16699
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 6º ano > História: tempo, espaço e formas de registros

Plano de aula - A Controversa Teoria de Niède Guidon - artefatos e geofatos

Plano de aula de História com atividades para 6º ano do EF sobre A Controversa Teoria de Niède Guidon - artefatos e geofatos

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Maiko Menassa 

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06HI04 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: imagens, diagrama, tabela e textos impressos; projetor.

Material complementar:

Trecho do livro: Arqueologia, uma atividade muito divertida

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/guJY69WwtEaQBnUzJd85NPRX7VqEQvcQRKZuxHJuQrcXC3Xu9QFyGZ8rn24e/his6-04und05-trecho-do-livro-arqueologia-uma-atividade-muito-divertida.pdf

Trecho da reportagem: Filme piauiense contará a história da arqueóloga Niède Guidon

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/SBn5gsf9cdwKpU4nJHuJuV4ntcYGMZ5Et4WsyEB2jXjtnqXgyVxWwK5SEfuD/his6-04und05-trecho-da-reportagem-filme-piauiense-contara-a-historia-da-arqueologa-nide-guidon.pdf

Imagem 1: Arqueologia Subaquática

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jukrHMDTYtBh3X3SjS5NWMfEYweBQzXWAvprzHE9TA5BFAUWQJww4BpyGZF6/his6-04und05-imagem-1-arqueologia-subaquatica.pdf

Imagem 2: Sítio Arqueológico de Phaistos

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/xRUTWDNwCp7Gpv6h3K52tfXKRrf5GmeafqpwHRvcMW2tCYjtFK553s4wcmf6/his6-04und05-imagem-2-sitio-arqueologico-de-phaistos.pdf

Diagrama sobre a Teoria de Niède Guidon

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/M9k9XzrDBhEQEKhEmbZhDURc8DDYJpUdqFM5Rb3hm5j2fJpFj8AxN7yCKz75/his6-04und05-diagrama-sobre-a-teoria-de-nide-guidon.pdf

Tabela do Ditado Histórico

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qybJSBQcy76jRaPAdzUBp26ncGPrnak4XNqGV3HtSKJHXZ26Jk5NVRYjtPGp/his6-04und05-tabela-do-ditado-historico.pdf

Este permite ao aluno realizar uma série de descobertas que envolvem a compreensão dos conceitos de “artefato” e “geofato” e também as controvérsias acerca da teoria de Niède Guidon, tendo em vista seus importantes achados nos sítios arqueológicos do Parque Nacional da Serra da Capivara. Procure não apresentar definições ou antecipar informações que inviabilizem esse processo de descoberta, tão importante para uma aprendizagem significativa. Procure direcionar o olhar dos estudantes para a análise dos conceitos e contrapontos teóricos apresentados pelas fontes, favorecendo, entre os alunos, a tomada de uma postura crítica e investigativa.

Para você saber mais:

Entrevista com Niède Guidon sobre a vida e obra da arqueóloga:

Vida de Cientista - Niède Guidon - PGM 15. UNIVESP. 2014 (46m17s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=LY6kADIdIiU. Acesso em: 02 jan 2019.

Sobre aspectos dos sítios arqueológicos subaquáticos:

GUIMARÃES, Ricardo S. Patrimônio Cultural Subaquático: a importância das práticas de preservação em campo. Disponível em: http://site.mast.br/hotsite_anais_ivsppa/pdf/04/22%20Texto%20completo%20revisado%20ricardo%20guimar%C3%A3es.pdf. Acesso em: 02 jan 2019.

Sobre aspectos da arqueologia urbana:

SOUZA, Rafael de Abreu. A Cidade e a Arqueologia Urbana. Disponível em: http://bdpi.usp.br/bitstream/handle/BDPI/47551/SOUZA,%20R.%20A.%20A%20cidade%20e%20a%20arqueologia%20urbana.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 02 jan 2019.

Teaser do documentário: “Niède Guidon - Memórias da Vida”, direção de Tiago Tambelli:

PEREIRA, Rayldo. Niède Guidon - memórias da vida. 2016 (1m34s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=8-O1GdZ9Ygc. Acesso em 15 jan 2019.

Sobre pinturas rupestres do Parque Nacional Serra da Capivara:

SANTOS, Thalison. Pinturas Rupestres do Sítio Arqueológico Toca da Gamela do Parque Nacional da Serra da Capivara - PI. 2010. 83f. Monografia. Universidade do Vale do São Francisco, São Raimundo Nonato - Piauí. Disponível em: http://www.fumdham.org.br/wp-content/uploads/2015/07/monografia_thalison_dos_santos.pdf?x49464. Acesso em: 04 jan 2019.

Sobre o conceito de Geofato:

HIRST, K. Kris. Geofatos: objetos de rocha que parecem artefatos. Arqueologia e Pré-história. Disponível em: https://arqueologiaeprehistoria.com/2016/03/09/geofatos-objetos-de-rocha-que-parecem-artefatos/. Acesso em: 02 jan 2019.

Sobre técnicas de datação de artefatos e geofatos:

VOGT, Carlos. Carbono - 14 não é o único método de datação. Arqueologia. ComCiência. Disponível em: http://www.comciencia.br/dossies-1-72/reportagens/arqueologia/arq06.shtml. Acesso em: 04 jan 2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo para a turma. É importante que você destaque que, ao final da aula, espera que os alunos tenham conseguido analisar os pontos e contrapontos acerca da teoria da arqueóloga Niède Guidon, a partir de suas descobertas nos sítios arqueológicos do Parque Nacional da Serra da Capivara. E mais: espera que percebam que no universo dos estudos arqueológicos o conhecimento é bastante volúvel e a cada nova descoberta ou novas técnicas de estudo, o conhecimento se transforma.

Para você saber mais:

Entrevista com Niède Guidon sobre a vida e obra da arqueóloga:

Vida de Cientista - Niède Guidon - PGM 15. UNIVESP. 2014 (46m17s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=LY6kADIdIiU. Acesso em: 02 jan 2019.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Para começar, divida a turma em trios e distribua aos alunos cópias impressas do trecho do livro: “Arqueologia: uma atividade muito divertida”, disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/guJY69WwtEaQBnUzJd85NPRX7VqEQvcQRKZuxHJuQrcXC3Xu9QFyGZ8rn24e/his6-04und05-trecho-do-livro-arqueologia-uma-atividade-muito-divertida.pdf. Distribua também cópias da imagem 1: “Arqueologia Subaquática”, disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jukrHMDTYtBh3X3SjS5NWMfEYweBQzXWAvprzHE9TA5BFAUWQJww4BpyGZF6/his6-04und05-imagem-1-arqueologia-subaquatica.pdf e da imagem 2: “Sítio Arqueológico de Phaistos”, disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/xRUTWDNwCp7Gpv6h3K52tfXKRrf5GmeafqpwHRvcMW2tCYjtFK553s4wcmf6/his6-04und05-imagem-2-sitio-arqueologico-de-phaistos.pdf

Proponha que cada aluno do trio procure responder uma das perguntas propostas, mas que antes, converse com os outros dois estudantes do grupo, ouvindo a opinião de cada um dos colegas. Peça para que registrem no caderno suas respostas, após o diálogo.

Neste momento, a expectativa é de que os alunos compreendam um pouco da amplitude do universo arqueológico. Por meio dos estudos nesta etapa da aula, espera-se que os alunos percebam que existem sítios arqueológicos onde foram encontrados vestígios pré-históricos, mas também que existem sítios de um passado recente, com vestígios parecidos com objetos atuais, como as ruínas de fábricas e carcaças de locomotivas, por exemplo.

Devem compreender que sítios arqueológicos podem estar localizados na água, em cavernas, em cidades etc. e que não apenas os ossos fossilizados são capazes de recontar o modo de vida dos seres humanos do passado, mas também os vestígios deixado por eles, como, por exemplo, objetos de cerâmica e restos de fogueira. Na etapa seguinte desta aula, o estudo sobre estes vestígios serão novamente abordados e intensificados ao se analisar a teoria de Niède Guidon, a partir do estudo sobre os conceitos de artefatos e geofatos.

Durante os diálogo entre os alunos para responder a primeira pergunta, a fim de estimular a troca de ideias, procure perguntar o que entendiam por “sítio arqueológico” antes de ler o texto e qual informação trouxe uma descoberta para eles. É muito provável que alguns alunos afirmem que não sabiam que sítios arqueológicos podem estar em cidades ou submersos na água. Questione-os acerca das particularidades de se explorar estes tipos de ambientes e se já tomaram conhecimento de alguma exploração desses tipos. Durante os diálogos para responder a segunda pergunta, caso os alunos tenham dificuldades em imaginar os elementos que podem recontar o modo de vida dos seres humanos pré-históricos, procure perguntar a eles sobre como seria um acampamento ou aldeia daquelas pessoas do passado: como se aqueciam, que objetos construíam e quais materiais manipulavam. Durante os diálogos sobre a terceira pergunta, talvez os alunos identifiquem rapidamente a característica subaquática e terrestre, como a principal diferença entre os sítios arqueológicos. Para estimular a troca de ideias, questione-os acerca de outras diferenças mais peculiares: tipo de degradação dos artefatos e condições de trabalho do arqueólogo. Caso apresentem dificuldades em identificar a principal semelhança, procure questioná-los sobre a natureza dos ambientes, perguntando sobre a ação dos seres humanos do passado sobre eles.

Após os diálogos e os registros das respostas, escolha três alunos de diferentes trios para que leiam para a turma, respectivamente, as respostas das três questões, comentando-as, em seguida.

Para você saber mais:

Sobre aspectos dos sítios arqueológicos subaquáticos:

GUIMARÃES, Ricardo S. Patrimônio Cultural Subaquático: a importância das práticas de preservação em campo. Disponível em: http://site.mast.br/hotsite_anais_ivsppa/pdf/04/22%20Texto%20completo%20revisado%20ricardo%20guimar%C3%A3es.pdf. Acesso em: 02 jan 2019.

Sobre aspectos da arqueologia urbana:

SOUZA, Rafael de Abreu. A Cidade e a Arqueologia Urbana. Disponível em: http://bdpi.usp.br/bitstream/handle/BDPI/47551/SOUZA,%20R.%20A.%20A%20cidade%20e%20a%20arqueologia%20urbana.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 02 jan 2019.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente este slide caso tenha disponibilidade de recurso multimidiático e prefira projetar ao invés de imprimir o trecho do livro: “ Arqueologia, uma atividade muito divertida”. Entretanto, caso julgue necessário imprimir, clique aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/guJY69WwtEaQBnUzJd85NPRX7VqEQvcQRKZuxHJuQrcXC3Xu9QFyGZ8rn24e/his6-04und05-trecho-do-livro-arqueologia-uma-atividade-muito-divertida.pdf

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente este slide caso tenha disponibilidade de recurso multimidiático e prefira projetar ao invés de imprimir a Imagem 1: “ Arqueologia Subaquática”. Entretanto, caso julgue necessário imprimir, clique aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jukrHMDTYtBh3X3SjS5NWMfEYweBQzXWAvprzHE9TA5BFAUWQJww4BpyGZF6/his6-04und05-imagem-1-arqueologia-subaquatica.pdf

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente este slide caso tenha disponibilidade de recurso multimidiático e prefira projetar ao invés de imprimir a Imagem 2: “ Sítio Arqueológico de Phaistos”. Entretanto, caso julgue necessário imprimir, clique aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/xRUTWDNwCp7Gpv6h3K52tfXKRrf5GmeafqpwHRvcMW2tCYjtFK553s4wcmf6/his6-04und05-imagem-2-sitio-arqueologico-de-phaistos.pdf

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações:

Com os alunos ainda reunidos em trio, proponha a leitura do trecho da reportagem: “Filme piauiense contará a história da arqueóloga Niède Guidon”, disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/SBn5gsf9cdwKpU4nJHuJuV4ntcYGMZ5Et4WsyEB2jXjtnqXgyVxWwK5SEfuD/his6-04und05-trecho-da-reportagem-filme-piauiense-contara-a-historia-da-arqueologa-nide-guidon.pdf

Após a leitura, apresente aos alunos ou elabore no quadro um diagrama sobre a Teoria de Niède Guidon. Um modelo do diagrama está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/M9k9XzrDBhEQEKhEmbZhDURc8DDYJpUdqFM5Rb3hm5j2fJpFj8AxN7yCKz75/his6-04und05-diagrama-sobre-a-teoria-de-nide-guidon.pdf. O diagrama conta com três questões que, ao serem respondidas, evidenciarão as principais controvérsias a respeito da teoria da arqueóloga. Peça para que os alunos leiam as questões do diagrama e procurem estabelecer uma resposta para cada uma delas, ligando-as ao eixo central do diagrama: a Teoria de Niède Guidon. Oriente-os a ouvir a opinião dos colegas do grupo a respeito das questões e a participar da resolução de todas as respostas.

A expectativa é que os alunos consigam entender que as descobertas arqueológicas compreendem uma grande diversidade de vestígios e não apenas ossos fossilizados e que, no caso da explicação apresentada pela teoria de Niède Guidon, as descobertas sobre o tempo, espaço e modo de vida dos seres humanos pré-históricos são desvendadas por meio dos artefatos encontrados. Espera-se, ainda, que os alunos percebam que esta teoria não é aceita por todos e que muitos dos vestígios encontrados e considerados por Niède Guidon como artefatos, são reduzidos a geofatos por outros cientistas, que acreditam que tais evidências são resultados de processo naturais e não da ação humana.

Caso perceba dificuldades entre os alunos em preencher o primeiro quadro do diagrama, questione-os sobre a informação apresentada pelo texto a respeito da teoria tradicional sobre o povoamento da América e peça para que comparem com as informações apresentadas por Niède Guidon, a partir de suas descobertas nos sítios arqueológicos da Serra da Capivara. Durante a resolução da segunda questão, caso perceba dificuldades entre os alunos, peça para que leiam novamente a definição do conceito de “geofato”, apresentada pelo texto. Pergunte qual a diferença entre “artefato” e “geofato”. O terceiro quadro do diagrama deve apresentar uma informação mais recente sobre a teoria de Guidon. Caso os alunos tenham dificuldades em preencher este quadro, peça para que leiam novamente a segunda metade do texto e para que pensem sobre o impacto daquelas pesquisas de 2006 para a teoria da arqueóloga, definindo se são informações que desconstroem ou embasam ainda mais a teoria.

Após os diálogos e o preenchimento do diagrama pelos grupos, desenhe uma forma no quadro (exemplo: retângulo, conforme o diagrama impresso) e escreva “Teoria de Niède Guidon”. Em seguida, escolha três alunos de diferentes trios para que preencham outras três formas, de acordo com as respostas do grupo no diagrama impresso. Neste caso, não haverá necessidade das perguntas, apenas das definições. Por fim, peça para que outros três alunos comentem as definições preenchidas.

Para você saber mais:

Teaser do documentário: “Niède Guidon - Memórias da Vida”, direção de Tiago Tambelli:

PEREIRA, Rayldo. Niède Guidon - memórias da vida. 2016 (1m34s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=8-O1GdZ9Ygc. Acesso em 15 jan 2019.

Sobre pinturas rupestres do Parque Nacional Serra da Capivara:

SANTOS, Thalison. Pinturas Rupestres do Sítio Arqueológico Toca da Gamela do Parque Nacional da Serra da Capivara - PI. 2010. 83f. Monografia. Universidade do Vale do São Francisco, São Raimundo Nonato - Piauí. Disponível em: http://www.fumdham.org.br/wp-content/uploads/2015/07/monografia_thalison_dos_santos.pdf?x49464. Acesso em: 04 jan 2019.

Sobre o conceito de Geofato:

HIRST, K. Kris. Geofatos: objetos de rocha que parecem artefatos. Arqueologia e Pré-história. Disponível em: https://arqueologiaeprehistoria.com/2016/03/09/geofatos-objetos-de-rocha-que-parecem-artefatos/. Acesso em: 02 jan 2019.

Sobre técnicas de datação de artefatos e geofatos:

VOGT, Carlos. Carbono - 14 não é o único método de datação. Arqueologia. ComCiência. Disponível em: http://www.comciencia.br/dossies-1-72/reportagens/arqueologia/arq06.shtml. Acesso em: 04 jan 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente este slide caso tenha disponibilidade de recurso multimidiático e prefira projetar ao invés de imprimir o trecho da reportagem: “Filme piauiense contará a história da arqueóloga Niède Guidon””. Entretanto, caso julgue necessário imprimir, clique aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/SBn5gsf9cdwKpU4nJHuJuV4ntcYGMZ5Et4WsyEB2jXjtnqXgyVxWwK5SEfuD/his6-04und05-trecho-da-reportagem-filme-piauiense-contara-a-historia-da-arqueologa-nide-guidon.pdf

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente este slide caso tenha disponibilidade de recurso multimidiático e prefira projetar ao invés de imprimir o Diagrama sobre a Teoria de Niède Guidon. Ao projetar, peça para que os alunos leiam e procurem recriar o diagrama em seus cadernos, respondendo-o. Caso prefira imprimir, clique aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/M9k9XzrDBhEQEKhEmbZhDURc8DDYJpUdqFM5Rb3hm5j2fJpFj8AxN7yCKz75/his6-04und05-diagrama-sobre-a-teoria-de-nide-guidon.pdf

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: Com os alunos ainda divididos em trios, solicite para que conversem entre si e pensem em palavras importantes que foram tratadas na aula, desde os primeiros estudos que envolveram a diversidade de sítios arqueológicos e os tipos de vestígios analisados até as características da teoria de Niède Guidon e as controvérsias que a envolvem. Proponha que registrem algumas palavras em um dos cadernos de um dos alunos do grupo. Em seguida, distribua aos estudantes a Tabela do Ditado Histórico, disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qybJSBQcy76jRaPAdzUBp26ncGPrnak4XNqGV3HtSKJHXZ26Jk5NVRYjtPGp/his6-04und05-tabela-do-ditado-historico.pdf

Na sequência, escolha 5 alunos de diferentes trios para que, um de cada vez, ditem aos demais alunos da turma uma de suas palavras. Todos deverão registrar a palavra ditada na primeira coluna da tabela, uma acima da outra até completar a coluna. Assim que todos registrarem as palavras na primeira coluna, peça para que os alunos preencham a segunda coluna da tabela com um comentário pertinente sobre a palavra, como por exemplo uma definição ou um aspecto importante sobre aquele termo.

Por fim, escolha outros 5 alunos de diferentes trios para apresentarem os comentários que foram registrados na segunda coluna da tabela à turma. Caso julgue apropriado, escreva, durante a leitura dos comentários, as respectivas palavras que foram ditadas no quadro da sala. Assim, todos poderão visualizar e, inclusive, corrigir possíveis erros de grafia.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente este slide caso tenha disponibilidade de recurso multimidiático e prefira projetar ao invés de imprimir a “Tabela do Ditado Histórico”. Se optar por projetar, peça para que os alunos registrem os conteúdos da tabela nos cadernos. Caso prefira imprimir, clique aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qybJSBQcy76jRaPAdzUBp26ncGPrnak4XNqGV3HtSKJHXZ26Jk5NVRYjtPGp/his6-04und05-tabela-do-ditado-historico.pdf

Com os alunos ainda divididos em trios, solicite para que conversem entre si e pensem em palavras importantes que foram tratadas na aula, desde os primeiros estudos que envolveram a diversidade de sítios arqueológicos e os tipos de vestígios analisados até as características da teoria de Niède Guidon e as controvérsias que a envolvem. Proponha que registrem algumas palavras em um dos cadernos de um dos alunos do grupo. Em seguida, distribua aos estudantes a Tabela do Ditado Histórico, disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qybJSBQcy76jRaPAdzUBp26ncGPrnak4XNqGV3HtSKJHXZ26Jk5NVRYjtPGp/his6-04und05-tabela-do-ditado-historico.pdf

Na sequência, escolha 5 alunos de diferentes trios para que, um de cada vez, ditem aos demais alunos da turma uma de suas palavras. Todos deverão registrar a palavra ditada na primeira coluna da tabela, uma acima da outra até completar a coluna. Assim que todos registrarem as palavras na primeira coluna, peça para que os alunos preencham a segunda coluna da tabela com um comentário pertinente sobre a palavra, como por exemplo uma definição ou um aspecto importante sobre aquele termo.

Por fim, escolha outros 5 alunos de diferentes trios para apresentarem os comentários que foram registrados na segunda coluna da tabela à turma. Caso julgue apropriado, escreva, durante a leitura dos comentários, as respectivas palavras que foram ditadas no quadro da sala. Assim, todos poderão visualizar e, inclusive, corrigir possíveis erros de grafia.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06HI04 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: imagens, diagrama, tabela e textos impressos; projetor.

Material complementar:

Trecho do livro: Arqueologia, uma atividade muito divertida

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/guJY69WwtEaQBnUzJd85NPRX7VqEQvcQRKZuxHJuQrcXC3Xu9QFyGZ8rn24e/his6-04und05-trecho-do-livro-arqueologia-uma-atividade-muito-divertida.pdf

Trecho da reportagem: Filme piauiense contará a história da arqueóloga Niède Guidon

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/SBn5gsf9cdwKpU4nJHuJuV4ntcYGMZ5Et4WsyEB2jXjtnqXgyVxWwK5SEfuD/his6-04und05-trecho-da-reportagem-filme-piauiense-contara-a-historia-da-arqueologa-nide-guidon.pdf

Imagem 1: Arqueologia Subaquática

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jukrHMDTYtBh3X3SjS5NWMfEYweBQzXWAvprzHE9TA5BFAUWQJww4BpyGZF6/his6-04und05-imagem-1-arqueologia-subaquatica.pdf

Imagem 2: Sítio Arqueológico de Phaistos

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/xRUTWDNwCp7Gpv6h3K52tfXKRrf5GmeafqpwHRvcMW2tCYjtFK553s4wcmf6/his6-04und05-imagem-2-sitio-arqueologico-de-phaistos.pdf

Diagrama sobre a Teoria de Niède Guidon

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/M9k9XzrDBhEQEKhEmbZhDURc8DDYJpUdqFM5Rb3hm5j2fJpFj8AxN7yCKz75/his6-04und05-diagrama-sobre-a-teoria-de-nide-guidon.pdf

Tabela do Ditado Histórico

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qybJSBQcy76jRaPAdzUBp26ncGPrnak4XNqGV3HtSKJHXZ26Jk5NVRYjtPGp/his6-04und05-tabela-do-ditado-historico.pdf

Este permite ao aluno realizar uma série de descobertas que envolvem a compreensão dos conceitos de “artefato” e “geofato” e também as controvérsias acerca da teoria de Niède Guidon, tendo em vista seus importantes achados nos sítios arqueológicos do Parque Nacional da Serra da Capivara. Procure não apresentar definições ou antecipar informações que inviabilizem esse processo de descoberta, tão importante para uma aprendizagem significativa. Procure direcionar o olhar dos estudantes para a análise dos conceitos e contrapontos teóricos apresentados pelas fontes, favorecendo, entre os alunos, a tomada de uma postura crítica e investigativa.

Para você saber mais:

Entrevista com Niède Guidon sobre a vida e obra da arqueóloga:

Vida de Cientista - Niède Guidon - PGM 15. UNIVESP. 2014 (46m17s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=LY6kADIdIiU. Acesso em: 02 jan 2019.

Sobre aspectos dos sítios arqueológicos subaquáticos:

GUIMARÃES, Ricardo S. Patrimônio Cultural Subaquático: a importância das práticas de preservação em campo. Disponível em: http://site.mast.br/hotsite_anais_ivsppa/pdf/04/22%20Texto%20completo%20revisado%20ricardo%20guimar%C3%A3es.pdf. Acesso em: 02 jan 2019.

Sobre aspectos da arqueologia urbana:

SOUZA, Rafael de Abreu. A Cidade e a Arqueologia Urbana. Disponível em: http://bdpi.usp.br/bitstream/handle/BDPI/47551/SOUZA,%20R.%20A.%20A%20cidade%20e%20a%20arqueologia%20urbana.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 02 jan 2019.

Teaser do documentário: “Niède Guidon - Memórias da Vida”, direção de Tiago Tambelli:

PEREIRA, Rayldo. Niède Guidon - memórias da vida. 2016 (1m34s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=8-O1GdZ9Ygc. Acesso em 15 jan 2019.

Sobre pinturas rupestres do Parque Nacional Serra da Capivara:

SANTOS, Thalison. Pinturas Rupestres do Sítio Arqueológico Toca da Gamela do Parque Nacional da Serra da Capivara - PI. 2010. 83f. Monografia. Universidade do Vale do São Francisco, São Raimundo Nonato - Piauí. Disponível em: http://www.fumdham.org.br/wp-content/uploads/2015/07/monografia_thalison_dos_santos.pdf?x49464. Acesso em: 04 jan 2019.

Sobre o conceito de Geofato:

HIRST, K. Kris. Geofatos: objetos de rocha que parecem artefatos. Arqueologia e Pré-história. Disponível em: https://arqueologiaeprehistoria.com/2016/03/09/geofatos-objetos-de-rocha-que-parecem-artefatos/. Acesso em: 02 jan 2019.

Sobre técnicas de datação de artefatos e geofatos:

VOGT, Carlos. Carbono - 14 não é o único método de datação. Arqueologia. ComCiência. Disponível em: http://www.comciencia.br/dossies-1-72/reportagens/arqueologia/arq06.shtml. Acesso em: 04 jan 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo para a turma. É importante que você destaque que, ao final da aula, espera que os alunos tenham conseguido analisar os pontos e contrapontos acerca da teoria da arqueóloga Niède Guidon, a partir de suas descobertas nos sítios arqueológicos do Parque Nacional da Serra da Capivara. E mais: espera que percebam que no universo dos estudos arqueológicos o conhecimento é bastante volúvel e a cada nova descoberta ou novas técnicas de estudo, o conhecimento se transforma.

Para você saber mais:

Entrevista com Niède Guidon sobre a vida e obra da arqueóloga:

Vida de Cientista - Niède Guidon - PGM 15. UNIVESP. 2014 (46m17s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=LY6kADIdIiU. Acesso em: 02 jan 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Para começar, divida a turma em trios e distribua aos alunos cópias impressas do trecho do livro: “Arqueologia: uma atividade muito divertida”, disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/guJY69WwtEaQBnUzJd85NPRX7VqEQvcQRKZuxHJuQrcXC3Xu9QFyGZ8rn24e/his6-04und05-trecho-do-livro-arqueologia-uma-atividade-muito-divertida.pdf. Distribua também cópias da imagem 1: “Arqueologia Subaquática”, disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jukrHMDTYtBh3X3SjS5NWMfEYweBQzXWAvprzHE9TA5BFAUWQJww4BpyGZF6/his6-04und05-imagem-1-arqueologia-subaquatica.pdf e da imagem 2: “Sítio Arqueológico de Phaistos”, disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/xRUTWDNwCp7Gpv6h3K52tfXKRrf5GmeafqpwHRvcMW2tCYjtFK553s4wcmf6/his6-04und05-imagem-2-sitio-arqueologico-de-phaistos.pdf

Proponha que cada aluno do trio procure responder uma das perguntas propostas, mas que antes, converse com os outros dois estudantes do grupo, ouvindo a opinião de cada um dos colegas. Peça para que registrem no caderno suas respostas, após o diálogo.

Neste momento, a expectativa é de que os alunos compreendam um pouco da amplitude do universo arqueológico. Por meio dos estudos nesta etapa da aula, espera-se que os alunos percebam que existem sítios arqueológicos onde foram encontrados vestígios pré-históricos, mas também que existem sítios de um passado recente, com vestígios parecidos com objetos atuais, como as ruínas de fábricas e carcaças de locomotivas, por exemplo.

Devem compreender que sítios arqueológicos podem estar localizados na água, em cavernas, em cidades etc. e que não apenas os ossos fossilizados são capazes de recontar o modo de vida dos seres humanos do passado, mas também os vestígios deixado por eles, como, por exemplo, objetos de cerâmica e restos de fogueira. Na etapa seguinte desta aula, o estudo sobre estes vestígios serão novamente abordados e intensificados ao se analisar a teoria de Niède Guidon, a partir do estudo sobre os conceitos de artefatos e geofatos.

Durante os diálogo entre os alunos para responder a primeira pergunta, a fim de estimular a troca de ideias, procure perguntar o que entendiam por “sítio arqueológico” antes de ler o texto e qual informação trouxe uma descoberta para eles. É muito provável que alguns alunos afirmem que não sabiam que sítios arqueológicos podem estar em cidades ou submersos na água. Questione-os acerca das particularidades de se explorar estes tipos de ambientes e se já tomaram conhecimento de alguma exploração desses tipos. Durante os diálogos para responder a segunda pergunta, caso os alunos tenham dificuldades em imaginar os elementos que podem recontar o modo de vida dos seres humanos pré-históricos, procure perguntar a eles sobre como seria um acampamento ou aldeia daquelas pessoas do passado: como se aqueciam, que objetos construíam e quais materiais manipulavam. Durante os diálogos sobre a terceira pergunta, talvez os alunos identifiquem rapidamente a característica subaquática e terrestre, como a principal diferença entre os sítios arqueológicos. Para estimular a troca de ideias, questione-os acerca de outras diferenças mais peculiares: tipo de degradação dos artefatos e condições de trabalho do arqueólogo. Caso apresentem dificuldades em identificar a principal semelhança, procure questioná-los sobre a natureza dos ambientes, perguntando sobre a ação dos seres humanos do passado sobre eles.

Após os diálogos e os registros das respostas, escolha três alunos de diferentes trios para que leiam para a turma, respectivamente, as respostas das três questões, comentando-as, em seguida.

Para você saber mais:

Sobre aspectos dos sítios arqueológicos subaquáticos:

GUIMARÃES, Ricardo S. Patrimônio Cultural Subaquático: a importância das práticas de preservação em campo. Disponível em: http://site.mast.br/hotsite_anais_ivsppa/pdf/04/22%20Texto%20completo%20revisado%20ricardo%20guimar%C3%A3es.pdf. Acesso em: 02 jan 2019.

Sobre aspectos da arqueologia urbana:

SOUZA, Rafael de Abreu. A Cidade e a Arqueologia Urbana. Disponível em: http://bdpi.usp.br/bitstream/handle/BDPI/47551/SOUZA,%20R.%20A.%20A%20cidade%20e%20a%20arqueologia%20urbana.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 02 jan 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente este slide caso tenha disponibilidade de recurso multimidiático e prefira projetar ao invés de imprimir o trecho do livro: “ Arqueologia, uma atividade muito divertida”. Entretanto, caso julgue necessário imprimir, clique aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/guJY69WwtEaQBnUzJd85NPRX7VqEQvcQRKZuxHJuQrcXC3Xu9QFyGZ8rn24e/his6-04und05-trecho-do-livro-arqueologia-uma-atividade-muito-divertida.pdf

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente este slide caso tenha disponibilidade de recurso multimidiático e prefira projetar ao invés de imprimir a Imagem 1: “ Arqueologia Subaquática”. Entretanto, caso julgue necessário imprimir, clique aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jukrHMDTYtBh3X3SjS5NWMfEYweBQzXWAvprzHE9TA5BFAUWQJww4BpyGZF6/his6-04und05-imagem-1-arqueologia-subaquatica.pdf

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente este slide caso tenha disponibilidade de recurso multimidiático e prefira projetar ao invés de imprimir a Imagem 2: “ Sítio Arqueológico de Phaistos”. Entretanto, caso julgue necessário imprimir, clique aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/xRUTWDNwCp7Gpv6h3K52tfXKRrf5GmeafqpwHRvcMW2tCYjtFK553s4wcmf6/his6-04und05-imagem-2-sitio-arqueologico-de-phaistos.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações:

Com os alunos ainda reunidos em trio, proponha a leitura do trecho da reportagem: “Filme piauiense contará a história da arqueóloga Niède Guidon”, disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/SBn5gsf9cdwKpU4nJHuJuV4ntcYGMZ5Et4WsyEB2jXjtnqXgyVxWwK5SEfuD/his6-04und05-trecho-da-reportagem-filme-piauiense-contara-a-historia-da-arqueologa-nide-guidon.pdf

Após a leitura, apresente aos alunos ou elabore no quadro um diagrama sobre a Teoria de Niède Guidon. Um modelo do diagrama está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/M9k9XzrDBhEQEKhEmbZhDURc8DDYJpUdqFM5Rb3hm5j2fJpFj8AxN7yCKz75/his6-04und05-diagrama-sobre-a-teoria-de-nide-guidon.pdf. O diagrama conta com três questões que, ao serem respondidas, evidenciarão as principais controvérsias a respeito da teoria da arqueóloga. Peça para que os alunos leiam as questões do diagrama e procurem estabelecer uma resposta para cada uma delas, ligando-as ao eixo central do diagrama: a Teoria de Niède Guidon. Oriente-os a ouvir a opinião dos colegas do grupo a respeito das questões e a participar da resolução de todas as respostas.

A expectativa é que os alunos consigam entender que as descobertas arqueológicas compreendem uma grande diversidade de vestígios e não apenas ossos fossilizados e que, no caso da explicação apresentada pela teoria de Niède Guidon, as descobertas sobre o tempo, espaço e modo de vida dos seres humanos pré-históricos são desvendadas por meio dos artefatos encontrados. Espera-se, ainda, que os alunos percebam que esta teoria não é aceita por todos e que muitos dos vestígios encontrados e considerados por Niède Guidon como artefatos, são reduzidos a geofatos por outros cientistas, que acreditam que tais evidências são resultados de processo naturais e não da ação humana.

Caso perceba dificuldades entre os alunos em preencher o primeiro quadro do diagrama, questione-os sobre a informação apresentada pelo texto a respeito da teoria tradicional sobre o povoamento da América e peça para que comparem com as informações apresentadas por Niède Guidon, a partir de suas descobertas nos sítios arqueológicos da Serra da Capivara. Durante a resolução da segunda questão, caso perceba dificuldades entre os alunos, peça para que leiam novamente a definição do conceito de “geofato”, apresentada pelo texto. Pergunte qual a diferença entre “artefato” e “geofato”. O terceiro quadro do diagrama deve apresentar uma informação mais recente sobre a teoria de Guidon. Caso os alunos tenham dificuldades em preencher este quadro, peça para que leiam novamente a segunda metade do texto e para que pensem sobre o impacto daquelas pesquisas de 2006 para a teoria da arqueóloga, definindo se são informações que desconstroem ou embasam ainda mais a teoria.

Após os diálogos e o preenchimento do diagrama pelos grupos, desenhe uma forma no quadro (exemplo: retângulo, conforme o diagrama impresso) e escreva “Teoria de Niède Guidon”. Em seguida, escolha três alunos de diferentes trios para que preencham outras três formas, de acordo com as respostas do grupo no diagrama impresso. Neste caso, não haverá necessidade das perguntas, apenas das definições. Por fim, peça para que outros três alunos comentem as definições preenchidas.

Para você saber mais:

Teaser do documentário: “Niède Guidon - Memórias da Vida”, direção de Tiago Tambelli:

PEREIRA, Rayldo. Niède Guidon - memórias da vida. 2016 (1m34s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=8-O1GdZ9Ygc. Acesso em 15 jan 2019.

Sobre pinturas rupestres do Parque Nacional Serra da Capivara:

SANTOS, Thalison. Pinturas Rupestres do Sítio Arqueológico Toca da Gamela do Parque Nacional da Serra da Capivara - PI. 2010. 83f. Monografia. Universidade do Vale do São Francisco, São Raimundo Nonato - Piauí. Disponível em: http://www.fumdham.org.br/wp-content/uploads/2015/07/monografia_thalison_dos_santos.pdf?x49464. Acesso em: 04 jan 2019.

Sobre o conceito de Geofato:

HIRST, K. Kris. Geofatos: objetos de rocha que parecem artefatos. Arqueologia e Pré-história. Disponível em: https://arqueologiaeprehistoria.com/2016/03/09/geofatos-objetos-de-rocha-que-parecem-artefatos/. Acesso em: 02 jan 2019.

Sobre técnicas de datação de artefatos e geofatos:

VOGT, Carlos. Carbono - 14 não é o único método de datação. Arqueologia. ComCiência. Disponível em: http://www.comciencia.br/dossies-1-72/reportagens/arqueologia/arq06.shtml. Acesso em: 04 jan 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente este slide caso tenha disponibilidade de recurso multimidiático e prefira projetar ao invés de imprimir o trecho da reportagem: “Filme piauiense contará a história da arqueóloga Niède Guidon””. Entretanto, caso julgue necessário imprimir, clique aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/SBn5gsf9cdwKpU4nJHuJuV4ntcYGMZ5Et4WsyEB2jXjtnqXgyVxWwK5SEfuD/his6-04und05-trecho-da-reportagem-filme-piauiense-contara-a-historia-da-arqueologa-nide-guidon.pdf

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente este slide caso tenha disponibilidade de recurso multimidiático e prefira projetar ao invés de imprimir o Diagrama sobre a Teoria de Niède Guidon. Ao projetar, peça para que os alunos leiam e procurem recriar o diagrama em seus cadernos, respondendo-o. Caso prefira imprimir, clique aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/M9k9XzrDBhEQEKhEmbZhDURc8DDYJpUdqFM5Rb3hm5j2fJpFj8AxN7yCKz75/his6-04und05-diagrama-sobre-a-teoria-de-nide-guidon.pdf

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: Com os alunos ainda divididos em trios, solicite para que conversem entre si e pensem em palavras importantes que foram tratadas na aula, desde os primeiros estudos que envolveram a diversidade de sítios arqueológicos e os tipos de vestígios analisados até as características da teoria de Niède Guidon e as controvérsias que a envolvem. Proponha que registrem algumas palavras em um dos cadernos de um dos alunos do grupo. Em seguida, distribua aos estudantes a Tabela do Ditado Histórico, disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qybJSBQcy76jRaPAdzUBp26ncGPrnak4XNqGV3HtSKJHXZ26Jk5NVRYjtPGp/his6-04und05-tabela-do-ditado-historico.pdf

Na sequência, escolha 5 alunos de diferentes trios para que, um de cada vez, ditem aos demais alunos da turma uma de suas palavras. Todos deverão registrar a palavra ditada na primeira coluna da tabela, uma acima da outra até completar a coluna. Assim que todos registrarem as palavras na primeira coluna, peça para que os alunos preencham a segunda coluna da tabela com um comentário pertinente sobre a palavra, como por exemplo uma definição ou um aspecto importante sobre aquele termo.

Por fim, escolha outros 5 alunos de diferentes trios para apresentarem os comentários que foram registrados na segunda coluna da tabela à turma. Caso julgue apropriado, escreva, durante a leitura dos comentários, as respectivas palavras que foram ditadas no quadro da sala. Assim, todos poderão visualizar e, inclusive, corrigir possíveis erros de grafia.

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente este slide caso tenha disponibilidade de recurso multimidiático e prefira projetar ao invés de imprimir a “Tabela do Ditado Histórico”. Se optar por projetar, peça para que os alunos registrem os conteúdos da tabela nos cadernos. Caso prefira imprimir, clique aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qybJSBQcy76jRaPAdzUBp26ncGPrnak4XNqGV3HtSKJHXZ26Jk5NVRYjtPGp/his6-04und05-tabela-do-ditado-historico.pdf

Com os alunos ainda divididos em trios, solicite para que conversem entre si e pensem em palavras importantes que foram tratadas na aula, desde os primeiros estudos que envolveram a diversidade de sítios arqueológicos e os tipos de vestígios analisados até as características da teoria de Niède Guidon e as controvérsias que a envolvem. Proponha que registrem algumas palavras em um dos cadernos de um dos alunos do grupo. Em seguida, distribua aos estudantes a Tabela do Ditado Histórico, disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/qybJSBQcy76jRaPAdzUBp26ncGPrnak4XNqGV3HtSKJHXZ26Jk5NVRYjtPGp/his6-04und05-tabela-do-ditado-historico.pdf

Na sequência, escolha 5 alunos de diferentes trios para que, um de cada vez, ditem aos demais alunos da turma uma de suas palavras. Todos deverão registrar a palavra ditada na primeira coluna da tabela, uma acima da outra até completar a coluna. Assim que todos registrarem as palavras na primeira coluna, peça para que os alunos preencham a segunda coluna da tabela com um comentário pertinente sobre a palavra, como por exemplo uma definição ou um aspecto importante sobre aquele termo.

Por fim, escolha outros 5 alunos de diferentes trios para apresentarem os comentários que foram registrados na segunda coluna da tabela à turma. Caso julgue apropriado, escreva, durante a leitura dos comentários, as respectivas palavras que foram ditadas no quadro da sala. Assim, todos poderão visualizar e, inclusive, corrigir possíveis erros de grafia.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE História: tempo, espaço e formas de registros do 6º ano :

6º ano / História / História: tempo, espaço e formas de registros

MAIS AULAS DE História do 6º ano:

6º ano / História / História: tempo, espaço e formas de registros

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF06HI04 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano