15856
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Massagem: meu corpo e o corpo do outro

Nesta atividade, convide os bebês a massagear os colegas usando bolas de meias e outros objetos.

Plano 03 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Bárbara de mello

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para essa atividade, é interessante que as crianças já tenham se apropriado previamente de práticas com massagem. Caso a esteja realizando pela primeira vez, mantenha seu olhar sensível e atento ao introduzir a prática ao grupo. Mostre vídeos de documentação pedagógicado grupo realizando massagem entre eles. Dialogue sobre esses momentos, resgatando a memória e convidando as crianças a entrarem na proposta que será realizada.

Materiais:

Cestos e bacias com bolas de meia ou/e pano, com aproximadamente 10 cm de diâmetro. Suporte de mídia para música calma e convidativa à massagem. Colchonetes e almofadas. Caixa com diversos materiais de largo alcance.

Espaços:

Deve ser realizada num ambiente calmo e favorável a interação dos bebês por meio da massagem. É importante que não tenha muitos fatores externos que atrapalhem o engajamento dos bebês na relação entre eles, adulto e objetos propostos. Organize colchonetes e almofadas, garantindo conforto e, ao mesmo tempo, espaço para locomoção. Deixe disponível uma caixa com materiais de largo alcance.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 40 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como o bebê percebe seu próprio corpo e o corpo do outro durante a massagem? Quais possibilidades corporais ele experimenta?

2. Como cada bebê se comunica durante a proposta? (sorri ao receber a massagem, balbucia, fala o que sente, faz expressão de agrado ou desagrado etc.)

3. De que forma acontecem as interações entre os bebês e seus pares? Como cada bebê procura o outro para interagir?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Garanta que todos os bebês participem. Coloque os bebês que não se locomovem com autonomia no colo, oferecendo a massagem. Chame os bebês maiores para participarem desse momento, dando ênfase ao cuidado e carinho. Esteja atento aos bebês que não se sentem à vontade com o toque das mãos para massagem. Por isso, respeite seus ritmos próprios e as escolhas manifestadas por meio dos gestos faciais, corporais e expressões orais.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Disponibilize cestos com bolas de pano e/ou meia para pequenos grupos de bebês. Coloque-os num ambiente previamente organizado com uma música convidativa para a massagem, colchonetes e almofadas, enquanto outros bebês do grupo poderão estar engajados com demais brinquedos de largo alcance. Deixe que manuseiem as bolas, os cestos e bacias, brincando conforme desejarem. Pegue uma das bolas e sente-se próximo a um dos bebês. Entre na brincadeira com ele e pergunte se deseja deslizar a bola em seu corpo. Convide o bebê a indicar qual parte do corpo gostaria que lhe deslizasse a bolinha.

Possíveis falas do professor nesse momento: essa bolinha é tão macia, vamos experimentar? Onde posso passar? Nos seus braços, mãos, pés, barriga, pernas… o que acha melhor?

Possíveis ações dos bebês nesse momento: o bebê pode sinalizar através da fala, gestos, olhar, balbuciar etc.


2

Perceba como o bebê interage na proposta da massagem por meio das bolas e como os que estão ao entorno observam essa relação. Convide os demais bebês do pequeno grupo a se engajarem na massagem, incentivando que a façam em si e nos demais. Considere que o corpo do bebê precisa ser visto em sua totalidade e que ele está em constante relação com o outro. Pergunte se ele permite ser tocado e, mesmo que não responda verbalmente, os códigos já criados entre adulto-bebê (olhar, gestos, confiança) conduzirão a essa resposta, contribuindo para um elo recíproco e respeitoso de cuidados e conscientização sobre o próprio corpo. Sempre utilize o nome dos bebês.

Possíveis ações da criança neste momento: um dos bebês observa a interação professor e bebê realizando uma massagem por meio da bolinha. Se locomove até uma bola de pano que está no chão, pega e se dirige até o professor, entregando o objeto para ele como se estivesse fazendo um convite para a massagem.

Possíveis falas do professor neste momento: você também deseja realizar a massagem ou receber a massagem? Sente aqui ao nosso lado. Enquanto continuo a massagem no bebê, o que acha de me ajudar? Assim, poderei realizar a massagem em você também.


3

Observe como os bebês se apropriam dos movimentos já conhecidos, como utilizam os objetos e procuram uns aos outros. Incentive que continuem com liberdade a realizarem a massagem por meio das bolinhas, mediando com conversa as ações deles sempre que necessário. Chame atenção para que os bebês observem a bolinha deslizando em cada parte do próprio corpo, assim como no corpo do outro. Dê ênfase aos gestos carinhosos e cuidadosos consigo e com os demais por meio de falas. Garanta que todos participem, respeitando seus tempos e ritmos. Registre em vídeos ou fotografias para, posteriormente, servir de instrumento de reflexão sobre a prática e documentação a ser compartilhada com os bebês e demais da comunidade escolar.

Possíveis falas do professor neste momento: olhem como a bola desliza nas pernas do bebê, uma bola bem macia que desliza bem devagar e com carinho para não machucar. O bebê está sorrindo porque você está passando a bola com carinho em sua barriga.


Para finalizar:

Próximo ao término, diga aos bebês sobre o próximo acontecimento do dia, atribuindo uma previsibilidade à experiência seguinte do cotidiano. Isso ajuda na compreensão das noções de tempo e espaço. Incentive que guardem os objetos de largo alcance com os quais brincavam e as bolinhas dentro dos cestos e bacias. Realize a ação junto com eles.

Desdobramentos

Ao longo da semana, o professor pode propor novamente a atividade e garantir a continuidade da experiência da massagem com cada dupla de bebês.Uma proposta interessante é que crianças de outros agrupamentos, mas que já sejam conhecidas dos bebês, também participem com eles da massagem com as bolinhas.

Engajando as famílias

Convide as famílias para que, em casa, junto com seus bebês, realizem esse momento de massagem. Oriente para que seja um momento tranquilo e confortável, num ambiente calmo e que valorize a relação entre o adulto e seu bebê. Enfatize o toque suave das mãos, a relação olho no olho, os gestos carinhosos e generosos, a calma para realizar os movimentos, a valorização do corpo e das suas múltiplas formas de se manifestar. Combine que levem um relato desse momento para ser compartilhado no mural da escola.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Bebês :

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01CG02 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01EO02 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01EO04 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano