16531
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 4º ano > Circulação de pessoas, produtos e culturas

Plano de aula - Cerâmica - as pistas do passado no presente

Plano de aula de História com atividades para 4º ano do EF sobre Cerâmica - as pistas do passado no presente

Plano 04 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Cristiane De Oliveira Moura

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF04HI04 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

Atividades impressas, dicionário, fita adesiva, tiras de papel ou post-it.

Material complementar:

Proposta da atividade, acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/PKNAaR4eM4mq9zTsTMbcpyye3EvfUwr4wjpuWCeMUSyPDD84ErgpeVmGxKnZ/his4-04und04-problematizacao-proposta-de-grupo.pdf

Texto: Descoberta de gente grande, da revista CHC. Disponível no link:

http://chc.org.br/descoberta-de-gente-grande/. Acesso em 12 jan. 2019.

Imagens do slide para o momento de sistematização, para reprodução se for necessário. Acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4HDWapp7yKBHFrs7ZBvmT9gWRQkhkxbYy9CVWRUPg3dSk3tQ5xFZDwNkxKYB/his4-04und04-sistematizacao.pdf

Fonte das imagens:

Cerâmicas: Arantxa H.Etxeverría - Obra do próprio, CC BY-SA 3.0. Disponível em:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=17706127, Acesso em 12 jan. 2019.

Cerâmica Tupi-Guarani pré-cabralina. Disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Arte_ind%C3%ADgena_brasileira#/media/File:Cer%C3%A2mica_Tupi-Guarani_5.jpg. Acesso em: 29 de dez. 2018.

Grande embarcação funerária. Ilha de Marajó. Disponível no link:

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/d/dd/Funerary_vessel_Collection_H_Law_172_n1.jpg. Acesso em: 29 de dez. 2018.

Cerâmica rosa, disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cer%C3%A2mica#/media/File:Ceramica_rosa.jpg. Acesso em 19 jan. 2019.

Azulejo, disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Azulejo#/media/File:Mekhnes_Place_El-Hedine_Mosaique3.jpg. Acesso em 19 jan. 2019.

Para você saber mais:

Neste plano será abordada a cerâmica e sua origem nos tempos remotos do passado distante.

Em alguns locais a cerâmica surgiu pela necessidade de transportar e armazenar os alimentos, sementes e água; em outros locais, seu surgimento está ligado à rituais de celebração.

Ela é um dos elementos da cultura material que tem uma grande importância para os arqueólogos e outros pesquisadores pela durabilidade e abundância em diversos sítios arqueológicos. Além da quantidade, a cerâmica permite o trabalho de análise mesmo estando fragmentada, podendo ser levantadas hipóteses da dinâmica cotidiana, social e cultural dos povos de um passado distante que habitavam a região.

Essa possibilidade de levantar hipóteses é o que será abordado neste plano.

Vídeo: SP Arqueologia - Sítio Cerâmico ( Peruíbe SP). Mostra um pouco do trabalho do arqueólogo num sítio cerâmico. You Tube, disponível em:

https://www.youtube.com/watch?v=RzzyEP8C0Cw. Acesso em 29 dez. 2018.

O que é um arqueólogo. Disponível no link:

https://www.youtube.com/watch?v=iplG8sBhHs4. Acesso em 12 jan. 2019.

Livro: Muito além dos campos - Arqueologia e História da Amazônia Marajoara. Disponível para baixar em PDF no linK:

http://portal.iphan.gov.br/uploads/publicacao/PubDivArq_MuitoAlemCampos_m.pdf. Acesso em 31 jan. 2019.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

Apresente para a turma o objetivo da aula, por meio de um cartaz, projetado no data show ou escrito no quadro.

Faça a leitura coletiva.

Indague o significado da palavra cerâmica.

Incentive a turma a buscar o significado da palavra a partir do cotidiano familiar. Se necessário convide um deles para pesquisar no dicionário. A palavra vem do grego, “kéramos” e significa terra queimada ou argila queimada. No dicionário a palavra cerâmica significa “ A arte da fabricação de louça de barro; As peças feitas de barro.” .

Solicite que a turma faça novamente a leitura coletiva do objetivo e falem sobre ele para que compreendam o que será trabalhado na aula.

Esclareça as dúvidas sobre o objetivo da aula.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

A turma deverá estar organizada em pequenos grupos.

Apresente para a turma o material do slide, projete ou faça um cartaz.

Convide um deles para fazer a leitura das questões presentes nas setas.

Questões das setas:

  • O que são? Espera-se que a turma perceba pelos traços e decoração que se trata de cerâmicas atuais.
  • Qual a utilidade? Espera-se que percebam que as peças trazem um exemplo de uso utilitário e decorativo.
  • Como surgiram? Por que surgiram?

Instigue o grupo a levantar hipóteses sobre o surgimento das vasilhas de cerâmica: quando elas surgiram; se eram parecidas com essas; para o que elas eram necessárias; qual a utilidade das vasilhas; o que é preciso para fabricá-las.

Faça a turma lembrar das brincadeiras de barro, confecção de bonecos, esculturas, etc.

Pergunte quanto tempo duram e o que é possível fazer para durar mais.

Auxilie a turma a fazer a relação dos objetos de cerâmica com o fogo.

Indague se antes do fogo elas não eram fabricadas.

Faça - os relacionarem com os objetos de barro confeccionados por eles.

Informe que essas são cerâmicas dos dias atuais. Que do início de seu surgimento houve algumas mudanças permanências e mudanças. Como eram utilizadas, como era o dia a dia dos povos que a utilizavam são pontos que serão abordados na continuidade da aula.

Imagens do slide para reprodução se for necessário, acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4HDWapp7yKBHFrs7ZBvmT9gWRQkhkxbYy9CVWRUPg3dSk3tQ5xFZDwNkxKYB/his4-04und04-sistematizacao.pdf

Fonte da imagem: cerâmica rosa, disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cer%C3%A2mica#/media/File:Ceramica_rosa.jpg. Acesso em 19 jan. 2019.

Fonte da imagem: azulejo, disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Azulejo#/media/File:Mekhnes_Place_El-Hedine_Mosaique3.jpg. Acesso em 19 jan. 2019.

Como adequar à sua realidade:

Se no seu estado ou região existir a tradição de produção de artefatos de cerâmica, ou o comércio, substitua a imagem por uma local.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

A turma deverá continuar nos grupos.

Apresente o trecho do texto por meio de projeção, cartaz ou escrito no quadro.

Faça a leitura coletiva do texto.

Levante com a turma o que eles imaginam que um arqueólogo faz.

Ajude a turma a entender a partir do contexto.

O arqueólogo é o profissional que estuda as sociedades do passado ou do presente utilizando os vestígios materiais que elas deixaram ou deixam. Eles são como detetives.

Peça para que leiam novamente o texto e abra para que comentem o que chamou a atenção, o que entenderam.

Fonte da imagem:

Imagens da releitura da peça cerâmica, ilustradora: Thayna M. Almeida (acervo pessoal de Cristiane de O. Moura).

Texto: Descoberta de gente grande, da revista CHC. Leia o texto na íntegra no linK:

http://chc.org.br/descoberta-de-gente-grande/, Acesso em 12 jan. 2019.

Como adequar à sua realidade:

Se no seu estado ou região existir alguma sociedade indígena, comunidades ou artistas procure saber se eles desenvolveram a cultura da cerâmica e faça essa proposta utilizando a imagem de uma de suas produções.

Para você saber mais:

O que é um arqueólogo. Disponível no link:

https://www.youtube.com/watch?v=iplG8sBhHs4. Acesso em 12 jan, 2019

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações:

A turma deverá continuar nos grupos.

Entregue para cada grupo a proposta de atividade.

Faça a leitura coletiva da consigna.

Retome oralmente com a turma o que faz um arqueólogo. Informe que irão brincar de arqueólogo levantando hipóteses apontadas pela folha que foi entregue.

Esclareça as dúvidas sobre essa proposta e informe o tempo que terão para a realização.

Durante a realização da atividade pela turma, visite os grupos para auxiliá-los a ler atentamente os textos, observar os detalhes das peças cerâmicas, discutir e levantar suas hipóteses.

Ao término realize a socialização da atividade, uma peça por vez, para que a turma perceba as diferentes hipóteses.

Após todos os grupos comentarem uma questão, inicie a próxima.

O objetivo da proposta não é de que os alunos cheguem a uma hipótese parecida com a dos arqueólogos e outros estudiosos, mas sim que percebam as informações que são possíveis ser levantadas com a observação das fontes materiais.

Eles também deverão perceber que o arqueólogo não produz recursos e fontes, ele faz suas inferências e interpretações a partir das evidências históricas.

Ao término das socializações retome os pontos que julgar necessário.

Informe aos grupos que há dois tipos de cerâmicas: utilitária (objetos de usos domésticos e cerimoniais) e figurativa (decoração), representada pela tanga. Destaque que essa peça era utilizada pela mulheres para cobrir a região, mas também como decoração, como fazemos com os brincos e colares (para ficar mais bonita).

Comente que segundo os estudos a cerâmica no Brasil começou a ser produzida na Ilha de Marajó (cerâmica marajoara). A cerâmica dessa região mostra o avanço dessa técnica. Percebe-se que eram utilizados várias técnicas: raspagem, incisão, excisão e pintura.

Reforce que a análise dos fragmentos cerâmicos, o tamanho e a quantidade das peças possibilitam levantar hipóteses de como era a vida nas aldeias: os hábitos alimentares, a disposição das casas, as relações sociais e com o meio ambiente.

Proposta da atividade, disponível em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/PKNAaR4eM4mq9zTsTMbcpyye3EvfUwr4wjpuWCeMUSyPDD84ErgpeVmGxKnZ/his4-04und04-problematizacao-proposta-de-grupo.pdf

Fonte das imagens:

Imagens das releituras, ilustradora: Thayná M. Almeida (acervo pessoal de Cristiane de O. Moura).

Cerâmica Tupi-Guarani pré-cabralina. Disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Arte_ind%C3%ADgena_brasileira#/media/File:Cer%C3%A2mica_Tupi-Guarani_5.jpg. Acesso em: 29 de dez. 2018.

Grande embarcação funerária. Ilha de Marajó. Disponível no link:

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/d/dd/Funerary_vessel_Collection_H_Law_172_n1.jpg. Acesso em: 29 de dez. 2018.

Como adequar à sua realidade:

Se no seu estado ou região existir alguma sociedade indígena, comunidades ou artistas procure saber se eles desenvolveram a cultura da cerâmica apresente para a turma.

Para você saber mais:

Neste plano será abordada a cerâmica e sua origem nos tempos remotos do passado distante.

Em alguns locais a cerâmica surgiu pela necessidade de transportar e armazenar os alimentos, sementes e água; em outros locais, seu surgimento está ligado à rituais de celebração.

Ela é um dos elementos da cultura material que tem uma grande importância para os arqueólogos e outros pesquisadores pela durabilidade e abundância em diversos sítios arqueológicos. Além da quantidade, a cerâmica permite o trabalho de análise mesmo estando fragmentada, podendo ser levantadas hipóteses da dinâmica cotidiana, social e cultural dos povos de um passado distante que habitavam a região.

Essa possibilidade de levantar hipóteses é o que será abordado neste plano.

Vídeo: SP Arqueologia - Sítio Cerâmico ( Peruíbe SP). Mostra um pouco do trabalho do arqueólogo num sítio cerâmico. You Tube, disponível em:

https://www.youtube.com/watch?v=RzzyEP8C0Cw. Acesso em 29 de dez. 2018.

Livro: Muito além dos campos - Arqueologia e História da Amazônia Marajoara. Disponível para baixar em PDF no linK:

http://portal.iphan.gov.br/uploads/publicacao/PubDivArq_MuitoAlemCampos_m.pdf. Acesso em 31 jan. 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

Retome oralmente com a turma a utilidade dos recipientes cerâmicos no passado distante que estão estudando.

Faça perguntas para a turma sobre o modo de vida deles: do que se alimentavam e como viviam.

Apresente o slide projetado ou por meio de um cartaz.

Faça a leitura coletiva.

Provoque o grupo para que percebam que a necessidade de armazenamento e preparo de alimentos, a necessidade do armazenamento de água ou de sementes, foram algumas das situações que favoreceram o surgimento dos recipientes cerâmicos.

Esclareça que com a prática da agricultura, eles produziam seu próprio alimento e já não precisavam estar mudando de local à procura do que se alimentar. A própria atividade agrícola precisa de cuidados constante e estar próximo facilita. Esse processo contribuiu para que pequenos grupos se tornassem sedentários, fixos na região, formando as aldeias.

Isso não aconteceu com todos ao mesmo tempo. Alguns grupos ainda estavam em transição, considerados seminômades.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

Os alunos continuarão nos grupos.

Retome com a turma oralmente de forma breve a importância do material cerâmico e o que ele proporciona para a compreensão sobre o modo de vida dos povos do passado.

Oriente-os para que eles escolham dois aspectos que são possíveis imaginar desse povos a partir dos fragmentos cerâmicos.

Entregue para cada grupo uma tarja de papel ou um post-it para que escrevam um aspecto em cada. Informe o tempo que terão para realizar a proposta.

Abra para a socialização dos grupos, apresente a imagem por meio de cartaz, projeção ou reproduza no quadro.

Chame um representante do grupo para fazer a leitura de um dos aspectos escolhidos. Combine com a turma que seja acrescentada uma informação nova a cada grupo que for apresentando.

Abra para a turma comentar algum aspecto que não tenha sido contemplado na apresentação.

Provoque a turma para que percebam que a criação da cerâmica foi uma das revoluções daquele tempo.

Ao término, realize uma leitura coletiva dos itens e faça os grupos refletirem sobre os pontos que considerarem necessários diante das observações realizadas no processo.

Destaque que a arte da cerâmica perdura até os dias atuais. Nesse período houve algumas mudanças, permanências e mudanças. Uma das permanências é seu uso, atualmente assim como no passado distante a cerâmica tem seu uso utilitário e decorativo (atualmente muito utilizado na decoração das casas). Entre as mudanças que houve está a fabricação, há formas mais práticas que dão acabamento e mais delicadeza nas peças.

Como adequar à sua realidade:

Se houver populações indígenas, artista ou povos da região que compartilhem da cultura da cerâmica, substitua a imagem por uma local.

Sugestões de trabalho interdisciplinar:

Realizar em outro momento um circuito de oficina de arte cerâmica nas aulas de Artes.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF04HI04 de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários:

Atividades impressas, dicionário, fita adesiva, tiras de papel ou post-it.

Material complementar:

Proposta da atividade, acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/PKNAaR4eM4mq9zTsTMbcpyye3EvfUwr4wjpuWCeMUSyPDD84ErgpeVmGxKnZ/his4-04und04-problematizacao-proposta-de-grupo.pdf

Texto: Descoberta de gente grande, da revista CHC. Disponível no link:

http://chc.org.br/descoberta-de-gente-grande/. Acesso em 12 jan. 2019.

Imagens do slide para o momento de sistematização, para reprodução se for necessário. Acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4HDWapp7yKBHFrs7ZBvmT9gWRQkhkxbYy9CVWRUPg3dSk3tQ5xFZDwNkxKYB/his4-04und04-sistematizacao.pdf

Fonte das imagens:

Cerâmicas: Arantxa H.Etxeverría - Obra do próprio, CC BY-SA 3.0. Disponível em:

https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=17706127, Acesso em 12 jan. 2019.

Cerâmica Tupi-Guarani pré-cabralina. Disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Arte_ind%C3%ADgena_brasileira#/media/File:Cer%C3%A2mica_Tupi-Guarani_5.jpg. Acesso em: 29 de dez. 2018.

Grande embarcação funerária. Ilha de Marajó. Disponível no link:

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/d/dd/Funerary_vessel_Collection_H_Law_172_n1.jpg. Acesso em: 29 de dez. 2018.

Cerâmica rosa, disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cer%C3%A2mica#/media/File:Ceramica_rosa.jpg. Acesso em 19 jan. 2019.

Azulejo, disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Azulejo#/media/File:Mekhnes_Place_El-Hedine_Mosaique3.jpg. Acesso em 19 jan. 2019.

Para você saber mais:

Neste plano será abordada a cerâmica e sua origem nos tempos remotos do passado distante.

Em alguns locais a cerâmica surgiu pela necessidade de transportar e armazenar os alimentos, sementes e água; em outros locais, seu surgimento está ligado à rituais de celebração.

Ela é um dos elementos da cultura material que tem uma grande importância para os arqueólogos e outros pesquisadores pela durabilidade e abundância em diversos sítios arqueológicos. Além da quantidade, a cerâmica permite o trabalho de análise mesmo estando fragmentada, podendo ser levantadas hipóteses da dinâmica cotidiana, social e cultural dos povos de um passado distante que habitavam a região.

Essa possibilidade de levantar hipóteses é o que será abordado neste plano.

Vídeo: SP Arqueologia - Sítio Cerâmico ( Peruíbe SP). Mostra um pouco do trabalho do arqueólogo num sítio cerâmico. You Tube, disponível em:

https://www.youtube.com/watch?v=RzzyEP8C0Cw. Acesso em 29 dez. 2018.

O que é um arqueólogo. Disponível no link:

https://www.youtube.com/watch?v=iplG8sBhHs4. Acesso em 12 jan. 2019.

Livro: Muito além dos campos - Arqueologia e História da Amazônia Marajoara. Disponível para baixar em PDF no linK:

http://portal.iphan.gov.br/uploads/publicacao/PubDivArq_MuitoAlemCampos_m.pdf. Acesso em 31 jan. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

Apresente para a turma o objetivo da aula, por meio de um cartaz, projetado no data show ou escrito no quadro.

Faça a leitura coletiva.

Indague o significado da palavra cerâmica.

Incentive a turma a buscar o significado da palavra a partir do cotidiano familiar. Se necessário convide um deles para pesquisar no dicionário. A palavra vem do grego, “kéramos” e significa terra queimada ou argila queimada. No dicionário a palavra cerâmica significa “ A arte da fabricação de louça de barro; As peças feitas de barro.” .

Solicite que a turma faça novamente a leitura coletiva do objetivo e falem sobre ele para que compreendam o que será trabalhado na aula.

Esclareça as dúvidas sobre o objetivo da aula.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

A turma deverá estar organizada em pequenos grupos.

Apresente para a turma o material do slide, projete ou faça um cartaz.

Convide um deles para fazer a leitura das questões presentes nas setas.

Questões das setas:

  • O que são? Espera-se que a turma perceba pelos traços e decoração que se trata de cerâmicas atuais.
  • Qual a utilidade? Espera-se que percebam que as peças trazem um exemplo de uso utilitário e decorativo.
  • Como surgiram? Por que surgiram?

Instigue o grupo a levantar hipóteses sobre o surgimento das vasilhas de cerâmica: quando elas surgiram; se eram parecidas com essas; para o que elas eram necessárias; qual a utilidade das vasilhas; o que é preciso para fabricá-las.

Faça a turma lembrar das brincadeiras de barro, confecção de bonecos, esculturas, etc.

Pergunte quanto tempo duram e o que é possível fazer para durar mais.

Auxilie a turma a fazer a relação dos objetos de cerâmica com o fogo.

Indague se antes do fogo elas não eram fabricadas.

Faça - os relacionarem com os objetos de barro confeccionados por eles.

Informe que essas são cerâmicas dos dias atuais. Que do início de seu surgimento houve algumas mudanças permanências e mudanças. Como eram utilizadas, como era o dia a dia dos povos que a utilizavam são pontos que serão abordados na continuidade da aula.

Imagens do slide para reprodução se for necessário, acesso em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4HDWapp7yKBHFrs7ZBvmT9gWRQkhkxbYy9CVWRUPg3dSk3tQ5xFZDwNkxKYB/his4-04und04-sistematizacao.pdf

Fonte da imagem: cerâmica rosa, disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cer%C3%A2mica#/media/File:Ceramica_rosa.jpg. Acesso em 19 jan. 2019.

Fonte da imagem: azulejo, disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Azulejo#/media/File:Mekhnes_Place_El-Hedine_Mosaique3.jpg. Acesso em 19 jan. 2019.

Como adequar à sua realidade:

Se no seu estado ou região existir a tradição de produção de artefatos de cerâmica, ou o comércio, substitua a imagem por uma local.

Slide Plano Aula

Orientações:

A turma deverá continuar nos grupos.

Apresente o trecho do texto por meio de projeção, cartaz ou escrito no quadro.

Faça a leitura coletiva do texto.

Levante com a turma o que eles imaginam que um arqueólogo faz.

Ajude a turma a entender a partir do contexto.

O arqueólogo é o profissional que estuda as sociedades do passado ou do presente utilizando os vestígios materiais que elas deixaram ou deixam. Eles são como detetives.

Peça para que leiam novamente o texto e abra para que comentem o que chamou a atenção, o que entenderam.

Fonte da imagem:

Imagens da releitura da peça cerâmica, ilustradora: Thayna M. Almeida (acervo pessoal de Cristiane de O. Moura).

Texto: Descoberta de gente grande, da revista CHC. Leia o texto na íntegra no linK:

http://chc.org.br/descoberta-de-gente-grande/, Acesso em 12 jan. 2019.

Como adequar à sua realidade:

Se no seu estado ou região existir alguma sociedade indígena, comunidades ou artistas procure saber se eles desenvolveram a cultura da cerâmica e faça essa proposta utilizando a imagem de uma de suas produções.

Para você saber mais:

O que é um arqueólogo. Disponível no link:

https://www.youtube.com/watch?v=iplG8sBhHs4. Acesso em 12 jan, 2019

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações:

A turma deverá continuar nos grupos.

Entregue para cada grupo a proposta de atividade.

Faça a leitura coletiva da consigna.

Retome oralmente com a turma o que faz um arqueólogo. Informe que irão brincar de arqueólogo levantando hipóteses apontadas pela folha que foi entregue.

Esclareça as dúvidas sobre essa proposta e informe o tempo que terão para a realização.

Durante a realização da atividade pela turma, visite os grupos para auxiliá-los a ler atentamente os textos, observar os detalhes das peças cerâmicas, discutir e levantar suas hipóteses.

Ao término realize a socialização da atividade, uma peça por vez, para que a turma perceba as diferentes hipóteses.

Após todos os grupos comentarem uma questão, inicie a próxima.

O objetivo da proposta não é de que os alunos cheguem a uma hipótese parecida com a dos arqueólogos e outros estudiosos, mas sim que percebam as informações que são possíveis ser levantadas com a observação das fontes materiais.

Eles também deverão perceber que o arqueólogo não produz recursos e fontes, ele faz suas inferências e interpretações a partir das evidências históricas.

Ao término das socializações retome os pontos que julgar necessário.

Informe aos grupos que há dois tipos de cerâmicas: utilitária (objetos de usos domésticos e cerimoniais) e figurativa (decoração), representada pela tanga. Destaque que essa peça era utilizada pela mulheres para cobrir a região, mas também como decoração, como fazemos com os brincos e colares (para ficar mais bonita).

Comente que segundo os estudos a cerâmica no Brasil começou a ser produzida na Ilha de Marajó (cerâmica marajoara). A cerâmica dessa região mostra o avanço dessa técnica. Percebe-se que eram utilizados várias técnicas: raspagem, incisão, excisão e pintura.

Reforce que a análise dos fragmentos cerâmicos, o tamanho e a quantidade das peças possibilitam levantar hipóteses de como era a vida nas aldeias: os hábitos alimentares, a disposição das casas, as relações sociais e com o meio ambiente.

Proposta da atividade, disponível em:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/PKNAaR4eM4mq9zTsTMbcpyye3EvfUwr4wjpuWCeMUSyPDD84ErgpeVmGxKnZ/his4-04und04-problematizacao-proposta-de-grupo.pdf

Fonte das imagens:

Imagens das releituras, ilustradora: Thayná M. Almeida (acervo pessoal de Cristiane de O. Moura).

Cerâmica Tupi-Guarani pré-cabralina. Disponível no link:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Arte_ind%C3%ADgena_brasileira#/media/File:Cer%C3%A2mica_Tupi-Guarani_5.jpg. Acesso em: 29 de dez. 2018.

Grande embarcação funerária. Ilha de Marajó. Disponível no link:

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/d/dd/Funerary_vessel_Collection_H_Law_172_n1.jpg. Acesso em: 29 de dez. 2018.

Como adequar à sua realidade:

Se no seu estado ou região existir alguma sociedade indígena, comunidades ou artistas procure saber se eles desenvolveram a cultura da cerâmica apresente para a turma.

Para você saber mais:

Neste plano será abordada a cerâmica e sua origem nos tempos remotos do passado distante.

Em alguns locais a cerâmica surgiu pela necessidade de transportar e armazenar os alimentos, sementes e água; em outros locais, seu surgimento está ligado à rituais de celebração.

Ela é um dos elementos da cultura material que tem uma grande importância para os arqueólogos e outros pesquisadores pela durabilidade e abundância em diversos sítios arqueológicos. Além da quantidade, a cerâmica permite o trabalho de análise mesmo estando fragmentada, podendo ser levantadas hipóteses da dinâmica cotidiana, social e cultural dos povos de um passado distante que habitavam a região.

Essa possibilidade de levantar hipóteses é o que será abordado neste plano.

Vídeo: SP Arqueologia - Sítio Cerâmico ( Peruíbe SP). Mostra um pouco do trabalho do arqueólogo num sítio cerâmico. You Tube, disponível em:

https://www.youtube.com/watch?v=RzzyEP8C0Cw. Acesso em 29 de dez. 2018.

Livro: Muito além dos campos - Arqueologia e História da Amazônia Marajoara. Disponível para baixar em PDF no linK:

http://portal.iphan.gov.br/uploads/publicacao/PubDivArq_MuitoAlemCampos_m.pdf. Acesso em 31 jan. 2019.

Slide Plano Aula

Orientações:

Retome oralmente com a turma a utilidade dos recipientes cerâmicos no passado distante que estão estudando.

Faça perguntas para a turma sobre o modo de vida deles: do que se alimentavam e como viviam.

Apresente o slide projetado ou por meio de um cartaz.

Faça a leitura coletiva.

Provoque o grupo para que percebam que a necessidade de armazenamento e preparo de alimentos, a necessidade do armazenamento de água ou de sementes, foram algumas das situações que favoreceram o surgimento dos recipientes cerâmicos.

Esclareça que com a prática da agricultura, eles produziam seu próprio alimento e já não precisavam estar mudando de local à procura do que se alimentar. A própria atividade agrícola precisa de cuidados constante e estar próximo facilita. Esse processo contribuiu para que pequenos grupos se tornassem sedentários, fixos na região, formando as aldeias.

Isso não aconteceu com todos ao mesmo tempo. Alguns grupos ainda estavam em transição, considerados seminômades.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

Os alunos continuarão nos grupos.

Retome com a turma oralmente de forma breve a importância do material cerâmico e o que ele proporciona para a compreensão sobre o modo de vida dos povos do passado.

Oriente-os para que eles escolham dois aspectos que são possíveis imaginar desse povos a partir dos fragmentos cerâmicos.

Entregue para cada grupo uma tarja de papel ou um post-it para que escrevam um aspecto em cada. Informe o tempo que terão para realizar a proposta.

Abra para a socialização dos grupos, apresente a imagem por meio de cartaz, projeção ou reproduza no quadro.

Chame um representante do grupo para fazer a leitura de um dos aspectos escolhidos. Combine com a turma que seja acrescentada uma informação nova a cada grupo que for apresentando.

Abra para a turma comentar algum aspecto que não tenha sido contemplado na apresentação.

Provoque a turma para que percebam que a criação da cerâmica foi uma das revoluções daquele tempo.

Ao término, realize uma leitura coletiva dos itens e faça os grupos refletirem sobre os pontos que considerarem necessários diante das observações realizadas no processo.

Destaque que a arte da cerâmica perdura até os dias atuais. Nesse período houve algumas mudanças, permanências e mudanças. Uma das permanências é seu uso, atualmente assim como no passado distante a cerâmica tem seu uso utilitário e decorativo (atualmente muito utilizado na decoração das casas). Entre as mudanças que houve está a fabricação, há formas mais práticas que dão acabamento e mais delicadeza nas peças.

Como adequar à sua realidade:

Se houver populações indígenas, artista ou povos da região que compartilhem da cultura da cerâmica, substitua a imagem por uma local.

Sugestões de trabalho interdisciplinar:

Realizar em outro momento um circuito de oficina de arte cerâmica nas aulas de Artes.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Circulação de pessoas, produtos e culturas do 4º ano :

MAIS AULAS DE História do 4º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF04HI04 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano