16374
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 9º ano > O nascimento da República no Brasil e os processos históricos até a metade do século XX

Plano de aula - A mulher na Primeira República no Brasil

Plano de aula de História com atividades para 9º ano do EF sobre A mulher na Primeira República no Brasil

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Guilherme Gonzaga Bento

Sugestão de adaptação para ensino remoto

Ferramentas sugeridas
- Essenciais: PDF ou documentos de texto, imagem, áudio ou vídeo com orientações do professor.
- Optativas: Google Sala de Aula, Padlet, Google Drive.

Contexto
Encaminhe a matéria sobre Júlia Lopes de Almeida e sua imagem, acompanhadas de alguns questionamentos. Utlize a ferramenta que considerar mais apropriada, por escrito, via e-mail, Whatsapp, Facebook, Google Sala de Aula ou outra plataforma.
Para facilitar a interpretação das fontes pelos estudantes de forma autônoma, algumas questões propostas no plano original foram alteradas ou excluídas, bem como novas questões podem ter sido incluídas neste material. Faça uso dos questionamentos da maneira que considerar mais eficiente para a turma.

Questões para refletir:
- A matéria afirma que Júlia Lopes de Almeida rompeu com as regras do jogo e ocupou um espaço privilegiado do debate. Por quê?
- Que tipos de temas são associados à escrita de autoria feminina, segundo Anna Faedrich?
- Em quais publicações podem ser encontrados os lados mais progressistas de Júlia Lopes de Almeida?

Questão para responder:

- Qual o papel social e político da mulher na sociedade da Primeira República no Brasil?

Dê um tempo para a que os estudantes encaminhem as respostas ao questionamento. Eles podem encaminhar as respostas escritas ou gravar pequenos áudios ou vídeos respondendo.

Problematização
Nesta etapa da aula, você pode propor que os alunos trabalhem individualmente ou agrupados. Para trabalhar em grupo, os alunos podem conversar por Whatsapp, e-mail, Facebook ou em um documento compartilhado pelo grupo no Google Drive, onde podem deixar comentários para os outros integrantes. O importante é que troquem informações e se auxiliem na análise do texto. Você pode deixar que se agrupem livremente ou pode separá-los em duplas, trios ou grupos, de acordo com seu conhecimento sobre a turma.

Junto com a fonte proposta, encaminhe alguns questionamentos para orientar a análise do documento.

Questões para refletir:
- Segundo a escritora, o europeu tem uma visão falsa a respeito da mulher brasileira. Por quê?
- Júlia Lopes de Almeida concorda com a afirmação de que a mulher brasileira vive ociosa (à toa)? Por quê?
- Por que a escritora considera “Felizes as donzelas pobres, obrigadas pelas circunstâncias apertadas da vida a empregar a sua inteligência e a sua atividade no trabalho e no estudo”?
- Ela concorda com a afirmação de que no Brasil a mulher domina como soberana (rainha)? Por quê?

Questão para responder:
- De que forma o papel social da mulher era representado e contestado com base na crônica escrita por uma mulher, no caso Júlia Lopes de Almeida?

Estabeleça um prazo para que os alunos enviem as respostas às perguntas sobre os textos. Elas podem ser enviadas por escrito ou através de áudios ou vídeos. Incentive-os a trocarem impressões sobre o texto com os colegas. Você pode encaminhar pequenos vídeos ou áudios para esclarecer dúvidas, complementar informações e chamar a atenção para informações do texto que podem ter passado despercebidas.
Se houver a possibilidade, você pode marcar um momento síncrono, para que os alunos possam dividir as análises e para que você faça correções e pontue informações.

Sistematização
Para a produção da crônica, os alunos podem trabalhar individualmente, agrupados ou a sala toda coletivamente.
Eles podem discutir o que querem colocar na crônica e escolher o que consideram mais importante entre as sugestões.
Você pode disponibilizar um documento no Google Drive compartilhado com a turma para que possam construir a crônica coletivamente e criar um mural no Padlet, para que possam postar as crônicas.

Convite às famílias
Incentive os estudantes a compartilharem as criações com os familiares.
O site Era Virtual disponibiliza visitas virtuais a vários museus brasileiros, o que pode enriquecer muito o aprendizado da História de nosso país (disponível aqui). 
É possível ver muitas fotos e recortes de jornais sobre o dia 8 de março, “Dia Internacional da Mulher” (disponível aqui). 
A matéria da BBC explica as origens operárias da data, também acompanhada de imagens muito interessantes (disponível aqui).

Links para tutoriais sobre as ferramentas propostas neste plano
Google Sala de Aula (como criar e postar atividades).
Google Sala de Aula (como criar uma turma). 
Google Drive (como organizar pastas).
Google Meet (como criar uma reunião online).
Padlet (como usar). 

Sugestão Enviada Por: Chayene Medeiros


Código: HIS9_09UND02

(EF09HI09) Relacionar as conquistas de direitos políticos, sociais e civis à atuação de movimentos sociais.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE O nascimento da República no Brasil e os processos históricos até a metade do século XX do 9º ano:

9º ano / História / O nascimento da República no Brasil e os processos históricos até a metade do século XX

MAIS AULAS DE História do 9º ano:

9º ano / História / Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas