16778
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Geografia > 7º ano > Mundo do trabalho

Plano de aula - Impactos ambientais da agropecuária

Plano de aula de Geografia com atividades para 7º ano do Fundamental sobre analisar os impactos ambientais envolvidos na produção agropecuária brasileira

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Jéssica Da Silva Rodrigues Cecim

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF07GE06 de Geografia, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. Esta habilidade tem por objetivo as influências da produção, circulação e consumo de mercadorias no território brasileiro, sobretudo, a partir da perspectiva ambiental e da distribuição desigual das riquezas. Trata-se de analisar as diferentes formas de ocupação e configuração do território sob as dinâmicas de produção, circulação e consumo de mercadorias. Este plano objetiva discutir com os alunos determinados impactos ambientais decorrentes da produção agrícola a partir da exploração da monocultura no contexto nacional, como desmatamento a partir do avanço da fronteira agrícola, utilização de defensivos agrícolas (agrotóxicos) e consumo de água. Para atingir tal intento, o plano inicia-se com uma discussão acerca dos impactos ambientais, seguida de atividade em grupo voltada à confecção de um fanzine com posterior socialização das produções.

Materiais necessários:

  • Quadro
  • Projetor (na ausência do projetor as imagens podem ser impressas e os textos podem ser escritos no quadro)
  • Revistas e jornais (sem necessidade de serem atuais, serão recortados)
  • Tesoura, cola, canetinha, lápis de cor, giz de cera, lápis de escrever, borracha
  • Folha sulfite

Material complementar:

Imagens utilizadas nas etapas de Contextualização e Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/KhZKNb9M63NBrNEy6fhVjdz49eAM4pX9ktcuwr89a4PcPBybhJuQymhd9cNT/ge07-06und02-imagens-utilizadas-no-plano.pdf

Para você saber mais:

MELO, Roseli Freire. BRITO, Luiza Teixeira de Lima. Pesticidas e seus impactos no ambiente. Embrapa Semiárido. 2010. Disponível em:

https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/89981/1/Roseli.pdf (Acesso em 11/02/2019)

FRANCISCO, Wagner de Cerqueira e. Agropecuária. Mundo Educação. s/d. Disponível em:

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/agropecuaria-5.htm (Acesso em 06/02/2019)

SOUSA, Rafaela. Monocultura. Geografia Econômica. Mundo Educação. s/d Disponível em:

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/monocultura.htm (Acesso em 09/02/2019)

IWAKI, Gheorge Patrick. Contaminação ambiental por agrotóxicos: efeitos invisíveispara o solo, água e ar. Portal de Tratamento de Água. 30 de maio de 2018. Disponível em:

https://www.tratamentodeagua.com.br/artigo/contaminacao-ambiental-por-agrotoxicos/ (Acesso em 11/02/2019)

BARBOSA, Vanessa. ONU alerta para poluição das águas por abuso de agrotóxicos no campo. Revista Exame. 01 de julho de 2018. Disponível em:

https://exame.abril.com.br/mundo/onu-alerta-para-poluicao-das-aguas-por-abuso-de-agrotoxicos-no-campo/ (Acesso em 09/02/2019)

CAMPELLO, Marcelo. A questão ambiental e a nova geopolítica das nações: O discurso tecno(eco)lógico e a perpetuação da divisão internacional do trabalho. Conferência Internacional LALICS 2013 “Sistemas Nacionais de Inovação e Políticas de CTI para um Desenvolvimento Inclusivo e Sustentável”– Rio de Janeiro, 11 e 12 de Novembro, 2013. Disponível em:

http://www.redesist.ie.ufrj.br/lalics/papers/80_A_questao_ecologica_e_a_nova_geopolitica_das_nacoes_o_discurso_tecnoecolgico_e_a_perpetuacao_da_divisao_internacional_do_trabalho.pdf (Acesso em 04/02/2019)

RODRIGUES, Arlete Moysés. A questão ambiental e a (re)descoberta do espaço: uma nova relação sociedade/natureza? Boletim Paulista de Geografia, nº 73, 1994. Disponível em:

http://www.agb.org.br/publicacoes/index.php/boletim-paulista/article/view/886 (Acesso em 04/02/2019)

Contextos prévios:

Para este plano é recomendado que os alunos estejam familiarizados com objetivos de aprendizagem pautados na Habilidade da BNCC EF07GE05: “Analisar fatos e situações representativas das alterações ocorridas entre o período mercantilista e o advento do capitalismo” - sobretudo no que tange ao desenvolvimento da agricultura brasileira voltada à exportação.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Apresente o tema da aula aos alunos, falando que hoje vocês discutirão sobre os impactos ambientais decorrentes da agropecuária no Brasil. Explique, sucintamente, que “agropecuária” é um termo que envolve as atividades agrícolas (cultivo de plantas) e pecuária (criação de gado/animais).

Como adequar à sua realidade: Caso o município onde a escola se insere desempenhe de modo mais intenso alguma dessas atividades leve essa questão para que seja discutida em aula. É possível também que essa realidade esteja presente no cotidiano dos alunos a partir de atividade desenvolvida pela sua família e/ou conhecidos - se for o caso, problematize se a produção em questão se trata de produção familiar ou modelo agro-exportador. No decorrer da aula, enquanto os impactos vão sendo apresentados, dialogue com os alunos buscando levantar seus conhecimentos sobre algum desses impactos, mesmo que não estejam diretamente relacionados à atividade agropecuária.

Para você saber mais:

FRANCISCO, Wagner de Cerqueira e. Agropecuária. Mundo Educação. s/d. Disponível em:

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/agropecuaria-5.htm (Acesso em 06/02/2019)

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Apresente aos alunos as imagens das monoculturas e do avião pulverizando pesticidas. Ao indicar a imagem do avião, pergunte se eles imaginam o que este avião está fazendo, o que ele está despejando na plantação. Espera-se que os alunos apontem para algum tipo de produto químico, seja em termos de fertilização ou pesticidas. É possível ainda que acreditem que seja algum tipo de irrigação. Direcione a discussão de modo a apontar que a imagem trata-se de um avião pulverizando pesticidas em uma plantação de soja. Na sequência, aponte as imagens da plantação de soja e de cana-de-açúcar e peça para que os alunos descrevam o que veem, como por exemplo: “Parece uma plantação grande ou pequena? Há muitas pessoas trabalhando ou poucas? Parece haver muitas coisas diferentes plantadas ou apenas um tipo?”. Esta etapa tem o intuito de fazer com que os alunos busquem seus conhecimentos prévios sobre monoculturas, latifúndios e agrotóxicos mesmo que não trabalhem a partir desses nomes especificamente, mas que tragam as concepções que carregam sobre esse tipo de agricultura.

Caso não seja possível projetar, tampouco imprimir as imagens, escreva na lousa palavras como “monocultura”, “agrotóxico” e “latifúndio” a realize os questionamentos como sugerido.

Como adequar à sua realidade: Caso o município onde a escola se insere desempenhe de modo mais intenso alguma dessas atividades leve essa questão para que seja discutida em aula. É possível também que essa realidade esteja presente no cotidiano dos alunos a partir de atividade desenvolvida pela sua família e/ou conhecidos - se for o caso, problematize se a produção em questão se trata de produção familiar ou modelo agro-exportador. No decorrer da aula, enquanto os impactos vão sendo apresentados, dialogue com os alunos buscando levantar seus conhecimentos sobre algum desses impactos, mesmo que não estejam diretamente relacionados à atividade agropecuária.

Para você saber mais: Pesticidas e Agrotóxicos são quaisquer produtos que objetivam combater pragas nas plantações, podendo ser de origem química ou biológica. Apesar de serem sinônimos, o termo “agrotóxico” carrega a indicação da toxicidade desses produtos para a saúde humana.

MELO, Roseli Freire. BRITO, Luiza Teixeira de Lima. Pesticidas e seus impactos no ambiente. Embrapa Semiárido. 2010. Disponível em:

https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/89981/1/Roseli.pdf (Acesso em 11/02/2019)

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Apresente ou escreva na lousa a pergunta inicial: “Quais são os impactos ambientais presentes na agropecuária?”. Introduza a imagem de satélite refere ao estado do Mato Grosso. Pergunte se eles sabem do que se trata uma imagem de satélite e construa uma noção de que as imagens de satélite são como fotografias da Terra tiradas por uma máquina localizada dentro de satélites artificiais (a lua é um exemplo de satélite natural). Indique que a imagem se refere ao desmatamento no Mato Grosso e, em seguida, questione se eles são capazes de dizer como é possível observar o desmatamento nesta imagem (tons de marrom com áreas desmatadas e os verdes com áreas com vegetação). Pergunte aos alunos quais eles acreditam que sejam as principais razões de desmatamento no Mato Grosso. O desmatamento em questão refere-se às áreas de cultivo de soja. Na sequência, apresente a imagem do desmatamento na Floresta Amazônica e indique que grandes extensões da floresta têm sido desmatadas devido ao avanço do que chamado de “fronteira agrícola”, que se trata de uma fronteira até onde a agropecuária alcança.

A partir de uma aula dialógica, aponte para o desmatamento com vias de criação de pastos para pecuária. Apresente a imagem da reportagem da Revista Exame intitulada “ONU alerta para poluição das águas por abuso de agrotóxicos no campo” e pergunte se eles poderiam dizer de que forma o agrotóxico poderia ser responsável pela poluição das águas. Construa coletivamente a concepção de que os agrotóxicos infiltram no solo, chegando às águas subterrâneas e também, por meio da chuva, chegam aos rios e lagos, afetando a vida dos seres vivos presentes nestes ambientes, além de chegarem ao nosso organismo ao consumirmos produtos agrícolas e animais contaminados (como peixes, por exemplo).

Antes de apresentar a imagem do gráfico de consumo de água, pergunte aos alunos quais são os setores da sociedade (que lugares/atividades) eles imaginam que mais consomem água. Na sequência, apresente o gráfico de pizza e, primeiramente, certifique-se de que os alunos consigam interpretá-lo, discutindo com eles que a maior parcela de água consumida (cerca de 70%) é absorvida pela agricultura (onde inclui-se a pecuária). Explique que este consumo não é baseado apenas na irrigação, mas também na criação de animais, sendo calculado em função da quantidade de água necessária para a produção de determinado produto. Por exemplo: para se produzir 1kg de tomate, gasta-se, em média, 200 litros de água. Estas informações se tornam relevantes na análise do impacto que a agropecuária causa, para além da poluição, no consumo de água potável.

Como adequar à sua realidade: Caso o município onde a escola se insere desempenhe de modo mais intenso alguma dessas atividades leve essa questão para que seja discutida em aula. É possível também que essa realidade esteja presente no cotidiano dos alunos a partir de atividade desenvolvida pela sua família e/ou conhecidos - se for o caso, problematize se a produção em questão se trata de produção familiar ou modelo agro-exportador. No decorrer da aula, enquanto os impactos vão sendo apresentados, dialogue com os alunos buscando levantar seus conhecimentos sobre algum desses impactos, mesmo que não estejam diretamente relacionados à atividade agropecuária

Para você saber mais:

SOUSA, Rafaela. Monocultura. Geografia Econômica. Mundo Educação. s/d Disponível em:

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/monocultura.htm (Acesso em 09/02/2019)

IWAKI, Gheorge Patrick. Contaminação ambiental por agrotóxicos: efeitos invisíveispara o solo, água e ar. Portal de Tratamento de Água. 30 de maio de 2018. Disponível em:

https://www.tratamentodeagua.com.br/artigo/contaminacao-ambiental-por-agrotoxicos/ (Acesso em 11/02/2019)

BARBOSA, Vanessa. ONU alerta para poluição das águas por abuso de agrotóxicos no campo. Revista Exame. 01 de julho de 2018. Disponível em:

https://exame.abril.com.br/mundo/onu-alerta-para-poluicao-das-aguas-por-abuso-de-agrotoxicos-no-campo/ (Acesso em 09/02/2019)

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente ou escreva na lousa a pergunta inicial: “Quais são os impactos ambientais presentes na agropecuária?”. Introduza a imagem de satélite refere ao estado do Mato Grosso. Pergunte se eles sabem do que se trata uma imagem de satélite e construa uma noção de que as imagens de satélite são como fotografias da Terra tiradas por uma máquina localizada dentro de satélites artificiais (a lua é um exemplo de satélite natural). Indique que a imagem se refere ao desmatamento no Mato Grosso e, em seguida, questione se eles são capazes de dizer como é possível observar o desmatamento nesta imagem (tons de marrom com áreas desmatadas e os verdes com áreas com vegetação). Pergunte aos alunos quais eles acreditam que sejam as principais razões de desmatamento no Mato Grosso. O desmatamento em questão refere-se às áreas de cultivo de soja. Na sequência, apresente a imagem do desmatamento na Floresta Amazônica e indique que grandes extensões da floresta têm sido desmatadas devido ao avanço do que chamado de “fronteira agrícola”, que se trata de uma fronteira até onde a agropecuária alcança.

A partir de uma aula dialógica, aponte para o desmatamento com vias de criação de pastos para pecuária. Apresente a imagem da reportagem da Revista Exame intitulada “ONU alerta para poluição das águas por abuso de agrotóxicos no campo” e pergunte se eles poderiam dizer de que forma o agrotóxico poderia ser responsável pela poluição das águas. Construa coletivamente a concepção de que os agrotóxicos infiltram no solo, chegando às águas subterrâneas e também, por meio da chuva, chegam aos rios e lagos, afetando a vida dos seres vivos presentes nestes ambientes, além de chegarem ao nosso organismo ao consumirmos produtos agrícolas e animais contaminados (como peixes, por exemplo).

Antes de apresentar a imagem do gráfico de consumo de água, pergunte aos alunos quais são os setores da sociedade (que lugares/atividades) eles imaginam que mais consomem água. Na sequência, apresente o gráfico de pizza e, primeiramente, certifique-se de que os alunos consigam interpretá-lo, discutindo com eles que a maior parcela de água consumida (cerca de 70%) é absorvida pela agricultura (onde inclui-se a pecuária). Explique que este consumo não é baseado apenas na irrigação, mas também na criação de animais, sendo calculado em função da quantidade de água necessária para a produção de determinado produto. Por exemplo: para se produzir 1kg de tomate, gasta-se, em média, 200 litros de água. Estas informações se tornam relevantes na análise do impacto que a agropecuária causa, para além da poluição, no consumo de água potável.

Como adequar à sua realidade: Caso o município onde a escola se insere desempenhe de modo mais intenso alguma dessas atividades leve essa questão para que seja discutida em aula. É possível também que essa realidade esteja presente no cotidiano dos alunos a partir de atividade desenvolvida pela sua família e/ou conhecidos - se for o caso, problematize se a produção em questão se trata de produção familiar ou modelo agro-exportador. No decorrer da aula, enquanto os impactos vão sendo apresentados, dialogue com os alunos buscando levantar seus conhecimentos sobre algum desses impactos, mesmo que não estejam diretamente relacionados à atividade agropecuária

Para você saber mais:

SOUSA, Rafaela. Monocultura. Geografia Econômica. Mundo Educação. s/d Disponível em:

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/monocultura.htm (Acesso em 09/02/2019)

IWAKI, Gheorge Patrick. Contaminação ambiental por agrotóxicos: efeitos invisíveispara o solo, água e ar. Portal de Tratamento de Água. 30 de maio de 2018. Disponível em:

https://www.tratamentodeagua.com.br/artigo/contaminacao-ambiental-por-agrotoxicos/ (Acesso em 11/02/2019)

BARBOSA, Vanessa. ONU alerta para poluição das águas por abuso de agrotóxicos no campo. Revista Exame. 01 de julho de 2018. Disponível em:

https://exame.abril.com.br/mundo/onu-alerta-para-poluicao-das-aguas-por-abuso-de-agrotoxicos-no-campo/ (Acesso em 09/02/2019)

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente ou escreva na lousa a pergunta inicial: “Quais são os impactos ambientais presentes na agropecuária?”. Introduza a imagem de satélite refere ao estado do Mato Grosso. Pergunte se eles sabem do que se trata uma imagem de satélite e construa uma noção de que as imagens de satélite são como fotografias da Terra tiradas por uma máquina localizada dentro de satélites artificiais (a lua é um exemplo de satélite natural). Indique que a imagem se refere ao desmatamento no Mato Grosso e, em seguida, questione se eles são capazes de dizer como é possível observar o desmatamento nesta imagem (tons de marrom com áreas desmatadas e os verdes com áreas com vegetação). Pergunte aos alunos quais eles acreditam que sejam as principais razões de desmatamento no Mato Grosso. O desmatamento em questão refere-se às áreas de cultivo de soja. Na sequência, apresente a imagem do desmatamento na Floresta Amazônica e indique que grandes extensões da floresta têm sido desmatadas devido ao avanço do que chamado de “fronteira agrícola”, que se trata de uma fronteira até onde a agropecuária alcança.

A partir de uma aula dialógica, aponte para o desmatamento com vias de criação de pastos para pecuária. Apresente a imagem da reportagem da Revista Exame intitulada “ONU alerta para poluição das águas por abuso de agrotóxicos no campo” e pergunte se eles poderiam dizer de que forma o agrotóxico poderia ser responsável pela poluição das águas. Construa coletivamente a concepção de que os agrotóxicos infiltram no solo, chegando às águas subterrâneas e também, por meio da chuva, chegam aos rios e lagos, afetando a vida dos seres vivos presentes nestes ambientes, além de chegarem ao nosso organismo ao consumirmos produtos agrícolas e animais contaminados (como peixes, por exemplo).

Antes de apresentar a imagem do gráfico de consumo de água, pergunte aos alunos quais são os setores da sociedade (que lugares/atividades) eles imaginam que mais consomem água. Na sequência, apresente o gráfico de pizza e, primeiramente, certifique-se de que os alunos consigam interpretá-lo, discutindo com eles que a maior parcela de água consumida (cerca de 70%) é absorvida pela agricultura (onde inclui-se a pecuária). Explique que este consumo não é baseado apenas na irrigação, mas também na criação de animais, sendo calculado em função da quantidade de água necessária para a produção de determinado produto. Por exemplo: para se produzir 1kg de tomate, gasta-se, em média, 200 litros de água. Estas informações se tornam relevantes na análise do impacto que a agropecuária causa, para além da poluição, no consumo de água potável.

Como adequar à sua realidade: Caso o município onde a escola se insere desempenhe de modo mais intenso alguma dessas atividades leve essa questão para que seja discutida em aula. É possível também que essa realidade esteja presente no cotidiano dos alunos a partir de atividade desenvolvida pela sua família e/ou conhecidos - se for o caso, problematize se a produção em questão se trata de produção familiar ou modelo agro-exportador. No decorrer da aula, enquanto os impactos vão sendo apresentados, dialogue com os alunos buscando levantar seus conhecimentos sobre algum desses impactos, mesmo que não estejam diretamente relacionados à atividade agropecuária

Para você saber mais:

SOUSA, Rafaela. Monocultura. Geografia Econômica. Mundo Educação. s/d Disponível em:

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/monocultura.htm (Acesso em 09/02/2019)

IWAKI, Gheorge Patrick. Contaminação ambiental por agrotóxicos: efeitos invisíveispara o solo, água e ar. Portal de Tratamento de Água. 30 de maio de 2018. Disponível em:

https://www.tratamentodeagua.com.br/artigo/contaminacao-ambiental-por-agrotoxicos/ (Acesso em 11/02/2019)

BARBOSA, Vanessa. ONU alerta para poluição das águas por abuso de agrotóxicos no campo. Revista Exame. 01 de julho de 2018. Disponível em:

https://exame.abril.com.br/mundo/onu-alerta-para-poluicao-das-aguas-por-abuso-de-agrotoxicos-no-campo/ (Acesso em 09/02/2019)

Ação Propositiva select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações: Divida os alunos em grupos de até quatro pessoas e diga que eles irão construir um fanzine. Explique que fanzine (junção de “fã” e “magazine”) é uma forma de publicação, geralmente em formato de revista, realizado por fãs ou entusiastas de algum assunto específico e compartilhado por pessoas que têm o mesmo interesse pelo tema. A proposta para esta aula é que os grupos possam criar seus próprios fanzines com foco nos impactos ambientais a partir da agropecuária. Os impactos trabalhados em aula devem ser discutidos nos fanzines com adição de colagens, ilustrações e textos construídos pelos alunos. Entregue as revistas, jornais e folhas sulfites para os grupos e, enquanto produzem o material, vá passando de grupo em grupo para sanar possíveis dúvidas e auxiliar na construção dos fanzines. É importante que os alunos tenham em mente a construção do fanzine deve ser uma forma de discutir determinado assunto de maneira criativa, o que significa que eles podem fazer uso de entrevistas, imagens, pinturas, quadrinhos, poesias, músicas e etc. Explique que as folhas sulfites devem ser dobrados ao meio pelo menos uma vez (podendo, do mesmo modo, serem dobradas duas vezes ao meio, criando o formato de papel A6).

A produção dos fanzines pode ser uma atividade muito rica e, desta maneira, é possível que este momento da aula seja utilizado para o início da sua criação, que pode ser continuada em outra aula ou em casa, de modo que os alunos possam pesquisar informações adicionais sobre o tema, como por exemplo, outras formas de impactos ambientais não debatidas nesta aula (como perda de biodiversidade e esgotamento do solo, por exemplo).

De outra forma, sugere-se também que, em um modelo de sala de aula invertida, seja solicitado que eles realizem, previamente, pesquisas ou leiam textos sobre a temática discutida no plano e venham para a aula com essas informações e conhecimentos para serem trabalhados em aula e utilizados na construção do fanzine.

Se possível, leve para aula exemplos de fanzines com temas variados para que os alunos possam entrar em contato com este tipo de produção. Caso não seja possível, não há prejuízo da aula, realize as orientações normalmente.

Como adequar à sua realidade: Caso o município onde a escola se insere desempenhe de modo mais intenso alguma dessas atividades leve essa questão para que seja discutida em aula. É possível também que essa realidade esteja presente no cotidiano dos alunos a partir de atividade desenvolvida pela sua família e/ou conhecidos - se for o caso, problematize se a produção em questão se trata de produção familiar ou modelo agro-exportador. No decorrer da aula, enquanto os impactos vão sendo apresentados, dialogue com os alunos buscando levantar seus conhecimentos sobre algum desses impactos, mesmo que não estejam diretamente relacionados à atividade agropecuária. Desta forma, peça para que os alunos tragam esses conhecimento e os acrescente na produção dos fanzines.

Para você saber mais:

PAIXÃO, Sabrina. Criar fanzines e compartilhar histórias. Plataforma de Letramento. 2016. Disponível em:

http://www.plataformadoletramento.org.br/acervo-experimente/1064/criar-fanzines-e-compartilhar-historias.html?pagina=1 (Acesso em 10/02/2019)

BORBA, Juliana Severino. A confecção de fanzines como recurso didático no ensino de Sociologia para o Ensino Médio. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Federal de Santa Maria, 2015. Disponível em:

https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/2625/juliana_severino_de_borba_tcc2.pdf?sequence=1 (Acesso em 10/02/2019)

RIVAS, Nataly. Você já ouviu falar em fanzines? Design Culture. 09 de setembro de 2016. Disponível em:

https://designculture.com.br/ja-ouviu-falar-em-fanzine (Esta reportagem contém dois videos que mostram como criar um fanzine. Caso não seja possível reproduzir em sala, é recomendável que o professor os assista caso não tenha familiaridade com a produção de fanzines). (Acesso em 11/02/2019)

SASSAKI, Cláudio. O que muda nas aulas quando se aplica a sala de aula é invertida? Nova Escola, 22 de novembro de 2016. Disponível em:

https://novaescola.org.br/conteudo/3376/blog-tecnologia-educacao-como-funciona-sala-de-aula-invertida (Acesso em 24/01/2019)

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações: Peça para que os grupos troquem entre si suas produções dos fanzines. Enquanto veem as produções dos colegas, vá passando por todos os grupos e apontando pontos significativos das discussões em aula que foram representados no fanzine de modo a retomar, sobretudo, os principais impactos gerados a partir da agropecuária brasileira voltada à exportação.

Sugere-se que os fanzines sejam expostos na escola em momento posterior, ou ainda, que os alunos possam complementá-los em outra aula a partir de pesquisas realizadas em casa.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF07GE06 de Geografia, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. Esta habilidade tem por objetivo as influências da produção, circulação e consumo de mercadorias no território brasileiro, sobretudo, a partir da perspectiva ambiental e da distribuição desigual das riquezas. Trata-se de analisar as diferentes formas de ocupação e configuração do território sob as dinâmicas de produção, circulação e consumo de mercadorias. Este plano objetiva discutir com os alunos determinados impactos ambientais decorrentes da produção agrícola a partir da exploração da monocultura no contexto nacional, como desmatamento a partir do avanço da fronteira agrícola, utilização de defensivos agrícolas (agrotóxicos) e consumo de água. Para atingir tal intento, o plano inicia-se com uma discussão acerca dos impactos ambientais, seguida de atividade em grupo voltada à confecção de um fanzine com posterior socialização das produções.

Materiais necessários:

  • Quadro
  • Projetor (na ausência do projetor as imagens podem ser impressas e os textos podem ser escritos no quadro)
  • Revistas e jornais (sem necessidade de serem atuais, serão recortados)
  • Tesoura, cola, canetinha, lápis de cor, giz de cera, lápis de escrever, borracha
  • Folha sulfite

Material complementar:

Imagens utilizadas nas etapas de Contextualização e Problematização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/KhZKNb9M63NBrNEy6fhVjdz49eAM4pX9ktcuwr89a4PcPBybhJuQymhd9cNT/ge07-06und02-imagens-utilizadas-no-plano.pdf

Para você saber mais:

MELO, Roseli Freire. BRITO, Luiza Teixeira de Lima. Pesticidas e seus impactos no ambiente. Embrapa Semiárido. 2010. Disponível em:

https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/89981/1/Roseli.pdf (Acesso em 11/02/2019)

FRANCISCO, Wagner de Cerqueira e. Agropecuária. Mundo Educação. s/d. Disponível em:

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/agropecuaria-5.htm (Acesso em 06/02/2019)

SOUSA, Rafaela. Monocultura. Geografia Econômica. Mundo Educação. s/d Disponível em:

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/monocultura.htm (Acesso em 09/02/2019)

IWAKI, Gheorge Patrick. Contaminação ambiental por agrotóxicos: efeitos invisíveispara o solo, água e ar. Portal de Tratamento de Água. 30 de maio de 2018. Disponível em:

https://www.tratamentodeagua.com.br/artigo/contaminacao-ambiental-por-agrotoxicos/ (Acesso em 11/02/2019)

BARBOSA, Vanessa. ONU alerta para poluição das águas por abuso de agrotóxicos no campo. Revista Exame. 01 de julho de 2018. Disponível em:

https://exame.abril.com.br/mundo/onu-alerta-para-poluicao-das-aguas-por-abuso-de-agrotoxicos-no-campo/ (Acesso em 09/02/2019)

CAMPELLO, Marcelo. A questão ambiental e a nova geopolítica das nações: O discurso tecno(eco)lógico e a perpetuação da divisão internacional do trabalho. Conferência Internacional LALICS 2013 “Sistemas Nacionais de Inovação e Políticas de CTI para um Desenvolvimento Inclusivo e Sustentável”– Rio de Janeiro, 11 e 12 de Novembro, 2013. Disponível em:

http://www.redesist.ie.ufrj.br/lalics/papers/80_A_questao_ecologica_e_a_nova_geopolitica_das_nacoes_o_discurso_tecnoecolgico_e_a_perpetuacao_da_divisao_internacional_do_trabalho.pdf (Acesso em 04/02/2019)

RODRIGUES, Arlete Moysés. A questão ambiental e a (re)descoberta do espaço: uma nova relação sociedade/natureza? Boletim Paulista de Geografia, nº 73, 1994. Disponível em:

http://www.agb.org.br/publicacoes/index.php/boletim-paulista/article/view/886 (Acesso em 04/02/2019)

Contextos prévios:

Para este plano é recomendado que os alunos estejam familiarizados com objetivos de aprendizagem pautados na Habilidade da BNCC EF07GE05: “Analisar fatos e situações representativas das alterações ocorridas entre o período mercantilista e o advento do capitalismo” - sobretudo no que tange ao desenvolvimento da agricultura brasileira voltada à exportação.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Apresente o tema da aula aos alunos, falando que hoje vocês discutirão sobre os impactos ambientais decorrentes da agropecuária no Brasil. Explique, sucintamente, que “agropecuária” é um termo que envolve as atividades agrícolas (cultivo de plantas) e pecuária (criação de gado/animais).

Como adequar à sua realidade: Caso o município onde a escola se insere desempenhe de modo mais intenso alguma dessas atividades leve essa questão para que seja discutida em aula. É possível também que essa realidade esteja presente no cotidiano dos alunos a partir de atividade desenvolvida pela sua família e/ou conhecidos - se for o caso, problematize se a produção em questão se trata de produção familiar ou modelo agro-exportador. No decorrer da aula, enquanto os impactos vão sendo apresentados, dialogue com os alunos buscando levantar seus conhecimentos sobre algum desses impactos, mesmo que não estejam diretamente relacionados à atividade agropecuária.

Para você saber mais:

FRANCISCO, Wagner de Cerqueira e. Agropecuária. Mundo Educação. s/d. Disponível em:

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/agropecuaria-5.htm (Acesso em 06/02/2019)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Apresente aos alunos as imagens das monoculturas e do avião pulverizando pesticidas. Ao indicar a imagem do avião, pergunte se eles imaginam o que este avião está fazendo, o que ele está despejando na plantação. Espera-se que os alunos apontem para algum tipo de produto químico, seja em termos de fertilização ou pesticidas. É possível ainda que acreditem que seja algum tipo de irrigação. Direcione a discussão de modo a apontar que a imagem trata-se de um avião pulverizando pesticidas em uma plantação de soja. Na sequência, aponte as imagens da plantação de soja e de cana-de-açúcar e peça para que os alunos descrevam o que veem, como por exemplo: “Parece uma plantação grande ou pequena? Há muitas pessoas trabalhando ou poucas? Parece haver muitas coisas diferentes plantadas ou apenas um tipo?”. Esta etapa tem o intuito de fazer com que os alunos busquem seus conhecimentos prévios sobre monoculturas, latifúndios e agrotóxicos mesmo que não trabalhem a partir desses nomes especificamente, mas que tragam as concepções que carregam sobre esse tipo de agricultura.

Caso não seja possível projetar, tampouco imprimir as imagens, escreva na lousa palavras como “monocultura”, “agrotóxico” e “latifúndio” a realize os questionamentos como sugerido.

Como adequar à sua realidade: Caso o município onde a escola se insere desempenhe de modo mais intenso alguma dessas atividades leve essa questão para que seja discutida em aula. É possível também que essa realidade esteja presente no cotidiano dos alunos a partir de atividade desenvolvida pela sua família e/ou conhecidos - se for o caso, problematize se a produção em questão se trata de produção familiar ou modelo agro-exportador. No decorrer da aula, enquanto os impactos vão sendo apresentados, dialogue com os alunos buscando levantar seus conhecimentos sobre algum desses impactos, mesmo que não estejam diretamente relacionados à atividade agropecuária.

Para você saber mais: Pesticidas e Agrotóxicos são quaisquer produtos que objetivam combater pragas nas plantações, podendo ser de origem química ou biológica. Apesar de serem sinônimos, o termo “agrotóxico” carrega a indicação da toxicidade desses produtos para a saúde humana.

MELO, Roseli Freire. BRITO, Luiza Teixeira de Lima. Pesticidas e seus impactos no ambiente. Embrapa Semiárido. 2010. Disponível em:

https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/89981/1/Roseli.pdf (Acesso em 11/02/2019)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Apresente ou escreva na lousa a pergunta inicial: “Quais são os impactos ambientais presentes na agropecuária?”. Introduza a imagem de satélite refere ao estado do Mato Grosso. Pergunte se eles sabem do que se trata uma imagem de satélite e construa uma noção de que as imagens de satélite são como fotografias da Terra tiradas por uma máquina localizada dentro de satélites artificiais (a lua é um exemplo de satélite natural). Indique que a imagem se refere ao desmatamento no Mato Grosso e, em seguida, questione se eles são capazes de dizer como é possível observar o desmatamento nesta imagem (tons de marrom com áreas desmatadas e os verdes com áreas com vegetação). Pergunte aos alunos quais eles acreditam que sejam as principais razões de desmatamento no Mato Grosso. O desmatamento em questão refere-se às áreas de cultivo de soja. Na sequência, apresente a imagem do desmatamento na Floresta Amazônica e indique que grandes extensões da floresta têm sido desmatadas devido ao avanço do que chamado de “fronteira agrícola”, que se trata de uma fronteira até onde a agropecuária alcança.

A partir de uma aula dialógica, aponte para o desmatamento com vias de criação de pastos para pecuária. Apresente a imagem da reportagem da Revista Exame intitulada “ONU alerta para poluição das águas por abuso de agrotóxicos no campo” e pergunte se eles poderiam dizer de que forma o agrotóxico poderia ser responsável pela poluição das águas. Construa coletivamente a concepção de que os agrotóxicos infiltram no solo, chegando às águas subterrâneas e também, por meio da chuva, chegam aos rios e lagos, afetando a vida dos seres vivos presentes nestes ambientes, além de chegarem ao nosso organismo ao consumirmos produtos agrícolas e animais contaminados (como peixes, por exemplo).

Antes de apresentar a imagem do gráfico de consumo de água, pergunte aos alunos quais são os setores da sociedade (que lugares/atividades) eles imaginam que mais consomem água. Na sequência, apresente o gráfico de pizza e, primeiramente, certifique-se de que os alunos consigam interpretá-lo, discutindo com eles que a maior parcela de água consumida (cerca de 70%) é absorvida pela agricultura (onde inclui-se a pecuária). Explique que este consumo não é baseado apenas na irrigação, mas também na criação de animais, sendo calculado em função da quantidade de água necessária para a produção de determinado produto. Por exemplo: para se produzir 1kg de tomate, gasta-se, em média, 200 litros de água. Estas informações se tornam relevantes na análise do impacto que a agropecuária causa, para além da poluição, no consumo de água potável.

Como adequar à sua realidade: Caso o município onde a escola se insere desempenhe de modo mais intenso alguma dessas atividades leve essa questão para que seja discutida em aula. É possível também que essa realidade esteja presente no cotidiano dos alunos a partir de atividade desenvolvida pela sua família e/ou conhecidos - se for o caso, problematize se a produção em questão se trata de produção familiar ou modelo agro-exportador. No decorrer da aula, enquanto os impactos vão sendo apresentados, dialogue com os alunos buscando levantar seus conhecimentos sobre algum desses impactos, mesmo que não estejam diretamente relacionados à atividade agropecuária

Para você saber mais:

SOUSA, Rafaela. Monocultura. Geografia Econômica. Mundo Educação. s/d Disponível em:

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/monocultura.htm (Acesso em 09/02/2019)

IWAKI, Gheorge Patrick. Contaminação ambiental por agrotóxicos: efeitos invisíveispara o solo, água e ar. Portal de Tratamento de Água. 30 de maio de 2018. Disponível em:

https://www.tratamentodeagua.com.br/artigo/contaminacao-ambiental-por-agrotoxicos/ (Acesso em 11/02/2019)

BARBOSA, Vanessa. ONU alerta para poluição das águas por abuso de agrotóxicos no campo. Revista Exame. 01 de julho de 2018. Disponível em:

https://exame.abril.com.br/mundo/onu-alerta-para-poluicao-das-aguas-por-abuso-de-agrotoxicos-no-campo/ (Acesso em 09/02/2019)

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente ou escreva na lousa a pergunta inicial: “Quais são os impactos ambientais presentes na agropecuária?”. Introduza a imagem de satélite refere ao estado do Mato Grosso. Pergunte se eles sabem do que se trata uma imagem de satélite e construa uma noção de que as imagens de satélite são como fotografias da Terra tiradas por uma máquina localizada dentro de satélites artificiais (a lua é um exemplo de satélite natural). Indique que a imagem se refere ao desmatamento no Mato Grosso e, em seguida, questione se eles são capazes de dizer como é possível observar o desmatamento nesta imagem (tons de marrom com áreas desmatadas e os verdes com áreas com vegetação). Pergunte aos alunos quais eles acreditam que sejam as principais razões de desmatamento no Mato Grosso. O desmatamento em questão refere-se às áreas de cultivo de soja. Na sequência, apresente a imagem do desmatamento na Floresta Amazônica e indique que grandes extensões da floresta têm sido desmatadas devido ao avanço do que chamado de “fronteira agrícola”, que se trata de uma fronteira até onde a agropecuária alcança.

A partir de uma aula dialógica, aponte para o desmatamento com vias de criação de pastos para pecuária. Apresente a imagem da reportagem da Revista Exame intitulada “ONU alerta para poluição das águas por abuso de agrotóxicos no campo” e pergunte se eles poderiam dizer de que forma o agrotóxico poderia ser responsável pela poluição das águas. Construa coletivamente a concepção de que os agrotóxicos infiltram no solo, chegando às águas subterrâneas e também, por meio da chuva, chegam aos rios e lagos, afetando a vida dos seres vivos presentes nestes ambientes, além de chegarem ao nosso organismo ao consumirmos produtos agrícolas e animais contaminados (como peixes, por exemplo).

Antes de apresentar a imagem do gráfico de consumo de água, pergunte aos alunos quais são os setores da sociedade (que lugares/atividades) eles imaginam que mais consomem água. Na sequência, apresente o gráfico de pizza e, primeiramente, certifique-se de que os alunos consigam interpretá-lo, discutindo com eles que a maior parcela de água consumida (cerca de 70%) é absorvida pela agricultura (onde inclui-se a pecuária). Explique que este consumo não é baseado apenas na irrigação, mas também na criação de animais, sendo calculado em função da quantidade de água necessária para a produção de determinado produto. Por exemplo: para se produzir 1kg de tomate, gasta-se, em média, 200 litros de água. Estas informações se tornam relevantes na análise do impacto que a agropecuária causa, para além da poluição, no consumo de água potável.

Como adequar à sua realidade: Caso o município onde a escola se insere desempenhe de modo mais intenso alguma dessas atividades leve essa questão para que seja discutida em aula. É possível também que essa realidade esteja presente no cotidiano dos alunos a partir de atividade desenvolvida pela sua família e/ou conhecidos - se for o caso, problematize se a produção em questão se trata de produção familiar ou modelo agro-exportador. No decorrer da aula, enquanto os impactos vão sendo apresentados, dialogue com os alunos buscando levantar seus conhecimentos sobre algum desses impactos, mesmo que não estejam diretamente relacionados à atividade agropecuária

Para você saber mais:

SOUSA, Rafaela. Monocultura. Geografia Econômica. Mundo Educação. s/d Disponível em:

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/monocultura.htm (Acesso em 09/02/2019)

IWAKI, Gheorge Patrick. Contaminação ambiental por agrotóxicos: efeitos invisíveispara o solo, água e ar. Portal de Tratamento de Água. 30 de maio de 2018. Disponível em:

https://www.tratamentodeagua.com.br/artigo/contaminacao-ambiental-por-agrotoxicos/ (Acesso em 11/02/2019)

BARBOSA, Vanessa. ONU alerta para poluição das águas por abuso de agrotóxicos no campo. Revista Exame. 01 de julho de 2018. Disponível em:

https://exame.abril.com.br/mundo/onu-alerta-para-poluicao-das-aguas-por-abuso-de-agrotoxicos-no-campo/ (Acesso em 09/02/2019)

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente ou escreva na lousa a pergunta inicial: “Quais são os impactos ambientais presentes na agropecuária?”. Introduza a imagem de satélite refere ao estado do Mato Grosso. Pergunte se eles sabem do que se trata uma imagem de satélite e construa uma noção de que as imagens de satélite são como fotografias da Terra tiradas por uma máquina localizada dentro de satélites artificiais (a lua é um exemplo de satélite natural). Indique que a imagem se refere ao desmatamento no Mato Grosso e, em seguida, questione se eles são capazes de dizer como é possível observar o desmatamento nesta imagem (tons de marrom com áreas desmatadas e os verdes com áreas com vegetação). Pergunte aos alunos quais eles acreditam que sejam as principais razões de desmatamento no Mato Grosso. O desmatamento em questão refere-se às áreas de cultivo de soja. Na sequência, apresente a imagem do desmatamento na Floresta Amazônica e indique que grandes extensões da floresta têm sido desmatadas devido ao avanço do que chamado de “fronteira agrícola”, que se trata de uma fronteira até onde a agropecuária alcança.

A partir de uma aula dialógica, aponte para o desmatamento com vias de criação de pastos para pecuária. Apresente a imagem da reportagem da Revista Exame intitulada “ONU alerta para poluição das águas por abuso de agrotóxicos no campo” e pergunte se eles poderiam dizer de que forma o agrotóxico poderia ser responsável pela poluição das águas. Construa coletivamente a concepção de que os agrotóxicos infiltram no solo, chegando às águas subterrâneas e também, por meio da chuva, chegam aos rios e lagos, afetando a vida dos seres vivos presentes nestes ambientes, além de chegarem ao nosso organismo ao consumirmos produtos agrícolas e animais contaminados (como peixes, por exemplo).

Antes de apresentar a imagem do gráfico de consumo de água, pergunte aos alunos quais são os setores da sociedade (que lugares/atividades) eles imaginam que mais consomem água. Na sequência, apresente o gráfico de pizza e, primeiramente, certifique-se de que os alunos consigam interpretá-lo, discutindo com eles que a maior parcela de água consumida (cerca de 70%) é absorvida pela agricultura (onde inclui-se a pecuária). Explique que este consumo não é baseado apenas na irrigação, mas também na criação de animais, sendo calculado em função da quantidade de água necessária para a produção de determinado produto. Por exemplo: para se produzir 1kg de tomate, gasta-se, em média, 200 litros de água. Estas informações se tornam relevantes na análise do impacto que a agropecuária causa, para além da poluição, no consumo de água potável.

Como adequar à sua realidade: Caso o município onde a escola se insere desempenhe de modo mais intenso alguma dessas atividades leve essa questão para que seja discutida em aula. É possível também que essa realidade esteja presente no cotidiano dos alunos a partir de atividade desenvolvida pela sua família e/ou conhecidos - se for o caso, problematize se a produção em questão se trata de produção familiar ou modelo agro-exportador. No decorrer da aula, enquanto os impactos vão sendo apresentados, dialogue com os alunos buscando levantar seus conhecimentos sobre algum desses impactos, mesmo que não estejam diretamente relacionados à atividade agropecuária

Para você saber mais:

SOUSA, Rafaela. Monocultura. Geografia Econômica. Mundo Educação. s/d Disponível em:

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/monocultura.htm (Acesso em 09/02/2019)

IWAKI, Gheorge Patrick. Contaminação ambiental por agrotóxicos: efeitos invisíveispara o solo, água e ar. Portal de Tratamento de Água. 30 de maio de 2018. Disponível em:

https://www.tratamentodeagua.com.br/artigo/contaminacao-ambiental-por-agrotoxicos/ (Acesso em 11/02/2019)

BARBOSA, Vanessa. ONU alerta para poluição das águas por abuso de agrotóxicos no campo. Revista Exame. 01 de julho de 2018. Disponível em:

https://exame.abril.com.br/mundo/onu-alerta-para-poluicao-das-aguas-por-abuso-de-agrotoxicos-no-campo/ (Acesso em 09/02/2019)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações: Divida os alunos em grupos de até quatro pessoas e diga que eles irão construir um fanzine. Explique que fanzine (junção de “fã” e “magazine”) é uma forma de publicação, geralmente em formato de revista, realizado por fãs ou entusiastas de algum assunto específico e compartilhado por pessoas que têm o mesmo interesse pelo tema. A proposta para esta aula é que os grupos possam criar seus próprios fanzines com foco nos impactos ambientais a partir da agropecuária. Os impactos trabalhados em aula devem ser discutidos nos fanzines com adição de colagens, ilustrações e textos construídos pelos alunos. Entregue as revistas, jornais e folhas sulfites para os grupos e, enquanto produzem o material, vá passando de grupo em grupo para sanar possíveis dúvidas e auxiliar na construção dos fanzines. É importante que os alunos tenham em mente a construção do fanzine deve ser uma forma de discutir determinado assunto de maneira criativa, o que significa que eles podem fazer uso de entrevistas, imagens, pinturas, quadrinhos, poesias, músicas e etc. Explique que as folhas sulfites devem ser dobrados ao meio pelo menos uma vez (podendo, do mesmo modo, serem dobradas duas vezes ao meio, criando o formato de papel A6).

A produção dos fanzines pode ser uma atividade muito rica e, desta maneira, é possível que este momento da aula seja utilizado para o início da sua criação, que pode ser continuada em outra aula ou em casa, de modo que os alunos possam pesquisar informações adicionais sobre o tema, como por exemplo, outras formas de impactos ambientais não debatidas nesta aula (como perda de biodiversidade e esgotamento do solo, por exemplo).

De outra forma, sugere-se também que, em um modelo de sala de aula invertida, seja solicitado que eles realizem, previamente, pesquisas ou leiam textos sobre a temática discutida no plano e venham para a aula com essas informações e conhecimentos para serem trabalhados em aula e utilizados na construção do fanzine.

Se possível, leve para aula exemplos de fanzines com temas variados para que os alunos possam entrar em contato com este tipo de produção. Caso não seja possível, não há prejuízo da aula, realize as orientações normalmente.

Como adequar à sua realidade: Caso o município onde a escola se insere desempenhe de modo mais intenso alguma dessas atividades leve essa questão para que seja discutida em aula. É possível também que essa realidade esteja presente no cotidiano dos alunos a partir de atividade desenvolvida pela sua família e/ou conhecidos - se for o caso, problematize se a produção em questão se trata de produção familiar ou modelo agro-exportador. No decorrer da aula, enquanto os impactos vão sendo apresentados, dialogue com os alunos buscando levantar seus conhecimentos sobre algum desses impactos, mesmo que não estejam diretamente relacionados à atividade agropecuária. Desta forma, peça para que os alunos tragam esses conhecimento e os acrescente na produção dos fanzines.

Para você saber mais:

PAIXÃO, Sabrina. Criar fanzines e compartilhar histórias. Plataforma de Letramento. 2016. Disponível em:

http://www.plataformadoletramento.org.br/acervo-experimente/1064/criar-fanzines-e-compartilhar-historias.html?pagina=1 (Acesso em 10/02/2019)

BORBA, Juliana Severino. A confecção de fanzines como recurso didático no ensino de Sociologia para o Ensino Médio. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Federal de Santa Maria, 2015. Disponível em:

https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/2625/juliana_severino_de_borba_tcc2.pdf?sequence=1 (Acesso em 10/02/2019)

RIVAS, Nataly. Você já ouviu falar em fanzines? Design Culture. 09 de setembro de 2016. Disponível em:

https://designculture.com.br/ja-ouviu-falar-em-fanzine (Esta reportagem contém dois videos que mostram como criar um fanzine. Caso não seja possível reproduzir em sala, é recomendável que o professor os assista caso não tenha familiaridade com a produção de fanzines). (Acesso em 11/02/2019)

SASSAKI, Cláudio. O que muda nas aulas quando se aplica a sala de aula é invertida? Nova Escola, 22 de novembro de 2016. Disponível em:

https://novaescola.org.br/conteudo/3376/blog-tecnologia-educacao-como-funciona-sala-de-aula-invertida (Acesso em 24/01/2019)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações: Peça para que os grupos troquem entre si suas produções dos fanzines. Enquanto veem as produções dos colegas, vá passando por todos os grupos e apontando pontos significativos das discussões em aula que foram representados no fanzine de modo a retomar, sobretudo, os principais impactos gerados a partir da agropecuária brasileira voltada à exportação.

Sugere-se que os fanzines sejam expostos na escola em momento posterior, ou ainda, que os alunos possam complementá-los em outra aula a partir de pesquisas realizadas em casa.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Mundo do trabalho do 7º ano :

MAIS AULAS DE Geografia do 7º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF07GE06 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Geografia

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano