17204
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 4º ano > Transformações e permanências nas trajetórias dos grupos humanos

Plano de aula - Mudanças advindas da agricultura: nômades e sedentários

Plano de aula de História com atividades para 4º ano do EF sobre Mudanças advindas da agricultura: nômades e sedentários

Plano 03 de 10 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Anderson Luís Gonçalves Nascimento

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF04HI02 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: quadro, giz/pincel para quadro, lápis, borracha, papel almaço (ou folha pautada) e projetor.

Material complementar: Para fazer cópia do trecho do texto “Escavações revelam hábitos de índios que viveram há mil anos no Sul do país”, acesse o arquivo “HIS4_02UND03 - PROBLEMATIZAÇÃO - texto sobre proto-jês”, disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Srf3wXvtyQXwPheFfA3pGUgwQuz5KUSTZpbM5HkHMqzAWtPhFu9SJNqvkkMH/his4-02und03-problematizacao-texto-sobre-proto-jes.pdf

Para imprimir e mostrar as imagens sobre povos nômades, acesse o arquivo “HIS4_02UND03 - PROBLEMATIZAÇÃO - imagens de nômades”, disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/m2sKMBn2NKKGh7vgaK4ammS6dyJSvCw35mGGB7dfHZgZJChhVePfKDn3fJqq/his4-02und03-problematizacao-imagens-de-etnias-nomades.pdf

Para você saber mais: Sobre a agricultura e a Revolução Agrícola desde o tempo Neolítico, leia o tópico “HOMINIZAÇÃO E AGRICULTURA” (pp. 57-70), o tópico “AGRICULTURA E HISTÓRIA” (pp. 90-96) e o Capítulo 2 “A REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
NEOLÍTICA” (pp. 97-127), do livro de Mazoyer, Marcel; Roudart, Laurence. História das agriculturas no mundo: do neolítico à crise contemporânea. Tradução de Cláudia F. Falluh Balduino Ferreira. São Paulo: Editora UNESP; Brasília, DF: NEAD, 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 de dezembro de 2018.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Separe os alunos por grupos de 5 componentes, de forma a dar no máximo 6 grupos. Separe-os com a intenção de fazer agrupamentos produtivos.

Os alunos podem ficar em grupo a aula toda, mas se possível, faça as duas primeiras etapas (Contextualização e Problematização) como roda de conversa, com a turma sentada em disposição de círculo ou “U” no chão da sala. Na etapa de Sistematização, com os grupos já divididos, realize a atividade proposta nas mesas que deverão estar dispostas para os agrupamentos.

Projete este slide para a turma ou escreva no quadro o objetivo desta aula. Leia-o coletivamente. Pergunte se imaginam qual é o assunto da aula, se sabem o que é agricultura e que tipo de mudanças ela pode gerar no jeito de viver das pessoas.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Pergunte aos alunos se já viram ou foram em algum lugar com plantação, como horta, roça, chácara ou fazenda, ou seja, lugares parecidos com os das imagens. Peça que descrevam como é esse espaço, qual é o tipo de produto agrícola que tem em maior quantidade, como foram plantados (se enfileirados ou desorganizados), quais ferramentas e materiais que já viram ou se sabem que foram usados e quantas pessoas trabalharam nessa plantação.

Depois das respostas e comentários, pergunte se as pessoas que trabalham com plantações poderiam viajar o tempo todo, ou então, se mudar de uma cidade a outra, todas as vezes que quisessem. Peça que justifiquem suas opiniões.

Caso algum aluno responda que isso é possível, proponha mais situações como: e se a pessoa que for viajar não deixar outra responsável para regar as plantas? E se crescerem outras plantas indesejáveis? E se aparecerem animais que podem prejudicar a plantação? Será que realmente é possível viajar todas as vezes que quiser e deixar a plantação sem cuidados?

Em seguida pergunte: se as pessoas envolvidas com plantações têm de permanecer no lugar, quando vocês acham que elas aprenderam isso? Será que foi “da noite para o dia”? E no Brasil, quem acham que foram os primeiros a saber sobre plantações, os povos indígenas ou os portugueses?

Fonte da imagem 1: Wikimedia Commons. Disponível em <https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bean_planting.jpg>. Acesso em 08 de dezembro de 2018.

Fonte da imagem 2: Wikimedia Commons. Disponível em <https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bean_planting25_(3954926966).jpg>. Acesso em 08 de dezembro de 2018.

Se na sua escola tiver uma horta, faça uma visita, ou se possível, faça a roda de conversa desta parte da aula nesse local.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Depois das respostas e hipóteses dos alunos sobre quem foram os primeiros humanos a saber sobre as plantações no Brasil (se portugueses ou indígenas), fale que será lida uma parte de um texto retirado do jornal “Folha de São Paulo” (Escavações revelam hábitos de índios que viveram há mil anos no Sul do país, de Juliana Coissi, disponível em: , acesso em: 22 de outubro de 2018).

Projete o trecho do texto. Se isso não for possível, imprima-o para cada aluno. É importante que cada um deles tenha como voltar ao texto para encontrar respostas. O material para impressão está disponível no arquivo “HIS4_02UND03 - PROBLEMATIZAÇÃO - texto sobre proto-jês” https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Srf3wXvtyQXwPheFfA3pGUgwQuz5KUSTZpbM5HkHMqzAWtPhFu9SJNqvkkMH/his4-02und03-problematizacao-texto-sobre-proto-jes.pdf

Leia ou peça para um aluno ler o trecho do texto. Pergunte se tem alguma palavra que eles não saibam o significado e que dificulta o entendimento. Se houver, dê os significados. Se não, peça para alguém explicar o que entendeu do que foi lido. Se uma das palavras desconhecidas for “nômades”, fale que será estudado no decorrer da aula.

Pergunte se encontraram a resposta para a pergunta “E no Brasil, quem foram os primeiros a saber sobre plantações: os povos indígenas ou os portugueses?”. Retorne ao texto e direcione-os para a inferência, perguntando: o que será que a autora quis dizer com “índios que viveram há mil anos no Sul do país” ou “grupos no Sul do país”?

Nesse momento é importante que você reforce a ideia de que a palavra “índio” não é apropriada para denominar as pessoas que estavam em solo brasileiro antes dos portugueses chegarem, uma vez que esse nome foi dado pelos europeus e não pelos povos nativos. Assim, o uso da expressão “grupos”, escolhido pela autora, é mais apropriado. Pergunte se conhecem outras palavras que seriam mais adequadas ao invés de “índio”. Depois de ouvir as respostas, comente que a própria autora, escreve o nome próprio desse povo: os proto-jês. Explique que são ancestrais de grupos indígenas caigangues e xoclenques, existentes na atualidade e na mesma região, sul do país, em Santa Catarina.

Explique sobre a diversidade dos povos indígenas no Brasil, contrastando as ideias formuladas pelo senso comum de que os indígenas são todos iguais, que todos vivem da caça e da coleta ou que vivem na floresta.

Como adequar à sua realidade: Se na sua região houver pessoas das etnias citadas (Caigangues e Xoclenques), dentro da possibilidade, mostre imagens do lugar onde moram, de suas características e algumas curiosidades. Se possível, peça para uma pessoa de uma dessas etnias dar uma entrevista para falar sobre a reportagem (sua opinião e conhecimento sobre o assunto) e sobre o seu cotidiano atual.

Para você saber mais: Sobre a diversidade indígena no Brasil, leia as informações do tópico “Quem são?”, do site Povos Indígenas no Brasil - parte do portal do Instituto Socioambiental, disponível em: , acesso em 18 de dezembro de 2018. Leia também o artigo “Repensando o ser índio com os Guarani e Kaiowá hoje”, de Joana Moncau, disponível em: , acesso em 18 de dezembro de 2018.

Sobre os Caigangues, suas histórias, notícias, fotos e outras informações, leia o texto “Kaingang”, disponível em: , acesso em 09 de dezembro de 2018; e, sobre os Xoclenques, suas histórias, notícias, fotos e outras informações, leia o texto “Xokleng”, disponível em: , acesso em 09 de dezembro de 2018.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Comente a afirmativa da autora de que as descobertas feitas pelos arqueólogos, sobre as plantações de milho, mandioca, feijão, abóbora e inhame dos proto-jês, contestam a ideia de que eles eram nômades. Pergunte o que eles acham que significa “nômade”. Deixe que façam seus apontamentos.

Para auxiliá-los, mostre as imagens de duas etnias diferentes que existem na atualidade, em outros países, e que são nômades. A imagem 1 é uma fotografia de 1997, de uma família Wodaabe, em um país chamado Nigéria (continente africano). A imagem 2 é uma fotografia de 2011, do povo nômade Lur em Lorestan, Irã (continente asiático). Se não for possível projetar as imagens, imprima duas ou mais cópias do arquivo “HIS4_02UND03 - PROBLEMATIZAÇÃO - imagens de nômades” https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/m2sKMBn2NKKGh7vgaK4ammS6dyJSvCw35mGGB7dfHZgZJChhVePfKDn3fJqq/his4-02und03-problematizacao-imagens-de-etnias-nomades.pdf e passe-as entre os alunos para que observem em mãos.

Pergunte: esses povos parecem morar em casas construídas para serem fixas? Seus objetos e móveis parecem ser grandes e pesados? Por que aparecem camelos, mulas e cavalo nas fotografias? Existe algum tipo de plantação? O solo parece ser apropriado para se ter ou fazer uma plantação? Para esses povos parece ser importante ter uma plantação? Se não é importante ter plantação, como será que fazem para obter alimentos?

Depois, escreva no quadro, ou numa folha de flipchart, uma afirmação retirada da mesma notícia do trecho lido anteriormente: “[os proto-jês] recorriam a técnicas de engenharia para construir casas”. Em seguida, pergunte: será que os povos proto-jês construíram casas para que pudessem se fixar num lugar? Será que as plantações têm alguma coisa a ver com isso? Será que a prática de agricultura faz com que as pessoas mudassem o jeito de viver, deixando de ser nômade, por exemplo?

Anote, em forma de lista, as possíveis respostas. Coloque-as abaixo da frase, como no exemplo:

“[os proto-jês] recorriam a técnicas de engenharia para construir casas”

- … casas para se fixarem num lugar;

- … casas perto das plantações;

- (entre outras possíveis respostas).

Escreva no quadro ou flipchart a pergunta “Quais características do povo Wodaabe e do povo Lur, fazem parecer que são nômades?”. Anote as possíveis respostas, também em forma de lista e abaixo da pergunta, como no exemplo anterior:

- casas com tecnologias de desmontar, como cabanas;

- migram (saem de um lugar para outro);

- móveis e objetos leves para serem facilmente carregados;

- (entre outras possíveis respostas).

Conceitue com os alunos a ideia sobre nomadismo e sedentarismo perguntando: os povos que têm plantações são, em geral, povos nômades ou o “contrário de nômade”? Nesse momento, apresente a palavra “sedentário” como troca para a expressão “contrário de nômade”. Anote essas duas palavras no quadro, relacionando “sedentários” aos povos proto-jês e “nômades” ao povo Wodaabe (imagem 1) e ao povo Lur (imagem 2).

Comente que, em outras regiões do planeta, arqueólogos também descobriram vestígios de que grupos humanos muito antigos não eram nômades, ou deixaram de ser, porque praticavam a agricultura.

Fonte da imagem 1: Wikimedia Commons. Disponível em: . Acesso em: 09 de dezembro de 2018.

Fonte da imagem 2: Wikimedia Commons. Disponível em: . Acesso em: 09 de dezembro de 2018.

Para você saber mais: Sobre o surgimento da agricultura, leia a notícia “Pesquisa mostra que a agricultura surgiu em vários lugares da Ásia de maneira independente”, por Jorge Macedo, disponível em: , acesso em: 18 de dezembro de 2018. E, também, leia a notícia “Agricultura pode ter começado milênios antes do que se pensava”, por Da Redação Revista Veja, disponível em: , acesso em: 18 de dezembro de 2018.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Diga aos alunos que eles farão uma atividade para descobrir a maneira como alguns povos vivem (se são sedentários ou nômades). Leia o título da atividade (“Passando pela roça ou pelo caminho?”) e peça para que eles relacionem as palavras “roça” e “caminho” às palavras “sedentários” e “nômades”. Pergunte: vocês ligariam a palavra “roça” a expressão nômades ou sedentários?

Escreva no quadro as seguintes informações: nome do povo; mora no espaço urbano, rural, florestal, ou outros; tem ou depende de alguma plantação ou agricultura; é da atualidade ou antigo; qual curiosidade o classificaria como nômade ou sedentário.

Entregue para cada grupo uma folha de papel almaço, ou folha pautada. Leia para eles a consigna e explique que escreverão um verbete curto, de poucas linhas, contendo as informações sobre um povo (que eles podem até inventar, se quiserem). Diga que as informações estão escritas no quadro. Reforce que no verbete não pode estar escrito se o povo é nômade ou sedentário, pois outro grupo terá de ler o pequeno texto e descobrir qual seria esta classificação.

Dê o tempo que achar necessário para a produção textual. Depois, sorteie os textos para que cada grupo fique com um verbete diferente do seu.

Dê mais um tempo para que discutam a classificação (se sedentário ou nômade), e em seguida, peça para que cada grupo apresente o verbete sorteado e diga a que conclusão os componentes chegaram, justificando suas escolhas.

Se for preciso auxilie os alunos quanto à classificação.

Fonte da imagem 1: Igor Alecsander/Getty Images. Banco de Imagens.

Fonte da imagem 2: Wikimedia Commons. Disponível em: . Acesso em: 18 de dezembro de 2018.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF04HI02 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: quadro, giz/pincel para quadro, lápis, borracha, papel almaço (ou folha pautada) e projetor.

Material complementar: Para fazer cópia do trecho do texto “Escavações revelam hábitos de índios que viveram há mil anos no Sul do país”, acesse o arquivo “HIS4_02UND03 - PROBLEMATIZAÇÃO - texto sobre proto-jês”, disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Srf3wXvtyQXwPheFfA3pGUgwQuz5KUSTZpbM5HkHMqzAWtPhFu9SJNqvkkMH/his4-02und03-problematizacao-texto-sobre-proto-jes.pdf

Para imprimir e mostrar as imagens sobre povos nômades, acesse o arquivo “HIS4_02UND03 - PROBLEMATIZAÇÃO - imagens de nômades”, disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/m2sKMBn2NKKGh7vgaK4ammS6dyJSvCw35mGGB7dfHZgZJChhVePfKDn3fJqq/his4-02und03-problematizacao-imagens-de-etnias-nomades.pdf

Para você saber mais: Sobre a agricultura e a Revolução Agrícola desde o tempo Neolítico, leia o tópico “HOMINIZAÇÃO E AGRICULTURA” (pp. 57-70), o tópico “AGRICULTURA E HISTÓRIA” (pp. 90-96) e o Capítulo 2 “A REVOLUÇÃO AGRÍCOLA
NEOLÍTICA” (pp. 97-127), do livro de Mazoyer, Marcel; Roudart, Laurence. História das agriculturas no mundo: do neolítico à crise contemporânea. Tradução de Cláudia F. Falluh Balduino Ferreira. São Paulo: Editora UNESP; Brasília, DF: NEAD, 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 de dezembro de 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Separe os alunos por grupos de 5 componentes, de forma a dar no máximo 6 grupos. Separe-os com a intenção de fazer agrupamentos produtivos.

Os alunos podem ficar em grupo a aula toda, mas se possível, faça as duas primeiras etapas (Contextualização e Problematização) como roda de conversa, com a turma sentada em disposição de círculo ou “U” no chão da sala. Na etapa de Sistematização, com os grupos já divididos, realize a atividade proposta nas mesas que deverão estar dispostas para os agrupamentos.

Projete este slide para a turma ou escreva no quadro o objetivo desta aula. Leia-o coletivamente. Pergunte se imaginam qual é o assunto da aula, se sabem o que é agricultura e que tipo de mudanças ela pode gerar no jeito de viver das pessoas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Pergunte aos alunos se já viram ou foram em algum lugar com plantação, como horta, roça, chácara ou fazenda, ou seja, lugares parecidos com os das imagens. Peça que descrevam como é esse espaço, qual é o tipo de produto agrícola que tem em maior quantidade, como foram plantados (se enfileirados ou desorganizados), quais ferramentas e materiais que já viram ou se sabem que foram usados e quantas pessoas trabalharam nessa plantação.

Depois das respostas e comentários, pergunte se as pessoas que trabalham com plantações poderiam viajar o tempo todo, ou então, se mudar de uma cidade a outra, todas as vezes que quisessem. Peça que justifiquem suas opiniões.

Caso algum aluno responda que isso é possível, proponha mais situações como: e se a pessoa que for viajar não deixar outra responsável para regar as plantas? E se crescerem outras plantas indesejáveis? E se aparecerem animais que podem prejudicar a plantação? Será que realmente é possível viajar todas as vezes que quiser e deixar a plantação sem cuidados?

Em seguida pergunte: se as pessoas envolvidas com plantações têm de permanecer no lugar, quando vocês acham que elas aprenderam isso? Será que foi “da noite para o dia”? E no Brasil, quem acham que foram os primeiros a saber sobre plantações, os povos indígenas ou os portugueses?

Fonte da imagem 1: Wikimedia Commons. Disponível em <https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bean_planting.jpg>. Acesso em 08 de dezembro de 2018.

Fonte da imagem 2: Wikimedia Commons. Disponível em <https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bean_planting25_(3954926966).jpg>. Acesso em 08 de dezembro de 2018.

Se na sua escola tiver uma horta, faça uma visita, ou se possível, faça a roda de conversa desta parte da aula nesse local.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Depois das respostas e hipóteses dos alunos sobre quem foram os primeiros humanos a saber sobre as plantações no Brasil (se portugueses ou indígenas), fale que será lida uma parte de um texto retirado do jornal “Folha de São Paulo” (Escavações revelam hábitos de índios que viveram há mil anos no Sul do país, de Juliana Coissi, disponível em: , acesso em: 22 de outubro de 2018).

Projete o trecho do texto. Se isso não for possível, imprima-o para cada aluno. É importante que cada um deles tenha como voltar ao texto para encontrar respostas. O material para impressão está disponível no arquivo “HIS4_02UND03 - PROBLEMATIZAÇÃO - texto sobre proto-jês” https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Srf3wXvtyQXwPheFfA3pGUgwQuz5KUSTZpbM5HkHMqzAWtPhFu9SJNqvkkMH/his4-02und03-problematizacao-texto-sobre-proto-jes.pdf

Leia ou peça para um aluno ler o trecho do texto. Pergunte se tem alguma palavra que eles não saibam o significado e que dificulta o entendimento. Se houver, dê os significados. Se não, peça para alguém explicar o que entendeu do que foi lido. Se uma das palavras desconhecidas for “nômades”, fale que será estudado no decorrer da aula.

Pergunte se encontraram a resposta para a pergunta “E no Brasil, quem foram os primeiros a saber sobre plantações: os povos indígenas ou os portugueses?”. Retorne ao texto e direcione-os para a inferência, perguntando: o que será que a autora quis dizer com “índios que viveram há mil anos no Sul do país” ou “grupos no Sul do país”?

Nesse momento é importante que você reforce a ideia de que a palavra “índio” não é apropriada para denominar as pessoas que estavam em solo brasileiro antes dos portugueses chegarem, uma vez que esse nome foi dado pelos europeus e não pelos povos nativos. Assim, o uso da expressão “grupos”, escolhido pela autora, é mais apropriado. Pergunte se conhecem outras palavras que seriam mais adequadas ao invés de “índio”. Depois de ouvir as respostas, comente que a própria autora, escreve o nome próprio desse povo: os proto-jês. Explique que são ancestrais de grupos indígenas caigangues e xoclenques, existentes na atualidade e na mesma região, sul do país, em Santa Catarina.

Explique sobre a diversidade dos povos indígenas no Brasil, contrastando as ideias formuladas pelo senso comum de que os indígenas são todos iguais, que todos vivem da caça e da coleta ou que vivem na floresta.

Como adequar à sua realidade: Se na sua região houver pessoas das etnias citadas (Caigangues e Xoclenques), dentro da possibilidade, mostre imagens do lugar onde moram, de suas características e algumas curiosidades. Se possível, peça para uma pessoa de uma dessas etnias dar uma entrevista para falar sobre a reportagem (sua opinião e conhecimento sobre o assunto) e sobre o seu cotidiano atual.

Para você saber mais: Sobre a diversidade indígena no Brasil, leia as informações do tópico “Quem são?”, do site Povos Indígenas no Brasil - parte do portal do Instituto Socioambiental, disponível em: , acesso em 18 de dezembro de 2018. Leia também o artigo “Repensando o ser índio com os Guarani e Kaiowá hoje”, de Joana Moncau, disponível em: , acesso em 18 de dezembro de 2018.

Sobre os Caigangues, suas histórias, notícias, fotos e outras informações, leia o texto “Kaingang”, disponível em: , acesso em 09 de dezembro de 2018; e, sobre os Xoclenques, suas histórias, notícias, fotos e outras informações, leia o texto “Xokleng”, disponível em: , acesso em 09 de dezembro de 2018.

Slide Plano Aula

Orientações: Comente a afirmativa da autora de que as descobertas feitas pelos arqueólogos, sobre as plantações de milho, mandioca, feijão, abóbora e inhame dos proto-jês, contestam a ideia de que eles eram nômades. Pergunte o que eles acham que significa “nômade”. Deixe que façam seus apontamentos.

Para auxiliá-los, mostre as imagens de duas etnias diferentes que existem na atualidade, em outros países, e que são nômades. A imagem 1 é uma fotografia de 1997, de uma família Wodaabe, em um país chamado Nigéria (continente africano). A imagem 2 é uma fotografia de 2011, do povo nômade Lur em Lorestan, Irã (continente asiático). Se não for possível projetar as imagens, imprima duas ou mais cópias do arquivo “HIS4_02UND03 - PROBLEMATIZAÇÃO - imagens de nômades” https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/m2sKMBn2NKKGh7vgaK4ammS6dyJSvCw35mGGB7dfHZgZJChhVePfKDn3fJqq/his4-02und03-problematizacao-imagens-de-etnias-nomades.pdf e passe-as entre os alunos para que observem em mãos.

Pergunte: esses povos parecem morar em casas construídas para serem fixas? Seus objetos e móveis parecem ser grandes e pesados? Por que aparecem camelos, mulas e cavalo nas fotografias? Existe algum tipo de plantação? O solo parece ser apropriado para se ter ou fazer uma plantação? Para esses povos parece ser importante ter uma plantação? Se não é importante ter plantação, como será que fazem para obter alimentos?

Depois, escreva no quadro, ou numa folha de flipchart, uma afirmação retirada da mesma notícia do trecho lido anteriormente: “[os proto-jês] recorriam a técnicas de engenharia para construir casas”. Em seguida, pergunte: será que os povos proto-jês construíram casas para que pudessem se fixar num lugar? Será que as plantações têm alguma coisa a ver com isso? Será que a prática de agricultura faz com que as pessoas mudassem o jeito de viver, deixando de ser nômade, por exemplo?

Anote, em forma de lista, as possíveis respostas. Coloque-as abaixo da frase, como no exemplo:

“[os proto-jês] recorriam a técnicas de engenharia para construir casas”

- … casas para se fixarem num lugar;

- … casas perto das plantações;

- (entre outras possíveis respostas).

Escreva no quadro ou flipchart a pergunta “Quais características do povo Wodaabe e do povo Lur, fazem parecer que são nômades?”. Anote as possíveis respostas, também em forma de lista e abaixo da pergunta, como no exemplo anterior:

- casas com tecnologias de desmontar, como cabanas;

- migram (saem de um lugar para outro);

- móveis e objetos leves para serem facilmente carregados;

- (entre outras possíveis respostas).

Conceitue com os alunos a ideia sobre nomadismo e sedentarismo perguntando: os povos que têm plantações são, em geral, povos nômades ou o “contrário de nômade”? Nesse momento, apresente a palavra “sedentário” como troca para a expressão “contrário de nômade”. Anote essas duas palavras no quadro, relacionando “sedentários” aos povos proto-jês e “nômades” ao povo Wodaabe (imagem 1) e ao povo Lur (imagem 2).

Comente que, em outras regiões do planeta, arqueólogos também descobriram vestígios de que grupos humanos muito antigos não eram nômades, ou deixaram de ser, porque praticavam a agricultura.

Fonte da imagem 1: Wikimedia Commons. Disponível em: . Acesso em: 09 de dezembro de 2018.

Fonte da imagem 2: Wikimedia Commons. Disponível em: . Acesso em: 09 de dezembro de 2018.

Para você saber mais: Sobre o surgimento da agricultura, leia a notícia “Pesquisa mostra que a agricultura surgiu em vários lugares da Ásia de maneira independente”, por Jorge Macedo, disponível em: , acesso em: 18 de dezembro de 2018. E, também, leia a notícia “Agricultura pode ter começado milênios antes do que se pensava”, por Da Redação Revista Veja, disponível em: , acesso em: 18 de dezembro de 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Diga aos alunos que eles farão uma atividade para descobrir a maneira como alguns povos vivem (se são sedentários ou nômades). Leia o título da atividade (“Passando pela roça ou pelo caminho?”) e peça para que eles relacionem as palavras “roça” e “caminho” às palavras “sedentários” e “nômades”. Pergunte: vocês ligariam a palavra “roça” a expressão nômades ou sedentários?

Escreva no quadro as seguintes informações: nome do povo; mora no espaço urbano, rural, florestal, ou outros; tem ou depende de alguma plantação ou agricultura; é da atualidade ou antigo; qual curiosidade o classificaria como nômade ou sedentário.

Entregue para cada grupo uma folha de papel almaço, ou folha pautada. Leia para eles a consigna e explique que escreverão um verbete curto, de poucas linhas, contendo as informações sobre um povo (que eles podem até inventar, se quiserem). Diga que as informações estão escritas no quadro. Reforce que no verbete não pode estar escrito se o povo é nômade ou sedentário, pois outro grupo terá de ler o pequeno texto e descobrir qual seria esta classificação.

Dê o tempo que achar necessário para a produção textual. Depois, sorteie os textos para que cada grupo fique com um verbete diferente do seu.

Dê mais um tempo para que discutam a classificação (se sedentário ou nômade), e em seguida, peça para que cada grupo apresente o verbete sorteado e diga a que conclusão os componentes chegaram, justificando suas escolhas.

Se for preciso auxilie os alunos quanto à classificação.

Fonte da imagem 1: Igor Alecsander/Getty Images. Banco de Imagens.

Fonte da imagem 2: Wikimedia Commons. Disponível em: . Acesso em: 18 de dezembro de 2018.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Transformações e permanências nas trajetórias dos grupos humanos do 4º ano :

MAIS AULAS DE História do 4º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF04HI02 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano