17156
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Plano de aula - Retrospectiva das comemorações do ano

Plano de aula de História com atividades para 1º ano do EF sobre Retrospectiva das comemorações do ano

Plano 10 de 10 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Daniela Reis De Moraes

 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 100 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF01HI08 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Livro Guilherme Augusto Araújo Fernandes escrito por Mem Fox da editora Brinque-Book (se não tiver o livro, você pode usar o vídeo que conta sua história indicado no Material Complementar). Folha sulfite, canetinha, lápis de cor, giz de cera, revistas para recorte, papéis coloridos. Uma caixa para guardar as memórias dos alunos. Uma caixa com lembranças relacionadas às comemorações realizadas na escola ao longo do ano (por exemplo: fotos e/ou vídeos, atividades feitas pelos alunos, bilhetes que foram para casa, informativos da escola, itens referentes às datas comemorativas, como chapéu de festa junina, máscara de carnaval, etc). Data show, quadro ou cartolina.

Material complementar:

BRINQUE-BOOK CONTA HISTÓRIAS - GUILHERME AUGUSTO ARAÚJO FERNANDES. Brinque-Book. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=s0RoAvkvFJs. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Perguntas da sistematização

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/X8fbhwPzNxwPxQf22kED7WSncbR6T6cYJwDfp88x8pjZXWxRUKNdyH9eMBG4/his1-08und10-perguntas-da-sistematizacao.pdf

Para você saber mais:

LIRA, Silvano Fidelis de; PEREIRA, Auricélia Lopes. Memória e ensino de História: Pesquisa e prática de ensino, um diálogo possível. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/revistas/fiped/trabalhos/1a714dbb1c12558e63b50e5d320c73b8_1773.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

SANTOS, Mileide Borges Adalberto. Memória e o ensino de História. Disponível em: http://educonse.com.br/2012/eixo_05/PDF/19.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

BARROS, Carlos Henrique Farias de. Ensino de História, memória e história local. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/junho2013/historia_artigos/barros.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para os alunos. Diga que vocês irão recordar datas especiais que celebraram na escola ao longo do ano.

Nesta aula, espera-se que, por meio de suas memórias, os alunos se vejam como agentes da história. Além disso, ao relembrar das datas comemoradas na escola, eles poderão perceber características que perpassam por todas elas e, portanto, as identificam quanto à forma como são organizadas e aos seus objetivos.

"A rememoração individual se faz na tessitura das memórias dos diferentes grupos com que nos relacionamos. Ela está impregnada das memórias dos que nos cercam, de maneira que, ainda que não estejamos em presença destes, o nosso lembrar e as maneiras como percebemos e vemos o que nos cerca se constituem a partir desse emaranhado de experiências, que percebemos qual uma amálgama, uma unidade que parece ser só nossa.

Essa memória coletiva tem, assim, uma importante função de contribuir para o sentimento de pertinência a um grupo de passado comum, que compartilha memórias. Ela garante o sentimento de identidade do indivíduo calcado numa memória compartilhada não só no campo histórico, do real, mas, sobretudo no campo simbólico, por isso a memória do grupo sempre é evocada para se perceber a identidade do mesmo." (LIRA, Silvano Didelis de; PEREIRA, Auricélia Lopes Pereira. Memória e ensino de História: Pesquisa e prática de ensino, um diálogo possível. Disponível em http://www.editorarealize.com.br/revistas/fiped/trabalhos/1a714dbb1c12558e63b50e5d320c73b8_1773.pdf. Acesso em 04 de fevereiro de 2019).

Para você saber mais:

LIRA, Silvano Fidelis de; PEREIRA, Auricélia Lopes. Memória e ensino de História: Pesquisa e prática de ensino, um diálogo possível. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/revistas/fiped/trabalhos/1a714dbb1c12558e63b50e5d320c73b8_1773.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

SANTOS, Mileide Borges Adalberto. Memória e o ensino de História. Disponível em: http://educonse.com.br/2012/eixo_05/PDF/19.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações: Para falar sobre as memórias, leia a história Guilherme Augusto Araújo Fernandes escrito por Mem Fox da editora Brinque-Book. Se não tiver acesso ao livro, você pode passar o vídeo com a contação da história ou assisti-lo em casa e depois contar a história para as crianças.

BRINQUE-BOOK CONTA HISTÓRIAS - GUILHERME AUGUSTO ARAÚJO FERNANDES. Brinque-Book. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=s0RoAvkvFJs. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Depois de ler ou contar a história, converse sobre ela com os alunos:

  • Qual a ideia que cada personagem tinha sobre a memória?
  • Como essa ideia se relacionava com os objetos que o menino começou a juntar para mostrar a D. Antônia?
  • As memórias de D. Antônia eram as mesmas do menino? Por quê?
  • Como ela se sentiu ao recuperar a memória?
  • O que vocês acham que é a memória?
  • Por que ela é importante?
  • Vocês têm alguns objetos, como os do Guilherme Augusto Araújo Fernandes, que carregam uma história, uma memória? (Dê alguns exemplos pessoais para ajudar as crianças. Você também pode citar coisas como: um brinquedo, um filme ou música que lembra alguém ou algum momento, alguma lembrancinha trazida de um passeio ou viagem, uma conchinha ou pedrinha, etc. Diga que as fotos também nos ajudam a relembrar momentos e podem ter um apelo emocional.)

Se possível, solicite com antecedência que os alunos levem alguns objetos/fotos ligados a momentos especiais que viveram e que sirvam como “tesouros” que os fazem lembrar de alguém ou de determinada situação. Leve também objetos significativos para você, assim os alunos perceberão que todos têm memórias de diferentes acontecimentos e momentos de suas vidas.

Diga que esses itens e essas histórias estão ligados às memórias pessoais de cada um e que agora vocês recordarão algumas memórias coletivas da turma, ou seja, situações que o grupo (ou a maioria) viveu junto. Esclareça que as pessoas podem ter suas próprias memórias desse momento, mas algumas coisas estarão nas memórias de várias pessoas que vivenciaram a situação de uma forma parecida.

Converse com os alunos sobre as comemorações e festas que ocorreram na escola ao longo do ano. Prepare uma caixa com elementos que possam ajudar nas recordações dos alunos: fotos e/ou vídeos das comemorações, lembrancinhas, atividades feitas por eles, bilhetes que foram para casa, informativos da escola, itens referentes às datas comemorativas, como, por exemplo, um chapéu de festa junina, uma máscara de carnaval, etc). Cite algumas situações para ajudá-los a se lembrar, mas deixe que liderem a conversa, que compartilhem suas lembranças e as emoções ligadas a elas, que dividam suas histórias e que ouçam os relatos dos colegas. Ajude-os a lembrar por meio de perguntas, por exemplo: “Vocês se lembram de uma apresentação que fizemos para a turma da outra sala? O que estávamos comemorando? Por que comemoramos essa data?” Pergunte qual foi a celebração favorita de cada um, se lembram de alguma situação específica, de um momento muito legal ou muito engraçado.

As memórias contribuem para a construção da identidade tanto individual quanto do grupo. Esse exercício de relembrar com os alunos suas memórias ajuda a construir a ideia de temporalidade e de protagonismo, mostrando que quando estudamos o passado, estamos estudando uma história vivida por pessoas reais e ajudando-os a perceber que o que eles vivem também é história.

Fonte da imagem:

Editora Brinque-Book. Disponível em https://www.brinquebook.com.br/brinque-book/livro-guilherme-augusto-araujo-fernandes. Acesso em 05 de fevereiro de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 40 minutos

Orientações: Faça uma lista com os alunos de quais datas foram comemoradas na escola ao longo do ano e o que foi feito nelas. Escreva em uma cartolina, no quadro ou em outro papel de sua preferência com letra bastão maiúscula enquanto eles ditam. Não precisa detalhar muito o "como foi" é só para ajudá-los a relembrar. Por exemplo:

  • Dia Nacional do Livro Infantil - aprendemos sobre Monteiro Lobato
  • Dia do Meio Ambiente - fizemos cartazes
  • Festa Junina - festa com a família
  • Dia do Professor - entregamos cartas
  • Feira de Ciências - falamos sobre animais em extinção

Convide os alunos a fazer a caixa de memórias da turma. Cada um deverá escrever ou ilustrar (com desenhos e/ou colagens) uma data comemorativa celebrada na escola que foi significativa para si. Disponibilize materiais diversos (lápis de cor, giz de cera, canetinha, papéis coloridos, revistas para recorte etc). Peça que escolham um momento do qual gostam de se lembrar e tentem recordar cada detalhe dele: o que aconteceu, como se sentiram, como estavam vestidos, quem mais estava presente, onde estavam, o que estavam comemorando. Ao serem capazes de reconhecer que eles próprios têm uma história, os alunos começam a entender que a história é construída por pessoas como eles.

Enquanto fazem suas produções, circule pela sala observando, orientando e ajudando, se necessário. Não corrija a memória dos alunos (dizendo, por exemplo: “Não foi na sala que isso aconteceu, foi no pátio”). Você pode questionar sobre algum fato ou ajudá-lo a se lembrar de algum detalhe, mas dê ao aluno a liberdade de retratar como preferir. Nossas memórias não estão apenas ligadas aos fatos em si, mas às sensações, às emoções, às ligações com experiências anteriores/posteriores e por isso não podem ser consideradas retratos fiéis da realidade.

Fonte das imagens: Getty Images. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Para você saber mais:

BARROS, Carlos Henrique Farias de. Ensino de História, memória e história local. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/junho2013/historia_artigos/barros.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Quando terminarem, sente-se com a turma em roda e convide os alunos a mostrarem suas memórias e a falarem sobre elas. Combine com eles que todos podem falar, mas não ao mesmo tempo, por isso devem primeiro escutar quem está apresentando seu registro para depois contar outras lembranças que tenham relacionadas com aquele dia ou aquela situação. Além disso, reforce a importância do respeito ao colega e à sua produção. Durante a conversa, conte também suas memórias daquela comemoração.

À medida que os alunos forem apresentando seus registros, peça que os coloquem na caixa de memórias. Diga que essa caixa vai ficar disponível na sala para que eles possam consultá-la quando quiserem rever ou relembrar algo. Se possível, entregue essa caixa para o professor da série seguinte, assim ele também pode vê-la com os alunos em determinados momentos ou até dar continuidade a essa ideia de registros das memórias. Já pensou que legal seria para os alunos rever esses registros no ano seguinte e alguns anos depois?

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações: Responda coletivamente com os alunos as questões do slide. Você pode projetá-las no data show, escrever no quadro ou entregar uma folha impressa para cada um.

Perguntas da sistematização

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/X8fbhwPzNxwPxQf22kED7WSncbR6T6cYJwDfp88x8pjZXWxRUKNdyH9eMBG4/his1-08und10-perguntas-da-sistematizacao.pdf

Leia a primeira pergunta. Relembre com eles o que falaram durante a aula sobre as comemorações feitas na escola. Espera-se que eles apontem características como: eles aprendem algo com essas comemorações, elas são feitas com os colegas de sala, elas podem servir para eles apresentarem assuntos que estudaram, elas são organizadas pelos professores e outros funcionários da escola, etc. Instigue os alunos a refletirem sobre as especificidades das comemorações nos diferentes ambientes (casa, escola, cidade), faça perguntas que os ajudem a pensar sobre isso, mas não responda por eles. Escreva a resposta dada pela turma no quadro para que copiem na folha impressa ou em seus cadernos.

Leia a segunda pergunta. Questione o que é memória e história para depois estabelecer a relação entre as duas. Espera-se que a resposta mostre que as memórias são recordações, lembranças, “tesouros” que guardamos de momentos que vivemos em nossa história. Com as memórias, lembramos o que fizemos em determinada data, o que sentimos, como foi aquela experiência. Ela também nos permite contar aquela situação para outras pessoas e fazer com que aquele fato passe a ser conhecido por quem não estava lá naquele momento. Novamente, instigue os alunos a refletirem e faça perguntas que os ajudem a pensar sobre isso, mas não responda por eles. Escreva a resposta dada pela turma no quadro para que copiem na folha impressa ou em seus cadernos.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 100 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF01HI08 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Livro Guilherme Augusto Araújo Fernandes escrito por Mem Fox da editora Brinque-Book (se não tiver o livro, você pode usar o vídeo que conta sua história indicado no Material Complementar). Folha sulfite, canetinha, lápis de cor, giz de cera, revistas para recorte, papéis coloridos. Uma caixa para guardar as memórias dos alunos. Uma caixa com lembranças relacionadas às comemorações realizadas na escola ao longo do ano (por exemplo: fotos e/ou vídeos, atividades feitas pelos alunos, bilhetes que foram para casa, informativos da escola, itens referentes às datas comemorativas, como chapéu de festa junina, máscara de carnaval, etc). Data show, quadro ou cartolina.

Material complementar:

BRINQUE-BOOK CONTA HISTÓRIAS - GUILHERME AUGUSTO ARAÚJO FERNANDES. Brinque-Book. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=s0RoAvkvFJs. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Perguntas da sistematização

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/X8fbhwPzNxwPxQf22kED7WSncbR6T6cYJwDfp88x8pjZXWxRUKNdyH9eMBG4/his1-08und10-perguntas-da-sistematizacao.pdf

Para você saber mais:

LIRA, Silvano Fidelis de; PEREIRA, Auricélia Lopes. Memória e ensino de História: Pesquisa e prática de ensino, um diálogo possível. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/revistas/fiped/trabalhos/1a714dbb1c12558e63b50e5d320c73b8_1773.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

SANTOS, Mileide Borges Adalberto. Memória e o ensino de História. Disponível em: http://educonse.com.br/2012/eixo_05/PDF/19.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

BARROS, Carlos Henrique Farias de. Ensino de História, memória e história local. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/junho2013/historia_artigos/barros.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para os alunos. Diga que vocês irão recordar datas especiais que celebraram na escola ao longo do ano.

Nesta aula, espera-se que, por meio de suas memórias, os alunos se vejam como agentes da história. Além disso, ao relembrar das datas comemoradas na escola, eles poderão perceber características que perpassam por todas elas e, portanto, as identificam quanto à forma como são organizadas e aos seus objetivos.

"A rememoração individual se faz na tessitura das memórias dos diferentes grupos com que nos relacionamos. Ela está impregnada das memórias dos que nos cercam, de maneira que, ainda que não estejamos em presença destes, o nosso lembrar e as maneiras como percebemos e vemos o que nos cerca se constituem a partir desse emaranhado de experiências, que percebemos qual uma amálgama, uma unidade que parece ser só nossa.

Essa memória coletiva tem, assim, uma importante função de contribuir para o sentimento de pertinência a um grupo de passado comum, que compartilha memórias. Ela garante o sentimento de identidade do indivíduo calcado numa memória compartilhada não só no campo histórico, do real, mas, sobretudo no campo simbólico, por isso a memória do grupo sempre é evocada para se perceber a identidade do mesmo." (LIRA, Silvano Didelis de; PEREIRA, Auricélia Lopes Pereira. Memória e ensino de História: Pesquisa e prática de ensino, um diálogo possível. Disponível em http://www.editorarealize.com.br/revistas/fiped/trabalhos/1a714dbb1c12558e63b50e5d320c73b8_1773.pdf. Acesso em 04 de fevereiro de 2019).

Para você saber mais:

LIRA, Silvano Fidelis de; PEREIRA, Auricélia Lopes. Memória e ensino de História: Pesquisa e prática de ensino, um diálogo possível. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/revistas/fiped/trabalhos/1a714dbb1c12558e63b50e5d320c73b8_1773.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

SANTOS, Mileide Borges Adalberto. Memória e o ensino de História. Disponível em: http://educonse.com.br/2012/eixo_05/PDF/19.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações: Para falar sobre as memórias, leia a história Guilherme Augusto Araújo Fernandes escrito por Mem Fox da editora Brinque-Book. Se não tiver acesso ao livro, você pode passar o vídeo com a contação da história ou assisti-lo em casa e depois contar a história para as crianças.

BRINQUE-BOOK CONTA HISTÓRIAS - GUILHERME AUGUSTO ARAÚJO FERNANDES. Brinque-Book. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=s0RoAvkvFJs. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Depois de ler ou contar a história, converse sobre ela com os alunos:

  • Qual a ideia que cada personagem tinha sobre a memória?
  • Como essa ideia se relacionava com os objetos que o menino começou a juntar para mostrar a D. Antônia?
  • As memórias de D. Antônia eram as mesmas do menino? Por quê?
  • Como ela se sentiu ao recuperar a memória?
  • O que vocês acham que é a memória?
  • Por que ela é importante?
  • Vocês têm alguns objetos, como os do Guilherme Augusto Araújo Fernandes, que carregam uma história, uma memória? (Dê alguns exemplos pessoais para ajudar as crianças. Você também pode citar coisas como: um brinquedo, um filme ou música que lembra alguém ou algum momento, alguma lembrancinha trazida de um passeio ou viagem, uma conchinha ou pedrinha, etc. Diga que as fotos também nos ajudam a relembrar momentos e podem ter um apelo emocional.)

Se possível, solicite com antecedência que os alunos levem alguns objetos/fotos ligados a momentos especiais que viveram e que sirvam como “tesouros” que os fazem lembrar de alguém ou de determinada situação. Leve também objetos significativos para você, assim os alunos perceberão que todos têm memórias de diferentes acontecimentos e momentos de suas vidas.

Diga que esses itens e essas histórias estão ligados às memórias pessoais de cada um e que agora vocês recordarão algumas memórias coletivas da turma, ou seja, situações que o grupo (ou a maioria) viveu junto. Esclareça que as pessoas podem ter suas próprias memórias desse momento, mas algumas coisas estarão nas memórias de várias pessoas que vivenciaram a situação de uma forma parecida.

Converse com os alunos sobre as comemorações e festas que ocorreram na escola ao longo do ano. Prepare uma caixa com elementos que possam ajudar nas recordações dos alunos: fotos e/ou vídeos das comemorações, lembrancinhas, atividades feitas por eles, bilhetes que foram para casa, informativos da escola, itens referentes às datas comemorativas, como, por exemplo, um chapéu de festa junina, uma máscara de carnaval, etc). Cite algumas situações para ajudá-los a se lembrar, mas deixe que liderem a conversa, que compartilhem suas lembranças e as emoções ligadas a elas, que dividam suas histórias e que ouçam os relatos dos colegas. Ajude-os a lembrar por meio de perguntas, por exemplo: “Vocês se lembram de uma apresentação que fizemos para a turma da outra sala? O que estávamos comemorando? Por que comemoramos essa data?” Pergunte qual foi a celebração favorita de cada um, se lembram de alguma situação específica, de um momento muito legal ou muito engraçado.

As memórias contribuem para a construção da identidade tanto individual quanto do grupo. Esse exercício de relembrar com os alunos suas memórias ajuda a construir a ideia de temporalidade e de protagonismo, mostrando que quando estudamos o passado, estamos estudando uma história vivida por pessoas reais e ajudando-os a perceber que o que eles vivem também é história.

Fonte da imagem:

Editora Brinque-Book. Disponível em https://www.brinquebook.com.br/brinque-book/livro-guilherme-augusto-araujo-fernandes. Acesso em 05 de fevereiro de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 40 minutos

Orientações: Faça uma lista com os alunos de quais datas foram comemoradas na escola ao longo do ano e o que foi feito nelas. Escreva em uma cartolina, no quadro ou em outro papel de sua preferência com letra bastão maiúscula enquanto eles ditam. Não precisa detalhar muito o "como foi" é só para ajudá-los a relembrar. Por exemplo:

  • Dia Nacional do Livro Infantil - aprendemos sobre Monteiro Lobato
  • Dia do Meio Ambiente - fizemos cartazes
  • Festa Junina - festa com a família
  • Dia do Professor - entregamos cartas
  • Feira de Ciências - falamos sobre animais em extinção

Convide os alunos a fazer a caixa de memórias da turma. Cada um deverá escrever ou ilustrar (com desenhos e/ou colagens) uma data comemorativa celebrada na escola que foi significativa para si. Disponibilize materiais diversos (lápis de cor, giz de cera, canetinha, papéis coloridos, revistas para recorte etc). Peça que escolham um momento do qual gostam de se lembrar e tentem recordar cada detalhe dele: o que aconteceu, como se sentiram, como estavam vestidos, quem mais estava presente, onde estavam, o que estavam comemorando. Ao serem capazes de reconhecer que eles próprios têm uma história, os alunos começam a entender que a história é construída por pessoas como eles.

Enquanto fazem suas produções, circule pela sala observando, orientando e ajudando, se necessário. Não corrija a memória dos alunos (dizendo, por exemplo: “Não foi na sala que isso aconteceu, foi no pátio”). Você pode questionar sobre algum fato ou ajudá-lo a se lembrar de algum detalhe, mas dê ao aluno a liberdade de retratar como preferir. Nossas memórias não estão apenas ligadas aos fatos em si, mas às sensações, às emoções, às ligações com experiências anteriores/posteriores e por isso não podem ser consideradas retratos fiéis da realidade.

Fonte das imagens: Getty Images. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Para você saber mais:

BARROS, Carlos Henrique Farias de. Ensino de História, memória e história local. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/junho2013/historia_artigos/barros.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Quando terminarem, sente-se com a turma em roda e convide os alunos a mostrarem suas memórias e a falarem sobre elas. Combine com eles que todos podem falar, mas não ao mesmo tempo, por isso devem primeiro escutar quem está apresentando seu registro para depois contar outras lembranças que tenham relacionadas com aquele dia ou aquela situação. Além disso, reforce a importância do respeito ao colega e à sua produção. Durante a conversa, conte também suas memórias daquela comemoração.

À medida que os alunos forem apresentando seus registros, peça que os coloquem na caixa de memórias. Diga que essa caixa vai ficar disponível na sala para que eles possam consultá-la quando quiserem rever ou relembrar algo. Se possível, entregue essa caixa para o professor da série seguinte, assim ele também pode vê-la com os alunos em determinados momentos ou até dar continuidade a essa ideia de registros das memórias. Já pensou que legal seria para os alunos rever esses registros no ano seguinte e alguns anos depois?

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações: Responda coletivamente com os alunos as questões do slide. Você pode projetá-las no data show, escrever no quadro ou entregar uma folha impressa para cada um.

Perguntas da sistematização

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/X8fbhwPzNxwPxQf22kED7WSncbR6T6cYJwDfp88x8pjZXWxRUKNdyH9eMBG4/his1-08und10-perguntas-da-sistematizacao.pdf

Leia a primeira pergunta. Relembre com eles o que falaram durante a aula sobre as comemorações feitas na escola. Espera-se que eles apontem características como: eles aprendem algo com essas comemorações, elas são feitas com os colegas de sala, elas podem servir para eles apresentarem assuntos que estudaram, elas são organizadas pelos professores e outros funcionários da escola, etc. Instigue os alunos a refletirem sobre as especificidades das comemorações nos diferentes ambientes (casa, escola, cidade), faça perguntas que os ajudem a pensar sobre isso, mas não responda por eles. Escreva a resposta dada pela turma no quadro para que copiem na folha impressa ou em seus cadernos.

Leia a segunda pergunta. Questione o que é memória e história para depois estabelecer a relação entre as duas. Espera-se que a resposta mostre que as memórias são recordações, lembranças, “tesouros” que guardamos de momentos que vivemos em nossa história. Com as memórias, lembramos o que fizemos em determinada data, o que sentimos, como foi aquela experiência. Ela também nos permite contar aquela situação para outras pessoas e fazer com que aquele fato passe a ser conhecido por quem não estava lá naquele momento. Novamente, instigue os alunos a refletirem e faça perguntas que os ajudem a pensar sobre isso, mas não responda por eles. Escreva a resposta dada pela turma no quadro para que copiem na folha impressa ou em seus cadernos.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Mundo pessoal: eu, meu grupo social e meu tempo do 1º ano :

MAIS AULAS DE História do 1º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF01HI08 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano