17180
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 8º ano > O mundo contemporâneo: o Antigo Regime em crise

Plano de aula - A propaganda política de Napoleão Bonaparte (1804-1815)

Plano de aula de História com atividades para 8º ano do EF sobre A propaganda política de Napoleão Bonaparte (1804-1815)

Plano 03 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Gabriel Amato Bruno De Lima

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI04, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

– Cópias impressas das fontes (imagens e texto) ou data show para a sua projeção.

– Cópias impressas da atividade de Sistematização.

Material complementar:

Print do tuíte da ex-presidenta do Brasil Dilma Rousseff em 16 de junho de 2016: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ktD8bK8nnBDfbrshJFtqV4dQ74bf9BsEV4C6DMv5cVC7cASRf7pce7tWNCes/his8-04und03--print-do-tweet-da-dilma.pdf

Print do tuíte do ex-presidente do Brasil Michel Temer em 1º de junho de 2017:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/57Gkhbw3BJG4W8DWneAPbXqjXkXeeGjsVbNvGEPDZQyq5yZMx7zz2VsuQKfP/his8-04und03--print-do-tweet-do-temer.pdf

Trecho do livro Da espada à águia: construção simbólica do poder e legitimação política de Napoleão Bonaparte, por Raquel Stoiani (2005):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/bTtt6MskZJ8KEcFrPwgDSKzr6ybqbk2ZpX35RmgQGp8R28rWkuHS8EaYWzKE/his8-04und03--trecho-do-livro-da-espada-a-aguia-por-raquel-stoiani.pdf

“Napoleão cruzando os Alpes”, por Jacques-Louis David (1801-1805):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/G54xUyn8rFK9gWd7fzxTztmYNHBMZcByW99697bbPBnT4jW3yrPCCTHmdXfP/his8-04und03--napoleao-cruzando-os-alpes.pdf

“O imperador Napoleão em seu gabinete de trabalho”, por Jacques-Louis David (1812):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/8y9fceAGf5XsDP7AYRrruJPAs452rTHzAvYSdeQns7advC6qM5T3Eb6AXShs/his8-04und03--o-imperador-napoleao-em-seu-gabinete-de-trabalho.pdf

“A coroação de Napoleão”, por Jacques-Louis David (1807):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/uzaZ3DZ7qvq7jXjVJQQ4fMvFNhkmGqyp69jUYYUmFN4GRQJ8DsrB2KrHT4cw/his8-04und03--a-coroacao-de-napoleao.pdf

Modelo de tuíte para a atividade de Sistematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZKHWT5TxqXAXDRSkCCEZMw9X7Sx3THGEr837DfFFzMcT37b28dRuhghtXrrG/his8-04und03--tweet-para-atividade-de-sistematizacao.pdf

Para você saber mais:

ORENSTEIN, José. Como ações de políticos testam os limites da liberdade de expressão e da privacidade na internet? Jornal Nexo, 25 de abril de 2017. Disponível em: <https://www.nexojornal.com.br/expresso/2017/04/25/Como-ações-de-pol%C3%ADticos-testam-os-limites-da-liberdade-de-expressão-e-da-privacidade-na-internet>. Acesso em: 6 mar. 2019.

RONCOLATO, Murilo. Quais regras do Twitter justificariam a exclusão da conta de Donald Trump. Jornal Nexo, 4 de janeiro de 2018. Disponível em: <https://www.nexojornal.com.br/expresso/2018/01/04/Quais-regras-do-Twitter-justificariam-a-exclusão-da-conta-de-Donald-Trump>.
Acesso em: 6 mar. 2019.

STOIANI, Raquel. Da espada à águia: construção simbólica do poder e legitimação política de Napoleão Bonaparte. Dissertação (Mestrado em História Social), Universidade de São Paulo, 2002. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-11062006-221202/pt-br.php>.
Acesso em: 7 mar. 2019.

CANFORA, Luciano. Bonaparte Libertador. Estudos Avançados, vol. 22, nº 62, jan.-abr. 2008, p. 119-128. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v22n62/a08v2262.pdf>. Acesso em: 7 mar. 2019.

STOIANI, Raquel e GARRAFFONI, Renata Senna. Escavar o passado, (re)construir o presente: os usos simbólicos da Antiguidade clássica por Napoleão Bonaparte. Revista de História da Arte e Arqueologia, nº 6, dez. 2006, p. 69-79. Disponível em: <http://www.unicamp.br/chaa/rhaa/downloads/Revista%206%20-%20artigo%206.pdf>. Acesso em: 7 mar. 2019.

ENGLUND, Steven. Napoleão: uma biografia política. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005. Disponível em: <https://books.google.com.br/books?id=AV4WY7c5PqAC&lpg=PA614&dq=Segunda%20Campanha%20na%20Itália&hl=pt-BR&pg=PA197#v=onepage&q&f=false>. Acesso em: 7 mar. 2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Apresente o objetivo aos alunos, escrevendo-o no quadro ou lendo-o para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente este slide e faça uma leitura coletiva. Lembre-se de não antecipar as reflexões da aula neste momento, pois a intenção é que os estudantes construam o raciocínio apenas com a sua mediação.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Apresente aos estudantes os tuítes dos dois últimos presidentes do Brasil. Eles estão disponíveis nos links: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ktD8bK8nnBDfbrshJFtqV4dQ74bf9BsEV4C6DMv5cVC7cASRf7pce7tWNCes/his8-04und03--print-do-tweet-da-dilma.pdf e https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/57Gkhbw3BJG4W8DWneAPbXqjXkXeeGjsVbNvGEPDZQyq5yZMx7zz2VsuQKfP/his8-04und03--print-do-tweet-do-temer.pdf

Peça aos alunos que descrevam o que ele veem nas duas fontes, identificando as informações de autoria, data e tema. A intenção é que os estudantes percebam se tratar de dois posts na rede social Twitter, em páginas oficiais dos dois últimos presidentes do Brasil (Dilma Rousseff e Michel Temer), publicados em 2016 e 2017.

Com o objetivo de provocar uma reflexão sobre as motivações deste tipo de prática de presidentes na internet, questione os alunos:

Por que os presidentes possuem contas no Twitter?

– Quais são suas intenções ao anunciar eventos de seus governos na rede social?

Os tuítes seriam formas de propaganda política?

– Ou eles seriam uma maneira de se aproximar do cidadão comum?

– Quais as vantagens de se noticiar as medidas de governo nas redes sociais?

Neste momento, espera-se que os estudantes sejam capazes de identificar os esforços de construção de uma imagem pública por parte dos presidentes do país num contexto em que as tecnologias de informação tem um papel central nos debates políticos, sociais, econômicos etc. Por isso, estar “presente” em redes sociais como o Twitter é uma forma de produzir conteúdo positivo (propaganda) para o governo de uma maneira próxima aos cidadãos, em linguagem informal, com a possibilidade de interatividade e em tempo real.

Depois da análise das fontes referentes ao tempo presente, pergunte aos alunos: Como os governantes anunciavam suas medidas de governo e faziam propaganda entre os séculos XVIII e XIX, quando não havia computadores, rádio ou televisão? A intenção é que os estudantes levantem hipóteses, e você pode fazer uma lista com estas possibilidades, escrevendo as respostas dos alunos no quadro. Medeie o debate, chamando a atenção para o caráter recente tanto da internet (anos 1990) como das redes sociais (anos 2000).

Este é o momento de introduzir o tema da produção artística como propaganda, inclusive com o financiamento do Estado. Caso a discussão não caminhe nesta direção, pergunte aos alunos: Uma pintura ou uma escultura pode ser usada para propagandear medidas tomadas por um governante? O objetivo é que os estudantes percebam que sim, identificando que a propaganda política (como as presentes nas fontes analisadas) não é uma exclusividade do tempo presente.

Para você saber mais:

ORENSTEIN, José. Como ações de políticos testam os limites da liberdade de expressão e da privacidade na internet? Jornal Nexo, 25 de abril de 2017. Disponível em: <https://www.nexojornal.com.br/expresso/2017/04/25/Como-ações-de-pol%C3%ADticos-testam-os-limites-da-liberdade-de-expressão-e-da-privacidade-na-internet>. Acesso em: 6 mar. 2019.

RONCOLATO, Murilo. Quais regras do Twitter justificariam a exclusão da conta de Donald Trump. Jornal Nexo, 4 de janeiro de 2018. Disponível em: <https://www.nexojornal.com.br/expresso/2018/01/04/Quais-regras-do-Twitter-justificariam-a-exclusão-da-conta-de-Donald-Trump>.
Acesso em: 6 mar. 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 23 minutos.

Orientações: Na continuidade da reflexão sobre a dimensão temporal da propaganda política, apresente aos alunos um trecho do livro Da espada à águia: construção simbólica do poder e legitimação política de Napoleão Bonaparte, escrito pela historiadora Raquel Stoiani. Ele está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/bTtt6MskZJ8KEcFrPwgDSKzr6ybqbk2ZpX35RmgQGp8R28rWkuHS8EaYWzKE/his8-04und03--trecho-do-livro-da-espada-a-aguia-por-raquel-stoiani.pdf

Peça a um aluno que leia o trecho para a turma. Durante a leitura, solucione dúvidas de vocabulário com a ajuda do Glossário presente na fonte.

Após a leitura da fonte, pergunte aos estudantes:

Quais as características da pintura neoclássica, segunda a autora?

– É possível afirmar que pintores como David produziam propaganda política para Napoleão?

– Por que a historiadora afirma que o patrocínio de artistas como David permitiu a “formação de uma máquina oficial de propaganda”
por parte do governo de Napoleão?

O que levava um líder político e militar como Napoleão a encomendar pinturas de propaganda?

Quais as aproximações e distanciamentos entre os quadros pintados por David e os tuítes que analisamos?

Neste momento, o objetivo é que, com a interpretação do texto, os estudantes identifiquem a presença da propaganda política durante o período napoleônico na França. Além de identificar os personagens deste Contexto (o governante Napoleão Bonaparte, o pintor Jacques-Louis David), espera-se
que eles identifiquem também, no texto e no Glossário, que a pintura neoclássica era utilizada como instrumento de propaganda. As principais características deste estilo de arte eram a moderação, o equilíbrio nas formas e a inspiração na antiguidade greco-romana. Além disso, espera-se que os alunos consigam perceber que a questão da propaganda era central para a legitimação do governo de Napoleão. Para fazê-la, o governante usava dos meios disponíveis em seu contexto – em especial, neste caso, o patrocínio de pintores que produziam obras de arte elogiosas ao governante.

Para você saber mais:

STOIANI, Raquel. Da espada à águia: construção simbólica do poder e legitimação política de Napoleão Bonaparte. Dissertação (Mestrado em História Social), Universidade de São Paulo, 2002. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-11062006-221202/pt-br.php>.
Acesso em: 7 mar. 2019.

CANFORA, Luciano. Bonaparte Libertador. Estudos Avançados, vol. 22, nº 62, jan.-abr. 2008, p. 119-128. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v22n62/a08v2262.pdf>. Acesso em: 7 mar. 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente aos alunos duas pinturas de David nas quais Napoleão Bonaparte é representado – Napoleão cruzando os Alpes (1801-1805) e
O imperador Napoleão em seu gabinete de trabalho (1812). Elas estão disponíveis nos links:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/G54xUyn8rFK9gWd7fzxTztmYNHBMZcByW99697bbPBnT4jW3yrPCCTHmdXfP/his8-04und03--napoleao-cruzando-os-alpes.pdf e https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/8y9fceAGf5XsDP7AYRrruJPAs452rTHzAvYSdeQns7advC6qM5T3Eb6AXShs/his8-04und03--o-imperador-napoleao-em-seu-gabinete-de-trabalho.pdf

Peça a um ou dois alunos que identifiquem as informações de produção das fontes: título, data e suporte. Depois, questione:

Como Napoleão está representado em cada uma das fontes?

– Qual o cenário em que ele está sendo representado em cada uma das fontes?

– A quais eventos históricos eles se referem?

Quais elementos, além da figura de Napoleão, estão representados em cada uma das pinturas?

– Quais imagens David pretendia passar de Napoleão no primeiro quadro? E no segundo?

– As imagens constroem uma imagem positiva ou negativa de Napoleão? Por quê?

É possível identificar traços de equilíbrio das formas e moderação nas cores, típicos do estilo neoclássico, nas pinturas?

O objetivo, neste momento, é que os estudantes consigam identificar a produção de uma propaganda política do governo de Napoleão por meio das pinturas neoclássicas de Jacques-Louis David. A primeira fonte retrata uma vitória militar de Napoleão na Campanha da Itália e ele é representado nos Alpes, enquanto a segunda se refere ao período do Império Napoleônico. Espera-se que os alunos consigam, a partir do texto discutido anteriormente e da análise da imagem positiva de Napoleão presente nas duas imagens, perceber que havia a intervenção do Estado/do governante para a produção dessas imagens. Além disso, o objetivo é levar os alunos a identificar, nos elementos do primeiro quadro, a construção da imagem de um herói militar, montado em seu cavalo, usando trajes de guerra, circundando por soldados e pela região conquistada (os Alpes); e, no segundo, a construção da imagem de Napoleão como um imperador, a partir de seu gabinete de trabalho, usando símbolos que o associavam à nobreza francesa (brasões, roupas) e à figura de um governante (livros, papéis).

Para você saber mais:

STOIANI, Raquel e GARRAFFONI, Renata Senna. Escavar o passado, (re)construir o presente: os usos simbólicos da Antiguidade clássica por Napoleão Bonaparte. Revista de História da Arte e Arqueologia, nº 6, dez. 2006, p. 69-79. Disponível em: <http://www.unicamp.br/chaa/rhaa/downloads/Revista%206%20-%20artigo%206.pdf>. Acesso em: 7 mar. 2019.

ENGLUND, Steven. Napoleão: uma biografia política. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005. Disponível em: <https://books.google.com.br/books?id=AV4WY7c5PqAC&lpg=PA614&dq=Segunda%20Campanha%20na%20Itália&hl=pt-BR&pg=PA197#v=onepage&q&f=false>. Acesso em: 7 mar. 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente aos alunos mais uma pintura de David na qual Napoleão Bonaparte é representado – A coroação de Napoleão (1807). Ela está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/uzaZ3DZ7qvq7jXjVJQQ4fMvFNhkmGqyp69jUYYUmFN4GRQJ8DsrB2KrHT4cw/his8-04und03--a-coroacao-de-napoleao.pdf

Peça a um aluno que identifique as informações de produção da fonte: título, data e suporte. Depois, questione:

Como Napoleão está representado nesta fonte?

– Qual o cenário em que ele está sendo representado?

– A qual evento histórico ele se refere?

Quais elementos e personagens, além da figura de Napoleão, estão representados em cada uma das pinturas?

– Qual imagem David pretendia passar de Napoleão neste quadro?

As imagens constroem uma imagem positiva ou negativa de Napoleão? Por quê?

– Por que o próprio Napoleão está segurando a sua coroa, como se estivesse se autocoroando?

– É possível identificar traços de equilíbrio das formas e moderação nas cores, típicos do estilo neoclássico, na pintura?

Neste momento, a intenção é que os alunos continuem a refletir sobre a propaganda napoleônica. Espera-se que eles percebam a centralidade da figura
de Napoleão na pintura assim como a presença de outros personagens, como o papa, a imperatriz, militares, membros da nobreza e do clero. Por meio do título da fonte e de seus elementos iconográficos, espera-se que eles percebam se tratar de uma representação da coroação de Napoleão – momento em que se ele se fez imperador da França. David constrói uma imagem positiva de Napoleão, que aparece no centro da cena em um ponto pintado com cores mais luminosas.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Divida os estudantes em trios e distribua para eles uma cópia do modelo de tuíte de Napoleão Bonaparte. Ele está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZKHWT5TxqXAXDRSkCCEZMw9X7Sx3THGEr837DfFFzMcT37b28dRuhghtXrrG/his8-04und03--tweet-para-atividade-de-sistematizacao.pdf. Além disso, escolha qual pintura de David
será da responsabilidade de cada um dos trios.

Diga aos alunos que eles devem, com base nas discussões e nas análises de fontes feitas durante a aula, produzir um tuíte de Napoleão em que ele anuncie para a população francesa um dos eventos pintados por Jacques-Louis David nos quadros analisados anteriormente. Lembre a eles as características deste tipo de texto: linguagem direta e simples; possibilidade de usar abreviações típicas da escrita em redes sociais, como “vc” para “vocês” ou “q” para “que”; limite de 280 caracteres permitidos em cada post, segundo as configurações do próprio Twitter. Há, aqui, a possibilidade de se trabalhar em conjunto com
o professor de Língua Portuguesa.

Enquanto os trios discutem e produzem o texto, circule pela sala. Auxilie-os, estimulando a incorporação dos debates realizados durante a aula. Eles podem, inclusive, fazer referências aos quadros de David.

Na medida em que os textos forem ficando prontos, cole os tuítes no quadro separando-os por pintura a qual eles fazem referência. Finalize a aula com a leitura do tuíte pelos próprios alunos para a turma, chamando a atenção ao fato de que um mesmo evento pode ser propagandeado de maneiras diferentes de acordo com o meio que se utiliza, o contexto em que é feito ou os autores da propaganda.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI04, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

– Cópias impressas das fontes (imagens e texto) ou data show para a sua projeção.

– Cópias impressas da atividade de Sistematização.

Material complementar:

Print do tuíte da ex-presidenta do Brasil Dilma Rousseff em 16 de junho de 2016: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ktD8bK8nnBDfbrshJFtqV4dQ74bf9BsEV4C6DMv5cVC7cASRf7pce7tWNCes/his8-04und03--print-do-tweet-da-dilma.pdf

Print do tuíte do ex-presidente do Brasil Michel Temer em 1º de junho de 2017:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/57Gkhbw3BJG4W8DWneAPbXqjXkXeeGjsVbNvGEPDZQyq5yZMx7zz2VsuQKfP/his8-04und03--print-do-tweet-do-temer.pdf

Trecho do livro Da espada à águia: construção simbólica do poder e legitimação política de Napoleão Bonaparte, por Raquel Stoiani (2005):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/bTtt6MskZJ8KEcFrPwgDSKzr6ybqbk2ZpX35RmgQGp8R28rWkuHS8EaYWzKE/his8-04und03--trecho-do-livro-da-espada-a-aguia-por-raquel-stoiani.pdf

“Napoleão cruzando os Alpes”, por Jacques-Louis David (1801-1805):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/G54xUyn8rFK9gWd7fzxTztmYNHBMZcByW99697bbPBnT4jW3yrPCCTHmdXfP/his8-04und03--napoleao-cruzando-os-alpes.pdf

“O imperador Napoleão em seu gabinete de trabalho”, por Jacques-Louis David (1812):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/8y9fceAGf5XsDP7AYRrruJPAs452rTHzAvYSdeQns7advC6qM5T3Eb6AXShs/his8-04und03--o-imperador-napoleao-em-seu-gabinete-de-trabalho.pdf

“A coroação de Napoleão”, por Jacques-Louis David (1807):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/uzaZ3DZ7qvq7jXjVJQQ4fMvFNhkmGqyp69jUYYUmFN4GRQJ8DsrB2KrHT4cw/his8-04und03--a-coroacao-de-napoleao.pdf

Modelo de tuíte para a atividade de Sistematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZKHWT5TxqXAXDRSkCCEZMw9X7Sx3THGEr837DfFFzMcT37b28dRuhghtXrrG/his8-04und03--tweet-para-atividade-de-sistematizacao.pdf

Para você saber mais:

ORENSTEIN, José. Como ações de políticos testam os limites da liberdade de expressão e da privacidade na internet? Jornal Nexo, 25 de abril de 2017. Disponível em: <https://www.nexojornal.com.br/expresso/2017/04/25/Como-ações-de-pol%C3%ADticos-testam-os-limites-da-liberdade-de-expressão-e-da-privacidade-na-internet>. Acesso em: 6 mar. 2019.

RONCOLATO, Murilo. Quais regras do Twitter justificariam a exclusão da conta de Donald Trump. Jornal Nexo, 4 de janeiro de 2018. Disponível em: <https://www.nexojornal.com.br/expresso/2018/01/04/Quais-regras-do-Twitter-justificariam-a-exclusão-da-conta-de-Donald-Trump>.
Acesso em: 6 mar. 2019.

STOIANI, Raquel. Da espada à águia: construção simbólica do poder e legitimação política de Napoleão Bonaparte. Dissertação (Mestrado em História Social), Universidade de São Paulo, 2002. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-11062006-221202/pt-br.php>.
Acesso em: 7 mar. 2019.

CANFORA, Luciano. Bonaparte Libertador. Estudos Avançados, vol. 22, nº 62, jan.-abr. 2008, p. 119-128. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v22n62/a08v2262.pdf>. Acesso em: 7 mar. 2019.

STOIANI, Raquel e GARRAFFONI, Renata Senna. Escavar o passado, (re)construir o presente: os usos simbólicos da Antiguidade clássica por Napoleão Bonaparte. Revista de História da Arte e Arqueologia, nº 6, dez. 2006, p. 69-79. Disponível em: <http://www.unicamp.br/chaa/rhaa/downloads/Revista%206%20-%20artigo%206.pdf>. Acesso em: 7 mar. 2019.

ENGLUND, Steven. Napoleão: uma biografia política. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005. Disponível em: <https://books.google.com.br/books?id=AV4WY7c5PqAC&lpg=PA614&dq=Segunda%20Campanha%20na%20Itália&hl=pt-BR&pg=PA197#v=onepage&q&f=false>. Acesso em: 7 mar. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Apresente o objetivo aos alunos, escrevendo-o no quadro ou lendo-o para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente este slide e faça uma leitura coletiva. Lembre-se de não antecipar as reflexões da aula neste momento, pois a intenção é que os estudantes construam o raciocínio apenas com a sua mediação.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Apresente aos estudantes os tuítes dos dois últimos presidentes do Brasil. Eles estão disponíveis nos links: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ktD8bK8nnBDfbrshJFtqV4dQ74bf9BsEV4C6DMv5cVC7cASRf7pce7tWNCes/his8-04und03--print-do-tweet-da-dilma.pdf e https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/57Gkhbw3BJG4W8DWneAPbXqjXkXeeGjsVbNvGEPDZQyq5yZMx7zz2VsuQKfP/his8-04und03--print-do-tweet-do-temer.pdf

Peça aos alunos que descrevam o que ele veem nas duas fontes, identificando as informações de autoria, data e tema. A intenção é que os estudantes percebam se tratar de dois posts na rede social Twitter, em páginas oficiais dos dois últimos presidentes do Brasil (Dilma Rousseff e Michel Temer), publicados em 2016 e 2017.

Com o objetivo de provocar uma reflexão sobre as motivações deste tipo de prática de presidentes na internet, questione os alunos:

Por que os presidentes possuem contas no Twitter?

– Quais são suas intenções ao anunciar eventos de seus governos na rede social?

Os tuítes seriam formas de propaganda política?

– Ou eles seriam uma maneira de se aproximar do cidadão comum?

– Quais as vantagens de se noticiar as medidas de governo nas redes sociais?

Neste momento, espera-se que os estudantes sejam capazes de identificar os esforços de construção de uma imagem pública por parte dos presidentes do país num contexto em que as tecnologias de informação tem um papel central nos debates políticos, sociais, econômicos etc. Por isso, estar “presente” em redes sociais como o Twitter é uma forma de produzir conteúdo positivo (propaganda) para o governo de uma maneira próxima aos cidadãos, em linguagem informal, com a possibilidade de interatividade e em tempo real.

Depois da análise das fontes referentes ao tempo presente, pergunte aos alunos: Como os governantes anunciavam suas medidas de governo e faziam propaganda entre os séculos XVIII e XIX, quando não havia computadores, rádio ou televisão? A intenção é que os estudantes levantem hipóteses, e você pode fazer uma lista com estas possibilidades, escrevendo as respostas dos alunos no quadro. Medeie o debate, chamando a atenção para o caráter recente tanto da internet (anos 1990) como das redes sociais (anos 2000).

Este é o momento de introduzir o tema da produção artística como propaganda, inclusive com o financiamento do Estado. Caso a discussão não caminhe nesta direção, pergunte aos alunos: Uma pintura ou uma escultura pode ser usada para propagandear medidas tomadas por um governante? O objetivo é que os estudantes percebam que sim, identificando que a propaganda política (como as presentes nas fontes analisadas) não é uma exclusividade do tempo presente.

Para você saber mais:

ORENSTEIN, José. Como ações de políticos testam os limites da liberdade de expressão e da privacidade na internet? Jornal Nexo, 25 de abril de 2017. Disponível em: <https://www.nexojornal.com.br/expresso/2017/04/25/Como-ações-de-pol%C3%ADticos-testam-os-limites-da-liberdade-de-expressão-e-da-privacidade-na-internet>. Acesso em: 6 mar. 2019.

RONCOLATO, Murilo. Quais regras do Twitter justificariam a exclusão da conta de Donald Trump. Jornal Nexo, 4 de janeiro de 2018. Disponível em: <https://www.nexojornal.com.br/expresso/2018/01/04/Quais-regras-do-Twitter-justificariam-a-exclusão-da-conta-de-Donald-Trump>.
Acesso em: 6 mar. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 23 minutos.

Orientações: Na continuidade da reflexão sobre a dimensão temporal da propaganda política, apresente aos alunos um trecho do livro Da espada à águia: construção simbólica do poder e legitimação política de Napoleão Bonaparte, escrito pela historiadora Raquel Stoiani. Ele está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/bTtt6MskZJ8KEcFrPwgDSKzr6ybqbk2ZpX35RmgQGp8R28rWkuHS8EaYWzKE/his8-04und03--trecho-do-livro-da-espada-a-aguia-por-raquel-stoiani.pdf

Peça a um aluno que leia o trecho para a turma. Durante a leitura, solucione dúvidas de vocabulário com a ajuda do Glossário presente na fonte.

Após a leitura da fonte, pergunte aos estudantes:

Quais as características da pintura neoclássica, segunda a autora?

– É possível afirmar que pintores como David produziam propaganda política para Napoleão?

– Por que a historiadora afirma que o patrocínio de artistas como David permitiu a “formação de uma máquina oficial de propaganda”
por parte do governo de Napoleão?

O que levava um líder político e militar como Napoleão a encomendar pinturas de propaganda?

Quais as aproximações e distanciamentos entre os quadros pintados por David e os tuítes que analisamos?

Neste momento, o objetivo é que, com a interpretação do texto, os estudantes identifiquem a presença da propaganda política durante o período napoleônico na França. Além de identificar os personagens deste Contexto (o governante Napoleão Bonaparte, o pintor Jacques-Louis David), espera-se
que eles identifiquem também, no texto e no Glossário, que a pintura neoclássica era utilizada como instrumento de propaganda. As principais características deste estilo de arte eram a moderação, o equilíbrio nas formas e a inspiração na antiguidade greco-romana. Além disso, espera-se que os alunos consigam perceber que a questão da propaganda era central para a legitimação do governo de Napoleão. Para fazê-la, o governante usava dos meios disponíveis em seu contexto – em especial, neste caso, o patrocínio de pintores que produziam obras de arte elogiosas ao governante.

Para você saber mais:

STOIANI, Raquel. Da espada à águia: construção simbólica do poder e legitimação política de Napoleão Bonaparte. Dissertação (Mestrado em História Social), Universidade de São Paulo, 2002. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-11062006-221202/pt-br.php>.
Acesso em: 7 mar. 2019.

CANFORA, Luciano. Bonaparte Libertador. Estudos Avançados, vol. 22, nº 62, jan.-abr. 2008, p. 119-128. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v22n62/a08v2262.pdf>. Acesso em: 7 mar. 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente aos alunos duas pinturas de David nas quais Napoleão Bonaparte é representado – Napoleão cruzando os Alpes (1801-1805) e
O imperador Napoleão em seu gabinete de trabalho (1812). Elas estão disponíveis nos links:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/G54xUyn8rFK9gWd7fzxTztmYNHBMZcByW99697bbPBnT4jW3yrPCCTHmdXfP/his8-04und03--napoleao-cruzando-os-alpes.pdf e https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/8y9fceAGf5XsDP7AYRrruJPAs452rTHzAvYSdeQns7advC6qM5T3Eb6AXShs/his8-04und03--o-imperador-napoleao-em-seu-gabinete-de-trabalho.pdf

Peça a um ou dois alunos que identifiquem as informações de produção das fontes: título, data e suporte. Depois, questione:

Como Napoleão está representado em cada uma das fontes?

– Qual o cenário em que ele está sendo representado em cada uma das fontes?

– A quais eventos históricos eles se referem?

Quais elementos, além da figura de Napoleão, estão representados em cada uma das pinturas?

– Quais imagens David pretendia passar de Napoleão no primeiro quadro? E no segundo?

– As imagens constroem uma imagem positiva ou negativa de Napoleão? Por quê?

É possível identificar traços de equilíbrio das formas e moderação nas cores, típicos do estilo neoclássico, nas pinturas?

O objetivo, neste momento, é que os estudantes consigam identificar a produção de uma propaganda política do governo de Napoleão por meio das pinturas neoclássicas de Jacques-Louis David. A primeira fonte retrata uma vitória militar de Napoleão na Campanha da Itália e ele é representado nos Alpes, enquanto a segunda se refere ao período do Império Napoleônico. Espera-se que os alunos consigam, a partir do texto discutido anteriormente e da análise da imagem positiva de Napoleão presente nas duas imagens, perceber que havia a intervenção do Estado/do governante para a produção dessas imagens. Além disso, o objetivo é levar os alunos a identificar, nos elementos do primeiro quadro, a construção da imagem de um herói militar, montado em seu cavalo, usando trajes de guerra, circundando por soldados e pela região conquistada (os Alpes); e, no segundo, a construção da imagem de Napoleão como um imperador, a partir de seu gabinete de trabalho, usando símbolos que o associavam à nobreza francesa (brasões, roupas) e à figura de um governante (livros, papéis).

Para você saber mais:

STOIANI, Raquel e GARRAFFONI, Renata Senna. Escavar o passado, (re)construir o presente: os usos simbólicos da Antiguidade clássica por Napoleão Bonaparte. Revista de História da Arte e Arqueologia, nº 6, dez. 2006, p. 69-79. Disponível em: <http://www.unicamp.br/chaa/rhaa/downloads/Revista%206%20-%20artigo%206.pdf>. Acesso em: 7 mar. 2019.

ENGLUND, Steven. Napoleão: uma biografia política. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005. Disponível em: <https://books.google.com.br/books?id=AV4WY7c5PqAC&lpg=PA614&dq=Segunda%20Campanha%20na%20Itália&hl=pt-BR&pg=PA197#v=onepage&q&f=false>. Acesso em: 7 mar. 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente aos alunos mais uma pintura de David na qual Napoleão Bonaparte é representado – A coroação de Napoleão (1807). Ela está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/uzaZ3DZ7qvq7jXjVJQQ4fMvFNhkmGqyp69jUYYUmFN4GRQJ8DsrB2KrHT4cw/his8-04und03--a-coroacao-de-napoleao.pdf

Peça a um aluno que identifique as informações de produção da fonte: título, data e suporte. Depois, questione:

Como Napoleão está representado nesta fonte?

– Qual o cenário em que ele está sendo representado?

– A qual evento histórico ele se refere?

Quais elementos e personagens, além da figura de Napoleão, estão representados em cada uma das pinturas?

– Qual imagem David pretendia passar de Napoleão neste quadro?

As imagens constroem uma imagem positiva ou negativa de Napoleão? Por quê?

– Por que o próprio Napoleão está segurando a sua coroa, como se estivesse se autocoroando?

– É possível identificar traços de equilíbrio das formas e moderação nas cores, típicos do estilo neoclássico, na pintura?

Neste momento, a intenção é que os alunos continuem a refletir sobre a propaganda napoleônica. Espera-se que eles percebam a centralidade da figura
de Napoleão na pintura assim como a presença de outros personagens, como o papa, a imperatriz, militares, membros da nobreza e do clero. Por meio do título da fonte e de seus elementos iconográficos, espera-se que eles percebam se tratar de uma representação da coroação de Napoleão – momento em que se ele se fez imperador da França. David constrói uma imagem positiva de Napoleão, que aparece no centro da cena em um ponto pintado com cores mais luminosas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Divida os estudantes em trios e distribua para eles uma cópia do modelo de tuíte de Napoleão Bonaparte. Ele está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ZKHWT5TxqXAXDRSkCCEZMw9X7Sx3THGEr837DfFFzMcT37b28dRuhghtXrrG/his8-04und03--tweet-para-atividade-de-sistematizacao.pdf. Além disso, escolha qual pintura de David
será da responsabilidade de cada um dos trios.

Diga aos alunos que eles devem, com base nas discussões e nas análises de fontes feitas durante a aula, produzir um tuíte de Napoleão em que ele anuncie para a população francesa um dos eventos pintados por Jacques-Louis David nos quadros analisados anteriormente. Lembre a eles as características deste tipo de texto: linguagem direta e simples; possibilidade de usar abreviações típicas da escrita em redes sociais, como “vc” para “vocês” ou “q” para “que”; limite de 280 caracteres permitidos em cada post, segundo as configurações do próprio Twitter. Há, aqui, a possibilidade de se trabalhar em conjunto com
o professor de Língua Portuguesa.

Enquanto os trios discutem e produzem o texto, circule pela sala. Auxilie-os, estimulando a incorporação dos debates realizados durante a aula. Eles podem, inclusive, fazer referências aos quadros de David.

Na medida em que os textos forem ficando prontos, cole os tuítes no quadro separando-os por pintura a qual eles fazem referência. Finalize a aula com a leitura do tuíte pelos próprios alunos para a turma, chamando a atenção ao fato de que um mesmo evento pode ser propagandeado de maneiras diferentes de acordo com o meio que se utiliza, o contexto em que é feito ou os autores da propaganda.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE O mundo contemporâneo: o Antigo Regime em crise do 8º ano :

MAIS AULAS DE História do 8º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF08HI04 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano