17146
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Geografia > 7º ano > Mundo do trabalho

Plano de aula - Migrações externas para o Brasil

Plano de aula de Geografia com atividades para 7º ano do Fundamental sobre identificar as nacionalidades que imigraram para o Brasil e a distribuição dessas populações no território nacional.

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Guilherme Theobaldo Yamaguti

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF07GE04 de Geografia, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

O povo brasileiro é formado por diversos grupos étnicos e nacionalidades que vieram para cá. As razões desses deslocamentos populacionais são variados, e fazem parte dos contextos socioeconômicos de cada época, persistindo na atualidade, mesmo que em menor número. Os destinos ou distribuição dessas populações obedecem desde situações estratégias de povoamento de porções do país, até necessidade de mão de obra.

Materiais necessários:

  • Atlas
  • Livro didático
  • Caneta, lápis de cor, folhas de papel sulfite

Material complementar:

Imagens da contextualização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/JEsUZVYmpzrZmSWfUG5hCzRYnZTAwv94yv7R4jMs6FckK3s6kRHjYtDpWS9t/geo7-04und05-contextualizacao.pdf

Sugestão de links para pesquisas dos estudantes - Ação propositiva: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YZ6rYhn9GjEQn2QvdAVqxVWcqSdQBW7xYnuYUr7qfDaTz8g2f223vYbssnYc/geo7-04und05-acao-propositiva.pdf

Link para os mapas:

Mapa mundo mudo: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EugJkYTqXEbVdFuvvNfHCUnh2XPjqVeanaaMvmc5ZVk9GzcayahaffCpuQcz/geo7-04und05-mapa-mudo.pdf

Para você saber mais:

O tema migração aparece em várias habilidades da BNCC, trata-se de uma questão importante na formação das identidades pessoais e coletivas, junto às discussões políticas a respeito dos movimentos populacionais.

Migração é o deslocamento populacional de longa duração, geralmente com o objetivo de obter formas de sobrevivência nas áreas de destino. As migrações podem ser definitivas, quando a população que migra não retorna ao lugar de origem, ou temporárias, quando há o retorno.

Imigrante é o indivíduo que chega ao lugar de destino, já emigrante é saiu de seu lugar de origem. Por tanto, existe uma questão de referencial, ou seja, se saio do lugar onde moro, sou um emigrante. Para o lugar que me receberá, serei um imigrante.

As migrações podem ser internas, dentro do próprio território nacional, como os deslocamentos no interior do Brasil, ou podem externas, quando ocorre o deslocamento de um país para outro. Nessa unidade, estão sendo trabalhadas habilidades relacionadas às migrações externas para o Brasil, ou seja, a vinda de imigrantes.

O tráfico negreiro, ou comércio de escravos, intensificado a partir do século XVI até a metade do século XIX, é considerado migração forçada, de forma que as pessoas que foram trazidas (principalmente da diversas regiões da África), não vieram de forma espontânea.

Outro tipo de deslocamentos populacionais diz respeito às populações em busca de refúgio. Os refugiados são pessoas que estão com a segurança e a própria vida ameaçadas por perseguições étnicas, religiosas, políticas e conflitos. Essas pessoas fogem para regiões dentro do próprio país (refugiados internos) ou em outros países (refugiados externos). Historicamente, o Brasil recebeu refugiados de diversas nacionalidades diferentes, como sírios, haitianos e, nos últimos anos, venezuelanos.

Entre 1850 e 1930 houve um boom migratório para o Brasil, ou seja, foi o período em que o país recebeu a maior quantidade de imigrantes estrangeiros. As hospedarias eram lugares que serviam de entrepostos, ou pontos de encontro, entre as populações imigrantes e os agentes das companhias de colonização que contratariam as famílias (principalmente para as atividades rurais no interior do país). Algumas hospedarias era equipadas com ‘alas’ hospitalares para isolar imigrantes que precisassem ficar em quarentena por conta do risco da propagação de determinadas doenças contraídas nas longas viagens de navio.

Atualmente, algumas localidades, como Brasiléia (AC) tem estruturas de abrigos para receber populações de refugiados ou imigrantes indocumentados.

Os diversos grupos de imigrantes foram destinados para algumas áreas do país, especialmente as regiões Sudeste e Sul. No Sul, o incentivo a imigração estava relacionada a necessidade de povoar uma área estratégica e alvo de disputa com nações vizinhas, como Argentina e Paraguai. No Sudeste, a expansão das áreas de cultivo de café e a necessidade de complementar (entre 1850 e 1888) a mão de obra escrava com novos trabalhadores (“livres”), ou seja, a oferta de emprego, foi o principal incentivo para vinda de populações.

Museu da Imigração. Disponível em: <http://museudaimigracao.org.br/>. Acesso em: 10 mar 2019.

O museu localizado na cidade de São Paulo/SP, tem enorme acervo a respeito da imigração estrangeira para o Brasil. Também mantém um rico acervo digital com imagens, vídeos e documentos relacionados ao tema.

Brasil: 500 anos de povoamento. IBGE. Disponível em: <https://brasil500anos.ibge.gov.br/territorio-brasileiro-e-povoamento.html>. Acesso em: 10 mar 2019.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Projete ou escreva o tema da aula no quadro. Pergunte à turma, sobre quem, na visão deles, eram imigrantes estrangeiros no território brasileiro.

As respostas devem ser variadas, fique atento algumas possibilidades de respostas:

  • Podem citar que todos, inclusive os grupos indígenas, se levarmos em consideração algumas teorias para a origem das populações pré-colombianas na América. Seria importante dialogar com o professor de História e saber como o tema foi discutido em sala.
  • Se tomar como partida, a chegada dos portugueses ao território que hoje vem a ser o Brasil, pode ser que eles tratem os portugueses como imigrantes. No entanto, o Brasil fazia parte de um território colonial pertencente a Portugal.

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 12 minutos

Orientações: Os próximos slides tem dois objetivos:

  • Possibilitar a distinção dos tipos de deslocamentos que envolvem povos estrangeiros: migração forçada (tráfico negreiro), migração espontânea (italianos e japoneses) e os refugiados (haitianos).
  • Olhar sobre o grande número de pessoas representadas ou captadas nas imagens (dos navios e do abrigo), o que permite pensar sobre a precariedade das condições de viagens.

Algumas reflexões podem ser feitas também sobre imagem do cartaz de propaganda/incentivo a migração japonesa para o Brasil:

  • A pessoa está apontando a localização do Brasil no mapa da América do Sul. Será que se fosse um mapa mundo, e as distâncias fossem percebidas os imigrantes teriam feito uma viagem tão longa?
  • Debaixo do braço estão outras pessoas (família) e na mão uma enxada. O que indica a vinda de famílias inteiras e a origem da profissão dos imigrantes - agricultores.

Imagens da Contextualização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/JEsUZVYmpzrZmSWfUG5hCzRYnZTAwv94yv7R4jMs6FckK3s6kRHjYtDpWS9t/geo7-04und05-contextualizacao.pdf

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Os próximos slides tem dois objetivos:

  • Possibilitar a distinção dos tipos de deslocamentos que envolvem povos estrangeiros: migração forçada (tráfico negreiro), migração espontânea (italianos e japoneses) e os refugiados (haitianos).
  • Olhar sobre o grande número de pessoas representadas ou captadas nas imagens (dos navios e do abrigo), o que permite pensar sobre a precariedade das condições de viagens.

Algumas reflexões podem ser feitas também sobre imagem do cartaz de propaganda/incentivo a migração japonesa para o Brasil:

  • A pessoa está apontando a localização do Brasil no mapa da América do Sul. Será que se fosse um mapa mundo, e as distâncias fossem percebidas os imigrantes teriam feito uma viagem tão longa?
  • Debaixo do braço estão outras pessoas (família) e na mão uma enxada. O que indica a vinda de famílias inteiras e a origem da profissão dos imigrantes - agricultores.

Imagens da Contextualização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/JEsUZVYmpzrZmSWfUG5hCzRYnZTAwv94yv7R4jMs6FckK3s6kRHjYtDpWS9t/geo7-04und05-contextualizacao.pdf

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Os próximos slides tem dois objetivos:

  • Possibilitar a distinção dos tipos de deslocamentos que envolvem povos estrangeiros: migração forçada (tráfico negreiro), migração espontânea (italianos e japoneses) e os refugiados (haitianos).
  • Olhar sobre o grande número de pessoas representadas ou captadas nas imagens (dos navios e do abrigo), o que permite pensar sobre a precariedade das condições de viagens.

Algumas reflexões podem ser feitas também sobre imagem do cartaz de propaganda/incentivo a migração japonesa para o Brasil:

  • A pessoa está apontando a localização do Brasil no mapa da América do Sul. Será que se fosse um mapa mundo, e as distâncias fossem percebidas os imigrantes teriam feito uma viagem tão longa?
  • Debaixo do braço estão outras pessoas (família) e na mão uma enxada. O que indica a vinda de famílias inteiras e a origem da profissão dos imigrantes - agricultores.

Imagens da Contextualização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/JEsUZVYmpzrZmSWfUG5hCzRYnZTAwv94yv7R4jMs6FckK3s6kRHjYtDpWS9t/geo7-04und05-contextualizacao.pdf

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Os próximos slides tem dois objetivos:

  • Possibilitar a distinção dos tipos de deslocamentos que envolvem povos estrangeiros: migração forçada (tráfico negreiro), migração espontânea (italianos e japoneses) e os refugiados (haitianos).
  • Olhar sobre o grande número de pessoas representadas ou captadas nas imagens (dos navios e do abrigo), o que permite pensar sobre a precariedade das condições de viagens.

Algumas reflexões podem ser feitas também sobre imagem do cartaz de propaganda/incentivo a migração japonesa para o Brasil:

  • A pessoa está apontando a localização do Brasil no mapa da América do Sul. Será que se fosse um mapa mundo, e as distâncias fossem percebidas os imigrantes teriam feito uma viagem tão longa?
  • Debaixo do braço estão outras pessoas (família) e na mão uma enxada. O que indica a vinda de famílias inteiras e a origem da profissão dos imigrantes - agricultores.

Imagens da Contextualização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/JEsUZVYmpzrZmSWfUG5hCzRYnZTAwv94yv7R4jMs6FckK3s6kRHjYtDpWS9t/geo7-04und05-contextualizacao.pdf

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos

Orientações: A distribuição populacional é a habilidade que precisa ser trabalhada, por tanto, conhecer a distribuição das populações de imigrantes torna-se importante. Fazer tais questionamentos (sobre os lugares de origens e os principais destinos) ajudará nas reflexões a respeito das motivações das migrações.

Como adequar à sua realidade: Caso sua escola esteja localizada em uma região que recebeu grupos específicos de imigrantes, peça aos alunos que contem sobre as informações que eles tenham a respeito de seus familiares/antepassados.

Ação Propositiva select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: As hospedarias foram importantíssimas durante o “boom” migratório para o Brasil, que ocorreu entre 1850 e 1930. Esses lugares serviam de entrepostos, ou pontos de encontro, entre as populações imigrantes e os agentes das companhias de colonização que contratariam as famílias (principalmente para as atividades rurais no interior do país).

Cada grupo será incumbido por representar um grupo de imigrantes ou refugiados.

Após receber a nacionalidade do imigrante, os alunos devem:

  • Mostrar no mapa-mudo a localização do país ou região de origem dos imigrantes ou refugiados
  • Traçar a rota da migração (países e oceanos atravessados)
  • Apresentar uma influência cultural (língua, religião, tipos de alimentos e outros) incorporada pelos brasileiros
  • Destinos - localidades e atividades econômicas.

A atividade será realizada a partir de conteúdos acessados em livros didáticos e atlas disponíveis, e na internet. Por isso, sugerimos que parte da atividade seja feita no laboratório de informática.

Sugestão de links para pesquisas dos estudantes - Ação propositiva: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YZ6rYhn9GjEQn2QvdAVqxVWcqSdQBW7xYnuYUr7qfDaTz8g2f223vYbssnYc/geo7-04und05-acao-propositiva.pdf

Mapa mudo:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EugJkYTqXEbVdFuvvNfHCUnh2XPjqVeanaaMvmc5ZVk9GzcayahaffCpuQcz/geo7-04und05-mapa-mudo.pdf

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Se for possível projete o vídeo da música “Não mexe comigo” de Maria Bethânia, ou escreva alguns trechos da letra da música no quadro.

Não mexe comigo - Carta de Amor - Maria Bethânia. 2013 (05min39seg). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=tjZgiXwDxwQ>. Acesso em: 10 mar 2019.

Proponha que os estudantes escrevam um poema a partir da estrutura da música. Exemplo:

“Não mexe comigo que eu não ando só

Eu não ando só, que eu não ando só

Não mexe não

Tenho samurais, tenho os tropeiros das longas caminhadas

Sou mestiço, mistura do oriente e ocidente

Meus olhos puxados, minhas vistas cansadas

Andando pelos sertões, levando a tropa de bois imponentes

Embarcando em navios, atravessando os oceanos

40 dias no La Plata Maru

Até chegar em Santos”

A sugestão é que os estudantes comecem a atividade na sala de aula, e terminem em casa. Na aula seguinte, estimule os estudantes a apresentar o seu poema.

Como forma de criar empatia com os estudantes, tente elaborar o poema sobre a trajetória e os elementos culturais que fazem parte da identidade de seus antepassados também.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF07GE04 de Geografia, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

O povo brasileiro é formado por diversos grupos étnicos e nacionalidades que vieram para cá. As razões desses deslocamentos populacionais são variados, e fazem parte dos contextos socioeconômicos de cada época, persistindo na atualidade, mesmo que em menor número. Os destinos ou distribuição dessas populações obedecem desde situações estratégias de povoamento de porções do país, até necessidade de mão de obra.

Materiais necessários:

  • Atlas
  • Livro didático
  • Caneta, lápis de cor, folhas de papel sulfite

Material complementar:

Imagens da contextualização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/JEsUZVYmpzrZmSWfUG5hCzRYnZTAwv94yv7R4jMs6FckK3s6kRHjYtDpWS9t/geo7-04und05-contextualizacao.pdf

Sugestão de links para pesquisas dos estudantes - Ação propositiva: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YZ6rYhn9GjEQn2QvdAVqxVWcqSdQBW7xYnuYUr7qfDaTz8g2f223vYbssnYc/geo7-04und05-acao-propositiva.pdf

Link para os mapas:

Mapa mundo mudo: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EugJkYTqXEbVdFuvvNfHCUnh2XPjqVeanaaMvmc5ZVk9GzcayahaffCpuQcz/geo7-04und05-mapa-mudo.pdf

Para você saber mais:

O tema migração aparece em várias habilidades da BNCC, trata-se de uma questão importante na formação das identidades pessoais e coletivas, junto às discussões políticas a respeito dos movimentos populacionais.

Migração é o deslocamento populacional de longa duração, geralmente com o objetivo de obter formas de sobrevivência nas áreas de destino. As migrações podem ser definitivas, quando a população que migra não retorna ao lugar de origem, ou temporárias, quando há o retorno.

Imigrante é o indivíduo que chega ao lugar de destino, já emigrante é saiu de seu lugar de origem. Por tanto, existe uma questão de referencial, ou seja, se saio do lugar onde moro, sou um emigrante. Para o lugar que me receberá, serei um imigrante.

As migrações podem ser internas, dentro do próprio território nacional, como os deslocamentos no interior do Brasil, ou podem externas, quando ocorre o deslocamento de um país para outro. Nessa unidade, estão sendo trabalhadas habilidades relacionadas às migrações externas para o Brasil, ou seja, a vinda de imigrantes.

O tráfico negreiro, ou comércio de escravos, intensificado a partir do século XVI até a metade do século XIX, é considerado migração forçada, de forma que as pessoas que foram trazidas (principalmente da diversas regiões da África), não vieram de forma espontânea.

Outro tipo de deslocamentos populacionais diz respeito às populações em busca de refúgio. Os refugiados são pessoas que estão com a segurança e a própria vida ameaçadas por perseguições étnicas, religiosas, políticas e conflitos. Essas pessoas fogem para regiões dentro do próprio país (refugiados internos) ou em outros países (refugiados externos). Historicamente, o Brasil recebeu refugiados de diversas nacionalidades diferentes, como sírios, haitianos e, nos últimos anos, venezuelanos.

Entre 1850 e 1930 houve um boom migratório para o Brasil, ou seja, foi o período em que o país recebeu a maior quantidade de imigrantes estrangeiros. As hospedarias eram lugares que serviam de entrepostos, ou pontos de encontro, entre as populações imigrantes e os agentes das companhias de colonização que contratariam as famílias (principalmente para as atividades rurais no interior do país). Algumas hospedarias era equipadas com ‘alas’ hospitalares para isolar imigrantes que precisassem ficar em quarentena por conta do risco da propagação de determinadas doenças contraídas nas longas viagens de navio.

Atualmente, algumas localidades, como Brasiléia (AC) tem estruturas de abrigos para receber populações de refugiados ou imigrantes indocumentados.

Os diversos grupos de imigrantes foram destinados para algumas áreas do país, especialmente as regiões Sudeste e Sul. No Sul, o incentivo a imigração estava relacionada a necessidade de povoar uma área estratégica e alvo de disputa com nações vizinhas, como Argentina e Paraguai. No Sudeste, a expansão das áreas de cultivo de café e a necessidade de complementar (entre 1850 e 1888) a mão de obra escrava com novos trabalhadores (“livres”), ou seja, a oferta de emprego, foi o principal incentivo para vinda de populações.

Museu da Imigração. Disponível em: <http://museudaimigracao.org.br/>. Acesso em: 10 mar 2019.

O museu localizado na cidade de São Paulo/SP, tem enorme acervo a respeito da imigração estrangeira para o Brasil. Também mantém um rico acervo digital com imagens, vídeos e documentos relacionados ao tema.

Brasil: 500 anos de povoamento. IBGE. Disponível em: <https://brasil500anos.ibge.gov.br/territorio-brasileiro-e-povoamento.html>. Acesso em: 10 mar 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Projete ou escreva o tema da aula no quadro. Pergunte à turma, sobre quem, na visão deles, eram imigrantes estrangeiros no território brasileiro.

As respostas devem ser variadas, fique atento algumas possibilidades de respostas:

  • Podem citar que todos, inclusive os grupos indígenas, se levarmos em consideração algumas teorias para a origem das populações pré-colombianas na América. Seria importante dialogar com o professor de História e saber como o tema foi discutido em sala.
  • Se tomar como partida, a chegada dos portugueses ao território que hoje vem a ser o Brasil, pode ser que eles tratem os portugueses como imigrantes. No entanto, o Brasil fazia parte de um território colonial pertencente a Portugal.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 12 minutos

Orientações: Os próximos slides tem dois objetivos:

  • Possibilitar a distinção dos tipos de deslocamentos que envolvem povos estrangeiros: migração forçada (tráfico negreiro), migração espontânea (italianos e japoneses) e os refugiados (haitianos).
  • Olhar sobre o grande número de pessoas representadas ou captadas nas imagens (dos navios e do abrigo), o que permite pensar sobre a precariedade das condições de viagens.

Algumas reflexões podem ser feitas também sobre imagem do cartaz de propaganda/incentivo a migração japonesa para o Brasil:

  • A pessoa está apontando a localização do Brasil no mapa da América do Sul. Será que se fosse um mapa mundo, e as distâncias fossem percebidas os imigrantes teriam feito uma viagem tão longa?
  • Debaixo do braço estão outras pessoas (família) e na mão uma enxada. O que indica a vinda de famílias inteiras e a origem da profissão dos imigrantes - agricultores.

Imagens da Contextualização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/JEsUZVYmpzrZmSWfUG5hCzRYnZTAwv94yv7R4jMs6FckK3s6kRHjYtDpWS9t/geo7-04und05-contextualizacao.pdf

Slide Plano Aula

Orientações: Os próximos slides tem dois objetivos:

  • Possibilitar a distinção dos tipos de deslocamentos que envolvem povos estrangeiros: migração forçada (tráfico negreiro), migração espontânea (italianos e japoneses) e os refugiados (haitianos).
  • Olhar sobre o grande número de pessoas representadas ou captadas nas imagens (dos navios e do abrigo), o que permite pensar sobre a precariedade das condições de viagens.

Algumas reflexões podem ser feitas também sobre imagem do cartaz de propaganda/incentivo a migração japonesa para o Brasil:

  • A pessoa está apontando a localização do Brasil no mapa da América do Sul. Será que se fosse um mapa mundo, e as distâncias fossem percebidas os imigrantes teriam feito uma viagem tão longa?
  • Debaixo do braço estão outras pessoas (família) e na mão uma enxada. O que indica a vinda de famílias inteiras e a origem da profissão dos imigrantes - agricultores.

Imagens da Contextualização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/JEsUZVYmpzrZmSWfUG5hCzRYnZTAwv94yv7R4jMs6FckK3s6kRHjYtDpWS9t/geo7-04und05-contextualizacao.pdf

Slide Plano Aula

Orientações: Os próximos slides tem dois objetivos:

  • Possibilitar a distinção dos tipos de deslocamentos que envolvem povos estrangeiros: migração forçada (tráfico negreiro), migração espontânea (italianos e japoneses) e os refugiados (haitianos).
  • Olhar sobre o grande número de pessoas representadas ou captadas nas imagens (dos navios e do abrigo), o que permite pensar sobre a precariedade das condições de viagens.

Algumas reflexões podem ser feitas também sobre imagem do cartaz de propaganda/incentivo a migração japonesa para o Brasil:

  • A pessoa está apontando a localização do Brasil no mapa da América do Sul. Será que se fosse um mapa mundo, e as distâncias fossem percebidas os imigrantes teriam feito uma viagem tão longa?
  • Debaixo do braço estão outras pessoas (família) e na mão uma enxada. O que indica a vinda de famílias inteiras e a origem da profissão dos imigrantes - agricultores.

Imagens da Contextualização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/JEsUZVYmpzrZmSWfUG5hCzRYnZTAwv94yv7R4jMs6FckK3s6kRHjYtDpWS9t/geo7-04und05-contextualizacao.pdf

Slide Plano Aula

Orientações: Os próximos slides tem dois objetivos:

  • Possibilitar a distinção dos tipos de deslocamentos que envolvem povos estrangeiros: migração forçada (tráfico negreiro), migração espontânea (italianos e japoneses) e os refugiados (haitianos).
  • Olhar sobre o grande número de pessoas representadas ou captadas nas imagens (dos navios e do abrigo), o que permite pensar sobre a precariedade das condições de viagens.

Algumas reflexões podem ser feitas também sobre imagem do cartaz de propaganda/incentivo a migração japonesa para o Brasil:

  • A pessoa está apontando a localização do Brasil no mapa da América do Sul. Será que se fosse um mapa mundo, e as distâncias fossem percebidas os imigrantes teriam feito uma viagem tão longa?
  • Debaixo do braço estão outras pessoas (família) e na mão uma enxada. O que indica a vinda de famílias inteiras e a origem da profissão dos imigrantes - agricultores.

Imagens da Contextualização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/JEsUZVYmpzrZmSWfUG5hCzRYnZTAwv94yv7R4jMs6FckK3s6kRHjYtDpWS9t/geo7-04und05-contextualizacao.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos

Orientações: A distribuição populacional é a habilidade que precisa ser trabalhada, por tanto, conhecer a distribuição das populações de imigrantes torna-se importante. Fazer tais questionamentos (sobre os lugares de origens e os principais destinos) ajudará nas reflexões a respeito das motivações das migrações.

Como adequar à sua realidade: Caso sua escola esteja localizada em uma região que recebeu grupos específicos de imigrantes, peça aos alunos que contem sobre as informações que eles tenham a respeito de seus familiares/antepassados.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: As hospedarias foram importantíssimas durante o “boom” migratório para o Brasil, que ocorreu entre 1850 e 1930. Esses lugares serviam de entrepostos, ou pontos de encontro, entre as populações imigrantes e os agentes das companhias de colonização que contratariam as famílias (principalmente para as atividades rurais no interior do país).

Cada grupo será incumbido por representar um grupo de imigrantes ou refugiados.

Após receber a nacionalidade do imigrante, os alunos devem:

  • Mostrar no mapa-mudo a localização do país ou região de origem dos imigrantes ou refugiados
  • Traçar a rota da migração (países e oceanos atravessados)
  • Apresentar uma influência cultural (língua, religião, tipos de alimentos e outros) incorporada pelos brasileiros
  • Destinos - localidades e atividades econômicas.

A atividade será realizada a partir de conteúdos acessados em livros didáticos e atlas disponíveis, e na internet. Por isso, sugerimos que parte da atividade seja feita no laboratório de informática.

Sugestão de links para pesquisas dos estudantes - Ação propositiva: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YZ6rYhn9GjEQn2QvdAVqxVWcqSdQBW7xYnuYUr7qfDaTz8g2f223vYbssnYc/geo7-04und05-acao-propositiva.pdf

Mapa mudo:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EugJkYTqXEbVdFuvvNfHCUnh2XPjqVeanaaMvmc5ZVk9GzcayahaffCpuQcz/geo7-04und05-mapa-mudo.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Se for possível projete o vídeo da música “Não mexe comigo” de Maria Bethânia, ou escreva alguns trechos da letra da música no quadro.

Não mexe comigo - Carta de Amor - Maria Bethânia. 2013 (05min39seg). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=tjZgiXwDxwQ>. Acesso em: 10 mar 2019.

Proponha que os estudantes escrevam um poema a partir da estrutura da música. Exemplo:

“Não mexe comigo que eu não ando só

Eu não ando só, que eu não ando só

Não mexe não

Tenho samurais, tenho os tropeiros das longas caminhadas

Sou mestiço, mistura do oriente e ocidente

Meus olhos puxados, minhas vistas cansadas

Andando pelos sertões, levando a tropa de bois imponentes

Embarcando em navios, atravessando os oceanos

40 dias no La Plata Maru

Até chegar em Santos”

A sugestão é que os estudantes comecem a atividade na sala de aula, e terminem em casa. Na aula seguinte, estimule os estudantes a apresentar o seu poema.

Como forma de criar empatia com os estudantes, tente elaborar o poema sobre a trajetória e os elementos culturais que fazem parte da identidade de seus antepassados também.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Mundo do trabalho do 7º ano :

MAIS AULAS DE Geografia do 7º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF07GE05 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Geografia

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano