiarias e sua Importância na Alimentação Humana. QUÍMICA NOVA NA ESCOLA. Vol. 32, N° 2 , MAIO 2010. Disponível no link:

http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc32_2/05-HQ-5609.pdf. Acesso em: 05 mar. 2019.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

A turma deve continuar nos grupos. Apresente a imagem do slide, projete ou faça um cartaz. Faça a leitura coletiva da consigna. Dê alguns minutos para que os integrantes dos grupos relembrem oralmente entre si alguns pontos interessantes sobre o que foi estudado na aula. Em seguida, informe que cada grupo produzirá uma atividade sobre uma especiaria.

Para que haja uma diversidade de especiarias, escreva o nome de cada uma em um pedaço de papel. Convide um voluntário de cada grupo para escolher o papel com o nome da especiaria que o grupo irá tratar. Entregue para os grupos a folha para a atividade. Faça a leitura e dê as orientações.

Informe que o grupo pode realizar a proposta por meio de desenho e/ou escrita. Oriente o grupo que para esse momento poderão utilizar as informações dos textos, imagens, além de colocações da turma e do próprio grupo. Informe o tempo que terão para a realização da atividade.

Durante a produção dos grupos, circule, acompanhe as reflexões dos grupos e esclareça as dúvidas. Faça a socialização. Ao término, faça um fechamento retomando os pontos mais relevantes ou que forem mais necessários, conforme observação das discussões dos grupos.

Em outro momento, organize com a turma um painel com as produções. Faça a legenda em conjunto com os alunos e permita que a turma escolha o local de exposição do trabalho.

Proposta da atividade, acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jREh6ap24cTcB4pBajJxtwG4FJ9NzgAuC9eTMvMvgrfS9sTDwtGMbV4dKgBK/his4-05und05-sistematizacao.pdf

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF04HI05 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

Quadro, pincel, projetor, dicionário, cópias dos materiais sugerido, lápis, borracha, lápis de cor, giz de cera ou outro material para ilustrar e colorir.

Material complementar:

Proposta de leitura (problematização), acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4k3GkpcSnWtPKQVphEhS2wgdsKCYjzHa8RNNFTfC2FCKhUrmvR7rTVqAV2wF/his4-05und05-problematizacao.pdf

Proposta da atividade de sistematização, acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jREh6ap24cTcB4pBajJxtwG4FJ9NzgAuC9eTMvMvgrfS9sTDwtGMbV4dKgBK/his4-05und05-sistematizacao.pdf

Imagem do maps para realização do cartaz, se for necessário, acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/GdZafZQWXAv3a3jUk4r7KQCESAg7FuCaqQ7JjgWq4tuVuDA2ytbBtVegJV6z/his4-05und05-problematizacao-mapa.pdf

Fonte das imagens:

KOELKASTA OPEN. Refrigerador aberto. CC BY-SA 3.0. Disponível no link: https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=539461. Acesso em: 28 fev. 2019.

ROSMARINUS. Alecrim. 3.JPG#/media/File:Rosmarinus_3.JPG. Disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Alecrim#/media/File:Rosmarinus_3.JPG . Acesso em: 28 fev. 2019.

FOREST & KIM STARR. Salsa , CC BY 3.0, Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=6118865. Acesso em: 01 mar. 2019.

SCHATZMANN, S. F. Pimenta. Suzano, Brasil - Pimenta, CC BY 2.0. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=45145137. Acesso em: 01 mar. 2019.

NATARAJA. Gengibre. CC BY-SA 3.0. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=1026886. Acesso em: 01 mar. 2019.

BEHAR, R. Diferentes tipos de açúcar. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=1219848. Acesso em: 01 mar. 2019.

HERBA, de Maria. Sálvia. CC BY-SA 3.0. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=157218. Acesso em: 01 mar. 2019.

YOSRI. Capim- cidreira, conhecido também por capim-limão ou campim- santo. Disponíebl no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cymbopogon_citratus#/media/File:YosriNov04Pokok_Serai.JPG

Kasias Andrea. Hortelã menta. Kaiser, Neu-Ulm Pfuhl, Germany. Disponível no link: https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=4440991. Acesso em 01 dez, 2019.

TARUR, Azunuak. Mapa dos Continentes. Obra do próprio, CC0. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=42160943. Acesso em: 20 fev. 2019.

LIBRI. Livros. Disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Livro#/media/File:Libri_books2.jpg. Acesso em: 04 mar. 2019.

Para você saber mais:

Este plano de aula irá abordar o comércio das especiarias no passado, mais especificamente a participação dos portugueses.

Quando os portugueses chegaram às Índias, em 1498, o comércio de especiarias já estava sendo desenvolvido há séculos. Segundo o dicionário, as especiarias são substâncias aromáticas de origem vegetal muito apreciadas, trazidas do Oriente, principalmente nos séculos XIV e XV. Elas, assim como o sal, eram importantes para a conservação dos alimentos naquela época. As especiarias também permitiam a utilização dos alimentos mesmo sem condições, elas ”mascaravam” os odores e gosto da comida que já estava estragada ou em processo de deterioração.

O comércio das especiarias foi extremamente importante para a civilização humana. Produtos como a canela, noz-moscada, gengibre, cravo, e a pimenta eram muito lucrativos, pois eram vendidos a preço de ouro pela Europa. Entre as especiarias comercializadas, a mais procurada era a pimenta, que ajudava a disfarçar o odor e o sabor dos alimentos, principalmente da carne, que é um alimento altamente perecível.

Esses produtos também eram importantes para a medicina, sendo utilizados para o controle de doenças e pragas, como a praga que assolou Londres no século XVIII e matou 30 mil pessoas.

A busca marítima por novas rotas para compra das especiarias mudaram o rumo da história com a descoberta de novas terras e disseminação de pessoas, produtos e costumes pelos continentes. Pesquisadores defendem que as terras brasileiras foram consideradas pelos portugueses como um bom local para produção de especiarias.

ARQUIVO NACIONAL. Cultivo de especiarias, por Super User. História Luso-Brasileira. Disponível no linK:

http://historiacolonial.an.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=3040:cultivo-de-especiarias&catid=2031&Itemid=215. Acesso em: 05 mar. 2019.

CORREIO BRAZILIENSE. Utilizadas na cozinha desde o antigo Egito, as especiarias, quando utilizadas de forma adequada são excelentes para realçar o gosto dos alimentos. Postado em 07/01/2010 07:00 / atualizado em 07/01/2010 08:46. Disponível no link:

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/diversao-e-arte/2010/01/07/interna_diversao_arte,164932/utilizadas-na-cozinha-desde-o-antigo-egito-as-especiarias-quando-usadas-de-forma-adequada-sao-excelentes-para-realcar-o-gosto-dos-alimentos.shtml. Acesso em: 27 fev. 2019.

CORREIO 24 HORAS. Rota Valiosa: Especiarias somam US$ 26 milhões por ano às exportações baianas. Vendas externas de cravo geraram mais de US$ 17 milhões de dólares e a de pimenta-do-reino rendeu outros US$ 9 milhões. Disponível no link:

https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rota-valiosa-especiarias-somam-us-26-milhoes-por-ano-as-exportacoes-baianas/Acesso em: 06 mar. 2019.

MORTAN, F. As guerras de Portugal pelas especiarias. Disponível no link:

https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/historia-hoje/guerras-portugal-especiarias.phtml. Acesso em: 27 fev. 2019.

RAMOS, Fábio Pestana. O apogeu e declínio do ciclo das especiarias: 1500-1700. Uma análise comparativa das navegações portuguesas da Carreira da Índia e da Carreira do Brasil. Volume 1: Em busca de cristãos e especiarias. 1º. Ed. Santo André: FPR/PEAH, 2012. Disponível no link:

https://docero.com.br/doc/x0nn0. Acesso em: 27 fev. 2019.

RINCÓN, M. L. Veja como o sal e as especiarias ajudaram a “temperar” a História. Mega curioso. Disponível no link: https://www.megacurioso.com.br/historia-e-geografia/74077-veja-como-o-sal-e-as-especiarias-ajudaram-a-temperar-a-historia.htm. Data de acesso: 05 mar. 2019.

RODRIGUES, Ronaldo da S.; SILVA, Roberto R. A História sob o Olhar da Química: As Especiarias e sua Importância na Alimentação Humana. QUÍMICA NOVA NA ESCOLA. Vol. 32, N° 2 , MAIO 2010. Disponível no link:

http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc32_2/05-HQ-5609.pdf. Acesso em: 05 mar. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

Informe para a turma o objetivo da aula. Projete o slide, faça um cartaz ou escreva no quadro. Realize a leitura coletiva. Pergunte o significado da palavra especiarias. Convide um voluntário para ler o significado no dicionário. Peça que releiam o objetivo e comentem o que entenderam.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Projete a imagem para a turma ou faça um cartaz. Solicite que a observem, leiam as setas e reflitam sobre as questões postas. Convide um voluntário para socializar suas reflexões. Abra para quem quiser comentar ou complementar. Estimule a turma a fazer relação com o objetivo da aula.

Fonte da imagem:

KOELKASTA OPEN. Refrigerador aberto. CC BY-SA 3.0. Disponível no link: https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=539461. Acesso em: 28 fev. 2019.

Como adequar à sua realidade:

Se na região não for comum a utilização do refrigerador, substitua a imagem pelo método de conservação utilizado pela comunidade.

Slide Plano Aula

Orientações: Informe a turma que irão realizar uma rápida brincadeira. Projete a imagem para a turma ou faça um cartaz.

Convide um voluntário para ler as palavras do centro. Pergunte para a turma o significado de cada uma delas. Retome o significado do termo: especiarias. Peça para o voluntário ler no dicionário o significado das palavras lidas.

Peça que observem as imagens e tentem classificá-las nos itens lidos. Convide um voluntário para escolher uma das imagens, fazer a relação e depois dar um exemplo de seu uso na sua casa ou outro uso de seu conhecimento. Abra para quem quiser comentar ou complementar. Convide mais dois voluntários para fazer suas escolhas e darem exemplos. Registre no quadro a utilidade desses produtos na atualidade socializada pela turma.

Faça a leitura coletiva da lista do uso das especiarias citadas pela turma.

Informe que segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ervas e especiarias são “produtos constituídos de partes de uma ou mais espécies vegetais, tradicionalmente utilizados para agregar sabor ou aroma aos alimentos e bebidas”. Esclareça que as partes utilizadas podem ser: fruto, baga, raiz ou casca; que podem ser utilizados como tempero, tintura, medicamento ou cosmético.

Informe para a turma que elas foram utilizadas desde o passado em diversas partes do mundo. Eram importantes para a alimentação e também para a medicina. Atualmente a palavra especiaria quase não é utilizada. Por causa delas houveram muitas mudanças no mundo, inclusive no Brasil. Em breve saberemos um pouco mais sobre algumas delas.

Fonte das imagens:

ROSMARINUS. Alecrim. 3.JPG#/media/File:Rosmarinus_3.JPG. Disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Alecrim#/media/File:Rosmarinus_3.JPG . Acesso em: 28 fev. 2019.

FOREST & KIM STARR. Salsa , CC BY 3.0, Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=6118865. Acesso em: 01 mar. 2019.

SCHATZMANN, S. F. Pimenta. Suzano, Brasil - Pimenta, CC BY 2.0. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=45145137. Acesso em: 01 mar. 2019.

NATARAJA. Gengibre. CC BY-SA 3.0. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=1026886. Acesso em: 01 mar. 2019.

BEHAR, R. Diferentes tipos de açúcar. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=1219848. Acesso em: 01 mar. 2019.

HERBA, de Maria. Sálvia. CC BY-SA 3.0. Disponível no link:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=157218. Acesso em: 01 mar. 2019.

YOSRI. Capim- cidreira, conhecido também por capim-limão ou campim- santo. Disponíebl no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cymbopogon_citratus#/media/File:YosriNov04Pokok_Serai.JPG

Kasias Andrea. Hortelã menta. Kaiser, Neu-Ulm Pfuhl, Germany. Disponível no link: https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=4440991. Acesso em 01 dez, 2019.

Como adequar à sua realidade: Se a região tiver a cultura de utilização de alguma especiaria substitua a imagem e faça as reflexões

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações: Apresente o mapa da rota das especiarias, projete ou imprima. Oriente que observem atentamente. Faça a leitura coletiva da consigna.

Chame a atenção para os traçados em vermelho e azul. Oriente que leiam a legenda.

Convide a turma para realizar a leitura individual do mapa e identificar o continente de produção e venda das especiarias. Convide um voluntário para socializar a sua leitura. Estimule a turma a complementar as colocações do colega.

Espera-se que a turma relacione a rota das especiarias com a chegada dos portugueses na terra que posteriormente foi denominada Brasil.

Destaque os aspectos que foram observados e chame a atenção aos que não foram percebidos.

Imagem do mapa para realização do cartaz, se for necessário, acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/GdZafZQWXAv3a3jUk4r7KQCESAg7FuCaqQ7JjgWq4tuVuDA2ytbBtVegJV6z/his4-05und05-problematizacao-mapa.pdf

Fonte da imagem:

TARUR, Azunuak. Mapa dos Continentes. Obra do próprio, CC0. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=42160943. Acesso em: 20 fev. 2019.

Para você saber mais:

Este plano de aula irá abordar o comércio das especiarias no passado, mais especificamente a participação dos portugueses.

Quando os portugueses chegaram às Índias, em 1498, o comércio de especiarias já estava sendo desenvolvido há séculos. Segundo o dicionário, as especiarias são substâncias aromáticas de origem vegetal muito apreciadas, trazidas do Oriente, principalmente nos séculos XIV e XV. Elas, assim como o sal, eram importantes para a conservação dos alimentos naquela época. As especiarias também permitiam a utilização dos alimentos mesmo sem condições, elas ”mascaravam” os odores e gosto da comida que já estava estragada ou em processo de deterioração.

O comércio das especiarias foi extremamente importante para a civilização humana. Produtos como a canela, noz-moscada, gengibre, cravo, e a pimenta eram muito lucrativos, pois eram vendidos a preço de ouro pela Europa. Entre as especiarias comercializadas, a mais procurada era a pimenta, que ajudava a disfarçar o odor e o sabor dos alimentos, principalmente da carne, que é um alimento altamente perecível.

Esses produtos também eram importantes para a medicina, sendo utilizados para o controle de doenças e pragas, como a praga que assolou Londres no século XVIII e matou 30 mil pessoas.

A busca marítima por novas rotas para compra das especiarias mudaram o rumo da história com a descoberta de novas terras e disseminação de pessoas, produtos e costumes pelos continentes. Pesquisadores defendem que as terras brasileiras foram consideradas pelos portugueses como um bom local para produção de especiarias.

ARQUIVO NACIONAL. Cultivo de especiarias, por Super User. História Luso-Brasileira. Disponível no linK:

http://historiacolonial.an.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=3040:cultivo-de-especiarias&catid=2031&Itemid=215. Acesso em: 05 mar. 2019.

CORREIO BRAZILIENSE. Utilizadas na cozinha desde o antigo Egito, as especiarias, quando utilizadas de forma adequada são excelentes para realçar o gosto dos alimentos. Postado em 07/01/2010 07:00 / atualizado em 07/01/2010 08:46. Disponível no link:

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/diversao-e-arte/2010/01/07/interna_diversao_arte,164932/utilizadas-na-cozinha-desde-o-antigo-egito-as-especiarias-quando-usadas-de-forma-adequada-sao-excelentes-para-realcar-o-gosto-dos-alimentos.shtml. Acesso em: 27 fev. 2019.

MORTAN, F. As guerras de Portugal pelas especiarias. Disponível no link:

https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/historia-hoje/guerras-portugal-especiarias.phtml. Acesso em: 27 fev. 2019.

RAMOS, Fábio Pestana. O apogeu e declínio do ciclo das especiarias: 1500-1700. Uma análise comparativa das navegações portuguesas da Carreira da Índia e da Carreira do Brasil. Volume 1: Em busca de cristãos e especiarias. 1º. Ed. Santo André: FPR/PEAH, 2012. Disponível no link:

https://docero.com.br/doc/x0nn0. Acesso em: 27 fev. 2019.

RODRIGUES, Ronaldo da S.; SILVA, Roberto R. A História sob o Olhar da Química: As Especiarias e sua Importância na Alimentação Humana. QUÍMICA NOVA NA ESCOLA. Vol. 32, N° 2 , MAIO 2010. Disponível no link:

http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc32_2/05-HQ-5609.pdf. Acesso em: 05 mar. 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: A turma irá realizar um momento de leitura. Cada proposta tem dois textos, um deles remete ao passado e o outro à atualidade. A ideia é que eles possam ler e perceber que as especiarias trazidas pelos europeus se espalharam pelo mundo e também pelo Brasil, sendo utilizadas e procuradas até os nossos dias.

Organize a turma em pequenos grupos produtivos. Apresente para a turma a imagem do slide, projete ou escreva no quadro. Entregue para os grupos a proposta de leitura. Há duas propostas, entregue uma para cada grupo. Durante a realização da atividade, circule nos grupos, esclareça as dúvidas, retome as orientações necessárias, provoque e problematize.

Observe com mais atenção os grupos com os alunos que possuem mais dificuldades; se necessário motive e provoque a interação entre eles. Ao término, abra para a socialização entre os grupos. Provoque a turma com perguntas para que façam reflexões a partir das colocações dos colegas. Faça um fechamento destacando os pontos mais relevantes.

Propostas de leitura, acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/eHETxgb9GteXRkpP2nu5q97wu57bk7Ekz3Rh4PPq5yaP7BGC5qT8YVvm2JQd/his4-05und05-problematizacao-2.pdf

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4k3GkpcSnWtPKQVphEhS2wgdsKCYjzHa8RNNFTfC2FCKhUrmvR7rTVqAV2wF/his4-05und05-problematizacao.pdf

Fonte da imagem:

LIBRI. Livros. Disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Livro#/media/File:Libri_books2.jpg. Acesso em: 04 mar. 2019.

Para você saber mais:

CORREIO 24 HORAS. Rota Valiosa: Especiarias somam US$ 26 milhões por ano às exportações baianas. Vendas externas de cravo geraram mais de US$ 17 milhões de dólares e a de pimenta-do-reino rendeu outros US$ 9 milhões. Disponível no link:

https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rota-valiosa-especiarias-somam-us-26-milhoes-por-ano-as-exportacoes-baianas/. Acesso em: 06 mar. 2019.

RINCÓN, M. L. Vela como o sal e as especiarias ajudaram a “temperar” a História. Mega curioso. Disponível no link: https://www.megacurioso.com.br/historia-e-geografia/74077-veja-como-o-sal-e-as-especiarias-ajudaram-a-temperar-a-historia.htm. Data de acesso: 05 mar. 2019.

RODRIGUES, Ronaldo da S.; SILVA, Roberto R. A História sob o Olhar da Química: As Especiarias e sua Importância na Alimentação Humana. QUÍMICA NOVA NA ESCOLA. Vol. 32, N° 2 , MAIO 2010. Disponível no link:

http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc32_2/05-HQ-5609.pdf. Acesso em: 05 mar. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

A turma deve continuar nos grupos. Apresente a imagem do slide, projete ou faça um cartaz. Faça a leitura coletiva da consigna. Dê alguns minutos para que os integrantes dos grupos relembrem oralmente entre si alguns pontos interessantes sobre o que foi estudado na aula. Em seguida, informe que cada grupo produzirá uma atividade sobre uma especiaria.

Para que haja uma diversidade de especiarias, escreva o nome de cada uma em um pedaço de papel. Convide um voluntário de cada grupo para escolher o papel com o nome da especiaria que o grupo irá tratar. Entregue para os grupos a folha para a atividade. Faça a leitura e dê as orientações.

Informe que o grupo pode realizar a proposta por meio de desenho e/ou escrita. Oriente o grupo que para esse momento poderão utilizar as informações dos textos, imagens, além de colocações da turma e do próprio grupo. Informe o tempo que terão para a realização da atividade.

Durante a produção dos grupos, circule, acompanhe as reflexões dos grupos e esclareça as dúvidas. Faça a socialização. Ao término, faça um fechamento retomando os pontos mais relevantes ou que forem mais necessários, conforme observação das discussões dos grupos.

Em outro momento, organize com a turma um painel com as produções. Faça a legenda em conjunto com os alunos e permita que a turma escolha o local de exposição do trabalho.

Proposta da atividade, acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jREh6ap24cTcB4pBajJxtwG4FJ9NzgAuC9eTMvMvgrfS9sTDwtGMbV4dKgBK/his4-05und05-sistematizacao.pdf

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Circulação de pessoas, produtos e culturas do 4º ano :

MAIS AULAS DE História do 4º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF04HI05 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano