16456
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Geografia > 9º ano > Mundo do trabalho

Plano de aula - Recursos Florestais

Plano de aula de Geografia com atividades para 9º ano do Fundamental sobre compreender a exploração dos recursos florestais

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Mariana Soares Domingues

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09GE13 de Geografia, que consta na BNCC. Esta habilidade diz respeito à análise da importância da produção agropecuária na sociedade urbano-industrial ante o problema da desigualdade mundial de acesso aos recursos alimentares e à matéria-prima. Assim, o uso de materiais didáticos visuais como mapas, podem ser úteis para interpretações e comparações entre as localidades. Como esta habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. Como esse plano envolve interpretação e análise de mapa, você pode trabalhar também com a habilidade EF09GE14 que envolve, entre outras ferramentas (como gráficos de barras, setores e mapas esquemáticos ou anamorfoses), o uso e a interpretação de mapas temáticos para analisar, sintetizar e apresentar dados, e informações sobre diversidade, diferenças e desigualdades sociopolíticas e geopolíticas mundiais. Caso seja interessante, também poderá abordar a habilidade EF09GE18 que busca identificar e analisar as cadeias industriais e de inovação e as consequências dos usos de recursos naturais em diferentes países.

Materiais necessários: Folha sulfite, caneta ou lápis, se preferir coloridos.

Material complementar: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EXuyx7P7gNqfXzUMSaBMebGvaPBE2BmzEPbNqMmV7JAymXCrhmf5MH6KTMNF/geo09-13und05-mapa-variacao-da-cobertura-florestal.pdf

Mapa: Variação da Cobertura Florestal por Região - 1990 - 2010

Link para os mapas:

Mapa: Variação da Cobertura Florestal por Região - 1990 - 2010

Annual change in forest area by region. FAO - Global Forest Resource Assessment. Disponível em: . Acesso em: 16 jan. 2019.

Para você saber mais:

Outras informações a respeito do assunto podem ser averiguadas no site da FAO - Global Forest Resource Assessment. Disponível em: http://www.fao.org/forestry/fra/62219/en/, que apresenta outros mapas relativos ao tema.

Também o site: Global Forest Watch, disponível em: https://www.globalforestwatch.org/; oferece dados atualizados, tecnologia e ferramentas para auxiliar pessoas em todos os lugares a protegerem as florestas.

O link: https://blog.globalforestwatch.org/ que apresenta artigos, informações, gráficos e dados recentes sobre a perda florestal no mundo e no Brasil.

Também o link da mesma instituição: https://www.globalforestwatch.org/map que fornece mapas interativos a respeito do mesmo assunto.

O artigo abaixo apresenta informações sobre a substituição dos ambientes naturais por pastagens e cultivos, além de mapa e gráfico sobre a perda de cobertura arbórea entre 2001 e 2014, e projeções para 2050 para perda florestal:

MARQUES, Luis. O Grande Massacre das Árvores. Disponível em: <https://qualidadeonline.wordpress.com/page/18/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

DANTAS, Caroline. Empresas produtoras de matéria-prima são ligadas a 27% do desmatamento permanente no mundo, diz estudo. G1. Disponível em: <https://g1.globo.com/natureza/noticia/2018/09/13/empresas-produtoras-de-materia-prima-sao-ligadas-a-27-do-desmatamento-permanente-no-mundo-diz-estudo.ghtml>. Acesso em: 16 jan. 2019.

É desmatamento quando uma árvore cai? Disponível em: <https://wribrasil.org.br/pt/blog/2018/10/e-desmatamento-quando-uma-arvore-cai>. Acesso em: 16 jan. 2019.

O artigo abaixo explica o conceito de silvicultura detalhadamente, e o seguinte aborda o papel da silvicultura no mundo com dados e exemplos específicos de experiência de manejo florestal.

BENTES-GAMA, Michelliny de Matos. O que é silvicultura? Disponível em: <https://www.portalsaofrancisco.com.br/meio-ambiente/silvicultura>. Acesso em: 16 jan. 2019.

Silvicultura e manejo. Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais. Disponível em: <http://www.ipef.br/silvicultura/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

O site abaixo apresenta experiências nos estados do Paraná, Minas Gerias, Mato Grosso, Pará e Espírito Santo de sistemas agroflorestais:

Reflorestamento: Brasil é um dos maiores produtores de florestas plantadas do mundo. Disponível em: <http://cerradoeditora.com.br/cerrado/reflorestamento-brasil-e-um-dos-maiores-produtores-de-florestas-plantadas-do-mundo/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

A silvicultura é uma resposta viável ao consumo de madeira necessário para a produção de itens comuns na vida moderna. Disponível em: <https://www.celuloseonline.com.br/silvicultura-e-uma-resposta-viavel-ao-consumo-de-madeira-necessario-para-producao-de-itens-comuns-na-vida-moderna/>. Acesso em: 17 jan. 2019.

Contextos prévios: Talvez seja interessante que os alunos tenham ciência sobre a diferença entre os termos silvicultura e reflorestamento. Também devem compreender que existe, no setor primário, comercialização de recursos florestais provenientes do extrativismo vegetal, tais como extração de madeira, frutos, sementes, e até mesmo seiva das plantas (ex. látex da seringueira, matéria-prima da borracha).

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Esse plano de aula procura discutir a exploração dos recursos florestais e a função da silvicultura e do reflorestamento no mundo. Você deve dividir a sala em grupos de 3 a 4 alunos para trabalharem em conjunto. Os alunos deverão analisar um mapa da Variação da Cobertura Florestal por regiões entre 1990 e 2010 para compreender a exploração dos recursos florestais no mundo e o papel da silvicultura e reflorestamento na obtenção de matérias-primas e recomposição de espécies.

A ideia é que elaborem um quadro de hipóteses que expliquem as diferenças regionais na perda e ganho de cobertura florestal nas regiões no mundo e troquem entre si as informações de seus quadros para ampliarem as discussões e conclusões acerca do assunto.

Para iniciar leia o título, explique a importância dos recursos florestais no planeta. A exploração florestal é feita para obtenção de frutos, sementes, seiva de plantas e madeira. Como exemplo podemos citar: o açaí, cupuaçu, dendê que são frutos de extrativismo vegetal; as castanhas, avelã, amêndoas que são sementes comercializadas como frutas secas; o látex da seringueira para fazer a borracha e a madeira para uso na construção civil, móveis e papel e celulose. Busque definir, junto aos alunos, a diferença entre silvicultura e reflorestamento.

A silvicultura trata-se da ciência dedicada ao estudo dos métodos naturais e artificiais de regenerar e melhorar os povoamentos florestais com vistas a satisfazer as necessidades do mercado (por exemplo plantio de pínus e eucalipto, para atender o mercado internacional de madeira para móveis planejados, papel e celulose) e, ao mesmo tempo, é aplicação desse estudo para a manutenção, o aproveitamento e o uso racional das floresta. Já o reflorestamento busca a recomposição da mata nativa em áreas degradadas, envolve a regeneração natural ou intencional de florestas e matas que foram esgotadas anteriormente, geralmente devido ao desmatamento.

É interessante que os alunos tenham ciência sobre a diferença entre os termos silvicultura e reflorestamento. Também devem compreender que existe, no setor primário, comercialização de recursos florestais provenientes do extrativismo vegetal, tais como extração de madeira, frutos, sementes, e até mesmo seiva das plantas (ex. látex da seringueira, matéria-prima da borracha). Caso não conheçam esses conceitos, explique nesse 1º slide com as informações fornecidas em “Orientações”.

Para você saber mais:

A silvicultura é uma resposta viável ao consumo de madeira necessário para a produção de itens comuns na vida moderna. Disponível em: <https://www.celuloseonline.com.br/silvicultura-e-uma-resposta-viavel-ao-consumo-de-madeira-necessario-para-producao-de-itens-comuns-na-vida-moderna/>. Acesso em: 17 jan. 2019.

BENTES-GAMA, Michelliny de Matos. O que é silvicultura? Disponível em: <https://www.portalsaofrancisco.com.br/meio-ambiente/silvicultura>. Acesso em: 16 jan. 2019.

Reflorestamento: Brasil é um dos maiores produtores de florestas plantadas do mundo. Disponível em: <http://cerradoeditora.com.br/cerrado/reflorestamento-brasil-e-um-dos-maiores-produtores-de-florestas-plantadas-do-mundo/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

Silvicultura e manejo. Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais. Disponível em: <http://www.ipef.br/silvicultura/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Leia o slide em voz alta que apresenta o mapa da Variação da Cobertura Florestal por Região - 1990 - 2010. Explique a legenda do mapa que, em vermelho apresenta-se as perdas florestais, ou seja, decorrente da retirada de florestas; e em verde, os ganhos florestais, ou seja, atividades associadas a silvicultura ou reflorestamento, ou menor desmatamento com regeneração natural ou antrópica.

O mapa original está disponível em: FAO - Global Forest Resource Assessment. Disponível em: http://www.fao.org/forestry/fra/62219/en/. Acesso em 16/01/2019.

O arquivo para impressão está disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EXuyx7P7gNqfXzUMSaBMebGvaPBE2BmzEPbNqMmV7JAymXCrhmf5MH6KTMNF/geo09-13und05-mapa-variacao-da-cobertura-florestal.pdf

Para você saber mais:

Outras informações a respeito do assunto podem ser averiguadas no link da FAO - Global Forest Resource Assessment. Disponível em: http://www.fao.org/forestry/fra/62219/en/, que apresenta outros mapas relativos ao tema. Acesso em 16 jan. 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Leia as questões propostas em voz alta. Se achar adequado retome o slide anterior para observação, interpretação e análise do mapa para as respostas dos alunos acerca dessas questões. Os alunos devem concluir que houve o predomínio de uma tendência de perda florestal no período abordado, ou seja, de redução das florestas, principalmente nas áreas de países subdesenvolvidos como América do Sul e África. Essa discussão deve ser realizada nos grupos, entre os alunos, mas também podem ser oralizadas para a sala deter das mesmas conclusões.

Para você saber mais:

O site: Global Forest Watch, disponível em: https://www.globalforestwatch.org/; oferece dados atualizados, tecnologia e ferramentas para auxiliar pessoas em todos os lugares a proteger as florestas.

O link: https://blog.globalforestwatch.org/ que apresenta artigos, informações, gráficos e dados recentes sobre a perda florestal no mundo e no Brasil.

Também o link da mesma instituição: https://www.globalforestwatch.org/map que fornece mapas interativos a respeito do mesmo assunto. Acesso em 16 jan. 2019.

Ação Propositiva select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Leia a proposta para os alunos. No próximo slide há exemplo do quadro que eles devem montar com as hipóteses por eles levantadas.

Para você saber mais:

MARQUES, Luis. O Grande Massacre das Árvores. Disponível em: <https://qualidadeonline.wordpress.com/page/18/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

DANTAS, Caroline. Empresas produtoras de matéria-prima são ligadas a 27% do desmatamento permanente no mundo, diz estudo. G1. Disponível em: <https://g1.globo.com/natureza/noticia/2018/09/13/empresas-produtoras-de-materia-prima-sao-ligadas-a-27-do-desmatamento-permanente-no-mundo-diz-estudo.ghtml>. Acesso em: 16 jan. 2019.

É desmatamento quando uma árvore cai? Disponível em: <https://wribrasil.org.br/pt/blog/2018/10/e-desmatamento-quando-uma-arvore-cai>. Acesso em: 16 jan. 2019.

Ação Propositiva select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Nesse momento, em seus grupos, os alunos devem copiar o quadro proposto em folha sulfite para preencher as linhas com as hipóteses das perguntas sugeridas. Você pode orientá-los a usarem lápis ou canetas coloridas para destacarem os argumentos principais.

Para a perda florestal averiguada na América do Sul e África sugere-se: maior cobertura florestal nesses continentes, ou seja, existência ainda de vegetação primária (Floresta Amazônica, Floresta do Congo, Savanas); maior exploração dessas florestas para exportação de madeira; maior exploração de empresas transnacionais nesses países para obtenção de recursos naturais; clima favorável a existência de florestas tropicais abundantes; poucos incentivos governamentais para inibir a degradação e o desmatamento; pouca eficiência no monitoramento e fiscalização de desmatamentos predatórios; poucos incentivos estimulando silvicultura e reflorestamento; incentivos que promovem expansão da agropecuária sobre sistemas nativos e, consequente, desmatamento (ex. flexiblização do Código Florestal no Brasil favorecendo a expansão agropecuária em ecossistemas nativos); agricultura itinerante e de subsistência que envolve queimadas para retirada vegetacional; desmatamento causado por commodities (exploração de recursos naturais e energéticos); expansão recente da urbanização nesses países favorecendo desmatamento; incêndios naturais em certos ambientes; entre outras causas.

Para o ganho florestal ou menor perda na Europa, Ásia, Oceania e América do Norte e Central sugere-se: uso intensivo dos recursos florestais dessas regiões por muitas décadas e, portanto, no período abordado resta pouca vegetação primária; incentivos ao reflorestamento para regeneração, replantio e recomposição de florestas; incentivos para a silvicultura e, consequente, atendimento das necessidades do mercado (ex. ampliação de plantio de pínus e eucalipto para exploração de papel e celulose); uso de certificações ambientais para garantir a origem de recursos florestais sustentáveis (provenientes de sistemas agroflorestais e silvicultura); estímulo a manejo mais adequado das florestas na sua exploração; maior eficiência no monitoramento, fiscalização e auditoria para evitar desmatamentos predatórios; maior incentivo a pesquisa e técnicas de regeneração de ambientes naturais na recomposição da mata nativa; entre outras causas.

Para você saber mais:

DANTAS, Caroline. Empresas produtoras de matéria-prima são ligadas a 27% do desmatamento permanente no mundo, diz estudo. G1. Disponível em: <https://g1.globo.com/natureza/noticia/2018/09/13/empresas-produtoras-de-materia-prima-sao-ligadas-a-27-do-desmatamento-permanente-no-mundo-diz-estudo.ghtml>. Acesso em: 16 jan. 2019.

É desmatamento quando uma árvore cai? Disponível em: <https://wribrasil.org.br/pt/blog/2018/10/e-desmatamento-quando-uma-arvore-cai>. Acesso em: 16 jan. 2019.

MARQUES, Luis. O Grande Massacre das Árvores. Disponível em: <https://qualidadeonline.wordpress.com/page/18/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Nesse momento, seria adequado escrever no quadro o quadro proposto e ir preenchendo com as hipóteses dos alunos acerca da perda e ganho florestal nos continentes sugeridos. A medida que surgem novas hipóteses, você pode ir argumentando com a sala sua validade e expandir a discussão sobre o assunto. Se achar necessário, pode solicitar que façam uma pesquisa em casa, ou em sala de aula caso haja viabilidade de consulta a internet por meio de celulares e computadores, e tragam mais argumentos e hipóteses em aula seguinte. Com a discussão e hipóteses levantadas busque orientar para a resposta da questão sugerida.

Para você saber mais:

BRANDÃO, Marcelo. Taxa de desmatamento mundial cai mais de 50% nos últimos 25 anos, diz FAO. Agências EBC. Disponível em: <http://www.ebc.com.br/noticias/2015/09/taxa-de-desmatamento-mundial-cai-mais-de-50-nos-ultimos-25-anos-diz-fao>. Acesso em: 21 jan. 2019.

Em 25 anos, mundo perdeu área florestal do tamanho da África do Sul, diz ONU. O Globo. Disponível em: <https://oglobo.globo.com/sociedade/sustentabilidade/em-25-anos-mundo-perdeu-area-florestal-do-tamanho-da-africa-do-sul-diz-onu-17423669)>. Acesso em: 16 jan. 2019.

WALTER, Bruna Maestri. Países ricos freiam desmatamento. Gazeta do Povo. Disponível em: <https://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/paises-ricos-freiam-desmatamento-44s1hg9larkn4yvmv03r7pdfy/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF09GE13 de Geografia, que consta na BNCC. Esta habilidade diz respeito à análise da importância da produção agropecuária na sociedade urbano-industrial ante o problema da desigualdade mundial de acesso aos recursos alimentares e à matéria-prima. Assim, o uso de materiais didáticos visuais como mapas, podem ser úteis para interpretações e comparações entre as localidades. Como esta habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. Como esse plano envolve interpretação e análise de mapa, você pode trabalhar também com a habilidade EF09GE14 que envolve, entre outras ferramentas (como gráficos de barras, setores e mapas esquemáticos ou anamorfoses), o uso e a interpretação de mapas temáticos para analisar, sintetizar e apresentar dados, e informações sobre diversidade, diferenças e desigualdades sociopolíticas e geopolíticas mundiais. Caso seja interessante, também poderá abordar a habilidade EF09GE18 que busca identificar e analisar as cadeias industriais e de inovação e as consequências dos usos de recursos naturais em diferentes países.

Materiais necessários: Folha sulfite, caneta ou lápis, se preferir coloridos.

Material complementar: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EXuyx7P7gNqfXzUMSaBMebGvaPBE2BmzEPbNqMmV7JAymXCrhmf5MH6KTMNF/geo09-13und05-mapa-variacao-da-cobertura-florestal.pdf

Mapa: Variação da Cobertura Florestal por Região - 1990 - 2010

Link para os mapas:

Mapa: Variação da Cobertura Florestal por Região - 1990 - 2010

Annual change in forest area by region. FAO - Global Forest Resource Assessment. Disponível em: . Acesso em: 16 jan. 2019.

Para você saber mais:

Outras informações a respeito do assunto podem ser averiguadas no site da FAO - Global Forest Resource Assessment. Disponível em: http://www.fao.org/forestry/fra/62219/en/, que apresenta outros mapas relativos ao tema.

Também o site: Global Forest Watch, disponível em: https://www.globalforestwatch.org/; oferece dados atualizados, tecnologia e ferramentas para auxiliar pessoas em todos os lugares a protegerem as florestas.

O link: https://blog.globalforestwatch.org/ que apresenta artigos, informações, gráficos e dados recentes sobre a perda florestal no mundo e no Brasil.

Também o link da mesma instituição: https://www.globalforestwatch.org/map que fornece mapas interativos a respeito do mesmo assunto.

O artigo abaixo apresenta informações sobre a substituição dos ambientes naturais por pastagens e cultivos, além de mapa e gráfico sobre a perda de cobertura arbórea entre 2001 e 2014, e projeções para 2050 para perda florestal:

MARQUES, Luis. O Grande Massacre das Árvores. Disponível em: <https://qualidadeonline.wordpress.com/page/18/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

DANTAS, Caroline. Empresas produtoras de matéria-prima são ligadas a 27% do desmatamento permanente no mundo, diz estudo. G1. Disponível em: <https://g1.globo.com/natureza/noticia/2018/09/13/empresas-produtoras-de-materia-prima-sao-ligadas-a-27-do-desmatamento-permanente-no-mundo-diz-estudo.ghtml>. Acesso em: 16 jan. 2019.

É desmatamento quando uma árvore cai? Disponível em: <https://wribrasil.org.br/pt/blog/2018/10/e-desmatamento-quando-uma-arvore-cai>. Acesso em: 16 jan. 2019.

O artigo abaixo explica o conceito de silvicultura detalhadamente, e o seguinte aborda o papel da silvicultura no mundo com dados e exemplos específicos de experiência de manejo florestal.

BENTES-GAMA, Michelliny de Matos. O que é silvicultura? Disponível em: <https://www.portalsaofrancisco.com.br/meio-ambiente/silvicultura>. Acesso em: 16 jan. 2019.

Silvicultura e manejo. Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais. Disponível em: <http://www.ipef.br/silvicultura/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

O site abaixo apresenta experiências nos estados do Paraná, Minas Gerias, Mato Grosso, Pará e Espírito Santo de sistemas agroflorestais:

Reflorestamento: Brasil é um dos maiores produtores de florestas plantadas do mundo. Disponível em: <http://cerradoeditora.com.br/cerrado/reflorestamento-brasil-e-um-dos-maiores-produtores-de-florestas-plantadas-do-mundo/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

A silvicultura é uma resposta viável ao consumo de madeira necessário para a produção de itens comuns na vida moderna. Disponível em: <https://www.celuloseonline.com.br/silvicultura-e-uma-resposta-viavel-ao-consumo-de-madeira-necessario-para-producao-de-itens-comuns-na-vida-moderna/>. Acesso em: 17 jan. 2019.

Contextos prévios: Talvez seja interessante que os alunos tenham ciência sobre a diferença entre os termos silvicultura e reflorestamento. Também devem compreender que existe, no setor primário, comercialização de recursos florestais provenientes do extrativismo vegetal, tais como extração de madeira, frutos, sementes, e até mesmo seiva das plantas (ex. látex da seringueira, matéria-prima da borracha).

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Esse plano de aula procura discutir a exploração dos recursos florestais e a função da silvicultura e do reflorestamento no mundo. Você deve dividir a sala em grupos de 3 a 4 alunos para trabalharem em conjunto. Os alunos deverão analisar um mapa da Variação da Cobertura Florestal por regiões entre 1990 e 2010 para compreender a exploração dos recursos florestais no mundo e o papel da silvicultura e reflorestamento na obtenção de matérias-primas e recomposição de espécies.

A ideia é que elaborem um quadro de hipóteses que expliquem as diferenças regionais na perda e ganho de cobertura florestal nas regiões no mundo e troquem entre si as informações de seus quadros para ampliarem as discussões e conclusões acerca do assunto.

Para iniciar leia o título, explique a importância dos recursos florestais no planeta. A exploração florestal é feita para obtenção de frutos, sementes, seiva de plantas e madeira. Como exemplo podemos citar: o açaí, cupuaçu, dendê que são frutos de extrativismo vegetal; as castanhas, avelã, amêndoas que são sementes comercializadas como frutas secas; o látex da seringueira para fazer a borracha e a madeira para uso na construção civil, móveis e papel e celulose. Busque definir, junto aos alunos, a diferença entre silvicultura e reflorestamento.

A silvicultura trata-se da ciência dedicada ao estudo dos métodos naturais e artificiais de regenerar e melhorar os povoamentos florestais com vistas a satisfazer as necessidades do mercado (por exemplo plantio de pínus e eucalipto, para atender o mercado internacional de madeira para móveis planejados, papel e celulose) e, ao mesmo tempo, é aplicação desse estudo para a manutenção, o aproveitamento e o uso racional das floresta. Já o reflorestamento busca a recomposição da mata nativa em áreas degradadas, envolve a regeneração natural ou intencional de florestas e matas que foram esgotadas anteriormente, geralmente devido ao desmatamento.

É interessante que os alunos tenham ciência sobre a diferença entre os termos silvicultura e reflorestamento. Também devem compreender que existe, no setor primário, comercialização de recursos florestais provenientes do extrativismo vegetal, tais como extração de madeira, frutos, sementes, e até mesmo seiva das plantas (ex. látex da seringueira, matéria-prima da borracha). Caso não conheçam esses conceitos, explique nesse 1º slide com as informações fornecidas em “Orientações”.

Para você saber mais:

A silvicultura é uma resposta viável ao consumo de madeira necessário para a produção de itens comuns na vida moderna. Disponível em: <https://www.celuloseonline.com.br/silvicultura-e-uma-resposta-viavel-ao-consumo-de-madeira-necessario-para-producao-de-itens-comuns-na-vida-moderna/>. Acesso em: 17 jan. 2019.

BENTES-GAMA, Michelliny de Matos. O que é silvicultura? Disponível em: <https://www.portalsaofrancisco.com.br/meio-ambiente/silvicultura>. Acesso em: 16 jan. 2019.

Reflorestamento: Brasil é um dos maiores produtores de florestas plantadas do mundo. Disponível em: <http://cerradoeditora.com.br/cerrado/reflorestamento-brasil-e-um-dos-maiores-produtores-de-florestas-plantadas-do-mundo/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

Silvicultura e manejo. Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais. Disponível em: <http://www.ipef.br/silvicultura/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Leia o slide em voz alta que apresenta o mapa da Variação da Cobertura Florestal por Região - 1990 - 2010. Explique a legenda do mapa que, em vermelho apresenta-se as perdas florestais, ou seja, decorrente da retirada de florestas; e em verde, os ganhos florestais, ou seja, atividades associadas a silvicultura ou reflorestamento, ou menor desmatamento com regeneração natural ou antrópica.

O mapa original está disponível em: FAO - Global Forest Resource Assessment. Disponível em: http://www.fao.org/forestry/fra/62219/en/. Acesso em 16/01/2019.

O arquivo para impressão está disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EXuyx7P7gNqfXzUMSaBMebGvaPBE2BmzEPbNqMmV7JAymXCrhmf5MH6KTMNF/geo09-13und05-mapa-variacao-da-cobertura-florestal.pdf

Para você saber mais:

Outras informações a respeito do assunto podem ser averiguadas no link da FAO - Global Forest Resource Assessment. Disponível em: http://www.fao.org/forestry/fra/62219/en/, que apresenta outros mapas relativos ao tema. Acesso em 16 jan. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Leia as questões propostas em voz alta. Se achar adequado retome o slide anterior para observação, interpretação e análise do mapa para as respostas dos alunos acerca dessas questões. Os alunos devem concluir que houve o predomínio de uma tendência de perda florestal no período abordado, ou seja, de redução das florestas, principalmente nas áreas de países subdesenvolvidos como América do Sul e África. Essa discussão deve ser realizada nos grupos, entre os alunos, mas também podem ser oralizadas para a sala deter das mesmas conclusões.

Para você saber mais:

O site: Global Forest Watch, disponível em: https://www.globalforestwatch.org/; oferece dados atualizados, tecnologia e ferramentas para auxiliar pessoas em todos os lugares a proteger as florestas.

O link: https://blog.globalforestwatch.org/ que apresenta artigos, informações, gráficos e dados recentes sobre a perda florestal no mundo e no Brasil.

Também o link da mesma instituição: https://www.globalforestwatch.org/map que fornece mapas interativos a respeito do mesmo assunto. Acesso em 16 jan. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Leia a proposta para os alunos. No próximo slide há exemplo do quadro que eles devem montar com as hipóteses por eles levantadas.

Para você saber mais:

MARQUES, Luis. O Grande Massacre das Árvores. Disponível em: <https://qualidadeonline.wordpress.com/page/18/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

DANTAS, Caroline. Empresas produtoras de matéria-prima são ligadas a 27% do desmatamento permanente no mundo, diz estudo. G1. Disponível em: <https://g1.globo.com/natureza/noticia/2018/09/13/empresas-produtoras-de-materia-prima-sao-ligadas-a-27-do-desmatamento-permanente-no-mundo-diz-estudo.ghtml>. Acesso em: 16 jan. 2019.

É desmatamento quando uma árvore cai? Disponível em: <https://wribrasil.org.br/pt/blog/2018/10/e-desmatamento-quando-uma-arvore-cai>. Acesso em: 16 jan. 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Nesse momento, em seus grupos, os alunos devem copiar o quadro proposto em folha sulfite para preencher as linhas com as hipóteses das perguntas sugeridas. Você pode orientá-los a usarem lápis ou canetas coloridas para destacarem os argumentos principais.

Para a perda florestal averiguada na América do Sul e África sugere-se: maior cobertura florestal nesses continentes, ou seja, existência ainda de vegetação primária (Floresta Amazônica, Floresta do Congo, Savanas); maior exploração dessas florestas para exportação de madeira; maior exploração de empresas transnacionais nesses países para obtenção de recursos naturais; clima favorável a existência de florestas tropicais abundantes; poucos incentivos governamentais para inibir a degradação e o desmatamento; pouca eficiência no monitoramento e fiscalização de desmatamentos predatórios; poucos incentivos estimulando silvicultura e reflorestamento; incentivos que promovem expansão da agropecuária sobre sistemas nativos e, consequente, desmatamento (ex. flexiblização do Código Florestal no Brasil favorecendo a expansão agropecuária em ecossistemas nativos); agricultura itinerante e de subsistência que envolve queimadas para retirada vegetacional; desmatamento causado por commodities (exploração de recursos naturais e energéticos); expansão recente da urbanização nesses países favorecendo desmatamento; incêndios naturais em certos ambientes; entre outras causas.

Para o ganho florestal ou menor perda na Europa, Ásia, Oceania e América do Norte e Central sugere-se: uso intensivo dos recursos florestais dessas regiões por muitas décadas e, portanto, no período abordado resta pouca vegetação primária; incentivos ao reflorestamento para regeneração, replantio e recomposição de florestas; incentivos para a silvicultura e, consequente, atendimento das necessidades do mercado (ex. ampliação de plantio de pínus e eucalipto para exploração de papel e celulose); uso de certificações ambientais para garantir a origem de recursos florestais sustentáveis (provenientes de sistemas agroflorestais e silvicultura); estímulo a manejo mais adequado das florestas na sua exploração; maior eficiência no monitoramento, fiscalização e auditoria para evitar desmatamentos predatórios; maior incentivo a pesquisa e técnicas de regeneração de ambientes naturais na recomposição da mata nativa; entre outras causas.

Para você saber mais:

DANTAS, Caroline. Empresas produtoras de matéria-prima são ligadas a 27% do desmatamento permanente no mundo, diz estudo. G1. Disponível em: <https://g1.globo.com/natureza/noticia/2018/09/13/empresas-produtoras-de-materia-prima-sao-ligadas-a-27-do-desmatamento-permanente-no-mundo-diz-estudo.ghtml>. Acesso em: 16 jan. 2019.

É desmatamento quando uma árvore cai? Disponível em: <https://wribrasil.org.br/pt/blog/2018/10/e-desmatamento-quando-uma-arvore-cai>. Acesso em: 16 jan. 2019.

MARQUES, Luis. O Grande Massacre das Árvores. Disponível em: <https://qualidadeonline.wordpress.com/page/18/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Nesse momento, seria adequado escrever no quadro o quadro proposto e ir preenchendo com as hipóteses dos alunos acerca da perda e ganho florestal nos continentes sugeridos. A medida que surgem novas hipóteses, você pode ir argumentando com a sala sua validade e expandir a discussão sobre o assunto. Se achar necessário, pode solicitar que façam uma pesquisa em casa, ou em sala de aula caso haja viabilidade de consulta a internet por meio de celulares e computadores, e tragam mais argumentos e hipóteses em aula seguinte. Com a discussão e hipóteses levantadas busque orientar para a resposta da questão sugerida.

Para você saber mais:

BRANDÃO, Marcelo. Taxa de desmatamento mundial cai mais de 50% nos últimos 25 anos, diz FAO. Agências EBC. Disponível em: <http://www.ebc.com.br/noticias/2015/09/taxa-de-desmatamento-mundial-cai-mais-de-50-nos-ultimos-25-anos-diz-fao>. Acesso em: 21 jan. 2019.

Em 25 anos, mundo perdeu área florestal do tamanho da África do Sul, diz ONU. O Globo. Disponível em: <https://oglobo.globo.com/sociedade/sustentabilidade/em-25-anos-mundo-perdeu-area-florestal-do-tamanho-da-africa-do-sul-diz-onu-17423669)>. Acesso em: 16 jan. 2019.

WALTER, Bruna Maestri. Países ricos freiam desmatamento. Gazeta do Povo. Disponível em: <https://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/paises-ricos-freiam-desmatamento-44s1hg9larkn4yvmv03r7pdfy/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Mundo do trabalho do 9º ano :

MAIS AULAS DE Geografia do 9º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF09GE13 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Geografia

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano