16817
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 8º ano > O Brasil no século XIX

Plano de aula - Formas de resistência à escravidão

Plano de aula de História com atividades para 8º ano do EF sobre “Negro fujão”: as formas de resistência à escravidão

Plano 04 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Julia Bittencourt Barbosa Correa

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI19, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

Material complementar:

  • Letra da música “Crime bárbaro” e imagem do cartaz “Crioulo fugido”

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ffCRR2669qmZKaXx6JrnwZPBvtEJS2AjUvhjvkqZaYYSjVwhZdjmgTRqFK4p/his8-19und04-fontes-contexto.pdf

  • Texto para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/NJxnaj5QK7bRm7t2CXUKG5x5gh27FzmwgPaZrPBahCJbvvxfakt6adNAbDkx/his8-19und04-fontes-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Aqui estão alguns links caso ache necessário aprofundar os conhecimentos sobre os assuntos tratados em aula.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Apresente o tema para os alunos escrevendo no quadro ou realizando a leitura para a turma. Você pode fazer a projeção do slide se assim for possível em sua escola. Faça a leitura coletiva para a sala, de maneira que todos os alunos entendam a proposta a ser desenvolvida, perguntando aos alunos se há dúvidas quanto ao objetivo da aula.

Para você saber mais:

Aqui estão alguns links caso ache necessário aprofundar os conhecimentos sobre os assuntos tratados em aula.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Nesta etapa você deverá introduzir a discussão da aula com os alunos, utilizando os documentos presentes na pasta com o título “Fontes contexto”, disponíveis em https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ffCRR2669qmZKaXx6JrnwZPBvtEJS2AjUvhjvkqZaYYSjVwhZdjmgTRqFK4p/his8-19und04-fontes-contexto.pdf

Para isso, organize a sala em grupos de até quatro alunos para que a discussão possa ser feita de maneira a todos os alunos participarem.

  • Projete para a sala, se assim for possível, a imagem do cartaz “Crioulo fugido”. Se não for possível fazer a projeção, leve uma imagem impressa e passe de aluno a aluno para que todos vejam o cartaz com detalhes.
  • Apresente para a sala, projetando, realizando leitura coletiva ou escrevendo no quadro, o trecho da música “Crime bárbaro”, do rapper
    Rincón Sapiência.
  • Se houver possibilidade, escute a música completa com os alunos em sala de aula.

Após a apresentação das fontes, inicie a reflexão com os alunos sobre o tema da aula: As fugas de escravos como forma de resistência à escravidão. Peça que os alunos se manifestam a respeito do que compreenderam, tanto da análise do cartaz do século XIX quanto a letra da música do rapper, de 2018. Oriente a reflexão dos alunos para que não haja dispersão com relação ao objetivo da aula. Você pode fazer alguns questionamentos que ajudam os alunos a pensar sobre o tema:

  • O que é resistência para você? (É esperado aqui que o aluno responda que a resistência pode aparecer de várias formas, desde de se negar ao trabalho, criar quilombos, fugir, agir com violência com os seus senhores até sobreviver às condições de vida difíceis que são impostas a um negro escravizado.)
  • Quais as formas de resistência dos escravizados que você conhece? (Aqui espera-se que o aluno responda principalmente: quilombos, fugas, a capoeira e as revoltas escravas.)
  • O que mostra o cartaz visto? (O alunos pode responder de maneira muito variada, mas espera-se que note a representação do escravo correndo, como um “fujão”, os termos pejorativos usados no texto do cartaz relacionados ao escravizado e à recompensa remunerada.)
  • Como o conteúdo do cartaz se relaciona com a letra da música? (Aqui espera-se que o aluno relacione o cartaz com a música, indicando que
    a música relata uma fuga de um escravizado e como estariam “a sua procura”, que é justamente o que representa o cartaz.)
  • Você enxerga elementos de racismo no conteúdo do cartaz? Quais? (A resposta aqui é pessoal, mas espera-se que o alunos responda que sim e aponte principalmente o texto do cartaz e a representação do escravo no desenho.)
  • Como o rapper se refere às fugas dos escravizados? É positivo? (A resposta aqui é pessoal, mas espera-se que o alunos entenda a música como uma exaltação à resistência dos escravos fugidos.)

Para você saber mais:

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos.

Orientações: Nesta etapa você deverá dividir a sala em grupos de até quatro alunos para realizar a segunda parte da aula.

É importante ressaltar que as condições extremamente duras e violentas da vida na escravidão não destruíram nos escravizados a capacidade
de pensar o mundo com base em categorias e significados sociais que não aqueles instituídos pelos senhores. A restrição formal (por lei) de suas liberdades não impediu que estes indivíduos usassem diferentes estratégias de busca pela liberdade: fugir, formar famílias no cativeiro, juntar dinheiro e comprar sua própria liberdade e de seus filhos, suicidar-se. Todas estas são práticas abertas de resistência que negras e negros em cativeiro utilizavam para se afirmar como pessoas humanas, como sujeitos da própria História.

Você pode acessar o plano de aula sobre os quilombos como formas de resistência, sendo mais um exemplo de como os negros criaram estratégias diversas de resistência à violência do sistema escravista. O link para o plano: https://novaescola.org.br/plano-de-aula/5101/quilombos-no-brasil-historias-de-resistencias-atraves-do-tempo

Para você saber mais:

Aqui estão alguns links caso ache necessário aprofundar os conhecimentos sobre os assuntos tratados em aula.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Nesta etapa você deverá dividir a sala em grupos de até quatro alunos para realizar a segunda parte da aula.

É importante ressaltar que as condições extremamente duras e violentas da vida na escravidão não destruíram nos escravizados sua capacidade
de pensar o mundo com base em categorias e significados sociais que não aqueles instituídos pelos senhores. A restrição formal (por lei) de suas liberdades não impediu que estes indivíduos usassem diferentes estratégias de busca pela liberdade: fugir, formar famílias no cativeiro, juntar dinheiro e comprar sua própria liberdade e de seus filhos, suicidar-se. Todas estas são práticas abertas de resistência que negras e negros em cativeiro utilizavam para se afirmar como pessoas humanas, como sujeitos da própria História.

Você pode acessar o plano de aula sobre os quilombos como formas de resistência, sendo mais um exemplo de como os negros criaram estratégias diversas de resistência à violência do sistema escravista. O link para o plano: https://novaescola.org.br/plano-de-aula/5101/quilombos-no-brasil-historias-de-resistencias-atraves-do-tempo

Para você saber mais:

Aqui estão alguns links caso ache necessário aprofundar os conhecimentos sobre os assuntos tratados em aula.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Esta etapa final deve servir para sistematizar aquilo que os alunos aprenderam durante a aula. Depois da análise das fontes, os alunos, agora individualmente, deverão produzir baseados nas conclusões sobre o tema da aula, um desenho/cartaz ou uma letra de música que faça referência à resistência negra, tanto no período da escravidão quanto nos dias de hoje. Após o término da atividade, o professor pode montar um mural que junte todas as produções realizadas pelos alunos.

Para realizar a atividade, será necessário que se utilize:

  • Folha sulfite A4.
  • Lápis.
  • Borracha.
  • Lápis colorido.
  • Caneta hidrocor.

O professor deve orientar os alunos para que tragam estes materiais para a realização da atividade em sala de aula ou disponibilizar para que eles possam utilizar.

Para você saber mais: Aqui estão alguns links caso ache necessário aprofundar os conhecimentos sobre os assuntos tratados em aula.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI19, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

Material complementar:

  • Letra da música “Crime bárbaro” e imagem do cartaz “Crioulo fugido”

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ffCRR2669qmZKaXx6JrnwZPBvtEJS2AjUvhjvkqZaYYSjVwhZdjmgTRqFK4p/his8-19und04-fontes-contexto.pdf

  • Texto para impressão

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/NJxnaj5QK7bRm7t2CXUKG5x5gh27FzmwgPaZrPBahCJbvvxfakt6adNAbDkx/his8-19und04-fontes-problematizacao.pdf

Para você saber mais:

Aqui estão alguns links caso ache necessário aprofundar os conhecimentos sobre os assuntos tratados em aula.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Apresente o tema para os alunos escrevendo no quadro ou realizando a leitura para a turma. Você pode fazer a projeção do slide se assim for possível em sua escola. Faça a leitura coletiva para a sala, de maneira que todos os alunos entendam a proposta a ser desenvolvida, perguntando aos alunos se há dúvidas quanto ao objetivo da aula.

Para você saber mais:

Aqui estão alguns links caso ache necessário aprofundar os conhecimentos sobre os assuntos tratados em aula.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Nesta etapa você deverá introduzir a discussão da aula com os alunos, utilizando os documentos presentes na pasta com o título “Fontes contexto”, disponíveis em https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ffCRR2669qmZKaXx6JrnwZPBvtEJS2AjUvhjvkqZaYYSjVwhZdjmgTRqFK4p/his8-19und04-fontes-contexto.pdf

Para isso, organize a sala em grupos de até quatro alunos para que a discussão possa ser feita de maneira a todos os alunos participarem.

  • Projete para a sala, se assim for possível, a imagem do cartaz “Crioulo fugido”. Se não for possível fazer a projeção, leve uma imagem impressa e passe de aluno a aluno para que todos vejam o cartaz com detalhes.
  • Apresente para a sala, projetando, realizando leitura coletiva ou escrevendo no quadro, o trecho da música “Crime bárbaro”, do rapper
    Rincón Sapiência.
  • Se houver possibilidade, escute a música completa com os alunos em sala de aula.

Após a apresentação das fontes, inicie a reflexão com os alunos sobre o tema da aula: As fugas de escravos como forma de resistência à escravidão. Peça que os alunos se manifestam a respeito do que compreenderam, tanto da análise do cartaz do século XIX quanto a letra da música do rapper, de 2018. Oriente a reflexão dos alunos para que não haja dispersão com relação ao objetivo da aula. Você pode fazer alguns questionamentos que ajudam os alunos a pensar sobre o tema:

  • O que é resistência para você? (É esperado aqui que o aluno responda que a resistência pode aparecer de várias formas, desde de se negar ao trabalho, criar quilombos, fugir, agir com violência com os seus senhores até sobreviver às condições de vida difíceis que são impostas a um negro escravizado.)
  • Quais as formas de resistência dos escravizados que você conhece? (Aqui espera-se que o aluno responda principalmente: quilombos, fugas, a capoeira e as revoltas escravas.)
  • O que mostra o cartaz visto? (O alunos pode responder de maneira muito variada, mas espera-se que note a representação do escravo correndo, como um “fujão”, os termos pejorativos usados no texto do cartaz relacionados ao escravizado e à recompensa remunerada.)
  • Como o conteúdo do cartaz se relaciona com a letra da música? (Aqui espera-se que o aluno relacione o cartaz com a música, indicando que
    a música relata uma fuga de um escravizado e como estariam “a sua procura”, que é justamente o que representa o cartaz.)
  • Você enxerga elementos de racismo no conteúdo do cartaz? Quais? (A resposta aqui é pessoal, mas espera-se que o alunos responda que sim e aponte principalmente o texto do cartaz e a representação do escravo no desenho.)
  • Como o rapper se refere às fugas dos escravizados? É positivo? (A resposta aqui é pessoal, mas espera-se que o alunos entenda a música como uma exaltação à resistência dos escravos fugidos.)

Para você saber mais:

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos.

Orientações: Nesta etapa você deverá dividir a sala em grupos de até quatro alunos para realizar a segunda parte da aula.

É importante ressaltar que as condições extremamente duras e violentas da vida na escravidão não destruíram nos escravizados a capacidade
de pensar o mundo com base em categorias e significados sociais que não aqueles instituídos pelos senhores. A restrição formal (por lei) de suas liberdades não impediu que estes indivíduos usassem diferentes estratégias de busca pela liberdade: fugir, formar famílias no cativeiro, juntar dinheiro e comprar sua própria liberdade e de seus filhos, suicidar-se. Todas estas são práticas abertas de resistência que negras e negros em cativeiro utilizavam para se afirmar como pessoas humanas, como sujeitos da própria História.

Você pode acessar o plano de aula sobre os quilombos como formas de resistência, sendo mais um exemplo de como os negros criaram estratégias diversas de resistência à violência do sistema escravista. O link para o plano: https://novaescola.org.br/plano-de-aula/5101/quilombos-no-brasil-historias-de-resistencias-atraves-do-tempo

Para você saber mais:

Aqui estão alguns links caso ache necessário aprofundar os conhecimentos sobre os assuntos tratados em aula.

Slide Plano Aula

Orientações: Nesta etapa você deverá dividir a sala em grupos de até quatro alunos para realizar a segunda parte da aula.

É importante ressaltar que as condições extremamente duras e violentas da vida na escravidão não destruíram nos escravizados sua capacidade
de pensar o mundo com base em categorias e significados sociais que não aqueles instituídos pelos senhores. A restrição formal (por lei) de suas liberdades não impediu que estes indivíduos usassem diferentes estratégias de busca pela liberdade: fugir, formar famílias no cativeiro, juntar dinheiro e comprar sua própria liberdade e de seus filhos, suicidar-se. Todas estas são práticas abertas de resistência que negras e negros em cativeiro utilizavam para se afirmar como pessoas humanas, como sujeitos da própria História.

Você pode acessar o plano de aula sobre os quilombos como formas de resistência, sendo mais um exemplo de como os negros criaram estratégias diversas de resistência à violência do sistema escravista. O link para o plano: https://novaescola.org.br/plano-de-aula/5101/quilombos-no-brasil-historias-de-resistencias-atraves-do-tempo

Para você saber mais:

Aqui estão alguns links caso ache necessário aprofundar os conhecimentos sobre os assuntos tratados em aula.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: Esta etapa final deve servir para sistematizar aquilo que os alunos aprenderam durante a aula. Depois da análise das fontes, os alunos, agora individualmente, deverão produzir baseados nas conclusões sobre o tema da aula, um desenho/cartaz ou uma letra de música que faça referência à resistência negra, tanto no período da escravidão quanto nos dias de hoje. Após o término da atividade, o professor pode montar um mural que junte todas as produções realizadas pelos alunos.

Para realizar a atividade, será necessário que se utilize:

  • Folha sulfite A4.
  • Lápis.
  • Borracha.
  • Lápis colorido.
  • Caneta hidrocor.

O professor deve orientar os alunos para que tragam estes materiais para a realização da atividade em sala de aula ou disponibilizar para que eles possam utilizar.

Para você saber mais: Aqui estão alguns links caso ache necessário aprofundar os conhecimentos sobre os assuntos tratados em aula.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE O Brasil no século XIX do 8º ano :

MAIS AULAS DE História do 8º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF08HI19 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano