16572
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 1º ano > Mundo pessoal: eu, meu grupo social e meu tempo

Plano de aula - Explorando uma tradição local

Plano de aula de História com atividades para 1º ano do EF sobre Explorando uma tradição local

Plano 09 de 10 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Helena Cristina Cintra Eher

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 100 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF01HI08 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Papéis coloridos, caneta hidrocor, lápis de cor, giz de cera, tesoura, cola, palito, fita adesiva, cartolina, revistas, massinha (se você não tiver acesso a esse material, pode usar materiais de sucata como potinhos e caixas). Data show ou quadro.

Material complementar:

FESTA DE PARINTINS NA TV RÁ TIM BUM - GARANTIDO E CAPRICHOSO. TV Rá Tim Bum. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=vx5r6FPPSEQ. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Festa de Parintins (contexto)

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Tgr3NYaUzH6etRE8UTTNvx4tzt7Ej38Cu8BYHqPY5494teqGCQr5FdU2DMzX/his1-08und09-festa-de-parintins-contexto.pdf

Para você saber mais:

VIEIRA, Ana Luísa. A importância da cultura local na formação das crianças. Portal Aprendiz. Disponível em: https://portal.aprendiz.uol.com.br/2014/08/25/a-importancia-da-cultura-local-na-formacao-das-criancas/ Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

MARQUES, Luana Moreira; BRANDÃO, Carlos Rodrigues. As festas populares como objeto de estudo: contribuições geográficas a partir de uma análise escalar. Ateliê Geográfico. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/atelie/article/view/33822 Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

JÚNIOR, Manoel Caetano do Nascimento. História local e o ensino de História: Das reflexões conceituais às práticas pedagógicas. Disponível em: http://snh2013.anpuh.org/resources/anais/49/1477852456_ARQUIVO_Trabalhocompleto.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

MOREIRA, Luiz Guilherme Scaldaferri. O ensino de História Regional nas escolas brasileiras. Café História. Disponível em: https://www.cafehistoria.com.br/historia-regional/. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

O FESTIVAL DE PARINTINS. Nova Escola. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/3104/o-festival-de-parintins Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para os alunos. Esclareça sobre qual evento vocês vão conversar.

A intenção deste plano é servir de modelo para que você possa trabalhar com alguma festa própria de sua cidade ou região. Esta aula é baseada na Festa de Parintins (Amazonas), mas você pode usar a mesma sequência de atividades para trabalhar uma festa ou alguma outra manifestação cultural que faça parte da realidade da sua escola e de seus alunos.

"... o ensino da História Regional deve contribuir para a formação de uma identidade que valorize as experiências vivenciadas pelos alunos e que faça com que estes reconheçam-se como agentes sociais de um mundo que pode ser transformado – tornando-se, portanto, cidadãos. A partir da perspectiva da História Regional é possível introduzir o aluno de modo ativo na sociedade a qual de fato pertencem, levando a entender o quanto de sua vida é construída e o quanto de elementos externos ele tem dentro de si. É neste campo mais restrito que as relações sociais aparecem com maior nitidez – e no qual podemos distinguir com mais clareza a construção das identidades sociais e dos sentimentos de pertencimento. Ao mesmo tempo, é a partir desta chave que se pode resgatar experiências coletivas e particulares ligadas a um determinado espaço geográfico, seja o regional ou o local. A identidade, afinal, segundo Gonçalves, é construída a partir da História Regional. Mais ainda, a História Regional e a identidade nos auxiliam a dar eco às múltiplas possibilidades da vida cotidiana e sentido aos diversos mundos possíveis. Desta forma, a História Regional deixa de ser um mero conteúdo – ela se transforma em recurso didático.

Diana Briceño enfatiza que o conceito de identidade social compreende os conceitos de identidade cultural e identidade étnica, estando ambas ligadas a um território e a um passado coletivo. A autora destaca que o apego à região passa pela infância e pelo contato do indivíduo com a família e com a sua vizinhança, pela assimilação das tradições, pelas crenças e pelos costumes, entre outros elementos. Desta forma, enfatizar a História Regional permite aos alunos um contato com suas raízes e com o passado da sua comunidade, definida por uma série de fatores acumulados ao longo das gerações." (MOREIRA, Luiz Guilherme Scaldaferri. O ensino de História Regional nas escolas brasileiras. Disponível em https://www.cafehistoria.com.br/historia-regional/. Acesso em 29 de janeiro de 2019.)

Para você saber mais:

JÚNIOR, Manoel Caetano do Nascimento. História local e o ensino de História: Das reflexões conceituais às práticas pedagógicas. Disponível em: http://snh2013.anpuh.org/resources/anais/49/1477852456_ARQUIVO_Trabalhocompleto.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

MOREIRA, Luiz Guilherme Scaldaferri. O ensino de História Regional nas escolas brasileiras. Café História. Disponível em: https://www.cafehistoria.com.br/historia-regional/. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações: Sente-se em roda com os alunos e comece a discussão mostrando este vídeo que faz uma breve apresentação sobre a história e as características da Festa de Parintins, uma manifestação cultural que ocorre todo mês de junho no Amazonas.

FESTA DE PARINTINS NA TV RÁ TIM BUM - GARANTIDO E CAPRICHOSO. TV Rá Tim Bum. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=vx5r6FPPSEQ. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Se não puder projetar o vídeo no data show, escolha outra forma de iniciar o assunto: mostrando o vídeo em um computador, apresentando outro recurso em vídeo que você tiver disponível, mostrando fotos, imagens e/ou reportagens retiradas de livros, jornais ou da internet. Outra forma de iniciar a conversa com os alunos é convidando alguém da comunidade para contar sobre este evento, relatando suas experiências pessoais e mostrando algumas fotos (ou outros tipos de registros) de seu acervo pessoal.

Qualquer uma dessas maneiras que você preferir deve servir como forma de despertar a curiosidade dos alunos e de incentivá-los a compartilhar suas experiências e seus conhecimentos sobre a festa. A ideia de trabalhar com uma festa local, além de valorizar uma manifestação da região, é aproximar os alunos do conteúdo. É fazer com que eles percebam que a História não é algo distante, mas sim algo que eles vivenciam em sua própria realidade. Portanto, valorize as contribuições trazidas por eles e parta dessas informações para acrescentar outras que sejam relevantes para que eles conheçam mais sobre essa festa.

Questões para discussão:

  • O que é a Festa de Parintins?
  • Quem já participou de uma? Quando? Onde? Com quem você foi?
  • Como é uma Festa de Parintins?
  • O que vocês mais gostam nessa festa?
  • Vocês conheciam a origem dos dois bois?
  • Para qual deles você e sua família costumam torcer?
  • Vocês acham que todo mundo vai a essa festa? Crianças de outras escolas? De outros lugares do Brasil? (Conte aos alunos que essa festa é própria da região de vocês e que não é comemorada em outros lugares do país).
  • Como vocês explicariam sobre essa festa para uma criança que não a conhece?
  • Vocês acham que se elas conhecessem elas iam gostar? Por quê?

Conte aos alunos um pouco sobre a origem e o significado da festa, retomando as informações apresentadas no vídeo e acrescentando algumas outras.

Festa de Parintins (contexto)

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Tgr3NYaUzH6etRE8UTTNvx4tzt7Ej38Cu8BYHqPY5494teqGCQr5FdU2DMzX/his1-08und09-festa-de-parintins-contexto.pdf

Como adequar à sua realidade: Para iniciar a discussão sobre a festa de sua região, você pode buscar outro vídeo na internet ou usar um dos outros recursos sugeridos acima. Adapte as perguntas e apresente algumas informações sobre a história e as características dessa festa de sua comunidade. Você também pode levar fotos e/ou outros registros de seu acervo pessoal para mostrar a turma.

Para você saber mais:

O FESTIVAL DE PARINTINS. Nova Escola. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/3104/o-festival-de-parintins Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 40 minutos

Orientações: Prepare na sala três estações diferentes (deixe-as prontas desde o começo da aula, deixando um espaço para sentar-se com eles em roda para a conversa feita durante o 'Contexto'). Em cada estação, disponibilize materiais diferentes para que os alunos possam escolher uma das possibilidades durante a atividade.

Sugestões: Em uma delas, separe materiais para a confecção de fantoches (papéis, caneta hidrocor, lápis de cor, giz de cera, tesoura, cola, palito, fita adesiva etc). Em outra, materiais para a confecção de cartazes (cartolina, papéis coloridos, revistas, caneta hidrocor, lápis de cor, giz de cera, tesoura, cola etc). Em outra, disponibilize massinha (se você não tiver acesso a esse material, pode usar materiais de sucata como potinhos e caixas - nesse caso disponibilize também papéis coloridos, caneta hidrocor, tesoura, cola etc). Se sua turma tiver muitos alunos e os grupos ficarem muito numerosos, repita algumas estações até poder dividi-los em grupos menores.

Explique aos alunos que cada grupo deverá pensar em um jeito de explicar sobre a Festa de Parintins para crianças de outras partes do Brasil que não a conhecem. Apresente as estações, mostre os materiais disponíveis em cada uma delas e pergunte a eles o que pode ser criado com eles.

Convide os alunos a se dirigirem para a estação de sua preferência. Deixe que eles escolham e só interfira se houver necessidade, por exemplo, se um grupo ficar muito cheio e outro muito vazio, você pode mostrar "coisas legais" na estação mais vazia ou pode dividir uma estação em duas.

O trabalho com estações (ou cantos) é ótimo para desenvolver a autonomia e o protagonismo do alunos, permitindo que eles façam escolhas e demonstrem suas preferências. Num primeiro momento, pode ser difícil para eles escolherem uma delas (por querer aproveitar todas, por exemplo), mas quanto mais vezes esse tipo de prática for oferecida, mais eles estarão familiarizados com os materiais e com o sistema, o que refletirá em mais foco e em um melhor resultado para a atividade.

Circule entre os grupos acompanhando suas produções, orientando, incentivando a colaboração entre os alunos, ajudando a resolver conflitos, a alinhar a ideia do grupo e a terminar a atividade dentro do tempo. Seja o mediador, permitindo que os alunos assumam o protagonismo das produções, mas observando, auxiliando e mostrando outras alternativas quando for necessário.

Se houver outro tipo de material ou apresentação que possa ser usado para se referir a festa escolhida por você, adapte ou crie estações diferentes.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações: Convide cada grupo a apresentar a sua produção para a turma. Antes, converse sobre o comportamento esperado nessa hora: ouvir o outro, fazer silêncio, respeitar, não fazer comentários depreciativos.

Se possível, filme suas apresentações e mostre para eles em um outro momento.

O importante aqui não são as apresentações em si, mas sim observar o que eles aprenderam sobre a festa, se falam sobre sua história, suas características ou suas próprias experiências em participar dessa manifestação cultural. Incentive os grupos para que se sintam capazes e seguros em dividir suas ideias. Se preciso, instigue-os a explicar mais ou a descrever melhor determinado elemento com algumas questões.

Quando todos tiverem terminado, retome o que cada grupo apresentou escrevendo em um cartaz tópicos essenciais que caracterizam esse evento e que foram citados por eles. Ajude-os a lembrar, mas deixe que sejam as vozes ativas da conversa, relembrando e relatando com suas próprias palavras. Se esquecerem de algo importante, você pode instigá-los com perguntas, como: "O que aquele grupo disse mesmo? Onde acontece essa festa? No cartaz tem o desenho dos dois bois, qual o nome deles?"

Exemplos de tópicos para o cartaz:

A Festa de Parintins

  • Tem o boi Garantido e o Caprichoso
  • Eles disputam em uma competição
  • Começou há muitos anos
  • Tem muita música e dança
  • Muitas pessoas vêm para visitar
  • Ela só acontece aqui no Amazonas

Como adequar à sua realidade: Adapte os tópicos do cartaz para a festa da sua região.

Para você saber mais:

VIEIRA, Ana Luísa. A importância da cultura local na formação das crianças. Portal Aprendiz. Disponível em: https://portal.aprendiz.uol.com.br/2014/08/25/a-importancia-da-cultura-local-na-formacao-das-criancas/ Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

MARQUES, Luana Moreira; BRANDÃO, Carlos Rodrigues. As festas populares como objeto de estudo: contribuições geográficas a partir de uma análise escalar. Ateliê Geográfico. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/atelie/article/view/33822 Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 100 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF01HI08 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Papéis coloridos, caneta hidrocor, lápis de cor, giz de cera, tesoura, cola, palito, fita adesiva, cartolina, revistas, massinha (se você não tiver acesso a esse material, pode usar materiais de sucata como potinhos e caixas). Data show ou quadro.

Material complementar:

FESTA DE PARINTINS NA TV RÁ TIM BUM - GARANTIDO E CAPRICHOSO. TV Rá Tim Bum. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=vx5r6FPPSEQ. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Festa de Parintins (contexto)

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Tgr3NYaUzH6etRE8UTTNvx4tzt7Ej38Cu8BYHqPY5494teqGCQr5FdU2DMzX/his1-08und09-festa-de-parintins-contexto.pdf

Para você saber mais:

VIEIRA, Ana Luísa. A importância da cultura local na formação das crianças. Portal Aprendiz. Disponível em: https://portal.aprendiz.uol.com.br/2014/08/25/a-importancia-da-cultura-local-na-formacao-das-criancas/ Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

MARQUES, Luana Moreira; BRANDÃO, Carlos Rodrigues. As festas populares como objeto de estudo: contribuições geográficas a partir de uma análise escalar. Ateliê Geográfico. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/atelie/article/view/33822 Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

JÚNIOR, Manoel Caetano do Nascimento. História local e o ensino de História: Das reflexões conceituais às práticas pedagógicas. Disponível em: http://snh2013.anpuh.org/resources/anais/49/1477852456_ARQUIVO_Trabalhocompleto.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

MOREIRA, Luiz Guilherme Scaldaferri. O ensino de História Regional nas escolas brasileiras. Café História. Disponível em: https://www.cafehistoria.com.br/historia-regional/. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

O FESTIVAL DE PARINTINS. Nova Escola. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/3104/o-festival-de-parintins Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para os alunos. Esclareça sobre qual evento vocês vão conversar.

A intenção deste plano é servir de modelo para que você possa trabalhar com alguma festa própria de sua cidade ou região. Esta aula é baseada na Festa de Parintins (Amazonas), mas você pode usar a mesma sequência de atividades para trabalhar uma festa ou alguma outra manifestação cultural que faça parte da realidade da sua escola e de seus alunos.

"... o ensino da História Regional deve contribuir para a formação de uma identidade que valorize as experiências vivenciadas pelos alunos e que faça com que estes reconheçam-se como agentes sociais de um mundo que pode ser transformado – tornando-se, portanto, cidadãos. A partir da perspectiva da História Regional é possível introduzir o aluno de modo ativo na sociedade a qual de fato pertencem, levando a entender o quanto de sua vida é construída e o quanto de elementos externos ele tem dentro de si. É neste campo mais restrito que as relações sociais aparecem com maior nitidez – e no qual podemos distinguir com mais clareza a construção das identidades sociais e dos sentimentos de pertencimento. Ao mesmo tempo, é a partir desta chave que se pode resgatar experiências coletivas e particulares ligadas a um determinado espaço geográfico, seja o regional ou o local. A identidade, afinal, segundo Gonçalves, é construída a partir da História Regional. Mais ainda, a História Regional e a identidade nos auxiliam a dar eco às múltiplas possibilidades da vida cotidiana e sentido aos diversos mundos possíveis. Desta forma, a História Regional deixa de ser um mero conteúdo – ela se transforma em recurso didático.

Diana Briceño enfatiza que o conceito de identidade social compreende os conceitos de identidade cultural e identidade étnica, estando ambas ligadas a um território e a um passado coletivo. A autora destaca que o apego à região passa pela infância e pelo contato do indivíduo com a família e com a sua vizinhança, pela assimilação das tradições, pelas crenças e pelos costumes, entre outros elementos. Desta forma, enfatizar a História Regional permite aos alunos um contato com suas raízes e com o passado da sua comunidade, definida por uma série de fatores acumulados ao longo das gerações." (MOREIRA, Luiz Guilherme Scaldaferri. O ensino de História Regional nas escolas brasileiras. Disponível em https://www.cafehistoria.com.br/historia-regional/. Acesso em 29 de janeiro de 2019.)

Para você saber mais:

JÚNIOR, Manoel Caetano do Nascimento. História local e o ensino de História: Das reflexões conceituais às práticas pedagógicas. Disponível em: http://snh2013.anpuh.org/resources/anais/49/1477852456_ARQUIVO_Trabalhocompleto.pdf. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

MOREIRA, Luiz Guilherme Scaldaferri. O ensino de História Regional nas escolas brasileiras. Café História. Disponível em: https://www.cafehistoria.com.br/historia-regional/. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações: Sente-se em roda com os alunos e comece a discussão mostrando este vídeo que faz uma breve apresentação sobre a história e as características da Festa de Parintins, uma manifestação cultural que ocorre todo mês de junho no Amazonas.

FESTA DE PARINTINS NA TV RÁ TIM BUM - GARANTIDO E CAPRICHOSO. TV Rá Tim Bum. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=vx5r6FPPSEQ. Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Se não puder projetar o vídeo no data show, escolha outra forma de iniciar o assunto: mostrando o vídeo em um computador, apresentando outro recurso em vídeo que você tiver disponível, mostrando fotos, imagens e/ou reportagens retiradas de livros, jornais ou da internet. Outra forma de iniciar a conversa com os alunos é convidando alguém da comunidade para contar sobre este evento, relatando suas experiências pessoais e mostrando algumas fotos (ou outros tipos de registros) de seu acervo pessoal.

Qualquer uma dessas maneiras que você preferir deve servir como forma de despertar a curiosidade dos alunos e de incentivá-los a compartilhar suas experiências e seus conhecimentos sobre a festa. A ideia de trabalhar com uma festa local, além de valorizar uma manifestação da região, é aproximar os alunos do conteúdo. É fazer com que eles percebam que a História não é algo distante, mas sim algo que eles vivenciam em sua própria realidade. Portanto, valorize as contribuições trazidas por eles e parta dessas informações para acrescentar outras que sejam relevantes para que eles conheçam mais sobre essa festa.

Questões para discussão:

  • O que é a Festa de Parintins?
  • Quem já participou de uma? Quando? Onde? Com quem você foi?
  • Como é uma Festa de Parintins?
  • O que vocês mais gostam nessa festa?
  • Vocês conheciam a origem dos dois bois?
  • Para qual deles você e sua família costumam torcer?
  • Vocês acham que todo mundo vai a essa festa? Crianças de outras escolas? De outros lugares do Brasil? (Conte aos alunos que essa festa é própria da região de vocês e que não é comemorada em outros lugares do país).
  • Como vocês explicariam sobre essa festa para uma criança que não a conhece?
  • Vocês acham que se elas conhecessem elas iam gostar? Por quê?

Conte aos alunos um pouco sobre a origem e o significado da festa, retomando as informações apresentadas no vídeo e acrescentando algumas outras.

Festa de Parintins (contexto)

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/Tgr3NYaUzH6etRE8UTTNvx4tzt7Ej38Cu8BYHqPY5494teqGCQr5FdU2DMzX/his1-08und09-festa-de-parintins-contexto.pdf

Como adequar à sua realidade: Para iniciar a discussão sobre a festa de sua região, você pode buscar outro vídeo na internet ou usar um dos outros recursos sugeridos acima. Adapte as perguntas e apresente algumas informações sobre a história e as características dessa festa de sua comunidade. Você também pode levar fotos e/ou outros registros de seu acervo pessoal para mostrar a turma.

Para você saber mais:

O FESTIVAL DE PARINTINS. Nova Escola. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/3104/o-festival-de-parintins Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 40 minutos

Orientações: Prepare na sala três estações diferentes (deixe-as prontas desde o começo da aula, deixando um espaço para sentar-se com eles em roda para a conversa feita durante o 'Contexto'). Em cada estação, disponibilize materiais diferentes para que os alunos possam escolher uma das possibilidades durante a atividade.

Sugestões: Em uma delas, separe materiais para a confecção de fantoches (papéis, caneta hidrocor, lápis de cor, giz de cera, tesoura, cola, palito, fita adesiva etc). Em outra, materiais para a confecção de cartazes (cartolina, papéis coloridos, revistas, caneta hidrocor, lápis de cor, giz de cera, tesoura, cola etc). Em outra, disponibilize massinha (se você não tiver acesso a esse material, pode usar materiais de sucata como potinhos e caixas - nesse caso disponibilize também papéis coloridos, caneta hidrocor, tesoura, cola etc). Se sua turma tiver muitos alunos e os grupos ficarem muito numerosos, repita algumas estações até poder dividi-los em grupos menores.

Explique aos alunos que cada grupo deverá pensar em um jeito de explicar sobre a Festa de Parintins para crianças de outras partes do Brasil que não a conhecem. Apresente as estações, mostre os materiais disponíveis em cada uma delas e pergunte a eles o que pode ser criado com eles.

Convide os alunos a se dirigirem para a estação de sua preferência. Deixe que eles escolham e só interfira se houver necessidade, por exemplo, se um grupo ficar muito cheio e outro muito vazio, você pode mostrar "coisas legais" na estação mais vazia ou pode dividir uma estação em duas.

O trabalho com estações (ou cantos) é ótimo para desenvolver a autonomia e o protagonismo do alunos, permitindo que eles façam escolhas e demonstrem suas preferências. Num primeiro momento, pode ser difícil para eles escolherem uma delas (por querer aproveitar todas, por exemplo), mas quanto mais vezes esse tipo de prática for oferecida, mais eles estarão familiarizados com os materiais e com o sistema, o que refletirá em mais foco e em um melhor resultado para a atividade.

Circule entre os grupos acompanhando suas produções, orientando, incentivando a colaboração entre os alunos, ajudando a resolver conflitos, a alinhar a ideia do grupo e a terminar a atividade dentro do tempo. Seja o mediador, permitindo que os alunos assumam o protagonismo das produções, mas observando, auxiliando e mostrando outras alternativas quando for necessário.

Se houver outro tipo de material ou apresentação que possa ser usado para se referir a festa escolhida por você, adapte ou crie estações diferentes.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações: Convide cada grupo a apresentar a sua produção para a turma. Antes, converse sobre o comportamento esperado nessa hora: ouvir o outro, fazer silêncio, respeitar, não fazer comentários depreciativos.

Se possível, filme suas apresentações e mostre para eles em um outro momento.

O importante aqui não são as apresentações em si, mas sim observar o que eles aprenderam sobre a festa, se falam sobre sua história, suas características ou suas próprias experiências em participar dessa manifestação cultural. Incentive os grupos para que se sintam capazes e seguros em dividir suas ideias. Se preciso, instigue-os a explicar mais ou a descrever melhor determinado elemento com algumas questões.

Quando todos tiverem terminado, retome o que cada grupo apresentou escrevendo em um cartaz tópicos essenciais que caracterizam esse evento e que foram citados por eles. Ajude-os a lembrar, mas deixe que sejam as vozes ativas da conversa, relembrando e relatando com suas próprias palavras. Se esquecerem de algo importante, você pode instigá-los com perguntas, como: "O que aquele grupo disse mesmo? Onde acontece essa festa? No cartaz tem o desenho dos dois bois, qual o nome deles?"

Exemplos de tópicos para o cartaz:

A Festa de Parintins

  • Tem o boi Garantido e o Caprichoso
  • Eles disputam em uma competição
  • Começou há muitos anos
  • Tem muita música e dança
  • Muitas pessoas vêm para visitar
  • Ela só acontece aqui no Amazonas

Como adequar à sua realidade: Adapte os tópicos do cartaz para a festa da sua região.

Para você saber mais:

VIEIRA, Ana Luísa. A importância da cultura local na formação das crianças. Portal Aprendiz. Disponível em: https://portal.aprendiz.uol.com.br/2014/08/25/a-importancia-da-cultura-local-na-formacao-das-criancas/ Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

MARQUES, Luana Moreira; BRANDÃO, Carlos Rodrigues. As festas populares como objeto de estudo: contribuições geográficas a partir de uma análise escalar. Ateliê Geográfico. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/atelie/article/view/33822 Acesso em: 20 de fevereiro de 2019.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Mundo pessoal: eu, meu grupo social e meu tempo do 1º ano :

MAIS AULAS DE História do 1º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF01HI08 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano