16245
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Plano de aula - O processo da “conquista” da América Espanhola

Plano de aula de História com atividades para 7º ano do EF sobre O processo da “conquista” da América Espanhola

Plano 01 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Paulo Henrique Silva Pacheco

 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade (EF07HI09) de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Material impresso.

Material complementar:

Praça das Três Culturas:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MRDNyqVyRasSYXWTmnVGvR73Mjd63EvmgWHZ9Ef72nJdjVJv6nRvasd4YUPA/his07-09und01-praca-das-tres-culturas.pdf

Sobre a fotografia:

O lugar se chama Praça das Três Culturas, em Tlatelolco, um espaço que constitui um sítio arqueológico localizado na Cidade do México e que reúne três momentos distintos que registram não só a história da Conquista da América Espanhola, mas que representa ainda hoje um lugar de resistência dos povos ameríndios. No primeiro plano da imagem estão as ruínas do Templo Maior, construídos pelos astecas da cultura Mexica, é composto por nove construções, uma sobre a outra, entre os anos de 1337 e 1515, pois acreditavam que essas edificações concentravam energias das suas divindades. Contudo, com a chegada Hernán Cortéz (conquistador espanhol reconhecido por destruir o Império Asteca e parente de Francisco Pizzaro, que dizimou com o Império Inca ) na região, a população ameríndia foi dizimada e o seu território dominado pelo espanhol e sua tropa em 13 de agosto de 1521.

No segundo plano está a Igreja de Santiago, datada de 1525 e construída em cima dos templos. Essa informação chama a atenção para duas questões: uma relacionada ao hábito das edificações europeias estarem em cima das construções nativas em função da reutilização das pedras e da questão simbólica da dominação, ou melhor, apropriação e destruição cultural de um povo. Até o século XVII esteve sob a administração da ordem franciscana, recebendo o amplo apoio do governo espanhol.

Ao lado da Igreja, funcionou, a partir de 1536, o Colégio Imperial de Santa Cruz de Tlatelolco (na fotografia pode ser identificado pelo prédio colorido próximo da igreja, cujo objetivo era receber crianças ameríndias, filhos da elite asteca, e torná-las adultos hispanizados para atuarem em seus grupos sociais de origem. Em 1546 passou para as mãos dos sacerdotes indígenas que foram educados nessa escola.

No terceiro plano, ao fundo da imagem, está um edifício moderno que marca uma cultura independente e democrática do México. Ao redor das antigas construções foram construídos alguns prédios públicos, como os edifícios da Secretaria de Relações Exteriores. Contudo, no cenário do século XX esse espaço continuou a ser símbolo de luta e resistência da população, pois em 1968 aconteceu o Massacre de Tlatelolco, quando cerca de 300 estudantes foram mortos pela polícia e pelo exército durante o período militar.

Em um mesmo espaço é possível encontrar elementos da cultura pré-colombiana, hispânica e pós-independência. A reunião dessas construções ilumina o processo de dominação e ocupação europeia, comum em grande parte da América Latina e faz pensar os imperativos desse processo histórico.

Material base:

Linha e setas:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/RgAUkcgX9DPBtsk8CNsAucw7ZvPHVDvrNrcgTZ2CsjNEGzJ4GX9djdwQz2Kk/his7-09und01-linha-e-setas.pdf

  • Base da linha do tempo dividida por décadas, contendo os anos dos acontecimentos.
  • Setas que irão relacionar a base com o acontecimento.

Grupo 1:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jGxBqxXETnd3PrRAGrY9KSZqRjPf3crFwMkuC98Q4m22Sp7nm9GrfnTyYZJs/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-1.pdf

  • 1492: Fim da “Reconquista Ibérica” e chegada de Colombo às Antilhas.
  • 1494: Tratado de Tordesilhas.
  • 1497: Pela primeira vez um homem europeu, Américo Vespúcio, pisa na América do Sul.

Grupo 2:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/DzCJXGjjCVBUcKwRauXUecJ3RaRBTHhVYWGNmPww79Q7yMMYzq4wrBdZZ95Y/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-2.pdf

  • 1510: Os Dominicanos chegam na América.
  • 1511: Início da ocupação e colonização de Cuba.
  • 1519: A expedição comandada por Hérman Cortez chega à península de Yucatán, no México.
  • 1520: Os espanhóis começam a dominar os povos Maias.

Grupo 3:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/mvaeMJX6RB3ZgHZh44DJRKyC8QJ2t5AT8RFSbKg7uxyz2tzVeJeg4FTeTsjV/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-3.pdf

  • 1521: O Império Asteca foi conquistado pelos espanhóis liderados por Hermán Cortez.
  • 1532: Francisco Pizarro conquista o Império Inca.
  • 1535: Os Agostinianos já tinham mais de 70 conventos no México e já haviam se estabelecido no Chile.

Grupo 4:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/tQjyEWxNdrbRwAzwBRfZA6cf3jpYyPK8Rzhk9q476GDVRNEafYjde6FRPHY8/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-4.pdf

  • 1535: É fundada a Cidade dos Reis, em Lima, sendo um lugar em que prosperou o comércio mas que também teve grande resistência dos nativos ao longo dos anos.
  • 1536: Os Franciscanos, foram os primeiros a passarem pela América, chegando em 1532. Em 1536, estabeleceram-se no Chile e em Buenos Aires.
  • 1545: Os espanhóis descobrem as minas de prata de Potosi.

Grupo 5:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ehHnnkpfJEA4wMa3VrcU2UgPgau4SjUs9Tg25FpXPrffSMDftYsJEcMWtXRY/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-5.pdf

  • 1570: As Ordens Concepcionistas e Clarissas se estabelecem no “Novo Mundo”.
  • 1572: Assassinato de Tupac Amaru, último imperador dos incas.

Grupo 6:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/mjpE52C5zEfxdAHKb5HYgSC6yh8zB2sRYk8m5YZmU4BBEDScbWFpXGCxAfmc/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-6.pdf

Para você saber mais:

  • BORDIN, Reginaldo Aliçandro. Colégio Imperial de Santa Cruz de Tlatelolco, um estudo sobre a educação “superior” franciscana para os Astecas. In: Seminário de Pesquisa do PPE. Universidade Estadual do Maringá. Maringá. 2013. Disponível em: <http://www.ppe.uem.br/publicacoes/seminario_ppe_2013/trabalhos/co_01/16.pdf>. Acessado em 07 nov 2018.
  • CORTEZ, Hernan. A Conquista do México. Coleção L&PM Pocket. São Paulo. 2007.
  • ELLIOT, John H. A conquista Espanhola e Colonização da América. In: BETHELL, Leslie (Org). América Latina Colonial, Vol. I. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo. Brasília, DF: Fundação Alexandre Gusmão, 2004. pg. 138. Disponível em:https://www.passeidireto.com/arquivo/38224502/historia-da-america-latina---vol-1---leslie-bethell-org-135-194 . Acesso em: 12 nov 2018.
  • FERNANDES, Luiz Estevam; MORAIS, Marcus Vinícius. Renovação da História da América. KARNAL, Leandro. História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas. São Paulo: Contexto, 2010. pp. 143-162.
  • MAZIERO, Dalton Defini. Tlatelolco - A Praça das Três Culturas. In: JORNAL PÁGINA 3. América Mistérios. Balneário Camboriú. SC. 2007. Disponível em: <https://pagina3.com.br/coluna/americamisteriosa/6725-tlatelolco-a-praca-das-tres-culturas>. Acesso em: 06 nov 2018.
  • RESTALL, Matthew. Sete mitos da conquista espanhola. Rio de Janeiro. Civilização Brasileira, 2006.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente esse slide e faça uma leitura coletiva.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Organize a sala em até 6 grupos. Informe à turma que você irá propor uma divisão. O critério para organizar os grupos deve valorizar as potencialidades e diversidades dos saberes dos alunos, além da colaboração mútua para o desenvolvimento das atividades. Informe aos alunos que eles deverão escolher um representante.

O arquivo está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MRDNyqVyRasSYXWTmnVGvR73Mjd63EvmgWHZ9Ef72nJdjVJv6nRvasd4YUPA/his07-09und01-praca-das-tres-culturas.pdf

Caso disponha de computador e projetor, projete a imagem com as perguntas. Na impossibilidade do recurso imprima uma página para cada grupo e peça que, a partir do olhar atento às construções presentes na fotografia, responda as perguntas. Solicite que registrem as suas conclusões no caderno.

Decorrido o tempo de três minutos após o acesso à imagem e às questões, considerando que todos pensaram e responderam em grupo as perguntas, peça para que cada representante, no prazo de três minutos, apresente as percepções do seu grupo. É importante que os alunos consigam identificar três tipos de construções que foram construídas em diferentes períodos históricos e que correspondem ao três planos da imagem. Neste momento, você poderá esclarecer possíveis equívocos dando mais informações sobre a fotografia para ampliar o diálogo e a percepção dos alunos. Contudo, é importante que eles reconheçam que houve um processo de ocupação do território ameríndio.

Como adequar à sua realidade: Caso disponha de computador, projetor e internet, proponha à sua turma uma visita virtual à Praça das Três Culturas utilizando o Google Earth (https://www.google.com/earth/) ou Google Maps (https://www.google.com.br/maps). Ambas as páginas oferecem recursos 3D que permitem ver com detalhes grande parte do sítio arqueológico. Para isso, escolha uma das páginas e digite no campo de pesquisa “Praça das Três Culturas”, que está localizada na “Eje Central, Tlatelolco, Cidade do México, Distrito Federal, México”. Ao clicar na lupa, o mapa localizará o endereço e com um marcador. Para navegar pelas imagens, clique no ícone “Navegador pelas imagens do Street View”, localizado logo abaixo do zoom e arraste-o para uma das ruas indicadas e comece a explorar o espaço.

Outra opção é o uso de celulares. Neste caso, os alunos precisarão fazer o download de um dos aplicativos e seguir as recomendações de pesquisas já informados.

Para você saber mais:

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou entregue impressa a pergunta. Mantendo os grupos, proponha a montagem de uma linha do tempo distribuindo o material que deverá ser impresso.

Material base:

Linha e setas: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/RgAUkcgX9DPBtsk8CNsAucw7ZvPHVDvrNrcgTZ2CsjNEGzJ4GX9djdwQz2Kk/his7-09und01-linha-e-setas.pdf

Grupo 1: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jGxBqxXETnd3PrRAGrY9KSZqRjPf3crFwMkuC98Q4m22Sp7nm9GrfnTyYZJs/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-1.pdf

Grupo 2: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/DzCJXGjjCVBUcKwRauXUecJ3RaRBTHhVYWGNmPww79Q7yMMYzq4wrBdZZ95Y/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-2.pdf

Grupo 3: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/mvaeMJX6RB3ZgHZh44DJRKyC8QJ2t5AT8RFSbKg7uxyz2tzVeJeg4FTeTsjV/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-3.pdf

Grupo 4: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/tQjyEWxNdrbRwAzwBRfZA6cf3jpYyPK8Rzhk9q476GDVRNEafYjde6FRPHY8/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-4.pdf

Grupo 5: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ehHnnkpfJEA4wMa3VrcU2UgPgau4SjUs9Tg25FpXPrffSMDftYsJEcMWtXRY/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-5.pdf

Grupo 6: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/mjpE52C5zEfxdAHKb5HYgSC6yh8zB2sRYk8m5YZmU4BBEDScbWFpXGCxAfmc/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-6.pdf

Marcos cronológicos da linha do tempo:

  • 1492: Fim da “Reconquista Ibérica” e chegada de Colombo às Antilhas.
  • 1494: Tratado de Tordesilhas.
  • 1497: Pela primeira vez um homem europeu, Américo Vespúcio, pisa na América do Sul.
  • 1510: Os Dominicanos chegam na América.
  • 1511: Início da ocupação e colonização de Cuba.
  • 1519: A expedição comandada por Hernán Cortez chega à península de Yucatán, no México.
  • 1520: Os espanhóis começam a dominar os povos Maias.
  • 1521: O Império Asteca foi conquistado pelos espanhóis liderados por Hernán Cortez.
  • 1532: Francisco Pizarro conquista o Império Inca.
  • 1535: Os Agostinianos já tinham mais de 70 conventos no México e já haviam se estabelecido no Chile.
  • 1535: É fundada a Cidade dos Reis, em Lima, sendo um lugar em que prosperou o comércio mas que também teve grande resistência dos nativos ao longo dos anos.
  • 1536: Os Franciscanos foram os primeiros a passarem pela América, chegando em 1532. Em 1536, estabeleceram-se no Chile e em Buenos Aires.
  • 1545: Os espanhóis descobrem as minas de prata de Potosí.
  • 1570: As Ordens Concepcionistas e Clarissas se estabelecem no “Novo Mundo”.
  • 1572: Assassinato de Tupac Amaru, último imperador dos incas.
  • Fonte 1.

Na ausência dos recursos necessários para a impressão do material, é possível produzi-lo a partir de papéis coloridos e/ou usar o quadro. No entanto, sugere-se que reduza o número dos grupos ou inclua mais informações para substituir as imagens que não puderem ser impressas. Veja a lista para substituição:

  • Linha do tempo: pode ser desenhada no quadro ou feita a partir de uma tira de papel, ou pano, de 180 cm de comprimento por 3,5 cm de largura, dividida a cada 15 cm.
  • Setas: optando por ser feita no quadro, é possível usar giz ou marcador de quadro branco. Caso opte por usar papel, acesse o molde:
  • Acontecimentos: os fatos podem ser escritos com canetas hidrográficas de ponta grossa coloridas em pedaços de papel de 10x15cm.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações: Cada grupo receberá os respectivos materiais e o objetivo é ordená-los cronologicamente. Em função das placas em que constam os acontecimentos não estarem datadas, caberá a cada grupo ordená-los, a partir dos acontecimentos e dos seus efeitos, e depois completar a linha do tempo.

Enquanto a turma examina as informações recebidas, aproveite o tempo para fixar a linha e os marcos temporais na sala de aula, de modo que todos possam ver e ter acesso.

Após cada grupo ordenar os seus acontecimentos, pela disposição do material distribuído eles apresentarão e irão situar as informações no tempo demarcado na Linha do Tempo e justificarão a ordem escolhida.

Tendo os cinco primeiros grupos preenchido a Linha do Tempo, é importante enfatizar que os acontecimentos indicados são complexos e os seus efeitos transformaram a vida local dos ameríndios, pois subjugaram práticas e hábitos de um modo de vida nativo aos interesses mercantilistas da Espanha. Neste sentido, a atividade não pode ser explicada de maneira simplista, como causa-acontecimento-consequência. É fundamental que os alunos desenvolvam a percepção das mudanças e permanências que a visão linear dos acontecimentos pode oferecer.

Importante: O grupo 6 é o único que não trabalhará com os acontecimentos e os seus efeitos. Ele apresentará fontes que definirão conceitos e irão embasar a organização da Linha do Tempo. Neste caso, peça para eles lerem cada uma das fontes e, caso disponha do recurso, projete-as para que todos acompanhem.

Na ausência dos recursos necessários para a impressão do material, é possível produzi-lo a partir de papéis coloridos e/ou usar o quadro. No entanto, sugere-se que reduza o número dos grupos ou inclua mais informações para substituir as imagens que não puderem ser impressas. Veja a lista para substituição:

  • Linha do tempo: pode ser desenhada no quadro ou feita a partir de uma tira de papel, ou pano, de 180cm de comprimento por 3,5cm de largura, dividida a cada 15cm.
  • Setas: optando por ser feita no quadro, é possível usar giz ou marcador de quadro branco. Caso opte por usar papel, acesse o molde:
  • Acontecimentos: os fatos podem ser escritos com canetas hidrográficas de ponta grossa coloridas em pedaços de papel de 10x15cm.
  • No caso do Grupo 6 escreva o trecho da fonte em uma folha de ofício.

Para você saber mais:

  • RESTALL, Matthew. Sete mitos da conquista espanhola. Rio de Janeiro. Civilização Brasileira, 2006.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Peça para um componente do Grupo 6 ler a fonte. Não precisa ser o representante.

Para imprimir a fonte acesse: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/mjpE52C5zEfxdAHKb5HYgSC6yh8zB2sRYk8m5YZmU4BBEDScbWFpXGCxAfmc/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-6.pdf

Se for o caso da ordem dos acontecimentos não estar correta, após a leitura, faça a seguinte pergunta para o grupo:

  • Vocês fariam alguma alteração dos acontecimentos e dos efeitos ordenados pelos demais grupos?

Caso eles tenham alguma sugestão de mudança, peça que a faça e justifiquem a nova ordem. Se ainda assim não responderem como o esperado, leia o texto novamente e análise a fonte com a turma a partir das seguintes perguntas:

  • Qual o sentido da palavra “conquista” quando ela é usada para tratar dos espanhóis nas terras ameríndias?
  • Quais eram os propósitos da conquista?
  • A quais acontecimentos essa fonte está se referindo?

Para corrigir algum equívoco ou dúvida que tenha ficado, leia os acontecimentos históricos com a turma enfatizando os seguintes pontos:

  • É importante ressaltar que os espanhóis fizeram do território ameríndio a sua colônia, ou seja, o território renomeado como América estava em função da metrópole. Ao considerar os interesses europeus, motivados principalmente pelo mercantilismo, a dita “conquista” é uma palavra que ameniza o processo de organização de um sistema produtivo caracterizado por saques, assaltos, exploração, violência, injustiça e também de alianças com os indígenas. Uma vez que os conflitos entre alguns povos ameríndios eram recorrentes, os nativos se prevaleceram dos europeus para vencerem os seus inimigos. Dessa relação emergiu uma apropriação mútua entre as culturas, que podemos chamar de hibridismo cultural.
  • Neste processo, a Igreja católica participou ativamente. Fosse pelo objetivo de conquistar e expandir a religião cristã ou legitimar o genocídio indígena como meio de purificação das ditas heresias praticadas (como danças, rituais, adoração a elementos da natureza e a nudez), a ideologia cristã atuou como meio para garantir o sucesso da “conquista”, modificando hábitos e valores culturais dos povos ameríndios.

Caso não disponha do recurso de projeção, imprima ou copie o texto em uma folha de ofício.

Para você saber mais:

  • RESTALL, Matthew. Sete mitos da Conquista Espanhola. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Projete ou copie no quadro as três perguntas. Mantendo a organização da turma, cada grupo escolherá uma pergunta e responderá a partir da análise dos acontecimentos indicados na linha do tempo, sendo todos os registros feitos no caderno. Ao final, os representantes de cada grupo lerão as suas conclusões para a turma.

Espera-se que na pergunta 1 os alunos consigam apreender que a “conquista” da América foi senão um gradativo processo de dominação europeia que respondeu a uma estratégia de controle e exploração dos povos ameríndios.

Na pergunta 2 o olhar do aluno deve estar alinhado a três pontos: missão religiosa, expedições, fundação de cidades e exploração de minérios. Todas essas atividades explicaram a presença dos europeus na América e a sua expansão. Outra estratégia foi a criação de escolas capazes de disciplinar a população nativa ao processo de hispanização. É importante indicar essa possibilidade para que os alunos percebam que não só o genocídio acabou com várias culturas ameríndias, mas o sistemático processo civilizatório e econômico.

Na pergunta 3 a expectativa é que os alunos atentem para o fato de que os nativos não aceitaram passivamente o domínio imposto pelos espanhóis e instituíram diversas frentes de resistências. Contudo, caberá antepor-se a perspectiva histórica pautada na fatalidade, onde a suposta superioridade técnica dos espanhóis já havia determinado a vitória.

Para você saber mais:

FERNANDES, Luiz Estevam; MORAIS, Marcus Vinícius. Renovação da História da América. KARNAL, Leandro. História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas. São Paulo: Contexto, 2010. pp. 143-162.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade (EF07HI09) de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Material impresso.

Material complementar:

Praça das Três Culturas:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MRDNyqVyRasSYXWTmnVGvR73Mjd63EvmgWHZ9Ef72nJdjVJv6nRvasd4YUPA/his07-09und01-praca-das-tres-culturas.pdf

Sobre a fotografia:

O lugar se chama Praça das Três Culturas, em Tlatelolco, um espaço que constitui um sítio arqueológico localizado na Cidade do México e que reúne três momentos distintos que registram não só a história da Conquista da América Espanhola, mas que representa ainda hoje um lugar de resistência dos povos ameríndios. No primeiro plano da imagem estão as ruínas do Templo Maior, construídos pelos astecas da cultura Mexica, é composto por nove construções, uma sobre a outra, entre os anos de 1337 e 1515, pois acreditavam que essas edificações concentravam energias das suas divindades. Contudo, com a chegada Hernán Cortéz (conquistador espanhol reconhecido por destruir o Império Asteca e parente de Francisco Pizzaro, que dizimou com o Império Inca ) na região, a população ameríndia foi dizimada e o seu território dominado pelo espanhol e sua tropa em 13 de agosto de 1521.

No segundo plano está a Igreja de Santiago, datada de 1525 e construída em cima dos templos. Essa informação chama a atenção para duas questões: uma relacionada ao hábito das edificações europeias estarem em cima das construções nativas em função da reutilização das pedras e da questão simbólica da dominação, ou melhor, apropriação e destruição cultural de um povo. Até o século XVII esteve sob a administração da ordem franciscana, recebendo o amplo apoio do governo espanhol.

Ao lado da Igreja, funcionou, a partir de 1536, o Colégio Imperial de Santa Cruz de Tlatelolco (na fotografia pode ser identificado pelo prédio colorido próximo da igreja, cujo objetivo era receber crianças ameríndias, filhos da elite asteca, e torná-las adultos hispanizados para atuarem em seus grupos sociais de origem. Em 1546 passou para as mãos dos sacerdotes indígenas que foram educados nessa escola.

No terceiro plano, ao fundo da imagem, está um edifício moderno que marca uma cultura independente e democrática do México. Ao redor das antigas construções foram construídos alguns prédios públicos, como os edifícios da Secretaria de Relações Exteriores. Contudo, no cenário do século XX esse espaço continuou a ser símbolo de luta e resistência da população, pois em 1968 aconteceu o Massacre de Tlatelolco, quando cerca de 300 estudantes foram mortos pela polícia e pelo exército durante o período militar.

Em um mesmo espaço é possível encontrar elementos da cultura pré-colombiana, hispânica e pós-independência. A reunião dessas construções ilumina o processo de dominação e ocupação europeia, comum em grande parte da América Latina e faz pensar os imperativos desse processo histórico.

Material base:

Linha e setas:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/RgAUkcgX9DPBtsk8CNsAucw7ZvPHVDvrNrcgTZ2CsjNEGzJ4GX9djdwQz2Kk/his7-09und01-linha-e-setas.pdf

  • Base da linha do tempo dividida por décadas, contendo os anos dos acontecimentos.
  • Setas que irão relacionar a base com o acontecimento.

Grupo 1:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jGxBqxXETnd3PrRAGrY9KSZqRjPf3crFwMkuC98Q4m22Sp7nm9GrfnTyYZJs/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-1.pdf

  • 1492: Fim da “Reconquista Ibérica” e chegada de Colombo às Antilhas.
  • 1494: Tratado de Tordesilhas.
  • 1497: Pela primeira vez um homem europeu, Américo Vespúcio, pisa na América do Sul.

Grupo 2:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/DzCJXGjjCVBUcKwRauXUecJ3RaRBTHhVYWGNmPww79Q7yMMYzq4wrBdZZ95Y/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-2.pdf

  • 1510: Os Dominicanos chegam na América.
  • 1511: Início da ocupação e colonização de Cuba.
  • 1519: A expedição comandada por Hérman Cortez chega à península de Yucatán, no México.
  • 1520: Os espanhóis começam a dominar os povos Maias.

Grupo 3:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/mvaeMJX6RB3ZgHZh44DJRKyC8QJ2t5AT8RFSbKg7uxyz2tzVeJeg4FTeTsjV/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-3.pdf

  • 1521: O Império Asteca foi conquistado pelos espanhóis liderados por Hermán Cortez.
  • 1532: Francisco Pizarro conquista o Império Inca.
  • 1535: Os Agostinianos já tinham mais de 70 conventos no México e já haviam se estabelecido no Chile.

Grupo 4:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/tQjyEWxNdrbRwAzwBRfZA6cf3jpYyPK8Rzhk9q476GDVRNEafYjde6FRPHY8/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-4.pdf

  • 1535: É fundada a Cidade dos Reis, em Lima, sendo um lugar em que prosperou o comércio mas que também teve grande resistência dos nativos ao longo dos anos.
  • 1536: Os Franciscanos, foram os primeiros a passarem pela América, chegando em 1532. Em 1536, estabeleceram-se no Chile e em Buenos Aires.
  • 1545: Os espanhóis descobrem as minas de prata de Potosi.

Grupo 5:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ehHnnkpfJEA4wMa3VrcU2UgPgau4SjUs9Tg25FpXPrffSMDftYsJEcMWtXRY/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-5.pdf

  • 1570: As Ordens Concepcionistas e Clarissas se estabelecem no “Novo Mundo”.
  • 1572: Assassinato de Tupac Amaru, último imperador dos incas.

Grupo 6:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/mjpE52C5zEfxdAHKb5HYgSC6yh8zB2sRYk8m5YZmU4BBEDScbWFpXGCxAfmc/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-6.pdf

Para você saber mais:

  • BORDIN, Reginaldo Aliçandro. Colégio Imperial de Santa Cruz de Tlatelolco, um estudo sobre a educação “superior” franciscana para os Astecas. In: Seminário de Pesquisa do PPE. Universidade Estadual do Maringá. Maringá. 2013. Disponível em: <http://www.ppe.uem.br/publicacoes/seminario_ppe_2013/trabalhos/co_01/16.pdf>. Acessado em 07 nov 2018.
  • CORTEZ, Hernan. A Conquista do México. Coleção L&PM Pocket. São Paulo. 2007.
  • ELLIOT, John H. A conquista Espanhola e Colonização da América. In: BETHELL, Leslie (Org). América Latina Colonial, Vol. I. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo. Brasília, DF: Fundação Alexandre Gusmão, 2004. pg. 138. Disponível em:https://www.passeidireto.com/arquivo/38224502/historia-da-america-latina---vol-1---leslie-bethell-org-135-194 . Acesso em: 12 nov 2018.
  • FERNANDES, Luiz Estevam; MORAIS, Marcus Vinícius. Renovação da História da América. KARNAL, Leandro. História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas. São Paulo: Contexto, 2010. pp. 143-162.
  • MAZIERO, Dalton Defini. Tlatelolco - A Praça das Três Culturas. In: JORNAL PÁGINA 3. América Mistérios. Balneário Camboriú. SC. 2007. Disponível em: <https://pagina3.com.br/coluna/americamisteriosa/6725-tlatelolco-a-praca-das-tres-culturas>. Acesso em: 06 nov 2018.
  • RESTALL, Matthew. Sete mitos da conquista espanhola. Rio de Janeiro. Civilização Brasileira, 2006.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Projete, escreva no quadro ou leia o objetivo da aula para a turma. Se estiver fazendo uso de projetor, apresente esse slide e faça uma leitura coletiva.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Organize a sala em até 6 grupos. Informe à turma que você irá propor uma divisão. O critério para organizar os grupos deve valorizar as potencialidades e diversidades dos saberes dos alunos, além da colaboração mútua para o desenvolvimento das atividades. Informe aos alunos que eles deverão escolher um representante.

O arquivo está disponível aqui: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/MRDNyqVyRasSYXWTmnVGvR73Mjd63EvmgWHZ9Ef72nJdjVJv6nRvasd4YUPA/his07-09und01-praca-das-tres-culturas.pdf

Caso disponha de computador e projetor, projete a imagem com as perguntas. Na impossibilidade do recurso imprima uma página para cada grupo e peça que, a partir do olhar atento às construções presentes na fotografia, responda as perguntas. Solicite que registrem as suas conclusões no caderno.

Decorrido o tempo de três minutos após o acesso à imagem e às questões, considerando que todos pensaram e responderam em grupo as perguntas, peça para que cada representante, no prazo de três minutos, apresente as percepções do seu grupo. É importante que os alunos consigam identificar três tipos de construções que foram construídas em diferentes períodos históricos e que correspondem ao três planos da imagem. Neste momento, você poderá esclarecer possíveis equívocos dando mais informações sobre a fotografia para ampliar o diálogo e a percepção dos alunos. Contudo, é importante que eles reconheçam que houve um processo de ocupação do território ameríndio.

Como adequar à sua realidade: Caso disponha de computador, projetor e internet, proponha à sua turma uma visita virtual à Praça das Três Culturas utilizando o Google Earth (https://www.google.com/earth/) ou Google Maps (https://www.google.com.br/maps). Ambas as páginas oferecem recursos 3D que permitem ver com detalhes grande parte do sítio arqueológico. Para isso, escolha uma das páginas e digite no campo de pesquisa “Praça das Três Culturas”, que está localizada na “Eje Central, Tlatelolco, Cidade do México, Distrito Federal, México”. Ao clicar na lupa, o mapa localizará o endereço e com um marcador. Para navegar pelas imagens, clique no ícone “Navegador pelas imagens do Street View”, localizado logo abaixo do zoom e arraste-o para uma das ruas indicadas e comece a explorar o espaço.

Outra opção é o uso de celulares. Neste caso, os alunos precisarão fazer o download de um dos aplicativos e seguir as recomendações de pesquisas já informados.

Para você saber mais:

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou entregue impressa a pergunta. Mantendo os grupos, proponha a montagem de uma linha do tempo distribuindo o material que deverá ser impresso.

Material base:

Linha e setas: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/RgAUkcgX9DPBtsk8CNsAucw7ZvPHVDvrNrcgTZ2CsjNEGzJ4GX9djdwQz2Kk/his7-09und01-linha-e-setas.pdf

Grupo 1: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jGxBqxXETnd3PrRAGrY9KSZqRjPf3crFwMkuC98Q4m22Sp7nm9GrfnTyYZJs/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-1.pdf

Grupo 2: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/DzCJXGjjCVBUcKwRauXUecJ3RaRBTHhVYWGNmPww79Q7yMMYzq4wrBdZZ95Y/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-2.pdf

Grupo 3: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/mvaeMJX6RB3ZgHZh44DJRKyC8QJ2t5AT8RFSbKg7uxyz2tzVeJeg4FTeTsjV/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-3.pdf

Grupo 4: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/tQjyEWxNdrbRwAzwBRfZA6cf3jpYyPK8Rzhk9q476GDVRNEafYjde6FRPHY8/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-4.pdf

Grupo 5: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/ehHnnkpfJEA4wMa3VrcU2UgPgau4SjUs9Tg25FpXPrffSMDftYsJEcMWtXRY/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-5.pdf

Grupo 6: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/mjpE52C5zEfxdAHKb5HYgSC6yh8zB2sRYk8m5YZmU4BBEDScbWFpXGCxAfmc/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-6.pdf

Marcos cronológicos da linha do tempo:

  • 1492: Fim da “Reconquista Ibérica” e chegada de Colombo às Antilhas.
  • 1494: Tratado de Tordesilhas.
  • 1497: Pela primeira vez um homem europeu, Américo Vespúcio, pisa na América do Sul.
  • 1510: Os Dominicanos chegam na América.
  • 1511: Início da ocupação e colonização de Cuba.
  • 1519: A expedição comandada por Hernán Cortez chega à península de Yucatán, no México.
  • 1520: Os espanhóis começam a dominar os povos Maias.
  • 1521: O Império Asteca foi conquistado pelos espanhóis liderados por Hernán Cortez.
  • 1532: Francisco Pizarro conquista o Império Inca.
  • 1535: Os Agostinianos já tinham mais de 70 conventos no México e já haviam se estabelecido no Chile.
  • 1535: É fundada a Cidade dos Reis, em Lima, sendo um lugar em que prosperou o comércio mas que também teve grande resistência dos nativos ao longo dos anos.
  • 1536: Os Franciscanos foram os primeiros a passarem pela América, chegando em 1532. Em 1536, estabeleceram-se no Chile e em Buenos Aires.
  • 1545: Os espanhóis descobrem as minas de prata de Potosí.
  • 1570: As Ordens Concepcionistas e Clarissas se estabelecem no “Novo Mundo”.
  • 1572: Assassinato de Tupac Amaru, último imperador dos incas.
  • Fonte 1.

Na ausência dos recursos necessários para a impressão do material, é possível produzi-lo a partir de papéis coloridos e/ou usar o quadro. No entanto, sugere-se que reduza o número dos grupos ou inclua mais informações para substituir as imagens que não puderem ser impressas. Veja a lista para substituição:

  • Linha do tempo: pode ser desenhada no quadro ou feita a partir de uma tira de papel, ou pano, de 180 cm de comprimento por 3,5 cm de largura, dividida a cada 15 cm.
  • Setas: optando por ser feita no quadro, é possível usar giz ou marcador de quadro branco. Caso opte por usar papel, acesse o molde:
  • Acontecimentos: os fatos podem ser escritos com canetas hidrográficas de ponta grossa coloridas em pedaços de papel de 10x15cm.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações: Cada grupo receberá os respectivos materiais e o objetivo é ordená-los cronologicamente. Em função das placas em que constam os acontecimentos não estarem datadas, caberá a cada grupo ordená-los, a partir dos acontecimentos e dos seus efeitos, e depois completar a linha do tempo.

Enquanto a turma examina as informações recebidas, aproveite o tempo para fixar a linha e os marcos temporais na sala de aula, de modo que todos possam ver e ter acesso.

Após cada grupo ordenar os seus acontecimentos, pela disposição do material distribuído eles apresentarão e irão situar as informações no tempo demarcado na Linha do Tempo e justificarão a ordem escolhida.

Tendo os cinco primeiros grupos preenchido a Linha do Tempo, é importante enfatizar que os acontecimentos indicados são complexos e os seus efeitos transformaram a vida local dos ameríndios, pois subjugaram práticas e hábitos de um modo de vida nativo aos interesses mercantilistas da Espanha. Neste sentido, a atividade não pode ser explicada de maneira simplista, como causa-acontecimento-consequência. É fundamental que os alunos desenvolvam a percepção das mudanças e permanências que a visão linear dos acontecimentos pode oferecer.

Importante: O grupo 6 é o único que não trabalhará com os acontecimentos e os seus efeitos. Ele apresentará fontes que definirão conceitos e irão embasar a organização da Linha do Tempo. Neste caso, peça para eles lerem cada uma das fontes e, caso disponha do recurso, projete-as para que todos acompanhem.

Na ausência dos recursos necessários para a impressão do material, é possível produzi-lo a partir de papéis coloridos e/ou usar o quadro. No entanto, sugere-se que reduza o número dos grupos ou inclua mais informações para substituir as imagens que não puderem ser impressas. Veja a lista para substituição:

  • Linha do tempo: pode ser desenhada no quadro ou feita a partir de uma tira de papel, ou pano, de 180cm de comprimento por 3,5cm de largura, dividida a cada 15cm.
  • Setas: optando por ser feita no quadro, é possível usar giz ou marcador de quadro branco. Caso opte por usar papel, acesse o molde:
  • Acontecimentos: os fatos podem ser escritos com canetas hidrográficas de ponta grossa coloridas em pedaços de papel de 10x15cm.
  • No caso do Grupo 6 escreva o trecho da fonte em uma folha de ofício.

Para você saber mais:

  • RESTALL, Matthew. Sete mitos da conquista espanhola. Rio de Janeiro. Civilização Brasileira, 2006.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Peça para um componente do Grupo 6 ler a fonte. Não precisa ser o representante.

Para imprimir a fonte acesse: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/mjpE52C5zEfxdAHKb5HYgSC6yh8zB2sRYk8m5YZmU4BBEDScbWFpXGCxAfmc/his7-09und01-linha-do-tempo-grupo-6.pdf

Se for o caso da ordem dos acontecimentos não estar correta, após a leitura, faça a seguinte pergunta para o grupo:

  • Vocês fariam alguma alteração dos acontecimentos e dos efeitos ordenados pelos demais grupos?

Caso eles tenham alguma sugestão de mudança, peça que a faça e justifiquem a nova ordem. Se ainda assim não responderem como o esperado, leia o texto novamente e análise a fonte com a turma a partir das seguintes perguntas:

  • Qual o sentido da palavra “conquista” quando ela é usada para tratar dos espanhóis nas terras ameríndias?
  • Quais eram os propósitos da conquista?
  • A quais acontecimentos essa fonte está se referindo?

Para corrigir algum equívoco ou dúvida que tenha ficado, leia os acontecimentos históricos com a turma enfatizando os seguintes pontos:

  • É importante ressaltar que os espanhóis fizeram do território ameríndio a sua colônia, ou seja, o território renomeado como América estava em função da metrópole. Ao considerar os interesses europeus, motivados principalmente pelo mercantilismo, a dita “conquista” é uma palavra que ameniza o processo de organização de um sistema produtivo caracterizado por saques, assaltos, exploração, violência, injustiça e também de alianças com os indígenas. Uma vez que os conflitos entre alguns povos ameríndios eram recorrentes, os nativos se prevaleceram dos europeus para vencerem os seus inimigos. Dessa relação emergiu uma apropriação mútua entre as culturas, que podemos chamar de hibridismo cultural.
  • Neste processo, a Igreja católica participou ativamente. Fosse pelo objetivo de conquistar e expandir a religião cristã ou legitimar o genocídio indígena como meio de purificação das ditas heresias praticadas (como danças, rituais, adoração a elementos da natureza e a nudez), a ideologia cristã atuou como meio para garantir o sucesso da “conquista”, modificando hábitos e valores culturais dos povos ameríndios.

Caso não disponha do recurso de projeção, imprima ou copie o texto em uma folha de ofício.

Para você saber mais:

  • RESTALL, Matthew. Sete mitos da Conquista Espanhola. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Projete ou copie no quadro as três perguntas. Mantendo a organização da turma, cada grupo escolherá uma pergunta e responderá a partir da análise dos acontecimentos indicados na linha do tempo, sendo todos os registros feitos no caderno. Ao final, os representantes de cada grupo lerão as suas conclusões para a turma.

Espera-se que na pergunta 1 os alunos consigam apreender que a “conquista” da América foi senão um gradativo processo de dominação europeia que respondeu a uma estratégia de controle e exploração dos povos ameríndios.

Na pergunta 2 o olhar do aluno deve estar alinhado a três pontos: missão religiosa, expedições, fundação de cidades e exploração de minérios. Todas essas atividades explicaram a presença dos europeus na América e a sua expansão. Outra estratégia foi a criação de escolas capazes de disciplinar a população nativa ao processo de hispanização. É importante indicar essa possibilidade para que os alunos percebam que não só o genocídio acabou com várias culturas ameríndias, mas o sistemático processo civilizatório e econômico.

Na pergunta 3 a expectativa é que os alunos atentem para o fato de que os nativos não aceitaram passivamente o domínio imposto pelos espanhóis e instituíram diversas frentes de resistências. Contudo, caberá antepor-se a perspectiva histórica pautada na fatalidade, onde a suposta superioridade técnica dos espanhóis já havia determinado a vitória.

Para você saber mais:

FERNANDES, Luiz Estevam; MORAIS, Marcus Vinícius. Renovação da História da América. KARNAL, Leandro. História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas. São Paulo: Contexto, 2010. pp. 143-162.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE A organização do poder e as dinâmicas do mundo colonial americano do 7º ano :

MAIS AULAS DE História do 7º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF07HI09 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano