16948
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 8º ano > Configurações do mundo no século XIX

Plano de aula - A marcha para o Oeste nos EUA e a carta do cacique Seattle

Plano de aula de História com atividades para 8º ano do EF sobre A marcha para o Oeste nos EUA e a carta do cacique Seattle

Plano 04 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Daniela Reis De Moraes

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI27, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Inicie sua aula organizando a turma em grupos de no máximo quatro alunos. Você poderá adequar a turma por duplas, caso preferir. O importante é estimular que os alunos possam debater as questões propostas nesta aula.

Materiais necessários: Para o desenvolvimento desta aula, será necessário ter à disposição: folhas pautadas para cada aluno, lápis, borracha, canetas esferográficas azul ou preta e 20 cm de barbante para cada aluno. Estes materiais serão utilizados para confecção de uma carta como atividade de Sistematização.

Material complementar: Todas as etapas desta aula estão disponíveis em formato para impressão, o professor poderá optar por entregar uma cópia para cada aluno, ou por grupo.

Contexto: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/DXsmTe7Wt44kUMqvG55NHkxn5qsRqK23BJHAZwQAWRsjAx3mrPUFYwuq6gfm/his8-27und-contexto.pdf

Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Problematização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RnYBD7TaNfDBsFftx9nGDw7HD4V3WgVBWyUUxY3QnfD37V6H2YB9PsFFFq2/his8-27und-problematizacao.pdf

Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Sistematização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CSf2M8czCdmFPnuJygQPy5Q4RhCKCQrfYy8zmnf8VdWJPTdQ9RsCfQZxwt24/his8-27und-sistematizacao.pdf

Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Carta completa do cacique Seatlle: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/BNN6WP7EKcefNhKyFHjhWJyaFKHpU6sBB5GQbrFGW6pZUF2veHYYjFPrWYFP/his8-27und-carta-completa-do-cacique-seatlle.pdf Acesso em: 20 de fev de 2019.

Para você saber mais:

Carta do cacique Seattle. Disponível em: http://www.culturabrasil.org/seattle1.htm Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Hoje na História: 1862 - Lincoln sanciona Homestead Act, “lei da reforma agrária” dos EUA. Disponível em: https://operamundi.uol.com.br/historia/28975/hoje-na-historia-1862-lincoln-sanciona-homestead-act-lei-da-reforma-agraria-dos-eua Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Teixeira, & M. J. Braga (Org.), Recursos naturais e crescimento econômico [Natural resources and economic growth](pp. 279-311). Brasil: Editora da Universidade Federal de Viçosa. Disponível em: http://www.iea.sp.gov.br/out/pal1.pdf Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Turma do Pica-Pau: Sioux sincopado (1940). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=H7CgT9-snGw Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Pica-Pau - Episódio: Chefe Charlie Cavalo (1956). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=jOaJi2Ikm5g Acesso em: 20 de fev. de 2019

OLIVEIRA, Jorge Eremites. Sobre a presença indígena nos Estados Unidos. Disponível em: http://www.ufrgs.br/nuparq/news/leia-o-artigo-201csobre-a-presenca-indigena-nos-estados-unidos201d-por-jorge-eremites

Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Revista Superinteressante. Quais foram as tribos mais poderosas dos EUA? Disponível em: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/quais-foram-as-tribos-mais-poderosas-dos-eua/ Acesso em: 20 de fev. de 2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete o tema no quadro, ou, se preferir e achar mais adequado, leia o objetivo para os alunos ou escreva no quadro. Você poderá pedir para um aluno ler em voz alta o objetivo ou solicitar uma leitura coletiva.

Para você saber mais: Nesta aula tratará de questões relacionadas a demarcações e posse de terras, sobretudo no contexto na formação dos EUA, séculos XVII a XIX. Desta forma, para você saber mais, indicamos alguns materiais de apoio, disponíveis nos links abaixo:

Carta do Cacique Seattle. Disponível em: http://www.culturabrasil.org/seattle1.htm Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Hoje na História: 1862 - Lincoln sanciona Homestead Act, 'lei da reforma agrária' dos EUA. Disponível em: https://operamundi.uol.com.br/historia/28975/hoje-na-historia-1862-lincoln-sanciona-homestead-act-lei-da-reforma-agraria-dos-eua Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Teixeira, & M. J. Braga (Org.), Recursos naturais e crescimento econômico [Natural resources and economic growth](pp. 279-311). Brasil: Editora da Universidade Federal de Viçosa. Disponível em: http://www.iea.sp.gov.br/out/pal1.pdf Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Apresente o slide aos alunos ou entregue um material impresso disponível no link abaixo. O objetivo desta etapa é apresentar as três imagens sobre o episódio Turma do Pica-Pau: Sioux sincopado (1940) e as duas imagens do episódio Pica-Pau: Episódio Charlie Cavalo (1956). Peça para que os alunos observem e analisem as imagens. Você poderá pedir para que cada aluno anote em seu caderno uma observação sobre estas imagens. Desta forma, você poderá conduzir esta etapa da seguinte maneira:

  • Peça para que olhem as imagens deste slide assim como as do slide posterior.
  • Anotem suas impressões sobre como os personagens que representam o sujeito indígena são apresentados nas imagens.
  • Neste momento é importante que eles observem que o indígena é representado como um sujeito ligado à preguiça (como na primeira imagem deste slide).
  • Ganancioso (como na segunda imagem).
  • Além de a mulher indígena ser colocada ao lado de uma figura masculina com semblante de ameaça, o que pode ser observado pela presença do machado e a face do homem ao lado da mulher. Tais condições colocam a mulher enquanto simpática, frágil e sensualizada, enquanto objeto de posse do homem.
  • No slide adiante, podemos observar, na imagem à esquerda, o personagem Pica-Pau conduzindo uma figura representada enquanto sujeito indígena, de modo ofensivo, pois o puxa pelo nariz e o leva até uma delegacia. Posteriormente, na imagem à direita, Pica-Pau entrega o sujeito indígena para o delegado. Observe que no segundo plano da imagem, ao fundo, há um cartaz com o rosto do chefe indígena, que denota que o mesmo é considerado “procurado”, ou seja, reforça uma imagem do sujeito indígena como perigoso, criminalizado e procurado pela lei.

Desta forma, tais episódios, que são produzidos com foco de entretenimento, trazem aspectos que reforçam uma imagem preconceituosa e racista do indígena. Estes episódios foram produzidos entre 1940 e 1950. No entanto ainda circulam de modo intenso, reforçando a naturalização da imagem selvagem, violenta, preguiçosa, sexualizada, gananciosa, do sujeito indígena, distorcendo a realidade de sua cultura e não evidenciando aspectos factuais históricos. Aspectos como o extermínio do povo indígena por parte de colonizadores dos EUA, com objetivo de angariar terras, não são apontados no episódios, o que silencia a memória violenta de como a colonização nos EUA ocorreu. É importante orientar aos alunos que estes desenhos buscam retratar os indígenas norte-americanos, sobretudo dos Estados Unidos da América, pois o personagem Pica-Pau se refere aos EUA.

Para você saber mais: Caso se interesse e queira ler sobre a presença indígena nos EUA e as questões relacionadas à colonização e à posse de terras, disponibilizamos os textos abaixo:

OLIVEIRA, Jorge Eremites. Sobre a presença indígena nos Estados Unidos. Disponível em: http://www.ufrgs.br/nuparq/news/leia-o-artigo-201csobre-a-presenca-indigena-nos-estados-unidos201d-por-jorge-eremites

Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Revista Superinteressante. Quais foram as tribos mais poderosas dos EUA? Disponível em: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/quais-foram-as-tribos-mais-poderosas-dos-eua/ Acesso em: 20 de fev. de 2019.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Apresente o slide aos alunos, ou entregue um material impresso disponível no link abaixo. O objetivo desta etapa é apresentar as três imagens sobre o episódio Turma do Pica-Pau: Sioux sincopado (1940) e as duas imagens do episódio Pica-Pau: Episódio Charlie Cavalo (1956). Peça para que os alunos observem e analisem imagens. Você poderá pedir para que cada aluno anote em seu caderno uma observação sobre estas imagens. Desta forma, você poderá conduzir esta etapa da seguinte maneira:

  • Peça para que olhem as imagens deste slide assim como as do slide posterior.
  • Anotem suas impressões sobre como os personagens que representam o sujeito indígena são apresentados nas imagens.
  • Neste momento é importante que eles observem que o indígena é representado como um sujeito ligado à preguiça (como na primeira imagem deste slide).
  • Ganancioso (como na segunda imagem).
  • Além de a mulher indígena ser colocada ao lado de uma figura masculina com semblante de ameaça, o que pode ser observado pela presença do machado e a face do homem ao lado da mulher. Tais condições colocam a mulher enquanto simpática, frágil e sensualizada, enquanto objeto de posse do homem.
  • No slide adiante, podemos observar, na imagem à esquerda, o personagem Pica-Pau conduzindo uma figura representada enquanto sujeito indígena, de modo ofensivo, pois o puxa pelo nariz e o leva até uma delegacia. Posteriormente, na imagem à direita, Pica-Pau entrega o sujeito indígena para o delegado. Observe que no segundo plano da imagem, ao fundo, há um cartaz com o rosto do chefe indígena, em que denota que o mesmo é considerado “procurado”, ou seja, reforça uma imagem do sujeito indígena como perigoso, criminalizado e procurado pela lei.

Desta forma, tais episódios, que são produzidos com foco de entretenimento, trazem aspectos que reforçam uma imagem preconceituosa e racista do indígena. Estes episódios foram produzidos entre 1940 e 1950. No entanto ainda circulam de modo intenso, reforçando a naturalização da imagem selvagem, violenta, preguiçosa, sexualizada, gananciosa, do sujeito indígena, distorcendo a realidade de sua cultura e não evidenciando aspectos factuais históricos. Aspectos como o extermínio do povo indígena por parte de colonizadores dos EUA, com objetivo de angariar terras, não são apontados no episódios, o que silencia a memória violenta de como a colonização nos EUA ocorreu. É importante orientar os alunos que estes desenhos buscam retratar os indígenas norte-americanos, sobretudo dos Estados Unidos da América, pois, o personagem Pica-Pau se refere aos EUA.

Para você saber mais: Caso se interesse e queira ler sobre a presença indígena nos EUA e as questões relacionadas à colonização e à posse de terras, disponibilizamos os textos abaixo:

OLIVEIRA, Jorge Eremites. Sobre a presença indígena nos Estados Unidos. Disponível em: http://www.ufrgs.br/nuparq/news/leia-o-artigo-201csobre-a-presenca-indigena-nos-estados-unidos201d-por-jorge-eremites

Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Revista Superinteressante. Quais foram as tribos mais poderosas dos EUA? Disponível em: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/quais-foram-as-tribos-mais-poderosas-dos-eua/ Acesso em: 20 de fev. de 2019.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Após apresentar os slides e/ou o material impresso desta etapa, leia junto aos alunos a proposta sobre a análise do Contexto. Peça para que os alunos façam anotações de suas impressões das imagens. Escolha dois alunos e peça para que leiam suas impressões e se entender conveniente, abra para os demais colocarem suas observações.

No material Contexto, disponibilizamos além de todas as imagens apresentadas aqui, a proposta do debate para o contexto.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/DXsmTe7Wt44kUMqvG55NHkxn5qsRqK23BJHAZwQAWRsjAx3mrPUFYwuq6gfm/his8-27und-contexto.pdf Acesso em: 22 de fev. de 2019.

Para você saber mais:

Caso se interesse e queira ler sobre a presença indígena nos EUA e as questões relacionadas à colonização e à posse de terras, disponibilizamos os textos abaixo:

OLIVEIRA, Jorge Eremites. Sobre a presença indígena nos Estados Unidos. Disponível em: http://www.ufrgs.br/nuparq/news/leia-o-artigo-201csobre-a-presenca-indigena-nos-estados-unidos201d-por-jorge-eremites

Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Revista Superinteressante. Quais foram as tribos mais poderosas dos EUA? Disponível em: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/quais-foram-as-tribos-mais-poderosas-dos-eua/ Acesso em: 20 de fev. de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Apresente os slides aos alunos. Se preferir e achar mais conveniente ao seu contexto, entregue uma cópia impressa para cada grupo ou para cada aluno.

  • Oriente os alunos a ler a fonte que explica o significado da Política de Terras de 1862, nos EUA. Posteriormente, peça para que leiam o trecho da carta do cacique Seattle, da tribo suquamish.
  • Apresente o slide com a proposta de Problematização e peça para que os alunos debatam a questão entre os membros de seu grupo.
  • Escolha dois grupos que ainda não participaram das etapas anteriores para que apresentem suas análises.

Neste momento, espera-se que os alunos consigam observar que, enquanto a Lei de Terras de 1862 trata a terra enquanto propriedade enquanto meio de obtenção de poder e lucro, para o povo indígena a terra é considerada um elemento sagrado, onde abriga questões como memória, sacralidade de seus antepassados, respeito e equilíbrio com os animais, rios e florestas, ou seja, para o povo indígena o terra não se resume a um preço, mas a um valor. Outro aspecto que pode ser trabalhado é a questão do preço pago pela terra aos indígenas. São valores baixos, o que denota uma ação na qual o colonizador se aproveita da ingenuidade do povo indígena diante dos conhecimentos monetários e o sistema capitalista dos colonizadores. Terras compradas por valores insignificantes demonstram articulações de estelionato e exploratório.

Se necessário, entregue uma cópia impressa desta etapa. Disponível no link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RnYBD7TaNfDBsFftx9nGDw7HD4V3WgVBWyUUxY3QnfD37V6H2YB9PsFFFq2/his8-27und-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Sugerimos que o professor leia a carta completa do cacique Seattle. A carta do cacique Seattle, em 1855. Disponível em: http://www.culturabrasil.org/seattle1.htm Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Apresente os slides aos alunos. Se preferir e achar mais conveniente ao seu contexto, entregue uma cópia impressa para cada grupo, ou para cada aluno.

  • Oriente os alunos a ler a fonte que explica o significado da Política de Terras de 1862, nos EUA. Posteriormente, peça para que leiam o trecho da carta do cacique Seattle, da tribo suquamish.
  • Apresente o slide com a proposta de Problematização e peça para que os alunos debatam a questão entre os membros de seu grupo.
  • Escolha dois grupos que ainda não participaram das etapas anteriores para que apresentem suas análises.

Neste momento, espera-se que os alunos consigam observar que, enquanto a Lei de Terras de 1862 trata a terra enquanto propriedade enquanto meio de obtenção de poder e lucro, para o povo indígena a terra é considerada um elemento sagrado, onde abriga questões como memória, sacralidade de seus antepassados, respeito e equilíbrio com os animais, rios e florestas, ou seja, para o povo indígena o terra não se resume a um preço, mas a um valor. Outro aspecto que pode ser trabalhado é a questão do preço pago pela terra aos indígenas. São valores baixos, o que denota uma ação na qual o colonizador se aproveita da ingenuidade do povo indígena diante dos conhecimentos monetários e o sistema capitalista, dos colonizadores. Terras compradas por valores insignificantes demonstram articulações de estelionato e exploratório.

Se necessário, entregue uma cópia impressa desta etapa. Disponível no link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RnYBD7TaNfDBsFftx9nGDw7HD4V3WgVBWyUUxY3QnfD37V6H2YB9PsFFFq2/his8-27und-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Sugerimos que o professor leia a carta completa do cacique Seattle. A carta do cacique Seattle, em 1855. Disponível em: http://vampira.ourinhos.unesp.br:8080/cediap/material/a_carta_do_cacique_seattle.pdf Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Apresente os slides aos alunos. Se preferir e achar mais conveniente ao seu contexto, entregue uma cópia impressa para cada grupo, ou para cada aluno.

  • Oriente os alunos a ler a fonte que explica o significado da Política de Terras de 1862, nos EUA. Posteriormente, peça para que leiam o trecho da carta do cacique Seattle, da tribo suquamish.
  • Apresente o slide com a proposta de Problematização e peça para que os alunos debatam a questão entre os membros de seu grupo.
  • Escolha dois grupos que ainda não participaram das etapas anteriores para que apresentem suas análises.

Neste momento, espera-se que os alunos consigam observar que, enquanto a Lei de Terras de 1862 trata a terra enquanto propriedade enquanto meio de obtenção de poder e lucro, para o povo indígena a terra é considerada um elemento sagrado, onde abriga questões como, memória, sacralidade de seus antepassados, respeito e equilíbrio com os animais, rios e florestas, ou seja, para o povo indígena o terra não se resume a um preço, mas a um valor. Outro aspecto que pode ser trabalhado é a questão do preço pago pela terra aos indígenas. São valores baixos, o que denota uma ação na qual o colonizador se aproveita da ingenuidade do povo indígena diante dos conhecimentos monetários e o sistema capitalista, dos colonizadores. Terras compradas por valores insignificantes demonstram articulações de estelionato e exploratório.

Se necessário, entregue uma cópia impressa desta etapa. Disponível no link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RnYBD7TaNfDBsFftx9nGDw7HD4V3WgVBWyUUxY3QnfD37V6H2YB9PsFFFq2/his8-27und-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Sugerimos que o professor leia a carta completa do cacique Seattle. A carta do cacique Seattle, em 1855. Disponível em: http://vampira.ourinhos.unesp.br:8080/cediap/material/a_carta_do_cacique_seattle.pdf Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Apresente os slides aos alunos. Se preferir e achar mais conveniente ao seu contexto, entregue uma cópia impressa para cada grupo, ou para cada aluno.

  • Oriente os alunos a ler a fonte que explica o significado da Política de Terras de 1862, nos EUA. Posteriormente, peça para que leiam o trecho da carta do cacique Seattle, da tribo suquamish.
  • Apresente o slide com a proposta de Problematização e peça para que os alunos debatam a questão entre os membros de seu grupo.
  • Escolha dois grupos que ainda não participaram das etapas anteriores, para que apresentem suas análises.

Neste momento, espera-se que os alunos consigam observar que, enquanto a Lei de Terras de 1862 trata a terra enquanto propriedade enquanto meio de obtenção de poder e lucro, para o povo indígena a terra é considerada um elemento sagrado, onde abriga questões como memória, sacralidade de seus antepassados, respeito e equilíbrio com os animais, rios e florestas, ou seja, para o povo indígena o terra não se resume a um preço, mas a um valor. Outro aspecto que pode ser trabalhado é a questão do preço pago pela terra, aos indígenas. São valores baixos, o que denota uma ação onde o colonizador se aproveita da ingenuidade do povo indígena, frente aos conhecimentos monetários e o sistema capitalista, dos colonizadores. Terras compradas por valores insignificantes demonstram articulações de estelionato e exploratório.

Se necessário, entregue uma cópia impressa desta etapa. Disponível no link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RnYBD7TaNfDBsFftx9nGDw7HD4V3WgVBWyUUxY3QnfD37V6H2YB9PsFFFq2/his8-27und-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Sugerimos que o professor leia a carta completa do cacique Seattle. A carta do cacique Seattle, em 1855. Disponível em: http://vampira.ourinhos.unesp.br:8080/cediap/material/a_carta_do_cacique_seattle.pdf Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Apresente os slides aos alunos. Se preferir e achar mais conveniente ao seu contexto, entregue uma cópia impressa para cada grupo, ou para cada aluno.

  • Oriente os alunos a ler a fonte que explica o significado da Política de Terras de 1862, nos EUA. Posteriormente, peça para que leiam o trecho da carta do cacique Seattle, da tribo suquamish.
  • Apresente o slide com a proposta de Problematização e peça para que os alunos debatam a questão entre os membros de seu grupo.
  • Escolha dois grupos que ainda não participaram das etapas anteriores para que apresentem suas análises.

Neste momento, espera-se que os alunos consigam observar que, enquanto a Lei de Terras de 1862 trata a terra enquanto propriedade enquanto meio de obtenção de poder e lucro, para o povo indígena a terra é considerada um elemento sagrado, onde abriga questões como, memória, sacralidade de seus antepassados, respeito e equilíbrio com os animais, rios e florestas, ou seja, para o povo indígena o terra não se resume a um preço, mas a um valor. Outro aspecto que pode ser trabalhado é a questão do preço pago pela terra aos indígenas. São valores baixos, o que denota uma ação na qual o colonizador se aproveita da ingenuidade do povo indígena diante dos conhecimentos monetários e o sistema capitalista, dos colonizadores. Terras compradas por valores insignificantes demonstram articulações de estelionato e exploratório.

Se necessário, entregue uma cópia impressa desta etapa. Disponível no link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RnYBD7TaNfDBsFftx9nGDw7HD4V3WgVBWyUUxY3QnfD37V6H2YB9PsFFFq2/his8-27und-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Sugerimos que o professor leia a carta completa do cacique Seattle. A carta do cacique Seattle, em 1855. Disponível em: http://vampira.ourinhos.unesp.br:8080/cediap/material/a_carta_do_cacique_seattle.pdf Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Nesta etapa, os alunos devem elaborar uma carta relatando como a visão da terra por meio da Lei de Terras (Homestead Act) prejudicou a relação da terra com os indígenas. O objetivo desta atividade é que os alunos façam uma carta e consigam relacionar as duas visões, do colonizador e do nativo indígena.

No fim peça para que os alunos coloquem seus nomes na carta (cada aluno fará sua carta), enrolem as cartas e deixem em formato cilíndrico, depois, amarre o barbante nas cartas e redistribua entre eles, para que possam avaliar o que o colega escreveu e percebeu sobre a questão da terra.

Oriente os alunos a desenvolver uma carta seguindo as normas de tratamento ao presidente:

(Local e data)

Ao

Excelentíssimo Senhor Presidente da República

Nome do presidente

Assunto:

Senhor Presidente,

Conteúdo.

Outra sugestão é recolher as cartas e fixá-las em um painel que tenha grande circulação. Você poderá imprimir a carta do cacique Seattle e colocar ao lado das cartas dos alunos.

Esta atividade poderá ser realizada em parceria como o professor de Português para trabalhar o gênero textual Carta.

Os materiais para a elaboração desta etapa estão disponíveis abaixo:

Sistematização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CSf2M8czCdmFPnuJygQPy5Q4RhCKCQrfYy8zmnf8VdWJPTdQ9RsCfQZxwt24/his8-27und-sistematizacao.pdf

Carta completa do cacique Seattle. A carta do cacique Seattle, em 1855. Disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/BNN6WP7EKcefNhKyFHjhWJyaFKHpU6sBB5GQbrFGW6pZUF2veHYYjFPrWYFP/his8-27und-carta-completa-do-cacique-seatlle.pdf Acesso em: 24 de fev. de 2019.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI27, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Inicie sua aula organizando a turma em grupos de no máximo quatro alunos. Você poderá adequar a turma por duplas, caso preferir. O importante é estimular que os alunos possam debater as questões propostas nesta aula.

Materiais necessários: Para o desenvolvimento desta aula, será necessário ter à disposição: folhas pautadas para cada aluno, lápis, borracha, canetas esferográficas azul ou preta e 20 cm de barbante para cada aluno. Estes materiais serão utilizados para confecção de uma carta como atividade de Sistematização.

Material complementar: Todas as etapas desta aula estão disponíveis em formato para impressão, o professor poderá optar por entregar uma cópia para cada aluno, ou por grupo.

Contexto: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/DXsmTe7Wt44kUMqvG55NHkxn5qsRqK23BJHAZwQAWRsjAx3mrPUFYwuq6gfm/his8-27und-contexto.pdf

Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Problematização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RnYBD7TaNfDBsFftx9nGDw7HD4V3WgVBWyUUxY3QnfD37V6H2YB9PsFFFq2/his8-27und-problematizacao.pdf

Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Sistematização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CSf2M8czCdmFPnuJygQPy5Q4RhCKCQrfYy8zmnf8VdWJPTdQ9RsCfQZxwt24/his8-27und-sistematizacao.pdf

Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Carta completa do cacique Seatlle: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/BNN6WP7EKcefNhKyFHjhWJyaFKHpU6sBB5GQbrFGW6pZUF2veHYYjFPrWYFP/his8-27und-carta-completa-do-cacique-seatlle.pdf Acesso em: 20 de fev de 2019.

Para você saber mais:

Carta do cacique Seattle. Disponível em: http://www.culturabrasil.org/seattle1.htm Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Hoje na História: 1862 - Lincoln sanciona Homestead Act, “lei da reforma agrária” dos EUA. Disponível em: https://operamundi.uol.com.br/historia/28975/hoje-na-historia-1862-lincoln-sanciona-homestead-act-lei-da-reforma-agraria-dos-eua Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Teixeira, & M. J. Braga (Org.), Recursos naturais e crescimento econômico [Natural resources and economic growth](pp. 279-311). Brasil: Editora da Universidade Federal de Viçosa. Disponível em: http://www.iea.sp.gov.br/out/pal1.pdf Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Turma do Pica-Pau: Sioux sincopado (1940). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=H7CgT9-snGw Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Pica-Pau - Episódio: Chefe Charlie Cavalo (1956). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=jOaJi2Ikm5g Acesso em: 20 de fev. de 2019

OLIVEIRA, Jorge Eremites. Sobre a presença indígena nos Estados Unidos. Disponível em: http://www.ufrgs.br/nuparq/news/leia-o-artigo-201csobre-a-presenca-indigena-nos-estados-unidos201d-por-jorge-eremites

Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Revista Superinteressante. Quais foram as tribos mais poderosas dos EUA? Disponível em: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/quais-foram-as-tribos-mais-poderosas-dos-eua/ Acesso em: 20 de fev. de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete o tema no quadro, ou, se preferir e achar mais adequado, leia o objetivo para os alunos ou escreva no quadro. Você poderá pedir para um aluno ler em voz alta o objetivo ou solicitar uma leitura coletiva.

Para você saber mais: Nesta aula tratará de questões relacionadas a demarcações e posse de terras, sobretudo no contexto na formação dos EUA, séculos XVII a XIX. Desta forma, para você saber mais, indicamos alguns materiais de apoio, disponíveis nos links abaixo:

Carta do Cacique Seattle. Disponível em: http://www.culturabrasil.org/seattle1.htm Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Hoje na História: 1862 - Lincoln sanciona Homestead Act, 'lei da reforma agrária' dos EUA. Disponível em: https://operamundi.uol.com.br/historia/28975/hoje-na-historia-1862-lincoln-sanciona-homestead-act-lei-da-reforma-agraria-dos-eua Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Teixeira, & M. J. Braga (Org.), Recursos naturais e crescimento econômico [Natural resources and economic growth](pp. 279-311). Brasil: Editora da Universidade Federal de Viçosa. Disponível em: http://www.iea.sp.gov.br/out/pal1.pdf Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Apresente o slide aos alunos ou entregue um material impresso disponível no link abaixo. O objetivo desta etapa é apresentar as três imagens sobre o episódio Turma do Pica-Pau: Sioux sincopado (1940) e as duas imagens do episódio Pica-Pau: Episódio Charlie Cavalo (1956). Peça para que os alunos observem e analisem as imagens. Você poderá pedir para que cada aluno anote em seu caderno uma observação sobre estas imagens. Desta forma, você poderá conduzir esta etapa da seguinte maneira:

  • Peça para que olhem as imagens deste slide assim como as do slide posterior.
  • Anotem suas impressões sobre como os personagens que representam o sujeito indígena são apresentados nas imagens.
  • Neste momento é importante que eles observem que o indígena é representado como um sujeito ligado à preguiça (como na primeira imagem deste slide).
  • Ganancioso (como na segunda imagem).
  • Além de a mulher indígena ser colocada ao lado de uma figura masculina com semblante de ameaça, o que pode ser observado pela presença do machado e a face do homem ao lado da mulher. Tais condições colocam a mulher enquanto simpática, frágil e sensualizada, enquanto objeto de posse do homem.
  • No slide adiante, podemos observar, na imagem à esquerda, o personagem Pica-Pau conduzindo uma figura representada enquanto sujeito indígena, de modo ofensivo, pois o puxa pelo nariz e o leva até uma delegacia. Posteriormente, na imagem à direita, Pica-Pau entrega o sujeito indígena para o delegado. Observe que no segundo plano da imagem, ao fundo, há um cartaz com o rosto do chefe indígena, que denota que o mesmo é considerado “procurado”, ou seja, reforça uma imagem do sujeito indígena como perigoso, criminalizado e procurado pela lei.

Desta forma, tais episódios, que são produzidos com foco de entretenimento, trazem aspectos que reforçam uma imagem preconceituosa e racista do indígena. Estes episódios foram produzidos entre 1940 e 1950. No entanto ainda circulam de modo intenso, reforçando a naturalização da imagem selvagem, violenta, preguiçosa, sexualizada, gananciosa, do sujeito indígena, distorcendo a realidade de sua cultura e não evidenciando aspectos factuais históricos. Aspectos como o extermínio do povo indígena por parte de colonizadores dos EUA, com objetivo de angariar terras, não são apontados no episódios, o que silencia a memória violenta de como a colonização nos EUA ocorreu. É importante orientar aos alunos que estes desenhos buscam retratar os indígenas norte-americanos, sobretudo dos Estados Unidos da América, pois o personagem Pica-Pau se refere aos EUA.

Para você saber mais: Caso se interesse e queira ler sobre a presença indígena nos EUA e as questões relacionadas à colonização e à posse de terras, disponibilizamos os textos abaixo:

OLIVEIRA, Jorge Eremites. Sobre a presença indígena nos Estados Unidos. Disponível em: http://www.ufrgs.br/nuparq/news/leia-o-artigo-201csobre-a-presenca-indigena-nos-estados-unidos201d-por-jorge-eremites

Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Revista Superinteressante. Quais foram as tribos mais poderosas dos EUA? Disponível em: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/quais-foram-as-tribos-mais-poderosas-dos-eua/ Acesso em: 20 de fev. de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Apresente o slide aos alunos, ou entregue um material impresso disponível no link abaixo. O objetivo desta etapa é apresentar as três imagens sobre o episódio Turma do Pica-Pau: Sioux sincopado (1940) e as duas imagens do episódio Pica-Pau: Episódio Charlie Cavalo (1956). Peça para que os alunos observem e analisem imagens. Você poderá pedir para que cada aluno anote em seu caderno uma observação sobre estas imagens. Desta forma, você poderá conduzir esta etapa da seguinte maneira:

  • Peça para que olhem as imagens deste slide assim como as do slide posterior.
  • Anotem suas impressões sobre como os personagens que representam o sujeito indígena são apresentados nas imagens.
  • Neste momento é importante que eles observem que o indígena é representado como um sujeito ligado à preguiça (como na primeira imagem deste slide).
  • Ganancioso (como na segunda imagem).
  • Além de a mulher indígena ser colocada ao lado de uma figura masculina com semblante de ameaça, o que pode ser observado pela presença do machado e a face do homem ao lado da mulher. Tais condições colocam a mulher enquanto simpática, frágil e sensualizada, enquanto objeto de posse do homem.
  • No slide adiante, podemos observar, na imagem à esquerda, o personagem Pica-Pau conduzindo uma figura representada enquanto sujeito indígena, de modo ofensivo, pois o puxa pelo nariz e o leva até uma delegacia. Posteriormente, na imagem à direita, Pica-Pau entrega o sujeito indígena para o delegado. Observe que no segundo plano da imagem, ao fundo, há um cartaz com o rosto do chefe indígena, em que denota que o mesmo é considerado “procurado”, ou seja, reforça uma imagem do sujeito indígena como perigoso, criminalizado e procurado pela lei.

Desta forma, tais episódios, que são produzidos com foco de entretenimento, trazem aspectos que reforçam uma imagem preconceituosa e racista do indígena. Estes episódios foram produzidos entre 1940 e 1950. No entanto ainda circulam de modo intenso, reforçando a naturalização da imagem selvagem, violenta, preguiçosa, sexualizada, gananciosa, do sujeito indígena, distorcendo a realidade de sua cultura e não evidenciando aspectos factuais históricos. Aspectos como o extermínio do povo indígena por parte de colonizadores dos EUA, com objetivo de angariar terras, não são apontados no episódios, o que silencia a memória violenta de como a colonização nos EUA ocorreu. É importante orientar os alunos que estes desenhos buscam retratar os indígenas norte-americanos, sobretudo dos Estados Unidos da América, pois, o personagem Pica-Pau se refere aos EUA.

Para você saber mais: Caso se interesse e queira ler sobre a presença indígena nos EUA e as questões relacionadas à colonização e à posse de terras, disponibilizamos os textos abaixo:

OLIVEIRA, Jorge Eremites. Sobre a presença indígena nos Estados Unidos. Disponível em: http://www.ufrgs.br/nuparq/news/leia-o-artigo-201csobre-a-presenca-indigena-nos-estados-unidos201d-por-jorge-eremites

Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Revista Superinteressante. Quais foram as tribos mais poderosas dos EUA? Disponível em: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/quais-foram-as-tribos-mais-poderosas-dos-eua/ Acesso em: 20 de fev. de 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Após apresentar os slides e/ou o material impresso desta etapa, leia junto aos alunos a proposta sobre a análise do Contexto. Peça para que os alunos façam anotações de suas impressões das imagens. Escolha dois alunos e peça para que leiam suas impressões e se entender conveniente, abra para os demais colocarem suas observações.

No material Contexto, disponibilizamos além de todas as imagens apresentadas aqui, a proposta do debate para o contexto.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/DXsmTe7Wt44kUMqvG55NHkxn5qsRqK23BJHAZwQAWRsjAx3mrPUFYwuq6gfm/his8-27und-contexto.pdf Acesso em: 22 de fev. de 2019.

Para você saber mais:

Caso se interesse e queira ler sobre a presença indígena nos EUA e as questões relacionadas à colonização e à posse de terras, disponibilizamos os textos abaixo:

OLIVEIRA, Jorge Eremites. Sobre a presença indígena nos Estados Unidos. Disponível em: http://www.ufrgs.br/nuparq/news/leia-o-artigo-201csobre-a-presenca-indigena-nos-estados-unidos201d-por-jorge-eremites

Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Revista Superinteressante. Quais foram as tribos mais poderosas dos EUA? Disponível em: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/quais-foram-as-tribos-mais-poderosas-dos-eua/ Acesso em: 20 de fev. de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Apresente os slides aos alunos. Se preferir e achar mais conveniente ao seu contexto, entregue uma cópia impressa para cada grupo ou para cada aluno.

  • Oriente os alunos a ler a fonte que explica o significado da Política de Terras de 1862, nos EUA. Posteriormente, peça para que leiam o trecho da carta do cacique Seattle, da tribo suquamish.
  • Apresente o slide com a proposta de Problematização e peça para que os alunos debatam a questão entre os membros de seu grupo.
  • Escolha dois grupos que ainda não participaram das etapas anteriores para que apresentem suas análises.

Neste momento, espera-se que os alunos consigam observar que, enquanto a Lei de Terras de 1862 trata a terra enquanto propriedade enquanto meio de obtenção de poder e lucro, para o povo indígena a terra é considerada um elemento sagrado, onde abriga questões como memória, sacralidade de seus antepassados, respeito e equilíbrio com os animais, rios e florestas, ou seja, para o povo indígena o terra não se resume a um preço, mas a um valor. Outro aspecto que pode ser trabalhado é a questão do preço pago pela terra aos indígenas. São valores baixos, o que denota uma ação na qual o colonizador se aproveita da ingenuidade do povo indígena diante dos conhecimentos monetários e o sistema capitalista dos colonizadores. Terras compradas por valores insignificantes demonstram articulações de estelionato e exploratório.

Se necessário, entregue uma cópia impressa desta etapa. Disponível no link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RnYBD7TaNfDBsFftx9nGDw7HD4V3WgVBWyUUxY3QnfD37V6H2YB9PsFFFq2/his8-27und-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Sugerimos que o professor leia a carta completa do cacique Seattle. A carta do cacique Seattle, em 1855. Disponível em: http://www.culturabrasil.org/seattle1.htm Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Apresente os slides aos alunos. Se preferir e achar mais conveniente ao seu contexto, entregue uma cópia impressa para cada grupo, ou para cada aluno.

  • Oriente os alunos a ler a fonte que explica o significado da Política de Terras de 1862, nos EUA. Posteriormente, peça para que leiam o trecho da carta do cacique Seattle, da tribo suquamish.
  • Apresente o slide com a proposta de Problematização e peça para que os alunos debatam a questão entre os membros de seu grupo.
  • Escolha dois grupos que ainda não participaram das etapas anteriores para que apresentem suas análises.

Neste momento, espera-se que os alunos consigam observar que, enquanto a Lei de Terras de 1862 trata a terra enquanto propriedade enquanto meio de obtenção de poder e lucro, para o povo indígena a terra é considerada um elemento sagrado, onde abriga questões como memória, sacralidade de seus antepassados, respeito e equilíbrio com os animais, rios e florestas, ou seja, para o povo indígena o terra não se resume a um preço, mas a um valor. Outro aspecto que pode ser trabalhado é a questão do preço pago pela terra aos indígenas. São valores baixos, o que denota uma ação na qual o colonizador se aproveita da ingenuidade do povo indígena diante dos conhecimentos monetários e o sistema capitalista, dos colonizadores. Terras compradas por valores insignificantes demonstram articulações de estelionato e exploratório.

Se necessário, entregue uma cópia impressa desta etapa. Disponível no link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RnYBD7TaNfDBsFftx9nGDw7HD4V3WgVBWyUUxY3QnfD37V6H2YB9PsFFFq2/his8-27und-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Sugerimos que o professor leia a carta completa do cacique Seattle. A carta do cacique Seattle, em 1855. Disponível em: http://vampira.ourinhos.unesp.br:8080/cediap/material/a_carta_do_cacique_seattle.pdf Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Apresente os slides aos alunos. Se preferir e achar mais conveniente ao seu contexto, entregue uma cópia impressa para cada grupo, ou para cada aluno.

  • Oriente os alunos a ler a fonte que explica o significado da Política de Terras de 1862, nos EUA. Posteriormente, peça para que leiam o trecho da carta do cacique Seattle, da tribo suquamish.
  • Apresente o slide com a proposta de Problematização e peça para que os alunos debatam a questão entre os membros de seu grupo.
  • Escolha dois grupos que ainda não participaram das etapas anteriores para que apresentem suas análises.

Neste momento, espera-se que os alunos consigam observar que, enquanto a Lei de Terras de 1862 trata a terra enquanto propriedade enquanto meio de obtenção de poder e lucro, para o povo indígena a terra é considerada um elemento sagrado, onde abriga questões como, memória, sacralidade de seus antepassados, respeito e equilíbrio com os animais, rios e florestas, ou seja, para o povo indígena o terra não se resume a um preço, mas a um valor. Outro aspecto que pode ser trabalhado é a questão do preço pago pela terra aos indígenas. São valores baixos, o que denota uma ação na qual o colonizador se aproveita da ingenuidade do povo indígena diante dos conhecimentos monetários e o sistema capitalista, dos colonizadores. Terras compradas por valores insignificantes demonstram articulações de estelionato e exploratório.

Se necessário, entregue uma cópia impressa desta etapa. Disponível no link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RnYBD7TaNfDBsFftx9nGDw7HD4V3WgVBWyUUxY3QnfD37V6H2YB9PsFFFq2/his8-27und-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Sugerimos que o professor leia a carta completa do cacique Seattle. A carta do cacique Seattle, em 1855. Disponível em: http://vampira.ourinhos.unesp.br:8080/cediap/material/a_carta_do_cacique_seattle.pdf Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Apresente os slides aos alunos. Se preferir e achar mais conveniente ao seu contexto, entregue uma cópia impressa para cada grupo, ou para cada aluno.

  • Oriente os alunos a ler a fonte que explica o significado da Política de Terras de 1862, nos EUA. Posteriormente, peça para que leiam o trecho da carta do cacique Seattle, da tribo suquamish.
  • Apresente o slide com a proposta de Problematização e peça para que os alunos debatam a questão entre os membros de seu grupo.
  • Escolha dois grupos que ainda não participaram das etapas anteriores, para que apresentem suas análises.

Neste momento, espera-se que os alunos consigam observar que, enquanto a Lei de Terras de 1862 trata a terra enquanto propriedade enquanto meio de obtenção de poder e lucro, para o povo indígena a terra é considerada um elemento sagrado, onde abriga questões como memória, sacralidade de seus antepassados, respeito e equilíbrio com os animais, rios e florestas, ou seja, para o povo indígena o terra não se resume a um preço, mas a um valor. Outro aspecto que pode ser trabalhado é a questão do preço pago pela terra, aos indígenas. São valores baixos, o que denota uma ação onde o colonizador se aproveita da ingenuidade do povo indígena, frente aos conhecimentos monetários e o sistema capitalista, dos colonizadores. Terras compradas por valores insignificantes demonstram articulações de estelionato e exploratório.

Se necessário, entregue uma cópia impressa desta etapa. Disponível no link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RnYBD7TaNfDBsFftx9nGDw7HD4V3WgVBWyUUxY3QnfD37V6H2YB9PsFFFq2/his8-27und-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Sugerimos que o professor leia a carta completa do cacique Seattle. A carta do cacique Seattle, em 1855. Disponível em: http://vampira.ourinhos.unesp.br:8080/cediap/material/a_carta_do_cacique_seattle.pdf Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Apresente os slides aos alunos. Se preferir e achar mais conveniente ao seu contexto, entregue uma cópia impressa para cada grupo, ou para cada aluno.

  • Oriente os alunos a ler a fonte que explica o significado da Política de Terras de 1862, nos EUA. Posteriormente, peça para que leiam o trecho da carta do cacique Seattle, da tribo suquamish.
  • Apresente o slide com a proposta de Problematização e peça para que os alunos debatam a questão entre os membros de seu grupo.
  • Escolha dois grupos que ainda não participaram das etapas anteriores para que apresentem suas análises.

Neste momento, espera-se que os alunos consigam observar que, enquanto a Lei de Terras de 1862 trata a terra enquanto propriedade enquanto meio de obtenção de poder e lucro, para o povo indígena a terra é considerada um elemento sagrado, onde abriga questões como, memória, sacralidade de seus antepassados, respeito e equilíbrio com os animais, rios e florestas, ou seja, para o povo indígena o terra não se resume a um preço, mas a um valor. Outro aspecto que pode ser trabalhado é a questão do preço pago pela terra aos indígenas. São valores baixos, o que denota uma ação na qual o colonizador se aproveita da ingenuidade do povo indígena diante dos conhecimentos monetários e o sistema capitalista, dos colonizadores. Terras compradas por valores insignificantes demonstram articulações de estelionato e exploratório.

Se necessário, entregue uma cópia impressa desta etapa. Disponível no link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/5RnYBD7TaNfDBsFftx9nGDw7HD4V3WgVBWyUUxY3QnfD37V6H2YB9PsFFFq2/his8-27und-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Sugerimos que o professor leia a carta completa do cacique Seattle. A carta do cacique Seattle, em 1855. Disponível em: http://vampira.ourinhos.unesp.br:8080/cediap/material/a_carta_do_cacique_seattle.pdf Acesso em: 21 de fev. de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Nesta etapa, os alunos devem elaborar uma carta relatando como a visão da terra por meio da Lei de Terras (Homestead Act) prejudicou a relação da terra com os indígenas. O objetivo desta atividade é que os alunos façam uma carta e consigam relacionar as duas visões, do colonizador e do nativo indígena.

No fim peça para que os alunos coloquem seus nomes na carta (cada aluno fará sua carta), enrolem as cartas e deixem em formato cilíndrico, depois, amarre o barbante nas cartas e redistribua entre eles, para que possam avaliar o que o colega escreveu e percebeu sobre a questão da terra.

Oriente os alunos a desenvolver uma carta seguindo as normas de tratamento ao presidente:

(Local e data)

Ao

Excelentíssimo Senhor Presidente da República

Nome do presidente

Assunto:

Senhor Presidente,

Conteúdo.

Outra sugestão é recolher as cartas e fixá-las em um painel que tenha grande circulação. Você poderá imprimir a carta do cacique Seattle e colocar ao lado das cartas dos alunos.

Esta atividade poderá ser realizada em parceria como o professor de Português para trabalhar o gênero textual Carta.

Os materiais para a elaboração desta etapa estão disponíveis abaixo:

Sistematização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CSf2M8czCdmFPnuJygQPy5Q4RhCKCQrfYy8zmnf8VdWJPTdQ9RsCfQZxwt24/his8-27und-sistematizacao.pdf

Carta completa do cacique Seattle. A carta do cacique Seattle, em 1855. Disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/BNN6WP7EKcefNhKyFHjhWJyaFKHpU6sBB5GQbrFGW6pZUF2veHYYjFPrWYFP/his8-27und-carta-completa-do-cacique-seatlle.pdf Acesso em: 24 de fev. de 2019.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Configurações do mundo no século XIX do 8º ano :

MAIS AULAS DE História do 8º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF08HI27 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano