16820
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 8º ano > O Brasil no século XIX

Plano de aula - O que é ser brasileiro: a criação da identidade nacional no século XIX

Plano de aula de História com atividades para 8º ano do EF sobre O que é ser brasileiro: a criação da identidade nacional no século XIX

Plano 01 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Julia Bittencourt Barbosa Correa

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI22, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Para a realização da aula os alunos deverão utilizar:

  • Caderno.
  • Lápis.
  • Caneta.
  • Borracha.
  • Textos indicados impressos.

Material complementar:

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Realize a leitura coletiva do objetivo da aula para os alunos, podendo escrevê-lo no quadro ou projetando ele para a sala se assim for possível. Atente para que todos os alunos entendam o objetivo e tire as dúvidas que possam surgir.

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Esta etapa tem como objetivo introduzir a discussão que será realizada durante a aula.

  • Entregue aos alunos a impressão dos textos e imagens a ser utilizados na aula e realize com os alunos a análise do meme do slide e peça para que eles digam o que entenderam da imagem. Se não for possível realizar a impressão, você pode projetar a imagem ou imprimir uma cópia e repassar para que todos os alunos consigam ver e analisar.

Link para os documentos: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MDdc9X8vA3fkmtE3U2H28ukXuUsxGpCfyHPVrWPKyxacWx2r8rTsSDqC6NS5/his8-22und01-texto-para-impressao.pdf

  • Após a análise do meme, peça que os alunos realizem a leitura coletiva do texto de José Murilo de Carvalho. Se não for possível a impressão, você pode copiar o texto no quadro.
  • Terminadas as análises, oriente as reflexões dos alunos fazendo alguns questionamentos como:
  • O que é Estado? (Aqui espera-se que o aluno responda que é um país, uma região e que alguns já compreendam Estado num conceito mais amplo, como instituição pública, mas não todos os alunos.)
  • O que você entende por nação? (Aqui espera-se que o aluno também siga a linha de raciocínio que relaciona com a ideia de país. Pode haver alunos que já compreendam o conceito de nação como um conjunto de características que identificam um povo.)
  • O que é identidade para você? (Espera-se que os alunos respondam que identidade é aquilo que identifica uma pessoa, um povo ou um local.)
  • O que é “ser brasileiro”? (Aqui as respostas podem ser variadas e pessoais, mas espera-se respostas como “nascer no Brasil”, “viver no Brasil” ou “Se identificar com a cultura brasileira”.)
  • Você se identifica com a imagem do meme? (Aqui é esperado que a maioria dos alunos não indígenas digam que não se identificam.)
  • O que a imagem quer dizer sobre a identidade brasileira? (Espera-se que os alunos tragam a questão de os indígenas ter sido os primeiros habitantes do nosso território, mas que hoje estão marginalizados.)

A ideia é que se consiga um panorama dos conhecimentos prévios dos alunos sobre o assunto que será abordado durante a aula e dar início às reflexões que serão feitas.

Como adequar à sua realidade: Você pode usar os elementos culturais e históricos que compõem a identidade do lugar onde irá aplicar a aula para auxiliar na compreensão dos alunos dos conceitos de Estado, nação e principalmente identidade.

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Esta etapa tem como objetivo introduzir a discussão que será realizada durante a aula.

  • Entregue aos alunos a impressão dos textos e imagens a ser utilizados na aula e realize com os eles a análise do meme do slide e peça para que eles digam o que entenderam da imagem. Se não for possível realizar a impressão, você pode projetar a imagem ou imprimir uma cópia e repassar para que todos os alunos consigam ver e analisar.

Link para os documentos: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MDdc9X8vA3fkmtE3U2H28ukXuUsxGpCfyHPVrWPKyxacWx2r8rTsSDqC6NS5/his8-22und01-texto-para-impressao.pdf

  • Após a análise do meme, peça que os alunos realizem a leitura coletiva do texto de José Murilo de Carvalho. Se não for possível a impressão, você pode copiar o texto no quadro.
  • Terminadas as análises, oriente as reflexões dos alunos fazendo alguns questionamentos como:
  • O que é Estado? (Aqui espera-se que o aluno responda que é um país, uma região e que alguns já compreendam Estado num conceito mais amplo, como instituição pública, mas não todos os alunos.)
  • O que você entende por nação? (Aqui espera-se que o aluno também siga a linha de raciocínio que relaciona com a ideia de país. Pode haver alunos que já compreendam o conceito de nação como um conjunto de características que identificam um povo.)
  • O que é identidade para você? (Espera-se que os alunos respondam que identidade é aquilo que identifica uma pessoa, um povo ou um local.)
  • O que é “ser brasileiro”? (Aqui as respostas podem ser variadas e pessoais, mas espera-se respostas como “nascer no Brasil”, “viver no Brasil” ou “Se identificar com a cultura brasileira”.)
  • Você se identifica com a imagem do meme? (Aqui é esperado que a maioria dos alunos não indígenas digam que não se identificam.)
  • O que a imagem quer dizer sobre a identidade brasileira? (Espera-se que os alunos tragam a questão dos indígenas ter sido os primeiros habitantes do nosso território, mas que hoje estão marginalizados.)

A ideia é que se consiga um panorama dos conhecimentos prévios dos alunos sobre o assunto que será abordado durante a aula e dar início às reflexões que serão feitas.

Como adequar à sua realidade: Você pode usar os elementos culturais e históricos que compõem a identidade do lugar onde irá aplicar a aula para auxiliar na compreensão dos alunos dos conceitos de Estado, nação e principalmente identidade.

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Esta etapa tem como objetivo introduzir a discussão que será realizada durante a aula.

  • Entregue aos alunos a impressão dos textos e imagens a ser utilizados na aula e realize com os eles a análise do meme do slide e peça para que eles digam o que entenderam da imagem. Se não for possível realizar a impressão, você pode projetar a imagem ou imprimir uma cópia e repassar para que todos os alunos consigam ver e analisar.

Link para os documentos: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MDdc9X8vA3fkmtE3U2H28ukXuUsxGpCfyHPVrWPKyxacWx2r8rTsSDqC6NS5/his8-22und01-texto-para-impressao.pdf

  • Após a análise do meme, peça que os alunos realizem a leitura coletiva do texto de José Murilo de Carvalho. Se não for possível a impressão, você pode copiar o texto no quadro.
  • Terminadas as análises, oriente as reflexões dos alunos fazendo alguns questionamentos como:
  • O que é Estado? (Aqui espera-se que o aluno responda que é um país, uma região e que alguns já compreendam Estado num conceito mais amplo, como instituição pública, mas não todos os alunos.)
  • O que você entende por nação? (Aqui espera-se que o aluno também siga a linha de raciocínio que relaciona com a ideia de país. Pode haver alunos que já compreendam o conceito de nação como um conjunto de características que identificam um povo.)
  • O que é identidade para você? (Espera-se que os alunos respondam que identidade é aquilo que identifica uma pessoa, um povo ou um local.)
  • O que é “ser brasileiro”? (Aqui as respostas podem ser variadas e pessoais, mas espera-se respostas como “nascer no Brasil”, “viver no Brasil”
    ou “Se identificar com a cultura brasileira”.)
  • Você se identifica com a imagem do meme? (Aqui é esperado que a maioria dos alunos não indígenas digam que não se identificam.)
  • O que a imagem quer dizer sobre a identidade brasileira? (Espera-se que os alunos tragam a questão de os indígenas te sido os primeiros habitantes do nosso território, mas que hoje estão marginalizados.)

A ideia é que se consiga um panorama dos conhecimentos prévios dos alunos sobre o assunto que será abordado durante a aula e dar início às reflexões que serão feitas.

Como adequar à sua realidade: Você pode usar os elementos culturais e históricos que compõem a identidade do lugar onde irá aplicar a aula para auxiliar na compreensão dos alunos dos conceitos de Estado, nação e principalmente identidade.

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Nesta etapa o aluno vai dar início às reflexões propostas para esta aula.

  • Peça que os alunos formem duplas.
  • Distribua o poema “Canção do exílio”, de Gonçalves Dias, impresso para cada dupla. Você encontra os textos para impressão aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MDdc9X8vA3fkmtE3U2H28ukXuUsxGpCfyHPVrWPKyxacWx2r8rTsSDqC6NS5/his8-22und01-texto-para-impressao.pdf
  • Oriente as duplas a realizar a leitura do poema.
  • Auxilie os alunos indicando que realizem a leitura fazendo relação com as reflexões iniciadas na primeira parte da aula.
  • Faça questionamentos que ajudem os alunos a refletir sobre o poema dentro do contexto da aula, como:
  • O que é a “minha terra” para o autor? (Aqui é esperado que os alunos digam que a “minha terra” é um paraíso, bonito, com muita natureza sendo o lugar para onde o autor quer voltar.)
  • No poema, o autor se refere à terra como “minha”. Quando os portugueses chegaram no Brasil, a terra já era habitada pelos povos indígenas. Como esta terra para a ser do autor? (É esperado que os alunos falem sobre o “descobrimento” e a ocupação das terras brasileiras pelos portugueses.)
  • Como você acha que seria a visão dos indígenas sobre a “Canção do exílio”? (Espera-se que os alunos respondam que, ou eles se identificam com as características naturais desta terra, ou que eles não se identificam com a canção porque não foi feita por eles e para eles.)
  • Você se identifica com este Brasil do poema? (Resposta pessoal.)

O objetivo nesta etapa é que o aluno consiga relacionar o poema de Gonçalves dias com a discussão sobre a construção de uma identidade nacional, e como isso não necessariamente corresponde à veracidade da História, mas que é feita para que se crie uma ideia e um ideal de nação a ser propagada para a população e para os outros países. Reforce como a cultura letrada, e aqui produzida por uma elite específica, registra uma História de um determinado ponto de vista, mas apaga outros. De quem era a “minha terra” antes de os portugueses chegarem? Como a cultura indígena se faz presente na construção da nossa nacionalidade? (Neste ponto é importante retomar com os alunos como há na nossa sociedade uma construção da ideia do “índio genérico”, que provoca uma apagamento da diversidade de etnias indígenas brasileiras e suas particularidades.)

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Nesta etapa o aluno vai dar início às reflexões propostas para esta aula.

  • Peça que os alunos formem duplas.
  • Distribua o poema “Canção do exílio”, de Gonçalves Dias, impresso para cada dupla. Você encontra os textos para impressão aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MDdc9X8vA3fkmtE3U2H28ukXuUsxGpCfyHPVrWPKyxacWx2r8rTsSDqC6NS5/his8-22und01-texto-para-impressao.pdf
  • Oriente as duplas a realizar a leitura do poema.
  • Auxilie os alunos, indicando que realizem a leitura fazendo relação com as reflexões iniciadas na primeira parte da aula.
  • Faça questionamentos que ajudem os alunos a refletirem sobre o poema dentro do contexto da aula, como:
  • O que é a “minha terra” para o autor? (Aqui é esperado que os alunos digam que a “minha terra” é um paraíso, bonito, com muita natureza sendo o lugar para onde o autor quer voltar.)
  • No poema, o autor se refere à terra como “minha”. Quando os portugueses chegaram no Brasil, a terra já era habitada pelos povos indígenas. Como esta terra para a ser do autor? (É esperado que os alunos falem sobre o “descobrimento” e a ocupação das terras brasileiras pelos portugueses.)
  • Como você acha que seria a visão dos indígenas sobre a “Canção do exílio”? (Espera-se que os alunos respondam que, ou eles se identificam com as características naturais dessa terra, ou que eles não se identificam com a canção porque não foi feita por eles e para eles.)
  • Você se identifica com este Brasil? (Resposta pessoal.)

O objetivo nesta etapa é que o aluno consiga relacionar o poema de Gonçalves dias com a discussão sobre a construção de uma identidade nacional, e como isso não necessariamente corresponde à veracidade da História, mas que é feita para que se crie uma ideia e um ideal de nação a ser propagada para a população e para os outros países. Reforce como a cultura letrada, e aqui produzida por uma elite específica, registra uma História de um determinado ponto de vista, mas apaga outros. De quem era a “minha terra” antes de os portugueses chegarem? Como a cultura indígena se faz presente na construção da nossa nacionalidade? Neste ponto é importante retomar com os alunos como há na nossa sociedade uma construção da ideia do “índio genérico”, que provoca uma apagamento da diversidade de etnias indígenas brasileiras e suas particularidades.

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Após a leitura e interpretação das fontes, os alunos deverão criar sua própria versão da “Canção do exílio” levando em consideração as discussões realizadas durante a aula. Os alunos podem usar como referência para a sua “Canção do exílio” a realidade que vivem, seu bairro, cidade, comunidade, escola etc. tendo como base a ideia de criar um poema que fale sobre construção de identidades. Os poemas deverão ser criados individualmente e após o término da atividade o professor pode propor aos alunos um sarau onde todos apresentem para a sala as suas composições.

Para que os alunos tenham uma inspiração para a atividade, use algumas recriações e paródias já existentes como exemplo:

Como adequar à sua realidade: Nesta atividade, oriente que os alunos escrevam a sua versão da “Canção do exílio” levando em consideração o local que eles vivem e se identificam.

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI22, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Para a realização da aula os alunos deverão utilizar:

  • Caderno.
  • Lápis.
  • Caneta.
  • Borracha.
  • Textos indicados impressos.

Material complementar:

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Realize a leitura coletiva do objetivo da aula para os alunos, podendo escrevê-lo no quadro ou projetando ele para a sala se assim for possível. Atente para que todos os alunos entendam o objetivo e tire as dúvidas que possam surgir.

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Esta etapa tem como objetivo introduzir a discussão que será realizada durante a aula.

  • Entregue aos alunos a impressão dos textos e imagens a ser utilizados na aula e realize com os alunos a análise do meme do slide e peça para que eles digam o que entenderam da imagem. Se não for possível realizar a impressão, você pode projetar a imagem ou imprimir uma cópia e repassar para que todos os alunos consigam ver e analisar.

Link para os documentos: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MDdc9X8vA3fkmtE3U2H28ukXuUsxGpCfyHPVrWPKyxacWx2r8rTsSDqC6NS5/his8-22und01-texto-para-impressao.pdf

  • Após a análise do meme, peça que os alunos realizem a leitura coletiva do texto de José Murilo de Carvalho. Se não for possível a impressão, você pode copiar o texto no quadro.
  • Terminadas as análises, oriente as reflexões dos alunos fazendo alguns questionamentos como:
  • O que é Estado? (Aqui espera-se que o aluno responda que é um país, uma região e que alguns já compreendam Estado num conceito mais amplo, como instituição pública, mas não todos os alunos.)
  • O que você entende por nação? (Aqui espera-se que o aluno também siga a linha de raciocínio que relaciona com a ideia de país. Pode haver alunos que já compreendam o conceito de nação como um conjunto de características que identificam um povo.)
  • O que é identidade para você? (Espera-se que os alunos respondam que identidade é aquilo que identifica uma pessoa, um povo ou um local.)
  • O que é “ser brasileiro”? (Aqui as respostas podem ser variadas e pessoais, mas espera-se respostas como “nascer no Brasil”, “viver no Brasil” ou “Se identificar com a cultura brasileira”.)
  • Você se identifica com a imagem do meme? (Aqui é esperado que a maioria dos alunos não indígenas digam que não se identificam.)
  • O que a imagem quer dizer sobre a identidade brasileira? (Espera-se que os alunos tragam a questão de os indígenas ter sido os primeiros habitantes do nosso território, mas que hoje estão marginalizados.)

A ideia é que se consiga um panorama dos conhecimentos prévios dos alunos sobre o assunto que será abordado durante a aula e dar início às reflexões que serão feitas.

Como adequar à sua realidade: Você pode usar os elementos culturais e históricos que compõem a identidade do lugar onde irá aplicar a aula para auxiliar na compreensão dos alunos dos conceitos de Estado, nação e principalmente identidade.

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Slide Plano Aula

Orientações: Esta etapa tem como objetivo introduzir a discussão que será realizada durante a aula.

  • Entregue aos alunos a impressão dos textos e imagens a ser utilizados na aula e realize com os eles a análise do meme do slide e peça para que eles digam o que entenderam da imagem. Se não for possível realizar a impressão, você pode projetar a imagem ou imprimir uma cópia e repassar para que todos os alunos consigam ver e analisar.

Link para os documentos: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MDdc9X8vA3fkmtE3U2H28ukXuUsxGpCfyHPVrWPKyxacWx2r8rTsSDqC6NS5/his8-22und01-texto-para-impressao.pdf

  • Após a análise do meme, peça que os alunos realizem a leitura coletiva do texto de José Murilo de Carvalho. Se não for possível a impressão, você pode copiar o texto no quadro.
  • Terminadas as análises, oriente as reflexões dos alunos fazendo alguns questionamentos como:
  • O que é Estado? (Aqui espera-se que o aluno responda que é um país, uma região e que alguns já compreendam Estado num conceito mais amplo, como instituição pública, mas não todos os alunos.)
  • O que você entende por nação? (Aqui espera-se que o aluno também siga a linha de raciocínio que relaciona com a ideia de país. Pode haver alunos que já compreendam o conceito de nação como um conjunto de características que identificam um povo.)
  • O que é identidade para você? (Espera-se que os alunos respondam que identidade é aquilo que identifica uma pessoa, um povo ou um local.)
  • O que é “ser brasileiro”? (Aqui as respostas podem ser variadas e pessoais, mas espera-se respostas como “nascer no Brasil”, “viver no Brasil” ou “Se identificar com a cultura brasileira”.)
  • Você se identifica com a imagem do meme? (Aqui é esperado que a maioria dos alunos não indígenas digam que não se identificam.)
  • O que a imagem quer dizer sobre a identidade brasileira? (Espera-se que os alunos tragam a questão dos indígenas ter sido os primeiros habitantes do nosso território, mas que hoje estão marginalizados.)

A ideia é que se consiga um panorama dos conhecimentos prévios dos alunos sobre o assunto que será abordado durante a aula e dar início às reflexões que serão feitas.

Como adequar à sua realidade: Você pode usar os elementos culturais e históricos que compõem a identidade do lugar onde irá aplicar a aula para auxiliar na compreensão dos alunos dos conceitos de Estado, nação e principalmente identidade.

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Slide Plano Aula

Orientações: Esta etapa tem como objetivo introduzir a discussão que será realizada durante a aula.

  • Entregue aos alunos a impressão dos textos e imagens a ser utilizados na aula e realize com os eles a análise do meme do slide e peça para que eles digam o que entenderam da imagem. Se não for possível realizar a impressão, você pode projetar a imagem ou imprimir uma cópia e repassar para que todos os alunos consigam ver e analisar.

Link para os documentos: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MDdc9X8vA3fkmtE3U2H28ukXuUsxGpCfyHPVrWPKyxacWx2r8rTsSDqC6NS5/his8-22und01-texto-para-impressao.pdf

  • Após a análise do meme, peça que os alunos realizem a leitura coletiva do texto de José Murilo de Carvalho. Se não for possível a impressão, você pode copiar o texto no quadro.
  • Terminadas as análises, oriente as reflexões dos alunos fazendo alguns questionamentos como:
  • O que é Estado? (Aqui espera-se que o aluno responda que é um país, uma região e que alguns já compreendam Estado num conceito mais amplo, como instituição pública, mas não todos os alunos.)
  • O que você entende por nação? (Aqui espera-se que o aluno também siga a linha de raciocínio que relaciona com a ideia de país. Pode haver alunos que já compreendam o conceito de nação como um conjunto de características que identificam um povo.)
  • O que é identidade para você? (Espera-se que os alunos respondam que identidade é aquilo que identifica uma pessoa, um povo ou um local.)
  • O que é “ser brasileiro”? (Aqui as respostas podem ser variadas e pessoais, mas espera-se respostas como “nascer no Brasil”, “viver no Brasil”
    ou “Se identificar com a cultura brasileira”.)
  • Você se identifica com a imagem do meme? (Aqui é esperado que a maioria dos alunos não indígenas digam que não se identificam.)
  • O que a imagem quer dizer sobre a identidade brasileira? (Espera-se que os alunos tragam a questão de os indígenas te sido os primeiros habitantes do nosso território, mas que hoje estão marginalizados.)

A ideia é que se consiga um panorama dos conhecimentos prévios dos alunos sobre o assunto que será abordado durante a aula e dar início às reflexões que serão feitas.

Como adequar à sua realidade: Você pode usar os elementos culturais e históricos que compõem a identidade do lugar onde irá aplicar a aula para auxiliar na compreensão dos alunos dos conceitos de Estado, nação e principalmente identidade.

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Nesta etapa o aluno vai dar início às reflexões propostas para esta aula.

  • Peça que os alunos formem duplas.
  • Distribua o poema “Canção do exílio”, de Gonçalves Dias, impresso para cada dupla. Você encontra os textos para impressão aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MDdc9X8vA3fkmtE3U2H28ukXuUsxGpCfyHPVrWPKyxacWx2r8rTsSDqC6NS5/his8-22und01-texto-para-impressao.pdf
  • Oriente as duplas a realizar a leitura do poema.
  • Auxilie os alunos indicando que realizem a leitura fazendo relação com as reflexões iniciadas na primeira parte da aula.
  • Faça questionamentos que ajudem os alunos a refletir sobre o poema dentro do contexto da aula, como:
  • O que é a “minha terra” para o autor? (Aqui é esperado que os alunos digam que a “minha terra” é um paraíso, bonito, com muita natureza sendo o lugar para onde o autor quer voltar.)
  • No poema, o autor se refere à terra como “minha”. Quando os portugueses chegaram no Brasil, a terra já era habitada pelos povos indígenas. Como esta terra para a ser do autor? (É esperado que os alunos falem sobre o “descobrimento” e a ocupação das terras brasileiras pelos portugueses.)
  • Como você acha que seria a visão dos indígenas sobre a “Canção do exílio”? (Espera-se que os alunos respondam que, ou eles se identificam com as características naturais desta terra, ou que eles não se identificam com a canção porque não foi feita por eles e para eles.)
  • Você se identifica com este Brasil do poema? (Resposta pessoal.)

O objetivo nesta etapa é que o aluno consiga relacionar o poema de Gonçalves dias com a discussão sobre a construção de uma identidade nacional, e como isso não necessariamente corresponde à veracidade da História, mas que é feita para que se crie uma ideia e um ideal de nação a ser propagada para a população e para os outros países. Reforce como a cultura letrada, e aqui produzida por uma elite específica, registra uma História de um determinado ponto de vista, mas apaga outros. De quem era a “minha terra” antes de os portugueses chegarem? Como a cultura indígena se faz presente na construção da nossa nacionalidade? (Neste ponto é importante retomar com os alunos como há na nossa sociedade uma construção da ideia do “índio genérico”, que provoca uma apagamento da diversidade de etnias indígenas brasileiras e suas particularidades.)

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Slide Plano Aula

Orientações: Nesta etapa o aluno vai dar início às reflexões propostas para esta aula.

  • Peça que os alunos formem duplas.
  • Distribua o poema “Canção do exílio”, de Gonçalves Dias, impresso para cada dupla. Você encontra os textos para impressão aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MDdc9X8vA3fkmtE3U2H28ukXuUsxGpCfyHPVrWPKyxacWx2r8rTsSDqC6NS5/his8-22und01-texto-para-impressao.pdf
  • Oriente as duplas a realizar a leitura do poema.
  • Auxilie os alunos, indicando que realizem a leitura fazendo relação com as reflexões iniciadas na primeira parte da aula.
  • Faça questionamentos que ajudem os alunos a refletirem sobre o poema dentro do contexto da aula, como:
  • O que é a “minha terra” para o autor? (Aqui é esperado que os alunos digam que a “minha terra” é um paraíso, bonito, com muita natureza sendo o lugar para onde o autor quer voltar.)
  • No poema, o autor se refere à terra como “minha”. Quando os portugueses chegaram no Brasil, a terra já era habitada pelos povos indígenas. Como esta terra para a ser do autor? (É esperado que os alunos falem sobre o “descobrimento” e a ocupação das terras brasileiras pelos portugueses.)
  • Como você acha que seria a visão dos indígenas sobre a “Canção do exílio”? (Espera-se que os alunos respondam que, ou eles se identificam com as características naturais dessa terra, ou que eles não se identificam com a canção porque não foi feita por eles e para eles.)
  • Você se identifica com este Brasil? (Resposta pessoal.)

O objetivo nesta etapa é que o aluno consiga relacionar o poema de Gonçalves dias com a discussão sobre a construção de uma identidade nacional, e como isso não necessariamente corresponde à veracidade da História, mas que é feita para que se crie uma ideia e um ideal de nação a ser propagada para a população e para os outros países. Reforce como a cultura letrada, e aqui produzida por uma elite específica, registra uma História de um determinado ponto de vista, mas apaga outros. De quem era a “minha terra” antes de os portugueses chegarem? Como a cultura indígena se faz presente na construção da nossa nacionalidade? Neste ponto é importante retomar com os alunos como há na nossa sociedade uma construção da ideia do “índio genérico”, que provoca uma apagamento da diversidade de etnias indígenas brasileiras e suas particularidades.

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Após a leitura e interpretação das fontes, os alunos deverão criar sua própria versão da “Canção do exílio” levando em consideração as discussões realizadas durante a aula. Os alunos podem usar como referência para a sua “Canção do exílio” a realidade que vivem, seu bairro, cidade, comunidade, escola etc. tendo como base a ideia de criar um poema que fale sobre construção de identidades. Os poemas deverão ser criados individualmente e após o término da atividade o professor pode propor aos alunos um sarau onde todos apresentem para a sala as suas composições.

Para que os alunos tenham uma inspiração para a atividade, use algumas recriações e paródias já existentes como exemplo:

Como adequar à sua realidade: Nesta atividade, oriente que os alunos escrevam a sua versão da “Canção do exílio” levando em consideração o local que eles vivem e se identificam.

Para você saber mais: Se julgar necessário aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, alguns artigos são indicados:

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE O Brasil no século XIX do 8º ano :

MAIS AULAS DE História do 8º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF08HI22 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano