15765
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 6º ano > Produção de textos

Plano de aula - Estratégia de produção textual para cartas de reclamação

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 6º ano do EF sobre Estratégia de produção textual para cartas de reclamação

Plano 13 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Danuza Kryshna Da Costa Lima

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é décima terceira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero cartas de reclamação / apresentação de propostas orais e no campo de atuação na vida pública. A aula faz parte do módulo de Produção de texto.

Materiais necessários: Cadernos, lápis, borracha, caixa pequena, fotografias (previamente solicitadas pelo professor ao estudante)*.

*Atenção: Previamente, deve ser solicitado aos estudantes que levem para a sala de aula fotografias contendo algum problema encontrado por eles na rua onde moram, na cidade, bairro ou até mesmo na escola. Estas fotografias (podendo ser apresentadas impressas ou mesmo no celular) servirão de base para a produção da carta de reclamação.

Caso não seja possível a coleta das fotografias por parte dos alunos, a título de sugestão, encontram-se no material complementar deste plano algumas imagens que podem ser usadas para este fim.

Informações sobre o gênero: Nas cartas de reclamação, o texto possui caráter epistolar e expressa a necessidade de um sujeito, inserido em uma prática de linguagem social concreta e determinada, de se comunicar com o outro, para isto, ele lança mão da escrita. Os interlocutores não estão em presença; há, portanto, um distanciamento espaço-temporal e por isto, a utilização de elementos típicos dos gêneros epistolares, tais como “remetente”, “local”, “data”, “assinatura”.

Dificuldades antecipadas: O planejamento do texto a ser produzido poderá ser uma dificuldade para o aluno, tendo em vista que muitos podem achar desnecessária esta etapa, tentando ir direto para a produção final.

Referências sobre o assunto:

ELIAS, Vanda Maria; KOCH, Ingedore Villaça. Ler e escrever: Estratégias de produção textual. São Paulo: Contexto, 2009.

____________. Escrever e argumentar. São Paulo: Contexto, 2009.

MARCURSCHI, Luiz Antônio. O estudo dos gêneros mostra o funcionamento da sociedade. In: Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MARCURSCHI, Beth; SUASSUNA, Lívia. Avaliação em Língua portuguesa: contribuições para a prática pedagógica. 1ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

SCHNEUWLY, B.; DOLZ. J. Os gêneros escolares: das práticas de linguagem aos objetos de ensino. In: Gêneros orais e escritos na escola. Campinas - SP: Mercado das Letras, 2004. Livro fundamental para quem se pretende compreender o funcionamento e organização dos gêneros textuais, tanto orais como escritos e sua aplicabilidade e estudo em sala de aula.

“...os gêneros formais públicos constituem objetos autônomos para o ensino do oral. Eles são autônomos no sentido de que o oral (os gêneros orais) é abordado como objeto de ensino e aprendizagem em si. Não constituem um percurso de passagem para a aprendizagem de outros comportamentos lingüísticos (a escrita ou a produção escrita) ou não-lingüísticos (em relação somente com outros saberes disciplinares). Também não estão subordinados a outros objetos de ensino-aprendizagem”. (DOLZ & SCHNEUWLY, 2004, p.177)

“...a exposição deverá ser ordenada em partes e subpartes, que permitam distinguir as fases sucessivas de sua construção interna. Numa perspectiva de ensino, podem-se distinguir as seguintes partes: uma fase de abertura, uma fase de introdução ao tema, a apresentação do plano da exposição, o desenvolvimento e o encadeamento dos diferentes temas, uma fase de recapitulação e síntese, a conclusão e o encerramento” (DOLZ & SCHNEUWLY, 2004, p.187-188)

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Ao apresentar o tema para turma, levante o conhecimento prévio dos estudantes, convidando-os a refletir sobre a pergunta do slide:
  • Se desejamos escrever uma carta de reclamação, qual é a primeira coisa que precisamos fazer?

É provável que os alunos respondam algo como (dentro da hipótese de já terem trabalhado o gênero em aulas anteriores): saber quem é o nosso interlocutor, analisar a linguagem utilizada e as formas de tratamento para com ele, a descrição do problema - que precisa estar clara no texto, assim como os argumentos utilizados pelo remetente, a fim de garantir ao texto credibilidade -, local e data. Esses são elementos que não podem faltar numa carta de reclamação.

OBS.: Esta será uma aula sobre a situação de produção, interação e planejamento textual de cartas de reclamação. Nela, os estudantes conhecerão um contexto possível de produção do gênero, previamente combinado entre eles e o professor. A partir da apresentação de uma problemática, os alunos poderão articular e planejar uma forma de reclamar, neste caso, utilizando o gênero em estudo. Para tanto, é importante que os estudantes já tenham tido contato com este gênero textual, seus elementos composicionais, seu contexto de produção e, sobretudo, sua funcionalidade, e que já tenham feito diversas leituras e estudos de textos do gênero em diferentes suportes, virtuais ou não. A título de sugestão, recomendamos a leitura e abordagem dos planos 2 e 3 desta sequência de atividades que abordam respectivamente relações entre o contexto de produção das cartas de reclamação para reconhecimento dos elementos composicionais do gênero e a apresentação de cartas de reclamação em diversos formatos.

  • Organize a turma em duplas (previamente escolhidas pelos próprios estudantes).
    Para esta aula, sugerimos o trabalho em duplas por compreendermos que a produção de textos em duplas proporcionará maior diálogo entre os alunos, tendo em vista as novas descobertas para esta aula e os encaminhamentos a serem feitos para a produção de texto. Os alunos dessa faixa etária tendem a aprender melhor trocando ideias e, muitas vezes, socializando informações sobre o planejamento do texto a ser produzido; a opção pela produção a quatro mãos (em duplas) auxilia também no desenvolvimento afetivo dos alunos.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Solicite aos alunos que apresentem as fotografias solicitadas na aula anterior. Para esta aula, toda a turma já precisa ter conhecimento de seu objetivo, a produção de uma planejamento para posterior produção textual de uma carta de reclamação.
  • Esta solicitação é importante para garantir aos estudantes a autonomia na escolha da temática do texto a ser produzido e, sobretudo, para que eles tenham acesso ao contexto de produção de gênero, ou seja, uma ação reivindicatória. Dessa forma, os estudantes podem pesquisar algum problema na rua, bairro, cidade ou escola e juntamente com os colegas, iniciar as reflexões sobre quem seria o destinatário de uma carta escrita para reclamar este ou aquele problema, se este destinatário teria o poder de solucionar este problema, qual o nível de linguagem a ser utilizada.
  • Converse com os alunos sobre o conteúdo das imagens.

Estimule os alunos a refletirem sobre o conteúdo das imagens. Solicite que cada dupla, rapidamente, descreva o que fotografou. Realize algumas perguntas aos estudantes, a fim de permitir maior interação entre eles e, sobretudo, permitir que os alunos apresentem as primeiras medidas a serem tomadas em situações como as apresentadas por eles.

Estimule a participação da turma, realizando perguntas (em seguida, sugestões de respostas, pensando em problemas estruturais de responsabilidade de órgãos públicos):

  • Que problema elas trazem? As imagens podem apresentar diferentes problemas, tais como ruas esburacadas, sujas, entulhos nas ruas, etc. O estudante precisa descrever o problema apresentado na fotografia.
  • Esses problemas são solucionáveis? Por quê? Sim, podendo ser solucionáveis a curto ou longo prazo, a depender da natureza do problema. São problemas de ordem estrutural da cidade ou da escola, e é de responsabilidade dos órgãos que as mantém solucioná-los, afinal, pagamos impostos para tal.
  • A quem se poderia recorrer neste caso? A pessoa, órgão público ou instituição responsável, por exemplo, pela coleta de lixo e restos de construção nas ruas, pela manutenção das vias públicas, etc.

Materiais complementares: Para acessar as imagens clique aqui

As imagens contidas no documento representam o problema da falta de coleta de lixo. Restos de construção nas vias públicas, lixo a céu aberto, mato crescido. Elas podem ser utilizadas para toda a turma, o que garante uma uniformização temática da carta de reclamação a ser produzida. Contudo, é uma sugestão possível para o trabalho com os estudantes, caso haja algum problema na coleta de imagens por parte deles. Outra opção é buscar na internet problemas reais da cidade/região onde moram, através de sites confiáveis de notícias. Ainda como uma terceira possibilidade viável, organize um dia na escola para a turma sair da sala de aula e fotografar problemas da escola ou do entorno (comunidade). Combine com a direção e com os pais (em caso de saída). Peça emprestada a câmera da escola para fotografar os problemas, ou peça para que os alunos utilizem seus celulares, se for possível. Deixe que os alunos apontem os problemas e fotografem, para que sejam protagonistas de fato. Caso ainda não conheça a comunidade onde fica sua escola, esta saída com os alunos seria uma excelente oportunidade para conhecê-la e compreender melhor o contexto de vida de seus alunos.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações:

  • Solicite aos alunos (ainda em duplas) que organizem seu material, caderno, lápis e borracha.
  • Convide os estudantes:
  • Agora que vocês têm em mãos o que reclamar, que tal planejar o texto?
  • A partir da apresentação desta perguntas aos estudantes, a atividade será de elaboração coletiva de um roteiro para planejamento de produção de texto. É preciso despertar o interesse dos alunos para a importância desta etapa, muitos talvez sejam resistentes a pular esta etapa e partir para a produção, por isso, faz-se necessário realizar a seguinte pergunta aos estudantes:
  • Por que planejar um texto antes de escrevê-lo é importante? A etapa do planejamento do texto é importante porque nela podemos selecionar e organizar as informações que comporão o texto. No caso das cartas de reclamação, é preciso definir quem será o destinatário da carta, as informações como local, data, a linguagem a ser utilizada, se formal ou informal, polida e cordial, a descrição do problema a ser relatado, os argumentos necessários para defender a resolução do problema. Todas essas informações precisam ser pensadas antes da escrita do texto.
  • Distribua para as duplas de estudantes o esquema de planejamento de escrita do gênero cartas de reclamação.
  • Este esquema apresenta perguntas e palavras-chaves para a produção de uma carta de reclamação. Após a distribuição deste esquema para os alunos, oriente-os a pensar como seria o texto se todas estas informações estivessem presentes. Como os estudantes já conhecem o gênero, ficará mais simples a organização destas informações. Explique cada pergunta presente nos círculos que compõem o esquema, relembrando os elementos composicionais do gênero, a linguagem cordial e polida, além de formal, a ser utilizada, a presença ou não de depoimentos de pessoas (moradores, alunos etc.) que reforçarão os argumentos da carta.
  • Esta é a ótima oportunidade de retomar as características do gênero cartas de reclamação, questionando os alunos durante a atividade: quem serão os interlocutores de uma carta de reclamação? (O remetente e o destinatário, ou seja, quem reclama e a quem é dirigida a reclamação); como podemos organizar a estrutura do texto, que elementos a compõem? (No cabeçalho, o local e a data. Logo abaixo, a quem é dirigida a carta e uma saudação. Após, o texto, com argumentos defendendo os motivos da reclamação e, por fim, a despedida e o remetente se subscreve.) Estas perguntas podem ser realizadas ao longo desta etapa da aula, sempre no caráter de despertar no estudante o desejo por escrever o texto e não simplesmente como uma revisão de conceitos e elementos composicionais do gênero.
  • No caderno, estimule os alunos a reproduzirem o esquema projetado no slide e distribuído a eles, preenchendo cada círculo com as informações cabíveis ao seu texto. Esta é a etapa do planejamento propriamente dito, na qual os estudantes farão a sistematização de todas as informações que constarão no texto. O preenchimento deste esquema pode ser considerado satisfatório, quando os estudantes conseguirem colocar no caderno todas as respostas para cada círculo presente, apresentando, desta forma, um esquema do texto a ser produzido posteriormente.
  • Circule pela sala a fim de auxiliar os estudantes na composição do planejamento.

Materiais complementares:

Para acessar o Esquema de planejamento clique aqui

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Solicite aos estudantes apresentem o planejamento para produção de texto desenvolvido após a distribuição do esquema.
  • Estimule-os a apresentar para os colegas o planejamento do texto. Disponibilize alguns minutos para cada dupla, a fim de socializar e também sugerir mudanças no planejamento.

Materiais complementares:

Link de acesso para um planejamento hipotético produzido com base neste Plano de aula. Clique aqui

O modelo de esquema para planejamento textual acima é de uso exclusivo do professor e foi produzido como material de estudo, como base nas fotografias disponibilizadas a título de sugestão para este plano.

A produção do esquema é realizada de acordo com as perguntas e sentenças de cada círculo. Os estudantes precisam preencher estes círculos com as informações sobre o futuro texto, de acordo com as fotografias que possuem em mãos.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é décima terceira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero cartas de reclamação / apresentação de propostas orais e no campo de atuação na vida pública. A aula faz parte do módulo de Produção de texto.

Materiais necessários: Cadernos, lápis, borracha, caixa pequena, fotografias (previamente solicitadas pelo professor ao estudante)*.

*Atenção: Previamente, deve ser solicitado aos estudantes que levem para a sala de aula fotografias contendo algum problema encontrado por eles na rua onde moram, na cidade, bairro ou até mesmo na escola. Estas fotografias (podendo ser apresentadas impressas ou mesmo no celular) servirão de base para a produção da carta de reclamação.

Caso não seja possível a coleta das fotografias por parte dos alunos, a título de sugestão, encontram-se no material complementar deste plano algumas imagens que podem ser usadas para este fim.

Informações sobre o gênero: Nas cartas de reclamação, o texto possui caráter epistolar e expressa a necessidade de um sujeito, inserido em uma prática de linguagem social concreta e determinada, de se comunicar com o outro, para isto, ele lança mão da escrita. Os interlocutores não estão em presença; há, portanto, um distanciamento espaço-temporal e por isto, a utilização de elementos típicos dos gêneros epistolares, tais como “remetente”, “local”, “data”, “assinatura”.

Dificuldades antecipadas: O planejamento do texto a ser produzido poderá ser uma dificuldade para o aluno, tendo em vista que muitos podem achar desnecessária esta etapa, tentando ir direto para a produção final.

Referências sobre o assunto:

ELIAS, Vanda Maria; KOCH, Ingedore Villaça. Ler e escrever: Estratégias de produção textual. São Paulo: Contexto, 2009.

____________. Escrever e argumentar. São Paulo: Contexto, 2009.

MARCURSCHI, Luiz Antônio. O estudo dos gêneros mostra o funcionamento da sociedade. In: Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MARCURSCHI, Beth; SUASSUNA, Lívia. Avaliação em Língua portuguesa: contribuições para a prática pedagógica. 1ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

SCHNEUWLY, B.; DOLZ. J. Os gêneros escolares: das práticas de linguagem aos objetos de ensino. In: Gêneros orais e escritos na escola. Campinas - SP: Mercado das Letras, 2004. Livro fundamental para quem se pretende compreender o funcionamento e organização dos gêneros textuais, tanto orais como escritos e sua aplicabilidade e estudo em sala de aula.

“...os gêneros formais públicos constituem objetos autônomos para o ensino do oral. Eles são autônomos no sentido de que o oral (os gêneros orais) é abordado como objeto de ensino e aprendizagem em si. Não constituem um percurso de passagem para a aprendizagem de outros comportamentos lingüísticos (a escrita ou a produção escrita) ou não-lingüísticos (em relação somente com outros saberes disciplinares). Também não estão subordinados a outros objetos de ensino-aprendizagem”. (DOLZ & SCHNEUWLY, 2004, p.177)

“...a exposição deverá ser ordenada em partes e subpartes, que permitam distinguir as fases sucessivas de sua construção interna. Numa perspectiva de ensino, podem-se distinguir as seguintes partes: uma fase de abertura, uma fase de introdução ao tema, a apresentação do plano da exposição, o desenvolvimento e o encadeamento dos diferentes temas, uma fase de recapitulação e síntese, a conclusão e o encerramento” (DOLZ & SCHNEUWLY, 2004, p.187-188)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Ao apresentar o tema para turma, levante o conhecimento prévio dos estudantes, convidando-os a refletir sobre a pergunta do slide:
  • Se desejamos escrever uma carta de reclamação, qual é a primeira coisa que precisamos fazer?

É provável que os alunos respondam algo como (dentro da hipótese de já terem trabalhado o gênero em aulas anteriores): saber quem é o nosso interlocutor, analisar a linguagem utilizada e as formas de tratamento para com ele, a descrição do problema - que precisa estar clara no texto, assim como os argumentos utilizados pelo remetente, a fim de garantir ao texto credibilidade -, local e data. Esses são elementos que não podem faltar numa carta de reclamação.

OBS.: Esta será uma aula sobre a situação de produção, interação e planejamento textual de cartas de reclamação. Nela, os estudantes conhecerão um contexto possível de produção do gênero, previamente combinado entre eles e o professor. A partir da apresentação de uma problemática, os alunos poderão articular e planejar uma forma de reclamar, neste caso, utilizando o gênero em estudo. Para tanto, é importante que os estudantes já tenham tido contato com este gênero textual, seus elementos composicionais, seu contexto de produção e, sobretudo, sua funcionalidade, e que já tenham feito diversas leituras e estudos de textos do gênero em diferentes suportes, virtuais ou não. A título de sugestão, recomendamos a leitura e abordagem dos planos 2 e 3 desta sequência de atividades que abordam respectivamente relações entre o contexto de produção das cartas de reclamação para reconhecimento dos elementos composicionais do gênero e a apresentação de cartas de reclamação em diversos formatos.

  • Organize a turma em duplas (previamente escolhidas pelos próprios estudantes).
    Para esta aula, sugerimos o trabalho em duplas por compreendermos que a produção de textos em duplas proporcionará maior diálogo entre os alunos, tendo em vista as novas descobertas para esta aula e os encaminhamentos a serem feitos para a produção de texto. Os alunos dessa faixa etária tendem a aprender melhor trocando ideias e, muitas vezes, socializando informações sobre o planejamento do texto a ser produzido; a opção pela produção a quatro mãos (em duplas) auxilia também no desenvolvimento afetivo dos alunos.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Solicite aos alunos que apresentem as fotografias solicitadas na aula anterior. Para esta aula, toda a turma já precisa ter conhecimento de seu objetivo, a produção de uma planejamento para posterior produção textual de uma carta de reclamação.
  • Esta solicitação é importante para garantir aos estudantes a autonomia na escolha da temática do texto a ser produzido e, sobretudo, para que eles tenham acesso ao contexto de produção de gênero, ou seja, uma ação reivindicatória. Dessa forma, os estudantes podem pesquisar algum problema na rua, bairro, cidade ou escola e juntamente com os colegas, iniciar as reflexões sobre quem seria o destinatário de uma carta escrita para reclamar este ou aquele problema, se este destinatário teria o poder de solucionar este problema, qual o nível de linguagem a ser utilizada.
  • Converse com os alunos sobre o conteúdo das imagens.

Estimule os alunos a refletirem sobre o conteúdo das imagens. Solicite que cada dupla, rapidamente, descreva o que fotografou. Realize algumas perguntas aos estudantes, a fim de permitir maior interação entre eles e, sobretudo, permitir que os alunos apresentem as primeiras medidas a serem tomadas em situações como as apresentadas por eles.

Estimule a participação da turma, realizando perguntas (em seguida, sugestões de respostas, pensando em problemas estruturais de responsabilidade de órgãos públicos):

  • Que problema elas trazem? As imagens podem apresentar diferentes problemas, tais como ruas esburacadas, sujas, entulhos nas ruas, etc. O estudante precisa descrever o problema apresentado na fotografia.
  • Esses problemas são solucionáveis? Por quê? Sim, podendo ser solucionáveis a curto ou longo prazo, a depender da natureza do problema. São problemas de ordem estrutural da cidade ou da escola, e é de responsabilidade dos órgãos que as mantém solucioná-los, afinal, pagamos impostos para tal.
  • A quem se poderia recorrer neste caso? A pessoa, órgão público ou instituição responsável, por exemplo, pela coleta de lixo e restos de construção nas ruas, pela manutenção das vias públicas, etc.

Materiais complementares: Para acessar as imagens clique aqui

As imagens contidas no documento representam o problema da falta de coleta de lixo. Restos de construção nas vias públicas, lixo a céu aberto, mato crescido. Elas podem ser utilizadas para toda a turma, o que garante uma uniformização temática da carta de reclamação a ser produzida. Contudo, é uma sugestão possível para o trabalho com os estudantes, caso haja algum problema na coleta de imagens por parte deles. Outra opção é buscar na internet problemas reais da cidade/região onde moram, através de sites confiáveis de notícias. Ainda como uma terceira possibilidade viável, organize um dia na escola para a turma sair da sala de aula e fotografar problemas da escola ou do entorno (comunidade). Combine com a direção e com os pais (em caso de saída). Peça emprestada a câmera da escola para fotografar os problemas, ou peça para que os alunos utilizem seus celulares, se for possível. Deixe que os alunos apontem os problemas e fotografem, para que sejam protagonistas de fato. Caso ainda não conheça a comunidade onde fica sua escola, esta saída com os alunos seria uma excelente oportunidade para conhecê-la e compreender melhor o contexto de vida de seus alunos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações:

  • Solicite aos alunos (ainda em duplas) que organizem seu material, caderno, lápis e borracha.
  • Convide os estudantes:
  • Agora que vocês têm em mãos o que reclamar, que tal planejar o texto?
  • A partir da apresentação desta perguntas aos estudantes, a atividade será de elaboração coletiva de um roteiro para planejamento de produção de texto. É preciso despertar o interesse dos alunos para a importância desta etapa, muitos talvez sejam resistentes a pular esta etapa e partir para a produção, por isso, faz-se necessário realizar a seguinte pergunta aos estudantes:
  • Por que planejar um texto antes de escrevê-lo é importante? A etapa do planejamento do texto é importante porque nela podemos selecionar e organizar as informações que comporão o texto. No caso das cartas de reclamação, é preciso definir quem será o destinatário da carta, as informações como local, data, a linguagem a ser utilizada, se formal ou informal, polida e cordial, a descrição do problema a ser relatado, os argumentos necessários para defender a resolução do problema. Todas essas informações precisam ser pensadas antes da escrita do texto.
  • Distribua para as duplas de estudantes o esquema de planejamento de escrita do gênero cartas de reclamação.
  • Este esquema apresenta perguntas e palavras-chaves para a produção de uma carta de reclamação. Após a distribuição deste esquema para os alunos, oriente-os a pensar como seria o texto se todas estas informações estivessem presentes. Como os estudantes já conhecem o gênero, ficará mais simples a organização destas informações. Explique cada pergunta presente nos círculos que compõem o esquema, relembrando os elementos composicionais do gênero, a linguagem cordial e polida, além de formal, a ser utilizada, a presença ou não de depoimentos de pessoas (moradores, alunos etc.) que reforçarão os argumentos da carta.
  • Esta é a ótima oportunidade de retomar as características do gênero cartas de reclamação, questionando os alunos durante a atividade: quem serão os interlocutores de uma carta de reclamação? (O remetente e o destinatário, ou seja, quem reclama e a quem é dirigida a reclamação); como podemos organizar a estrutura do texto, que elementos a compõem? (No cabeçalho, o local e a data. Logo abaixo, a quem é dirigida a carta e uma saudação. Após, o texto, com argumentos defendendo os motivos da reclamação e, por fim, a despedida e o remetente se subscreve.) Estas perguntas podem ser realizadas ao longo desta etapa da aula, sempre no caráter de despertar no estudante o desejo por escrever o texto e não simplesmente como uma revisão de conceitos e elementos composicionais do gênero.
  • No caderno, estimule os alunos a reproduzirem o esquema projetado no slide e distribuído a eles, preenchendo cada círculo com as informações cabíveis ao seu texto. Esta é a etapa do planejamento propriamente dito, na qual os estudantes farão a sistematização de todas as informações que constarão no texto. O preenchimento deste esquema pode ser considerado satisfatório, quando os estudantes conseguirem colocar no caderno todas as respostas para cada círculo presente, apresentando, desta forma, um esquema do texto a ser produzido posteriormente.
  • Circule pela sala a fim de auxiliar os estudantes na composição do planejamento.

Materiais complementares:

Para acessar o Esquema de planejamento clique aqui

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Solicite aos estudantes apresentem o planejamento para produção de texto desenvolvido após a distribuição do esquema.
  • Estimule-os a apresentar para os colegas o planejamento do texto. Disponibilize alguns minutos para cada dupla, a fim de socializar e também sugerir mudanças no planejamento.

Materiais complementares:

Link de acesso para um planejamento hipotético produzido com base neste Plano de aula. Clique aqui

O modelo de esquema para planejamento textual acima é de uso exclusivo do professor e foi produzido como material de estudo, como base nas fotografias disponibilizadas a título de sugestão para este plano.

A produção do esquema é realizada de acordo com as perguntas e sentenças de cada círculo. Os estudantes precisam preencher estes círculos com as informações sobre o futuro texto, de acordo com as fotografias que possuem em mãos.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Produção de textos do 6º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF67LP19 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP22 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano