16558
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 8º ano > Configurações do mundo no século XIX

Plano de aula - As lutas pelas resistências coloniais na África por meio de alianças no século XIX

Plano de aula de História com atividades para 8º ano do EF sobre As lutas pelas resistências coloniais na África por meio de alianças no século XIX

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Daniela Reis De Moraes

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos (troque 50 por 100 se este plano for de 1º ou 2º anos). Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI26 Identificar e contextualizar o protagonismo das populações locais na resistência ao imperialismo na África e Ásia, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Esta aula tem como objetivo analisar as formas de resistência por meio de acordos diplomáticos entre líderes africanos e europeus. Para isso, é preciso ter Dicionários da Língua Portuguesa e expor o conteúdo desse plano aos slides, seja projetando os slides ou os materiais imprimíveis a seguir:

Contexto: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3cGm3ESj3jjvkvShssPMFUANG2599sFSjz9MNDjucz42XQPBDM2Jm2nWr9FB/hst8-24und-contextualizacao.pdf

Problematização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/F5FBx3TYXQkjxwERGDqZpG5qSZrZFUHErNZmxAY9cYB6ZzyGKmP7ZR4uzGuX/his8-26und02-problematizacao-fonte.pdf

Sistematização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/wE4sa8NGhxP3jRFmbXw9CcMQ9GSNu8evbwwVZEgvH7jeZXjUAdeeQZ2fHzYV/his8-26und02-sistematizacao.pdf

É importante que o professor organize a turma em grupos de no máximo três integrantes. Assim, poderá entregar cópias impressas das etapas desta aula para cada grupo.

Para a Sistematização é preciso disponibilizar aos alunos folha A4, lápis para desenho ou comum, lápis de cor, hidrocor, canetinhas coloridas, giz de cera, revistas e jornais para recorte, régua, cola branca e tesoura sem ponta, bem como materiais que achar necessário para a elaboração do cartaz.

Material complementar:

O que é Relações Internacionais? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zcputiZY72w Acesso em: 26 de nov. de 2018. Este vídeo explica de forma dinâmica a função de um internacionalista, ou seja, a profissão de quem exerce
Relações Internacionais.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Para apresentar o objetivo desta aula, você poderá projetar, escrever no quadro ou ler a proposta do objetivo para os alunos.
É importante apresentar o objetivo da aula para que os alunos compreendam o que farão e entendam aonde a proposta da aula quer chegar.
É significativo que a turma compreenda o tema da aula que será desenvolvida.

Oriente os alunos a se organizar em trios. É importante que o professor considere que os grupos sejam formados entre alunos que possam colaborar entre si.

Como alternativa para estimular a curiosidade dos alunos, com base no objetivo da aula, você poderá reformular o modo de abordagem do objetivo, como: “A diplomacia como ferramenta de resistência frente à dominação europeia na África do século XIX”.

Para você saber mais:

Nesta aula você trabalhará as relações diplomáticas que existiram como forma de resistência de comunidades na África, diante do domínio imperialista europeu. Desta forma, é interessante compreender a importância das ações de políticas externas como forma das diferentes nacionalidades/comunidades se relacionam diante de seus interesses. Para isso, sugerimos a leitura do texto, “O que é política externa?”, disponível no site: https://www.politize.com.br/politica-externa-o-que-e-e-por-que-e-importante/ Acesso em: 25 de nov. de 2018.

Vídeo: O que é diplomacia?, disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=S3BdQiaK1PY Acesso em: 25 de nov. de 2018.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: De modo a estimular a autonomia dos alunos, sugerimos que você insira de forma direta o trabalho de Contextualização com as imagens e textos apresentados. Lembre-se que os alunos deverão estar organizados em trios, para que possam observar e analisar as fontes apresentadas e realizar a Contextualização.

Projete ou imprima as imagens e textos - faça uma cópia de cada imagem para cada trio: a primeira imagem é a de Wangari Maathai, condecorada em 2004 como Mensageira da Paz pela ONU, e a segunda é a bandeira da ONU, ambas as imagens possuem breves explicações, que deverão ser lidas pela turma, os demais slides fazem trazem um panorama explicativo sobre os significados de Mensageiro da Paz e Nobel da Paz - sugerimos que o professor promova uma leitura dinâmica, onde alguns alunos leiam, em voz alta, os textos sugeridos.

Esse material pode ser impresso no link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3cGm3ESj3jjvkvShssPMFUANG2599sFSjz9MNDjucz42XQPBDM2Jm2nWr9FB/hst8-24und-contextualizacao.pdf

Nesse mesmo link há os endereços das repostagens e textos originais, completos, de onde foram tirados os excertos apresentados aqui. Se preferir, imprima os textos completos.

Na proposta de debate sobre o Contexto, é importante que os alunos compreendam que há diversos meios de relações internacionais que promovem figuras/personalidades que lutam por acordos de forma pacífica e buscam melhorias sociais por meio da paz mundial. O exemplo de Wangari Maathai, bem como a posição de Mensageiro da Paz, Nobel da Paz e a ONU, deve ser relacionado com a ideia de que muitos acordos não são resolvidos por meio de guerras, conflitos violentos, mas que podem ser dar de modo pacífico, por meio do diálogo.

Para você saber mais: O que é Relações Internacionais? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zcputiZY72w Acesso em: 26 de nov. de 2018. Este vídeo explica de forma dinâmica a função de um internacionalista, ou seja, a profissão de quem exerce Relações Internacionais. Sugerimos que você assista ao vídeo para compreender que as práticas de diálogos e concessões entre os diferentes grupos na história passaram por políticas e um certo “jogo de cintura” entre aqueles que buscavam dominar territórios e/ou populações e aqueles que estavam sendo dominados. Se de um lado a Europa dominou a África por meio de embates, geralmente violentos, como os povos africanos resistiram em combate, a diplomacia também foi usada tanto como ferramenta de dominação quanto de resistência de domínio.

Sugerimos que você apresente aos alunos a cena do filme Pantera Negra, em que a família do heróis, em um momento de crise, pede ajuda ao líder da tribo rival, o Grande Gorila M’baku. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=t5Q18hYP8WU

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: De modo a estimular a autonomia dos alunos, sugerimos que você insira de forma direta o trabalho de Contextualização com as imagens e textos apresentados. Lembre-se que os alunos deverão estar organizados em trios, para que possam observar e analisar as fontes apresentadas e realizar a Contextualização.

Projete ou imprima as imagens e textos - faça uma cópia de cada imagem para cada trio: a primeira imagem é a de Wangari Maathai, condecorada em 2004 como Mensageira da Paz pela ONU, e a segunda é a bandeira da ONU, ambas as imagens possuem breves explicações, que deverão ser lidas pela turma, os demais slides fazem trazem um panorama explicativo sobre os significados de Mensageiro da Paz e Nobel da Paz - sugerimos que o professor promova uma leitura dinâmica, onde alguns alunos leiam, em voz alta, os textos sugeridos.

Esse material pode ser impresso no link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3cGm3ESj3jjvkvShssPMFUANG2599sFSjz9MNDjucz42XQPBDM2Jm2nWr9FB/hst8-24und-contextualizacao.pdf

Nesse mesmo link há os endereços das repostagens e textos originais, completos, de onde foram tirados os excertos apresentados aqui. Se preferir, imprima os textos completos.

Na proposta de debate sobre o Contexto, é importante que os alunos compreendam que há diversos meios de relações internacionais que promovem figuras/personalidades que lutam por acordos de forma pacífica e buscam melhorias sociais por meio da paz mundial. O exemplo de Wangari Maathai, bem como a posição de Mensageiro da Paz, Nobel da Paz e a ONU, deve ser relacionado com a ideia de que muitos acordos não são resolvidos por meio de guerras, conflitos violentos, mas que podem ser dar de modo pacífico, por meio do diálogo.

Para você saber mais: O que é Relações Internacionais? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zcputiZY72w Acesso em: 26 de nov. de 2018. Este vídeo explica de forma dinâmica a função de um internacionalista, ou seja, a profissão de quem exerce Relações Internacionais. Sugerimos que você assista ao vídeo para compreender que as práticas de diálogos e concessões entre os diferentes grupos na história passaram por políticas e um certo “jogo de cintura” entre aqueles que buscavam dominar territórios e/ou populações e aqueles que estavam sendo dominados. Se de um lado a Europa dominou a África por meio de embates, geralmente violentos, como os povos africanos resistiram em combate, a diplomacia também foi usada tanto como ferramenta de dominação quanto de resistência de domínio.

Sugerimos que você apresente aos alunos a cena do filme Pantera Negra, em que a família do heróis, em um momento de crise, pede ajuda ao líder da tribo rival, o Grande Gorila M’baku. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=t5Q18hYP8WU

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: De modo a estimular a autonomia dos alunos, sugerimos que você insira de forma direta o trabalho de Contextualização com as imagens e textos apresentados. Lembre-se que os alunos deverão estar organizados em trios, para que possam observar e analisar as fontes apresentadas e realizar a Contextualização.

Projete ou imprima as imagens e textos - faça uma cópia de cada imagem para cada trio: a primeira imagem é a de Wangari Maathai, condecorada em 2004 como Mensageira da Paz pela ONU, e a segunda é a bandeira da ONU, ambas as imagens possuem breves explicações, que deverão ser lidas pela turma, os demais slides fazem trazem um panorama explicativo sobre os significados de Mensageiro da Paz e Nobel da Paz - sugerimos que o professor promova uma leitura dinâmica, onde alguns alunos leiam, em voz alta, os textos sugeridos.

Esse material pode ser impresso no link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3cGm3ESj3jjvkvShssPMFUANG2599sFSjz9MNDjucz42XQPBDM2Jm2nWr9FB/hst8-24und-contextualizacao.pdf

Nesse mesmo link há os endereços das repostagens e textos originais, completos, de onde foram tirados os excertos apresentados aqui. Se preferir, imprima os textos completos.

Na proposta de debate sobre o Contexto, é importante que os alunos compreendam que há diversos meios de relações internacionais que promovem figuras/personalidades que lutam por acordos de forma pacífica e buscam melhorias sociais por meio da paz mundial. O exemplo de Wangari Maathai, bem como a posição de Mensageiro da Paz, Nobel da Paz e a ONU, deve ser relacionado com a ideia de que muitos acordos não são resolvidos por meio de guerras, conflitos violentos, mas que podem ser dar de modo pacífico, por meio do diálogo.

Para você saber mais: O que é Relações Internacionais? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zcputiZY72w Acesso em: 26 de nov. de 2018. Este vídeo explica de forma dinâmica a função de um internacionalista, ou seja, a profissão de quem exerce Relações Internacionais. Sugerimos que você assista ao vídeo para compreender que as práticas de diálogos e concessões entre os diferentes grupos na história passaram por políticas e um certo “jogo de cintura” entre aqueles que buscavam dominar territórios e/ou populações e aqueles que estavam sendo dominados. Se de um lado a Europa dominou a África por meio de embates, geralmente violentos, como os povos africanos resistiram em combate, a diplomacia também foi usada tanto como ferramenta de dominação quanto de resistência de domínio.

Sugerimos que você apresente aos alunos a cena do filme Pantera Negra, em que a família do heróis, em um momento de crise, pede ajuda ao líder da tribo rival, o Grande Gorila M’baku. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=t5Q18hYP8WU

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: De modo a estimular a autonomia dos alunos, sugerimos que você insira de forma direta o trabalho de Contextualização com as imagens e textos apresentados. Lembre-se que os alunos deverão estar organizados em trios, para que possam observar e analisar as fontes apresentadas e realizar a Contextualização.

Projete ou imprima as imagens e textos - faça uma cópia de cada imagem para cada trio: a primeira imagem é a de Wangari Maathai, condecorada em 2004 como Mensageira da Paz pela ONU, e a segunda é a bandeira da ONU, ambas as imagens possuem breves explicações, que deverão ser lidas pela turma, os demais slides fazem trazem um panorama explicativo sobre os significados de Mensageiro da Paz e Nobel da Paz - sugerimos que o professor promova uma leitura dinâmica, onde alguns alunos leiam, em voz alta, os textos sugeridos.

Esse material pode ser impresso no link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3cGm3ESj3jjvkvShssPMFUANG2599sFSjz9MNDjucz42XQPBDM2Jm2nWr9FB/hst8-24und-contextualizacao.pdf

Nesse mesmo link há os endereços das repostagens e textos originais, completos, de onde foram tirados os excertos apresentados aqui. Se preferir, imprima os textos completos.

Na proposta de debate sobre o Contexto, é importante que os alunos compreendam que há diversos meios de relações internacionais que promovem figuras/personalidades que lutam por acordos de forma pacífica e buscam melhorias sociais por meio da paz mundial. O exemplo de Wangari Maathai, bem como a posição de Mensageiro da Paz, Nobel da Paz e a ONU, deve ser relacionado com a ideia de que muitos acordos não são resolvidos por meio de guerras, conflitos violentos, mas que podem ser dar de modo pacífico, por meio do diálogo.

Para você saber mais: O que é Relações Internacionais? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zcputiZY72w Acesso em: 26 de nov. de 2018. Este vídeo explica de forma dinâmica a função de um internacionalista, ou seja, a profissão de quem exerce Relações Internacionais. Sugerimos que você assista ao vídeo para compreender que as práticas de diálogos e concessões entre os diferentes grupos na história passaram por políticas e um certo “jogo de cintura” entre aqueles que buscavam dominar territórios e/ou populações e aqueles que estavam sendo dominados. Se de um lado a Europa dominou a África por meio de embates, geralmente violentos, como os povos africanos resistiram em combate, a diplomacia também foi usada tanto como ferramenta de dominação quanto de resistência de domínio.

Sugerimos que você apresente aos alunos a cena do filme Pantera Negra, em que a família do heróis, em um momento de crise, pede ajuda ao líder da tribo rival, o Grande Gorila M’baku. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=t5Q18hYP8WU

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: De modo a estimular a autonomia dos alunos, sugerimos que você insira de forma direta o trabalho de Contextualização com as imagens e textos apresentados. Lembre-se que os alunos deverão estar organizados em trios, para que possam observar e analisar as fontes apresentadas e realizar a Contextualização.

Projete ou imprima as imagens e textos - faça uma cópia de cada imagem para cada trio: a primeira imagem é a de Wangari Maathai, condecorada em 2004 como Mensageira da Paz pela ONU, e a segunda é a bandeira da ONU, ambas as imagens possuem breves explicações, que deverão ser lidas pela turma, os demais slides fazem trazem um panorama explicativo sobre os significados de Mensageiro da Paz e Nobel da Paz - sugerimos que o professor promova uma leitura dinâmica, onde alguns alunos leiam, em voz alta, os textos sugeridos.

Esse material pode ser impresso no link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3cGm3ESj3jjvkvShssPMFUANG2599sFSjz9MNDjucz42XQPBDM2Jm2nWr9FB/hst8-24und-contextualizacao.pdf

Nesse mesmo link há os endereços das repostagens e textos originais, completos, de onde foram tirados os excertos apresentados aqui. Se preferir, imprima os textos completos.

Na proposta de debate sobre o Contexto, é importante que os alunos compreendam que há diversos meios de relações internacionais que promovem figuras/personalidades que lutam por acordos de forma pacífica e buscam melhorias sociais por meio da paz mundial. O exemplo de Wangari Maathai, bem como a posição de Mensageiro da Paz, Nobel da Paz e a ONU, deve ser relacionado com a ideia de que muitos acordos não são resolvidos por meio de guerras, conflitos violentos, mas que podem ser dar de modo pacífico, por meio do diálogo.

Para você saber mais: O que é Relações Internacionais? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zcputiZY72w Acesso em: 26 de nov. de 2018. Este vídeo explica de forma dinâmica a função de um internacionalista, ou seja, a profissão de quem exerce Relações Internacionais. Sugerimos que você assista ao vídeo para compreender que as práticas de diálogos e concessões entre os diferentes grupos na história passaram por políticas e um certo “jogo de cintura” entre aqueles que buscavam dominar territórios e/ou populações e aqueles que estavam sendo dominados. Se de um lado a Europa dominou a África por meio de embates, geralmente violentos, como os povos africanos resistiram em combate, a diplomacia também foi usada tanto como ferramenta de dominação quanto de resistência de domínio.

Sugerimos que você apresente aos alunos a cena do filme Pantera Negra, em que a família do heróis, em um momento de crise, pede ajuda ao líder da tribo rival, o Grande Gorila M’baku. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=t5Q18hYP8WU

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Peça para que os alunos se mantenham em trios, então projete a fonte para a Problematização. O texto apresentado é parte do capítulo “A luta para manter a independência: era de confronto e aliança”. O trecho analisa as formas de resistências que ocorreram no período de imposição europeia durante o século XIX no neocolonialismo. É importante que os alunos compreendam que as resistências não ocorreram apenas no embate físico e percebam o protagonismo das populações africanas nas tomadas de decisões.

Apresente a fonte (slides 8 e 9) aos alunos e sugira que a turma faça uma leitura coletiva, escolha alguns alunos para que cada um leia um trecho da fonte, assim, a maioria poderá realizar a leitura da fonte. Sugerimos que disponibilize alguns dicionários da Língua Portuguesa para auxiliá-los, caso haja dúvidas com alguns conceitos ou palavras.

Se não for usar o projetor, você pode providenciar uma cópia impressa para cada trio, a partir do link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/F5FBx3TYXQkjxwERGDqZpG5qSZrZFUHErNZmxAY9cYB6ZzyGKmP7ZR4uzGuX/his8-26und02-problematizacao-fonte.pdf

Para você saber mais: Sugerimos que faça a leitura completa do capítulo de onde foi extraída a fonte: A luta para manter a independência: era de confronto e aliança. In: História geral da África VII: África sob dominação colonial, 1880 - 1935.- p. 196-197. Editor: Albert Adu Boahen, 2010. Disponível no site: http://unesdoc.unesco.org/images/0019/001902/190255POR.pdf Acesso em: 26 de nov. de 2018.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Peça para que os alunos se mantenham em trios, então projete a fonte para a Problematização. O texto apresentado é parte do capítulo “A luta para manter a independência: era de confronto e aliança”. O trecho analisa as formas de resistências que ocorreram no período de imposição europeia durante o século XIX no neocolonialismo. É importante que os alunos compreendam que as resistências não ocorreram apenas no embate físico e percebam o protagonismo das populações africanas nas tomadas de decisões.

Apresente a fonte (slides 8 e 9) aos alunos e sugira que a turma faça uma leitura coletiva, escolha alguns alunos para que cada um leia um trecho da fonte, assim, a maioria poderá realizar a leitura da fonte. Sugerimos que disponibilize alguns dicionários da Língua Portuguesa para auxiliá-los, caso haja dúvidas com alguns conceitos ou palavras.

Se não for usar o projetor, você pode providenciar uma cópia impressa para cada trio, a partir do link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/F5FBx3TYXQkjxwERGDqZpG5qSZrZFUHErNZmxAY9cYB6ZzyGKmP7ZR4uzGuX/his8-26und02-problematizacao-fonte.pdf

Para você saber mais: Sugerimos que faça a leitura completa do capítulo de onde foi extraída a fonte: A luta para manter a independência: era de confronto e aliança. In: História geral da África VII: África sob dominação colonial, 1880 - 1935.- p. 196-197. Editor: Albert Adu Boahen, 2010. Disponível no site: http://unesdoc.unesco.org/images/0019/001902/190255POR.pdf Acesso em: 26 de nov. de 2018.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Professor, após a leitura da fonte, projete o slide ou entregue uma cópia impressa dessas questões para cada trio. É importante que os alunos associem estes povos com a realidade atual do continente africano e para isso eles precisam ter acesso a um mapa da África.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Peça que os alunos leiam as orientações da atividade e anotem em seus cadernos. Você poderá projetar as orientações, escrevê-las no quadro ou, se achar pertinente, poderá ditá-las aos alunos. Você pode também imprimi-las aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/2fmVy7Yjzx9TXEhKutBdtFxd9fZAxxfjeaMCacXhMa4swuvZjhws9CfuEMus/his8-26und02-problematizacao-questoes.pdf

A questão número 1 tem como objetivo estimular os alunos a construir a relação entre as práticas diplomáticas atuais com as ações de resistência durante o neocolonialismo do século XIX. Como expectativa de resposta, espera-se que os alunos apresentem análises similares, tais como:
1. Podemos estabelecer a relação entre o papel de Wangari, a missão dos Mensageiros da Paz, o Prêmio Nobel e a ONU como exemplos atuais de relações diplomáticas entre os diferentes interesses das nações, com suas particularidades culturais, bem como muitas vezes conflituosas. A ONU, por exemplo, busca estabelecer o diálogo entre estas nações e suas diferenças. No passado, durante o período de dominação de países europeus sobre a África, no século XIX, muitos povos buscaram formas diplomáticas de resistência, como forma de evitar o combate direto, pois sabiam da superioridade de armas da Europa.

A questão número 2 tem como objetivo levar aos alunos uma noção sobre o protagonismo dos povos africanos nas relações diplomáticas de resistência durante o período neocolonialista, no século XIX. Desta maneira, espera-se que os alunos apresentem análises como: 2. Não, pois, de acordo com o texto os povos da África resistiram de forma a se colocar como grandes sujeitos diplomáticos diante do domínio europeu, como por exemplo: “[...] Nos casos extremos, Estados como o dos Quintangona, do norte de Mocambique, ou os impérios Chikunda, do vale do Zambeze, até chegaram a reconhecer de bom grado a autoridade nominal dos portugueses, desde que estes não se esforçassem a sério para impor-lhes a dominação colonial”. Neste caso podemos observar que, apesar de alguns povos aceitarem algumas imposições dos europeus, ainda sim havia resistência por parte dos impérios africanos que defendiam seus limites e vontades.

A questão 3 tem como objetivo identificar dois exemplos diferentes de resistência com base na leitura do texto. Desta forma, os alunos poderão apontar: 1. O caso do líder dos chewa, Mwase Kasungu, que se colocou à frente de seu povo na vã luta contra os britânicos e acabou por se suicidar em 1896 para não capitular (para não se entregar) e 2. O caso da família real barué, que desenvolveu uma política de conquistar o apoio de Karl Peters, aventureiro alemão que ela imaginava estreitamente ligado ao governo de Bismarck, apresentando, assim, uma prática mais diplomática.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: O objetivo da Sistematização é fazer com que os alunos desenvolvam na prática a ideia de resistência com propósito de refletir o combate à violência. Desta maneira, você poderá projetar o slide, ou escrever no quadro as orientações desta atividade. Caso, seja necessário, o professor poderá ditar as orientações.

Nesta etapa, é importante disponibilizar aos alunos folha A4, lápis para desenho ou comum, lápis de cor, hidrocor, canetinhas coloridas, giz de cera, revistas e jornais para recorte, régua, cola branca e tesoura sem ponta, bem como materiais que achar necessário para a elaboração do cartaz.

No final, escolha dois trios para que expliquem seus cartazes, é importante que os grupos apresentem temas pertinentes ao combate à violência de modo pacífico. É interessante expor estes cartazes em um local onde toda a escola possa visualizar o resultado desta atividade.

Caso os alunos não consigam terminar os cartazes em sala, dê a possibilidade de finalizarem em casa para entregar na aula seguinte.

Se você preferir e achar pertinente, entregue as orientações no formato impresso, o arquivo está disponível no endereço eletrônico: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/wE4sa8NGhxP3jRFmbXw9CcMQ9GSNu8evbwwVZEgvH7jeZXjUAdeeQZ2fHzYV/his8-26und02-sistematizacao.pdf

Para você saber mais: Como forma de auxiliá-lo na orientação para a elaboração dos cartazes, sugerimos que veja o site: https://www.hypeness.com.br/2013/06/designers-criam-cartazes-criativos-para-serem-usados-nos-protestos-pelo-brasil/ .

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos (troque 50 por 100 se este plano for de 1º ou 2º anos). Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF08HI26 Identificar e contextualizar o protagonismo das populações locais na resistência ao imperialismo na África e Ásia, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Esta aula tem como objetivo analisar as formas de resistência por meio de acordos diplomáticos entre líderes africanos e europeus. Para isso, é preciso ter Dicionários da Língua Portuguesa e expor o conteúdo desse plano aos slides, seja projetando os slides ou os materiais imprimíveis a seguir:

Contexto: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3cGm3ESj3jjvkvShssPMFUANG2599sFSjz9MNDjucz42XQPBDM2Jm2nWr9FB/hst8-24und-contextualizacao.pdf

Problematização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/F5FBx3TYXQkjxwERGDqZpG5qSZrZFUHErNZmxAY9cYB6ZzyGKmP7ZR4uzGuX/his8-26und02-problematizacao-fonte.pdf

Sistematização: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/wE4sa8NGhxP3jRFmbXw9CcMQ9GSNu8evbwwVZEgvH7jeZXjUAdeeQZ2fHzYV/his8-26und02-sistematizacao.pdf

É importante que o professor organize a turma em grupos de no máximo três integrantes. Assim, poderá entregar cópias impressas das etapas desta aula para cada grupo.

Para a Sistematização é preciso disponibilizar aos alunos folha A4, lápis para desenho ou comum, lápis de cor, hidrocor, canetinhas coloridas, giz de cera, revistas e jornais para recorte, régua, cola branca e tesoura sem ponta, bem como materiais que achar necessário para a elaboração do cartaz.

Material complementar:

O que é Relações Internacionais? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zcputiZY72w Acesso em: 26 de nov. de 2018. Este vídeo explica de forma dinâmica a função de um internacionalista, ou seja, a profissão de quem exerce
Relações Internacionais.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Para apresentar o objetivo desta aula, você poderá projetar, escrever no quadro ou ler a proposta do objetivo para os alunos.
É importante apresentar o objetivo da aula para que os alunos compreendam o que farão e entendam aonde a proposta da aula quer chegar.
É significativo que a turma compreenda o tema da aula que será desenvolvida.

Oriente os alunos a se organizar em trios. É importante que o professor considere que os grupos sejam formados entre alunos que possam colaborar entre si.

Como alternativa para estimular a curiosidade dos alunos, com base no objetivo da aula, você poderá reformular o modo de abordagem do objetivo, como: “A diplomacia como ferramenta de resistência frente à dominação europeia na África do século XIX”.

Para você saber mais:

Nesta aula você trabalhará as relações diplomáticas que existiram como forma de resistência de comunidades na África, diante do domínio imperialista europeu. Desta forma, é interessante compreender a importância das ações de políticas externas como forma das diferentes nacionalidades/comunidades se relacionam diante de seus interesses. Para isso, sugerimos a leitura do texto, “O que é política externa?”, disponível no site: https://www.politize.com.br/politica-externa-o-que-e-e-por-que-e-importante/ Acesso em: 25 de nov. de 2018.

Vídeo: O que é diplomacia?, disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=S3BdQiaK1PY Acesso em: 25 de nov. de 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: De modo a estimular a autonomia dos alunos, sugerimos que você insira de forma direta o trabalho de Contextualização com as imagens e textos apresentados. Lembre-se que os alunos deverão estar organizados em trios, para que possam observar e analisar as fontes apresentadas e realizar a Contextualização.

Projete ou imprima as imagens e textos - faça uma cópia de cada imagem para cada trio: a primeira imagem é a de Wangari Maathai, condecorada em 2004 como Mensageira da Paz pela ONU, e a segunda é a bandeira da ONU, ambas as imagens possuem breves explicações, que deverão ser lidas pela turma, os demais slides fazem trazem um panorama explicativo sobre os significados de Mensageiro da Paz e Nobel da Paz - sugerimos que o professor promova uma leitura dinâmica, onde alguns alunos leiam, em voz alta, os textos sugeridos.

Esse material pode ser impresso no link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3cGm3ESj3jjvkvShssPMFUANG2599sFSjz9MNDjucz42XQPBDM2Jm2nWr9FB/hst8-24und-contextualizacao.pdf

Nesse mesmo link há os endereços das repostagens e textos originais, completos, de onde foram tirados os excertos apresentados aqui. Se preferir, imprima os textos completos.

Na proposta de debate sobre o Contexto, é importante que os alunos compreendam que há diversos meios de relações internacionais que promovem figuras/personalidades que lutam por acordos de forma pacífica e buscam melhorias sociais por meio da paz mundial. O exemplo de Wangari Maathai, bem como a posição de Mensageiro da Paz, Nobel da Paz e a ONU, deve ser relacionado com a ideia de que muitos acordos não são resolvidos por meio de guerras, conflitos violentos, mas que podem ser dar de modo pacífico, por meio do diálogo.

Para você saber mais: O que é Relações Internacionais? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zcputiZY72w Acesso em: 26 de nov. de 2018. Este vídeo explica de forma dinâmica a função de um internacionalista, ou seja, a profissão de quem exerce Relações Internacionais. Sugerimos que você assista ao vídeo para compreender que as práticas de diálogos e concessões entre os diferentes grupos na história passaram por políticas e um certo “jogo de cintura” entre aqueles que buscavam dominar territórios e/ou populações e aqueles que estavam sendo dominados. Se de um lado a Europa dominou a África por meio de embates, geralmente violentos, como os povos africanos resistiram em combate, a diplomacia também foi usada tanto como ferramenta de dominação quanto de resistência de domínio.

Sugerimos que você apresente aos alunos a cena do filme Pantera Negra, em que a família do heróis, em um momento de crise, pede ajuda ao líder da tribo rival, o Grande Gorila M’baku. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=t5Q18hYP8WU

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: De modo a estimular a autonomia dos alunos, sugerimos que você insira de forma direta o trabalho de Contextualização com as imagens e textos apresentados. Lembre-se que os alunos deverão estar organizados em trios, para que possam observar e analisar as fontes apresentadas e realizar a Contextualização.

Projete ou imprima as imagens e textos - faça uma cópia de cada imagem para cada trio: a primeira imagem é a de Wangari Maathai, condecorada em 2004 como Mensageira da Paz pela ONU, e a segunda é a bandeira da ONU, ambas as imagens possuem breves explicações, que deverão ser lidas pela turma, os demais slides fazem trazem um panorama explicativo sobre os significados de Mensageiro da Paz e Nobel da Paz - sugerimos que o professor promova uma leitura dinâmica, onde alguns alunos leiam, em voz alta, os textos sugeridos.

Esse material pode ser impresso no link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3cGm3ESj3jjvkvShssPMFUANG2599sFSjz9MNDjucz42XQPBDM2Jm2nWr9FB/hst8-24und-contextualizacao.pdf

Nesse mesmo link há os endereços das repostagens e textos originais, completos, de onde foram tirados os excertos apresentados aqui. Se preferir, imprima os textos completos.

Na proposta de debate sobre o Contexto, é importante que os alunos compreendam que há diversos meios de relações internacionais que promovem figuras/personalidades que lutam por acordos de forma pacífica e buscam melhorias sociais por meio da paz mundial. O exemplo de Wangari Maathai, bem como a posição de Mensageiro da Paz, Nobel da Paz e a ONU, deve ser relacionado com a ideia de que muitos acordos não são resolvidos por meio de guerras, conflitos violentos, mas que podem ser dar de modo pacífico, por meio do diálogo.

Para você saber mais: O que é Relações Internacionais? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zcputiZY72w Acesso em: 26 de nov. de 2018. Este vídeo explica de forma dinâmica a função de um internacionalista, ou seja, a profissão de quem exerce Relações Internacionais. Sugerimos que você assista ao vídeo para compreender que as práticas de diálogos e concessões entre os diferentes grupos na história passaram por políticas e um certo “jogo de cintura” entre aqueles que buscavam dominar territórios e/ou populações e aqueles que estavam sendo dominados. Se de um lado a Europa dominou a África por meio de embates, geralmente violentos, como os povos africanos resistiram em combate, a diplomacia também foi usada tanto como ferramenta de dominação quanto de resistência de domínio.

Sugerimos que você apresente aos alunos a cena do filme Pantera Negra, em que a família do heróis, em um momento de crise, pede ajuda ao líder da tribo rival, o Grande Gorila M’baku. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=t5Q18hYP8WU

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: De modo a estimular a autonomia dos alunos, sugerimos que você insira de forma direta o trabalho de Contextualização com as imagens e textos apresentados. Lembre-se que os alunos deverão estar organizados em trios, para que possam observar e analisar as fontes apresentadas e realizar a Contextualização.

Projete ou imprima as imagens e textos - faça uma cópia de cada imagem para cada trio: a primeira imagem é a de Wangari Maathai, condecorada em 2004 como Mensageira da Paz pela ONU, e a segunda é a bandeira da ONU, ambas as imagens possuem breves explicações, que deverão ser lidas pela turma, os demais slides fazem trazem um panorama explicativo sobre os significados de Mensageiro da Paz e Nobel da Paz - sugerimos que o professor promova uma leitura dinâmica, onde alguns alunos leiam, em voz alta, os textos sugeridos.

Esse material pode ser impresso no link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3cGm3ESj3jjvkvShssPMFUANG2599sFSjz9MNDjucz42XQPBDM2Jm2nWr9FB/hst8-24und-contextualizacao.pdf

Nesse mesmo link há os endereços das repostagens e textos originais, completos, de onde foram tirados os excertos apresentados aqui. Se preferir, imprima os textos completos.

Na proposta de debate sobre o Contexto, é importante que os alunos compreendam que há diversos meios de relações internacionais que promovem figuras/personalidades que lutam por acordos de forma pacífica e buscam melhorias sociais por meio da paz mundial. O exemplo de Wangari Maathai, bem como a posição de Mensageiro da Paz, Nobel da Paz e a ONU, deve ser relacionado com a ideia de que muitos acordos não são resolvidos por meio de guerras, conflitos violentos, mas que podem ser dar de modo pacífico, por meio do diálogo.

Para você saber mais: O que é Relações Internacionais? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zcputiZY72w Acesso em: 26 de nov. de 2018. Este vídeo explica de forma dinâmica a função de um internacionalista, ou seja, a profissão de quem exerce Relações Internacionais. Sugerimos que você assista ao vídeo para compreender que as práticas de diálogos e concessões entre os diferentes grupos na história passaram por políticas e um certo “jogo de cintura” entre aqueles que buscavam dominar territórios e/ou populações e aqueles que estavam sendo dominados. Se de um lado a Europa dominou a África por meio de embates, geralmente violentos, como os povos africanos resistiram em combate, a diplomacia também foi usada tanto como ferramenta de dominação quanto de resistência de domínio.

Sugerimos que você apresente aos alunos a cena do filme Pantera Negra, em que a família do heróis, em um momento de crise, pede ajuda ao líder da tribo rival, o Grande Gorila M’baku. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=t5Q18hYP8WU

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: De modo a estimular a autonomia dos alunos, sugerimos que você insira de forma direta o trabalho de Contextualização com as imagens e textos apresentados. Lembre-se que os alunos deverão estar organizados em trios, para que possam observar e analisar as fontes apresentadas e realizar a Contextualização.

Projete ou imprima as imagens e textos - faça uma cópia de cada imagem para cada trio: a primeira imagem é a de Wangari Maathai, condecorada em 2004 como Mensageira da Paz pela ONU, e a segunda é a bandeira da ONU, ambas as imagens possuem breves explicações, que deverão ser lidas pela turma, os demais slides fazem trazem um panorama explicativo sobre os significados de Mensageiro da Paz e Nobel da Paz - sugerimos que o professor promova uma leitura dinâmica, onde alguns alunos leiam, em voz alta, os textos sugeridos.

Esse material pode ser impresso no link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3cGm3ESj3jjvkvShssPMFUANG2599sFSjz9MNDjucz42XQPBDM2Jm2nWr9FB/hst8-24und-contextualizacao.pdf

Nesse mesmo link há os endereços das repostagens e textos originais, completos, de onde foram tirados os excertos apresentados aqui. Se preferir, imprima os textos completos.

Na proposta de debate sobre o Contexto, é importante que os alunos compreendam que há diversos meios de relações internacionais que promovem figuras/personalidades que lutam por acordos de forma pacífica e buscam melhorias sociais por meio da paz mundial. O exemplo de Wangari Maathai, bem como a posição de Mensageiro da Paz, Nobel da Paz e a ONU, deve ser relacionado com a ideia de que muitos acordos não são resolvidos por meio de guerras, conflitos violentos, mas que podem ser dar de modo pacífico, por meio do diálogo.

Para você saber mais: O que é Relações Internacionais? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zcputiZY72w Acesso em: 26 de nov. de 2018. Este vídeo explica de forma dinâmica a função de um internacionalista, ou seja, a profissão de quem exerce Relações Internacionais. Sugerimos que você assista ao vídeo para compreender que as práticas de diálogos e concessões entre os diferentes grupos na história passaram por políticas e um certo “jogo de cintura” entre aqueles que buscavam dominar territórios e/ou populações e aqueles que estavam sendo dominados. Se de um lado a Europa dominou a África por meio de embates, geralmente violentos, como os povos africanos resistiram em combate, a diplomacia também foi usada tanto como ferramenta de dominação quanto de resistência de domínio.

Sugerimos que você apresente aos alunos a cena do filme Pantera Negra, em que a família do heróis, em um momento de crise, pede ajuda ao líder da tribo rival, o Grande Gorila M’baku. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=t5Q18hYP8WU

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: De modo a estimular a autonomia dos alunos, sugerimos que você insira de forma direta o trabalho de Contextualização com as imagens e textos apresentados. Lembre-se que os alunos deverão estar organizados em trios, para que possam observar e analisar as fontes apresentadas e realizar a Contextualização.

Projete ou imprima as imagens e textos - faça uma cópia de cada imagem para cada trio: a primeira imagem é a de Wangari Maathai, condecorada em 2004 como Mensageira da Paz pela ONU, e a segunda é a bandeira da ONU, ambas as imagens possuem breves explicações, que deverão ser lidas pela turma, os demais slides fazem trazem um panorama explicativo sobre os significados de Mensageiro da Paz e Nobel da Paz - sugerimos que o professor promova uma leitura dinâmica, onde alguns alunos leiam, em voz alta, os textos sugeridos.

Esse material pode ser impresso no link https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3cGm3ESj3jjvkvShssPMFUANG2599sFSjz9MNDjucz42XQPBDM2Jm2nWr9FB/hst8-24und-contextualizacao.pdf

Nesse mesmo link há os endereços das repostagens e textos originais, completos, de onde foram tirados os excertos apresentados aqui. Se preferir, imprima os textos completos.

Na proposta de debate sobre o Contexto, é importante que os alunos compreendam que há diversos meios de relações internacionais que promovem figuras/personalidades que lutam por acordos de forma pacífica e buscam melhorias sociais por meio da paz mundial. O exemplo de Wangari Maathai, bem como a posição de Mensageiro da Paz, Nobel da Paz e a ONU, deve ser relacionado com a ideia de que muitos acordos não são resolvidos por meio de guerras, conflitos violentos, mas que podem ser dar de modo pacífico, por meio do diálogo.

Para você saber mais: O que é Relações Internacionais? Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=zcputiZY72w Acesso em: 26 de nov. de 2018. Este vídeo explica de forma dinâmica a função de um internacionalista, ou seja, a profissão de quem exerce Relações Internacionais. Sugerimos que você assista ao vídeo para compreender que as práticas de diálogos e concessões entre os diferentes grupos na história passaram por políticas e um certo “jogo de cintura” entre aqueles que buscavam dominar territórios e/ou populações e aqueles que estavam sendo dominados. Se de um lado a Europa dominou a África por meio de embates, geralmente violentos, como os povos africanos resistiram em combate, a diplomacia também foi usada tanto como ferramenta de dominação quanto de resistência de domínio.

Sugerimos que você apresente aos alunos a cena do filme Pantera Negra, em que a família do heróis, em um momento de crise, pede ajuda ao líder da tribo rival, o Grande Gorila M’baku. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=t5Q18hYP8WU

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Peça para que os alunos se mantenham em trios, então projete a fonte para a Problematização. O texto apresentado é parte do capítulo “A luta para manter a independência: era de confronto e aliança”. O trecho analisa as formas de resistências que ocorreram no período de imposição europeia durante o século XIX no neocolonialismo. É importante que os alunos compreendam que as resistências não ocorreram apenas no embate físico e percebam o protagonismo das populações africanas nas tomadas de decisões.

Apresente a fonte (slides 8 e 9) aos alunos e sugira que a turma faça uma leitura coletiva, escolha alguns alunos para que cada um leia um trecho da fonte, assim, a maioria poderá realizar a leitura da fonte. Sugerimos que disponibilize alguns dicionários da Língua Portuguesa para auxiliá-los, caso haja dúvidas com alguns conceitos ou palavras.

Se não for usar o projetor, você pode providenciar uma cópia impressa para cada trio, a partir do link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/F5FBx3TYXQkjxwERGDqZpG5qSZrZFUHErNZmxAY9cYB6ZzyGKmP7ZR4uzGuX/his8-26und02-problematizacao-fonte.pdf

Para você saber mais: Sugerimos que faça a leitura completa do capítulo de onde foi extraída a fonte: A luta para manter a independência: era de confronto e aliança. In: História geral da África VII: África sob dominação colonial, 1880 - 1935.- p. 196-197. Editor: Albert Adu Boahen, 2010. Disponível no site: http://unesdoc.unesco.org/images/0019/001902/190255POR.pdf Acesso em: 26 de nov. de 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Peça para que os alunos se mantenham em trios, então projete a fonte para a Problematização. O texto apresentado é parte do capítulo “A luta para manter a independência: era de confronto e aliança”. O trecho analisa as formas de resistências que ocorreram no período de imposição europeia durante o século XIX no neocolonialismo. É importante que os alunos compreendam que as resistências não ocorreram apenas no embate físico e percebam o protagonismo das populações africanas nas tomadas de decisões.

Apresente a fonte (slides 8 e 9) aos alunos e sugira que a turma faça uma leitura coletiva, escolha alguns alunos para que cada um leia um trecho da fonte, assim, a maioria poderá realizar a leitura da fonte. Sugerimos que disponibilize alguns dicionários da Língua Portuguesa para auxiliá-los, caso haja dúvidas com alguns conceitos ou palavras.

Se não for usar o projetor, você pode providenciar uma cópia impressa para cada trio, a partir do link:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/F5FBx3TYXQkjxwERGDqZpG5qSZrZFUHErNZmxAY9cYB6ZzyGKmP7ZR4uzGuX/his8-26und02-problematizacao-fonte.pdf

Para você saber mais: Sugerimos que faça a leitura completa do capítulo de onde foi extraída a fonte: A luta para manter a independência: era de confronto e aliança. In: História geral da África VII: África sob dominação colonial, 1880 - 1935.- p. 196-197. Editor: Albert Adu Boahen, 2010. Disponível no site: http://unesdoc.unesco.org/images/0019/001902/190255POR.pdf Acesso em: 26 de nov. de 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos.

Orientações: Professor, após a leitura da fonte, projete o slide ou entregue uma cópia impressa dessas questões para cada trio. É importante que os alunos associem estes povos com a realidade atual do continente africano e para isso eles precisam ter acesso a um mapa da África.

Slide Plano Aula

Orientações: Peça que os alunos leiam as orientações da atividade e anotem em seus cadernos. Você poderá projetar as orientações, escrevê-las no quadro ou, se achar pertinente, poderá ditá-las aos alunos. Você pode também imprimi-las aqui:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/2fmVy7Yjzx9TXEhKutBdtFxd9fZAxxfjeaMCacXhMa4swuvZjhws9CfuEMus/his8-26und02-problematizacao-questoes.pdf

A questão número 1 tem como objetivo estimular os alunos a construir a relação entre as práticas diplomáticas atuais com as ações de resistência durante o neocolonialismo do século XIX. Como expectativa de resposta, espera-se que os alunos apresentem análises similares, tais como:
1. Podemos estabelecer a relação entre o papel de Wangari, a missão dos Mensageiros da Paz, o Prêmio Nobel e a ONU como exemplos atuais de relações diplomáticas entre os diferentes interesses das nações, com suas particularidades culturais, bem como muitas vezes conflituosas. A ONU, por exemplo, busca estabelecer o diálogo entre estas nações e suas diferenças. No passado, durante o período de dominação de países europeus sobre a África, no século XIX, muitos povos buscaram formas diplomáticas de resistência, como forma de evitar o combate direto, pois sabiam da superioridade de armas da Europa.

A questão número 2 tem como objetivo levar aos alunos uma noção sobre o protagonismo dos povos africanos nas relações diplomáticas de resistência durante o período neocolonialista, no século XIX. Desta maneira, espera-se que os alunos apresentem análises como: 2. Não, pois, de acordo com o texto os povos da África resistiram de forma a se colocar como grandes sujeitos diplomáticos diante do domínio europeu, como por exemplo: “[...] Nos casos extremos, Estados como o dos Quintangona, do norte de Mocambique, ou os impérios Chikunda, do vale do Zambeze, até chegaram a reconhecer de bom grado a autoridade nominal dos portugueses, desde que estes não se esforçassem a sério para impor-lhes a dominação colonial”. Neste caso podemos observar que, apesar de alguns povos aceitarem algumas imposições dos europeus, ainda sim havia resistência por parte dos impérios africanos que defendiam seus limites e vontades.

A questão 3 tem como objetivo identificar dois exemplos diferentes de resistência com base na leitura do texto. Desta forma, os alunos poderão apontar: 1. O caso do líder dos chewa, Mwase Kasungu, que se colocou à frente de seu povo na vã luta contra os britânicos e acabou por se suicidar em 1896 para não capitular (para não se entregar) e 2. O caso da família real barué, que desenvolveu uma política de conquistar o apoio de Karl Peters, aventureiro alemão que ela imaginava estreitamente ligado ao governo de Bismarck, apresentando, assim, uma prática mais diplomática.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: O objetivo da Sistematização é fazer com que os alunos desenvolvam na prática a ideia de resistência com propósito de refletir o combate à violência. Desta maneira, você poderá projetar o slide, ou escrever no quadro as orientações desta atividade. Caso, seja necessário, o professor poderá ditar as orientações.

Nesta etapa, é importante disponibilizar aos alunos folha A4, lápis para desenho ou comum, lápis de cor, hidrocor, canetinhas coloridas, giz de cera, revistas e jornais para recorte, régua, cola branca e tesoura sem ponta, bem como materiais que achar necessário para a elaboração do cartaz.

No final, escolha dois trios para que expliquem seus cartazes, é importante que os grupos apresentem temas pertinentes ao combate à violência de modo pacífico. É interessante expor estes cartazes em um local onde toda a escola possa visualizar o resultado desta atividade.

Caso os alunos não consigam terminar os cartazes em sala, dê a possibilidade de finalizarem em casa para entregar na aula seguinte.

Se você preferir e achar pertinente, entregue as orientações no formato impresso, o arquivo está disponível no endereço eletrônico: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/wE4sa8NGhxP3jRFmbXw9CcMQ9GSNu8evbwwVZEgvH7jeZXjUAdeeQZ2fHzYV/his8-26und02-sistematizacao.pdf

Para você saber mais: Como forma de auxiliá-lo na orientação para a elaboração dos cartazes, sugerimos que veja o site: https://www.hypeness.com.br/2013/06/designers-criam-cartazes-criativos-para-serem-usados-nos-protestos-pelo-brasil/ .

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Configurações do mundo no século XIX do 8º ano :

MAIS AULAS DE História do 8º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF08HI26 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano