17126
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 8º ano > O mundo contemporâneo: o Antigo Regime em crise

Plano de aula - As insatisfações dos três Estados no início da Revolução francesa

Plano de aula de História com atividades para 8º ano do EF sobre As insatisfações dos três Estados no início da Revolução francesa

Plano 01 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Gabriel Amato Bruno De Lima

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI04, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

– Cópias impressas das fontes ou data show para a projeção.

– Folha A4 ou papel-carta.

– Canetas.

Material complementar:

Plenário do Senado durante sessão do Congresso Nacional, por Roque Sá (2017):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/hSBG27zCfTWKMfCmP8hFbZMjvxH5SYMnNn2BD6s7uyRs6y6yPeF6asSQMZu9/his8-04und01--plenario-do-senado.pdf

Abertura dos Estados Gerais, em Versalhes, por Auguste Couder:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9mkSKM9B2aR5ymjZKHNde9hUA7BJ4JMEhBv2y8MYDPMXNBbP9BgAU9Ra5Aak/his8-04und01--abertura-dos-estados-gerais-em-versalhes-1789.pdf

Trecho do Caderno de queixas da burguesia da cidade de Nancy (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9qKMHuwr6mjjpqrpvAEd5AavG2ytmMgcwzBhja9Mha2r66TUf9NRjGRecFXg/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-da-burguesia-da-cidade-de-nancy.pdf

Trecho do Caderno de queixas do cura de Marolles (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ms4gxxBPUBA7Vgtg9VveAJSTjzMBXyAEZZfUBG9gzXGPEJsZZRrVKK3Mp2dw/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-do-cura-de-marolles.pdf

Trecho do Caderno de queixas dos camponeses da Bretanha (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gnpU3aUS9xUQh3p9zAa7GvdF4yPSdTXnHrHtR9539wrsjKtcZHnamJQnxEE4/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-dos-camponeses-da-bretanha.pdf

Trecho do Caderno de queixas da nobreza do bailado de Amont (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sYYm2g2sthBHfNrna8MgBxXUTHtDmUYURP2BTES7j4Xh878KTxZyny4wfakx/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-da-nobreza-do-bailado-de-amont.pdf

Para você saber mais:

Entenda como funciona o Congresso Nacional. Carta Educação, 15 de junho de 2016. Disponível em: <http://www.cartaeducacao.com.br/carta-explica/entenda-como-funciona-o-congresso-nacional/>. Acesso em: 13 fev. 2019.

SENADO FEDERAL. O Senado federal. Disponível em: <https://www2.congressonacional.leg.br/visite/arquivos/o-senado-federal>.
Acesso em: 13 fev. 2019.

SENADO FEDERAL. Eu (sen)adoro um passeio. Brasília: Senado Federal, 2014. Disponível em: <https://www2.congressonacional.leg.br/visite/arquivos/eu-senadoro-um-passeio>. Acesso em: 13 fev. 2019.

VOVELLE, Michel. A Revolução Francesa e seu eco. Estudos Avançados, vol. 3 nº 6, São Paulo Maio-Agosto 1989, p. 25-45. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v3n6/v3n6a03.pdf>. Acesso em: 14 fev. 2019.

BAKER, Eduardo. Cidadania e direitos políticos durante os primeiros anos da Revolução Francesa (1788-1790). Passagens. Revista Internacional de História Política e Cultura Jurídica. Rio de Janeiro, vol. 9, nº 2, maio-agosto 2017, p. 244-265. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.15175/1984-2503-20179205>. Acesso em: 14 fev. 2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Apresente o objetivo aos alunos, escrevendo-o no quadro ou lendo-o para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente este slide e faça uma leitura coletiva. Lembre-se de não antecipar as reflexões da aula neste momento, pois a intenção é que os estudantes construam o raciocínio apenas com a sua mediação.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Apresente aos estudantes a fotografia do plenário do Senado Federal do Brasil durante uma sessão conjunta do Congresso Nacional, realizada em 2017. Ela está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/hSBG27zCfTWKMfCmP8hFbZMjvxH5SYMnNn2BD6s7uyRs6y6yPeF6asSQMZu9/his8-04und01--plenario-do-senado.pdf

Escolha um ou dois estudantes e peça a eles que descrevam a fonte, identificando suas informações básicas. A intenção é que estes alunos sejam capazes de reconhecer, por meio da leitura da imagem e de sua legenda, que se trata de uma fotografia em que aparecem parlamentares brasileiros no Congresso Nacional, em Brasília. Caso seja necessário, peça a outro estudante que leia o verbete explicativo sobre a imagem para a turma.

Depois disso, questione os estudantes:

O que é este lugar e quem são estas pessoas?

– Quem os deputados e os senadores representam?

– Quais são as funções dos parlamentares?

Como os cidadãos brasileiros podem expressar suas insatisfações aos deputados?

Espera-se que os alunos sejam capazes de, por meio da análise as informações contidas na imagem e no verbete, compreender que, no Estado brasileiro do tempo presente, existe um Parlamento que funciona como uma Assembleia. Nele, os representantes eleitos pelos cidadãos produzem as leis do país e fiscalizam a atuação do Estado (em especial, dos poderes Executivo e Judiciário). Neste momento, podem surgir também assuntos como as eleições, por meio das quais os parlamentares são eleitos; os plebiscitos e referendos; e as enquetes online promovidas pelo Congresso Nacional.

Para você saber mais:

Entenda como funciona o Congresso Nacional. Carta Educação, 15 de junho de 2016. Disponível em: <http://www.cartaeducacao.com.br/carta-explica/entenda-como-funciona-o-congresso-nacional/>. Acesso em: 13 fev. 2019.

SENADO FEDERAL. O Senado federal. Disponível em: <https://www2.congressonacional.leg.br/visite/arquivos/o-senado-federal>.
Acesso em: 13 fev. 2019.

SENADO FEDERAL. Eu (sen)adoro um passeio. Brasília: Senado Federal, 2014. Disponível em: <https://www2.congressonacional.leg.br/visite/arquivos/eu-senadoro-um-passeio>. Acesso em: 13 fev. 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Apresente a pintura Abertura da Assembleia dos Estados Gerais, em Versalhes, 5 de maio de 1789, de Auguste Conder, para os estudantes. Ela está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9mkSKM9B2aR5ymjZKHNde9hUA7BJ4JMEhBv2y8MYDPMXNBbP9BgAU9Ra5Aak/his8-04und01--abertura-dos-estados-gerais-em-versalhes-1789.pdf

Escolha um ou dois estudantes e peça que descrevam o que veem na fonte, identificando suas informações básicas. A intenção é que eles consigam perceber tanto do que se trata a imagem – uma representação da Abertura dos Estados Gerais na França do século XVIII – como seus dados de produção (nome do pintor, o fato de se tratar de uma pintura, o ano de produção posterior ao evento).

Depois deste momento de identificação inicial, continue mediando a interpretação da fonte com perguntas como:

Quem são as pessoas representadas na pintura?

Todas elas pertencem ao mesmo grupo social? Como é possível saber que não? Suas roupas indicam algo?

O que estas pessoas estão fazendo? Existe alguma personagem na pintura que parece centralizar esta atividade?

A expectativa é que os estudantes consigam reconhecer, cruzando os dados de produção da fonte com o seu conteúdo, de que se trata dos franceses do século XVIII que eram membros da Assembleia dos Estados Gerais que foi convocada pelo rei. As diferenças sociais podem ser observadas tanto na organização espacial dos agrupamentos dos membros da Assembleia como nas vestimentas dos personagens (por exemplo, a utilização de batinas diferencia os membros do clero, à esquerda da imagem). Espera-se também que os alunos consigam identificar as figuras do rei e da rainha da França – no canto esquerdo superior da pintura, o rei Luís XVI sentado no trono e a rainha Maria Antonieta sentada ao seu lado. Além disso, o objetivo é que, com o auxílio do título da pintura, os estudantes sejam também capazes de caracterizar a situação retratada como de uma assembleia convocada pelo rei para o debate.

Por fim, questione os estudantes: Quais as aproximações e os distanciamentos das imagens que representam as duas assembleias que vocês analisaram
(o Congresso Nacional brasileiro no século XXI e a Assembleia dos Estados Gerais da França do século XVIII)?
A intenção é levar os estudantes a perceber que ambas são situações de discussão e deliberação, mas que há significativas mudanças com relação ao tempo histórico, às estruturas políticas (República e monarquia) e ao critério de representação (por ente da federação, no caso do Brasil, e por ordem social, no caso da França).

Para você saber mais

VOVELLE, Michel. A Revolução Francesa e seu eco. Estudos Avançados, vol. 3 nº 6, São Paulo Maio-Agosto 1989, p. 25-45. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v3n6/v3n6a03.pdf>. Acesso em: 14 fev. 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente a ilustração em forma de pirâmide com as ordens sociais da França no Antigo Regime para os estudantes. Ela está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TsCXk7235RgCVPQ7R59U6ZpnemtZ7wvsCXUnYkhMzY8phf55EfPqknmVCYa2/his8-04und01--ilustracao-as-ordens-sociais-na-franca-do-antigo-regime.pdf

Medeie a interpretação desta representação gráfica da estrutura social francesa antes da Revolução, fazendo perguntas como:

Quem são as pessoas representadas na ilustração?

Todas elas pertencem ao mesmo grupo social? Como é possível saber que não?

Há situação de igualdade ou desigualdade numérica entre estes grupos, segundo a imagem? E com relação ao poder, há desigualdade ou igualdade?

Por que há uma hierarquia entre as ordens sociais na imagem, representada em forma de triângulo?

A expectativa é que os estudantes consigam reconhecer que se trata de uma representação gráfica da estrutura social da França no Antigo Regime, dividida nos três Estados (clero, nobreza e terceiro Estado). O triângulo indica tanto a desigualdade numérica – maior presença do terceiro Estado, localizado na base, e menor presença do clero, localizado no topo do triângulo – como em termos de relações de poder – clero e nobreza aparecem acima do terceiro Estado, a maior parte da população.

Por fim, questione os estudantes: Como esta desigualdade social da França monárquica estava presente na Assembleia dos Estados Gerais convocada pelo rei em 1789? O objetivo é que, ao cruzar a ilustração com a leitura da imagem que fizeram anteriormente, os alunos sejam capazes de compreender que estas desigualdade social estava presente na Assembleia, traduzindo-se em demandas políticas e sociais diversas.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Distribua ou projete os trechos dos Cadernos de Queixas (Cahiers de Doléances) que os franceses enviaram à Assembleia dos Estados Gerais, entre 1788 e 1789, para a turma. As fontes estão disponíveis nos links:

Trecho do Caderno de queixas da burguesia da cidade de Nancy (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9qKMHuwr6mjjpqrpvAEd5AavG2ytmMgcwzBhja9Mha2r66TUf9NRjGRecFXg/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-da-burguesia-da-cidade-de-nancy.pdf

Trecho do Caderno de queixas do cura de Marolles (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ms4gxxBPUBA7Vgtg9VveAJSTjzMBXyAEZZfUBG9gzXGPEJsZZRrVKK3Mp2dw/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-do-cura-de-marolles.pdf

Trecho do Caderno de queixas dos camponeses da Bretanha (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gnpU3aUS9xUQh3p9zAa7GvdF4yPSdTXnHrHtR9539wrsjKtcZHnamJQnxEE4/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-dos-camponeses-da-bretanha.pdf

Trecho do Caderno de queixas da nobreza do bailado de Amont (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sYYm2g2sthBHfNrna8MgBxXUTHtDmUYURP2BTES7j4Xh878KTxZyny4wfakx/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-da-nobreza-do-bailado-de-amont.pdf

Escolha quatro estudantes para ler cada uma das fontes, em voz alta e, uma por vez, para a turma. Para facilitar a identificação dos grupos sociais
e de suas demandas ao rei no período inicial da Revolução Francesa – objetivo central deste momento da aula – crie uma tabela comparativa no quadro. Esta tabela será preenchida coletivamente.

A intenção é que os alunos, com a mediação do professor, identifiquem as demandas de cada ordem na leitura das fontes, dizendo ao professor o que ele deve escrever em cada parte da tabela. Desta forma, eles irão organizar a diversidade de queixas entre os grupos sociais (burguesia, camponeses, clero e nobreza) e perceber a hierarquia existente na sociedade francesa do Antigo Regime. Para isso, sempre pergunte para a turma quem está se dirigindo ao rei no início da leitura de cada trecho. Ao longo da leitura, peça aos alunos que identifiquem o que este grupo solicita ao rei e à Assembleia dos Estados Gerais.

Um modelo de tabela, com possíveis respostas a essas perguntas que servem como referência e não devem ser mostradas aos alunos, está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/2pwbEcwMCCNtWUuqXE6xnPFRgWKYfhzqSxwa48wqm8CQtvgY64fz3PEUHyzs/his8-4und01-modelo-de-tabela-comparativa-com-resolucao.pdf

Além disso, crie um vocabulário da Revolução Francesa no quadro na medida em que as dúvidas de entendimento forem surgindo (por exemplo, Terceiro Estado, burguesia, vassalo, curas etc.).

Para você saber mais:

BAKER, Eduardo. Cidadania e direitos políticos durante os primeiros anos da Revolução Francesa (1788-1790). Passagens. Revista Internacional de História Política e Cultura Jurídica. Rio de Janeiro, vol. 9, nº 2, maio-agosto 2017, p. 244-265. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.15175/1984-2503-20179205>. Acesso em: 14 fev. 2019.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Divida os estudantes em trios e diga a eles que cada grupo irá escrever breves (cerca de dez linhas) Cartas de queixas para o Congresso Nacional do Brasil. Diga a eles também que as cartas devem, ao mesmo tempo, estabelecer relações com as fontes analisadas. Caso possível, distribua papel-carta para que os alunos possam escrever seu texto.

Oriente os estudantes a, com a sua mediação, escolher como irão se colocar nas cartas. As demandas de qual grupo social eles irão explicitar: Estudantes? Crianças? Moradores de uma região? Ao mesmo tempo, lembre a eles das diferenças com o passado, por exemplo em termos de linguagem (pronomes de tratamento, que são diferentes para um rei – vossa alteza – e para um deputado ou senador – vossa excelência). Circule pela sala enquanto os alunos trabalham e relembre-os da necessidade de comparar as suas demandas do tempo presente com os pedidos dos franceses do século XVIII , incluindo referência aos Cadernos de queixas no seu texto.

No fim, promova a leitura coletiva de algumas das cartas diferenciando as demandas do presente e as do passado. Lembre-se de retomar as fontes analisadas na Problematização, chamando a atenção para as especificidades de uma sociedade monárquica como a francesa do século XVIII quando comparada à democracia brasileira do presente.

Há também a possibilidade de trabalho conjunto com o professor de Língua Portuguesa, que poderá explorar com os alunos as características específicas da carta como um gênero textual: remetente, destinatário, local e data, saudações inicial e final etc.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI04, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

– Cópias impressas das fontes ou data show para a projeção.

– Folha A4 ou papel-carta.

– Canetas.

Material complementar:

Plenário do Senado durante sessão do Congresso Nacional, por Roque Sá (2017):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/hSBG27zCfTWKMfCmP8hFbZMjvxH5SYMnNn2BD6s7uyRs6y6yPeF6asSQMZu9/his8-04und01--plenario-do-senado.pdf

Abertura dos Estados Gerais, em Versalhes, por Auguste Couder:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9mkSKM9B2aR5ymjZKHNde9hUA7BJ4JMEhBv2y8MYDPMXNBbP9BgAU9Ra5Aak/his8-04und01--abertura-dos-estados-gerais-em-versalhes-1789.pdf

Trecho do Caderno de queixas da burguesia da cidade de Nancy (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9qKMHuwr6mjjpqrpvAEd5AavG2ytmMgcwzBhja9Mha2r66TUf9NRjGRecFXg/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-da-burguesia-da-cidade-de-nancy.pdf

Trecho do Caderno de queixas do cura de Marolles (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ms4gxxBPUBA7Vgtg9VveAJSTjzMBXyAEZZfUBG9gzXGPEJsZZRrVKK3Mp2dw/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-do-cura-de-marolles.pdf

Trecho do Caderno de queixas dos camponeses da Bretanha (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gnpU3aUS9xUQh3p9zAa7GvdF4yPSdTXnHrHtR9539wrsjKtcZHnamJQnxEE4/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-dos-camponeses-da-bretanha.pdf

Trecho do Caderno de queixas da nobreza do bailado de Amont (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sYYm2g2sthBHfNrna8MgBxXUTHtDmUYURP2BTES7j4Xh878KTxZyny4wfakx/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-da-nobreza-do-bailado-de-amont.pdf

Para você saber mais:

Entenda como funciona o Congresso Nacional. Carta Educação, 15 de junho de 2016. Disponível em: <http://www.cartaeducacao.com.br/carta-explica/entenda-como-funciona-o-congresso-nacional/>. Acesso em: 13 fev. 2019.

SENADO FEDERAL. O Senado federal. Disponível em: <https://www2.congressonacional.leg.br/visite/arquivos/o-senado-federal>.
Acesso em: 13 fev. 2019.

SENADO FEDERAL. Eu (sen)adoro um passeio. Brasília: Senado Federal, 2014. Disponível em: <https://www2.congressonacional.leg.br/visite/arquivos/eu-senadoro-um-passeio>. Acesso em: 13 fev. 2019.

VOVELLE, Michel. A Revolução Francesa e seu eco. Estudos Avançados, vol. 3 nº 6, São Paulo Maio-Agosto 1989, p. 25-45. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v3n6/v3n6a03.pdf>. Acesso em: 14 fev. 2019.

BAKER, Eduardo. Cidadania e direitos políticos durante os primeiros anos da Revolução Francesa (1788-1790). Passagens. Revista Internacional de História Política e Cultura Jurídica. Rio de Janeiro, vol. 9, nº 2, maio-agosto 2017, p. 244-265. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.15175/1984-2503-20179205>. Acesso em: 14 fev. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Apresente o objetivo aos alunos, escrevendo-o no quadro ou lendo-o para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente este slide e faça uma leitura coletiva. Lembre-se de não antecipar as reflexões da aula neste momento, pois a intenção é que os estudantes construam o raciocínio apenas com a sua mediação.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Apresente aos estudantes a fotografia do plenário do Senado Federal do Brasil durante uma sessão conjunta do Congresso Nacional, realizada em 2017. Ela está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/hSBG27zCfTWKMfCmP8hFbZMjvxH5SYMnNn2BD6s7uyRs6y6yPeF6asSQMZu9/his8-04und01--plenario-do-senado.pdf

Escolha um ou dois estudantes e peça a eles que descrevam a fonte, identificando suas informações básicas. A intenção é que estes alunos sejam capazes de reconhecer, por meio da leitura da imagem e de sua legenda, que se trata de uma fotografia em que aparecem parlamentares brasileiros no Congresso Nacional, em Brasília. Caso seja necessário, peça a outro estudante que leia o verbete explicativo sobre a imagem para a turma.

Depois disso, questione os estudantes:

O que é este lugar e quem são estas pessoas?

– Quem os deputados e os senadores representam?

– Quais são as funções dos parlamentares?

Como os cidadãos brasileiros podem expressar suas insatisfações aos deputados?

Espera-se que os alunos sejam capazes de, por meio da análise as informações contidas na imagem e no verbete, compreender que, no Estado brasileiro do tempo presente, existe um Parlamento que funciona como uma Assembleia. Nele, os representantes eleitos pelos cidadãos produzem as leis do país e fiscalizam a atuação do Estado (em especial, dos poderes Executivo e Judiciário). Neste momento, podem surgir também assuntos como as eleições, por meio das quais os parlamentares são eleitos; os plebiscitos e referendos; e as enquetes online promovidas pelo Congresso Nacional.

Para você saber mais:

Entenda como funciona o Congresso Nacional. Carta Educação, 15 de junho de 2016. Disponível em: <http://www.cartaeducacao.com.br/carta-explica/entenda-como-funciona-o-congresso-nacional/>. Acesso em: 13 fev. 2019.

SENADO FEDERAL. O Senado federal. Disponível em: <https://www2.congressonacional.leg.br/visite/arquivos/o-senado-federal>.
Acesso em: 13 fev. 2019.

SENADO FEDERAL. Eu (sen)adoro um passeio. Brasília: Senado Federal, 2014. Disponível em: <https://www2.congressonacional.leg.br/visite/arquivos/eu-senadoro-um-passeio>. Acesso em: 13 fev. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Apresente a pintura Abertura da Assembleia dos Estados Gerais, em Versalhes, 5 de maio de 1789, de Auguste Conder, para os estudantes. Ela está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9mkSKM9B2aR5ymjZKHNde9hUA7BJ4JMEhBv2y8MYDPMXNBbP9BgAU9Ra5Aak/his8-04und01--abertura-dos-estados-gerais-em-versalhes-1789.pdf

Escolha um ou dois estudantes e peça que descrevam o que veem na fonte, identificando suas informações básicas. A intenção é que eles consigam perceber tanto do que se trata a imagem – uma representação da Abertura dos Estados Gerais na França do século XVIII – como seus dados de produção (nome do pintor, o fato de se tratar de uma pintura, o ano de produção posterior ao evento).

Depois deste momento de identificação inicial, continue mediando a interpretação da fonte com perguntas como:

Quem são as pessoas representadas na pintura?

Todas elas pertencem ao mesmo grupo social? Como é possível saber que não? Suas roupas indicam algo?

O que estas pessoas estão fazendo? Existe alguma personagem na pintura que parece centralizar esta atividade?

A expectativa é que os estudantes consigam reconhecer, cruzando os dados de produção da fonte com o seu conteúdo, de que se trata dos franceses do século XVIII que eram membros da Assembleia dos Estados Gerais que foi convocada pelo rei. As diferenças sociais podem ser observadas tanto na organização espacial dos agrupamentos dos membros da Assembleia como nas vestimentas dos personagens (por exemplo, a utilização de batinas diferencia os membros do clero, à esquerda da imagem). Espera-se também que os alunos consigam identificar as figuras do rei e da rainha da França – no canto esquerdo superior da pintura, o rei Luís XVI sentado no trono e a rainha Maria Antonieta sentada ao seu lado. Além disso, o objetivo é que, com o auxílio do título da pintura, os estudantes sejam também capazes de caracterizar a situação retratada como de uma assembleia convocada pelo rei para o debate.

Por fim, questione os estudantes: Quais as aproximações e os distanciamentos das imagens que representam as duas assembleias que vocês analisaram
(o Congresso Nacional brasileiro no século XXI e a Assembleia dos Estados Gerais da França do século XVIII)?
A intenção é levar os estudantes a perceber que ambas são situações de discussão e deliberação, mas que há significativas mudanças com relação ao tempo histórico, às estruturas políticas (República e monarquia) e ao critério de representação (por ente da federação, no caso do Brasil, e por ordem social, no caso da França).

Para você saber mais

VOVELLE, Michel. A Revolução Francesa e seu eco. Estudos Avançados, vol. 3 nº 6, São Paulo Maio-Agosto 1989, p. 25-45. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v3n6/v3n6a03.pdf>. Acesso em: 14 fev. 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente a ilustração em forma de pirâmide com as ordens sociais da França no Antigo Regime para os estudantes. Ela está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TsCXk7235RgCVPQ7R59U6ZpnemtZ7wvsCXUnYkhMzY8phf55EfPqknmVCYa2/his8-04und01--ilustracao-as-ordens-sociais-na-franca-do-antigo-regime.pdf

Medeie a interpretação desta representação gráfica da estrutura social francesa antes da Revolução, fazendo perguntas como:

Quem são as pessoas representadas na ilustração?

Todas elas pertencem ao mesmo grupo social? Como é possível saber que não?

Há situação de igualdade ou desigualdade numérica entre estes grupos, segundo a imagem? E com relação ao poder, há desigualdade ou igualdade?

Por que há uma hierarquia entre as ordens sociais na imagem, representada em forma de triângulo?

A expectativa é que os estudantes consigam reconhecer que se trata de uma representação gráfica da estrutura social da França no Antigo Regime, dividida nos três Estados (clero, nobreza e terceiro Estado). O triângulo indica tanto a desigualdade numérica – maior presença do terceiro Estado, localizado na base, e menor presença do clero, localizado no topo do triângulo – como em termos de relações de poder – clero e nobreza aparecem acima do terceiro Estado, a maior parte da população.

Por fim, questione os estudantes: Como esta desigualdade social da França monárquica estava presente na Assembleia dos Estados Gerais convocada pelo rei em 1789? O objetivo é que, ao cruzar a ilustração com a leitura da imagem que fizeram anteriormente, os alunos sejam capazes de compreender que estas desigualdade social estava presente na Assembleia, traduzindo-se em demandas políticas e sociais diversas.

Slide Plano Aula

Orientações: Distribua ou projete os trechos dos Cadernos de Queixas (Cahiers de Doléances) que os franceses enviaram à Assembleia dos Estados Gerais, entre 1788 e 1789, para a turma. As fontes estão disponíveis nos links:

Trecho do Caderno de queixas da burguesia da cidade de Nancy (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9qKMHuwr6mjjpqrpvAEd5AavG2ytmMgcwzBhja9Mha2r66TUf9NRjGRecFXg/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-da-burguesia-da-cidade-de-nancy.pdf

Trecho do Caderno de queixas do cura de Marolles (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ms4gxxBPUBA7Vgtg9VveAJSTjzMBXyAEZZfUBG9gzXGPEJsZZRrVKK3Mp2dw/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-do-cura-de-marolles.pdf

Trecho do Caderno de queixas dos camponeses da Bretanha (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gnpU3aUS9xUQh3p9zAa7GvdF4yPSdTXnHrHtR9539wrsjKtcZHnamJQnxEE4/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-dos-camponeses-da-bretanha.pdf

Trecho do Caderno de queixas da nobreza do bailado de Amont (c. 1788-1789):

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sYYm2g2sthBHfNrna8MgBxXUTHtDmUYURP2BTES7j4Xh878KTxZyny4wfakx/his8-04und01--trecho-do-caderno-de-queixas-da-nobreza-do-bailado-de-amont.pdf

Escolha quatro estudantes para ler cada uma das fontes, em voz alta e, uma por vez, para a turma. Para facilitar a identificação dos grupos sociais
e de suas demandas ao rei no período inicial da Revolução Francesa – objetivo central deste momento da aula – crie uma tabela comparativa no quadro. Esta tabela será preenchida coletivamente.

A intenção é que os alunos, com a mediação do professor, identifiquem as demandas de cada ordem na leitura das fontes, dizendo ao professor o que ele deve escrever em cada parte da tabela. Desta forma, eles irão organizar a diversidade de queixas entre os grupos sociais (burguesia, camponeses, clero e nobreza) e perceber a hierarquia existente na sociedade francesa do Antigo Regime. Para isso, sempre pergunte para a turma quem está se dirigindo ao rei no início da leitura de cada trecho. Ao longo da leitura, peça aos alunos que identifiquem o que este grupo solicita ao rei e à Assembleia dos Estados Gerais.

Um modelo de tabela, com possíveis respostas a essas perguntas que servem como referência e não devem ser mostradas aos alunos, está disponível no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/2pwbEcwMCCNtWUuqXE6xnPFRgWKYfhzqSxwa48wqm8CQtvgY64fz3PEUHyzs/his8-4und01-modelo-de-tabela-comparativa-com-resolucao.pdf

Além disso, crie um vocabulário da Revolução Francesa no quadro na medida em que as dúvidas de entendimento forem surgindo (por exemplo, Terceiro Estado, burguesia, vassalo, curas etc.).

Para você saber mais:

BAKER, Eduardo. Cidadania e direitos políticos durante os primeiros anos da Revolução Francesa (1788-1790). Passagens. Revista Internacional de História Política e Cultura Jurídica. Rio de Janeiro, vol. 9, nº 2, maio-agosto 2017, p. 244-265. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.15175/1984-2503-20179205>. Acesso em: 14 fev. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Divida os estudantes em trios e diga a eles que cada grupo irá escrever breves (cerca de dez linhas) Cartas de queixas para o Congresso Nacional do Brasil. Diga a eles também que as cartas devem, ao mesmo tempo, estabelecer relações com as fontes analisadas. Caso possível, distribua papel-carta para que os alunos possam escrever seu texto.

Oriente os estudantes a, com a sua mediação, escolher como irão se colocar nas cartas. As demandas de qual grupo social eles irão explicitar: Estudantes? Crianças? Moradores de uma região? Ao mesmo tempo, lembre a eles das diferenças com o passado, por exemplo em termos de linguagem (pronomes de tratamento, que são diferentes para um rei – vossa alteza – e para um deputado ou senador – vossa excelência). Circule pela sala enquanto os alunos trabalham e relembre-os da necessidade de comparar as suas demandas do tempo presente com os pedidos dos franceses do século XVIII , incluindo referência aos Cadernos de queixas no seu texto.

No fim, promova a leitura coletiva de algumas das cartas diferenciando as demandas do presente e as do passado. Lembre-se de retomar as fontes analisadas na Problematização, chamando a atenção para as especificidades de uma sociedade monárquica como a francesa do século XVIII quando comparada à democracia brasileira do presente.

Há também a possibilidade de trabalho conjunto com o professor de Língua Portuguesa, que poderá explorar com os alunos as características específicas da carta como um gênero textual: remetente, destinatário, local e data, saudações inicial e final etc.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE O mundo contemporâneo: o Antigo Regime em crise do 8º ano :

MAIS AULAS DE História do 8º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF08HI04 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano