16622
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 1º ano > Mundo pessoal: eu, meu grupo social e meu tempo

Plano de aula - O papel da criança na família e na comunidade

Plano de aula de História com atividades para 1º ano do EF sobre O papel da criança na família e na comunidade

Plano 04 de 10 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Mariana De Jesus Freitas

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 100 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade (EF01HI06) de História, que consta na BNCC: Conhecer as histórias da família e da escola e identificar o papel desempenhado por diferentes sujeitos em diferentes espaços. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Nesta aula os alunos são convidados a refletir sobre o papel da criança na família e na comunidade a partir do debate sobre o trabalho infantil.

Materiais necessários: Vídeo da música “Criança não trabalha” do Grupo Palavra Cantada. Aparelhos para a reprodução de vídeo ( televisão, aparelho de DVD ou projetor), ou ainda aparelho de som e o áudio da música citada. Folhas para desenho em quantidade suficiente para atender a demanda da turma. Caso deseje, imprima o modelo em anexo para que as crianças criem seus desenhos, além de lápis (grafite e de cor), giz de cera, canetas hidrográficas e demais materiais de desenho disponíveis em sua escola.

Material complementar: Modelo para atividade de problematização.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CW2JxAmR4qEB5Pq9yfgbdSdPbwNH8h8VmFKhGba5DrnvSG9XBzauz7ANGrxV/his1-06und04-modelo-para-a-atividade-de-sistematizacao.pdf

Vídeo para a atividade de contextualização. Fonte: “Criança não trabalha.” Canção de Paulo Tatit e Arnaldo Antunes. CD Canções Curiosas. Grupo Palavra Cantada. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=lgDOXkKSobM . Acesso em 09 de janeiro de 2019.

Letra da música para a atividade de contextualização. Fonte: “Criança não trabalha.” Canção de Paulo Tatit e Arnaldo Antunes. CD Canções Curiosas. Grupo Palavra Cantada.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/f4ACwVdssFkCWMz9gEdVQq3tMuuTbK77DyFmEzKC9d2yqarTM4SgzqZcpfRZ/crianca-nao-trabalha-letra-da-musica.pdf. Acesso em 09 de janeiro de 2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para a turma. Converse sobre a importância de se compreender o objetivo e qual a relevância dele para a aula.

Ao longo desta aula a criança se perceberá como sujeito ativo e detentor de um papel em sua família e comunidade, se identificando como trabalhador infantil ou contrastando sua realidade com a de crianças que trabalham.

Para você saber mais:

  • Importância do compartilhamento do objetivo da aula com a turma. Fonte: “Como deixar claro o objetivo de aprendizado em cada aula”, disponível em:https://www.youtube.com/watch?v=372gHYi8uxo . Acesso em 10 de janeiro de 2019.

  • Reflexão sobre o papel da criança na família e na escola. Fonte: ARAÚJO Ana Lúcia Castiliano de. Infância e educação: o papel da criança na família e na escola. APRENDER Cadernos de Filosofia e Psicologia da Educação. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB. Vitória da Conquista. Ano 1. N. 1. 2003. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/aprender/article/viewFile/3775/pdf_110 . Acesso em 03 de fevereiro de 2019.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Apresente o vídeo ou a música “Criança não Trabalha” do Grupo Palavra Cantada. Composição de Arnaldo Antunes e Paulo Tatit. Em seguida debata com as crianças sobre o que elas entenderam da música:

  • O que é trabalhar?
  • Vocês já viram alguma criança trabalhando?
  • Por que será que algumas crianças trabalham?
  • O que significa o refrão da música: “Criança não trabalha, criança dá trabalho?”
  • Com relação às outras palavras ditas na música o que mais dá para perceber que criança faz, ou deveria fazer?
  • Vocês fazem algumas destas coisas? Quais?
  • Na opinião de vocês quais papéis uma criança pode assumir na família? E na comunidade?
  • Caso você não consiga exibir o vídeo, ou mostrar o áudio da música trabalhe com a letra escrita no quadro, em um cartaz ou em cópias individuais o importante é que as crianças tenham acesso a ela de alguma forma. Você poderá também ensinar a melodia e solicitar que as crianças cantem com sua ajuda. Você encontrará a letra neste link: https://drive.google.com/open?id=1J5bfmLb7jNCcP_bppT2XdM4Pw9pBI8k0wnEO4jOduXA

Para você saber mais: Sobre o conceito de trabalho infantil e a diferenciação com atividade infantil. Fonte: Nem todo trabalho feito por crianças é trabalho infantil, entenda o conceito. Instituto PActo Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo. Disponível em: http://www.inpacto.org.br/pb/2016/06/nem-todo-trabalho-feito-por-criancas-e-trabalho-infantil-entenda/ . Acesso em 21 de janeiro de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 45 minutos.

Orientações: Divida a turma em duplas e solicite que desenhem o que na opinião deles as crianças podem fazer e o que elas não podem fazer no cotidiano de suas famílias/comunidade. A folha de papel será dividida em duas partes (o que as crianças podem e o que elas não podem fazer). Se preferir, utilize o modelo existente neste link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CW2JxAmR4qEB5Pq9yfgbdSdPbwNH8h8VmFKhGba5DrnvSG9XBzauz7ANGrxV/his1-06und04-modelo-para-a-atividade-de-sistematizacao.pdf

Enquanto as crianças produzem seus desenhos, instigue-as com perguntas:

  • Toda criança pode estudar?
  • Toda criança pode sair de casa sozinha?
  • As crianças podem contribuir para a organização da casa?
  • A criança pode trabalhar na rua?
  • E nas novelas, os atores mirins estão trabalhando também?
  • Criança pode dar sua opinão na escola? E em casa?
  • Você conhece crianças que não estudam e não brincam e apenas trabalham? Isso pode acontecer?

Como adequar à sua realidade: Caso sua turma, ou parte dela, viva em situação de trabalho infantil, seja ele rural ou urbano, e você perceba a necessidade de debater mais a fundo esta questão, sinta-se à vontade para redirecionar os questionamentos dando foco maior a esta questão. Faça, por exemplo, um levantamento de quantas crianças trabalham na sua turma; pergunte as razões pelas quais elas trabalham; pergunte a opinião das outras crianças em relação a esta realidade; outra proposta interessante pode ser realizar uma rodada de perguntas e respostas entre as crianças; ou ainda perguntar a opinião delas sobre o que diz a música e o contraste com a realidade em que vivem. Estas observações poderão ser registradas pelas crianças em forma de desenho ou de pequenas frases.

Para você saber mais: Sobre as questões culturais que permeiam o trabalho infantil no Brasil, bem como sobre as políticas públicas para o enfrentamento do trabalho infantil. Fonte: VIEIRA, Márcia Guedes. Trabalho infantil no Brasil: Questões culturais e políticas públicas. Universidade de Brasília - UNB. 2009. Dissertação de Mestrado. Disponível em: http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/4415/1/2009_MarciaGuedesVieira.pdf . Acesso em 10 de janeiro de 2019.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Exponha os desenhos no quadro, ou em um mural, e faça a leitura das produções das crianças debatendo com a turma as responsabilidades que elas elencaram. Busque estabelecer diferenciação entre responsabilidades na família e exploração do trabalho infantil. Faça um apanhado das principais respostas e construa uma tabela que fique exposta para a turma consultar.

Como adequar à sua realidade: Se optou por tratar do tema do trabalho infantil mais diretamente, na etapa de sistematização, além de expor os desenhos das crianças, peça que elas falem um pouco sobre sua rotina de trabalho, caso se sintam à vontade. A ideia aqui não é criminalizar nem apoiar o trabalho infantil, apenas conhecer as diversas realidades que podem existir, desde aquelas crianças que seguem com os pais durante o plantio e a colheita de alimentos; ou aquelas que auxiliam as mães costureiras juntando retalhos e cortando pontas de linha; até aquelas crianças que vendem produtos nas grandes cidades. Depois que as crianças que trabalham expuseram suas experiências, convide as crianças que não trabalham para dar suas opiniões. Para finalizar trate brevemente da questão legal, sobre o fato de que as crianças não podem ser impedidas de estudar e brincar para trabalhar.

Para você saber mais: Texto da página do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região que ajuda a identificar o que é trabalho infantil e as estratégias de combate desenvolvidas pela justiça brasileira até então. Fonte: Tribunal Regional do Trabalho 3ª Região. NJ Especial - Infância roubada: a triste realidade e os efeitos nefastos do trabalho infantil. Minas Gerais. Publicado 22/01/2017 04:04, modificado 22/01/2017 06:04. Disponível em: https://portal.trt3.jus.br/internet/conheca-o-trt/comunicacao/noticias-juridicas/importadas-2017/nj-especial-infancia-roubada-a-triste-realidade-e-os-efeitos-nefastos-do-trabalho-infantil-22-01-2017-06-04-acs . Acesso em 03 de fevereiro de 2019.

Imagens: Fonte: acervo de imagens Nova Escola.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 100 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade (EF01HI06) de História, que consta na BNCC: Conhecer as histórias da família e da escola e identificar o papel desempenhado por diferentes sujeitos em diferentes espaços. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Nesta aula os alunos são convidados a refletir sobre o papel da criança na família e na comunidade a partir do debate sobre o trabalho infantil.

Materiais necessários: Vídeo da música “Criança não trabalha” do Grupo Palavra Cantada. Aparelhos para a reprodução de vídeo ( televisão, aparelho de DVD ou projetor), ou ainda aparelho de som e o áudio da música citada. Folhas para desenho em quantidade suficiente para atender a demanda da turma. Caso deseje, imprima o modelo em anexo para que as crianças criem seus desenhos, além de lápis (grafite e de cor), giz de cera, canetas hidrográficas e demais materiais de desenho disponíveis em sua escola.

Material complementar: Modelo para atividade de problematização.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CW2JxAmR4qEB5Pq9yfgbdSdPbwNH8h8VmFKhGba5DrnvSG9XBzauz7ANGrxV/his1-06und04-modelo-para-a-atividade-de-sistematizacao.pdf

Vídeo para a atividade de contextualização. Fonte: “Criança não trabalha.” Canção de Paulo Tatit e Arnaldo Antunes. CD Canções Curiosas. Grupo Palavra Cantada. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=lgDOXkKSobM . Acesso em 09 de janeiro de 2019.

Letra da música para a atividade de contextualização. Fonte: “Criança não trabalha.” Canção de Paulo Tatit e Arnaldo Antunes. CD Canções Curiosas. Grupo Palavra Cantada.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/f4ACwVdssFkCWMz9gEdVQq3tMuuTbK77DyFmEzKC9d2yqarTM4SgzqZcpfRZ/crianca-nao-trabalha-letra-da-musica.pdf. Acesso em 09 de janeiro de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para a turma. Converse sobre a importância de se compreender o objetivo e qual a relevância dele para a aula.

Ao longo desta aula a criança se perceberá como sujeito ativo e detentor de um papel em sua família e comunidade, se identificando como trabalhador infantil ou contrastando sua realidade com a de crianças que trabalham.

Para você saber mais:

  • Importância do compartilhamento do objetivo da aula com a turma. Fonte: “Como deixar claro o objetivo de aprendizado em cada aula”, disponível em:https://www.youtube.com/watch?v=372gHYi8uxo . Acesso em 10 de janeiro de 2019.

  • Reflexão sobre o papel da criança na família e na escola. Fonte: ARAÚJO Ana Lúcia Castiliano de. Infância e educação: o papel da criança na família e na escola. APRENDER Cadernos de Filosofia e Psicologia da Educação. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB. Vitória da Conquista. Ano 1. N. 1. 2003. Disponível em http://periodicos.uesb.br/index.php/aprender/article/viewFile/3775/pdf_110 . Acesso em 03 de fevereiro de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Apresente o vídeo ou a música “Criança não Trabalha” do Grupo Palavra Cantada. Composição de Arnaldo Antunes e Paulo Tatit. Em seguida debata com as crianças sobre o que elas entenderam da música:

  • O que é trabalhar?
  • Vocês já viram alguma criança trabalhando?
  • Por que será que algumas crianças trabalham?
  • O que significa o refrão da música: “Criança não trabalha, criança dá trabalho?”
  • Com relação às outras palavras ditas na música o que mais dá para perceber que criança faz, ou deveria fazer?
  • Vocês fazem algumas destas coisas? Quais?
  • Na opinião de vocês quais papéis uma criança pode assumir na família? E na comunidade?
  • Caso você não consiga exibir o vídeo, ou mostrar o áudio da música trabalhe com a letra escrita no quadro, em um cartaz ou em cópias individuais o importante é que as crianças tenham acesso a ela de alguma forma. Você poderá também ensinar a melodia e solicitar que as crianças cantem com sua ajuda. Você encontrará a letra neste link: https://drive.google.com/open?id=1J5bfmLb7jNCcP_bppT2XdM4Pw9pBI8k0wnEO4jOduXA

Para você saber mais: Sobre o conceito de trabalho infantil e a diferenciação com atividade infantil. Fonte: Nem todo trabalho feito por crianças é trabalho infantil, entenda o conceito. Instituto PActo Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo. Disponível em: http://www.inpacto.org.br/pb/2016/06/nem-todo-trabalho-feito-por-criancas-e-trabalho-infantil-entenda/ . Acesso em 21 de janeiro de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 45 minutos.

Orientações: Divida a turma em duplas e solicite que desenhem o que na opinião deles as crianças podem fazer e o que elas não podem fazer no cotidiano de suas famílias/comunidade. A folha de papel será dividida em duas partes (o que as crianças podem e o que elas não podem fazer). Se preferir, utilize o modelo existente neste link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/CW2JxAmR4qEB5Pq9yfgbdSdPbwNH8h8VmFKhGba5DrnvSG9XBzauz7ANGrxV/his1-06und04-modelo-para-a-atividade-de-sistematizacao.pdf

Enquanto as crianças produzem seus desenhos, instigue-as com perguntas:

  • Toda criança pode estudar?
  • Toda criança pode sair de casa sozinha?
  • As crianças podem contribuir para a organização da casa?
  • A criança pode trabalhar na rua?
  • E nas novelas, os atores mirins estão trabalhando também?
  • Criança pode dar sua opinão na escola? E em casa?
  • Você conhece crianças que não estudam e não brincam e apenas trabalham? Isso pode acontecer?

Como adequar à sua realidade: Caso sua turma, ou parte dela, viva em situação de trabalho infantil, seja ele rural ou urbano, e você perceba a necessidade de debater mais a fundo esta questão, sinta-se à vontade para redirecionar os questionamentos dando foco maior a esta questão. Faça, por exemplo, um levantamento de quantas crianças trabalham na sua turma; pergunte as razões pelas quais elas trabalham; pergunte a opinião das outras crianças em relação a esta realidade; outra proposta interessante pode ser realizar uma rodada de perguntas e respostas entre as crianças; ou ainda perguntar a opinião delas sobre o que diz a música e o contraste com a realidade em que vivem. Estas observações poderão ser registradas pelas crianças em forma de desenho ou de pequenas frases.

Para você saber mais: Sobre as questões culturais que permeiam o trabalho infantil no Brasil, bem como sobre as políticas públicas para o enfrentamento do trabalho infantil. Fonte: VIEIRA, Márcia Guedes. Trabalho infantil no Brasil: Questões culturais e políticas públicas. Universidade de Brasília - UNB. 2009. Dissertação de Mestrado. Disponível em: http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/4415/1/2009_MarciaGuedesVieira.pdf . Acesso em 10 de janeiro de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações: Exponha os desenhos no quadro, ou em um mural, e faça a leitura das produções das crianças debatendo com a turma as responsabilidades que elas elencaram. Busque estabelecer diferenciação entre responsabilidades na família e exploração do trabalho infantil. Faça um apanhado das principais respostas e construa uma tabela que fique exposta para a turma consultar.

Como adequar à sua realidade: Se optou por tratar do tema do trabalho infantil mais diretamente, na etapa de sistematização, além de expor os desenhos das crianças, peça que elas falem um pouco sobre sua rotina de trabalho, caso se sintam à vontade. A ideia aqui não é criminalizar nem apoiar o trabalho infantil, apenas conhecer as diversas realidades que podem existir, desde aquelas crianças que seguem com os pais durante o plantio e a colheita de alimentos; ou aquelas que auxiliam as mães costureiras juntando retalhos e cortando pontas de linha; até aquelas crianças que vendem produtos nas grandes cidades. Depois que as crianças que trabalham expuseram suas experiências, convide as crianças que não trabalham para dar suas opiniões. Para finalizar trate brevemente da questão legal, sobre o fato de que as crianças não podem ser impedidas de estudar e brincar para trabalhar.

Para você saber mais: Texto da página do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região que ajuda a identificar o que é trabalho infantil e as estratégias de combate desenvolvidas pela justiça brasileira até então. Fonte: Tribunal Regional do Trabalho 3ª Região. NJ Especial - Infância roubada: a triste realidade e os efeitos nefastos do trabalho infantil. Minas Gerais. Publicado 22/01/2017 04:04, modificado 22/01/2017 06:04. Disponível em: https://portal.trt3.jus.br/internet/conheca-o-trt/comunicacao/noticias-juridicas/importadas-2017/nj-especial-infancia-roubada-a-triste-realidade-e-os-efeitos-nefastos-do-trabalho-infantil-22-01-2017-06-04-acs . Acesso em 03 de fevereiro de 2019.

Imagens: Fonte: acervo de imagens Nova Escola.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Mundo pessoal: eu, meu grupo social e meu tempo do 1º ano :

MAIS AULAS DE História do 1º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF01HI06 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano