16935
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 8º ano > Os processos de independência nas Américas

Plano de aula - Liberdade, igualdade e fraternidade no Haiti (XIX)

Plano de aula de História com atividades para 8º ano do EF sobre Liberdade, igualdade e fraternidade no Haiti (XIX)

Plano 04 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Daniele Shorne De Souza

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI13, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

  • Imagem do monumento Le Maroon

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Rb7M8H9tYc8HjEPMUJ6rsHkhG58tpHZDqhnjVcDkFYTAja8sMgq3SHUnE2Jv/his8-13und04-monumento-le-maroon.pdf

  • Mapa do Haiti - localização

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YbEQgbeCvyHX3bT639U6E5Dm2dCxzswM3bj7AXMY4bXPUBwqVmWvMFcnN9Dt/his8-13und04-mapa-do-haiti-localizacao.pdf

  • Carta de Independência do Haiti

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pJzeaNQ3SRCS4gPBATfCQggV48fVWfSCpdVbaDqnnsysPt595tgpxf85HKQx/his8-13und04-carta-de-independencia-do-haiti.pdf

Para saber mais:

11 lugares de memória da escravidão na África e no Caribe. Fonte: Geledés. Disponível em: https://www.geledes.org.br/11-lugares-de-memoria-da-escravidao-na-africa-e-no-caribe/ Acesso em: 9 de março de 2019.

Notícia de 2010 sobre o encontro do documento mais importante sobre a Independência do Haiti.

Disponível em: https://blog.nationalgeographic.org/2010/04/04/haiti-founding-document-discovered-in-britains-archives/ Acesso em: 22 de fevereiro de 2019.

Epígrafes: https://www.significados.com.br/epigrafe/ Acesso em: 9 de março de 2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientações: O objetivo desse plano de aula é que os estudantes reflitam sobre os conceitos de liberdade e cidadania no contexto da Independência do Haiti, como foram influenciados pela Revolução Francesa e como houve medo de uma revolta de escravizados no Brasil,
que pudesse ser influenciada pela Independência do Haiti.

Apresente o tema aos alunos escrevendo-o no quadro ou lendo-o para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente este slide e
faça uma leitura coletiva.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos.

Orientações: O Contexto está dividido em dois slides e tem por objetivo resgatar referências quanto ao Haiti na atualidade, para aproximar os estudantes sobre este país em estudo. Em um primeiro momento os estudantes terão contato com um monumento que em homenagem à revolta dos escravizados que deu origem à Independência do país, em 1804. Observe como a figura usa uma concha como trombeta para convocar os negros à luta. A perna esquerda estendida tem correntes quebradas e a mão direita segura um facão.

Após a observação faça as seguintes perguntas direcionadoras:

  • O que a figura está segurando na mão direita? E para que ele era usado? (Espera-se que os estudantes reconheçam que é um facão, que era usado como instrumento de trabalho, mas também poderia ser usado como arma.)
  • A perna esquerda da figura tem correntes quebradas, o que isso pode significar? (Espera-se que os estudantes respondam que é a liberdade, pois a Independência do Haiti foi conquistada por um movimento de escravizados.)
  • Qual poderia ser a finalidade da concha que a figura leva à boca? (Espera-se que os estudantes respondam que a concha levada à boca poderia funcionar como trombeta para convocar os escravizados à luta pela Independência.)

Link para impressão de doc. : https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Rb7M8H9tYc8HjEPMUJ6rsHkhG58tpHZDqhnjVcDkFYTAja8sMgq3SHUnE2Jv/his8-13und04-monumento-le-maroon.pdf

Para saber mais:

11 lugares de memória da escravidão na África e no Caribe. Disponível em: https://www.geledes.org.br/11-lugares-de-memoria-da-escravidao-na-africa-e-no-caribe/ Acesso em: 9 de março de 2019.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Neste momento é importante localizar geograficamente o Haiti para desfazer a confusão comum de que o Haiti faz parte do continente africano.

Apresente o mapa da América central para os estudantes para que eles identifiquem onde fica o Haiti. Faça as seguintes perguntas para os estudantes:

  • Conseguem localizar o Haiti no mapa? (Espera-se que os estudantes falem a localização geográfica do Haiti no mar do Caribe.)
  • Como se chama este pedaço do continente americano que aparece no mapa? (É esperado que os estudantes reconheçam a América Central.)

Link do mapa para impressão: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YbEQgbeCvyHX3bT639U6E5Dm2dCxzswM3bj7AXMY4bXPUBwqVmWvMFcnN9Dt/his8-13und04-mapa-do-haiti-localizacao.pdf

Fonte da imagem: Wikipedia Commons. Disponível em : https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/c/c1/Mapa_america_central_caribe.svg/378px-Mapa_america_central_caribe.svg.png Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: A Problematização está dividida em três slides, cada slide propõe a leitura e análise de um documento, que deverá ser projetado ou impresso e fornecido aos estudantes. O objetivo desta etapa é compreender como foram fundamentadas as noções de liberdade e cidadania existentes em torno da revolução haitiana e sua repercussão.

O primeiro documento a ser estudado é a Declaração de Direitos do Homem e do Cidadão de 1793, publicado na França durante a Revolução Francesa.

Disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/eNWKM2DH3bcsSjQudYBmnWqH2pDKa7N7ECBrpGdNjN5Bnx9NxgqbagphPZXS/his8-13und04-declaracao-dos-direitos-do-homem-e-do-cidadao.pdf

Solicite que os estudantes façam a leitura do texto e, quando concluírem, direcione as seguintes perguntas para auxiliar em sua análise:

  • Segundo o Preâmbulo da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, quem a escreveu? (É esperado que os estudantes respondam
    que foi o povo francês.)
  • Por que era importante declarar o fim de toda instituição social? (Para acabar com a tirania.)
  • Qual era o fim (objetivo) da sociedade? (A felicidade comum.)
  • Quais os direitos naturais imprescindíveis? (Liberdade, igualdade, segurança e a propriedade.)
  • O que é igualdade? (Todos os homens são iguais por natureza e diante da lei.)
  • O que é liberdade? (A liberdade é o poder que pertence ao homem de fazer tudo quanto não prejudique os direitos do próximo: ela tem por princípio a natureza; por regra a Justiça; por salvaguarda a lei; seu limite moral está nesta máxima: - “Não faça aos outros o que não quiseres que te fizessem”.
  • O que fala sobre escravidão? (Todo homem pode empenhar seus serviços, seu tempo; mas não pode vender-se nem ser vendido. Sua pessoa não é propriedade alheia. A lei não reconhece domesticidade; só pode existir um penhor de cuidados e de reconhecimento entre o homem que trabalha e aquele que o emprega.)
  • O que fala sobre opressão? (A resistência à opressão é a consequência dos outros direitos do homem.)
  • O que fala sobre revoltas? (Quando o governo viola os direitos do povo, a revolta é para o povo e para cada agrupamento do povo o mais sagrado dos direitos e o mais indispensável dos deveres.)

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Após a leitura e análise da Declaração de Direitos do Homem e do Cidadão, escrita durante a Revolução Francesa, os estudantes irão ler a Declaração de Independência do Haiti, que era colônia francesa e tornou-se independente em 1804. Além disso, deverão observar a informação de que 80% da população haitiana era de pessoas escravizadas pelos franceses naquele contexto.

Projete ou entregue o texto impresso para a turma e após a sua leitura faça as seguintes perguntas direcionadoras, para auxiliar em sua análise:

  • Qual era o objetivo da Reunião do Exército nativo a quem a declaração se dirigia? (Assegurar a felicidade do país.)
  • Qual era o exemplo terrível, mais justo, da vingança forjada de um povo orgulhoso da sua liberdade queria dar aos outros países? (A possibilidade de tornar-se livre e garantir a sua liberdade.)
  • Qual seria o primeiro povo a ser aterrorizado por esta vingança? (Os franceses.)
  • Qual era a ousadia exposta dos haitianos? (Eles ousaram ser livres.)
  • O que acontecerá com os inimigos da Independência? (Eles serão perseguidos continuamente.)
  • Sabendo que o Haiti era uma colônia francesa, é coerente que o mesmo povo francês que escreveu a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão em 1893 ainda quisesse manter escravos na sua colônia em 1804? (Espera-se que os estudantes expressem como a Declaração de Direitos do Homem e do Cidadão não condizia com a escravidão e que manter o Haiti com escravizados era inadmissível perante este documento.)

Link para impressão do doc: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pJzeaNQ3SRCS4gPBATfCQggV48fVWfSCpdVbaDqnnsysPt595tgpxf85HKQx/his8-13und04-carta-de-independencia-do-haiti.pdf

Carta de Independência do Haiti, imagem disponível em: http://www.dloc.com/UF00099542/00001/2x?search=declaration+%3dindependence Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Para saber mais:

Veja a notícia de 2010 sobre o encontro do documento mais importante sobre a Independência do Haiti.

Disponível em: https://blog.nationalgeographic.org/2010/04/04/haiti-founding-document-discovered-in-britains-archives/ Acesso em: 22 de fevereiro de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Neste momento os estudantes irão ler uma notícia que se refere à Revolta dos Escravizados do Haiti, demonstrando o medo de que esta rebelião influenciasse e incentivasse uma revolução semelhante no Brasil, neste caso não se refere à Independência do Brasil, mas a um possível movimento de libertação dos escravos.

De acordo com o historiador João José Reis, na Bahia o período entre 1807 e 1835 foi o que teve maior número de revoltas , que repercutiram em todo o Brasil fazendo com que os senhores temessem e os escravizados aplaudissem e copiassem estes movimentos. Os escravizados baianos foram expostos às influências de revoltas escravizados que chegavam da África, que transplantaram para a Bahia as rivalidades tribais ocorridas
em seu local de origem e as influências da bem-sucedida ilha do Caribe que conseguiu a independência e a libertação dos escravizados. Durante os tumultos da Independência na Bahia, temia-se fervorosamente que o evento de São Domingos se repetisse ali, sem menosprezar o potencial revolucionário dos escravizados que estavam na Bahia. As alarmantes notícias sobre os frequentes levantes escravos na Bahia chegaram a Portugal por meio de cartas que diziam “Se faltasse a tropa, eram outros São Domingos (REIS, João José, “Nos achamos em campo a tratar de liberdade”: a resistência escrava no Brasil oitocentista. Revista Projeto Raça, Desenvolvimento e Desigualdade Social, UFB, p. 7.)

Após a leitura do texto faça as seguintes perguntas direcionadoras aos estudantes:

  • Como podemos saber que o alerta era a respeito de uma possível rebelião de escravizados? (Saudaram três vezes, inspirados na rebelião dos escravizados no Haiti.)
  • A frase “A igualdade de sangue e de direitos” demonstra a inspiração em qual documento? (Na Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão escrito na Revolução Francesa.)
  • O que pode significar o “Acudir enquanto é tempo”? (Antes de a rebelião de escravizados acontecer ela deveria ser suprimida.)

Trecho de uma Carta ao Governador das armas da Bahia sobre a possibilidade de uma rebelião de escravizados. Disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/G26VGr3a95fy3jAPMUnXUGtH6PB9W83R4Zz8Rq3bZpPatEFSsnSBt9QhewEm/his8-13und04-carta-bh.pdf Acesso em: 25 de fevereiro de 2019.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Individualmente, ou em pequenos grupos, os estudantes deverão escrever uma epígrafe para o monumento que tiveram contato
no início da aula reconhecendo a História independentista daquele país como uma importante referência internacional nas lutas anticolonialistas.

Entregue para cada estudante (ou grupo) uma folha para ser escrita a epígrafe.

Documento para impressão: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/a4Ua9ZKx2gX984KfvupX7vf4DvTRr7HAhkSuAhMqFjxqAbFFsXNKkV7XusyY/his8-13und04-epigrafe.pdf

Oriente para que os estudantes registrem nas epígrafes sobre o que aprenderam na aula, espera-se que demonstrem sobre a importância de que a conquista da Independência no país tenha sido um processo popular e relacionado ao fim da escravidão.

Fonte do texto: https://www.significados.com.br/epigrafe/ Acesso em: 9 de março de 2019.

Para saber mais:

Para saber mais sobre epígrafes: https://www.significados.com.br/epigrafe/ Acesso em: 9 de março de 2019.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI13, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

  • Imagem do monumento Le Maroon

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Rb7M8H9tYc8HjEPMUJ6rsHkhG58tpHZDqhnjVcDkFYTAja8sMgq3SHUnE2Jv/his8-13und04-monumento-le-maroon.pdf

  • Mapa do Haiti - localização

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YbEQgbeCvyHX3bT639U6E5Dm2dCxzswM3bj7AXMY4bXPUBwqVmWvMFcnN9Dt/his8-13und04-mapa-do-haiti-localizacao.pdf

  • Carta de Independência do Haiti

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pJzeaNQ3SRCS4gPBATfCQggV48fVWfSCpdVbaDqnnsysPt595tgpxf85HKQx/his8-13und04-carta-de-independencia-do-haiti.pdf

Para saber mais:

11 lugares de memória da escravidão na África e no Caribe. Fonte: Geledés. Disponível em: https://www.geledes.org.br/11-lugares-de-memoria-da-escravidao-na-africa-e-no-caribe/ Acesso em: 9 de março de 2019.

Notícia de 2010 sobre o encontro do documento mais importante sobre a Independência do Haiti.

Disponível em: https://blog.nationalgeographic.org/2010/04/04/haiti-founding-document-discovered-in-britains-archives/ Acesso em: 22 de fevereiro de 2019.

Epígrafes: https://www.significados.com.br/epigrafe/ Acesso em: 9 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientações: O objetivo desse plano de aula é que os estudantes reflitam sobre os conceitos de liberdade e cidadania no contexto da Independência do Haiti, como foram influenciados pela Revolução Francesa e como houve medo de uma revolta de escravizados no Brasil,
que pudesse ser influenciada pela Independência do Haiti.

Apresente o tema aos alunos escrevendo-o no quadro ou lendo-o para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente este slide e
faça uma leitura coletiva.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos.

Orientações: O Contexto está dividido em dois slides e tem por objetivo resgatar referências quanto ao Haiti na atualidade, para aproximar os estudantes sobre este país em estudo. Em um primeiro momento os estudantes terão contato com um monumento que em homenagem à revolta dos escravizados que deu origem à Independência do país, em 1804. Observe como a figura usa uma concha como trombeta para convocar os negros à luta. A perna esquerda estendida tem correntes quebradas e a mão direita segura um facão.

Após a observação faça as seguintes perguntas direcionadoras:

  • O que a figura está segurando na mão direita? E para que ele era usado? (Espera-se que os estudantes reconheçam que é um facão, que era usado como instrumento de trabalho, mas também poderia ser usado como arma.)
  • A perna esquerda da figura tem correntes quebradas, o que isso pode significar? (Espera-se que os estudantes respondam que é a liberdade, pois a Independência do Haiti foi conquistada por um movimento de escravizados.)
  • Qual poderia ser a finalidade da concha que a figura leva à boca? (Espera-se que os estudantes respondam que a concha levada à boca poderia funcionar como trombeta para convocar os escravizados à luta pela Independência.)

Link para impressão de doc. : https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Rb7M8H9tYc8HjEPMUJ6rsHkhG58tpHZDqhnjVcDkFYTAja8sMgq3SHUnE2Jv/his8-13und04-monumento-le-maroon.pdf

Para saber mais:

11 lugares de memória da escravidão na África e no Caribe. Disponível em: https://www.geledes.org.br/11-lugares-de-memoria-da-escravidao-na-africa-e-no-caribe/ Acesso em: 9 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Neste momento é importante localizar geograficamente o Haiti para desfazer a confusão comum de que o Haiti faz parte do continente africano.

Apresente o mapa da América central para os estudantes para que eles identifiquem onde fica o Haiti. Faça as seguintes perguntas para os estudantes:

  • Conseguem localizar o Haiti no mapa? (Espera-se que os estudantes falem a localização geográfica do Haiti no mar do Caribe.)
  • Como se chama este pedaço do continente americano que aparece no mapa? (É esperado que os estudantes reconheçam a América Central.)

Link do mapa para impressão: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YbEQgbeCvyHX3bT639U6E5Dm2dCxzswM3bj7AXMY4bXPUBwqVmWvMFcnN9Dt/his8-13und04-mapa-do-haiti-localizacao.pdf

Fonte da imagem: Wikipedia Commons. Disponível em : https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/c/c1/Mapa_america_central_caribe.svg/378px-Mapa_america_central_caribe.svg.png Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: A Problematização está dividida em três slides, cada slide propõe a leitura e análise de um documento, que deverá ser projetado ou impresso e fornecido aos estudantes. O objetivo desta etapa é compreender como foram fundamentadas as noções de liberdade e cidadania existentes em torno da revolução haitiana e sua repercussão.

O primeiro documento a ser estudado é a Declaração de Direitos do Homem e do Cidadão de 1793, publicado na França durante a Revolução Francesa.

Disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/eNWKM2DH3bcsSjQudYBmnWqH2pDKa7N7ECBrpGdNjN5Bnx9NxgqbagphPZXS/his8-13und04-declaracao-dos-direitos-do-homem-e-do-cidadao.pdf

Solicite que os estudantes façam a leitura do texto e, quando concluírem, direcione as seguintes perguntas para auxiliar em sua análise:

  • Segundo o Preâmbulo da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, quem a escreveu? (É esperado que os estudantes respondam
    que foi o povo francês.)
  • Por que era importante declarar o fim de toda instituição social? (Para acabar com a tirania.)
  • Qual era o fim (objetivo) da sociedade? (A felicidade comum.)
  • Quais os direitos naturais imprescindíveis? (Liberdade, igualdade, segurança e a propriedade.)
  • O que é igualdade? (Todos os homens são iguais por natureza e diante da lei.)
  • O que é liberdade? (A liberdade é o poder que pertence ao homem de fazer tudo quanto não prejudique os direitos do próximo: ela tem por princípio a natureza; por regra a Justiça; por salvaguarda a lei; seu limite moral está nesta máxima: - “Não faça aos outros o que não quiseres que te fizessem”.
  • O que fala sobre escravidão? (Todo homem pode empenhar seus serviços, seu tempo; mas não pode vender-se nem ser vendido. Sua pessoa não é propriedade alheia. A lei não reconhece domesticidade; só pode existir um penhor de cuidados e de reconhecimento entre o homem que trabalha e aquele que o emprega.)
  • O que fala sobre opressão? (A resistência à opressão é a consequência dos outros direitos do homem.)
  • O que fala sobre revoltas? (Quando o governo viola os direitos do povo, a revolta é para o povo e para cada agrupamento do povo o mais sagrado dos direitos e o mais indispensável dos deveres.)

Slide Plano Aula

Orientações: Após a leitura e análise da Declaração de Direitos do Homem e do Cidadão, escrita durante a Revolução Francesa, os estudantes irão ler a Declaração de Independência do Haiti, que era colônia francesa e tornou-se independente em 1804. Além disso, deverão observar a informação de que 80% da população haitiana era de pessoas escravizadas pelos franceses naquele contexto.

Projete ou entregue o texto impresso para a turma e após a sua leitura faça as seguintes perguntas direcionadoras, para auxiliar em sua análise:

  • Qual era o objetivo da Reunião do Exército nativo a quem a declaração se dirigia? (Assegurar a felicidade do país.)
  • Qual era o exemplo terrível, mais justo, da vingança forjada de um povo orgulhoso da sua liberdade queria dar aos outros países? (A possibilidade de tornar-se livre e garantir a sua liberdade.)
  • Qual seria o primeiro povo a ser aterrorizado por esta vingança? (Os franceses.)
  • Qual era a ousadia exposta dos haitianos? (Eles ousaram ser livres.)
  • O que acontecerá com os inimigos da Independência? (Eles serão perseguidos continuamente.)
  • Sabendo que o Haiti era uma colônia francesa, é coerente que o mesmo povo francês que escreveu a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão em 1893 ainda quisesse manter escravos na sua colônia em 1804? (Espera-se que os estudantes expressem como a Declaração de Direitos do Homem e do Cidadão não condizia com a escravidão e que manter o Haiti com escravizados era inadmissível perante este documento.)

Link para impressão do doc: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/pJzeaNQ3SRCS4gPBATfCQggV48fVWfSCpdVbaDqnnsysPt595tgpxf85HKQx/his8-13und04-carta-de-independencia-do-haiti.pdf

Carta de Independência do Haiti, imagem disponível em: http://www.dloc.com/UF00099542/00001/2x?search=declaration+%3dindependence Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Para saber mais:

Veja a notícia de 2010 sobre o encontro do documento mais importante sobre a Independência do Haiti.

Disponível em: https://blog.nationalgeographic.org/2010/04/04/haiti-founding-document-discovered-in-britains-archives/ Acesso em: 22 de fevereiro de 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Neste momento os estudantes irão ler uma notícia que se refere à Revolta dos Escravizados do Haiti, demonstrando o medo de que esta rebelião influenciasse e incentivasse uma revolução semelhante no Brasil, neste caso não se refere à Independência do Brasil, mas a um possível movimento de libertação dos escravos.

De acordo com o historiador João José Reis, na Bahia o período entre 1807 e 1835 foi o que teve maior número de revoltas , que repercutiram em todo o Brasil fazendo com que os senhores temessem e os escravizados aplaudissem e copiassem estes movimentos. Os escravizados baianos foram expostos às influências de revoltas escravizados que chegavam da África, que transplantaram para a Bahia as rivalidades tribais ocorridas
em seu local de origem e as influências da bem-sucedida ilha do Caribe que conseguiu a independência e a libertação dos escravizados. Durante os tumultos da Independência na Bahia, temia-se fervorosamente que o evento de São Domingos se repetisse ali, sem menosprezar o potencial revolucionário dos escravizados que estavam na Bahia. As alarmantes notícias sobre os frequentes levantes escravos na Bahia chegaram a Portugal por meio de cartas que diziam “Se faltasse a tropa, eram outros São Domingos (REIS, João José, “Nos achamos em campo a tratar de liberdade”: a resistência escrava no Brasil oitocentista. Revista Projeto Raça, Desenvolvimento e Desigualdade Social, UFB, p. 7.)

Após a leitura do texto faça as seguintes perguntas direcionadoras aos estudantes:

  • Como podemos saber que o alerta era a respeito de uma possível rebelião de escravizados? (Saudaram três vezes, inspirados na rebelião dos escravizados no Haiti.)
  • A frase “A igualdade de sangue e de direitos” demonstra a inspiração em qual documento? (Na Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão escrito na Revolução Francesa.)
  • O que pode significar o “Acudir enquanto é tempo”? (Antes de a rebelião de escravizados acontecer ela deveria ser suprimida.)

Trecho de uma Carta ao Governador das armas da Bahia sobre a possibilidade de uma rebelião de escravizados. Disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/G26VGr3a95fy3jAPMUnXUGtH6PB9W83R4Zz8Rq3bZpPatEFSsnSBt9QhewEm/his8-13und04-carta-bh.pdf Acesso em: 25 de fevereiro de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Individualmente, ou em pequenos grupos, os estudantes deverão escrever uma epígrafe para o monumento que tiveram contato
no início da aula reconhecendo a História independentista daquele país como uma importante referência internacional nas lutas anticolonialistas.

Entregue para cada estudante (ou grupo) uma folha para ser escrita a epígrafe.

Documento para impressão: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/a4Ua9ZKx2gX984KfvupX7vf4DvTRr7HAhkSuAhMqFjxqAbFFsXNKkV7XusyY/his8-13und04-epigrafe.pdf

Oriente para que os estudantes registrem nas epígrafes sobre o que aprenderam na aula, espera-se que demonstrem sobre a importância de que a conquista da Independência no país tenha sido um processo popular e relacionado ao fim da escravidão.

Fonte do texto: https://www.significados.com.br/epigrafe/ Acesso em: 9 de março de 2019.

Para saber mais:

Para saber mais sobre epígrafes: https://www.significados.com.br/epigrafe/ Acesso em: 9 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Os processos de independência nas Américas do 8º ano :

MAIS AULAS DE História do 8º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF08HI13 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano