17122
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 5º ano > Registros da história: linguagens e culturas

Plano de aula - Formas de registro da história. O tempo histórico na cultura oral

Plano de aula de História com atividades para 5º ano do EF sobre Formas de registro da história. O tempo histórico na cultura oral

Plano 08 de 10 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Gabriela Ferreira Bustamante Fonseca

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF05HI08 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Este plano pretende explorar a linha do tempo enquanto recurso de localização dos eventos no tempo e da percepção da continuidade e simultaneidades. Através da história dos direitos indígenas pretende-se que os alunos percebam a sua duração e a concentração de eventos em um certo momento histórico, apontando para a relevância que esse tema passa a ter a partir do século XX.

Materiais necessários: Folhas de papel sulfite ou caderno dos alunos para a elaboração da linha do tempo. Se for possível, peça como lição de casa que os alunos tragam informações de sua vida pessoal, como quando andaram ou disseram as primeiras palavras, o nascimento de um irmão etc., para a composição da linha do tempo da sistematização.

Material complementar:

Tabela com os dados sobre o avanço dos direitos indígenas: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kvG5aYHPbMAtb3Kcx3JwVpWwEuznHcB4VAXDKj2pT6j68PWwF58cz7wxuJn3/his5-08und08-linha-do-tempo.pdf

Para você saber mais:

No site do Projeto Povos Indígenas do Brasil você pode encontrar mais informações sobre o direito dos povos indígenas e as narrativas indígenas: https://pib.socioambiental.org/pt/Narrativas_Ind%C3%ADgenas acesso em 24/02/2019

Você também pode acessar o artigo A atuação dos indígenas na História do Brasil: revisões historiográficas de Maria Regina Celestino de Almeida para compreender melhor o percurso dos direitos indígenas no Brasil. ALMEDIA, Maria Regina Celestino de.

Recomendamos também outro artigo da autora: ALMEDIA, Maria Regina Celestino de Os índios na História do Brasil no século XIX: da invisibilidade ao protagonismo Revista História Hoje, v. 1, no 2, p. 21-39 - 2012

O site da Funai também traz mais informações: http://www.funai.gov.br/index.php/nossas-acoes/politica-indigenista

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Explique para os alunos que eles irão refletir sobre os usos de uma linha do tempo, as situações onde elas nos ajudam a compreender a passagem do tempo e formas adequadas de sua utilização.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: A contextualização será iniciada com a leitura da biografia de Ailton Krenak, retirada do site Povos Indígenas Brasileiros (disponível em: https://pib.socioambiental.org/pt/O_eterno_retorno_do_encontro acesso em 14/05/2019).

Peça para que os alunos prestem atenção nas datas que aparecem na biografia durante a leitura. Destaque quais informações podemos ter sobre a vida de Ailton, o lugar onde nasceu, onde morou e qual a sua atuação política. Mostre a linha do tempo construída a partir do texto.

Pergunte aos alunos se todas as informações presentes no texto podem ser encontradas na linha do tempo. Após as respostas, pergunte para que eles poderiam utilizar uma linha do tempo. Ela é um recurso adequado para que? De que forma ela nos ajuda a compreender os acontecimentos? Anote as primeiras hipóteses na lousa antes de iniciar a problematização.

Como adequar à sua realidade: Você pode retirar outras biografias como essa no site Povos Indígenas Brasileiros nesse endereço: https://pib.socioambiental.org/pt/Narrativas_Ind%C3%ADgenas .

O texto introdutório das biografias (que podem ser encontradas ao final dos textos), são muito ricos em informações sobre costumes e sensação da passagem do tempo pelos donos das biografias.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: A contextualização será iniciada com a leitura da biografia de Ailton Krenak, retirada do site Povos Indígenas Brasileiros (disponível em: https://pib.socioambiental.org/pt/O_eterno_retorno_do_encontro acesso em 14/05/2019).

Peça para que os alunos prestem atenção nas datas que aparecem na biografia durante a leitura. Destaque quais informações podemos ter sobre a vida de Ailton, o lugar onde nasceu, onde morou e qual a sua atuação política. Mostre a linha do tempo construída a partir do texto.

Pergunte aos alunos se todas as informações presentes no texto podem ser encontradas na linha do tempo. Após as respostas, pergunte para que eles poderiam utilizar uma linha do tempo. Ela é um recurso adequado para que? De que forma ela nos ajuda a compreender os acontecimentos? Anote as primeiras hipóteses na lousa antes de iniciar a problematização.

Como adequar à sua realidade: Você pode retirar outras biografias como essa no site Povos Indígenas Brasileiros nesse endereço: https://pib.socioambiental.org/pt/Narrativas_Ind%C3%ADgenas .

O texto introdutório das biografias (que podem ser encontradas ao final dos textos), são muito ricos em informações sobre costumes e sensação da passagem do tempo pelos donos das biografias.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Inicie a problematização apontando que a linha do tempo é um recurso utilizado para organizar diferentes tipos de eventos. Aponte para a linha do tempo do slide explicando que ela conta quais foram os principais momentos da política indigenista no Brasil, desde o período colonial. Explique que as políticas indigenistas eram todas as ações do governo que promoviam mudanças na vida dos povos indígenas. Essa linha do tempo do slide traz as informações sobre as transformações entre os séculos XVI até o XIX, cujos detalhes estão na lista abaixo:

1570 Primeira Lei contra o cativeiro indígena

Esta lei só permitia a escravização de indígenas com alegação de Guerra Justa.

1680 Decretação do Regimento das Missões - Alvará nº 1 de abril de 1680

Reconheceu os índios como os “primários e naturais senhores das terras que habitavam”, ou nas em que foram aldeados por missionários, não havendo a necessidade de legitimar a posse e devendo seus direitos serem preservados diante de concessões de terras a particulares.

1758: Fim da Escravidão Indígena

Proibia definitivamente a escravidão indígena, mas visava a integração do índio à vida da Colônia.

1824 A Constituição do Império do Brasil

É a primeira constituição brasileira. Não mencionava a presença de índios no território brasileiro.

1850 Promulgação da Lei de Terras

As terras dos índios que não viviam mais aldeados foram incorporadas às terras da união. O reconhecimento da terra foi atrelado à necessidade de civilizar ‘hordas selvagens’.

1891 A Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil

É a primeira constituição no sistema republicano de governo. Não mencionava a presença de índios no território brasileiro, mas concedeu aos governos estaduais as decisões sobre as terras devolutas.

Explique para os alunos como os direitos dos povos indígenas foram se transformando nesse período, saindo do cativeiro e com a proibição da escravidão. Aponte também a ausência deles na constituição de 1824 e a incorporação de suas terras pelo Estado através da Lei de Terras. A necessidade de proteger e de civilizar os indígenas se relaciona com a tentativa de fazer com que seus hábitos e costumes relacionados com a natureza e suas religiões fossem abandonados em prol de uma cultura eurocêntrica.

Após essa breve explicação, faça a exploração da linha do tempo com os alunos. Peça para que eles observem os espaços entre as datas. Pergunte o que eles mostram e porque alguns estão mais distantes entre si. Comente também sobre os balões que trazem os fatos, perguntando como eles representariam algo que durou mais do que um ano na história, como a existência de um órgão governamental, ou eventos que aconteceram no mesmo ano. Se quiser, volte para a linha do tempo da contextualização e aponte os momentos mais duradouros de sua vida que aparecem nas linhas coloridas (momento em que passa a trabalhar exclusivamente no movimento indígena) .

Divida os alunos em grupos e entregue para eles o documento com as principais datas sobre a política indigenista no Brasil no século XX, disponível nesse link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kvG5aYHPbMAtb3Kcx3JwVpWwEuznHcB4VAXDKj2pT6j68PWwF58cz7wxuJn3/his5-08und08-linha-do-tempo.pdf. Explique que eles deverão fazer a linha do tempo para esse período, e antes que os alunos iniciem a elaboração leia coletivamente o documento explicando alguns eventos que eles tenham dificuldade para compreender.

Para saber mais:

Esse pequeno artigo traz uma discussão sobre o termo política indigenista, como uma espécie de política que é feita sem a participação dos grupos indígenas, e que portanto, não é mais adequada ao momento pós constituição de 1989. https://pib.socioambiental.org/pt/O_que_%C3%A9_pol%C3%ADtica_indigenista

Nesse link do site do Instituto Moreira Sales podem ser encontradas imagens e um pouco da história das políticas de proteção aos grupos indígenas durante o começo do século XX http://brasilianafotografica.bn.br/?tag=politica-indigenista

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Analise coletivamente a linha do tempo elaborada pelos grupos a partir de uma apresentação dos resultados. Os grupos devem se organizar para a apresentar seu trabalho e como pensaram a estrutura de sua linha do tempo elaborada na problematização.

Faça a contextualização observando se os alunos cuidaram da espaçamento entre as datas e como eles marcaram eventos simultâneos e os contínuos.

Retome os eventos e explique a continuidade entre eles, e como a linha do tempo pode ser um recurso para localizar certos eventos em seu momento histórico e como ela nos faz perceber o aumento de políticas indigenistas com o passar do tempo, evidenciando a ampliação dos direitos dos povos indígenas.

Explique que desde a constituição de 1988 os direitos dos indígenas tem se ampliado, com demarcação de terras e outras ações fruto dos esforços dos povos indígenas para ter sua cultura legitimada. Como podemos perceber, pela narrativa de vida de Ailton Krenak, os povos indígenas deixaram de ser agentes passivos na busca por direitos, e se tornaram o principal ator social na busca por seus direitos.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF05HI08 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Este plano pretende explorar a linha do tempo enquanto recurso de localização dos eventos no tempo e da percepção da continuidade e simultaneidades. Através da história dos direitos indígenas pretende-se que os alunos percebam a sua duração e a concentração de eventos em um certo momento histórico, apontando para a relevância que esse tema passa a ter a partir do século XX.

Materiais necessários: Folhas de papel sulfite ou caderno dos alunos para a elaboração da linha do tempo. Se for possível, peça como lição de casa que os alunos tragam informações de sua vida pessoal, como quando andaram ou disseram as primeiras palavras, o nascimento de um irmão etc., para a composição da linha do tempo da sistematização.

Material complementar:

Tabela com os dados sobre o avanço dos direitos indígenas: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kvG5aYHPbMAtb3Kcx3JwVpWwEuznHcB4VAXDKj2pT6j68PWwF58cz7wxuJn3/his5-08und08-linha-do-tempo.pdf

Para você saber mais:

No site do Projeto Povos Indígenas do Brasil você pode encontrar mais informações sobre o direito dos povos indígenas e as narrativas indígenas: https://pib.socioambiental.org/pt/Narrativas_Ind%C3%ADgenas acesso em 24/02/2019

Você também pode acessar o artigo A atuação dos indígenas na História do Brasil: revisões historiográficas de Maria Regina Celestino de Almeida para compreender melhor o percurso dos direitos indígenas no Brasil. ALMEDIA, Maria Regina Celestino de.

Recomendamos também outro artigo da autora: ALMEDIA, Maria Regina Celestino de Os índios na História do Brasil no século XIX: da invisibilidade ao protagonismo Revista História Hoje, v. 1, no 2, p. 21-39 - 2012

O site da Funai também traz mais informações: http://www.funai.gov.br/index.php/nossas-acoes/politica-indigenista

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Explique para os alunos que eles irão refletir sobre os usos de uma linha do tempo, as situações onde elas nos ajudam a compreender a passagem do tempo e formas adequadas de sua utilização.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: A contextualização será iniciada com a leitura da biografia de Ailton Krenak, retirada do site Povos Indígenas Brasileiros (disponível em: https://pib.socioambiental.org/pt/O_eterno_retorno_do_encontro acesso em 14/05/2019).

Peça para que os alunos prestem atenção nas datas que aparecem na biografia durante a leitura. Destaque quais informações podemos ter sobre a vida de Ailton, o lugar onde nasceu, onde morou e qual a sua atuação política. Mostre a linha do tempo construída a partir do texto.

Pergunte aos alunos se todas as informações presentes no texto podem ser encontradas na linha do tempo. Após as respostas, pergunte para que eles poderiam utilizar uma linha do tempo. Ela é um recurso adequado para que? De que forma ela nos ajuda a compreender os acontecimentos? Anote as primeiras hipóteses na lousa antes de iniciar a problematização.

Como adequar à sua realidade: Você pode retirar outras biografias como essa no site Povos Indígenas Brasileiros nesse endereço: https://pib.socioambiental.org/pt/Narrativas_Ind%C3%ADgenas .

O texto introdutório das biografias (que podem ser encontradas ao final dos textos), são muito ricos em informações sobre costumes e sensação da passagem do tempo pelos donos das biografias.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: A contextualização será iniciada com a leitura da biografia de Ailton Krenak, retirada do site Povos Indígenas Brasileiros (disponível em: https://pib.socioambiental.org/pt/O_eterno_retorno_do_encontro acesso em 14/05/2019).

Peça para que os alunos prestem atenção nas datas que aparecem na biografia durante a leitura. Destaque quais informações podemos ter sobre a vida de Ailton, o lugar onde nasceu, onde morou e qual a sua atuação política. Mostre a linha do tempo construída a partir do texto.

Pergunte aos alunos se todas as informações presentes no texto podem ser encontradas na linha do tempo. Após as respostas, pergunte para que eles poderiam utilizar uma linha do tempo. Ela é um recurso adequado para que? De que forma ela nos ajuda a compreender os acontecimentos? Anote as primeiras hipóteses na lousa antes de iniciar a problematização.

Como adequar à sua realidade: Você pode retirar outras biografias como essa no site Povos Indígenas Brasileiros nesse endereço: https://pib.socioambiental.org/pt/Narrativas_Ind%C3%ADgenas .

O texto introdutório das biografias (que podem ser encontradas ao final dos textos), são muito ricos em informações sobre costumes e sensação da passagem do tempo pelos donos das biografias.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Inicie a problematização apontando que a linha do tempo é um recurso utilizado para organizar diferentes tipos de eventos. Aponte para a linha do tempo do slide explicando que ela conta quais foram os principais momentos da política indigenista no Brasil, desde o período colonial. Explique que as políticas indigenistas eram todas as ações do governo que promoviam mudanças na vida dos povos indígenas. Essa linha do tempo do slide traz as informações sobre as transformações entre os séculos XVI até o XIX, cujos detalhes estão na lista abaixo:

1570 Primeira Lei contra o cativeiro indígena

Esta lei só permitia a escravização de indígenas com alegação de Guerra Justa.

1680 Decretação do Regimento das Missões - Alvará nº 1 de abril de 1680

Reconheceu os índios como os “primários e naturais senhores das terras que habitavam”, ou nas em que foram aldeados por missionários, não havendo a necessidade de legitimar a posse e devendo seus direitos serem preservados diante de concessões de terras a particulares.

1758: Fim da Escravidão Indígena

Proibia definitivamente a escravidão indígena, mas visava a integração do índio à vida da Colônia.

1824 A Constituição do Império do Brasil

É a primeira constituição brasileira. Não mencionava a presença de índios no território brasileiro.

1850 Promulgação da Lei de Terras

As terras dos índios que não viviam mais aldeados foram incorporadas às terras da união. O reconhecimento da terra foi atrelado à necessidade de civilizar ‘hordas selvagens’.

1891 A Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil

É a primeira constituição no sistema republicano de governo. Não mencionava a presença de índios no território brasileiro, mas concedeu aos governos estaduais as decisões sobre as terras devolutas.

Explique para os alunos como os direitos dos povos indígenas foram se transformando nesse período, saindo do cativeiro e com a proibição da escravidão. Aponte também a ausência deles na constituição de 1824 e a incorporação de suas terras pelo Estado através da Lei de Terras. A necessidade de proteger e de civilizar os indígenas se relaciona com a tentativa de fazer com que seus hábitos e costumes relacionados com a natureza e suas religiões fossem abandonados em prol de uma cultura eurocêntrica.

Após essa breve explicação, faça a exploração da linha do tempo com os alunos. Peça para que eles observem os espaços entre as datas. Pergunte o que eles mostram e porque alguns estão mais distantes entre si. Comente também sobre os balões que trazem os fatos, perguntando como eles representariam algo que durou mais do que um ano na história, como a existência de um órgão governamental, ou eventos que aconteceram no mesmo ano. Se quiser, volte para a linha do tempo da contextualização e aponte os momentos mais duradouros de sua vida que aparecem nas linhas coloridas (momento em que passa a trabalhar exclusivamente no movimento indígena) .

Divida os alunos em grupos e entregue para eles o documento com as principais datas sobre a política indigenista no Brasil no século XX, disponível nesse link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kvG5aYHPbMAtb3Kcx3JwVpWwEuznHcB4VAXDKj2pT6j68PWwF58cz7wxuJn3/his5-08und08-linha-do-tempo.pdf. Explique que eles deverão fazer a linha do tempo para esse período, e antes que os alunos iniciem a elaboração leia coletivamente o documento explicando alguns eventos que eles tenham dificuldade para compreender.

Para saber mais:

Esse pequeno artigo traz uma discussão sobre o termo política indigenista, como uma espécie de política que é feita sem a participação dos grupos indígenas, e que portanto, não é mais adequada ao momento pós constituição de 1989. https://pib.socioambiental.org/pt/O_que_%C3%A9_pol%C3%ADtica_indigenista

Nesse link do site do Instituto Moreira Sales podem ser encontradas imagens e um pouco da história das políticas de proteção aos grupos indígenas durante o começo do século XX http://brasilianafotografica.bn.br/?tag=politica-indigenista

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Analise coletivamente a linha do tempo elaborada pelos grupos a partir de uma apresentação dos resultados. Os grupos devem se organizar para a apresentar seu trabalho e como pensaram a estrutura de sua linha do tempo elaborada na problematização.

Faça a contextualização observando se os alunos cuidaram da espaçamento entre as datas e como eles marcaram eventos simultâneos e os contínuos.

Retome os eventos e explique a continuidade entre eles, e como a linha do tempo pode ser um recurso para localizar certos eventos em seu momento histórico e como ela nos faz perceber o aumento de políticas indigenistas com o passar do tempo, evidenciando a ampliação dos direitos dos povos indígenas.

Explique que desde a constituição de 1988 os direitos dos indígenas tem se ampliado, com demarcação de terras e outras ações fruto dos esforços dos povos indígenas para ter sua cultura legitimada. Como podemos perceber, pela narrativa de vida de Ailton Krenak, os povos indígenas deixaram de ser agentes passivos na busca por direitos, e se tornaram o principal ator social na busca por seus direitos.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Registros da história: linguagens e culturas do 5º ano :

MAIS AULAS DE História do 5º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF05HI08 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano