15733
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Cesta de sabores

Nesta atividade, as crianças irão explorar as cores, as texturas e os gostos de diversas frutas.

Plano 04 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Tamira Paula Torres Martins

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Antecipe cestas individuais para os bebês maiores que têm frutas em sua dieta. Compartilhe com as famílias a proposta e peça ajuda para compor as cestinhas. Inspire-se neste modelo de bilhete. Antecipe uma lista de frutas e distribua entre as famílias, desse modo será garantida a diversidade de alimentos. Além desses encaminhamentos será necessário prever a organização do refeitório para realizar esta atividade. Vale a pena combinar um horário em que o espaço não esteja sendo utilizado pelas outras crianças da escola.

Materiais:

Frutas de diferentes texturas como maçã, abacaxi, laranja, kiwi, dentre outras típicas de sua região;

Cestas individuais para cada bebê, podendo ser potinhos como aqueles utilizados para embalagem de sorvete (2 litros);

Cesta grande para compor a cesta de frutas;

Recipientes diversos;

Toalha de cozinha;

Copos descartáveis;

Câmera ou celular para registrar.

Espaços:

Para esta atividade organize o ambiente de modo que os bebês possam se sentar próximos à cesta, que já deve estar no refeitório antes da chegada deles. É fundamental que os alimentos sejam higienizados antes da proposta, nesse sentido, peça ajuda da cozinheira para que as frutas estejam em condições de serem degustadas pelos bebês. Esta atividade é destinada aos bebês maiores que têm em sua dieta frutas variadas liberadas no cardápio. Nesse contexto é importante que, enquanto isso, os menores estejam na sala envolvidos em atividades planejadas e acompanhados por um adulto ao qual tenham vínculo estável.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 30 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

Como os bebês reagem durante as pesquisas exploratórias envolvendo percepção quanto ao odor, cor, sabor, temperatura das frutas?

Ao participar da experiência com frutas, como os bebês reagem: participam, trocam entre si, imitam uns aos outros?

Ao manusear os alimentos os bebês descobrem novas possibilidades sensoriais e corporais?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Garanta apoios necessários para que cada bebê participe de modo confortável e seguro desta proposta com as cestas de frutas, considerando altura das mobílias e recipientes adequados, compatíveis com a faixa etária do bebê.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Convide os bebês maiores para acompanhar você até o refeitório. Ao chegar no local da atividade, chame a atenção deles para a cesta que está coberta com toalha. Faça perguntas como: O que será que tem embaixo desse tecido? Quem gostaria de descobrir? Vamos ver? Quem gostaria de puxar o tecido? Após descoberta, encoraje as crianças a retirar o tecido e deixe que manipulem os alimentos da cesta conforme seus interesses. Enquanto os bebês manipulam os alimentos, faça intervenções para que notem semelhanças e diferenças dos alimentos quanto à textura, ao tamanho, ao peso à cor etc.


2

Aproxime-se do bebê que individualmente explora a textura do abacaxi e pergunte a ele se gostaria de ver este alimento por dentro. Cuidadosamente corte um pedaço do alimento e ofereça a ele em uma cestinha individual, deixe que manipule-o, experimente-o e explore-o. Faça o mesmo com a dupla que está rolando o maracujá, incentive as crianças a investigar, a descobrir mais sobre o tamanho, peso e textura. Dê uma cestinha para cada integrante da dupla, mostre a eles uma fruta semelhante ou igual a aquela que está sendo manuseada, porém gelada, abra-a e coloque-a na cestinha, peça para que toquem-na e deixe que ampliem suas pesquisas, descobrindo outras propriedades do alimento. Aproxime-se do pequeno grupo e apresente, por exemplo, o mamão, peça para que apertem-no, toquem-no e então corte-o e coloque em cestas individuais para que cada bebê manipule, experimente, explore o alimento de acordo com suas preferências. Observe as reações deles e, se necessário for, prove a fruta e convide para que a degustem também, descrevendo o quanto é saboroso para você.


3

Neste momento cada bebê já deve estar com uma cestinha. Este é o momento de ampliar as experiências deles. Abasteça a cestinha dos pequenos com outras frutas e deixe que façam suas pesquisas exploratórias. Filme e/ou fotografe a participação dos bebês na proposta.

Possíveis ações da criança neste momento: Um bebê manipula as frutas que estão na sua cesta e se esforça para segurar um pedaço de manga que insiste em escorregar de suas mãos, então leva à borda do recipiente a boca para experimentar a fruta. Outro bebê observa que um colega fez uma expressão de satisfação ao experimentar a banana, então a procura em sua cesta. Como não a encontra, sinaliza por meio de expressões que também deseja essa fruta.

4

Enquanto os bebês estão envolvidos nas propostas de manipulação, exploração e degustação das frutas, potencialize as experiências aguçando a percepção deles para além do tato, do paladar e da visão. Aproxime-se do pequeno grupo com uma cesta com potinhos ou cestinhas menores, que já estão sendo utilizadas na proposta, contendo partes de frutas diferentes em cada um, providencie também potes com diferentes tamanhos e pesos. Diga às crianças que as mesmas frutas que estão sendo manuseadas e saboreadas por elas além de sabor têm cheiro! Convide-as para sentir o aroma, cheire o alimento à vista dos bebês e expresse sua sensação para inspirá-los: Hum...que cheiro gostoso! Observe aqueles que demonstram interesse em participar da proposta e chame-os para sentir o perfume das frutas.

Possíveis ações da criança neste momento: Um bebê tenta segurar um pote mais cheio, com vários pedaços de abacaxi, empenha-se em levantá-lo e aproximá-lo de seu nariz. Não tendo êxito, ajusta seu corpo em direção ao pote, a fim de conseguir cheirar. Outro leva um pote em direção ao nariz do colega, que ao receber esse cuidado, imita-o, pega um outro pote e oferece ao colega.


Para finalizar:

Comunique aos bebês que a atividade está chegando ao final, peça ajuda para que dentro de suas competências descartem os resíduos alimentares. Conte que todos irão ter um momento de higiene e que, ao retornar à sala, poderão brincar com seus objetos favoritos.

Desdobramentos

Organize cestas com outro tipo de alimentos, por exemplo, legumes. Além disso, apresente um alimento por vez na cesta surpresa e deixe que todas as crianças explorem-no. Em seguida, ofereça uma degustação.

Engajando as famílias

Combine com as merendeiras que, ao preparar as atividades, separem algumas frutas e preparem uma salada de frutas que será entregue às famílias no momento da saída, em pequenas porções previamente colocadas em copinhos descartáveis. Além disso, exponha as fotos da experiência e anexe à ela uma pequena mensagem com os possíveis dizeres: Lembrança da saborosa experiência com frutas.

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Bebês :

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01ET01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01ET03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01EO02 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano