16637
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Geografia > 6º ano > Unidade

Plano de aula - Perda de solo por erosão

Plano de aula de Geografia com atividades para 6º ano do Fundamental sobre conhecer os efeitos dos processos erosivos em áreas vegetadas e sem vegetação e compreender a importância da prevenção da erosão para a preservação dos solos.

Plano 04 de 10 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Regina Luiza Gouvea

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06GE10 de Geografia, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. Esta habilidade procura explicar as diferentes formas de uso do solo (rotação de terras, terraceamento, aterros etc.) e de apropriação dos recursos hídricos (sistema de irrigação, tratamento e redes de distribuição), bem como suas vantagens e desvantagens em diferentes épocas e lugares. Nesta atividade os alunos devem compreender a importância da cobertura vegetal para o entendimento da erosão do solo e, consequentemente, para a dinâmica hídrica, pois as partículas carregadas para os cursos d’água assoreiam os rios aumentando a margem de áreas inundáveis.

Materiais necessários: 2 garrafas pet (de preferência, transparente); 2 recipientes para coletar a água do experimento (pode ser qualquer recipiente transparente que permita visualizar o aspecto da água escoada); solo vegetado (grama ou outro tipo de vegetação rasteira da localidade); uma porção de solo suficiente para cobrir metade da garrafa em sua extensão horizontal; pedaço de madeira (sarrafo) para inclinar as garrafas; um regador; caderno; caneta ou lápis para anotações.

Material complementar:

Para a etapa de Ação Propositiva:

O arquivo a seguir apresenta os materiais e as etapas do experimento:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CC7ppp6xPwzgbdncTGxWhMEuTBnfBjnfsDN2PyraNWhaGak7b8Z2HfAuQdAS/geo6-10und4-materiais-e-simulacao-de-processos-erosivos.pdf

O trabalho deverá ser realizado em equipe de 4 ou 5 integrantes. Para isso, é necessário que os membros das equipes preparem o material para realizar a simulação em sala de aula. No dia do experimento as garrafas pet devem estar cortadas; o solo vegetado deve estar cortado no tamanho correto (largura e comprimento aproximados da garrafa pet em sua posição horizontal); o solo triturado deve conter a quantidade indicada para a simulação; os sarrafos ou qualquer objeto que possa ser usado para inclinar as garrafas e o regador devem ser levados para a sala. Se não houver apoio para os recipientes que receberão a água escoada, será necessário que um integrante de cada equipe se prontifique a segurar os mesmos enquanto a simulação for feita.

As orientações para a observação e análise estão disponíveis neste link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/GkFpsdwsPgsNNdW5aaBUDtZCTubTGvndBnwP432EnpAd86RqdgjA2F6W29yx/geo6-10und4-atividade-da-acao-propositiva.pdf

Para a etapa de Sistematização:

Atividade de sistematização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/b7gWdRA2qdJp6uDmAfUkXWEzamxrHTxtHqzgWZC6pdx65TcprqFCRK8H7mD2/geo6-10und4-atividade-de-sistematizacao.pdf

Para você saber mais:

Como sugestão, indica-se o vídeo produzido pela Universidade Federal do Paraná (UFPR TV). O vídeo mostra o experimento sobre a erosão do solo empregando materiais fáceis de serem encontrados e utilizados. Para assistir, acesse o link:

Solo na Escola: erosão do solo (03/04/17). 2017. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=nZD_bD96Czc>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Para conhecer alternativas de solo vegetado que podem ser utilizados no experimento, assista ao vídeo acessando o link:

Experimento com erosão do solo. 2013. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=1P07YwF80Pg>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Este vídeo mostra uma experiência realizada com solo triturado e solo vegetado em que sementes foram plantadas para a realização da atividade.

Para conhecer algumas características morfológicas do solo, que são aquelas permitem distinguir um determinado tipo de solo dos demais, acesse o site da Embrapa Solos em:

Propriedade dos solos. Embrapa. Disponível em: <https://www.embrapa.br/solos/sibcs/propriedades-do-solo>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Quanto à vegetação e sua influência nos processos de erosão hídrica, consulte o artigo:

MARTINS, C.S.R. (et. al). Influência da vegetação na erosão hídrica em ambiente semi-árido: uma revisão de literatura. In: XXI Encontro Latino Americano de Iniciação Científica, XVII Encontro Latino Americano de Pós-Graduação e VII Encontro de Iniciação à Docência. Universidade do Vale do Paraíba, 2017. Disponível em: <http://www.inicepg.univap.br/cd/INIC_2017/anais/arquivos/RE_0718_0367_01.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Este artigo menciona a importância da vegetação, especialmente nas regiões semiáridas, onde a cobertura vegetal é escassa e as chuvas concentradas, tornado este ambiente sujeito a processos erosivos rápidos e intensos.

Sobre a textura e estrutura do solo é importante saber que a textura do solo é explicada pela proporção dos componentes granulométricos da fase mineral do solo (areia, silte e argila), ou seja, refere-se à proporção de argila, silte e areia do solo. Como apresenta grande influência no comportamento físico-hídrico e químico do solo, sua avaliação é de grande relevância para o uso e manejo dos solos; e a estrutura do solo se refere ao arranjo (combinação) das partículas do solo entre si, que dá origem aos agregados de solo. Esta estrutura interfere, dentre outros fatores, no desenvolvimento de plantas no solo e resistência à erosão.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos

Orientações: Projete, escreva ou fale para a turma o tema da aula. Comente com os alunos que nesta aula irão conhecer os processos erosivos do solo através de um experimento.

Explique que a erosão do solo está relacionada com suas propriedades, incluindo sua textura, estrutura, teor de matéria orgânica, mas também depende das características de superfície relacionadas ao uso e ocupação do solo, caso da cobertura vegetal. Comente também que a existência ou ausência da vegetação é importante para o entendimento da erosão, pois estudos mostram que é relevante na prevenção da erosão do solo por diversas razões, dentre elas a interceptação da água da chuva, redução do impacto das gotas d’água no solo, aumento das taxas de infiltração e, dessa forma, aumento da resistência à erosão.

Para você saber mais: a textura do solo é explicada pela proporção dos componentes granulométricos da fase mineral do solo (areia, silte e argila), ou seja, refere-se à proporção de argila, silte e areia do solo. Como apresenta grande influência no comportamento do solo, sua avaliação é de grande relevância para o uso e manejo dos solos. Quanto à estrutura, se refere ao arranjo (combinação) das partículas do solo entre si, que dá origem aos agregados de solo. Esta estrutura interfere, dentre outros fatores, no desenvolvimento de plantas e resistência à erosão.

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: As imagens dos slides 3 a 7 retratam:

Figura 1: Terraços Agrícolas no Peru. O terraceamento é uma prática agrícola realizada pelos povos Incas, que cultivaram encostas de montanhas terraceadas de forma cuidadosa para evitar a força da enxurrada e da erosão.

Figura 2: Erosão do solo em área agrícola, ocasionado pelo fluxo de corrente, através do escoamento da água.

Figura 3: Apresenta uma área cuja vegetação é escassa e a declividade também favorece os processos erosivos.

Figuras 4 e 5: Apresentam um terreno exposto que sofreu forte erosão com enxurradas.

Comente com a turma que o ser humano, ao longo da história, vem interferindo na natureza de diferentes formas e escalas.

Fale para os alunos que a crescente necessidade de alimentos e cultivo de áreas cada vez maior resultou na retirada da cobertura vegetal e exposição do solo a forças erosivas. Hoje, existem áreas no globo cujas alterações nos processos produtivos levam a perdas de fertilidade do solo e também de produtividade a derrubada de florestas levou à exaustão do solo e erosão de extensas áreas em diferentes locais do globo. Além disso, o transporte e deposição de sedimentos nos cursos d’água interfere na dinâmica dos rios, na vida aquática e também no processo de inundações.

Convide os alunos a observarem os aspectos apresentados nas imagens. Questione-os sobre o tipo de processo que as imagens remetem. Pergunte-os se as diferentes práticas agrícolas produzem resultados diferentes na conservação do solo. Se disseram que sim, pergunte-os de que forma perceberam isso. Questione-os como a chuva age sobre os solos expostos e quais impactos ocasionam para os recursos hídricos.

Como adequar à sua realidade: Utilize imagens que remetem à erosão do solo de sua região para compor os slides.

Para você saber mais: para conhecer mais sobre a influência humana nos processos erosivos ao longo da história, acesse o artigo:

BAENA, A.R.C. Erosão do solo: histórico e influência do homem. Embrapa. Disponível em: <https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/383496/1/EROSAOSOLO.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

O artigo menciona o processo erosivo de solos cultivados por diferentes civilizações antigas. Sobre a prática de terraceamento mencionada no texto e apresentada na imagem, segundo a EMBRAPA, trata-se de uma “prática de combate à erosão fundamentada na construção de terraços com o propósito de disciplinar o volume de escoamento das águas das chuvas”. De acordo com a EMBRAPA, a combinação dessa prática de controle da erosão com outras práticas, compõem o planejamento conservacionista da lavoura.

Sobre terraceamento, consulte o arquivo de boas práticas agrícolas em:

MACHADO, P.L.O.A.; WADT, P.G.S. Boas práticas agrícolas: terraceamento. Embrapa. Disponível em: <https://www.embrapa.br/documents/10180/13599347/ID01.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Fonte das imagens dos slides 3 a 7

Imagem 1: Terraceamento. Wikpedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Terraceamento#/media/File:Pisac006.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 2: Erosão. Wikipedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Eros%C3%A3o#/media/File:Erosion.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 3: Conservação do solo. Gespianos [blog]. Disponível em: <https://gespianos.wordpress.com/2012/10/10/conservacao-do-solo-ii/>. Acesso em: 13 jan. 2019

Imagem 4: PESCHE, A. Depois da seca, chuvas fortes...e a pior das perdas: a erosão! Notícias Agrícolas. Disponível em: <https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/agronegocio/228193-depois-da-seca-chuvas-fortes-e-a-pior-das-perdas-a-erosao.html#.XDvr31VKhdg>. Acesso em: 13 jan. 2019.

Imagem 5: ANDRADE, A.G.; CHAVES, T.A. Manejo contra a erosão. Embrapa. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/67984/1/manejo-contra-a-erosao.pdf. Acesso em: 13 jan. 2019

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: As imagens dos slides 3 a 7 retratam:

Figura 1: Terraços Agrícolas no Peru. O terraceamento é uma prática agrícola realizada pelos povos Incas, que cultivaram encostas de montanhas terraceadas de forma cuidadosa para evitar a força da enxurrada e da erosão.

Figura 2: Erosão do solo em área agrícola, ocasionado pelo fluxo de corrente, através do escoamento da água.

Figura 3: Apresenta uma área cuja vegetação é escassa e a declividade também favorece os processos erosivos.

Figuras 4 e 5: Apresentam um terreno exposto que sofreu forte erosão com enxurradas.

Comente com a turma que o ser humano, ao longo da história, vem interferindo na natureza de diferentes formas e escalas.

Fale para os alunos que a crescente necessidade de alimentos e cultivo de áreas cada vez maior resultou na retirada da cobertura vegetal e exposição do solo a forças erosivas. Hoje, existem áreas no globo cujas alterações nos processos produtivos levam a perdas de fertilidade do solo e também de produtividade a derrubada de florestas levou à exaustão do solo e erosão de extensas áreas em diferentes locais do globo. Além disso, o transporte e deposição de sedimentos nos cursos d’água interfere na dinâmica dos rios, na vida aquática e também no processo de inundações.

Convide os alunos a observarem os aspectos apresentados nas imagens. Questione-os sobre o tipo de processo que as imagens remetem. Pergunte-os se as diferentes práticas agrícolas produzem resultados diferentes na conservação do solo. Se disseram que sim, pergunte-os de que forma perceberam isso. Questione-os como a chuva age sobre os solos expostos e quais impactos ocasionam para os recursos hídricos.

Como adequar à sua realidade: Utilize imagens que remetem à erosão do solo de sua região para compor os slides.

Para você saber mais: para conhecer mais sobre a influência humana nos processos erosivos ao longo da história, acesse o artigo:

BAENA, A.R.C. Erosão do solo: histórico e influência do homem. Embrapa. Disponível em: <https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/383496/1/EROSAOSOLO.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

O artigo menciona o processo erosivo de solos cultivados por diferentes civilizações antigas. Sobre a prática de terraceamento mencionada no texto e apresentada na imagem, segundo a EMBRAPA, trata-se de uma “prática de combate à erosão fundamentada na construção de terraços com o propósito de disciplinar o volume de escoamento das águas das chuvas”. De acordo com a EMBRAPA, a combinação dessa prática de controle da erosão com outras práticas, compõem o planejamento conservacionista da lavoura.

Sobre terraceamento, consulte o arquivo de boas práticas agrícolas em:

MACHADO, P.L.O.A.; WADT, P.G.S. Boas práticas agrícolas: terraceamento. Embrapa. Disponível em: <https://www.embrapa.br/documents/10180/13599347/ID01.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Fonte das imagens dos slides 3 a 7

Imagem 1: Terraceamento. Wikpedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Terraceamento#/media/File:Pisac006.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 2: Erosão. Wikipedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Eros%C3%A3o#/media/File:Erosion.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 3: Conservação do solo. Gespianos [blog]. Disponível em: <https://gespianos.wordpress.com/2012/10/10/conservacao-do-solo-ii/>. Acesso em: 13 jan. 2019

Imagem 4: PESCHE, A. Depois da seca, chuvas fortes...e a pior das perdas: a erosão! Notícias Agrícolas. Disponível em: <https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/agronegocio/228193-depois-da-seca-chuvas-fortes-e-a-pior-das-perdas-a-erosao.html#.XDvr31VKhdg>. Acesso em: 13 jan. 2019.

Imagem 5: ANDRADE, A.G.; CHAVES, T.A. Manejo contra a erosão. Embrapa. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/67984/1/manejo-contra-a-erosao.pdf. Acesso em: 13 jan. 2019

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: As imagens dos slides 3 a 7 retratam:

Figura 1: Terraços Agrícolas no Peru. O terraceamento é uma prática agrícola realizada pelos povos Incas, que cultivaram encostas de montanhas terraceadas de forma cuidadosa para evitar a força da enxurrada e da erosão.

Figura 2: Erosão do solo em área agrícola, ocasionado pelo fluxo de corrente, através do escoamento da água.

Figura 3: Apresenta uma área cuja vegetação é escassa e a declividade também favorece os processos erosivos.

Figuras 4 e 5: Apresentam um terreno exposto que sofreu forte erosão com enxurradas.

Comente com a turma que o ser humano, ao longo da história, vem interferindo na natureza de diferentes formas e escalas.

Fale para os alunos que a crescente necessidade de alimentos e cultivo de áreas cada vez maior resultou na retirada da cobertura vegetal e exposição do solo a forças erosivas. Hoje, existem áreas no globo cujas alterações nos processos produtivos levam a perdas de fertilidade do solo e também de produtividade a derrubada de florestas levou à exaustão do solo e erosão de extensas áreas em diferentes locais do globo. Além disso, o transporte e deposição de sedimentos nos cursos d’água interfere na dinâmica dos rios, na vida aquática e também no processo de inundações.

Convide os alunos a observarem os aspectos apresentados nas imagens. Questione-os sobre o tipo de processo que as imagens remetem. Pergunte-os se as diferentes práticas agrícolas produzem resultados diferentes na conservação do solo. Se disseram que sim, pergunte-os de que forma perceberam isso. Questione-os como a chuva age sobre os solos expostos e quais impactos ocasionam para os recursos hídricos.

Como adequar à sua realidade: Utilize imagens que remetem à erosão do solo de sua região para compor os slides.

Para você saber mais: para conhecer mais sobre a influência humana nos processos erosivos ao longo da história, acesse o artigo:

BAENA, A.R.C. Erosão do solo: histórico e influência do homem. Embrapa. Disponível em: <https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/383496/1/EROSAOSOLO.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

O artigo menciona o processo erosivo de solos cultivados por diferentes civilizações antigas. Sobre a prática de terraceamento mencionada no texto e apresentada na imagem, segundo a EMBRAPA, trata-se de uma “prática de combate à erosão fundamentada na construção de terraços com o propósito de disciplinar o volume de escoamento das águas das chuvas”. De acordo com a EMBRAPA, a combinação dessa prática de controle da erosão com outras práticas, compõem o planejamento conservacionista da lavoura.

Sobre terraceamento, consulte o arquivo de boas práticas agrícolas em:

MACHADO, P.L.O.A.; WADT, P.G.S. Boas práticas agrícolas: terraceamento. Embrapa. Disponível em: <https://www.embrapa.br/documents/10180/13599347/ID01.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Fonte das imagens dos slides 3 a 7

Imagem 1: Terraceamento. Wikpedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Terraceamento#/media/File:Pisac006.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 2: Erosão. Wikipedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Eros%C3%A3o#/media/File:Erosion.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 3: Conservação do solo. Gespianos [blog]. Disponível em: <https://gespianos.wordpress.com/2012/10/10/conservacao-do-solo-ii/>. Acesso em: 13 jan. 2019

Imagem 4: PESCHE, A. Depois da seca, chuvas fortes...e a pior das perdas: a erosão! Notícias Agrícolas. Disponível em: <https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/agronegocio/228193-depois-da-seca-chuvas-fortes-e-a-pior-das-perdas-a-erosao.html#.XDvr31VKhdg>. Acesso em: 13 jan. 2019.

Imagem 5: ANDRADE, A.G.; CHAVES, T.A. Manejo contra a erosão. Embrapa. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/67984/1/manejo-contra-a-erosao.pdf. Acesso em: 13 jan. 2019

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: As imagens dos slides 3 a 7 retratam:

Figura 1: Terraços Agrícolas no Peru. O terraceamento é uma prática agrícola realizada pelos povos Incas, que cultivaram encostas de montanhas terraceadas de forma cuidadosa para evitar a força da enxurrada e da erosão.

Figura 2: Erosão do solo em área agrícola, ocasionado pelo fluxo de corrente, através do escoamento da água.

Figura 3: Apresenta uma área cuja vegetação é escassa e a declividade também favorece os processos erosivos.

Figuras 4 e 5: Apresentam um terreno exposto que sofreu forte erosão com enxurradas.

Comente com a turma que o ser humano, ao longo da história, vem interferindo na natureza de diferentes formas e escalas.

Fale para os alunos que a crescente necessidade de alimentos e cultivo de áreas cada vez maior resultou na retirada da cobertura vegetal e exposição do solo a forças erosivas. Hoje, existem áreas no globo cujas alterações nos processos produtivos levam a perdas de fertilidade do solo e também de produtividade a derrubada de florestas levou à exaustão do solo e erosão de extensas áreas em diferentes locais do globo. Além disso, o transporte e deposição de sedimentos nos cursos d’água interfere na dinâmica dos rios, na vida aquática e também no processo de inundações.

Convide os alunos a observarem os aspectos apresentados nas imagens. Questione-os sobre o tipo de processo que as imagens remetem. Pergunte-os se as diferentes práticas agrícolas produzem resultados diferentes na conservação do solo. Se disseram que sim, pergunte-os de que forma perceberam isso. Questione-os como a chuva age sobre os solos expostos e quais impactos ocasionam para os recursos hídricos.

Como adequar à sua realidade: Utilize imagens que remetem à erosão do solo de sua região para compor os slides.

Para você saber mais: para conhecer mais sobre a influência humana nos processos erosivos ao longo da história, acesse o artigo:

BAENA, A.R.C. Erosão do solo: histórico e influência do homem. Embrapa. Disponível em: <https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/383496/1/EROSAOSOLO.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

O artigo menciona o processo erosivo de solos cultivados por diferentes civilizações antigas. Sobre a prática de terraceamento mencionada no texto e apresentada na imagem, segundo a EMBRAPA, trata-se de uma “prática de combate à erosão fundamentada na construção de terraços com o propósito de disciplinar o volume de escoamento das águas das chuvas”. De acordo com a EMBRAPA, a combinação dessa prática de controle da erosão com outras práticas, compõem o planejamento conservacionista da lavoura.

Sobre terraceamento, consulte o arquivo de boas práticas agrícolas em:

MACHADO, P.L.O.A.; WADT, P.G.S. Boas práticas agrícolas: terraceamento. Embrapa. Disponível em: <https://www.embrapa.br/documents/10180/13599347/ID01.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Fonte das imagens dos slides 3 a 7

Imagem 1: Terraceamento. Wikpedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Terraceamento#/media/File:Pisac006.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 2: Erosão. Wikipedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Eros%C3%A3o#/media/File:Erosion.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 3: Conservação do solo. Gespianos [blog]. Disponível em: <https://gespianos.wordpress.com/2012/10/10/conservacao-do-solo-ii/>. Acesso em: 13 jan. 2019

Imagem 4: PESCHE, A. Depois da seca, chuvas fortes...e a pior das perdas: a erosão! Notícias Agrícolas. Disponível em: <https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/agronegocio/228193-depois-da-seca-chuvas-fortes-e-a-pior-das-perdas-a-erosao.html#.XDvr31VKhdg>. Acesso em: 13 jan. 2019.

Imagem 5: ANDRADE, A.G.; CHAVES, T.A. Manejo contra a erosão. Embrapa. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/67984/1/manejo-contra-a-erosao.pdf. Acesso em: 13 jan. 2019

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: As imagens dos slides 3 a 7 retratam:

Figura 1: Terraços Agrícolas no Peru. O terraceamento é uma prática agrícola realizada pelos povos Incas, que cultivaram encostas de montanhas terraceadas de forma cuidadosa para evitar a força da enxurrada e da erosão.

Figura 2: Erosão do solo em área agrícola, ocasionado pelo fluxo de corrente, através do escoamento da água.

Figura 3: Apresenta uma área cuja vegetação é escassa e a declividade também favorece os processos erosivos.

Figuras 4 e 5: Apresentam um terreno exposto que sofreu forte erosão com enxurradas.

Comente com a turma que o ser humano, ao longo da história, vem interferindo na natureza de diferentes formas e escalas.

Fale para os alunos que a crescente necessidade de alimentos e cultivo de áreas cada vez maior resultou na retirada da cobertura vegetal e exposição do solo a forças erosivas. Hoje, existem áreas no globo cujas alterações nos processos produtivos levam a perdas de fertilidade do solo e também de produtividade a derrubada de florestas levou à exaustão do solo e erosão de extensas áreas em diferentes locais do globo. Além disso, o transporte e deposição de sedimentos nos cursos d’água interfere na dinâmica dos rios, na vida aquática e também no processo de inundações.

Convide os alunos a observarem os aspectos apresentados nas imagens. Questione-os sobre o tipo de processo que as imagens remetem. Pergunte-os se as diferentes práticas agrícolas produzem resultados diferentes na conservação do solo. Se disseram que sim, pergunte-os de que forma perceberam isso. Questione-os como a chuva age sobre os solos expostos e quais impactos ocasionam para os recursos hídricos.

Como adequar à sua realidade: Utilize imagens que remetem à erosão do solo de sua região para compor os slides.

Para você saber mais: para conhecer mais sobre a influência humana nos processos erosivos ao longo da história, acesse o artigo:

BAENA, A.R.C. Erosão do solo: histórico e influência do homem. Embrapa. Disponível em: <https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/383496/1/EROSAOSOLO.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

O artigo menciona o processo erosivo de solos cultivados por diferentes civilizações antigas. Sobre a prática de terraceamento mencionada no texto e apresentada na imagem, segundo a EMBRAPA, trata-se de uma “prática de combate à erosão fundamentada na construção de terraços com o propósito de disciplinar o volume de escoamento das águas das chuvas”. De acordo com a EMBRAPA, a combinação dessa prática de controle da erosão com outras práticas, compõem o planejamento conservacionista da lavoura.

Sobre terraceamento, consulte o arquivo de boas práticas agrícolas em:

MACHADO, P.L.O.A.; WADT, P.G.S. Boas práticas agrícolas: terraceamento. Embrapa. Disponível em: <https://www.embrapa.br/documents/10180/13599347/ID01.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Fonte das imagens dos slides 3 a 7

Imagem 1: Terraceamento. Wikpedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Terraceamento#/media/File:Pisac006.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 2: Erosão. Wikipedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Eros%C3%A3o#/media/File:Erosion.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 3: Conservação do solo. Gespianos [blog]. Disponível em: <https://gespianos.wordpress.com/2012/10/10/conservacao-do-solo-ii/>. Acesso em: 13 jan. 2019

Imagem 4: PESCHE, A. Depois da seca, chuvas fortes...e a pior das perdas: a erosão! Notícias Agrícolas. Disponível em: <https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/agronegocio/228193-depois-da-seca-chuvas-fortes-e-a-pior-das-perdas-a-erosao.html#.XDvr31VKhdg>. Acesso em: 13 jan. 2019.

Imagem 5: ANDRADE, A.G.; CHAVES, T.A. Manejo contra a erosão. Embrapa. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/67984/1/manejo-contra-a-erosao.pdf. Acesso em: 13 jan. 2019

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Apresente as manchetes do slide para a turma. Convide-os a associar as manchetes apresentadas às imagens da contextualização. As imagens dos slides da contextualização apenas remetem aos aspectos apresentados nas manchetes. Elas não se relacionam diretamente. Portanto, convide-os a identificar a qual imagem as manchetes se relacionam.

A manchete 1 se associa às perdas de solo após fortes chuvas mostradas nas Figuras 4 e 5.

A manchete 2 se associa às práticas 2 e 3, pois não se enquadram em práticas que conservam o solo de perdas por erosão.

A manchete 3 se associa à imagem da Figura 1, onde práticas conservacionistas (terraceamento) evitam a perda de solo por erosão.

Pergunte aos alunos se consideram que o terraceamento pode diminuir a velocidade de escoamento da água superficial, protegendo o solo da erosão hídrica. Se disserem que sim, pergunte a eles se pode ser aplicado em todos os tipos de terrenos apresentados na imagem. Espera-se que respondam que somente naqueles inclinados. Nos terrenos mais planos, deve-se empregar outro tipo de prática conservacionista.

Fonte das manchetes:

PESCHE, A. Depois da seca, chuvas fortes...e a pior das perdas: a erosão! Notícias Agrícolas. Disponível em: <https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/agronegocio/228193-depois-da-seca-chuvas-fortes-e-a-pior-das-perdas-a-erosao.html#.XDvr31VKhdg>. Acesso em: 13 jan. 2019.

TOSI, M. Erros no plantio direto fazem erosão voltar “com força” ao Paraná. Gazeta do Povo. Disponível em: <https://www.gazetadopovo.com.br/agronegocio/agricultura/erros-no-plantio-direto-fazem-erosao-voltar-com-forca-ao-parana-dwnkhgmu0laorenr33xhxtwh0/%5d/>. Acesso em: 13 jan. 2019.

GOUVEIA, M. Programa garante água do Ribeirão João Leite para produção rural. Jornal Opção. Disponível em: <https://www.jornalopcao.com.br/ultimas-noticias/programa-garante-agua-do-ribeirao-joao-leite-para-producao-rural-141533/>. Acesso em: 13 jan. 2019.

Ação Propositiva select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 16 minutos

Orientações: Nesta etapa será realizado um experimento com o objetivo de compreender se os solos com cobertura vegetal estão menos sujeitos aos processos erosivos que solos sem cobertura vegetal.

Materiais necessários para o experimento: 2 garrafas pet (de preferência, transparente); 2 recipientes para coletar a água do experimento (pode ser qualquer recipiente transparente que permita visualizar o aspecto da água escoada); solo vegetado (grama ou outro tipo de vegetação rasteira da localidade); uma porção de solo suficiente para cobrir metade da garrafa em sua extensão horizontal; pedaço de madeira (sarrafo) para inclinar as garrafas; um regador; caderno; 1 folha de papel sulfite; cola; caneta ou lápis para anotações.

Preparação dos materiais: o arquivo a seguir apresenta os materiais e as etapas do experimento:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CC7ppp6xPwzgbdncTGxWhMEuTBnfBjnfsDN2PyraNWhaGak7b8Z2HfAuQdAS/geo6-10und4-materiais-e-simulacao-de-processos-erosivos.pdf

O trabalho deverá ser realizado em equipe de 4 ou 5 integrantes. Para isso, é necessário que os membros das equipes preparem o material para realizar a simulação em sala de aula. No dia do experimento as garrafas pet devem estar cortadas; o solo vegetado deve estar cortado no tamanho correto (largura e comprimento aproximados da garrafa pet em sua posição horizontal); o solo triturado deve conter a quantidade indicada para a simulação; os sarrafos ou qualquer objeto que possa ser usado para inclinar as garrafas e o regador devem ser levados para a sala. Se não houver apoio para os recipientes que receberão a água escoada, será necessário que um integrante de cada equipe se prontifique a segurar os mesmos enquanto a simulação for feita.

Cada equipe deve preparar o ambiente para o experimento. As carteiras podem ser unidas para comportar os objetos empregados, caso seja necessário. Dependendo do tipo de solo e vegetação a quantidade de água escoada e sedimentos decantados podem variar. Caso isso ocorra, as equipes podem trocar ideias a respeito. Podem levantar hipóteses sobre os diferentes resultados obtidos com os experimentos. Para observar a quantidade de sedimento deslocado é importante deixar os recipientes de repouso por cerca de 5 minutos. Assim, as equipes podem observar a quantidade de sedimentos que ficará no fundo de cada uma das vasilhas utilizadas para a coleta de água. Solicita-se que os recipientes fiquem em um espaço da sala para ser observado no dia seguinte, pois assim é possível verificar melhor a quantidade de sedimentos armazenados e concluir a atividade da Sistematização.

As garrafas cortadas e preenchidas com solo triturado (solto) e solo vegetado devem estar preparadas para o experimento. Depois que posicionarem as garrafas e o sarrafo para incliná-las, os recipientes empregados para a coleta de água devem ser posicionados próximo ao gargalo das garrafas pet para a simulação. Em seguida, a precipitação deve ser simulada e o líquido proveniente observado para que as equipes tirem suas conclusões.

Em seguida, apresente as orientações para a observação e análise, que estão disponíveis neste link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/GkFpsdwsPgsNNdW5aaBUDtZCTubTGvndBnwP432EnpAd86RqdgjA2F6W29yx/geo6-10und4-atividade-da-acao-propositiva.pdf

Você pode imprimir ou escrever no quadro. É importante que as equipes observem atentamente a coloração do líquido resultante e volume de sedimentos após decantação dos sólidos contidos na água. As equipes podem trocar informações sobre as observações feitas ao longo do processo.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 16 minutos

Orientações: Imprima para cada grupo as questões referentes à análise do experimento. O arquivo está disponivel no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/b7gWdRA2qdJp6uDmAfUkXWEzamxrHTxtHqzgWZC6pdx65TcprqFCRK8H7mD2/geo6-10und4-atividade-de-sistematizacao.pdf

Se necessário, as questões podem ser escritas no quadro para que os alunos possam respondê-las.

Destaque para os alunos que se espera observar uma diferença na coloração, quantidade e volume de sedimento na água retida em cada um dos recipientes. Cada equipe deve debater, registrar no caderno e apontar suas percepções sobre o experimento e apresentar para a turma.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06GE10 de Geografia, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. Esta habilidade procura explicar as diferentes formas de uso do solo (rotação de terras, terraceamento, aterros etc.) e de apropriação dos recursos hídricos (sistema de irrigação, tratamento e redes de distribuição), bem como suas vantagens e desvantagens em diferentes épocas e lugares. Nesta atividade os alunos devem compreender a importância da cobertura vegetal para o entendimento da erosão do solo e, consequentemente, para a dinâmica hídrica, pois as partículas carregadas para os cursos d’água assoreiam os rios aumentando a margem de áreas inundáveis.

Materiais necessários: 2 garrafas pet (de preferência, transparente); 2 recipientes para coletar a água do experimento (pode ser qualquer recipiente transparente que permita visualizar o aspecto da água escoada); solo vegetado (grama ou outro tipo de vegetação rasteira da localidade); uma porção de solo suficiente para cobrir metade da garrafa em sua extensão horizontal; pedaço de madeira (sarrafo) para inclinar as garrafas; um regador; caderno; caneta ou lápis para anotações.

Material complementar:

Para a etapa de Ação Propositiva:

O arquivo a seguir apresenta os materiais e as etapas do experimento:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CC7ppp6xPwzgbdncTGxWhMEuTBnfBjnfsDN2PyraNWhaGak7b8Z2HfAuQdAS/geo6-10und4-materiais-e-simulacao-de-processos-erosivos.pdf

O trabalho deverá ser realizado em equipe de 4 ou 5 integrantes. Para isso, é necessário que os membros das equipes preparem o material para realizar a simulação em sala de aula. No dia do experimento as garrafas pet devem estar cortadas; o solo vegetado deve estar cortado no tamanho correto (largura e comprimento aproximados da garrafa pet em sua posição horizontal); o solo triturado deve conter a quantidade indicada para a simulação; os sarrafos ou qualquer objeto que possa ser usado para inclinar as garrafas e o regador devem ser levados para a sala. Se não houver apoio para os recipientes que receberão a água escoada, será necessário que um integrante de cada equipe se prontifique a segurar os mesmos enquanto a simulação for feita.

As orientações para a observação e análise estão disponíveis neste link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/GkFpsdwsPgsNNdW5aaBUDtZCTubTGvndBnwP432EnpAd86RqdgjA2F6W29yx/geo6-10und4-atividade-da-acao-propositiva.pdf

Para a etapa de Sistematização:

Atividade de sistematização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/b7gWdRA2qdJp6uDmAfUkXWEzamxrHTxtHqzgWZC6pdx65TcprqFCRK8H7mD2/geo6-10und4-atividade-de-sistematizacao.pdf

Para você saber mais:

Como sugestão, indica-se o vídeo produzido pela Universidade Federal do Paraná (UFPR TV). O vídeo mostra o experimento sobre a erosão do solo empregando materiais fáceis de serem encontrados e utilizados. Para assistir, acesse o link:

Solo na Escola: erosão do solo (03/04/17). 2017. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=nZD_bD96Czc>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Para conhecer alternativas de solo vegetado que podem ser utilizados no experimento, assista ao vídeo acessando o link:

Experimento com erosão do solo. 2013. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=1P07YwF80Pg>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Este vídeo mostra uma experiência realizada com solo triturado e solo vegetado em que sementes foram plantadas para a realização da atividade.

Para conhecer algumas características morfológicas do solo, que são aquelas permitem distinguir um determinado tipo de solo dos demais, acesse o site da Embrapa Solos em:

Propriedade dos solos. Embrapa. Disponível em: <https://www.embrapa.br/solos/sibcs/propriedades-do-solo>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Quanto à vegetação e sua influência nos processos de erosão hídrica, consulte o artigo:

MARTINS, C.S.R. (et. al). Influência da vegetação na erosão hídrica em ambiente semi-árido: uma revisão de literatura. In: XXI Encontro Latino Americano de Iniciação Científica, XVII Encontro Latino Americano de Pós-Graduação e VII Encontro de Iniciação à Docência. Universidade do Vale do Paraíba, 2017. Disponível em: <http://www.inicepg.univap.br/cd/INIC_2017/anais/arquivos/RE_0718_0367_01.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Este artigo menciona a importância da vegetação, especialmente nas regiões semiáridas, onde a cobertura vegetal é escassa e as chuvas concentradas, tornado este ambiente sujeito a processos erosivos rápidos e intensos.

Sobre a textura e estrutura do solo é importante saber que a textura do solo é explicada pela proporção dos componentes granulométricos da fase mineral do solo (areia, silte e argila), ou seja, refere-se à proporção de argila, silte e areia do solo. Como apresenta grande influência no comportamento físico-hídrico e químico do solo, sua avaliação é de grande relevância para o uso e manejo dos solos; e a estrutura do solo se refere ao arranjo (combinação) das partículas do solo entre si, que dá origem aos agregados de solo. Esta estrutura interfere, dentre outros fatores, no desenvolvimento de plantas no solo e resistência à erosão.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos

Orientações: Projete, escreva ou fale para a turma o tema da aula. Comente com os alunos que nesta aula irão conhecer os processos erosivos do solo através de um experimento.

Explique que a erosão do solo está relacionada com suas propriedades, incluindo sua textura, estrutura, teor de matéria orgânica, mas também depende das características de superfície relacionadas ao uso e ocupação do solo, caso da cobertura vegetal. Comente também que a existência ou ausência da vegetação é importante para o entendimento da erosão, pois estudos mostram que é relevante na prevenção da erosão do solo por diversas razões, dentre elas a interceptação da água da chuva, redução do impacto das gotas d’água no solo, aumento das taxas de infiltração e, dessa forma, aumento da resistência à erosão.

Para você saber mais: a textura do solo é explicada pela proporção dos componentes granulométricos da fase mineral do solo (areia, silte e argila), ou seja, refere-se à proporção de argila, silte e areia do solo. Como apresenta grande influência no comportamento do solo, sua avaliação é de grande relevância para o uso e manejo dos solos. Quanto à estrutura, se refere ao arranjo (combinação) das partículas do solo entre si, que dá origem aos agregados de solo. Esta estrutura interfere, dentre outros fatores, no desenvolvimento de plantas e resistência à erosão.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: As imagens dos slides 3 a 7 retratam:

Figura 1: Terraços Agrícolas no Peru. O terraceamento é uma prática agrícola realizada pelos povos Incas, que cultivaram encostas de montanhas terraceadas de forma cuidadosa para evitar a força da enxurrada e da erosão.

Figura 2: Erosão do solo em área agrícola, ocasionado pelo fluxo de corrente, através do escoamento da água.

Figura 3: Apresenta uma área cuja vegetação é escassa e a declividade também favorece os processos erosivos.

Figuras 4 e 5: Apresentam um terreno exposto que sofreu forte erosão com enxurradas.

Comente com a turma que o ser humano, ao longo da história, vem interferindo na natureza de diferentes formas e escalas.

Fale para os alunos que a crescente necessidade de alimentos e cultivo de áreas cada vez maior resultou na retirada da cobertura vegetal e exposição do solo a forças erosivas. Hoje, existem áreas no globo cujas alterações nos processos produtivos levam a perdas de fertilidade do solo e também de produtividade a derrubada de florestas levou à exaustão do solo e erosão de extensas áreas em diferentes locais do globo. Além disso, o transporte e deposição de sedimentos nos cursos d’água interfere na dinâmica dos rios, na vida aquática e também no processo de inundações.

Convide os alunos a observarem os aspectos apresentados nas imagens. Questione-os sobre o tipo de processo que as imagens remetem. Pergunte-os se as diferentes práticas agrícolas produzem resultados diferentes na conservação do solo. Se disseram que sim, pergunte-os de que forma perceberam isso. Questione-os como a chuva age sobre os solos expostos e quais impactos ocasionam para os recursos hídricos.

Como adequar à sua realidade: Utilize imagens que remetem à erosão do solo de sua região para compor os slides.

Para você saber mais: para conhecer mais sobre a influência humana nos processos erosivos ao longo da história, acesse o artigo:

BAENA, A.R.C. Erosão do solo: histórico e influência do homem. Embrapa. Disponível em: <https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/383496/1/EROSAOSOLO.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

O artigo menciona o processo erosivo de solos cultivados por diferentes civilizações antigas. Sobre a prática de terraceamento mencionada no texto e apresentada na imagem, segundo a EMBRAPA, trata-se de uma “prática de combate à erosão fundamentada na construção de terraços com o propósito de disciplinar o volume de escoamento das águas das chuvas”. De acordo com a EMBRAPA, a combinação dessa prática de controle da erosão com outras práticas, compõem o planejamento conservacionista da lavoura.

Sobre terraceamento, consulte o arquivo de boas práticas agrícolas em:

MACHADO, P.L.O.A.; WADT, P.G.S. Boas práticas agrícolas: terraceamento. Embrapa. Disponível em: <https://www.embrapa.br/documents/10180/13599347/ID01.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Fonte das imagens dos slides 3 a 7

Imagem 1: Terraceamento. Wikpedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Terraceamento#/media/File:Pisac006.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 2: Erosão. Wikipedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Eros%C3%A3o#/media/File:Erosion.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 3: Conservação do solo. Gespianos [blog]. Disponível em: <https://gespianos.wordpress.com/2012/10/10/conservacao-do-solo-ii/>. Acesso em: 13 jan. 2019

Imagem 4: PESCHE, A. Depois da seca, chuvas fortes...e a pior das perdas: a erosão! Notícias Agrícolas. Disponível em: <https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/agronegocio/228193-depois-da-seca-chuvas-fortes-e-a-pior-das-perdas-a-erosao.html#.XDvr31VKhdg>. Acesso em: 13 jan. 2019.

Imagem 5: ANDRADE, A.G.; CHAVES, T.A. Manejo contra a erosão. Embrapa. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/67984/1/manejo-contra-a-erosao.pdf. Acesso em: 13 jan. 2019

Slide Plano Aula

Orientações: As imagens dos slides 3 a 7 retratam:

Figura 1: Terraços Agrícolas no Peru. O terraceamento é uma prática agrícola realizada pelos povos Incas, que cultivaram encostas de montanhas terraceadas de forma cuidadosa para evitar a força da enxurrada e da erosão.

Figura 2: Erosão do solo em área agrícola, ocasionado pelo fluxo de corrente, através do escoamento da água.

Figura 3: Apresenta uma área cuja vegetação é escassa e a declividade também favorece os processos erosivos.

Figuras 4 e 5: Apresentam um terreno exposto que sofreu forte erosão com enxurradas.

Comente com a turma que o ser humano, ao longo da história, vem interferindo na natureza de diferentes formas e escalas.

Fale para os alunos que a crescente necessidade de alimentos e cultivo de áreas cada vez maior resultou na retirada da cobertura vegetal e exposição do solo a forças erosivas. Hoje, existem áreas no globo cujas alterações nos processos produtivos levam a perdas de fertilidade do solo e também de produtividade a derrubada de florestas levou à exaustão do solo e erosão de extensas áreas em diferentes locais do globo. Além disso, o transporte e deposição de sedimentos nos cursos d’água interfere na dinâmica dos rios, na vida aquática e também no processo de inundações.

Convide os alunos a observarem os aspectos apresentados nas imagens. Questione-os sobre o tipo de processo que as imagens remetem. Pergunte-os se as diferentes práticas agrícolas produzem resultados diferentes na conservação do solo. Se disseram que sim, pergunte-os de que forma perceberam isso. Questione-os como a chuva age sobre os solos expostos e quais impactos ocasionam para os recursos hídricos.

Como adequar à sua realidade: Utilize imagens que remetem à erosão do solo de sua região para compor os slides.

Para você saber mais: para conhecer mais sobre a influência humana nos processos erosivos ao longo da história, acesse o artigo:

BAENA, A.R.C. Erosão do solo: histórico e influência do homem. Embrapa. Disponível em: <https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/383496/1/EROSAOSOLO.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

O artigo menciona o processo erosivo de solos cultivados por diferentes civilizações antigas. Sobre a prática de terraceamento mencionada no texto e apresentada na imagem, segundo a EMBRAPA, trata-se de uma “prática de combate à erosão fundamentada na construção de terraços com o propósito de disciplinar o volume de escoamento das águas das chuvas”. De acordo com a EMBRAPA, a combinação dessa prática de controle da erosão com outras práticas, compõem o planejamento conservacionista da lavoura.

Sobre terraceamento, consulte o arquivo de boas práticas agrícolas em:

MACHADO, P.L.O.A.; WADT, P.G.S. Boas práticas agrícolas: terraceamento. Embrapa. Disponível em: <https://www.embrapa.br/documents/10180/13599347/ID01.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Fonte das imagens dos slides 3 a 7

Imagem 1: Terraceamento. Wikpedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Terraceamento#/media/File:Pisac006.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 2: Erosão. Wikipedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Eros%C3%A3o#/media/File:Erosion.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 3: Conservação do solo. Gespianos [blog]. Disponível em: <https://gespianos.wordpress.com/2012/10/10/conservacao-do-solo-ii/>. Acesso em: 13 jan. 2019

Imagem 4: PESCHE, A. Depois da seca, chuvas fortes...e a pior das perdas: a erosão! Notícias Agrícolas. Disponível em: <https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/agronegocio/228193-depois-da-seca-chuvas-fortes-e-a-pior-das-perdas-a-erosao.html#.XDvr31VKhdg>. Acesso em: 13 jan. 2019.

Imagem 5: ANDRADE, A.G.; CHAVES, T.A. Manejo contra a erosão. Embrapa. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/67984/1/manejo-contra-a-erosao.pdf. Acesso em: 13 jan. 2019

Slide Plano Aula

Orientações: As imagens dos slides 3 a 7 retratam:

Figura 1: Terraços Agrícolas no Peru. O terraceamento é uma prática agrícola realizada pelos povos Incas, que cultivaram encostas de montanhas terraceadas de forma cuidadosa para evitar a força da enxurrada e da erosão.

Figura 2: Erosão do solo em área agrícola, ocasionado pelo fluxo de corrente, através do escoamento da água.

Figura 3: Apresenta uma área cuja vegetação é escassa e a declividade também favorece os processos erosivos.

Figuras 4 e 5: Apresentam um terreno exposto que sofreu forte erosão com enxurradas.

Comente com a turma que o ser humano, ao longo da história, vem interferindo na natureza de diferentes formas e escalas.

Fale para os alunos que a crescente necessidade de alimentos e cultivo de áreas cada vez maior resultou na retirada da cobertura vegetal e exposição do solo a forças erosivas. Hoje, existem áreas no globo cujas alterações nos processos produtivos levam a perdas de fertilidade do solo e também de produtividade a derrubada de florestas levou à exaustão do solo e erosão de extensas áreas em diferentes locais do globo. Além disso, o transporte e deposição de sedimentos nos cursos d’água interfere na dinâmica dos rios, na vida aquática e também no processo de inundações.

Convide os alunos a observarem os aspectos apresentados nas imagens. Questione-os sobre o tipo de processo que as imagens remetem. Pergunte-os se as diferentes práticas agrícolas produzem resultados diferentes na conservação do solo. Se disseram que sim, pergunte-os de que forma perceberam isso. Questione-os como a chuva age sobre os solos expostos e quais impactos ocasionam para os recursos hídricos.

Como adequar à sua realidade: Utilize imagens que remetem à erosão do solo de sua região para compor os slides.

Para você saber mais: para conhecer mais sobre a influência humana nos processos erosivos ao longo da história, acesse o artigo:

BAENA, A.R.C. Erosão do solo: histórico e influência do homem. Embrapa. Disponível em: <https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/383496/1/EROSAOSOLO.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

O artigo menciona o processo erosivo de solos cultivados por diferentes civilizações antigas. Sobre a prática de terraceamento mencionada no texto e apresentada na imagem, segundo a EMBRAPA, trata-se de uma “prática de combate à erosão fundamentada na construção de terraços com o propósito de disciplinar o volume de escoamento das águas das chuvas”. De acordo com a EMBRAPA, a combinação dessa prática de controle da erosão com outras práticas, compõem o planejamento conservacionista da lavoura.

Sobre terraceamento, consulte o arquivo de boas práticas agrícolas em:

MACHADO, P.L.O.A.; WADT, P.G.S. Boas práticas agrícolas: terraceamento. Embrapa. Disponível em: <https://www.embrapa.br/documents/10180/13599347/ID01.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Fonte das imagens dos slides 3 a 7

Imagem 1: Terraceamento. Wikpedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Terraceamento#/media/File:Pisac006.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 2: Erosão. Wikipedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Eros%C3%A3o#/media/File:Erosion.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 3: Conservação do solo. Gespianos [blog]. Disponível em: <https://gespianos.wordpress.com/2012/10/10/conservacao-do-solo-ii/>. Acesso em: 13 jan. 2019

Imagem 4: PESCHE, A. Depois da seca, chuvas fortes...e a pior das perdas: a erosão! Notícias Agrícolas. Disponível em: <https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/agronegocio/228193-depois-da-seca-chuvas-fortes-e-a-pior-das-perdas-a-erosao.html#.XDvr31VKhdg>. Acesso em: 13 jan. 2019.

Imagem 5: ANDRADE, A.G.; CHAVES, T.A. Manejo contra a erosão. Embrapa. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/67984/1/manejo-contra-a-erosao.pdf. Acesso em: 13 jan. 2019

Slide Plano Aula

Orientações: As imagens dos slides 3 a 7 retratam:

Figura 1: Terraços Agrícolas no Peru. O terraceamento é uma prática agrícola realizada pelos povos Incas, que cultivaram encostas de montanhas terraceadas de forma cuidadosa para evitar a força da enxurrada e da erosão.

Figura 2: Erosão do solo em área agrícola, ocasionado pelo fluxo de corrente, através do escoamento da água.

Figura 3: Apresenta uma área cuja vegetação é escassa e a declividade também favorece os processos erosivos.

Figuras 4 e 5: Apresentam um terreno exposto que sofreu forte erosão com enxurradas.

Comente com a turma que o ser humano, ao longo da história, vem interferindo na natureza de diferentes formas e escalas.

Fale para os alunos que a crescente necessidade de alimentos e cultivo de áreas cada vez maior resultou na retirada da cobertura vegetal e exposição do solo a forças erosivas. Hoje, existem áreas no globo cujas alterações nos processos produtivos levam a perdas de fertilidade do solo e também de produtividade a derrubada de florestas levou à exaustão do solo e erosão de extensas áreas em diferentes locais do globo. Além disso, o transporte e deposição de sedimentos nos cursos d’água interfere na dinâmica dos rios, na vida aquática e também no processo de inundações.

Convide os alunos a observarem os aspectos apresentados nas imagens. Questione-os sobre o tipo de processo que as imagens remetem. Pergunte-os se as diferentes práticas agrícolas produzem resultados diferentes na conservação do solo. Se disseram que sim, pergunte-os de que forma perceberam isso. Questione-os como a chuva age sobre os solos expostos e quais impactos ocasionam para os recursos hídricos.

Como adequar à sua realidade: Utilize imagens que remetem à erosão do solo de sua região para compor os slides.

Para você saber mais: para conhecer mais sobre a influência humana nos processos erosivos ao longo da história, acesse o artigo:

BAENA, A.R.C. Erosão do solo: histórico e influência do homem. Embrapa. Disponível em: <https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/383496/1/EROSAOSOLO.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

O artigo menciona o processo erosivo de solos cultivados por diferentes civilizações antigas. Sobre a prática de terraceamento mencionada no texto e apresentada na imagem, segundo a EMBRAPA, trata-se de uma “prática de combate à erosão fundamentada na construção de terraços com o propósito de disciplinar o volume de escoamento das águas das chuvas”. De acordo com a EMBRAPA, a combinação dessa prática de controle da erosão com outras práticas, compõem o planejamento conservacionista da lavoura.

Sobre terraceamento, consulte o arquivo de boas práticas agrícolas em:

MACHADO, P.L.O.A.; WADT, P.G.S. Boas práticas agrícolas: terraceamento. Embrapa. Disponível em: <https://www.embrapa.br/documents/10180/13599347/ID01.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Fonte das imagens dos slides 3 a 7

Imagem 1: Terraceamento. Wikpedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Terraceamento#/media/File:Pisac006.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 2: Erosão. Wikipedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Eros%C3%A3o#/media/File:Erosion.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 3: Conservação do solo. Gespianos [blog]. Disponível em: <https://gespianos.wordpress.com/2012/10/10/conservacao-do-solo-ii/>. Acesso em: 13 jan. 2019

Imagem 4: PESCHE, A. Depois da seca, chuvas fortes...e a pior das perdas: a erosão! Notícias Agrícolas. Disponível em: <https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/agronegocio/228193-depois-da-seca-chuvas-fortes-e-a-pior-das-perdas-a-erosao.html#.XDvr31VKhdg>. Acesso em: 13 jan. 2019.

Imagem 5: ANDRADE, A.G.; CHAVES, T.A. Manejo contra a erosão. Embrapa. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/67984/1/manejo-contra-a-erosao.pdf. Acesso em: 13 jan. 2019

Slide Plano Aula

Orientações: As imagens dos slides 3 a 7 retratam:

Figura 1: Terraços Agrícolas no Peru. O terraceamento é uma prática agrícola realizada pelos povos Incas, que cultivaram encostas de montanhas terraceadas de forma cuidadosa para evitar a força da enxurrada e da erosão.

Figura 2: Erosão do solo em área agrícola, ocasionado pelo fluxo de corrente, através do escoamento da água.

Figura 3: Apresenta uma área cuja vegetação é escassa e a declividade também favorece os processos erosivos.

Figuras 4 e 5: Apresentam um terreno exposto que sofreu forte erosão com enxurradas.

Comente com a turma que o ser humano, ao longo da história, vem interferindo na natureza de diferentes formas e escalas.

Fale para os alunos que a crescente necessidade de alimentos e cultivo de áreas cada vez maior resultou na retirada da cobertura vegetal e exposição do solo a forças erosivas. Hoje, existem áreas no globo cujas alterações nos processos produtivos levam a perdas de fertilidade do solo e também de produtividade a derrubada de florestas levou à exaustão do solo e erosão de extensas áreas em diferentes locais do globo. Além disso, o transporte e deposição de sedimentos nos cursos d’água interfere na dinâmica dos rios, na vida aquática e também no processo de inundações.

Convide os alunos a observarem os aspectos apresentados nas imagens. Questione-os sobre o tipo de processo que as imagens remetem. Pergunte-os se as diferentes práticas agrícolas produzem resultados diferentes na conservação do solo. Se disseram que sim, pergunte-os de que forma perceberam isso. Questione-os como a chuva age sobre os solos expostos e quais impactos ocasionam para os recursos hídricos.

Como adequar à sua realidade: Utilize imagens que remetem à erosão do solo de sua região para compor os slides.

Para você saber mais: para conhecer mais sobre a influência humana nos processos erosivos ao longo da história, acesse o artigo:

BAENA, A.R.C. Erosão do solo: histórico e influência do homem. Embrapa. Disponível em: <https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/383496/1/EROSAOSOLO.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

O artigo menciona o processo erosivo de solos cultivados por diferentes civilizações antigas. Sobre a prática de terraceamento mencionada no texto e apresentada na imagem, segundo a EMBRAPA, trata-se de uma “prática de combate à erosão fundamentada na construção de terraços com o propósito de disciplinar o volume de escoamento das águas das chuvas”. De acordo com a EMBRAPA, a combinação dessa prática de controle da erosão com outras práticas, compõem o planejamento conservacionista da lavoura.

Sobre terraceamento, consulte o arquivo de boas práticas agrícolas em:

MACHADO, P.L.O.A.; WADT, P.G.S. Boas práticas agrícolas: terraceamento. Embrapa. Disponível em: <https://www.embrapa.br/documents/10180/13599347/ID01.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2019.

Fonte das imagens dos slides 3 a 7

Imagem 1: Terraceamento. Wikpedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Terraceamento#/media/File:Pisac006.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 2: Erosão. Wikipedia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Eros%C3%A3o#/media/File:Erosion.jpg>. Acesso em: 26 dez. 2018.

Imagem 3: Conservação do solo. Gespianos [blog]. Disponível em: <https://gespianos.wordpress.com/2012/10/10/conservacao-do-solo-ii/>. Acesso em: 13 jan. 2019

Imagem 4: PESCHE, A. Depois da seca, chuvas fortes...e a pior das perdas: a erosão! Notícias Agrícolas. Disponível em: <https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/agronegocio/228193-depois-da-seca-chuvas-fortes-e-a-pior-das-perdas-a-erosao.html#.XDvr31VKhdg>. Acesso em: 13 jan. 2019.

Imagem 5: ANDRADE, A.G.; CHAVES, T.A. Manejo contra a erosão. Embrapa. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/67984/1/manejo-contra-a-erosao.pdf. Acesso em: 13 jan. 2019

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Apresente as manchetes do slide para a turma. Convide-os a associar as manchetes apresentadas às imagens da contextualização. As imagens dos slides da contextualização apenas remetem aos aspectos apresentados nas manchetes. Elas não se relacionam diretamente. Portanto, convide-os a identificar a qual imagem as manchetes se relacionam.

A manchete 1 se associa às perdas de solo após fortes chuvas mostradas nas Figuras 4 e 5.

A manchete 2 se associa às práticas 2 e 3, pois não se enquadram em práticas que conservam o solo de perdas por erosão.

A manchete 3 se associa à imagem da Figura 1, onde práticas conservacionistas (terraceamento) evitam a perda de solo por erosão.

Pergunte aos alunos se consideram que o terraceamento pode diminuir a velocidade de escoamento da água superficial, protegendo o solo da erosão hídrica. Se disserem que sim, pergunte a eles se pode ser aplicado em todos os tipos de terrenos apresentados na imagem. Espera-se que respondam que somente naqueles inclinados. Nos terrenos mais planos, deve-se empregar outro tipo de prática conservacionista.

Fonte das manchetes:

PESCHE, A. Depois da seca, chuvas fortes...e a pior das perdas: a erosão! Notícias Agrícolas. Disponível em: <https://www.noticiasagricolas.com.br/videos/agronegocio/228193-depois-da-seca-chuvas-fortes-e-a-pior-das-perdas-a-erosao.html#.XDvr31VKhdg>. Acesso em: 13 jan. 2019.

TOSI, M. Erros no plantio direto fazem erosão voltar “com força” ao Paraná. Gazeta do Povo. Disponível em: <https://www.gazetadopovo.com.br/agronegocio/agricultura/erros-no-plantio-direto-fazem-erosao-voltar-com-forca-ao-parana-dwnkhgmu0laorenr33xhxtwh0/%5d/>. Acesso em: 13 jan. 2019.

GOUVEIA, M. Programa garante água do Ribeirão João Leite para produção rural. Jornal Opção. Disponível em: <https://www.jornalopcao.com.br/ultimas-noticias/programa-garante-agua-do-ribeirao-joao-leite-para-producao-rural-141533/>. Acesso em: 13 jan. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 16 minutos

Orientações: Nesta etapa será realizado um experimento com o objetivo de compreender se os solos com cobertura vegetal estão menos sujeitos aos processos erosivos que solos sem cobertura vegetal.

Materiais necessários para o experimento: 2 garrafas pet (de preferência, transparente); 2 recipientes para coletar a água do experimento (pode ser qualquer recipiente transparente que permita visualizar o aspecto da água escoada); solo vegetado (grama ou outro tipo de vegetação rasteira da localidade); uma porção de solo suficiente para cobrir metade da garrafa em sua extensão horizontal; pedaço de madeira (sarrafo) para inclinar as garrafas; um regador; caderno; 1 folha de papel sulfite; cola; caneta ou lápis para anotações.

Preparação dos materiais: o arquivo a seguir apresenta os materiais e as etapas do experimento:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CC7ppp6xPwzgbdncTGxWhMEuTBnfBjnfsDN2PyraNWhaGak7b8Z2HfAuQdAS/geo6-10und4-materiais-e-simulacao-de-processos-erosivos.pdf

O trabalho deverá ser realizado em equipe de 4 ou 5 integrantes. Para isso, é necessário que os membros das equipes preparem o material para realizar a simulação em sala de aula. No dia do experimento as garrafas pet devem estar cortadas; o solo vegetado deve estar cortado no tamanho correto (largura e comprimento aproximados da garrafa pet em sua posição horizontal); o solo triturado deve conter a quantidade indicada para a simulação; os sarrafos ou qualquer objeto que possa ser usado para inclinar as garrafas e o regador devem ser levados para a sala. Se não houver apoio para os recipientes que receberão a água escoada, será necessário que um integrante de cada equipe se prontifique a segurar os mesmos enquanto a simulação for feita.

Cada equipe deve preparar o ambiente para o experimento. As carteiras podem ser unidas para comportar os objetos empregados, caso seja necessário. Dependendo do tipo de solo e vegetação a quantidade de água escoada e sedimentos decantados podem variar. Caso isso ocorra, as equipes podem trocar ideias a respeito. Podem levantar hipóteses sobre os diferentes resultados obtidos com os experimentos. Para observar a quantidade de sedimento deslocado é importante deixar os recipientes de repouso por cerca de 5 minutos. Assim, as equipes podem observar a quantidade de sedimentos que ficará no fundo de cada uma das vasilhas utilizadas para a coleta de água. Solicita-se que os recipientes fiquem em um espaço da sala para ser observado no dia seguinte, pois assim é possível verificar melhor a quantidade de sedimentos armazenados e concluir a atividade da Sistematização.

As garrafas cortadas e preenchidas com solo triturado (solto) e solo vegetado devem estar preparadas para o experimento. Depois que posicionarem as garrafas e o sarrafo para incliná-las, os recipientes empregados para a coleta de água devem ser posicionados próximo ao gargalo das garrafas pet para a simulação. Em seguida, a precipitação deve ser simulada e o líquido proveniente observado para que as equipes tirem suas conclusões.

Em seguida, apresente as orientações para a observação e análise, que estão disponíveis neste link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/GkFpsdwsPgsNNdW5aaBUDtZCTubTGvndBnwP432EnpAd86RqdgjA2F6W29yx/geo6-10und4-atividade-da-acao-propositiva.pdf

Você pode imprimir ou escrever no quadro. É importante que as equipes observem atentamente a coloração do líquido resultante e volume de sedimentos após decantação dos sólidos contidos na água. As equipes podem trocar informações sobre as observações feitas ao longo do processo.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 16 minutos

Orientações: Imprima para cada grupo as questões referentes à análise do experimento. O arquivo está disponivel no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/b7gWdRA2qdJp6uDmAfUkXWEzamxrHTxtHqzgWZC6pdx65TcprqFCRK8H7mD2/geo6-10und4-atividade-de-sistematizacao.pdf

Se necessário, as questões podem ser escritas no quadro para que os alunos possam respondê-las.

Destaque para os alunos que se espera observar uma diferença na coloração, quantidade e volume de sedimento na água retida em cada um dos recipientes. Cada equipe deve debater, registrar no caderno e apontar suas percepções sobre o experimento e apresentar para a turma.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Unidade do 6º ano :

MAIS AULAS DE Geografia do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF06GE10 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Geografia

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano