16952
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 9º ano > O nascimento da República no Brasil e os processos históricos até a metade do século XX

Plano de aula - O Teatro Experimental do Negro (TEN) como local de reafirmação de identidades

Plano de aula de História com atividades para 9º ano do EF sobre O Teatro Experimental do Negro (TEN) como local de reafirmação de identidades

Plano 01 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Talita Seniuk

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade (EF09HI04), de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Projetor (caso este não esteja disponível, você poderá imprimir as imagens e os textos, dimensionando-os ao tamanho da folha para que todos os estudantes possam visualizá-las sem muita dificuldade). No caso dos textos, além da impressão eles poderão ser transcritos no quadro. Você também poderá fazer mais cópias destas fontes para ser entregues aos estudantes, dependendo da sua disponibilidade em relação ao número de cópias.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Pu8wJmt66qGtDZGVZ2D7hm37Y5wAhuaEk6sZcmSG2Xrbm3ZWZ9e5SphF7qJR/his9-04und01-contexto-1-imagem-ten.pdf

Contexto 2 - Imagem Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gsEd6ydyVCEwtp4fraJrrMdmMeHGaCPpYKpuSQD3X5pJF9pyuYt4cz2jv7XV/his9-04und01-contexto-2-imagem-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto 3 - Trecho do jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kfqDaxybDD7AQZHDXarrX2YuYMtKJZf8maW6yQ5DBg4b5pueemyyeW6rVKU5/his9-04und01-contexto-3-texto-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Para você saber mais:

BRASIL, Palmares Fundação Cultural. Teatro Experimental do Negro (TEN). Disponível em: .
Acesso em: 9 fev. 2019.

NASCIMENTO, Abdias do. Teatro Experimental do Negro: trajetória e reflexões. In.: Estudos Avançados. Vol. 18. N.º 50. São Paulo: 2005. Disponível em: . Acesso em: 24 jan. 2019.

Teatro Experimental do Negro. In.: Enciclopédia Itaú Cultural. Disponível em: . Acesso em: 9 fev. 2019.

BRASIL, Instituto de Pesquisas Afro Brasileiras. O imperador Jones. Disponível em: <http://ipeafro.org.br/acervo-digital/documentos/ten-atuacao-teatral/o-imperador-jones-1/>. Acesso em: 9 fev. 2019.

VIANA, Fausto. Quando a cor escapa da coxia - Trajes de cena do teatro Experimental do Negro. Disponível em: <http://www3.eca.usp.br/sites/default/files/form/biblioteca/acervo/producao-academica/002657808.pdf>. Acesso em: 9 fev. 2019.

ABDIAS NASCIMENTO. MUSEU AFRO BRASIL. Disponível em: <http://www.museuafrobrasil.org.br/pesquisa/hist%C3%B3ria-e-mem%C3%B3ria/historia-e-memoria/2014/12/10/abdias-nascimento>.
Acesso em: 9 fev. 2019.

A COR DA CULTURA. Abdias do Nascimento. Disponível em: <http://antigo.acordacultura.org.br/herois/heroi/abdiasnascimento>.
Acesso em: 9 fev. 2019.

BRASIL, Instituto Brasileiro de Geografia e estatística. População chega a 205,5 milhões, com menos brancos e mais pardos e pretos. Disponível em: <https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/18282-populacao-chega-a-205-5-milhoes-com-menos-brancos-e-mais-pardos-e-pretos>. Acesso em: 13 fev. 2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete o objetivo da aula utilizando este slide, outra alternativa é transcrevê-lo no quadro, caso queira, realizando a leitura do mesmo ou pedindo para que algum estudante o faça.

Sugere-se a disposição dos alunos em grupo de três, quatro ou cinco, pois permite uma melhor discussão do tema, enriquecendo o diálogo, para posteriormente dividir com todos os demais.

O objetivo da aula é que no fim da mesma os alunos percebam que após a Abolição (13 de maio de 1888) e, em meados do século XX, o Teatro Experimental do Negro, um dos movimentos sociais afro-brasileiros do período, foi essencial como local de resistência e de valorização da cultura da comunidade negra, pois inovou criando um grupo teatral composto majoritariamente de negros, das mais diversas profissões, que, além de não ser atores por profissão inicialmente, muitos tiveram que ser alfabetizados para poder ler os textos das peças em que atuariam, pois eram até então analfabetos. O TEN além de promover o combate ao racismo e a conscientização da sociedade, atuou de forma política, promovendo e criando entidades e mostras culturais sobre a temática, a fim de exercer sua função social de forma plena. É essencial que os estudantes percebam como o TEN foi importante ao inovar propondo um teatro de negros numa sociedade elitista e eurocentrista, num período bastante conturbado da História do país.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide do Contexto aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são duas imagens relacionadas ao Teatro Experimental do Negro, a primeira, uma fotografia de um ensaio do grupo para a peça Sortilégio e a segunda uma imagem do jornal Folha Carioca que traz uma matéria sobre o TEN e a Orquestra Afro Brasileira. É essencial que os estudantes percebam os elementos que compõem as imagens e, para tanto, as questões do slide auxiliam a percepção de alguns detalhes.

Caso perceba que os estudantes estão com dificuldades para analisar a fotografia fomente os comentários contribuindo com perguntas como: Quem são as pessoas retratadas na fotografia? O que estão fazendo? Que etnias representam? Como são suas roupas? Que período histórico provável pode ser? Onde estão? Dê um tempo para que os estudantes formulem hipóteses e em seguida, apresente a imagem do jornal, projetando-a ou entregando cópias impressas. Questione sobre as informações que conseguem inferir por meio da imagem (Nome do jornal, cidade onde circulava, data e título e manchete da matéria. Se tiverem dificuldade, aponte estas informações comentando que se trata de um jornal que circulava no Rio de Janeiro, Folha Carioca, datado de 1946, que há imagens que retratam a cultura negra, além da matéria que traz abaixo do título “Expansão dos negros brasileiros nas artes” com a frase: “O Teatro Experimental do Negro e a Orquestra Afro-Brasileira lutam pela emancipação mental do homem de cor”; e valendo-se deste trecho é possível perceber que ambos os movimentos sociais citados almejavam os direitos civis e humanos igualitários para a população negra, pois, mesmo após algumas décadas da Abolição, não havia equidade na sociedade brasileira. Pergunte se agora os estudantes já conseguem identificar quem são as pessoas retratadas na fotografia. É possível que alguns alunos percebam que as pessoas da fotografia são atores que faziam parte do Teatro Experimental do Negro. Se não conseguirem fazer esta relação, informe que são atores ensaiando para uma peça chamada Sortilégio, em uma companhia de teatro majoritariamente negra.

Projete o trecho da matéria do jornal transcrita no slide ou entregue cópias impressas aos estudantes e questione sobre qual o tema tratado na notícia, destacando o fato de a comunidade negra ter contribuído muito para a independência econômica dos povos em todas as épocas, em especial do Brasil, devido aos séculos de escravidão; e no momento desta publicação estão se voltando para as artes, contribuindo também, de outra forma.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Pu8wJmt66qGtDZGVZ2D7hm37Y5wAhuaEk6sZcmSG2Xrbm3ZWZ9e5SphF7qJR/his9-04und01-contexto-1-imagem-ten.pdf

Contexto 2 - Imagem Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gsEd6ydyVCEwtp4fraJrrMdmMeHGaCPpYKpuSQD3X5pJF9pyuYt4cz2jv7XV/his9-04und01-contexto-2-imagem-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto 3 - Trecho do Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kfqDaxybDD7AQZHDXarrX2YuYMtKJZf8maW6yQ5DBg4b5pueemyyeW6rVKU5/his9-04und01-contexto-3-texto-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide do Contexto aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são duas imagens relacionadas ao Teatro Experimental do Negro, a primeira, uma fotografia de um ensaio do grupo para a peça Sortilégio e a segunda uma imagem do jornal Folha Carioca que traz uma matéria sobre o TEN e a Orquestra Afro Brasileira. É essencial que os estudantes percebam os elementos que compõem as imagens e, para tanto, as questões do slide auxiliam a percepção de alguns detalhes.

Caso perceba que os estudantes estão com dificuldades para analisar a fotografia fomente os comentários contribuindo com perguntas como: Quem são as pessoas retratadas na fotografia? O que estão fazendo? Que etnias representam? Como são suas roupas? Que período histórico provável pode ser? Onde estão?. Dê um tempo para que os estudantes formulem hipóteses e em seguida, apresente a imagem do jornal, projetando-a ou entregando cópias impressas aos estudantes. Questione sobre as informações que conseguem inferir por meio da imagem (nome do jornal, cidade onde circulava, data e título e manchete da matéria), se tiverem dificuldade, aponte estas informações comentando que se trata de um jornal que circulava no Rio de Janeiro, Folha Carioca, datado de 1946, que há imagens que retratam a cultura negra, além da matéria que traz abaixo do título “Expansão dos negros brasileiros nas artes” com a frase: “O Teatro Experimental do Negro e a Orquestra Afro-Brasileira lutam pela emancipação mental do homem de cor”; e valendo-se deste trecho é possível perceber que ambos os movimentos sociais citados almejavam os direitos civis e humanos igualitários para a população negra pois mesmo após algumas décadas da Abolição, não havia equidade na sociedade brasileira. Pergunte se agora os estudantes já conseguem identificar quem são as pessoas retratadas na fotografia. É possível que alguns alunos percebam que as pessoas da fotografia são atores que faziam parte do Teatro Experimental do Negro. Se não conseguirem fazer essa relação, informe-os de que são atores ensaiando para uma peça chamada Sortilégio, em uma companhia de teatro majoritariamente negra.

Projete o trecho da matéria do jornal transcrita no slide ou entregue cópias impressas aos estudantes e questione sobre qual o tema tratado na notícia, destacando o fato de a comunidade negra ter contribuído muito para a independência econômica dos povos em todas as épocas, em especial do Brasil, devido aos séculos de escravidão; e no momento desta publicação estão se voltando para as artes, contribuindo também, de outra forma.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Pu8wJmt66qGtDZGVZ2D7hm37Y5wAhuaEk6sZcmSG2Xrbm3ZWZ9e5SphF7qJR/his9-04und01-contexto-1-imagem-ten.pdf

Contexto 2 - Imagem Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gsEd6ydyVCEwtp4fraJrrMdmMeHGaCPpYKpuSQD3X5pJF9pyuYt4cz2jv7XV/his9-04und01-contexto-2-imagem-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto 3 - Trecho do Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kfqDaxybDD7AQZHDXarrX2YuYMtKJZf8maW6yQ5DBg4b5pueemyyeW6rVKU5/his9-04und01-contexto-3-texto-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide do Contexto aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são duas imagens relacionadas ao Teatro Experimental do Negro, a primeira, uma fotografia de um ensaio do grupo para a peça Sortilégio e a segunda uma imagem do jornal Folha Carioca que traz uma matéria sobre o TEN e a Orquestra Afro Brasileira. É essencial que os estudantes percebam os elementos que compõem as imagens e, para tanto, as questões do slide auxiliam a percepção de alguns detalhes.

Caso perceba que os estudantes estão com dificuldades para analisar a fotografia fomente os comentários contribuindo com perguntas como: Quem são as pessoas retratadas na fotografia? O que estão fazendo? Que etnias representam? Como são suas roupas? Que período histórico provável pode ser? Onde estão?. Dê um tempo para que os estudantes formulem hipóteses e em seguida, apresente a imagem do jornal, projetando-a ou entregando cópias impressas aos estudantes. Questione-os sobre as informações que conseguem inferir por meio da imagem (nome do jornal, cidade onde circulava, data e título e manchete da matéria). Se tiverem dificuldade, aponte estas informações comentando que se trata de um jornal que circulava no Rio de Janeiro, Folha Carioca, datado de 1946, que há imagens que retratam a cultura negra, além da matéria que traz abaixo do título “Expansão dos negros brasileiros nas artes” com a frase: “O Teatro Experimental do Negro e a Orquestra Afro-Brasileira lutam pela emancipação mental do homem de cor”; e valendo-se deste trecho é possível perceber que ambos os movimentos sociais citados almejavam os direitos civis e humanos igualitários para a população negra pois mesmo após algumas décadas da Abolição, não havia equidade na sociedade brasileira. Pergunte se agora os estudantes já conseguem identificar quem são as pessoas retratadas na fotografia. É possível que alguns alunos percebam que as pessoas da fotografia são atores que faziam parte do Teatro Experimental do Negro. Se não conseguirem fazer essa relação, informe-os de que são atores ensaiando para uma peça chamada Sortilégio, em uma companhia de teatro majoritariamente negra.

Projete o trecho da matéria do jornal transcrita no slide ou entregue cópias impressas aos estudantes e questione sobre qual o tema tratado na notícia, destacando o fato de a comunidade negra ter contribuído muito para a independência econômica dos povos em todas as épocas, em especial do Brasil, devido aos séculos de escravidão; e no momento desta publicação estão se voltando para as artes, contribuindo também, de outra forma.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Pu8wJmt66qGtDZGVZ2D7hm37Y5wAhuaEk6sZcmSG2Xrbm3ZWZ9e5SphF7qJR/his9-04und01-contexto-1-imagem-ten.pdf

Contexto 2 - Imagem Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gsEd6ydyVCEwtp4fraJrrMdmMeHGaCPpYKpuSQD3X5pJF9pyuYt4cz2jv7XV/his9-04und01-contexto-2-imagem-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto 3 - Trecho do Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kfqDaxybDD7AQZHDXarrX2YuYMtKJZf8maW6yQ5DBg4b5pueemyyeW6rVKU5/his9-04und01-contexto-3-texto-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide do Contexto aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são duas imagens relacionadas ao Teatro Experimental do Negro, a primeira, uma fotografia de um ensaio do grupo para a peça Sortilégio e a segunda uma imagem do jornal Folha Carioca que traz uma matéria sobre o TEN e a Orquestra Afro Brasileira. É essencial que os estudantes percebam os elementos que compõem as imagens e para tanto, as questões do slide auxiliam a percepção de alguns detalhes.

Caso perceba que os estudantes estão com dificuldades para analisar a fotografia fomente os comentários contribuindo com perguntas como: Quem são as pessoas retratadas na fotografia? O que estão fazendo? Que etnias representam? Como são suas roupas? Que período histórico provável pode ser? Onde estão? Dê um tempo para que os estudantes formulem hipóteses e em seguida, apresente a imagem do jornal, projetando-a ou entregando cópias impressas aos estudantes. Questione-os sobre as informações que conseguem inferir por meio da imagem (nome do jornal, cidade onde circulava, data e título e manchete da matéria), se tiverem dificuldade, aponte essas informações comentando que se trata de um jornal que circulava no Rio de Janeiro, Folha Carioca, datado de 1946, que há imagens que retratam a cultura negra, além da matéria que traz abaixo do título “Expansão dos negros brasileiros nas artes” com a frase: “O Teatro Experimental do Negro e a Orquestra Afro-Brasileira lutam pela emancipação mental do homem de cor”; e valendo-se desse trecho pode se perceber que ambos os movimentos sociais citados, almejavam os direitos civis e humanos igualitários para a população negra pois mesmo após algumas décadas da Abolição, não havia equidade na sociedade brasileira. Pergunte se agora os estudantes já conseguem identificar quem são as pessoas retratadas na fotografia. É possível que alguns alunos percebam que as pessoas da fotografias são atores que faziam parte do Teatro Experimental do Negro. Se não conseguirem fazer essa relação, informe-os de que são atores ensaiando para uma peça chamada Sortilégio, em uma companhia de teatro majoritariamente negra.

Projete o trecho da matéria do jornal transcrita no slide ou entregue cópias impressas aos estudantes e questione sobre qual o tema tratado na notícia, destacando o fato de a comunidade negra ter contribuído muito para a independência econômica dos povos em todas as épocas, em especial do Brasil, devido aos séculos de escravidão; e no momento desta publicação estão se voltando para as artes, contribuindo também, de outra forma.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Pu8wJmt66qGtDZGVZ2D7hm37Y5wAhuaEk6sZcmSG2Xrbm3ZWZ9e5SphF7qJR/his9-04und01-contexto-1-imagem-ten.pdf

Contexto 2 - Imagem Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gsEd6ydyVCEwtp4fraJrrMdmMeHGaCPpYKpuSQD3X5pJF9pyuYt4cz2jv7XV/his9-04und01-contexto-2-imagem-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto 3 - Trecho do Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kfqDaxybDD7AQZHDXarrX2YuYMtKJZf8maW6yQ5DBg4b5pueemyyeW6rVKU5/his9-04und01-contexto-3-texto-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

Professor, projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide do Contexto aos estudantes. As fontes a se apresentadas são duas imagens relacionadas ao Teatro Experimental do Negro, a primeira, uma fotografia de um ensaio do grupo para a peça Sortilégio e a segunda uma imagem do jornal Folha Carioca que traz uma matéria sobre o TEN e a Orquestra Afro Brasileira. É essencial que os estudantes percebam os elementos que compõem as imagens e para tanto, as questões do slide auxiliam a percepção de alguns detalhes.

Caso perceba que os estudantes estão com dificuldades para analisar a fotografia fomente os comentários contribuindo com perguntas como: Quem são as pessoas retratadas na fotografia? O que estão fazendo? Que etnias representam? Como são suas roupas? Que período histórico provável pode ser? Onde estão? Dê um tempo para que os estudantes formulem hipóteses e em seguida, apresente a imagem do jornal, projetando-a ou entregando cópias impressas aos estudantes. Questione-os sobre as informações que conseguem inferir por meio da imagem (nome do jornal, cidade onde circulava, data e título e manchete da matéria). Se tiverem dificuldade, aponte essas informações comentando que se trata de um jornal que circulava no Rio de Janeiro, Folha Carioca, datado de 1946, que há imagens que retratam a cultura negra, além da matéria que traz abaixo do título “Expansão dos negros brasileiros nas artes” com a frase: “O Teatro Experimental do Negro e a Orquestra Afro-Brasileira lutam pela emancipação mental do homem de cor”; e valendo-se deste trecho pode se perceber que ambos os movimentos sociais citados, almejavam os direitos civis e humanos igualitários para a população negra pois mesmo após algumas décadas da Abolição, não havia equidade na sociedade brasileira. Pergunte se agora os estudantes já conseguem identificar quem são as pessoas retratadas na fotografia. É possível que alguns alunos percebam que as pessoas da fotografia são atores que faziam parte do Teatro Experimental do Negro. Se não conseguirem fazer essa relação, informe-os de que são atores ensaiando para uma peça chamada Sortilégio, em uma companhia de teatro majoritariamente negra.

Projete o trecho da matéria do jornal transcrita no slide ou entregue cópias impressas aos estudantes e questione sobre qual o tema tratado na notícia, destacando o fato de a comunidade negra ter contribuído muito para a independência econômica dos povos em todas as épocas, em especial do Brasil, devido aos séculos de escravidão; e no momento desta publicação estão se voltando para as artes, contribuindo também, de outra forma.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Pu8wJmt66qGtDZGVZ2D7hm37Y5wAhuaEk6sZcmSG2Xrbm3ZWZ9e5SphF7qJR/his9-04und01-contexto-1-imagem-ten.pdf

Contexto 2 - Imagem Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gsEd6ydyVCEwtp4fraJrrMdmMeHGaCPpYKpuSQD3X5pJF9pyuYt4cz2jv7XV/his9-04und01-contexto-2-imagem-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto 3 - Trecho do Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kfqDaxybDD7AQZHDXarrX2YuYMtKJZf8maW6yQ5DBg4b5pueemyyeW6rVKU5/his9-04und01-contexto-3-texto-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide da Problematização aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são uma imagem de Abdias do Nascimento na peça Otelo, resumo da trajetória do Teatro Experimental do Negro, e um trecho de um artigo do próprio Abdias do Nascimento sobre a importância desta companhia de teatro.

Apresente a imagem de Abdias do Nascimento e aguarde as respostas dos estudantes aos questionamentos. É esperado que os alunos respondam que na foto está Abdias do Nascimento e que está vestido assim pois estava participando de uma peça de teatro.

Na sequência, apresente o slide com pequeno resumo sobre a trajetória do TEN, projetando-o para a turma ou entregando cópias impressas aos estudantes. Informe-os de que Otelo é uma peça muito antiga e tradicional, escrita por Willian Shakespeare, um dramaturgo inglês, no século XVII, e que, apesar de Otelo ser um general mouro (árabe), este personagem era tradicionalmente representado por atores brancos. Comente que o grupo teatral tornou atores pessoas que trabalhavam com as mais diversas atividades, como operários e empregadas domésticas, valorizando-lhes; outro ponto que merece destaque foi a alfabetização dos que não sabiam ler, para que pudessem ler os textos das peças em que atuariam; que já em sua estreia, ocupou um local de destaque, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, local de encontro da elite eurocêntrica da época, com a peça
O Imperador Jones, escolhendo uma obra que trata de problemas raciais. Vale ressaltar também que sua atuação foi muito além das obras teatrais, pois criou entidades e promoveu ações culturais voltadas à valorização das populações negras; sendo proibido de participar de encontro no exterior, no ano de 1966, durante o início da ditadura militar, iniciada em 1964 no Brasil. Neste sentido, o TEN foi um local de sociabilidades, de valorização da cultura negra e de reafirmação de identidades, pois acolhia de diversas formas seus integrantes e Abdias do Nascimento foi um personagem histórico brasileiro muito importante por ser um ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, além de ser escritor, poeta, dramaturgo, ator, professor e político.

Em seguida, apresente o trecho do artigo de Abdias do Nascimento sobre o TEN, projetando-o ou entregando cópias impressas aos alunos. Dê um tempo para que leiam o artigo e, se desejar, poderá informar que o TEN, como se percebe no texto, almejava uma sociedade que respeitasse todas as diferenças e acolhesse a todos de modo igualitário em direitos e responsabilidades, tendo como meta final um país melhor, sendo que sua atuação não se restringia apenas às peças em que encenava, mas em outros segmentos sociais, no combate a todas as formas de dominação, opressão e exploração raciais arraigadas na sociedade brasileira, que por vezes poderiam até passar despercebidas. Aponte que a prática do racismo no Brasil estava imposta de modo tão forte em alguns segmentos, que, ao passo que enquanto isso ocorria aqui, no exterior a imagem que se vendia era outra, pois novelas, peças de teatro e filmes brasileiros traziam em seu elenco, majoritariamente atores brancos, que muitas vezes, utilizavam maquiagem e adereços para se passarem por pessoas negras. Aponte que esta prática racista não levava em consideração a real contribuição da população negra para o desenvolvimento do país, sendo deixada de lado como um elemento invisível, enquanto valores europeus e norte americanos eram supervalorizados. Vale ressaltar que o TEN foi um ponto de encontro e de acolhimento também, além de fortalecer seus integrantes inferiorizados por um sociedade que se julgava superior e que fica clara a visão do autor sobre a necessidade da atuação de movimentos sociais e de grupos como o TEN em promover os direitos civis e humanos das populações negras, que além de extremamente necessária, estava apenas começando. Se julgar necessário para complementar, comente sobre as novelas atuais, por exemplo, que contam com pouquíssimos atores negros em seus elencos e quando existem, representam pessoas que moram em favelas, empregadas domésticas, motoristas, porteiros etc, apesar de a população negra representar metade da população do país.

Depois da leitura, apresente o slide com as questões sobre o artigo de Abdias do Nascimento, projetando-as, entregando cópias impressas, escrevendo no quadro ou lendo-as para a turma. É esperado que os estudantes respondam que os principais objetivos do TEN era contribuir para o fim da opressão e exploração racial sofridas pelo povo negro no Brasil e ajudar a formar um Brasil melhor, onde todas as raças e culturas fossem respeitadas, combatendo o racismo no teatro, na televisão e na educação. Que Abdias do Nascimento afirma que a elite brasileira tem uma face primeiramente europeia no exterior, porque as peças de teatro, novelas e filmes brasileiros representavam uma população majoritariamente branca, por não haver a inclusão de artistas negros nestas artes e porque buscava imitar valores europeus e norte-americanos, ignorando a cultura brasileira e a contribuição negra para a formação desta cultura.

Escreva no quadro os principais comentários apresentados pelos estudantes na discussão.

Material complementar:

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide da Problematização aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são uma imagem de Abdias do Nascimento na peça Otelo, resumo da trajetória do Teatro Experimental do Negro, e um trecho de um artigo do próprio Abdias do Nascimento sobre a importância desta companhia de teatro.

Apresente a imagem de Abdias do Nascimento e aguarde as respostas dos estudantes aos questionamentos. É esperado que os alunos respondam que na foto está Abdias do Nascimento e que está vestido assim pois estava participando de uma peça de teatro.

Na sequência, apresente o slide com pequeno resumo sobre a trajetória do TEN, projetando-o para a turma ou entregando cópias impressas aos estudantes. Informe-os de Otelo é uma peça muito antiga e tradicional, escrita por Willian Shakespeare, um dramaturgo inglês, no século XVII, e que, apesar de Otelo ser um general mouro (árabe), este personagem era tradicionalmente representado por atores brancos. Comente que o grupo teatral tornou como atores pessoas que trabalhavam com as mais diversas atividades, como operários e empregadas domésticas, valorizando-lhes; outro ponto que merece destaque foi a alfabetização dos que não sabiam ler, para que pudessem ler os textos das peças em que atuariam; que já em sua estreia, ocupou um local de destaque, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, local de encontro da elite eurocêntrica da época, com a peça
O Imperador Jones, escolhendo uma obra que trata de problemas raciais. Vale ressaltar também que sua atuação foi muito além das obras teatrais, pois criou entidades e promoveu ações culturais voltadas à valorização das populações negras; sendo proibido de participar de encontro no exterior, no ano de 1966, durante o início da ditadura militar, iniciada em 1964 no Brasil. Neste sentido, o TEN foi um local de sociabilidades, de valorização da cultura negra e de reafirmação de identidades, pois acolhia de diversas formas seus integrantes e Abdias do Nascimento foi um personagem histórico brasileiro muito importante por ser um ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, além de ser escritor, poeta, dramaturgo, ator, professor e político.

Em seguida, apresente o trecho do artigo de Abdias do Nascimento sobre o TEN, projetando-o ou entregando cópias impressas aos alunos. Dê um tempo para que leiam o artigo e, se desejar, poderá informar que o TEN, como se percebe no texto, almejava uma sociedade que respeitasse todas as diferenças e acolhesse a todos de modo igualitário em direitos e responsabilidades, tendo como meta final um país melhor, sendo que sua atuação não se restringia apenas nas peças em que encenava, mas em outros segmentos sociais, no combate a todas as formas de dominação, opressão e exploração raciais arraigadas na sociedade brasileira, que por vezes poderiam até passar despercebidas. Aponte que a prática do racismo no Brasil estava imposta de modo tão forte em alguns segmentos, que, ao passo que enquanto isso ocorria aqui, no exterior a imagem que se vendia era outra, pois novelas, peças de teatro e filmes brasileiros traziam em seu elenco, majoritariamente atores brancos, que muitas vezes, utilizavam maquiagem e adereços para se passarem por pessoas negras. Aponte que esta prática racista não levava em consideração a real contribuição da população negra para o desenvolvimento do país, sendo deixada de lado como um elemento invisível, enquanto valores europeus e norte americanos eram supervalorizados. Vale ressaltar que o TEN foi um ponto de encontro e de acolhimento também, além de fortalecer seus integrantes inferiorizados por um sociedade que se julgava superior e que fica clara a visão do autor sobre a necessidade da atuação de movimentos sociais e de grupos como o TEN em promover os direitos civis e humanos das populações negras, que além de extremamente necessária, estava apenas começando. Se julgar necessário para complementar, comente sobre as novelas atuais, por exemplo, que contam com pouquíssimos atores negros em seus elencos e quando existem, representam pessoas que moram em favelas, empregadas domésticas, motoristas, porteiros etc, apesar de a população negra representar metade da população do país.

Depois da leitura, apresente o slide com as questões sobre o artigo de Abdias do Nascimento, projetando-as, entregando cópias impressas, escrevendo no quadro ou lendo-as para a turma. É esperado que os estudantes respondam que os principais objetivos do TEN era contribuir para o fim da opressão e exploração racial sofridas pelo povo negro no Brasil e ajudar a formar um Brasil melhor, onde todas as raças e culturas fossem respeitadas, combatendo o racismo no teatro, na televisão e na educação. Que Abdias do Nascimento afirma que a elite brasileira tem uma face primeiramente europeia no exterior, porque peças de teatro, novelas e filmes brasileiros representavam uma população majoritariamente branca, por não haver a inclusão de artistas negros nestas artes e porque buscava imitar valores europeus e norte-americanos, ignorando a cultura brasileira e a contribuição negra para a formação desta cultura.

Escreva no quadro os principais comentários apresentados pelos estudantes na discussão.

Material complementar:

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide da Problematização aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são uma imagem de Abdias do Nascimento na peça Otelo, resumo da trajetória do Teatro Experimental do Negro, e um trecho de um artigo do próprio Abdias do Nascimento sobre a importância desta companhia de teatro.

Apresente a imagem de Abdias do Nascimento e aguarde as respostas dos estudantes aos questionamentos. É esperado que os alunos respondam que na foto está Abdias do Nascimento e que está vestido assim pois estava participando de uma peça de teatro.

Na sequência, apresente o slide com pequeno resumo sobre a trajetória do TEN, projetando-o para a turma ou entregando cópias impressas aos estudantes. Informe que Otelo é uma peça muito antiga e tradicional, escrita por Willian Shakespeare, um dramaturgo inglês, no século XVII, e que apesar de Otelo ser um general mouro (árabe), este personagem era tradicionalmente representado por atores brancos. Comente que o grupo teatral tornou como atores pessoas que trabalhavam com as mais diversas atividades, como operários e empregadas domésticas, valorizando-lhes; outro ponto que merece destaque foi a alfabetização dos que não sabiam ler, para que pudessem ler os textos das peças em que atuariam; que já em sua estreia, ocupou um local de destaque, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, local de encontro da elite eurocêntrica da época, com a peça O Imperador Jones, escolhendo uma obra que trata de problemas raciais. Vale ressaltar também que sua atuação foi muito além das obras teatrais, pois criou entidades e promoveu ações culturais voltadas à valorização das populações negras; sendo proibido de participar de encontro no exterior no ano de 1966, durante o início da ditadura militar, iniciada em 1964 no Brasil. Nesse sentido, o TEN foi um local de sociabilidades, de valorização da cultura negra e de reafirmação de identidades, pois acolhia de diversas formas seus integrantes e Abdias do Nascimento foi um personagem histórico brasileiro muito importante por ser um ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, além de ser escritor, poeta, dramaturgo, ator, professor e político.

Em seguida, apresente o trecho do artigo de Abdias do Nascimento sobre o TEN, projetando-o ou entregando cópias impressas aos alunos. Dê um tempo para que leiam o artigo e, se desejar, poderá informar que o TEN, como se percebe no texto, almejava uma sociedade que respeitasse todas as diferenças e acolhesse a todos de modo igualitário em direitos e responsabilidades, tendo como meta final um país melhor, sendo que sua atuação não se restringia apenas nas peças em que encenava, mas em outros segmentos sociais, no combate a todas as formas de dominação, opressão e exploração raciais arraigadas na sociedade brasileira, que por vezes poderiam até passar despercebidas. Aponte que a prática do racismo no Brasil estava imposta de modo tão forte em alguns segmentos, que ao passo que enquanto isso ocorria aqui, no exterior a imagem que se vendia era outra, pois as novelas, peças de teatro e filmes brasileiros traziam em seu elenco, majoritariamente atores brancos, que muitas vezes, utilizavam maquiagem e adereços para se passarem por pessoas negras. Aponte que esta prática racista não levava em consideração a real contribuição da população negra para o desenvolvimento do país, sendo deixada de lado como um elemento invisível, enquanto valores europeus e norte americanos eram supervalorizados. Vale ressaltar que o TEN foi um ponto de encontro e de acolhimento também, além de fortalecer seus integrantes inferiorizados por um sociedade que se julgava superior e que fica clara a visão do autor sobre a necessidade da atuação de movimentos sociais e de grupos como o TEN em promover os direitos civis e humanos das populações negras, que além de extremamente necessária, estava apenas começando. Se julgar necessário para complementar, comente sobre as novelas atuais, por exemplo, que contam com pouquíssimos atores negros em seus elencos e quando existem, representam pessoas que moram em favelas, empregadas domésticas, motoristas, porteiros, etc, apesar de a população negra representar metade da população do país.

Depois da leitura, apresente o slide com as questões sobre o artigo de Abdias do Nascimento, projetando-as, entregando cópias impressas, escrevendo no quadro ou lendo-as para a turma. É esperado que os estudantes respondam que os principais objetivos do TEN era contribuir para o fim da opressão e exploração racial sofridas pelo povo negro no Brasil e ajudar a formar um Brasil melhor, onde todas as raças e culturas fossem respeitadas, combatendo o racismo no teatro, na televisão e na educação. Que Abdias do Nascimento afirma que a elite brasileira tem uma face primeiramente europeia no exterior, porque as peças de teatro, novelas e filmes brasileiros representavam uma população majoritariamente branca, por não haver a inclusão de artistas negros nestas artes e porque buscava imitar valores europeus e norte-americanos, ignorando a cultura brasileira e a contribuição negra para a formação desta cultura.

Escreva no quadro os principais comentários apresentados pelos estudantes na discussão.

Material complementar:

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide da Problematização aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são uma imagem de Abdias do Nascimento na peça Otelo, resumo da trajetória do Teatro Experimental do Negro, e um trecho de um artigo do próprio Abdias do Nascimento sobre a importância desta companhia de teatro.

Apresente a imagem de Abdias do Nascimento e aguarde as respostas dos estudantes aos questionamentos. É esperado que os alunos respondam que na foto está Abdias do Nascimento e que está vestido assim pois estava participando de uma peça de teatro.

Na sequência, apresente o slide com pequeno resumo sobre a trajetória do TEN, projetando-o para a turma ou entregando cópias impressas aos estudantes. Informe que Otelo é uma peça muito antiga e tradicional, escrita por Willian Shakespeare, um dramaturgo inglês, no século XVII, e que, apesar de Otelo ser um general mouro (árabe), este personagem era tradicionalmente representado por atores brancos. Comente que o grupo teatral tornou como atores pessoas que trabalhavam com as mais diversas atividades, como operários e empregadas domésticas, valorizando-lhes; outro ponto que merece destaque foi a alfabetização dos que não sabiam ler, para que pudessem ler os textos das peças em que atuariam; que já em sua estreia, ocupou um local de destaque, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, local de encontro da elite eurocêntrica da época, com a peça
O imperador Jones, escolhendo uma obra que trata de problemas raciais. Vale ressaltar também que sua atuação foi muito além das obras teatrais, pois criou entidades e promoveu ações culturais voltadas à valorização das populações negras; sendo proibido de participar de encontro no exterior no ano de 1966, durante o início da ditadura militar iniciada em 1964 no Brasil. Neste sentido, o TEN foi um local de sociabilidades, de valorização da cultura negra e de reafirmação de identidades, pois acolhia de diversas formas seus integrantes e Abdias do Nascimento foi um personagem histórico brasileiro muito importante por ser um ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, além de ser escritor, poeta, dramaturgo, ator, professor e político.

Em seguida, apresente o trecho do artigo de Abdias do Nascimento sobre o TEN, projetando-o ou entregando cópias impressas aos alunos. Dê um tempo para que leiam o artigo e, se desejar, poderá informar que o TEN, como se percebe no texto, almejava uma sociedade que respeitasse todas as diferenças e acolhesse a todos de modo igualitário em direitos e responsabilidades, tendo como meta final um país melhor, sendo que sua atuação não se restringia apenas nas peças em que encenava, mas em outros segmentos sociais, no combate a todas as formas de dominação, opressão e exploração raciais arraigadas na sociedade brasileira, que por vezes poderiam até passar despercebidas. Aponte que a prática do racismo no Brasil estava imposta de modo tão forte em alguns segmentos, que, ao passo que enquanto isso ocorria aqui, no exterior a imagem que se vendia era outra, pois as novelas, peças de teatro e filmes brasileiros traziam em seu elenco, majoritariamente atores brancos, que muitas vezes, utilizavam maquiagem e adereços para se passarem por pessoas negras. Aponte que essa prática racista não levava em consideração a real contribuição da população negra para o desenvolvimento do país, sendo deixada de lado como um elemento invisível, enquanto valores europeus e norte americanos eram supervalorizados. Vale ressaltar que o TEN foi um ponto de encontro e de acolhimento também, além de fortalecer seus integrantes inferiorizados por um sociedade que se julgava superior e que fica clara a visão do autor sobre a necessidade da atuação de movimentos sociais e de grupos como o TEN em promover os direitos civis e humanos das populações negras, que além de extremamente necessária, estava apenas começando. Se julgar necessário para complementar, comente sobre as novelas atuais, por exemplo, que contam com pouquíssimos atores negros em seus elencos e quando existem, representam pessoas que moram em favelas, empregadas domésticas, motoristas, porteiros etc, apesar de a população negra representar metade da população do país.

Depois da leitura, apresente o slide com as questões sobre o artigo de Abdias do Nascimento, projetando-as, entregando cópias impressas, escrevendo no quadro ou lendo-as para a turma. É esperado que os estudantes respondam que os principais objetivos do TEN era contribuir para o fim da opressão e exploração racial sofridas pelo povo negro no Brasil e ajudar a formar um Brasil melhor, onde todas as raças e culturas fossem respeitadas, combatendo o racismo no teatro, na televisão e na educação. Que Abdias do Nascimento afirma que a elite brasileira tem uma face primeiramente europeia no exterior, porque peças de teatro, novelas e filmes brasileiros representavam uma população majoritariamente branca, por não haver a inclusão de artistas negros nestas artes e porque buscava imitar valores europeus e norte-americanos, ignorando a cultura brasileira e a contribuição negra para a formação desta cultura.

Escreva no quadro os principais comentários apresentados pelos estudantes na discussão.

Material complementar:

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide da Problematização aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são uma imagem de Abdias do Nascimento na peça Otelo, resumo da trajetória do Teatro Experimental do Negro, e um trecho de um artigo do próprio Abdias do Nascimento sobre a importância desta companhia de teatro.

Apresente a imagem de Abdias do Nascimento e aguarde as respostas dos estudantes aos questionamentos. É esperado que os alunos respondam que na foto está Abdias do Nascimento e que está vestido assim pois estava participando de uma peça de teatro.

Na sequência, apresente o slide com pequeno resumo sobre a trajetória do TEN, projetando-o para a turma ou entregando cópias impressas aos estudantes. Informe que Otelo é uma peça muito antiga e tradicional, escrita por Willian Shakespeare, um dramaturgo inglês, no século XVII, e que apesar de Otelo ser um general mouro (árabe), este personagem era tradicionalmente representado por atores brancos. Comente que o grupo teatral tornou como atores pessoas que trabalhavam com as mais diversas atividades, como operários e empregadas domésticas, valorizando-lhes; outro ponto que merece destaque foi a alfabetização dos que não sabiam ler, para que pudessem ler os textos das peças em que atuariam; que já em sua estreia, ocupou um local de destaque, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, local de encontro da elite eurocêntrica da época, com a peça
O imperador Jones, escolhendo uma obra que trata de problemas raciais. Vale ressaltar também que sua atuação foi muito além das obras teatrais, pois criou entidades e promoveu ações culturais voltadas à valorização das populações negras; sendo proibido de participar de encontro no exterior no ano de 1966, durante o início da ditadura militar iniciada em 1964 no Brasil. Neste sentido, o TEN foi um local de sociabilidades, de valorização da cultura negra e de reafirmação de identidades, pois acolhia de diversas formas seus integrantes e Abdias do Nascimento foi um personagem histórico brasileiro muito importante por ser um ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, além de ser escritor, poeta, dramaturgo, ator, professor e político.

Em seguida, apresente o trecho do artigo de Abdias do Nascimento sobre o TEN, projetando-o ou entregando cópias impressas aos alunos. Dê um tempo para que leiam o artigo e, se desejar, poderá informar que o TEN, como se percebe no texto, almejava uma sociedade que respeitasse todas as diferenças e acolhesse a todos de modo igualitário em direitos e responsabilidades, tendo como meta final um país melhor, sendo que sua atuação não se restringia apenas nas peças em que encenava, mas em outros segmentos sociais, no combate a todas as formas de dominação, opressão e exploração raciais arraigadas na sociedade brasileira, que por vezes poderiam até passar despercebidas. Aponte que a prática do racismo no Brasil estava imposta de modo tão forte em alguns segmentos, que ao passo que enquanto isso ocorria aqui, no exterior a imagem que se vendia era outra, pois as novelas, peças de teatro e filmes brasileiros traziam em seu elenco, majoritariamente atores brancos, que muitas vezes, utilizavam maquiagem e adereços para se passarem por pessoas negras. Aponte que esta prática racista não levava em consideração a real contribuição da população negra para o desenvolvimento do país, sendo deixada de lado como um elemento invisível, enquanto valores europeus e norte americanos eram supervalorizados. Vale ressaltar que o TEN foi um ponto de encontro e de acolhimento também, além de fortalecer seus integrantes inferiorizados por um sociedade que se julgava superior e que fica clara a visão do autor sobre a necessidade da atuação de movimentos sociais e de grupos como o TEN em promover os direitos civis e humanos das populações negras, que além de extremamente necessária, estava apenas começando. Se julgar necessário para complementar, comente sobre as novelas atuais, por exemplo, que contam com pouquíssimos atores negros em seus elencos e quando existem, representam pessoas que moram em favelas, empregadas domésticas, motoristas, porteiros etc, apesar de a população negra representar metade da população do país.

Depois da leitura, apresente o slide com as questões sobre o artigo de Abdias do Nascimento, projetando-as, entregando cópias impressas, escrevendo no quadro ou lendo-as para a turma. É esperado que os estudantes respondam que os principais objetivos do TEN era contribuir para o fim da opressão e exploração racial sofridas pelo povo negro no Brasil e ajudar a formar um Brasil melhor, onde todas as raças e culturas fossem respeitadas, combatendo o racismo no teatro, na televisão e na educação. Que Abdias do Nascimento afirma que a elite brasileira tem uma face primeiramente europeia no exterior, porque as peças de teatro, novelas e filmes brasileiros representavam uma população majoritariamente branca, por não haver a inclusão de artistas negros nestas artes e porque buscava imitar valores europeus e norte-americanos, ignorando a cultura brasileira e a contribuição negra para a formação desta cultura.

Escreva no quadro os principais comentários apresentados pelos estudantes na discussão.

Material complementar:

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide da Problematização aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são uma imagem de Abdias do Nascimento na peça Otelo, resumo da trajetória do Teatro Experimental do Negro, e um trecho de um artigo do próprio Abdias do Nascimento sobre a importância desta companhia de teatro.

Apresente a imagem de Abdias do Nascimento e aguarde as respostas dos estudantes aos questionamentos. É esperado que os alunos respondam que na foto está Abdias do Nascimento e que está vestido assim pois estava participando de uma peça de teatro.

Na sequência, apresente o slide com pequeno resumo sobre a trajetória do TEN, projetando-o para a turma ou entregando cópias impressas aos estudantes. Informe-os de que Otelo é uma peça muito antiga e tradicional, escrita por Willian Shakespeare, um dramaturgo inglês, no século XVII, e que apesar de Otelo ser um general mouro (árabe), este personagem era tradicionalmente representado por atores brancos. Comente que o grupo teatral tornou como atores pessoas que trabalhavam com as mais diversas atividades, como operários e empregadas domésticas, valorizando-lhes; outro ponto que merece destaque foi a alfabetização dos que não sabiam ler, para que pudessem ler os textos das peças em que atuariam; que já em sua estreia, ocupou um local de destaque, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, local de encontro da elite eurocêntrica da época, com a peça
O imperador Jones, escolhendo uma obra que trata de problemas raciais. Vale ressaltar também que sua atuação foi muito além das obras teatrais, pois criou entidades e promoveu ações culturais voltadas à valorização das populações negras; sendo proibido de participar de encontro no exterior no ano de 1966, durante o início da ditadura militar, iniciada em 1964 no Brasil. Nesse sentido, o TEN foi um local de sociabilidades, de valorização da cultura negra e de reafirmação de identidades, pois acolhia de diversas formas seus integrantes e Abdias do Nascimento foi um personagem histórico brasileiro muito importante por ser um ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, além de ser escritor, poeta, dramaturgo, ator, professor e político.

Em seguida, apresente o trecho do artigo de Abdias do Nascimento sobre o TEN, projetando-o ou entregando cópias impressas aos alunos. Dê um tempo para que leiam o artigo e, se desejar, poderá informar que o TEN, como se percebe no texto, almejava uma sociedade que respeitasse todas as diferenças e acolhesse a todos de modo igualitário em direitos e responsabilidades, tendo como meta final um país melhor, sendo que sua atuação não se restringia apenas nas peças em que encenava, mas em outros segmentos sociais, no combate a todas as formas de dominação, opressão e exploração raciais arraigadas na sociedade brasileira, que por vezes poderiam até passar despercebidas. Aponte que a prática do racismo no Brasil estava imposta de modo tão forte em alguns segmentos, que ao passo que enquanto isso ocorria aqui, no exterior a imagem que se vendia era outra, pois as novelas, peças de teatro e filmes brasileiros traziam em seu elenco, majoritariamente atores brancos, que muitas vezes, utilizavam maquiagem e adereços para se passarem por pessoas negras. Aponte que essa prática racista não levava em consideração a real contribuição da população negra para o desenvolvimento do país, sendo deixada de lado como um elemento invisível, enquanto valores europeus e norte americanos eram supervalorizados. Vale ressaltar que o TEN foi um ponto de encontro e de acolhimento também, além de fortalecer seus integrantes inferiorizados por um sociedade que se julgava superior e que fica clara a visão do autor sobre a necessidade da atuação de movimentos sociais e de grupos como o TEN em promover os direitos civis e humanos das populações negras, que além de extremamente necessária, estava apenas começando. Se julgar necessário para complementar, comente sobre as novelas atuais, por exemplo, que contam com pouquíssimos atores negros em seus elencos e quando existem, representam pessoas que moram em favelas, empregadas domésticas, motoristas, porteiros etc, apesar de a população negra representar metade da população do país.

Depois da leitura, apresente o slide com as questões sobre o artigo de Abdias do Nascimento, projetando-as, entregando cópias impressas, escrevendo no quadro ou lendo-as para a turma. É esperado que os estudantes respondam que os principais objetivos do TEN era contribuir para o fim da opressão e exploração racial sofridas pelo povo negro no Brasil e ajudar a formar um Brasil melhor, onde todas as raças e culturas fossem respeitadas, combatendo o racismo no teatro, na televisão e na educação. Que Abdias do Nascimento afirma que a elite brasileira tem uma face primeiramente europeia no exterior, porque as peças de teatro, novelas e filmes brasileiros representavam uma população majoritariamente branca, por não haver a inclusão de artistas negros nestas artes e porque buscava imitar valores europeus e norte-americanos, ignorando a cultura brasileira e a contribuição negra para a formação desta cultura.

Escreva no quadro os principais comentários apresentados pelos estudantes na discussão.

Material complementar:

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide da Problematização aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são uma imagem de Abdias do Nascimento na peça Otelo, resumo da trajetória do Teatro Experimental do Negro, e um trecho de um artigo do próprio Abdias do Nascimento sobre a importância desta companhia de teatro.

Apresente a imagem de Abdias do Nascimento e aguarde as respostas dos estudantes aos questionamentos. É esperado que os alunos respondam que na foto está Abdias do Nascimento e que está vestido assim pois estava participando de uma peça de teatro.

Na sequência, apresente o slide com pequeno resumo sobre a trajetória do TEN, projetando-o para a turma ou entregando cópias impressas aos estudantes. Informe que Otelo é uma peça muito antiga e tradicional, escrita por Willian Shakespeare, um dramaturgo inglês, no século XVII, e que apesar de Otelo ser um general mouro (árabe), este personagem era tradicionalmente representado por atores brancos. Comente que o grupo teatral tornou como atores pessoas que trabalhavam com as mais diversas atividades, como operários e empregadas domésticas, valorizando-lhes; outro ponto que merece destaque foi a alfabetização dos que não sabiam ler, para que pudessem ler os textos das peças em que atuariam; que já em sua estreia, ocupou um local de destaque, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, local de encontro da elite eurocêntrica da época, com a peça
O imperador Jones, escolhendo uma obra que trata de problemas raciais. Vale ressaltar também que sua atuação foi muito além das obras teatrais, pois criou entidades e promoveu ações culturais voltadas à valorização das populações negras; sendo proibido de participar de encontro no exterior no ano de 1966, durante o início da ditadura militar iniciada em 1964 no Brasil. Neste sentido, o TEN foi um local de sociabilidades, de valorização da cultura negra e de reafirmação de identidades, pois acolhia de diversas formas seus integrantes e Abdias do Nascimento foi um personagem histórico brasileiro muito importante por ser um ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, além de ser escritor, poeta, dramaturgo, ator, professor e político.

Em seguida, apresente o trecho do artigo de Abdias do Nascimento sobre o TEN, projetando-o ou entregando cópias impressas aos alunos. Dê um tempo para que leiam o artigo e, se desejar, poderá informar que o TEN, como se percebe no texto, almejava uma sociedade que respeitasse todas as diferenças e acolhesse a todos de modo igualitário em direitos e responsabilidades, tendo como meta final um país melhor, sendo que sua atuação não se restringia apenas nas peças em que encenava, mas em outros segmentos sociais, no combate a todas as formas de dominação, opressão e exploração raciais arraigadas na sociedade brasileira, que por vezes poderiam até passar despercebidas. Aponte que a prática do racismo no Brasil estava imposta de modo tão forte em alguns segmentos, que ao passo que enquanto isso ocorria aqui, no exterior a imagem que se vendia era outra, pois as novelas, peças de teatro e filmes brasileiros traziam em seu elenco, majoritariamente atores brancos, que muitas vezes, utilizavam maquiagem e adereços para se passarem por pessoas negras. Aponte que essa prática racista não levava em consideração a real contribuição da população negra para o desenvolvimento do país, sendo deixada de lado como um elemento invisível, enquanto valores europeus e norte americanos eram supervalorizados. Vale ressaltar que o TEN foi um ponto de encontro e de acolhimento também, além de fortalecer seus integrantes inferiorizados por um sociedade que se julgava superior e que fica clara a visão do autor sobre a necessidade da atuação de movimentos sociais e de grupos como o TEN em promover os direitos civis e humanos das populações negras, que além de extremamente necessária, estava apenas começando. Se julgar necessário para complementar, comente sobre as novelas atuais, por exemplo, que contam com pouquíssimos atores negros em seus elencos e quando existem, representam pessoas que moram em favelas, empregadas domésticas, motoristas, porteiros etc, apesar da população negra representar metade da população do país.

Depois da leitura, apresente o slide com as questões sobre o artigo de Abdias do Nascimento, projetando-as, entregando cópias impressas, escrevendo no quadro ou lendo-as para a turma. É esperado que os estudantes respondam que os principais objetivos do TEN era contribuir para o fim da opressão e exploração racial sofridas pelo povo negro no Brasil e ajudar a formar um Brasil melhor, onde todas as raças e culturas fossem respeitadas, combatendo o racismo no teatro, na televisão e na educação. Que Abdias do Nascimento afirma que a elite brasileira tem uma face primeiramente europeia no exterior, porque as peças de teatro, novelas e filmes brasileiros representavam uma população majoritariamente branca, por não haver a inclusão de artistas negros nestas artes e porque buscava imitar valores europeus e norte-americanos, ignorando a cultura brasileira e a contribuição negra para a formação desta cultura.

Escreva no quadro os principais comentários apresentados pelos estudantes na discussão.

Material complementar:

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações:

Neste momento você deverá incentivar os estudantes a realizar uma esquete (pequena peça ou cena rápida) por grupo, que contenha de 2 a 3 minutos (para que todos possam apresentar) ao máximo, onde deverão demonstrar formas de racismo e como combatê-las. Caso queira, poderá dividir os grupos para que alguns demonstrem como ele ocorre e outros proponham ações de combate, dividindo a turma nestes dois segmentos. Você poderá sugerir, caso os alunos apresentem dificuldades para operacionalização da atividade, que alguns grupos poderão apresentar situações do cotidiano em que ocorre o racismo (nas novelas brasileiras geralmente as profissões de empregada doméstica, porteiro, motorista, segurança, cuidador de crianças e idosos, etc, são ligadas à pessoas negras; são suspeitas de crimes mesmo sem provas; a imposição social constante da moda em manter o cabelo liso num padrão eurocêntrico em detrimento do cabelo crespo; alimentos que possuem nomes pejorativos relacionados às populações negras; estereótipos físicos como morena clara ou mulata (que possui apelo sexual e é pejorativo) em detrimento à mulher negra) e formas de combatê-lo (valorização da cultura afrobrasileira, mudança nos nomes de alguns alimentos, trabalho sócio-educativo que inicie ainda na escola, entre outros). O objetivo da atividade é que os alunos percebam como o racismo está naturalizado em nossa sociedade e que é possível sim combatê-lo.

Projete, imprima ou transcreva no quadro a proposta de atividade: produção de uma esquete, tendo como eixo central o racismo e como combatê-lo.

Caso perceba que seja necessário para a realização da atividade, retome alguns dos comentários dados pelos estudantes nas etapas anteriores.

Como adequar à sua realidade: Caso queira, poderá em outra aula, com a permissão da coordenação escolar e auxílio de outros professores, realizar um teatro ou várias esquetes para serem apresentadas para os demais alunos e até para a comunidade escolar, tratando de temas como racismo e formas de combatê-lo.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade (EF09HI04), de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Projetor (caso este não esteja disponível, você poderá imprimir as imagens e os textos, dimensionando-os ao tamanho da folha para que todos os estudantes possam visualizá-las sem muita dificuldade). No caso dos textos, além da impressão eles poderão ser transcritos no quadro. Você também poderá fazer mais cópias destas fontes para ser entregues aos estudantes, dependendo da sua disponibilidade em relação ao número de cópias.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Pu8wJmt66qGtDZGVZ2D7hm37Y5wAhuaEk6sZcmSG2Xrbm3ZWZ9e5SphF7qJR/his9-04und01-contexto-1-imagem-ten.pdf

Contexto 2 - Imagem Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gsEd6ydyVCEwtp4fraJrrMdmMeHGaCPpYKpuSQD3X5pJF9pyuYt4cz2jv7XV/his9-04und01-contexto-2-imagem-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto 3 - Trecho do jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kfqDaxybDD7AQZHDXarrX2YuYMtKJZf8maW6yQ5DBg4b5pueemyyeW6rVKU5/his9-04und01-contexto-3-texto-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Para você saber mais:

BRASIL, Palmares Fundação Cultural. Teatro Experimental do Negro (TEN). Disponível em: .
Acesso em: 9 fev. 2019.

NASCIMENTO, Abdias do. Teatro Experimental do Negro: trajetória e reflexões. In.: Estudos Avançados. Vol. 18. N.º 50. São Paulo: 2005. Disponível em: . Acesso em: 24 jan. 2019.

Teatro Experimental do Negro. In.: Enciclopédia Itaú Cultural. Disponível em: . Acesso em: 9 fev. 2019.

BRASIL, Instituto de Pesquisas Afro Brasileiras. O imperador Jones. Disponível em: <http://ipeafro.org.br/acervo-digital/documentos/ten-atuacao-teatral/o-imperador-jones-1/>. Acesso em: 9 fev. 2019.

VIANA, Fausto. Quando a cor escapa da coxia - Trajes de cena do teatro Experimental do Negro. Disponível em: <http://www3.eca.usp.br/sites/default/files/form/biblioteca/acervo/producao-academica/002657808.pdf>. Acesso em: 9 fev. 2019.

ABDIAS NASCIMENTO. MUSEU AFRO BRASIL. Disponível em: <http://www.museuafrobrasil.org.br/pesquisa/hist%C3%B3ria-e-mem%C3%B3ria/historia-e-memoria/2014/12/10/abdias-nascimento>.
Acesso em: 9 fev. 2019.

A COR DA CULTURA. Abdias do Nascimento. Disponível em: <http://antigo.acordacultura.org.br/herois/heroi/abdiasnascimento>.
Acesso em: 9 fev. 2019.

BRASIL, Instituto Brasileiro de Geografia e estatística. População chega a 205,5 milhões, com menos brancos e mais pardos e pretos. Disponível em: <https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/18282-populacao-chega-a-205-5-milhoes-com-menos-brancos-e-mais-pardos-e-pretos>. Acesso em: 13 fev. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete o objetivo da aula utilizando este slide, outra alternativa é transcrevê-lo no quadro, caso queira, realizando a leitura do mesmo ou pedindo para que algum estudante o faça.

Sugere-se a disposição dos alunos em grupo de três, quatro ou cinco, pois permite uma melhor discussão do tema, enriquecendo o diálogo, para posteriormente dividir com todos os demais.

O objetivo da aula é que no fim da mesma os alunos percebam que após a Abolição (13 de maio de 1888) e, em meados do século XX, o Teatro Experimental do Negro, um dos movimentos sociais afro-brasileiros do período, foi essencial como local de resistência e de valorização da cultura da comunidade negra, pois inovou criando um grupo teatral composto majoritariamente de negros, das mais diversas profissões, que, além de não ser atores por profissão inicialmente, muitos tiveram que ser alfabetizados para poder ler os textos das peças em que atuariam, pois eram até então analfabetos. O TEN além de promover o combate ao racismo e a conscientização da sociedade, atuou de forma política, promovendo e criando entidades e mostras culturais sobre a temática, a fim de exercer sua função social de forma plena. É essencial que os estudantes percebam como o TEN foi importante ao inovar propondo um teatro de negros numa sociedade elitista e eurocentrista, num período bastante conturbado da História do país.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide do Contexto aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são duas imagens relacionadas ao Teatro Experimental do Negro, a primeira, uma fotografia de um ensaio do grupo para a peça Sortilégio e a segunda uma imagem do jornal Folha Carioca que traz uma matéria sobre o TEN e a Orquestra Afro Brasileira. É essencial que os estudantes percebam os elementos que compõem as imagens e, para tanto, as questões do slide auxiliam a percepção de alguns detalhes.

Caso perceba que os estudantes estão com dificuldades para analisar a fotografia fomente os comentários contribuindo com perguntas como: Quem são as pessoas retratadas na fotografia? O que estão fazendo? Que etnias representam? Como são suas roupas? Que período histórico provável pode ser? Onde estão? Dê um tempo para que os estudantes formulem hipóteses e em seguida, apresente a imagem do jornal, projetando-a ou entregando cópias impressas. Questione sobre as informações que conseguem inferir por meio da imagem (Nome do jornal, cidade onde circulava, data e título e manchete da matéria. Se tiverem dificuldade, aponte estas informações comentando que se trata de um jornal que circulava no Rio de Janeiro, Folha Carioca, datado de 1946, que há imagens que retratam a cultura negra, além da matéria que traz abaixo do título “Expansão dos negros brasileiros nas artes” com a frase: “O Teatro Experimental do Negro e a Orquestra Afro-Brasileira lutam pela emancipação mental do homem de cor”; e valendo-se deste trecho é possível perceber que ambos os movimentos sociais citados almejavam os direitos civis e humanos igualitários para a população negra, pois, mesmo após algumas décadas da Abolição, não havia equidade na sociedade brasileira. Pergunte se agora os estudantes já conseguem identificar quem são as pessoas retratadas na fotografia. É possível que alguns alunos percebam que as pessoas da fotografia são atores que faziam parte do Teatro Experimental do Negro. Se não conseguirem fazer esta relação, informe que são atores ensaiando para uma peça chamada Sortilégio, em uma companhia de teatro majoritariamente negra.

Projete o trecho da matéria do jornal transcrita no slide ou entregue cópias impressas aos estudantes e questione sobre qual o tema tratado na notícia, destacando o fato de a comunidade negra ter contribuído muito para a independência econômica dos povos em todas as épocas, em especial do Brasil, devido aos séculos de escravidão; e no momento desta publicação estão se voltando para as artes, contribuindo também, de outra forma.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Pu8wJmt66qGtDZGVZ2D7hm37Y5wAhuaEk6sZcmSG2Xrbm3ZWZ9e5SphF7qJR/his9-04und01-contexto-1-imagem-ten.pdf

Contexto 2 - Imagem Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gsEd6ydyVCEwtp4fraJrrMdmMeHGaCPpYKpuSQD3X5pJF9pyuYt4cz2jv7XV/his9-04und01-contexto-2-imagem-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto 3 - Trecho do Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kfqDaxybDD7AQZHDXarrX2YuYMtKJZf8maW6yQ5DBg4b5pueemyyeW6rVKU5/his9-04und01-contexto-3-texto-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide do Contexto aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são duas imagens relacionadas ao Teatro Experimental do Negro, a primeira, uma fotografia de um ensaio do grupo para a peça Sortilégio e a segunda uma imagem do jornal Folha Carioca que traz uma matéria sobre o TEN e a Orquestra Afro Brasileira. É essencial que os estudantes percebam os elementos que compõem as imagens e, para tanto, as questões do slide auxiliam a percepção de alguns detalhes.

Caso perceba que os estudantes estão com dificuldades para analisar a fotografia fomente os comentários contribuindo com perguntas como: Quem são as pessoas retratadas na fotografia? O que estão fazendo? Que etnias representam? Como são suas roupas? Que período histórico provável pode ser? Onde estão?. Dê um tempo para que os estudantes formulem hipóteses e em seguida, apresente a imagem do jornal, projetando-a ou entregando cópias impressas aos estudantes. Questione sobre as informações que conseguem inferir por meio da imagem (nome do jornal, cidade onde circulava, data e título e manchete da matéria), se tiverem dificuldade, aponte estas informações comentando que se trata de um jornal que circulava no Rio de Janeiro, Folha Carioca, datado de 1946, que há imagens que retratam a cultura negra, além da matéria que traz abaixo do título “Expansão dos negros brasileiros nas artes” com a frase: “O Teatro Experimental do Negro e a Orquestra Afro-Brasileira lutam pela emancipação mental do homem de cor”; e valendo-se deste trecho é possível perceber que ambos os movimentos sociais citados almejavam os direitos civis e humanos igualitários para a população negra pois mesmo após algumas décadas da Abolição, não havia equidade na sociedade brasileira. Pergunte se agora os estudantes já conseguem identificar quem são as pessoas retratadas na fotografia. É possível que alguns alunos percebam que as pessoas da fotografia são atores que faziam parte do Teatro Experimental do Negro. Se não conseguirem fazer essa relação, informe-os de que são atores ensaiando para uma peça chamada Sortilégio, em uma companhia de teatro majoritariamente negra.

Projete o trecho da matéria do jornal transcrita no slide ou entregue cópias impressas aos estudantes e questione sobre qual o tema tratado na notícia, destacando o fato de a comunidade negra ter contribuído muito para a independência econômica dos povos em todas as épocas, em especial do Brasil, devido aos séculos de escravidão; e no momento desta publicação estão se voltando para as artes, contribuindo também, de outra forma.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Pu8wJmt66qGtDZGVZ2D7hm37Y5wAhuaEk6sZcmSG2Xrbm3ZWZ9e5SphF7qJR/his9-04und01-contexto-1-imagem-ten.pdf

Contexto 2 - Imagem Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gsEd6ydyVCEwtp4fraJrrMdmMeHGaCPpYKpuSQD3X5pJF9pyuYt4cz2jv7XV/his9-04und01-contexto-2-imagem-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto 3 - Trecho do Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kfqDaxybDD7AQZHDXarrX2YuYMtKJZf8maW6yQ5DBg4b5pueemyyeW6rVKU5/his9-04und01-contexto-3-texto-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide do Contexto aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são duas imagens relacionadas ao Teatro Experimental do Negro, a primeira, uma fotografia de um ensaio do grupo para a peça Sortilégio e a segunda uma imagem do jornal Folha Carioca que traz uma matéria sobre o TEN e a Orquestra Afro Brasileira. É essencial que os estudantes percebam os elementos que compõem as imagens e, para tanto, as questões do slide auxiliam a percepção de alguns detalhes.

Caso perceba que os estudantes estão com dificuldades para analisar a fotografia fomente os comentários contribuindo com perguntas como: Quem são as pessoas retratadas na fotografia? O que estão fazendo? Que etnias representam? Como são suas roupas? Que período histórico provável pode ser? Onde estão?. Dê um tempo para que os estudantes formulem hipóteses e em seguida, apresente a imagem do jornal, projetando-a ou entregando cópias impressas aos estudantes. Questione-os sobre as informações que conseguem inferir por meio da imagem (nome do jornal, cidade onde circulava, data e título e manchete da matéria). Se tiverem dificuldade, aponte estas informações comentando que se trata de um jornal que circulava no Rio de Janeiro, Folha Carioca, datado de 1946, que há imagens que retratam a cultura negra, além da matéria que traz abaixo do título “Expansão dos negros brasileiros nas artes” com a frase: “O Teatro Experimental do Negro e a Orquestra Afro-Brasileira lutam pela emancipação mental do homem de cor”; e valendo-se deste trecho é possível perceber que ambos os movimentos sociais citados almejavam os direitos civis e humanos igualitários para a população negra pois mesmo após algumas décadas da Abolição, não havia equidade na sociedade brasileira. Pergunte se agora os estudantes já conseguem identificar quem são as pessoas retratadas na fotografia. É possível que alguns alunos percebam que as pessoas da fotografia são atores que faziam parte do Teatro Experimental do Negro. Se não conseguirem fazer essa relação, informe-os de que são atores ensaiando para uma peça chamada Sortilégio, em uma companhia de teatro majoritariamente negra.

Projete o trecho da matéria do jornal transcrita no slide ou entregue cópias impressas aos estudantes e questione sobre qual o tema tratado na notícia, destacando o fato de a comunidade negra ter contribuído muito para a independência econômica dos povos em todas as épocas, em especial do Brasil, devido aos séculos de escravidão; e no momento desta publicação estão se voltando para as artes, contribuindo também, de outra forma.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Pu8wJmt66qGtDZGVZ2D7hm37Y5wAhuaEk6sZcmSG2Xrbm3ZWZ9e5SphF7qJR/his9-04und01-contexto-1-imagem-ten.pdf

Contexto 2 - Imagem Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gsEd6ydyVCEwtp4fraJrrMdmMeHGaCPpYKpuSQD3X5pJF9pyuYt4cz2jv7XV/his9-04und01-contexto-2-imagem-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto 3 - Trecho do Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kfqDaxybDD7AQZHDXarrX2YuYMtKJZf8maW6yQ5DBg4b5pueemyyeW6rVKU5/his9-04und01-contexto-3-texto-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide do Contexto aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são duas imagens relacionadas ao Teatro Experimental do Negro, a primeira, uma fotografia de um ensaio do grupo para a peça Sortilégio e a segunda uma imagem do jornal Folha Carioca que traz uma matéria sobre o TEN e a Orquestra Afro Brasileira. É essencial que os estudantes percebam os elementos que compõem as imagens e para tanto, as questões do slide auxiliam a percepção de alguns detalhes.

Caso perceba que os estudantes estão com dificuldades para analisar a fotografia fomente os comentários contribuindo com perguntas como: Quem são as pessoas retratadas na fotografia? O que estão fazendo? Que etnias representam? Como são suas roupas? Que período histórico provável pode ser? Onde estão? Dê um tempo para que os estudantes formulem hipóteses e em seguida, apresente a imagem do jornal, projetando-a ou entregando cópias impressas aos estudantes. Questione-os sobre as informações que conseguem inferir por meio da imagem (nome do jornal, cidade onde circulava, data e título e manchete da matéria), se tiverem dificuldade, aponte essas informações comentando que se trata de um jornal que circulava no Rio de Janeiro, Folha Carioca, datado de 1946, que há imagens que retratam a cultura negra, além da matéria que traz abaixo do título “Expansão dos negros brasileiros nas artes” com a frase: “O Teatro Experimental do Negro e a Orquestra Afro-Brasileira lutam pela emancipação mental do homem de cor”; e valendo-se desse trecho pode se perceber que ambos os movimentos sociais citados, almejavam os direitos civis e humanos igualitários para a população negra pois mesmo após algumas décadas da Abolição, não havia equidade na sociedade brasileira. Pergunte se agora os estudantes já conseguem identificar quem são as pessoas retratadas na fotografia. É possível que alguns alunos percebam que as pessoas da fotografias são atores que faziam parte do Teatro Experimental do Negro. Se não conseguirem fazer essa relação, informe-os de que são atores ensaiando para uma peça chamada Sortilégio, em uma companhia de teatro majoritariamente negra.

Projete o trecho da matéria do jornal transcrita no slide ou entregue cópias impressas aos estudantes e questione sobre qual o tema tratado na notícia, destacando o fato de a comunidade negra ter contribuído muito para a independência econômica dos povos em todas as épocas, em especial do Brasil, devido aos séculos de escravidão; e no momento desta publicação estão se voltando para as artes, contribuindo também, de outra forma.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Pu8wJmt66qGtDZGVZ2D7hm37Y5wAhuaEk6sZcmSG2Xrbm3ZWZ9e5SphF7qJR/his9-04und01-contexto-1-imagem-ten.pdf

Contexto 2 - Imagem Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gsEd6ydyVCEwtp4fraJrrMdmMeHGaCPpYKpuSQD3X5pJF9pyuYt4cz2jv7XV/his9-04und01-contexto-2-imagem-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto 3 - Trecho do Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kfqDaxybDD7AQZHDXarrX2YuYMtKJZf8maW6yQ5DBg4b5pueemyyeW6rVKU5/his9-04und01-contexto-3-texto-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

Professor, projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide do Contexto aos estudantes. As fontes a se apresentadas são duas imagens relacionadas ao Teatro Experimental do Negro, a primeira, uma fotografia de um ensaio do grupo para a peça Sortilégio e a segunda uma imagem do jornal Folha Carioca que traz uma matéria sobre o TEN e a Orquestra Afro Brasileira. É essencial que os estudantes percebam os elementos que compõem as imagens e para tanto, as questões do slide auxiliam a percepção de alguns detalhes.

Caso perceba que os estudantes estão com dificuldades para analisar a fotografia fomente os comentários contribuindo com perguntas como: Quem são as pessoas retratadas na fotografia? O que estão fazendo? Que etnias representam? Como são suas roupas? Que período histórico provável pode ser? Onde estão? Dê um tempo para que os estudantes formulem hipóteses e em seguida, apresente a imagem do jornal, projetando-a ou entregando cópias impressas aos estudantes. Questione-os sobre as informações que conseguem inferir por meio da imagem (nome do jornal, cidade onde circulava, data e título e manchete da matéria). Se tiverem dificuldade, aponte essas informações comentando que se trata de um jornal que circulava no Rio de Janeiro, Folha Carioca, datado de 1946, que há imagens que retratam a cultura negra, além da matéria que traz abaixo do título “Expansão dos negros brasileiros nas artes” com a frase: “O Teatro Experimental do Negro e a Orquestra Afro-Brasileira lutam pela emancipação mental do homem de cor”; e valendo-se deste trecho pode se perceber que ambos os movimentos sociais citados, almejavam os direitos civis e humanos igualitários para a população negra pois mesmo após algumas décadas da Abolição, não havia equidade na sociedade brasileira. Pergunte se agora os estudantes já conseguem identificar quem são as pessoas retratadas na fotografia. É possível que alguns alunos percebam que as pessoas da fotografia são atores que faziam parte do Teatro Experimental do Negro. Se não conseguirem fazer essa relação, informe-os de que são atores ensaiando para uma peça chamada Sortilégio, em uma companhia de teatro majoritariamente negra.

Projete o trecho da matéria do jornal transcrita no slide ou entregue cópias impressas aos estudantes e questione sobre qual o tema tratado na notícia, destacando o fato de a comunidade negra ter contribuído muito para a independência econômica dos povos em todas as épocas, em especial do Brasil, devido aos séculos de escravidão; e no momento desta publicação estão se voltando para as artes, contribuindo também, de outra forma.

Material complementar:

Contexto 1 - Imagem TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Pu8wJmt66qGtDZGVZ2D7hm37Y5wAhuaEk6sZcmSG2Xrbm3ZWZ9e5SphF7qJR/his9-04und01-contexto-1-imagem-ten.pdf

Contexto 2 - Imagem Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/gsEd6ydyVCEwtp4fraJrrMdmMeHGaCPpYKpuSQD3X5pJF9pyuYt4cz2jv7XV/his9-04und01-contexto-2-imagem-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Contexto 3 - Trecho do Jornal Folha Carioca de 7 de agosto de 1946 para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kfqDaxybDD7AQZHDXarrX2YuYMtKJZf8maW6yQ5DBg4b5pueemyyeW6rVKU5/his9-04und01-contexto-3-texto-jornal-folha-carioca-de-07-de-agosto-de-1946.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide da Problematização aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são uma imagem de Abdias do Nascimento na peça Otelo, resumo da trajetória do Teatro Experimental do Negro, e um trecho de um artigo do próprio Abdias do Nascimento sobre a importância desta companhia de teatro.

Apresente a imagem de Abdias do Nascimento e aguarde as respostas dos estudantes aos questionamentos. É esperado que os alunos respondam que na foto está Abdias do Nascimento e que está vestido assim pois estava participando de uma peça de teatro.

Na sequência, apresente o slide com pequeno resumo sobre a trajetória do TEN, projetando-o para a turma ou entregando cópias impressas aos estudantes. Informe-os de que Otelo é uma peça muito antiga e tradicional, escrita por Willian Shakespeare, um dramaturgo inglês, no século XVII, e que, apesar de Otelo ser um general mouro (árabe), este personagem era tradicionalmente representado por atores brancos. Comente que o grupo teatral tornou atores pessoas que trabalhavam com as mais diversas atividades, como operários e empregadas domésticas, valorizando-lhes; outro ponto que merece destaque foi a alfabetização dos que não sabiam ler, para que pudessem ler os textos das peças em que atuariam; que já em sua estreia, ocupou um local de destaque, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, local de encontro da elite eurocêntrica da época, com a peça
O Imperador Jones, escolhendo uma obra que trata de problemas raciais. Vale ressaltar também que sua atuação foi muito além das obras teatrais, pois criou entidades e promoveu ações culturais voltadas à valorização das populações negras; sendo proibido de participar de encontro no exterior, no ano de 1966, durante o início da ditadura militar, iniciada em 1964 no Brasil. Neste sentido, o TEN foi um local de sociabilidades, de valorização da cultura negra e de reafirmação de identidades, pois acolhia de diversas formas seus integrantes e Abdias do Nascimento foi um personagem histórico brasileiro muito importante por ser um ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, além de ser escritor, poeta, dramaturgo, ator, professor e político.

Em seguida, apresente o trecho do artigo de Abdias do Nascimento sobre o TEN, projetando-o ou entregando cópias impressas aos alunos. Dê um tempo para que leiam o artigo e, se desejar, poderá informar que o TEN, como se percebe no texto, almejava uma sociedade que respeitasse todas as diferenças e acolhesse a todos de modo igualitário em direitos e responsabilidades, tendo como meta final um país melhor, sendo que sua atuação não se restringia apenas às peças em que encenava, mas em outros segmentos sociais, no combate a todas as formas de dominação, opressão e exploração raciais arraigadas na sociedade brasileira, que por vezes poderiam até passar despercebidas. Aponte que a prática do racismo no Brasil estava imposta de modo tão forte em alguns segmentos, que, ao passo que enquanto isso ocorria aqui, no exterior a imagem que se vendia era outra, pois novelas, peças de teatro e filmes brasileiros traziam em seu elenco, majoritariamente atores brancos, que muitas vezes, utilizavam maquiagem e adereços para se passarem por pessoas negras. Aponte que esta prática racista não levava em consideração a real contribuição da população negra para o desenvolvimento do país, sendo deixada de lado como um elemento invisível, enquanto valores europeus e norte americanos eram supervalorizados. Vale ressaltar que o TEN foi um ponto de encontro e de acolhimento também, além de fortalecer seus integrantes inferiorizados por um sociedade que se julgava superior e que fica clara a visão do autor sobre a necessidade da atuação de movimentos sociais e de grupos como o TEN em promover os direitos civis e humanos das populações negras, que além de extremamente necessária, estava apenas começando. Se julgar necessário para complementar, comente sobre as novelas atuais, por exemplo, que contam com pouquíssimos atores negros em seus elencos e quando existem, representam pessoas que moram em favelas, empregadas domésticas, motoristas, porteiros etc, apesar de a população negra representar metade da população do país.

Depois da leitura, apresente o slide com as questões sobre o artigo de Abdias do Nascimento, projetando-as, entregando cópias impressas, escrevendo no quadro ou lendo-as para a turma. É esperado que os estudantes respondam que os principais objetivos do TEN era contribuir para o fim da opressão e exploração racial sofridas pelo povo negro no Brasil e ajudar a formar um Brasil melhor, onde todas as raças e culturas fossem respeitadas, combatendo o racismo no teatro, na televisão e na educação. Que Abdias do Nascimento afirma que a elite brasileira tem uma face primeiramente europeia no exterior, porque as peças de teatro, novelas e filmes brasileiros representavam uma população majoritariamente branca, por não haver a inclusão de artistas negros nestas artes e porque buscava imitar valores europeus e norte-americanos, ignorando a cultura brasileira e a contribuição negra para a formação desta cultura.

Escreva no quadro os principais comentários apresentados pelos estudantes na discussão.

Material complementar:

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide da Problematização aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são uma imagem de Abdias do Nascimento na peça Otelo, resumo da trajetória do Teatro Experimental do Negro, e um trecho de um artigo do próprio Abdias do Nascimento sobre a importância desta companhia de teatro.

Apresente a imagem de Abdias do Nascimento e aguarde as respostas dos estudantes aos questionamentos. É esperado que os alunos respondam que na foto está Abdias do Nascimento e que está vestido assim pois estava participando de uma peça de teatro.

Na sequência, apresente o slide com pequeno resumo sobre a trajetória do TEN, projetando-o para a turma ou entregando cópias impressas aos estudantes. Informe-os de Otelo é uma peça muito antiga e tradicional, escrita por Willian Shakespeare, um dramaturgo inglês, no século XVII, e que, apesar de Otelo ser um general mouro (árabe), este personagem era tradicionalmente representado por atores brancos. Comente que o grupo teatral tornou como atores pessoas que trabalhavam com as mais diversas atividades, como operários e empregadas domésticas, valorizando-lhes; outro ponto que merece destaque foi a alfabetização dos que não sabiam ler, para que pudessem ler os textos das peças em que atuariam; que já em sua estreia, ocupou um local de destaque, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, local de encontro da elite eurocêntrica da época, com a peça
O Imperador Jones, escolhendo uma obra que trata de problemas raciais. Vale ressaltar também que sua atuação foi muito além das obras teatrais, pois criou entidades e promoveu ações culturais voltadas à valorização das populações negras; sendo proibido de participar de encontro no exterior, no ano de 1966, durante o início da ditadura militar, iniciada em 1964 no Brasil. Neste sentido, o TEN foi um local de sociabilidades, de valorização da cultura negra e de reafirmação de identidades, pois acolhia de diversas formas seus integrantes e Abdias do Nascimento foi um personagem histórico brasileiro muito importante por ser um ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, além de ser escritor, poeta, dramaturgo, ator, professor e político.

Em seguida, apresente o trecho do artigo de Abdias do Nascimento sobre o TEN, projetando-o ou entregando cópias impressas aos alunos. Dê um tempo para que leiam o artigo e, se desejar, poderá informar que o TEN, como se percebe no texto, almejava uma sociedade que respeitasse todas as diferenças e acolhesse a todos de modo igualitário em direitos e responsabilidades, tendo como meta final um país melhor, sendo que sua atuação não se restringia apenas nas peças em que encenava, mas em outros segmentos sociais, no combate a todas as formas de dominação, opressão e exploração raciais arraigadas na sociedade brasileira, que por vezes poderiam até passar despercebidas. Aponte que a prática do racismo no Brasil estava imposta de modo tão forte em alguns segmentos, que, ao passo que enquanto isso ocorria aqui, no exterior a imagem que se vendia era outra, pois novelas, peças de teatro e filmes brasileiros traziam em seu elenco, majoritariamente atores brancos, que muitas vezes, utilizavam maquiagem e adereços para se passarem por pessoas negras. Aponte que esta prática racista não levava em consideração a real contribuição da população negra para o desenvolvimento do país, sendo deixada de lado como um elemento invisível, enquanto valores europeus e norte americanos eram supervalorizados. Vale ressaltar que o TEN foi um ponto de encontro e de acolhimento também, além de fortalecer seus integrantes inferiorizados por um sociedade que se julgava superior e que fica clara a visão do autor sobre a necessidade da atuação de movimentos sociais e de grupos como o TEN em promover os direitos civis e humanos das populações negras, que além de extremamente necessária, estava apenas começando. Se julgar necessário para complementar, comente sobre as novelas atuais, por exemplo, que contam com pouquíssimos atores negros em seus elencos e quando existem, representam pessoas que moram em favelas, empregadas domésticas, motoristas, porteiros etc, apesar de a população negra representar metade da população do país.

Depois da leitura, apresente o slide com as questões sobre o artigo de Abdias do Nascimento, projetando-as, entregando cópias impressas, escrevendo no quadro ou lendo-as para a turma. É esperado que os estudantes respondam que os principais objetivos do TEN era contribuir para o fim da opressão e exploração racial sofridas pelo povo negro no Brasil e ajudar a formar um Brasil melhor, onde todas as raças e culturas fossem respeitadas, combatendo o racismo no teatro, na televisão e na educação. Que Abdias do Nascimento afirma que a elite brasileira tem uma face primeiramente europeia no exterior, porque peças de teatro, novelas e filmes brasileiros representavam uma população majoritariamente branca, por não haver a inclusão de artistas negros nestas artes e porque buscava imitar valores europeus e norte-americanos, ignorando a cultura brasileira e a contribuição negra para a formação desta cultura.

Escreva no quadro os principais comentários apresentados pelos estudantes na discussão.

Material complementar:

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide da Problematização aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são uma imagem de Abdias do Nascimento na peça Otelo, resumo da trajetória do Teatro Experimental do Negro, e um trecho de um artigo do próprio Abdias do Nascimento sobre a importância desta companhia de teatro.

Apresente a imagem de Abdias do Nascimento e aguarde as respostas dos estudantes aos questionamentos. É esperado que os alunos respondam que na foto está Abdias do Nascimento e que está vestido assim pois estava participando de uma peça de teatro.

Na sequência, apresente o slide com pequeno resumo sobre a trajetória do TEN, projetando-o para a turma ou entregando cópias impressas aos estudantes. Informe que Otelo é uma peça muito antiga e tradicional, escrita por Willian Shakespeare, um dramaturgo inglês, no século XVII, e que apesar de Otelo ser um general mouro (árabe), este personagem era tradicionalmente representado por atores brancos. Comente que o grupo teatral tornou como atores pessoas que trabalhavam com as mais diversas atividades, como operários e empregadas domésticas, valorizando-lhes; outro ponto que merece destaque foi a alfabetização dos que não sabiam ler, para que pudessem ler os textos das peças em que atuariam; que já em sua estreia, ocupou um local de destaque, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, local de encontro da elite eurocêntrica da época, com a peça O Imperador Jones, escolhendo uma obra que trata de problemas raciais. Vale ressaltar também que sua atuação foi muito além das obras teatrais, pois criou entidades e promoveu ações culturais voltadas à valorização das populações negras; sendo proibido de participar de encontro no exterior no ano de 1966, durante o início da ditadura militar, iniciada em 1964 no Brasil. Nesse sentido, o TEN foi um local de sociabilidades, de valorização da cultura negra e de reafirmação de identidades, pois acolhia de diversas formas seus integrantes e Abdias do Nascimento foi um personagem histórico brasileiro muito importante por ser um ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, além de ser escritor, poeta, dramaturgo, ator, professor e político.

Em seguida, apresente o trecho do artigo de Abdias do Nascimento sobre o TEN, projetando-o ou entregando cópias impressas aos alunos. Dê um tempo para que leiam o artigo e, se desejar, poderá informar que o TEN, como se percebe no texto, almejava uma sociedade que respeitasse todas as diferenças e acolhesse a todos de modo igualitário em direitos e responsabilidades, tendo como meta final um país melhor, sendo que sua atuação não se restringia apenas nas peças em que encenava, mas em outros segmentos sociais, no combate a todas as formas de dominação, opressão e exploração raciais arraigadas na sociedade brasileira, que por vezes poderiam até passar despercebidas. Aponte que a prática do racismo no Brasil estava imposta de modo tão forte em alguns segmentos, que ao passo que enquanto isso ocorria aqui, no exterior a imagem que se vendia era outra, pois as novelas, peças de teatro e filmes brasileiros traziam em seu elenco, majoritariamente atores brancos, que muitas vezes, utilizavam maquiagem e adereços para se passarem por pessoas negras. Aponte que esta prática racista não levava em consideração a real contribuição da população negra para o desenvolvimento do país, sendo deixada de lado como um elemento invisível, enquanto valores europeus e norte americanos eram supervalorizados. Vale ressaltar que o TEN foi um ponto de encontro e de acolhimento também, além de fortalecer seus integrantes inferiorizados por um sociedade que se julgava superior e que fica clara a visão do autor sobre a necessidade da atuação de movimentos sociais e de grupos como o TEN em promover os direitos civis e humanos das populações negras, que além de extremamente necessária, estava apenas começando. Se julgar necessário para complementar, comente sobre as novelas atuais, por exemplo, que contam com pouquíssimos atores negros em seus elencos e quando existem, representam pessoas que moram em favelas, empregadas domésticas, motoristas, porteiros, etc, apesar de a população negra representar metade da população do país.

Depois da leitura, apresente o slide com as questões sobre o artigo de Abdias do Nascimento, projetando-as, entregando cópias impressas, escrevendo no quadro ou lendo-as para a turma. É esperado que os estudantes respondam que os principais objetivos do TEN era contribuir para o fim da opressão e exploração racial sofridas pelo povo negro no Brasil e ajudar a formar um Brasil melhor, onde todas as raças e culturas fossem respeitadas, combatendo o racismo no teatro, na televisão e na educação. Que Abdias do Nascimento afirma que a elite brasileira tem uma face primeiramente europeia no exterior, porque as peças de teatro, novelas e filmes brasileiros representavam uma população majoritariamente branca, por não haver a inclusão de artistas negros nestas artes e porque buscava imitar valores europeus e norte-americanos, ignorando a cultura brasileira e a contribuição negra para a formação desta cultura.

Escreva no quadro os principais comentários apresentados pelos estudantes na discussão.

Material complementar:

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide da Problematização aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são uma imagem de Abdias do Nascimento na peça Otelo, resumo da trajetória do Teatro Experimental do Negro, e um trecho de um artigo do próprio Abdias do Nascimento sobre a importância desta companhia de teatro.

Apresente a imagem de Abdias do Nascimento e aguarde as respostas dos estudantes aos questionamentos. É esperado que os alunos respondam que na foto está Abdias do Nascimento e que está vestido assim pois estava participando de uma peça de teatro.

Na sequência, apresente o slide com pequeno resumo sobre a trajetória do TEN, projetando-o para a turma ou entregando cópias impressas aos estudantes. Informe que Otelo é uma peça muito antiga e tradicional, escrita por Willian Shakespeare, um dramaturgo inglês, no século XVII, e que, apesar de Otelo ser um general mouro (árabe), este personagem era tradicionalmente representado por atores brancos. Comente que o grupo teatral tornou como atores pessoas que trabalhavam com as mais diversas atividades, como operários e empregadas domésticas, valorizando-lhes; outro ponto que merece destaque foi a alfabetização dos que não sabiam ler, para que pudessem ler os textos das peças em que atuariam; que já em sua estreia, ocupou um local de destaque, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, local de encontro da elite eurocêntrica da época, com a peça
O imperador Jones, escolhendo uma obra que trata de problemas raciais. Vale ressaltar também que sua atuação foi muito além das obras teatrais, pois criou entidades e promoveu ações culturais voltadas à valorização das populações negras; sendo proibido de participar de encontro no exterior no ano de 1966, durante o início da ditadura militar iniciada em 1964 no Brasil. Neste sentido, o TEN foi um local de sociabilidades, de valorização da cultura negra e de reafirmação de identidades, pois acolhia de diversas formas seus integrantes e Abdias do Nascimento foi um personagem histórico brasileiro muito importante por ser um ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, além de ser escritor, poeta, dramaturgo, ator, professor e político.

Em seguida, apresente o trecho do artigo de Abdias do Nascimento sobre o TEN, projetando-o ou entregando cópias impressas aos alunos. Dê um tempo para que leiam o artigo e, se desejar, poderá informar que o TEN, como se percebe no texto, almejava uma sociedade que respeitasse todas as diferenças e acolhesse a todos de modo igualitário em direitos e responsabilidades, tendo como meta final um país melhor, sendo que sua atuação não se restringia apenas nas peças em que encenava, mas em outros segmentos sociais, no combate a todas as formas de dominação, opressão e exploração raciais arraigadas na sociedade brasileira, que por vezes poderiam até passar despercebidas. Aponte que a prática do racismo no Brasil estava imposta de modo tão forte em alguns segmentos, que, ao passo que enquanto isso ocorria aqui, no exterior a imagem que se vendia era outra, pois as novelas, peças de teatro e filmes brasileiros traziam em seu elenco, majoritariamente atores brancos, que muitas vezes, utilizavam maquiagem e adereços para se passarem por pessoas negras. Aponte que essa prática racista não levava em consideração a real contribuição da população negra para o desenvolvimento do país, sendo deixada de lado como um elemento invisível, enquanto valores europeus e norte americanos eram supervalorizados. Vale ressaltar que o TEN foi um ponto de encontro e de acolhimento também, além de fortalecer seus integrantes inferiorizados por um sociedade que se julgava superior e que fica clara a visão do autor sobre a necessidade da atuação de movimentos sociais e de grupos como o TEN em promover os direitos civis e humanos das populações negras, que além de extremamente necessária, estava apenas começando. Se julgar necessário para complementar, comente sobre as novelas atuais, por exemplo, que contam com pouquíssimos atores negros em seus elencos e quando existem, representam pessoas que moram em favelas, empregadas domésticas, motoristas, porteiros etc, apesar de a população negra representar metade da população do país.

Depois da leitura, apresente o slide com as questões sobre o artigo de Abdias do Nascimento, projetando-as, entregando cópias impressas, escrevendo no quadro ou lendo-as para a turma. É esperado que os estudantes respondam que os principais objetivos do TEN era contribuir para o fim da opressão e exploração racial sofridas pelo povo negro no Brasil e ajudar a formar um Brasil melhor, onde todas as raças e culturas fossem respeitadas, combatendo o racismo no teatro, na televisão e na educação. Que Abdias do Nascimento afirma que a elite brasileira tem uma face primeiramente europeia no exterior, porque peças de teatro, novelas e filmes brasileiros representavam uma população majoritariamente branca, por não haver a inclusão de artistas negros nestas artes e porque buscava imitar valores europeus e norte-americanos, ignorando a cultura brasileira e a contribuição negra para a formação desta cultura.

Escreva no quadro os principais comentários apresentados pelos estudantes na discussão.

Material complementar:

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide da Problematização aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são uma imagem de Abdias do Nascimento na peça Otelo, resumo da trajetória do Teatro Experimental do Negro, e um trecho de um artigo do próprio Abdias do Nascimento sobre a importância desta companhia de teatro.

Apresente a imagem de Abdias do Nascimento e aguarde as respostas dos estudantes aos questionamentos. É esperado que os alunos respondam que na foto está Abdias do Nascimento e que está vestido assim pois estava participando de uma peça de teatro.

Na sequência, apresente o slide com pequeno resumo sobre a trajetória do TEN, projetando-o para a turma ou entregando cópias impressas aos estudantes. Informe que Otelo é uma peça muito antiga e tradicional, escrita por Willian Shakespeare, um dramaturgo inglês, no século XVII, e que apesar de Otelo ser um general mouro (árabe), este personagem era tradicionalmente representado por atores brancos. Comente que o grupo teatral tornou como atores pessoas que trabalhavam com as mais diversas atividades, como operários e empregadas domésticas, valorizando-lhes; outro ponto que merece destaque foi a alfabetização dos que não sabiam ler, para que pudessem ler os textos das peças em que atuariam; que já em sua estreia, ocupou um local de destaque, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, local de encontro da elite eurocêntrica da época, com a peça
O imperador Jones, escolhendo uma obra que trata de problemas raciais. Vale ressaltar também que sua atuação foi muito além das obras teatrais, pois criou entidades e promoveu ações culturais voltadas à valorização das populações negras; sendo proibido de participar de encontro no exterior no ano de 1966, durante o início da ditadura militar iniciada em 1964 no Brasil. Neste sentido, o TEN foi um local de sociabilidades, de valorização da cultura negra e de reafirmação de identidades, pois acolhia de diversas formas seus integrantes e Abdias do Nascimento foi um personagem histórico brasileiro muito importante por ser um ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, além de ser escritor, poeta, dramaturgo, ator, professor e político.

Em seguida, apresente o trecho do artigo de Abdias do Nascimento sobre o TEN, projetando-o ou entregando cópias impressas aos alunos. Dê um tempo para que leiam o artigo e, se desejar, poderá informar que o TEN, como se percebe no texto, almejava uma sociedade que respeitasse todas as diferenças e acolhesse a todos de modo igualitário em direitos e responsabilidades, tendo como meta final um país melhor, sendo que sua atuação não se restringia apenas nas peças em que encenava, mas em outros segmentos sociais, no combate a todas as formas de dominação, opressão e exploração raciais arraigadas na sociedade brasileira, que por vezes poderiam até passar despercebidas. Aponte que a prática do racismo no Brasil estava imposta de modo tão forte em alguns segmentos, que ao passo que enquanto isso ocorria aqui, no exterior a imagem que se vendia era outra, pois as novelas, peças de teatro e filmes brasileiros traziam em seu elenco, majoritariamente atores brancos, que muitas vezes, utilizavam maquiagem e adereços para se passarem por pessoas negras. Aponte que esta prática racista não levava em consideração a real contribuição da população negra para o desenvolvimento do país, sendo deixada de lado como um elemento invisível, enquanto valores europeus e norte americanos eram supervalorizados. Vale ressaltar que o TEN foi um ponto de encontro e de acolhimento também, além de fortalecer seus integrantes inferiorizados por um sociedade que se julgava superior e que fica clara a visão do autor sobre a necessidade da atuação de movimentos sociais e de grupos como o TEN em promover os direitos civis e humanos das populações negras, que além de extremamente necessária, estava apenas começando. Se julgar necessário para complementar, comente sobre as novelas atuais, por exemplo, que contam com pouquíssimos atores negros em seus elencos e quando existem, representam pessoas que moram em favelas, empregadas domésticas, motoristas, porteiros etc, apesar de a população negra representar metade da população do país.

Depois da leitura, apresente o slide com as questões sobre o artigo de Abdias do Nascimento, projetando-as, entregando cópias impressas, escrevendo no quadro ou lendo-as para a turma. É esperado que os estudantes respondam que os principais objetivos do TEN era contribuir para o fim da opressão e exploração racial sofridas pelo povo negro no Brasil e ajudar a formar um Brasil melhor, onde todas as raças e culturas fossem respeitadas, combatendo o racismo no teatro, na televisão e na educação. Que Abdias do Nascimento afirma que a elite brasileira tem uma face primeiramente europeia no exterior, porque as peças de teatro, novelas e filmes brasileiros representavam uma população majoritariamente branca, por não haver a inclusão de artistas negros nestas artes e porque buscava imitar valores europeus e norte-americanos, ignorando a cultura brasileira e a contribuição negra para a formação desta cultura.

Escreva no quadro os principais comentários apresentados pelos estudantes na discussão.

Material complementar:

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide da Problematização aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são uma imagem de Abdias do Nascimento na peça Otelo, resumo da trajetória do Teatro Experimental do Negro, e um trecho de um artigo do próprio Abdias do Nascimento sobre a importância desta companhia de teatro.

Apresente a imagem de Abdias do Nascimento e aguarde as respostas dos estudantes aos questionamentos. É esperado que os alunos respondam que na foto está Abdias do Nascimento e que está vestido assim pois estava participando de uma peça de teatro.

Na sequência, apresente o slide com pequeno resumo sobre a trajetória do TEN, projetando-o para a turma ou entregando cópias impressas aos estudantes. Informe-os de que Otelo é uma peça muito antiga e tradicional, escrita por Willian Shakespeare, um dramaturgo inglês, no século XVII, e que apesar de Otelo ser um general mouro (árabe), este personagem era tradicionalmente representado por atores brancos. Comente que o grupo teatral tornou como atores pessoas que trabalhavam com as mais diversas atividades, como operários e empregadas domésticas, valorizando-lhes; outro ponto que merece destaque foi a alfabetização dos que não sabiam ler, para que pudessem ler os textos das peças em que atuariam; que já em sua estreia, ocupou um local de destaque, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, local de encontro da elite eurocêntrica da época, com a peça
O imperador Jones, escolhendo uma obra que trata de problemas raciais. Vale ressaltar também que sua atuação foi muito além das obras teatrais, pois criou entidades e promoveu ações culturais voltadas à valorização das populações negras; sendo proibido de participar de encontro no exterior no ano de 1966, durante o início da ditadura militar, iniciada em 1964 no Brasil. Nesse sentido, o TEN foi um local de sociabilidades, de valorização da cultura negra e de reafirmação de identidades, pois acolhia de diversas formas seus integrantes e Abdias do Nascimento foi um personagem histórico brasileiro muito importante por ser um ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, além de ser escritor, poeta, dramaturgo, ator, professor e político.

Em seguida, apresente o trecho do artigo de Abdias do Nascimento sobre o TEN, projetando-o ou entregando cópias impressas aos alunos. Dê um tempo para que leiam o artigo e, se desejar, poderá informar que o TEN, como se percebe no texto, almejava uma sociedade que respeitasse todas as diferenças e acolhesse a todos de modo igualitário em direitos e responsabilidades, tendo como meta final um país melhor, sendo que sua atuação não se restringia apenas nas peças em que encenava, mas em outros segmentos sociais, no combate a todas as formas de dominação, opressão e exploração raciais arraigadas na sociedade brasileira, que por vezes poderiam até passar despercebidas. Aponte que a prática do racismo no Brasil estava imposta de modo tão forte em alguns segmentos, que ao passo que enquanto isso ocorria aqui, no exterior a imagem que se vendia era outra, pois as novelas, peças de teatro e filmes brasileiros traziam em seu elenco, majoritariamente atores brancos, que muitas vezes, utilizavam maquiagem e adereços para se passarem por pessoas negras. Aponte que essa prática racista não levava em consideração a real contribuição da população negra para o desenvolvimento do país, sendo deixada de lado como um elemento invisível, enquanto valores europeus e norte americanos eram supervalorizados. Vale ressaltar que o TEN foi um ponto de encontro e de acolhimento também, além de fortalecer seus integrantes inferiorizados por um sociedade que se julgava superior e que fica clara a visão do autor sobre a necessidade da atuação de movimentos sociais e de grupos como o TEN em promover os direitos civis e humanos das populações negras, que além de extremamente necessária, estava apenas começando. Se julgar necessário para complementar, comente sobre as novelas atuais, por exemplo, que contam com pouquíssimos atores negros em seus elencos e quando existem, representam pessoas que moram em favelas, empregadas domésticas, motoristas, porteiros etc, apesar de a população negra representar metade da população do país.

Depois da leitura, apresente o slide com as questões sobre o artigo de Abdias do Nascimento, projetando-as, entregando cópias impressas, escrevendo no quadro ou lendo-as para a turma. É esperado que os estudantes respondam que os principais objetivos do TEN era contribuir para o fim da opressão e exploração racial sofridas pelo povo negro no Brasil e ajudar a formar um Brasil melhor, onde todas as raças e culturas fossem respeitadas, combatendo o racismo no teatro, na televisão e na educação. Que Abdias do Nascimento afirma que a elite brasileira tem uma face primeiramente europeia no exterior, porque as peças de teatro, novelas e filmes brasileiros representavam uma população majoritariamente branca, por não haver a inclusão de artistas negros nestas artes e porque buscava imitar valores europeus e norte-americanos, ignorando a cultura brasileira e a contribuição negra para a formação desta cultura.

Escreva no quadro os principais comentários apresentados pelos estudantes na discussão.

Material complementar:

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas do primeiro slide da Problematização aos estudantes. As fontes a ser apresentadas são uma imagem de Abdias do Nascimento na peça Otelo, resumo da trajetória do Teatro Experimental do Negro, e um trecho de um artigo do próprio Abdias do Nascimento sobre a importância desta companhia de teatro.

Apresente a imagem de Abdias do Nascimento e aguarde as respostas dos estudantes aos questionamentos. É esperado que os alunos respondam que na foto está Abdias do Nascimento e que está vestido assim pois estava participando de uma peça de teatro.

Na sequência, apresente o slide com pequeno resumo sobre a trajetória do TEN, projetando-o para a turma ou entregando cópias impressas aos estudantes. Informe que Otelo é uma peça muito antiga e tradicional, escrita por Willian Shakespeare, um dramaturgo inglês, no século XVII, e que apesar de Otelo ser um general mouro (árabe), este personagem era tradicionalmente representado por atores brancos. Comente que o grupo teatral tornou como atores pessoas que trabalhavam com as mais diversas atividades, como operários e empregadas domésticas, valorizando-lhes; outro ponto que merece destaque foi a alfabetização dos que não sabiam ler, para que pudessem ler os textos das peças em que atuariam; que já em sua estreia, ocupou um local de destaque, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, local de encontro da elite eurocêntrica da época, com a peça
O imperador Jones, escolhendo uma obra que trata de problemas raciais. Vale ressaltar também que sua atuação foi muito além das obras teatrais, pois criou entidades e promoveu ações culturais voltadas à valorização das populações negras; sendo proibido de participar de encontro no exterior no ano de 1966, durante o início da ditadura militar iniciada em 1964 no Brasil. Neste sentido, o TEN foi um local de sociabilidades, de valorização da cultura negra e de reafirmação de identidades, pois acolhia de diversas formas seus integrantes e Abdias do Nascimento foi um personagem histórico brasileiro muito importante por ser um ativista dos direitos civis e humanos das populações negras, além de ser escritor, poeta, dramaturgo, ator, professor e político.

Em seguida, apresente o trecho do artigo de Abdias do Nascimento sobre o TEN, projetando-o ou entregando cópias impressas aos alunos. Dê um tempo para que leiam o artigo e, se desejar, poderá informar que o TEN, como se percebe no texto, almejava uma sociedade que respeitasse todas as diferenças e acolhesse a todos de modo igualitário em direitos e responsabilidades, tendo como meta final um país melhor, sendo que sua atuação não se restringia apenas nas peças em que encenava, mas em outros segmentos sociais, no combate a todas as formas de dominação, opressão e exploração raciais arraigadas na sociedade brasileira, que por vezes poderiam até passar despercebidas. Aponte que a prática do racismo no Brasil estava imposta de modo tão forte em alguns segmentos, que ao passo que enquanto isso ocorria aqui, no exterior a imagem que se vendia era outra, pois as novelas, peças de teatro e filmes brasileiros traziam em seu elenco, majoritariamente atores brancos, que muitas vezes, utilizavam maquiagem e adereços para se passarem por pessoas negras. Aponte que essa prática racista não levava em consideração a real contribuição da população negra para o desenvolvimento do país, sendo deixada de lado como um elemento invisível, enquanto valores europeus e norte americanos eram supervalorizados. Vale ressaltar que o TEN foi um ponto de encontro e de acolhimento também, além de fortalecer seus integrantes inferiorizados por um sociedade que se julgava superior e que fica clara a visão do autor sobre a necessidade da atuação de movimentos sociais e de grupos como o TEN em promover os direitos civis e humanos das populações negras, que além de extremamente necessária, estava apenas começando. Se julgar necessário para complementar, comente sobre as novelas atuais, por exemplo, que contam com pouquíssimos atores negros em seus elencos e quando existem, representam pessoas que moram em favelas, empregadas domésticas, motoristas, porteiros etc, apesar da população negra representar metade da população do país.

Depois da leitura, apresente o slide com as questões sobre o artigo de Abdias do Nascimento, projetando-as, entregando cópias impressas, escrevendo no quadro ou lendo-as para a turma. É esperado que os estudantes respondam que os principais objetivos do TEN era contribuir para o fim da opressão e exploração racial sofridas pelo povo negro no Brasil e ajudar a formar um Brasil melhor, onde todas as raças e culturas fossem respeitadas, combatendo o racismo no teatro, na televisão e na educação. Que Abdias do Nascimento afirma que a elite brasileira tem uma face primeiramente europeia no exterior, porque as peças de teatro, novelas e filmes brasileiros representavam uma população majoritariamente branca, por não haver a inclusão de artistas negros nestas artes e porque buscava imitar valores europeus e norte-americanos, ignorando a cultura brasileira e a contribuição negra para a formação desta cultura.

Escreva no quadro os principais comentários apresentados pelos estudantes na discussão.

Material complementar:

Problematização 1 - Imagem de Abdias do Nascimento para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/TaTex8PTp6gSHFeYyEqqW5MDmXSVnkBU67hh8ZvTrMW89QNHsT9QGXMFQBRm/his9-04und01-problematizacao-1-imagem-abdias-do-nascimento.pdf

Problematização 2- Resumo sobre TEN para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EJkjM8sKF2p6E796yTqjsD8FeF4pcfEKXccJGS9J2jc6WBae723BcuZjNE3v/his9-04und01-problematizacao-2-resumo-ten.pdf

Problematização 3 - Trecho do artigo “O teatro negro como agente de ação social” para impressão:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ducpVCT23hVPTmXRmVUngfUPVQA5eQsRjnJHExQZNTDqzFNxHrGZmXb2QtW5/his9-04und01-problematizacao-3-texto-artigo-o-teatro-negro-como-agente-de-acao-social.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações:

Neste momento você deverá incentivar os estudantes a realizar uma esquete (pequena peça ou cena rápida) por grupo, que contenha de 2 a 3 minutos (para que todos possam apresentar) ao máximo, onde deverão demonstrar formas de racismo e como combatê-las. Caso queira, poderá dividir os grupos para que alguns demonstrem como ele ocorre e outros proponham ações de combate, dividindo a turma nestes dois segmentos. Você poderá sugerir, caso os alunos apresentem dificuldades para operacionalização da atividade, que alguns grupos poderão apresentar situações do cotidiano em que ocorre o racismo (nas novelas brasileiras geralmente as profissões de empregada doméstica, porteiro, motorista, segurança, cuidador de crianças e idosos, etc, são ligadas à pessoas negras; são suspeitas de crimes mesmo sem provas; a imposição social constante da moda em manter o cabelo liso num padrão eurocêntrico em detrimento do cabelo crespo; alimentos que possuem nomes pejorativos relacionados às populações negras; estereótipos físicos como morena clara ou mulata (que possui apelo sexual e é pejorativo) em detrimento à mulher negra) e formas de combatê-lo (valorização da cultura afrobrasileira, mudança nos nomes de alguns alimentos, trabalho sócio-educativo que inicie ainda na escola, entre outros). O objetivo da atividade é que os alunos percebam como o racismo está naturalizado em nossa sociedade e que é possível sim combatê-lo.

Projete, imprima ou transcreva no quadro a proposta de atividade: produção de uma esquete, tendo como eixo central o racismo e como combatê-lo.

Caso perceba que seja necessário para a realização da atividade, retome alguns dos comentários dados pelos estudantes nas etapas anteriores.

Como adequar à sua realidade: Caso queira, poderá em outra aula, com a permissão da coordenação escolar e auxílio de outros professores, realizar um teatro ou várias esquetes para serem apresentadas para os demais alunos e até para a comunidade escolar, tratando de temas como racismo e formas de combatê-lo.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE O nascimento da República no Brasil e os processos históricos até a metade do século XX do 9º ano :

9º ano / História / O nascimento da República no Brasil e os processos históricos até a metade do século XX

MAIS AULAS DE História do 9º ano:

9º ano / História / Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF09HI04 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano