16252
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Plano de aula - Comunidades quilombolas - lenda das Abayomis

Plano de aula de Geografia com atividades para 3º ano do Fundamental sobre conhecer costumes e tradições de comunidades quilombolas.

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Dyone Andrade,

 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF03GE03 de Geografia, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Lenda das Abayomis, retalhos de tecidos em tiras, tesoura.

Lenda das Abayomis e significado: Quando os negros vieram da África para o Brasil como escravos, atravessaram o Oceano Atlântico numa viagem muito difícil à bordo dos tumbeiros, navio de pequeno porte que realizava o transporte de escravos. As crianças choravam assustadas, porque viam a dor e o desespero dos adultos. As mães negras, então, para acalentar suas crianças, rasgavam tiras de pano de suas saias e faziam bonecas , feitas de tranças ou nós, que serviam como amuleto de proteção para as crianças brincarem. As bonecas, símbolo de resistência, ficaram conhecidas como Abayomi, termo que significa ‘Encontro precioso’, em Iorubá, uma das maiores etnias do continente africano cuja população habita parte da Nigéria, Benin, Togo e Costa do Marfim. Quando você dá uma boneca Abayomi para alguém, esse gesto significa que você está oferecendo o que você tem de melhor para essa pessoa.

Disponível em: https://www.geledes.org.br/bonecas-abayomi-simbolo-de-resistencia-tradicao-e-poder-feminino/ Acesso em: 13 de novembro de 2018

Material complementar: Texto para impressão disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/PX2nSMdjgsvGp5ztwW66ZWTw8gPhTqgf8aGNtzqSJnPtNnWwCR9JDS49GxpU/geo3-03und02-problematizacao-texto-lenda-das-abayomis.pdf

Para você saber mais:

Conceito de comunidades tradicionais: grupos culturalmente diferenciados e que se reconhecem como tais, que possuem formas próprias de organização social, que ocupam e usam territórios e recursos naturais como condição para sua reprodução cultural, social, religiosa, ancestral e econômica, utilizando conhecimentos, inovações e práticas gerados e transmitidos pela tradição. Disponível em: (Decreto Federal Nº6.040 de 7 de fevereiro de 2000) Acesso em: 13 de novembro de 2018 e http://www.ecobrasil.eco.br/30-restrito/categoria-conceitos/976-comunidades-ou-populacoes-tradicionais Acesso em: 13 de novembro de 2018

Comunidade quilombola: Os Quilombolas são descendentes dos escravos negros que sobrevivem em enclaves comunitários, muitas vezes antigas fazendas deixadas pelos antigos grandes proprietários.

Disponível em: http://www.ecobrasil.eco.br/30-restrito/categoria-conceitos/1104-comunidades-tradicionais-quilombolas Acesso em: 13 de novembro de 2018

Contextos prévios:

Conceito de escravidão: É uma forma de exploração da força de trabalho de homens e mulheres africanas, sustentada no Brasil pelo tráfico negreiro pelo oceano Atlântico.

Disponível em: https://www.infoescola.com/historia/escravidao-no-brasil/ Acesso em: 13 de novembro de 2018

Segundo o dicionário Michaelis escravo é quem ou aquele que, privado da liberdade, está submetido à vontade absoluta de um senhor, a quem pertence como propriedade

Disponível em: https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/escravo/ Acesso em: 13 de novembro de 2018

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Nesta aula, será apresentada uma atividade da comunidade quilombola. Para iniciar, sentem-se em roda no pátio ou em um local ao ar livre na escola.

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Inicie a aula mostrando a imagem da boneca Abayomi. Se tiver uma feita, deixe que manuseiem. Pergunte o que acharam, e o que perceberam. Oriente que essa boneca é símbolo de resistência negra, e sua história versa sobre a época das viagens negreiras.

Como adequar à sua realidade:

Imagem:

1) Disponível em: http://limerique.com.br/faca-voce-mesmo/abayomi-a-boneca-que-traz-felicidade/ Acesso em: 13 de novembro de 2018

2) Disponível em: http://angelahofmann.blogspot.com/2013/10/abayomi-encontro-feliz.html Acesso em: 13 de novembro de 2018

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Leia para os alunos a lenda das Abayomis, disponível nos materiais complementares, relacionando-a com a comunidade quilombola, originária da época da escravidão. Questione-os o sobre quais outras estratégias poderiam utilizar para acalentar as crianças na mesma situação contada na lenda, sem nenhum material ou brinquedo. Em seguida, distribua os retalhos de forma igual, sendo um retângulo e uma tira de malha preta para cada aluno.

Materiais complementares

Lenda das Abayomis: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/PX2nSMdjgsvGp5ztwW66ZWTw8gPhTqgf8aGNtzqSJnPtNnWwCR9JDS49GxpU/geo3-03und02-problematizacao-texto-lenda-das-abayomis.pdf

Como adequar à sua realidade: Caso não haja retalhos na escola, peça com antecedência àqueles que tiverem e puderem que levem uma camiseta de malha preta sem uso, para que seja recortada em tiras. Mesmo que nem todos levem, não será problema. De uma única camiseta pode-se cortar tiras para vários alunos. Peça aos alunos que tiverem que levem retalhos de tecidos variados para vestir a boneca.

Ação Propositiva select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 23 minutos

Orientações:

Convide os alunos para confeccionar a boneca com os retalhos de tecido. Faça junto com eles, ensinando um passo à passo disponível no link http://limerique.com.br/faca-voce-mesmo/abayomi-a-boneca-que-traz-felicidade/ (Acesso em 13/11/2018).

Finalizada a boneca, disponibilize os retalhos estampados e coloridos e as tesouras para que os alunos confeccionem as vestimentas da boneca. Questione os alunos se eles também possuem o hábito de confeccionarem seus próprios brinquedos.

Para você saber mais:

Caso haja como projetar na sala de aula, mostre o vídeo: Passo a passo para fazer a boneca Abayomi em vídeo e história. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=wD7z27RjeNc (Acesso em: 13 de novembro de 2018) depois que já estiverem com o material separado para que possam acompanhar a confecção junto com o vídeo.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

Quando você dá uma boneca Abayomi para alguém, esse gesto significa que você está oferecendo o que você tem de melhor para essa pessoa. Oriente os alunos que troquem suas bonecas com seu colega do lado e façam o significado da boneca valer, compartilhando seu desejo de felicidade, na troca. Acompanhe de perto esse momento de troca para que nenhum aluno fique sem trocar.

Depois, converse com a turma sobre o que sentiram neste momento, e sobre o que pensam da história das Abayomis. Questione-os sobre como acham que se sentiam as crianças, as mães, se acham que se sentiam melhores com as bonecas e o que elas representavam para a comunidade quilombola.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF03GE03 de Geografia, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Lenda das Abayomis, retalhos de tecidos em tiras, tesoura.

Lenda das Abayomis e significado: Quando os negros vieram da África para o Brasil como escravos, atravessaram o Oceano Atlântico numa viagem muito difícil à bordo dos tumbeiros, navio de pequeno porte que realizava o transporte de escravos. As crianças choravam assustadas, porque viam a dor e o desespero dos adultos. As mães negras, então, para acalentar suas crianças, rasgavam tiras de pano de suas saias e faziam bonecas , feitas de tranças ou nós, que serviam como amuleto de proteção para as crianças brincarem. As bonecas, símbolo de resistência, ficaram conhecidas como Abayomi, termo que significa ‘Encontro precioso’, em Iorubá, uma das maiores etnias do continente africano cuja população habita parte da Nigéria, Benin, Togo e Costa do Marfim. Quando você dá uma boneca Abayomi para alguém, esse gesto significa que você está oferecendo o que você tem de melhor para essa pessoa.

Disponível em: https://www.geledes.org.br/bonecas-abayomi-simbolo-de-resistencia-tradicao-e-poder-feminino/ Acesso em: 13 de novembro de 2018

Material complementar: Texto para impressão disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/PX2nSMdjgsvGp5ztwW66ZWTw8gPhTqgf8aGNtzqSJnPtNnWwCR9JDS49GxpU/geo3-03und02-problematizacao-texto-lenda-das-abayomis.pdf

Para você saber mais:

Conceito de comunidades tradicionais: grupos culturalmente diferenciados e que se reconhecem como tais, que possuem formas próprias de organização social, que ocupam e usam territórios e recursos naturais como condição para sua reprodução cultural, social, religiosa, ancestral e econômica, utilizando conhecimentos, inovações e práticas gerados e transmitidos pela tradição. Disponível em: (Decreto Federal Nº6.040 de 7 de fevereiro de 2000) Acesso em: 13 de novembro de 2018 e http://www.ecobrasil.eco.br/30-restrito/categoria-conceitos/976-comunidades-ou-populacoes-tradicionais Acesso em: 13 de novembro de 2018

Comunidade quilombola: Os Quilombolas são descendentes dos escravos negros que sobrevivem em enclaves comunitários, muitas vezes antigas fazendas deixadas pelos antigos grandes proprietários.

Disponível em: http://www.ecobrasil.eco.br/30-restrito/categoria-conceitos/1104-comunidades-tradicionais-quilombolas Acesso em: 13 de novembro de 2018

Contextos prévios:

Conceito de escravidão: É uma forma de exploração da força de trabalho de homens e mulheres africanas, sustentada no Brasil pelo tráfico negreiro pelo oceano Atlântico.

Disponível em: https://www.infoescola.com/historia/escravidao-no-brasil/ Acesso em: 13 de novembro de 2018

Segundo o dicionário Michaelis escravo é quem ou aquele que, privado da liberdade, está submetido à vontade absoluta de um senhor, a quem pertence como propriedade

Disponível em: https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/escravo/ Acesso em: 13 de novembro de 2018

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Nesta aula, será apresentada uma atividade da comunidade quilombola. Para iniciar, sentem-se em roda no pátio ou em um local ao ar livre na escola.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Inicie a aula mostrando a imagem da boneca Abayomi. Se tiver uma feita, deixe que manuseiem. Pergunte o que acharam, e o que perceberam. Oriente que essa boneca é símbolo de resistência negra, e sua história versa sobre a época das viagens negreiras.

Como adequar à sua realidade:

Imagem:

1) Disponível em: http://limerique.com.br/faca-voce-mesmo/abayomi-a-boneca-que-traz-felicidade/ Acesso em: 13 de novembro de 2018

2) Disponível em: http://angelahofmann.blogspot.com/2013/10/abayomi-encontro-feliz.html Acesso em: 13 de novembro de 2018

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: Leia para os alunos a lenda das Abayomis, disponível nos materiais complementares, relacionando-a com a comunidade quilombola, originária da época da escravidão. Questione-os o sobre quais outras estratégias poderiam utilizar para acalentar as crianças na mesma situação contada na lenda, sem nenhum material ou brinquedo. Em seguida, distribua os retalhos de forma igual, sendo um retângulo e uma tira de malha preta para cada aluno.

Materiais complementares

Lenda das Abayomis: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/PX2nSMdjgsvGp5ztwW66ZWTw8gPhTqgf8aGNtzqSJnPtNnWwCR9JDS49GxpU/geo3-03und02-problematizacao-texto-lenda-das-abayomis.pdf

Como adequar à sua realidade: Caso não haja retalhos na escola, peça com antecedência àqueles que tiverem e puderem que levem uma camiseta de malha preta sem uso, para que seja recortada em tiras. Mesmo que nem todos levem, não será problema. De uma única camiseta pode-se cortar tiras para vários alunos. Peça aos alunos que tiverem que levem retalhos de tecidos variados para vestir a boneca.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 23 minutos

Orientações:

Convide os alunos para confeccionar a boneca com os retalhos de tecido. Faça junto com eles, ensinando um passo à passo disponível no link http://limerique.com.br/faca-voce-mesmo/abayomi-a-boneca-que-traz-felicidade/ (Acesso em 13/11/2018).

Finalizada a boneca, disponibilize os retalhos estampados e coloridos e as tesouras para que os alunos confeccionem as vestimentas da boneca. Questione os alunos se eles também possuem o hábito de confeccionarem seus próprios brinquedos.

Para você saber mais:

Caso haja como projetar na sala de aula, mostre o vídeo: Passo a passo para fazer a boneca Abayomi em vídeo e história. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=wD7z27RjeNc (Acesso em: 13 de novembro de 2018) depois que já estiverem com o material separado para que possam acompanhar a confecção junto com o vídeo.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

Quando você dá uma boneca Abayomi para alguém, esse gesto significa que você está oferecendo o que você tem de melhor para essa pessoa. Oriente os alunos que troquem suas bonecas com seu colega do lado e façam o significado da boneca valer, compartilhando seu desejo de felicidade, na troca. Acompanhe de perto esse momento de troca para que nenhum aluno fique sem trocar.

Depois, converse com a turma sobre o que sentiram neste momento, e sobre o que pensam da história das Abayomis. Questione-os sobre como acham que se sentiam as crianças, as mães, se acham que se sentiam melhores com as bonecas e o que elas representavam para a comunidade quilombola.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE O sujeito e seu lugar no mundo do 3º ano :

MAIS AULAS DE Geografia do 3º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF03GE03 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Geografia

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano